São José em Dados 2012 - Prefeitura Municipal de São José dos ...

sjc.sp.gov.br

São José em Dados 2012 - Prefeitura Municipal de São José dos ...

São José em Dados é uma publicação editada pelaPrefeitura de São José dos Campos sob a coordenaçãoda Secretaria de Planejamento Urbano. Comapoio de vários outros órgãos da prefeitura, apresentainformações históricas, geográficas, demográficas,culturais, sociais e econômicas sobre o município.Os dados estatísticos da presente edição são os maisrecentes disponíveis em forma consolidada quandoda sua redação. Na maioria dos casos referem-se aosanos de 2010 e 2011.apresentação2 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 3


SUMÁRIOI – Aspectos históricos 6Histórico de São José dos Campos 8Histórico do distrito de Eugênio de Melo 12Histórico do distrito de São Francisco Xavier 13Cronologia joseense 14Símbolos do município 20Relação de ex-prefeitos 22II – Administração pública 24Estadual 26Judiciário 26Legislativo 27Câmara Municipal 27Municipal 27Secretarias e assessorias 28Órgãos ligados à Prefeitura 28Outros órgãos 29III – Caracterização do território 30Posição e extensão 32Localização no Brasil e no Estado de São Paulo 32Municípios limítrofes 32Área 33Mapa de São José dos Campos e divisas distritais 33Altitudes do município 33Pontos extremos 33Regiões geográficas 34Setorização urbana 36Relação de bairros por setor-regiões 36Rodovias e estradas 38Acesso 39Distâncias aproximadas 39Recursos naturais e meio ambiente 40Clima 40Vegetação 41Unidades de conservação 42Relevo 45Geologia 45Paisagem serrana 46Hidrografia 48IV – Caracterização da população 50São José dos Campos no censo de 2010 52Os 10 maiores municípios de São Paulo 52Participação da população de São José na região e no estado 52Crescimento populacional 53Composição etária 54Distribuição populacional 55Domicílios 56Tipo de domicílio 56Densidade domiciliar 56Condição de ocupação 56Renda domiciliar 57Outros indicadores com base no censo 2010 57V – Saúde 58Perfil 60Evolução da taxa de mortalidade infantil 60Indicadores de saúde 61Leitos 61Rede hospitalar e unidades de saúde 614 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 5


VI – Educação e cultura 62Educação - Perfil 64Distribuição dos alunos matriculados segundo o nível e a rede de ensino 64Rede de ensino municipal 64Indicadores de educação 65Bibliotecas e centros de informação e de documentação 66Bibliotecas comunitárias 67Espaço Ponto Com 67Cultura - Perfil 68Espaços culturais 69IX – Economia 96Caracterização macroeconômica 98Vale do Paraíba 98São José dos Campos 98Estabelecimentos por setor econômico 99Parque Tecnológico 99Setor agropecuário 100Finanças públicas 101PIB de São José dos Campos e classificação no Estado 101Evolução do PIB – 2000-2009 101VII – Arquitetura e desenvolvimento urbano 70Planejamento urbano 72Arquitetura 73Patrimônio arquitetônico e urbanístico preservado 74VIII – Turismo, esporte e lazer 84Turismo 86Cidade tecnológica com belezas naturais 86Pontos turísticos 87Centro de Informações Turísticas 87A natureza em São Francisco Xavier 88Atrativos e pontos turísticos de São Francisco Xavier 89Esporte e lazer 90Espaços comunitários 90Parques municipais 92Lazer 94X – Meios de comunicação e transporte 102Comunicação 104Jornal 104Correspondentes 104Revista 104Rádio 104Televisão 105Transporte 107Terminal rodoviário urbano 107Terminal rodoviário intermunicipal/interestadual 107Aéreo 107Ferroviário 107XI – Informações complementares 108Dados 110Gerais 110Transporte 110Saneamento ambiental 110Hotéis e pousadas 111Portais úteis 114XII – Bibliografia 1166 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 7


IaspectoshistóricosSanatório Vicentina Aranha8 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 9


I - Aspectos Históricoshistóricode SãoJosé dosCamposParte do que hoje é o território joseenseteria sido ocupado por uma fazendade gado às margens do Rio Comprido,hoje divisa natural entre São José dosCampos e Jacareí, por padres jesuítasno final do século 16 a partir daconcessão de sesmarias. A criação defazendas era um artifício usado pelosjesuítas para evitar uma maior intervençãopor parte de Portugal.A legislação de 1611, que regulamentavaa administração de aldeamentosde índios dispersos, administradospor religiosos, transformou oficialmentea fazenda em missão de catequese.Os colonos paulistas viram-seentão prejudicados, pois dependiamda exploração de mão de obra escravaindígena, o que culminou no conflitoem que os jesuítas foram expulsos e osaldeãos espalhados.Os jesuítas retornariam alguns anosmais tarde, instalando-se em umaplanície a 15 quilômetros da antigaaldeia, onde fica hoje o centro da cidade.Do novo local tinha-se uma visãoprivilegiada da área que circundava aaldeia, garantindo maior segurançacontra invasões, enchentes e permitindoboa ventilação e insolação. Mesmosendo uma nova missão, era oficialmentetratada como fazenda de gado.Sabe-se ainda que a organização urbanano plano teórico e prático da aldeiaé obra atribuída ao padre jesuíta Manoelde Leão, cuja principal ocupaçãoera a de administrador. Em São Paulodesde 1663, ele estava à frente das fazendasmais remotas. Entre estas, figuravao aldeamento em solo joseense.Nos documentos, a aldeia aparece como nome de Residência do Paraíba doSul, em 1692, e Residência de São José,em 1696. Com a descoberta de ouro nasminas gerais, no início do século 18, oaldeamento passa por sérias dificuldadespor causa da saída de mão de obrapara o trabalho na mineração.Após a expulsão dos jesuítas do Brasil,em 1759, todos os bens dessa ordemreligiosa – como fazendas, colégios ealdeias – passaram para a custódia damonarquia portuguesa. Esta determinouao governador da província, LuísAntonio de Souza Botelho Mourão,conhecido como Morgado de Mateus,a incumbência de tornar produtivasas novas propriedades da Coroa, entendendo-secomo tal a necessidadede ampliar a arrecadação de impostos.Morgado de Mateus recebeu a permissãodo vice-rei para criar freguesias e vilas,pois assim poderiam ser tributadas.Em 27 de julho de 1767, ainda antesde se tornar freguesia, a aldeia foielevada à categoria de Vila, com adenominação de São José do Paraíba.Levantou-se, então, o pelourinho naatual Rua Vilaça, próximo ao cemitério,e procedeu-se à eleição da Câmara,o que caracterizava a nova condição.A emancipação à categoria de Vila nãofoi um fator determinante para o desenvolvimentolocal, pois por muitosanos quase nenhum progresso foi notado.A principal dificuldade apontadaera o fato de a Estrada Real passarfora dos domínios da Vila.Em meados do Século 19, São José doParaíba já demonstrava alguns sinaisde crescimento econômico, com a evoluçãoda agricultura. Em 1864, a Vilafoi elevada à categoria de cidade e em1871 recebeu a denominação de SãoJosé dos Campos. Isso se deve, em parte,à expressiva produção de algodão,atingida durante a década de 1860que era quase toda absorvida pelomercado inglês. Também o desenvolvimentoquase simultâneo da culturacafeeira no Vale do Paraíba contribuiupara esse surto de progresso pelo qualpassou o município.Apesar de São José ter ocupado posiçãoperiférica no contexto valeparaibanonesse período, em 1886 atingiuo auge produtivo, quando a cidadeera servida pela estrada de ferro, quefora inaugurada em 1877, mantendoainda alguma expressão até por voltade 1930. A pecuária leiteira começoua ser introduzida com mais intensidadea partir de 1918, após uma grandegeada ocorrida no município, e vem semantendo com relativa importânciaaté a atualidade.No início do Século 20, começou atornar-se perceptível a procura de SãoJosé dos Campos para o tratamentode tuberculose, devido às condiçõesclimáticas supostamente favoráveis.Gradativamente, foi sendo criadauma estrutura de atendimento, coma construção de pensões e repúblicas.Em 1924, foi inaugurado o SanatórioVicentina Aranha, o maior do paísna época. Com a transformação emestância climatérica e hidromineral,em 1935, o município pôde investirem infraestrutura, principalmente naárea de saneamento básico.No futuro, isso viria a ser de grandeimportância para a atração de investimentosdestinados ao desenvolvimentoindustrial, que começa a seacentuar a partir do declínio da funçãosanatorial da cidade, pois a tuberculosepassou a receber tratamento ambulatorialcom o advento da penicilina,na década de 1940.Durante o período de 1935 a 1959, acidade foi administrada por prefeitossanitaristas, nomeados pelo GovernoFederal. Em 1958, São José dos Camposganhou autonomia política , quefoi perdida em 1967 e novamente recuperadaem 1977.Na intenção de atrair investimentos industriaispara a cidade, a Lei Municipal4, de 13 de maio de 1920, concedia isen-Pôr do Sol no Banhado10 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 11


I - Aspectos HistóricosIgreja MatrizPraça Afonso Penação de impostos por um período de 25 anos e terrenogratuito. A primeira indústria a se beneficiar foi a Fábricade Louças Santo Eugênio, inaugurada em 1924,e situada na atual Avenida Nelson D’Ávila. Em 1925foi instalada a Tecelagem Parahyba, especializada embrim, que depois se transformou em fábrica de cobertores.No entanto, o processo de industrialização só tomouimpulso com a instalação do Centro TécnicoAeroespacial (CTA), hoje Departamento de Ciênciae Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e do InstitutoTecnológico de Aeronáutica (ITA), em 1950, alémda inauguração da Rodovia Presidente Dutra, em1951. Isso permitiu acesso mais rápido para o Riode Janeiro e São Paulo, os maiores centros industrializadosdo país, que já apresentavam alguns sinaisde saturação. Esses fatores foram preponderantespara a atração de indústrias de grande porte nas décadasde 1960 e 1970 para a região.A criação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(INPE), em 1961, e o aprimoramento da estruturaeducacional no município consolidaram São José dosCampos como um polo científico e tecnológico formadorde mão de obra especializada, o que viabilizou ainstalação de empresas nacionais de base tecnológicanos ramos aeroespacial, bélico, eletrônico, automobilístico,farmacêutico e de telecomunicações.O processo de industrialização fez com que São Joséexperimentasse intenso crescimento demográfico,que acelerou a urbanização e causou problemas,como a ocupação irregular de áreas urbanas e rurais.No final dos anos 80, o município passou poruma grave crise na economia, principalmente noque diz respeito ao mercado de trabalho, com a quedada arrecadação e diminuição dos investimentosnos setores público e privado. Já em meados da décadaseguinte, com a estabilidade alcançada no país,São José dos Campos voltou a receber investimentosprivados e apresentar sinais de crescimento econômico.A posição estratégica em relação às duas maiores regiõesmetropolitanas do país e a proximidade do portode São Sebastião e da Serra da Mantiqueira vêmconsolidando São José dos Campos como um centroregional de compras e serviços, que atende o Vale doParaíba, Litoral Norte e Sul de Minas Gerais, cuja populaçãoé de mais de 2 milhões de habitantes.12 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 13


I - Aspectos HistóricosO Distrito de Eugênio de Melo, que conta hoje com 85,8 quilômetrosquadrados de área, apresenta algumas peculiaridades no cenário joseense.No final do Século 19, com o auge da produção cafeeira nomunicípio, a região teve papel importante na produção e exportaçãodo produto, que levou à construção da estação ferroviária, inauguradaem 1898. Este fato ofereceu condições para o surgimento da Vila,que recebeu a denominação de Nossa Senhora dos Cafezais.Com a decadência do café em todo o Vale, o povoado passou pordificuldades econômicas quando começou a substituição gradual dacafeicultura por outras lavouras.O povoado teve um período de crescimento econômico ao ser construídaa primeira estrada de rodagem Rio-São Paulo, em 1924. Por cortar aárea urbana do distrito, a rodovia beneficiou o comércio local e trouxemaior mobilidade à população, por meio de linhas de ônibus que puderamser criadas entre cidades vizinhas e São José dos Campos.Nesse momento foi criado o Distrito de Eugênio de Melo, pelo DecretoEstadual 6.638, de 31 de agosto de 1934, o que, de certa forma,possibilitou à administração municipal atender melhor às reivindicaçõesda população do local. O nome foi uma homenagem a EugênioAdriano Pereira de Cunha e Mello, diretor da Central do Brasilde 1889 a 1891.Da época cafeeira em Eugênio de Melo restam ainda alguns prédioshistóricos, como a estação ferroviária e a sede da Fazenda Galo Branco.Também foram encontrados diversos artefatos de origem indígena.O processo de industrialização pelo qual passou São José dos Camposenvolveu também o distrito, que recebeu a instalação de diversasindústrias, até mesmo de grande porte.Em 2006 foi instalado em Eugênio de Melo o Parque Tecnológico,uma parceria do Governo de São Paulo com a Prefeitura de São Josédos Campos. O prédio reúne instituições públicas e privadas que visamo estudo e desenvolvimento de tecnologia.A origem do povoado de São Francisco Xavier está ligada ao fatode a localidade ter sido passagem e pouso de tropeiros que vinhamde Minas Gerais para vender produtos em São José dos Campos. Odistrito foi criado oficialmente pela Lei Estadual 59, de 16 de agostode 1892, e nessa época era composto por uma capela construída emtaipa e aproximadamente dez casas, além de uma escola pública, umarmazém e uma botica. Devido ao relativo isolamento, passou porum longo período na dependência exclusiva da agropecuária.Em 1911, foi inaugurada a iluminação pública, com lamparinas dequerosene trazidas de São José e colocadas nas ruas a cada dez metros.Nesse período, todos os melhoramentos urbanos eram executadospelos moradores, coordenados por um inspetor da Prefeitura,que convocava os grupos de trabalho.São Francisco Xavier foi um dos pontos estratégicos dos paulistas nasrevoluções de 1930 e 1932. Entre 1942 e 1951, a Igreja Matriz foi ampliadae reformada, permanecendo somente a torre em taipa.A população era abastecida de água vinda dos córregos e nascentesda região. Para resolver este problema, a Prefeitura instalou um pequenoreservatório e distribuía água por meio das bicas instaladasem pontos estratégicos. Em 1958, foram cortadas essas ligações, eo Governo do Estado assumiu o abastecimento, com a instalação deligações domiciliares.Situado ao norte do município, numa área de 301 quilômetros quadrados,São Francisco Xavier tem uma paisagem natural privilegiada,com fortes declives e grandes altitudes. O ponto culminante éo Pico do Selado, com 2.082 metros, de onde se avistam as cidadesvizinhas, em meio a um relevo harmonioso de montanhas e vales.O distrito é uma Área de Proteção Ambiental Federal, como parteda Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. Na esfera municipal, odistrito é amparado pela Lei Complementar nº 165, de 15 de dezembrode 1997, que instituiu a APA da Serra da Mantiqueira. Em 8 denovembro de 2002, foi aprovada a Lei Estadual nº 11262, criando aAPA – São Francisco Xavier, que hoje dispõe de um Conselho Gestorcom participação do estado, do município e da comunidade, já tendoum plano de manejo aprovado em 2006.Essa legislação tem por objetivo disciplinar o processo de ocupaçãodo distrito e de toda a potencialidade turística resultante de suas riquezasnaturais que, por isso, vem atraindo a atenção de um númerocada vez mais expressivo de pessoas, o que exige uma crescente necessidadede assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais,de tal forma que proporcione bem-estar à população e aos visitantes.HISTÓRICO DO DISTRITO DEEUGÊNIO DE MELOHISTÓRICO DO DISTRITO DESÃO FRANCISCO XAVIER14 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 15


I - Aspectos HistóricosCRONOLOGIA JOSEENSE1692 169617661767 1834 1864Nome - Aparece com a denominação deResidência do Paraíba do Sul.Nome - Aparece com a denominação deResidência de São José.Demografia - Contava a aldeia com 94 fogos(casas), 205 mulheres e 159 homens e era amaior que os jesuítas haviam administrado,com exceção da de Barueri, que tinha 128fogos.Emancipação da Vila - 27 de julho -segunda-feira - Estava criada a Vila deSão José do Paraíba, fato anormal, poisainda não havia passado pela condiçãode Freguesia.1° Prefeito - 9 de abril. Foi promulgadalei instituindo prefeitos municipais naprovíncia.: para São José do Paraíba foinomeado o capitão Manoel JoaquimGonçalves de Andrade, que permaneceuno cargo por vários anos.Cidade – 22 de abril– Pela Lei nº 27, a Vilafoi elevada à categoria de cidade.1869 1871 1872 1877 1892 1894Santana do Paraíba - Começou a construçãoda Igreja de Santa Ana, por moradoresda margem do Paraíba. Desta épocadata a fundação do bairro que tomouo nome de sua padroeira.Nome Atual - 4 de abril - Pela Lei Provincialnº 47, é adotada a denominaçãode São José dos Campos, em virtude daimensa extensão de campinas aqui existentes.Recenseamento – 11 de agosto, censo oficialdo Brasil: população de São José dos Campos- 12.998 habitantes, sendo 6.681 homens,6.317 mulheres, 11.753 livres, 1.245 escravos.Entre os livres, 2.171 sabem ler e escrever.Estrangeiros: 268, dos quais 193 africanos, 55portugueses, entre outros.Brasileiros natos: paulistas (12.119), baianos(222), mineiros (102), entre outros.Estrada de Ferro - 18 de janeiro - Festividadede inauguração com a chegada do primeirocomboio de passageiros, procedentes de Jacareí,embora a estrada já estivesse prontaem 1876.Distrito - Pela Lei Estadual nº 59, de 16 deagosto de 1892, foi criado o distrito de SãoFrancisco Xavier.24 de julho - Nasce Cassiano Ricardo Leite, omaior poeta joseense e importante intelectualdo país que foi também crítico, ensaísta,historiador e jornalista1898 1910 1920 1923 1924 19271° Jardim Público - 7 de setembro - Oprefeito Jordão Monteiro Ferreira inauguraum jardim público na atual PraçaCônego Lima.Inaugurado o Grupo Escolar Olímpio Catão,instalado no palacete de José de PaivaBaracho, adquirido e reformado peloGoverno do Estado.1ª Indústria - 28 de maio - A edilidade concedebenefícios fiscais e doa terreno a EugênioBonádio para a instalação da fábrica de louçasbrancas dede pedra.1° Mercado - Inaugurado o Mercado Municipal,instalado na Rua Sebastião Humel, ondeaté hoje se encontra.1° Sanatório - 27 de abril - Com a presençado governador Washington Luiz, foi inauguradoo Sanatório Vicentina Aranha, o maiordo país.1° Paço Municipal - 11 de abril - Inauguradoo primeiro prédio construído especialmentepara instalação da sede da Prefeitura, naPraça Afonso Pena, onde está localizado oCentro de Operações Integradas (COI).16 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 17


I - Aspectos Históricos19281932 1934 19351ª Rodovia - 5 de maio - Inaugurada arodovia entre Rio e São Paulo, com onome de Rodovia Washington Luiz, hojeconhecida como Estrada Velha.Revolução – 23 de maio - Na Praça daRepública, em São Paulo, é morto o estudanteEuclides Miragaia, joseense, nascidoem 20 de novembro 1910. O trágicoacontecimento contribuiu para a eclosãoda Revolução Constitucionalista de 1932.1º Centro de Saúde – Maio – Instaladocom a denominação de Posto de Higiene.Movimento do ano: matriculados(987) e consultas (1.554).Distrito - Pelo Decreto Estadual n.º 6.638,de 31 de agosto, foi criado o distrito deEugênio de Melo.Estância Climática - O Decreto Estadual7.007, de 12 de março, instituiu São Josédos Campos na categoria de EstânciaClimática.Estância Hidromineral - A Lei Orgânicado Município n.º 2.484, de 16 de dezembro,instituiu São José dos Campos nacategoria de Estância Hidromineral.1937 1948 1950 1951 1968 1969Acadêmico - Primeiro filho da terra eleitomembro da Academia Brasileira de Letras,Cassiano Ricardo Leite recebe, emsolenidade pública na sua terra natal,como presente dos seus conterrâneos, ofardão que usaria na “Casa dos Imortais”.Distrito - A Lei Estadual 233, de 31 de dezembro,desmembrou de São José dosCampos o território do distrito de Buquira,elevado à categoria de município como nome de Monteiro Lobato.CTA - ITA - 2º semestre - Transferidopara São José dos Campos o InstitutoTecnológico de Aeronáutica (ITA), criadoem 1947 no Rio de Janeiro. Os alunos sãobolsistas do Ministério da Aeronáutica e,além das aulas, têm também hospedagem,alimentação e serviços de saúde.Novo marco no desenvolvimento instituio ciclo de ensino universitário no município,divulgando o seu nome no Brasil eno exterior.Rodovia - 19 de janeiro - Inaugurada anova ligação Rio-São Paulo, Rodovia PresidenteDutra, a primeira com uma pistaem asfalto, cortando o centro urbano dacidade, assinalando o marco de nova erapara o Brasil, para São Paulo e para todaa Região do Vale do Paraíba.Biblioteca - 20 de outubro - Inauguradaa Biblioteca Pública Municipal CassianoRicardo, com presença do general HumbertoPelegrini, presidente do InstitutoNacional do Livro.1970 1971 1978 1987 1993 1994Indústria - 19 de agosto - Decreto doPresidente da República autoriza a construçãoda Embraer - Empresa Brasileirade Aeronáutica S/A, de economia mista,com capital inicial de 50 milhões de cruzeiros.Incentivos - 4 de janeiro - A edilidadeaprovou projeto de lei fomentando ainstalação de indústrias no município,que ficaram isentas por dez anos dosimpostos territoriais e sobre serviços dequalquer natureza (ISS).Lazer – 23 de outubro - A administraçãomunicipal, em meio às comemoraçõesdo “Dia do Aviador”, inaugurou o ParqueSantos Dumont, local de recreação e lazer.Shopping center – Setembro - Inauguradoo Shopping Centro São José, o primeiro desua linhagem, dando força ao comércio dacidade.Shopping center – 28 de maio - Inauguradoo Center Vale Shopping, que fortaleceuainda mais o comércio na cidade, em localde fácil acesso para a região..9 de fevereiro - Entrou em órbita o satélitede coleta de dados (SCD1), o primeirosatélite construído no Brasil, pelo InstitutoNacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).Shopping center – 10 de novembro –Inaugurado o Vale Desconto Shopping.Hoje Vale Sul Shopping.1995 1996 2002 20047 de maio - Inaugurado o Shopping CenterColinas.2006Faculdade pública - Março – Entra emfuncionamento a Fatec - Faculdade deTecnologia - um programa do Centro dePaula Souza, do Governo do Estado deSão Paulo, com apoio da Prefeitura Municipalde São José dos Campos.Parque – Inaugurado em 27 de julho oParque da Cidade Roberto Burle Marx, com516.000 m2 em na área onde funcionava aFazenda da Tecelagem Parahyba.Tecnologia – Maio – Inaugurado o Núcleodo Parque Tecnológico de São Josédos Campos, que integra o sistema deParques Tecnológicos do Estado de SãoPaulo. Instalado no km 137 da RodoviaPresidente Dutra, nas antigas instalaçõesda Solectron.Câmara Nova – 2 de fevereiro – Inauguradaa nova sede da Câmara Municipal, construídaao lado do Paço Municipal, com áreatotal de 14.000 m2.Resíduos sólidos – Aprovada a Lei nº 37.146de 31 de julho, que institui o Plano Integradode Gerenciamento e o Sistema de GestãoSustentável de Resíduos da Construção Civile Resíduos VolumososPatrimônio – Por meio da Lei Municipal nº6.493, é declarado como Zona de Preservação(ZP) o complexo formado pela antigaTecelagem Parahyba e a Fazenda Santanado Rio Abaixo.Planejamento urbano - Novembro –Aprovada a Lei Complementar Municipal306, que institui o plano diretor de desenvolvimentointegrado – PDDI, instrumentobásico do processo de planejamento municipalpara o próximo decênio.Memorial – 19 de fevereiro – Inauguradoo MAB (Memorial Aeroespacial Brasileiro),contando a história do desenvolvimentoaeroespacial brasileiro.2007Universidade federal - Instala-se emSão José dos Campos uma unidadeda Universidade Federal de São Paulo(Unifesp). O primeiro curso é de Ciênciada Computação.Aeroespacial - 26 de fevereiro – Aprovadaa Lei nº 6.517, de autoria do Legislativo, quedeclara o Município de São José dos Camposcomo “A Capital da Indústria Aeroespacialdo Brasil”.Idoso - Julho - Inaugurada no dia 27 a Casado Idoso Alair Campos do Amaral. Trata-sede um centro de referência para os idosos,onde são oferecidas diversas atividadesnas áreas de esporte, recreação, lazer, cultura,assistência social e saúde.18 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 19


I - Aspectos Históricos20072008Patrimônio – 27 de julho – Após uma longanegociação, abertura para a populaçãoda área externa do antigo Sanatório VicentinaAranha, adquirida pela Prefeiturade São José dos CamposIntegra – Inaugurado no dia 1º de setembroo Centro de Integração da Pessoa comDeficiência.Saneamento básico – 10 de junho - Aravésdo Decreto 13.138/08 é homologado oPlano Municipal de Saneamento Básico,que abrange os serviços de abastecimentode água potável e esgotamentosanitário, a limpeza urbana, o manejo deresíduos sólidos e a drenagem e o manejode águas pluviais.2009Saneamento básico – 10 de dezembro- É assinado o contrato de concessão àSabesp para o serviço de abastecimentode água, coleta e tratamento de esgotona cidade.Meio ambiente – Entra em funcionamentoem 31 de março o primeiro pontode entrega voluntária – PEV, iniciativapioneira na região, que é um equipamentopúblico e comunitário, destinadoa receber e armazenar temporariamenterestos de obras de construção como tábuas,tijolos, concreto, telha, fiações etc.Isso atende determinação da ResoluçãoFederal 307/2006, do Conselho Nacionaldo Meio Ambiente, e da Lei Municipal7.146/2006. O objetivo é evitar despejo deentulho em áreas impróprias e direcionaresse material para a reciclagem.2010Planejamento – 30/09/2009 – Criado oInstituto de Pesquisa, Administração e Planejamento(Ipplan).Zoneamento – Em 09//08 entrou em vigora LC/410/10, nova Lei de Zoneamentoque estabelece as normas de uso e ocupaçãodo solo.Unidade de Conservação – Foi criadoem 17 de setembro, pela Lei Municipal8.195/10, o Parque Natural Municipal AugustoRuschi, sendo a primeira Unidadede Conservação de Proteção Integral deSão José dos Campos.2011Transportes – Finalizada a implantaçãodo sistema de integração, onde os passageirospodem utilizar dois ônibus por umperíodo de duas horas no mesmo sentido.Urbanismo – Lançado em 12 de agosto oplano estratégico Centro Vivo, que visa arequalificação da área central de São Josédos Campos em sua atuação pública eprivada.Financiamento – Assinado em 18 deagosto o contrato de empréstimo entrea Prefeitura de São José dos Campos eo Banco Interamericano de Desenvolvimento– (BID) para financiamento do“Programa de Estruturação Urbana deSão José dos Campos”.Reabilitação – Inaugurado em 17 de setembroo Centro de Reabilitação Lucy Montoro,instituição voltada para o tratamentode pessoas com deficiência.Futebol – Em 27 de novembro o time femininode futebol do São José se tornoucampeão da Copa Libertadores de FutebolFeminino, torneio realizado pela ConfederaçãoSul-Americana de Futebol (Conmebol)no Estádio Martins Pereira.Região Metropolitana – 14 de dezembro- Aprovado pela Assembléia Legislativa oprojeto de lei que cria a Região Metropolitanado Vale do Paraíba e Litoral Norte.Time feminino de futebol do São José20 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 21


I - Aspectos HistóricosSÍMBOLOS DOMUNICÍPIOLei Municipal 6.408/2003BRASÃOO brasão de armas de São José dos Campos, de autoria de Afonsode Taunay e José Wasth Rodrigues, foi adotado pela Lei Municipal180, de 1926. O desenho foi restaurado pela Lei ComplementarMunicipal 19, de 1948, ratificado pela Lei Municipal2.178/1979 e alterado pela Lei Municipal 5.248/1998.HINO DESÃO JOSÉ DOSCAMPOSEm 14 de junho de 1967, ano do segundo centenáriode elevação à categoria de Vila, a Prefeiturainstituiu um concurso para a composiçãodo Hino do Segundo Centenário. Foi vencedoro trabalho do professor Vítor Machado de Carvalho,com partitura do maestro Pepe Ávila, deSão Paulo. Instituído como símbolo do municípiopela Lei Municipal 1.463, de 26 de agostode 1968.Ei-la envolta na neblinaDebruçada na colina,Sob o olhar da MantiqueiraSão José a hospitaleiraSão José bicentenáriaBANDEIRAA bandeira de São José dos Camposfoi instituída pela Lei Municipal655, de 1960. O desenho é deJoão Vítor Guzzo Strauss, vencedordo concurso promovido pelamunicipalidade.DESCRIÇÃOBlau de prata; treze listras; figura de uma roda dentada emouro, simbolizando a riqueza sempre ascendente do município;faixa sinuosa em prata, representando o Rio Paraíba do Sul; trêsestrelas, simbolizando os três distritos: São José dos Campos,Eugênio de Melo e São Francisco Xavier; os treze dentes da engrenagemfalam do entrosamento entre o Estado e o Município.DESCRIÇÃOA) Escudo português, cortadoe partido o campo do chefe emdois quartéis e encimado pelacoroa mural.B) Primeiro quartel: em campode ouro, quatro cabeças desua cor, de índios guaianases,afrontados e acantonados ladeandoo brasão do venerávelJosé de Anchieta, como símbolosda fundação do povoado deSão José no Século 16.C) Segundo quartel: em campode sinople (verde), um lírio euma haste cruzados de prata,e uma faixa ondeante, tambémde prata, simbolizando o RioParaíba do Sul, constituindo asarmas do município.D) No campo inferior, metadedo escudo, de goles (vermelho),uma panóplia bandeirante,com arcabuz, espada, machadoe bandeira, tudo de sua cor,recordando a entrada dos desbravadoresem terras de SãoJosé no Século 16.E) Suportes: dois tenentes doterço miliciano (criado para onorte de São Paulo por Morgadode Mateus, então governador daprovíncia) e dois ramos de caféfrutificados, tudo ao natural,como ornamento exterior, sobreos quais se assenta o escudo.F) Coroa mural: em couro, comcinco torreões, visíveis, tendoa porta principal, aclarada, obrasão de Morgado de Mateus.G) Listão: em prata e letras degoles (vermelho) a divisa “auraterraque generosa” (generosossão meus ares e minha terra).Das mãos de Anchieta nascida,Desta terra legendáriaQue alegre vivas unidaNo teu trabalho febrilQue o orgulho sejas do ValeA cidade que mais crescePois o título desvaneceTodo São Paulo, e o BrasilEi-la envolta na neblinaDebruçada na colina,Sob o olhar da MantiqueiraSão José a hospitaleiraSão José bicentenáriaDe operário a estudante,Teu sangue novo estoanteFlui da escola à oficinaE da fé te ilumina,Unes o livro ao esmeril,Terra de obreiro e de bardo,Que tens Cassiano RicardoO poeta do Brasil.22 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 23


I - Aspectos Históricosrelação de ex-prefeitos2001-2004EMANUEL FERNANDES1997-2000EMANUEL FERNANDES1993-1996ANGELA MORAES GUADAGNIN1990-1992PEDRO YVES SIMÃOVice-prefeito eleito em 19891989-1990JOAQUIM VICENTE FERREIRA BEVILACQUA1986-1988ANTONIO JOSÉ MENDES FARIAPresidente da Câmara Municipal (interino)1986HÉLIO AUGUSTO DE SOUZAVice-prefeito eleito em 19831983-1986ROBSON RIEDEL MARINHO1982-1983JOSÉ LUIZ CARVALHO DE ALMEIDAPresidente da Câmara Municipal(interino)1978-1982JOAQUIM VICENTE FERREIRA BEVILACQUA1975-1978EDNARDO JOSE DE PAULA SANTOS1970-1975SERGIO SOBRAL DE OLIVEIRA1966-1970ELMANO FERREIRA VELOSO1966JOSE FERZE TAUPresidente da Câmara Municipal(interino)1962-1966JOSÉ MARCONDES PEREIRA1959-1962ELMANO FERREIRA VELOSO1958DONATO MASCARENHAS FILHO1954-1955ORLANDO CAMPOS1951-1954BENOIT DE ALMEIDA VICTORETTI1951PEDRO SINISGALLI(interino)1950TERTULIANO DELFIM JUNIOR1949-1950ELMANO FERREIRA VELOSO1949JOSE VIEIRA DE MACEDO1947-1949ANTENOR NASCIMENTO FILHO1947 - 1950JORGE ZARUR1947PAULINO BLAIR(interino)1947OTAVIO DEL NERO1942-1947PEDRO POPINI MASCARENHAS1938-1941FRANCISCO JOSÉ LONGO1937EDGARD MELO MATOS DE CASTRO1935-1937LEOVIGILDO TRINDADE1933-1934RODOLFO DOS SANTOS MASCARENHAS1932-1933JOSÉ DOMINGUES DE VASCONCELOS1931RUI RODRIGUES DÓRIA1930RUI DÓRIA, A. CERDEIRA E AUSTIN TIBIRIÇAJunta governativa(25 de outubro de 1930)1919-1930JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO1913-1916JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO1911-1912BENEDITO FERNANDES CESAR LEITE1909JOSE FRANCISCO MACHADO SIDNEY(Vice-prefeito em exercício)1908-1910JOÃO ALVES DA SILVA CURSINO1906-1908JOSE DOMINGUES DE VASCONCELOS1905JOSÉ MONTEIRO FERREIRA1902-1905FRANCISCO DE PAULA ELIAS1900-1901JOSÉ FERREIRA FRANCO1899FRANCISCO LUIZ DE ANDRADE E ALMADA(Intendente)1896-1898JOAQUIM SILVÉRIO DOS REIS NEVES1894-1896ANTONIO CLEMENTE DE MORAES(intendente)1890-1893FRANCISCO OLIVEIRA LIMA E OUTROS(intendência)1889FRANCISCO ALVES FAGUNDES(governo provisório)1834-1838MANOEL JOAQUIM DE ANDRADE1829 e 1833JOAQUIM DE PAULA PEREIRAAlcaide1828JOAQUIM DE PAULA PEREIRAAlcaide1824-1827ANTONIO FERREIRA DE ALVARENGAAlcaide1823JOAQUIM MARIANO DE OLIVEIRAAlcaide1821-1822JOÃO RAMOS (CARDOSO)Alcaide1820BERNARDINO DE SENEAlcaide (L. Atas 1820 fl. 15v)1818ANGELO DA CRUZ LIMAAlcaide (L. Atas 1818 fl. 13v)1806JOAQUIM ANTONIO CABRALAlcaide (L. Arrematação fl. 03)1798TOMÉ ALVES ALVARENGAAlcaide (provavelmente até 1805)Fonte:http://www.sjc.sp.gov.br/cidade/prefeitosanteriores.aspx24 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 25


administraçãoIIpública26 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 27Paço Municipal


II - Administração PúblicaESTADUALExecutivoO Estado de São Paulo está dividido política e administrativamenteem 645 municípios, distribuídos em42 Regiões de Governo, 14 Regiões Administrativas e 4Regiões Metropolitanas.JudiciárioComarca de São José dos Campos22 varasEntrância finalFórumAvenida Salmão, 678 – Parque ResidencialAquariusMUNICIPALOficialmente, o município é constituído por três distritos:São José dos Campos (sede), Eugênio de Melo eSão Francisco Xavier, estes dois dotados de administradoresdistritais para uma maior aproximação entreo poder central e a população local. O distrito de SãoJosé dos Campos é dividido em dois subdistritos: 1ºSubdistrito de São José dos Campos e 2º Subdistrito deSantana do Paraíba.ExecutivoPREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSPaço Municipal Benedito MatarazzoInaugurado em 21 de dezembro de 1979Rua José de Alencar, 123 – Vila Santa LuziaTelefone: 12 3947-8000www.sjc.sp.gov.brLegislativoCÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSPalácio Juscelino Kubitschek de OliveiraRua Francisco Murilo Pinto, 33, Vila Santa LuziaTelefone: 12 3925-6566 / Fax: 12 3921-0293www.camarasjc.sp.gov.brcamara@camarasjc.sp.gov.brSessões: Terças e quintas-feiras, às 17h30.REGIÃO METROPOLITANADO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE E SUB-REGIÕESA Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte foi organizada em 5 sub-regiões,que correspondem às Regiões de Governo do Estado.Taubaté:Campos do Jordão, Lagoinha, Natividade da Serra,Pindamonhagaba, Redenção da Serra, Santo Antoniodo Pinhal, São Bento do Sapucaí, São Luís doParaitinga, Taubaté e Tremembé.Cruzeiro:Arapeí, Areias, Bananal, Cruzeiro, Lavrinhas,Queluz, São José do Barreiro e Silveiras.Guaratinguetá:Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Cunha, Guaratinguetá,Lorena, Piquete, Potim e Roseira.São José dos Campos:Caçapava, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Monteiro Lobato,Paraibuna, Santa Branca e São José dos Campos.Litoral Norte:Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba.População2.264.594Área16.181 Km 2Fonte: IBGE/Empresa Paulista de PlanejamentoMetropolitano SA - EMPLASA28 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 29


II - Administração PúblicaSecretarias e assessoriasAdministraçãoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8164 / Fax: 312 947-8350sadm@sjc.sp.gov.brAdministração Distrital de Eugênio de MeloRua 15 de Novembro, 259, Eugênio de MeloTelefax: 12 3905-1988spem@sjc.sp.gov.brAdministração Distrital de São Francisco XavierRua 15 de Novembro, 870São Francisco XavierTelefone: 12 3926-1177/1200 / Fax: 12 3926-1121subprefeiturasfx@sjc.sp.gov.brEventos Oficiais e TurismoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8126 / Fax: 12 3947-8479aeotsec@sjc.sp.gov.brPlanejamento em ComunicaçãoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8062 / Fax: 12 3947-8420comunicao@sjc.sp.gov.brsec_comunicao@sjc.sp.gov.brPolíticas para Pessoa com DeficiênciaPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8806gabinete.viceprefeito@sjc.sp.gov.brviceprefeito@sjc.sp.gov.brProjetos EstratégicosPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8123 / Fax: 12 3941-5277projetosgp@sjc.sp.gov.brchefedegabinete@sjc.sp.gov.brAssuntos JurídicosPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8143 / Fax: 12 3947-8013gabinetesaj@sjc.sp.gov.brAuditoria GeralPaço MunicipalTelefones: 12 3947-8113/8564 / Fax: 12 3947-8054audit@sjc.sp.gov.brCOI-Centro de Operações IntegradasPraça Afonso Pena, 59, CentroTelefone: 12 3925-6808 / Fax: 12 3912-4436coigerencia@sjc.sp.gov.brDefesa do CidadãoRua Felício Savastano, 401, Vila IndustrialTelefone: 12 3901-2423 / Fax: 12 3912-1908sedc@sjc.sp.gov.brDesenvolvimento Econômico e da Ciênciae TecnologiaPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8467 / Fax: 12 3947-8510sde@sjc.sp.gov.brDesenvolvimento SocialPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8270 / Fax: 12 3947-8085sds@sjc.sp.gov.brEducaçãoRua Felício Savastano, 240, Vila IndustrialTelefone: 12 3901-2016 / Fax: 12 3912-1664gabinetesme@sjc.sp.gov.brgabinetesme02@sjc.sp.gov.brEsportes e LazerRua Humaitá, 174, CentroTelefone: 12 3909-1033esportes@sjc.sp.gov.brFazendaPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8149 / Fax: 12 3947-8010gabfazenda@sjc.sp.gov.brFundo Social de SolidariedadeAvenida Olivo Gomes, 100Parque da Cidade SantanaTelefone: 12 3924-7369 / Fax: 12 3911-8060fundosocial@sjc.sp.gov.brGovernoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8115 / Fax: 12 3947-8420governo@sjc.sp.gov.brHabitaçãoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8454 / Fax: 12 3947-8204habitacao@sjc.sp.gov.brJuventudeRua Arequipa, 641, Jardim AméricaTelefone: 12 3931-7979 / Fax: 12 3931-7425juventude@sjc.sp.gov.brMeio AmbienteAvenida Olivo Gomes, 100Parque da Cidade, SantanaTelefax: 12 3909-4500semea.gab@sjc.sp.gov.brsemea.adm@sjc.sp.gov.brNúcleo do Parque TecnológicoRodovia Presidente Dutra, km 137,8Eugênio de MeloTelefone: 12 3878-9500iacara@pqtec.org.brObrasPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8073 / Fax: 12 3947-8440obras@sjc.sp.gov.brPlanejamento UrbanoPaço MunicipalTelefone: 12 3947-8128 / Fax: 12 3947-8208splan@sjc.sp.gov.brRelações do TrabalhoAvenida Barão do Rio Branco, 1.149, Jardim EsplanadaTelefones: 12 3923-5770/5773 / Fax: 12 3911-8132secretariotrabalho@sjc.sp.gov.brTransportesAvenida Rui Barbosa, 400, Vila Santa HelenaTelefone: 12 3925-2002 / Fax: 12 3925-2065transp@sjc.sp.gov.brst@sjc.sp.gov.brSaúdeRua Óbidos, 140, Parque IndustrialTelefone: 12 3212-1313saúde@sjc.sp.gov.brServiços MunicipaisAvenida Nelson D’Ávila, 658, CentroTelefone: 12 3945-9500 / Fax: 12 3945-9550ssm@sjc.sp.gov.brOutros órgãosCentro para a Competitividade e Inovaçãodo Cone Leste Pulista - (Cecompi)Rua Talin, 330, Vila NairTelefax: 12 3941-5228www.cecompi.org.brcecompi@cecompi.org.brÓrgãos ligados àPrefeitura Municipal deSão José dos CamposFundação Cultural Cassiano RicardoAvenida Olivo Gomes, 100,Parque da Cidade, SantanaTelefone: 12 3924-7349 / Fax: 12 3923-3866www.fccr.org.brpresidencia@fccr.org.brFundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas)Rua Santarém, 560, Parque IndustrialTelefone: 12 3932-0540Fax: 12 3931-8416www.fundhas.org.brCentro de Educação ProfissionalHélio Augusto de Souza- (CEPHAS)Rua Tsunessaburo Makiguti, 399, Jardim SatéliteTelefone: 12 3934-1995 / Telefax: 12 3933-9898/9918www.cephas.org.brdircephas@fundhas.org.brInstituto de Pesquisa, Administraçãoe Planejamento (Ipplan)Rua Augusto Edson Ehlke, 181, Jardim ApoloTelefone: 12 3928-2600 / Fax: 12 3928-2602www.ipplan.org.brFundação de Proteção e Defesa doConsumidor - (PROCOM)Rua Vilaça, 681, CentroTelefone: 12 3909-1440/1446 / Fax: 12 3922-6028procon@sjc.sp.gov.brArquivo Público do Municípiode São José dos CamposAvenida Olivo Gomes, 100Parque da Cidade, SantanaTelefone: 12 3924-7309Urbanizadora Municipal (Urbam)Rua Ricardo Edwards, 100, Vila IndustrialTelefone: 12 3908-6003Fax: 12 3908-6051www.urbam.com.brdiretor@urbam.com.brCentro de Educação Empreendedora -(CEDEMP)Rua Tsunessaburo Makiguti, 157,Jardim SatéliteTelefone: 12 3931-7546/8478 / Fax: 12 3931-7546cedemp_sjc@yahoo.com.br30 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 31


caracterizaçãoIIIdo territórioBairro de Santa Bárbara em São Francisco Xavier32 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 33


III - caracterização do territórioPOSIÇÃO E EXTENSÃOLOCALIZAÇÃONo BrasilLOCALIZAÇÃO noEstado de São PauloMAPA DOMUNICÍPIOE DIVISASDISTRITAISSÃO FRANCISCO XAVIERSituação Área km 2 %URBANA* 353,9 32,2RURAL 745,7 67,8TOTAL 1.099,6 100,00Regulada pela Lei Complementar 428, de 9 de agosto de 2010.ALTITUDES DOMUNICÍPIOVariam de 550 metros, na planície aluvial do Rio Paraíba do Sul,SÃO JOSÉ DOS CAMPOSEUGÊNIODE MELOa 2.082 metros, no Pico do Selado, ponto culminante, no norte domunicípio, situado no Distrito de São Francisco Xavier. Na cidade, aCAMANDUCAIA(MG)SAPUCAÍ MIRIM(MG)MUNICÍPIOSLIMÍTROFESmédia varia entre 550 e 690 metros acima do nível do mar.PONTOS EXTREMOS DE SÃOJOSÉ DOS CAMPOSJOANÓPOLISMONTEIROLOBATONorte Latitude sul: 22°48’54’’PIRACAIAIGARATÁSÃO JOSÉ DOS CAMPOSCAÇAPAVALongitude oeste: 45°54’40’’Sul Latitude sul: 23°18’22’’Longitude oeste: 45°50’51’’Leste Latitude sul: 23°14’16’’Longitude oeste: 45°43’17’’MARCO ZERO DA CIDADEDE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSIgreja Matriz de São JoséOeste Latitude sul: 23°05’50’’Latitude sul: 23º10’47”JACAREÍJAMBEIROLongitude oeste: 46°06’28’’Longitude oeste: 45º53’14”Fonte: Cidade Viva – Secretaria de PlanejamentoUrbano - SPU/PMJC - 2010Fonte: Cidade Viva – Secretaria de PlanejamentoUrbano - SPU/PMJC - 201034 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 35


III - caracterização do territórioREGIÕES GEOGRÁFICASLei Complementar 428/10SETORIZAÇÃO URBANAO Plano Diretor em vigor (Lei Complementar nº 306de 17/11/2006), no seu artigo catorze, dividiu a zonaurbana do município nas regiões geográficas Centro,Norte, Leste, Oeste, Sul, Sudeste e São Francisco Xavier.O artigo seguinte criou os setores socioeconômicos –agrupamento de bairros – como unidades específicaspara coleta e análise de dados populacionais.Era essa a divisão territorial em vigor por ocasiãodo início dos trabalhos do Censo de 2010 do IBGEe foi para essas unidades territoriais que a instituiçãodivulgou os resultados do seu último levantamentocensitário.REGIÃO NORTECENTROREGIÃO LESTE0125NORTE25A5A6A6AREGIÃO OESTEREGIÃO SUDESTE01A18260202A03A03CENTRO0485LESTE7 273020REGIÃO Área (hectares)Centro 1.861,30Norte 6.359,46Leste 13.657,50Sudeste 3.426,40Sul 5.671,50REGIÃO SULSÃO FRANCISCO XAVIERSão 35 setores socioeconômicosassim divididos:7 Sul3 Sudeste9 Leste5 Centro6 NorteOESTE17A 17161909101413 2815SUL1112SUDESTE293121SÃO FRANCISCO XAVIEROeste 4.419,504 OesteS. Francisco Xavier 102,521 São Francisco XavierFonte: Secretaria de Planejamento Urbano – SPU/PMSJCFonte: Secretaria de Planejamento Urbano – SPU/PMSJC36 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 37


III - caracterização do territórioREGIÃO CENTROSETOR 3População: 18.159VILA SÃO PAULOVILA ABELJARDIM BELA VISTAVILA MASCARENHAS FERRAZVILA SANTA HELENAVILA VIADUTOVILA SANTOSVILA MARIAVILA NOVA SÃO JOSÉVILA TUPIVILA GUARANIVILA TEREZINHAVILA NOVA GUARANICENTROVILA PAGANINIVILA SANTA CRUZ IIJARDIM MATARAZZOVILA SANTA LUZIAJARDIM SANTOS DUMONTJARDIM VALE PARAÍSO (Parte)VILA SANTA CRUZ ISETOR 3 APopulação: 1302BANHADO (Parte)VILA NOVA ESPERANÇAVILA ABEL-039SETOR 4População: 22.193CONJ. RES. MONTE CASTELOMONTE CASTELOJARDIM FREI LEOPOLDOVILA PROGRESSOVILA SANTA CRUZ IIIVILA GUARANI-JD.PAULISTAVILA KENNEDYJARDIM JUSSARARESIDENCIAL MARTINS PEREIRAJARDIM CORINTHIANSVILA SÃO PEDROJARDIM SÃO JOSÉ-CENTROJARDIM AUGUSTAJARDIM OSWALDO CRUZJARDIM VALE PARAÍSO (Parte)VILA PIRATININGAJARDIM TOPÁZIOVILA BANDEIRANTESVILA CARDOSOVILA IPIRANGAJARDIM PAULISTA01A18OESTE17A 1726160102ANORTECENTRO1903A1512200203141325SULSETOR 20População: 18.738VILA NOVE DE JULHOVILA IGUALDADEVILA HIGIENÓPOLISVILA PAULO SETUBALVILA ADY’ANAJARDIM SÃO DIMASJARDIM APARECIDAVILA SANCHESVILA RUBIJARDIM AZEVEDOVILA BETÂNIAVILA ZELFAJARDIM MARINGÁJARDIM NOSSA SRA. FÁTIMAJARDIM MARGARETHJARDIM RENATAJARDIM SANTA MADALENAVILA LUZIAVILA GUAIANAZESVILA ICARAÍVILA JACISETOR 26População: 11.723CHÁCARA DOS EUCALIPTOS-CONDOMINIORESIDENCIAL ESPLANADA DO SOLBAIRRO DOS PINHEIROSRESERVA DAS FIGUEIRASCHACARA SERIMBURAJARDIM ESPLANADAJARDIM ESPLANADA IIJARDIM NOVA AMÉRICAJARDIM NOVA EUROPAJARDIM NOVA ANCHIETAVILA SANTA RITACONJ. HAB. VALE DOS PINHEIROSJARDIM APOLOVILA EMAJARDIM APOLO II04281025ASUDESTE115A85097LESTE296A31276A2130SÃO FRANCISCO XAVIERREGIÃO SUDESTESETOR 9População: 20.153VILA SÃO BENEDITOJARDIM SOUTORESIDENCIAL CAMBUÍJARDIM DA GRANJAPARQUE SANTA RITACHÁCARAS SÃO JOSÉJARDIM UIRÁJARDIM COLORADOPARQUE MARTIM CERERÊRESIDENCIAL FLAMBOYANTSITIO BOM JESUS-092RESIDENCIAL BELL PARKRESIDENCIAL SÃO FRANCISCOALTOS DO UIRA-090SETOR 10População: 2.509C.T.A.REGIÃO NORTESETOR 1População: 40.358VILA PAIVAJARDIM BOA VISTAVILA PAIVA-REMANESCENTE-069RESIDENCIAL MANTIQUEIRACAMINHO DAS MONTANHASJARDIM SANTA MATILDEVILA CÂNDIDAVILA SÃO GERALDORECANTO CAETÊALTOS DA VILA PAIVACAETE-BAIRROCONJUNTO HABITACIONAL SÃO GERALDOJARDIM MARITÉIAVILA LEONÍDIAVILA NOSSA Sª DAS GRAÇASVILA VENEZIANIALTO DA PONTE-BAIRROSÃO SEBASTIÃOVILA SANTARÉMVILA SINHÁJARDIM GUIMARÃESVILA LEILAVILA MONTE ALEGREVILA LEILA II-088VILA UNIDOSCHÁCARA DAS OLIVEIRAS-045CHÁCARA MIRANDA-049JARDIM GUIMARAES-REMANESCENTE-059RESIDENCIAL INDEPENDÊNCIAVILA DIRCEJARDIM ALTOS DE SANTANAJARDIM TELESPARKCHÁCARA DO COSTINHACOSTINHA-BAIRRORECREIO BOA VISTA-053MIRANTE DO BUQUIRINHA-050FREITAS-BAIRROSETOR 1 APopulação: 299JAGUARIUNA-BAIRRO (Parte)SETOR 29População: 23.138RECANTO DOS EUCALIPTOS-087JARDIM SANTA LUZIAJARDIM SANTA JULIAJARDIM SANTA ROSARESIDENCIAL SANTA ROSAPUTIM-BAIRRO (Parte)PARQUE SANTOS DUMONTJARDIM DO LAGOPUTIM-BAIRRO (Parte)JARDIM SÃO LEOPOLDOJARDIM SANTA FÉJARDIM SANTO ONOFREVILA IRACEMAVILA RICAJARDIM SÃO JUDAS TADEUCONJUNTO SÃO JUDAS TADEUCONJ. HAB. POLÍCIA MILITARRESIDENCIAL JATOBÁRESIDENCIAL JURITISVILA ADRIANACONJ. RES. NOSSO TETOPERNAMBUCANA DE CIMA-BAIRRO (Parte)RECANTO DAS JABOTICABEIRAS-072RECANTO DOS NOBRES-093SETOR 2População: 17.387VILA MACHADOVILA ALEXANDRINAVILA DO CARMOVILA DONAVILA ESMERALDAVILA PENA-073SANTANA-BAIRROJARDIM ANCHIETAJARDIM NOVA PAULICÉIAVILA CRISTINACONJ. RES. NOVA CRISTINAJARDIM JACIVILA RANGELVILA CHIQUINHAJARDIM OURO PRETOPORTAL DE MINASVILA PASTO ALTOVILA CÉSARVILA ROSSIVILA ZIZINHAVILA RHODIASETOR 2 APopulação: 214BANHADO (Parte)SETOR 25População: 3.297VARGEM GRANDE-BAIRRO (Parte)ÁGUAS DO CANINDÚ-037CHÁCARA HAWAI-048RESIDENCIAL COLINAS DO PARAHYBAESPELHO D´ÁGUASETOR 25 APopulação: 282VARGEM GRANDE-BAIRRO (Parte)FAZENDA JATAÍVILA DO RHODIA-063SETOR 21População: 1.665SÃO FRANCISCO XAVIERFERREIRA-BAIRROREGIÃO LESTESETOR 5População: 36.776RESIDENCIAL VISTA LINDAVILA INDUSTRIALJARDIM ISMÊNIAJARDIM MARACANÃJARDIM OLÍMPIAJARDIM COPACABANAJARDIM BRASÍLIAJARDIM UNIVERSOJARDIM SÃO JORGEVILA ESTERVILA TESOUROCHÁCARA DOS EUCALIPTOSVILA PATRÍCIARUA PROJETADA-032JARDIM VALPARAÍBAVILA TATETUBACONJ. RES. PARQUE DA AMÉRICASCONJ. HAB. INTERVALECONJ. HAB. VILA TATETUBACONJ. RES. PLANALTOCONJ. INTEGRAÇÃOSETOR 5 APopulação: 487MARTINS GUIMARÃES-BAIRROFAZENDA PILÃO ARCADOSOL NASCENTE-025RENASCER I (Martins Guimarães)RENASCER II (Martins Guimarães)SETOR 6População: 20.175CONJ. RES. JARDIM DAS FLORESTERRA NOVA SÃO JOSÉ DOS CAMPOSEUGÊNIO DE MELO-BAIRROJARDIM IPÊJARDIM ITAPUÃRESIDENCIAL GALO BRANCORESIDENCIAL ARMANDO MOREIRA RIGHIRESIDENCIAL DA RIBEIRARESIDENCIAL MANTIQUEIRA I e IISETOR 6 APopulação: 412FAZENDA TAIRAFAZENDA RONDAFAZENDA TAKANASHIFAZENDA NOSSA SRA. DA CONCEIÇÃOFAZENDA VILA FRANCAFAZENDA TONINHO FERREIRASETOR 7População: 30.816JARDIM SÃO VICENTEJARDIM NOVA DETROITJARDIM PARARANGABAJARDIM SANTA INÊS IIMIRANTE I e IIJARDIM AMERICANOJARDIM TRÊS JOSÉJARDIM NOVA FLORIDARESIDENCIAL ANA MARIARESIDENCIAL CAMPO BELOCAMPOS DE SÃO JOSÉCAJURÚ-BAIRRO (Parte)JARDIM MARIANAPOUSADA DO VALESETOR 8População: 15.147JARDIM DIAMANTEJARDIM MOTORAMACIDADE VISTA VERDECONDOMÍNIO FLORESTAPARQUE RES. VILLAGGIO D'ANTONINICONJ. RES. JKJARDIM RODOLFOSETOR 27População: 39.306JARDIM SANTA INÊS IJARDIM SÃO JOSÉ-LESTEJARDIM SANTA INÊS IIICONJ. HAB. JARDIM SÃO JOSÉJARDIM COQUEIRO-008FREI GALVÃOJARDIM CASTANHEIRASJARDIM PARAÍSO DO SOLJARDIM NOVA MICHIGANCHÁCARA ARAÚJO-002AGUAS DA PRATA-079CAJURÚ-BAIRRO (Parte)RESIDENCIAL DOM BOSCOCHÁCARA SANTA HELENA-020JARDIM DAS PAINEIRAS IJARDIM DAS PAINEIRAS IIMATO DENTRO-BAIRRO (Parte)NOVA MICHIGAN II, III E IV-026JARDIM SAN RAFAELPARQUE NOVO HORIZONTEJARDIM CEREJEIRASPARQUE NOVA ESPERANÇASETOR 30População: 13.568CAPÃO GROSSO-BAIRROSANTA MARIA I-023CHÁCARA SITIO JATAI-027MORADA DO FENIX-012BICA D'ÁGUA-003JARDIM CASTANHEIRA II-007CAPÃO GROSSO I-005BOM RETIRO-BAIRRO (Parte)JARDIM EBENEZER-010MORADA DO SOL-013PORTAL DO CEU-014PRIMAVERA II-016JARDIM SANTA LUCIA-033CAMBUCÁ-036CAPÃO GROSSO II-006RECANTO DOS LAGOS-028CHÁCARA MAJESTIC-011CHÁCARA SANTA RITA-024LUCIO DE OLIVEIRA MOTA-060MATO DENTRO-BAIRRO (Parte)BAIRRINHO-BAIRRONOSSA SRA DO BOM RETIRO-BAIRROBOM RETIRO-BAIRRO (Parte)SÍTIO ENCANTADO-034VILA MATILDE-035SANTA HERMINIA-021BOA ESPERANÇA-004PRIMAVERA I-015SAO VICENTE-009RESIDENCIAL DUNAMISSETOR 31População: 4.303RESSACA-BAIRROSANTA CECILIA I-018SANTA CECILIA II-019JARDIM MARIANA IIMARAVILHAS DO CAJURU-031JARDIM HELENAVILA MONTEREYSERROTE-BAIRRO (Parte)RECANTO DO VALE-017CHÁCARA SERROTE-001CHÁCARA SANTA LUZIA-022REGIÃO SULSETOR 11População: 9.468PARQUE INTERLAGOSPERNAMBUCANA DE BAIXO-BAIRRO (Parte)JARDIM MESQUITA-082CHÁCARA TERRINHA-094RUA PINHEIRINHO-085CHÁCARA TORRAO DE OURO I E II-083ALTOS DA QUINTARESIDENCIAL INTERLAGOSSETOR 12População: 61.864CAMPOS DOS ALEMÃESPARQUE DOS YPÊSRESIDENCIAL ALTOS DO BOSQUECOLONIA PARAISOCONJ. HAB. DOM PEDRO IIPAPA JOÃO PAULO IICONJ. HAB. DOM PEDRO ICONJ. HAB. ELMANO F. VELOSOJARDIM COLONIALJARDIM IMPERIALPINHEIRINHO (ocupação)CAPITINGAL-BAIRROJARDIM REPÚBLICAJARDIM NOVA REPÚBLICAVILA DAS FLÔRESJARDIM DOS BANDEIRANTESJARDIM SANTA EDWIGESJARDIM CRUZEIRO DO SULSETOR 13População: 35.977BOSQUE DOS EUCALIPTOSQUINTA DAS FLORESJARDIM ESTORILJARDIM MADUREIRAJARDIM DEL REYJARDIM PORTUGALCONJ. RES. PRIMAVERASETOR 14População: 27.900JARDIM SATÉLITERESIDENCIAL JARDINSFLORADAS DE SÃO JOSÉCONJ. RES. CIDADE JARDIMREGIÃO OESTESETOR 17População: 17.812JARDIM DAS INDÚSTRIASJARDIM ALVORADAJARDIM POR DO SOLLIMOEIRO-BAIRRO (Parte)CHÁCARA DA RUA DA PALHA-084SETOR 17 APopulação: 730LIMOEIRO-BAIRRO (Parte)CHÁCARA DA RUA DA PALHA-084SETOR 18População: 7.069SETOR 15População: 56.292JARDIM ANHEMBIJARDIM AMÉRICAJARDIM SAN MARINOJARDIM PARAÍSOJARDIM ORIENTALJARDIM DO CÉUJARDIM ROSÁRIOJARDIM ORIENTECONJ. RES. SOL NASCENTEJARDIM TERRAS DO SULJARDIM SULRESIDENCIAL BOSQUE DOS IPÊSRESIDENCIAL GAZZOCIDADE MORUMBICONJ. RES. MORUMBIPARQUE RESIDENCIAL UNIÃOJARDIM JULIANASETOR 16População: 35.707PARQUE INDUSTRIALCONJ. RES. MORADA DO SOLCONJ. RES. RECANTO EUCALIPTOSCONJ. RES. 31 DE MARÇOJARDIM DAS AZALÉIASJARDIM PETRÓPOLISJARDIM VENEZAPARQUE INDEPENDÊNCIACONJ. RES. RECANTO PINHEIROSRESIDENCIAL DE VILLEPALMEIRAS DE SÃO JOSÉJARDIM VALE DO SOLCHÁCARAS REUNIDASELDORADO-C. INDUSTR. EMPRES.RUA JANUARIA-091RIO COMPRIDO-BAIRRORIO COMPRIDO-086SETOR 28População: 6.328VILA NOVA CONCEIÇÃOJARDIM AEROPORTOVILA DAS ACÁCIASVILA LETÔNIAVILA NAIRVILA SÃO BENTOVILA LUCHETTICONJUNTO XINGUSETOR 19População: 15.552JARDIM COLINASJARDIM AQUARIUSBOSQUE IMPERIALCENTRO EMPRESARIAL TAQUARIRESIDENCIAL SUNSET PARKPARQUE RESIDENCIAL AQUARIUSJARDIM ALTOS DO ESPLANADAJARDIM CASSIANO RICARDORESERVA DA BARRAROYAL PARKURBANOVA I - Morada da Serra; Portal da Serra; Com. Eldorado; Chácara dos Lagos; Resid. Urbanova IURBANOVA II - Beija-Flor; Altos da Serra I; Recanto da SerraURBANOVA III - Altos da Serra IIURBANOVA IV - Altos da Serra III; Altos da Serra IVURBANOVA IVA - Altos da Serra IVAURBANOVA VURBANOVA VI - Altos da Serra VURBANOVA VII - Altos da Serra VIRESIDENCIAL JAGUARYRESIDENCIAL MONTSERRATBEIRA RIOJAGUARIUNA-BAIRRO (Parte)RESERVA DO PARATEHY38 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 39


III - caracterização do territórioRodovia Presidente DutraCampinasMGCampos do JordãoRJSão José dos CamposSão PauloUbatubaSão SebastiãoCaraguatatubaSantosRODOVIAS EESTRADASO Município de São José dos Campos é cortadono sentido leste-oeste pela Rodovia PresidenteDutra (BR 116), transferida em concessão à empresaNova Dutra, e pela Estrada de Ferro Centraldo Brasil (EFCB), depois Rede Ferroviária Federal(RFFSA), hoje concedida à empresa MRS Logística.As duas vias ligam o Rio de Janeiro a São Paulo.No sentido norte-sul, a Rodovia Monteiro Lobato(SP-50), que liga São José dos Campos ao sul deMinas Gerais e a Campos do Jordão, e a Rodoviados Tamoios (SP-99), que liga São José a Caraguatatuba,com conexão para os demais municípiosdo litoral norte do estado, inclusive o Porto de SãoSebastião, pela Rodovia Doutor Manoel HyppólitoRego (SP 055).Paralela à Via Dutra, situa-se a Rodovia CarvalhoPinto (SP-70), que liga a região metropolitana deSão Paulo ao Vale do Paraíba, com conexão paraas rodovias dos Tamoios e Floriano Rodrigues Pinheiro(SP-123), esta para Campos do Jordão.São José dos Campos tem 65 estradas municipais,com 437 quilômetros de extensão, dos quaisaproximadamente 70 são pavimentados.ACESSONORTE SUL LESTE-OESTERodovia Monteiro Lobato (SP-50):sul de Minas Gerais e Campos do JordãoDISTÂNCIASAPROXIMADASSÃO JOSÉ DOS CAMPOSRodovia dos Tamoios (SP-99): costa norte paulistaRodovia Carvalho Pinto (SP-70)LOCALIDADESRodovia Presidente Dutra (BR-116)MRS Logística - Malha Regional Sudeste,(antiga Rede FerroviáriaFederal S/A - Divisão Central)QUILÔMETROSBrasília (DF) 1.087Campinas - (SP) 150Caraguatatuba (Costa Norte Paulista) 88Porto de São Sebastião (SP) 111Rio de Janeiro (RJ) 343São Paulo (SP) 97Fontes: DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de TransportesDER – Departamento de Estradas de Rodagem40 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 41


III - caracterização do território300PRECIPITAÇÃO MÉDIA2005 - 2010250200mm 150100500RECURSOSNATURAISE MEIOAMBIENTEJan Fev Março Abr Mai Jun Jul AgoMêsSet Out Nov DezBonsucessoCLIMAº CO clima de São José dos Campos, na classificação de Koeppen, 1.626 é de Cwa (MesotérmicoÚmido, com estação seca no inverno).300250200mm 1501002005 2006 2007 2008 2009 201050040,035,030,025,020,015,010,05,00,01.286 1.260 1.336TOTAL DE CHUVA ANUALmmPRECIPITAÇÃO MÉDIA2005 - 2010Jan Fev Março Abr Mai Jun Jul Ago1.286 1.260 1.3362005AnoMês1.395MÉDIA DAS TEMPERATURASTOTAL DE CHUVA ANUAL2005 mm - 20101.395Set Out Nov Dez1.6261.2322006 2007 2008 2009 2010Ano1.2322005 2006 2007 2008 2009 2010Temp. máx °CTemp. mín. °CvegetaçãoAs árvores auxiliam na manutenção do equilíbrio climático, fazemsombra, absorvem parte da radiação emitida pelo sol, aumentam aumidade do ar e resfriam o ambiente. A presença de vegetação alteraos regimes de ventos, e os torna mais brandos, frescos e menos carregadosde poeira.A vegetação original da região de São José dos Campos era compostapor campos nas margens do Rio Paraíba do Sul e seus afluentes, florestasdo tipo subcaducifólia tropical, que se prolongavam em gradientevegetacional até a Mata Atlântica e manchas de cerrado envolvidas poráreas florestais (CESP, 1988). Com a exploração cafeeira no início doSéculo 20, as atividades pecuárias e o intensivo desenvolvimento urbanoe industrial ocorridos nas últimas décadas, houve uma devastaçãomuito acentuada e rápida da cobertura vegetal original.Atualmente a vegetação nativa remanescente predomina nas encostas,nos esporões e nas posições de cumeeira da Serra da Mantiqueira,principalmente no distrito de São Francisco Xavier, por constituíremáreas de preservação natural. Ocorre também em trechos que acompanhamas margens do Rio Paraíba e dos principais tributários, nasdenominadas matas ciliares. Observam-se ainda algumas manchas decerrado na região sul do município, no Torrão de Ouro. Os remanescentesflorestais da Mata Atlântica correspondem a 11,06 quilômetrosquadrados e correspondem a 10,01% da área do município.Fontes: Fundação SOS Mata Atlântica, Inpe (Instituto Nacional de PesquisasEspaciais), Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica.Período 2000-2005.42 SÃo josÉ EM DADOSAnoSÃo josÉ EM DADOS 43


III - caracterização do territórioRio ParaíbaRevitalizaçãode nascentesem áreas públicasurbanasRemanescentesFlorestais daMata AtlânticA.Desde 2006 o município desenvolve o Programa de Revitalização de Nascentesem Áreas Públicas Urbanas. O objetivo é recuperar a vegetação dasmargens, que são responsáveis pela alimentação da bacia do Rio Paraíba..O programa tem apoio de empresas e instituições da região, além da participaçãode alunos de escolas públicas e da comunidade.Área do município BMA (Bioma da Mata Atlântica): 1.099,60 km²Área Total Rema (Remanescentes Florestais da Mata Atlântica): 11,06 km²Área de Florestas:% BMA: 100% Rema: 10,01% de Floresta: 10,0111,06 km²Fonte: Fundação SOS Mata Atlântica, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais-INPE, Atlas dosremanescentes florestais da Mata Atlântica. Período 2000-2005.UNIDADES DECONSERVAÇÃOParque NaturalMunicipal Augusto RuschiLocalizado no bairro Santa Cruz daBoa Vista, a 17 quilômetros do centrode São José dos Campos, o ParqueNatural Municipal Augusto Ruschi(popularmente conhecido como HortoFlorestal) está inserido em área deproteção ambiental da bacia hidrográficado Rio Paraíba e constitui umimportante remanescente de mataatlântica, onde vivem diversas espéciesde animais, algumas ameaçadas de extinção,como jaguatirica, lobo-guará,sagui-da-serra-escuro, gato-do-mato--pequeno, gavião-pega-macaco, jacu,pavó, cigarra-verdadeira e onça-parda.A área, com cerca de 2,5 milhões demetros quadrados, é rica em nascentese córregos. A água, de excelente qualidade,foi utilizada para o abastecimentode São José dos Campos até a décadade 40. No parque fica o viveiro demudas, que produz unidades para asáreas verdes públicas e ruas. São cemespécies nativas, entre elas aroeira-salsa,ipê-amarelo, ipê-roxo, sabão-de--soldado, araçá, tucaneiro, jequitibá--vermelho, cabreúva, cedro, copaíba,guapuruvu, imbiraçu e bracatinga.O Parque Natural Municipal AugustoRuschi foi criado em 17 de setembro de2010 pela Lei Municipal 8.195, sendo aprimeira unidade de conservação e proteçãointegral de São José dos Campos.Com a assinatura da lei, o Parque Naturalpassou a integrar o Sistema Nacionalde Unidades de Conservação – SNUC,submetendo-se a critérios, normas deimplantação e gestão específicos. Umdos objetivos da criação da unidade deconservação é a preservação do ecossistemanatural, de grande relevânciaecológica e beleza cênica, a realização depesquisas científicas, o desenvolvimentode atividades de educação ambiental,além da recreação em contato com a naturezae do turismo contemplativo.HistóricoA Reserva Ecológica Augusto Ruschi,anteriormente uma fazenda, denominadaBoa Vista, foi incorporada aopatrimônio público do município em1902, com o objetivo de utilizar os mananciaisexistentes como reservatóriopara captação e distribuição de águapara a cidade. Este sistema durou até1937, quando foi desativado, e o abastecimentopassou a ser realizado nolocal atual, no Rio Paraíba.A área foi transformada em reservaflorestal pela Lei Municipal 2.163, de1979. Em 1986, o local recebeu o nomede Reserva Ecológica Augusto Ruschi,em homenagem ao biólogo que dedicoua vida ao estudo da natureza.Em 2004 a Lei Complementar Municipal280 criou a ZA-RFAR, Zona deAmortecimento da Reserva FlorestalAugusto Ruschi. No entorno as atividadeshumanas estão sujeitas a normasespecíficas, com o propósito deminimizar os impactos negativos sobrea área. Em 2008 teve início o estudotécnico para criação da unidade deconservação de proteção integral.44 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 45


III - caracterização do territóriorelevoParque NaturalMunicipal do BanhadoA concha do Banhado compreendeuma região imediatamente contíguaao centro urbano de São José dos Campos,com uma área de 4,32 milhõesde metros quadrados. Consideradoum dos principais cartões postais dacidade, constitui-se em um anfiteatroque se abre após o declive abrupto quecai sobre a várzea próxima, mantendoas feições de extensa planície, que sealonga até o Rio Paraíba do Sul, numcenário único totalmente integrado àpaisagem urbana local.Composta anteriormente de variadavegetação nativa, o Banhado passoupor um processo de desmatamento,devido à venda de madeiras para construçãoda Estrada de Ferro Central doBrasil e pela especulação imobiliária.Em 1939, com o projeto que visava aorganização urbana, o prefeito FranciscoJosé Longo, no intuito de preservara região, desapropriou todo o ladoBanhadodireito da Avenida São José, possibilitandoa visualização de todo o conjuntopela população.No ano de 1984, a Lei Municipal2.792/84 declarou o Banhado, Áreade Proteção Ambiental. Em 2002 aLei Estadual nº 11.262, além de criara APA de São Francisco Xavier, tambémcriou a Área Estadual de ProteçãoAmbiental do Banhado e doJaguari, que engloba a parte dos terrenossituados em Área de ProteçãoAmbiental IV.As legislações que incidem sobre essaárea, têm o sentido amplo de garantirsua proteção, impondo restrições deuso e ocupação, objetivando a preservaçãopaisagística e histórica do principalcartão postal da zona urbana deSão José dos Campos.O Banhado exerce uma função ambientalque beneficia direta e indiretamentea cidade, seja como condicionanteclimático, refúgio da vidasilvestre, reserva da biodiversidade,além de suas funções socioculturais.Essas características revelam um patrimônioambiental e paisagístico de talexpressão, que se tornou eminente asua preservação para as futuras geraçõesatravés da implantação de umParque Natural Municipal: o Parquedo Banhado, que se encontra em processode criação.A criação dessa Unidade de Conservaçãode Proteção Integral possibilitaa manutenção da flora e fauna local;formação de um corredor ecológicojunto ao centro urbano de São Josédos Campos; melhoria das condiçõesclimáticas locais; desenvolvimento emanutenção de recursos fitogenéticos;desenvolvimento de pesquisasambientais e formação de espaçoscondizentes à realização de atividadesde educação ambiental.A área do município situa-se no Planalto Atlânticoe inclui subdivisões naturais em zonas, determinadaspor feições morfológicas distintas: Serrada Mantiqueira, Médio Vale do Paraíba e Planaltode Paraitinga.A zona da Serra da Mantiqueira compreendea escarpa que limita o Vale do Paraíba, ao norte,com o Planalto Sul Mineiro. A passagem doplanalto para o Vale do Paraíba ocorre de formagradativa, de amplitudes maiores a menores, dasformas de escarpas até os domínios de morros ecolinas ou espigões isolados.A zona do Médio Vale do Paraíba separa a Serrada Mantiqueira, ao norte, do Planalto de Paraitinga,ao sul. É uma faixa alongada de direçãonordeste- sudoeste, com largura variando de 10 a20 quilômetros. Contém um domínio central desubstrato sedimentar, que inclui a planície do RioParaíba do Sul. Predominam no geral colinas naforma de tabuleiros.Na zona geomorfológica do Planalto de Paraitinga,os terrenos se nivelam ao redor de 700metros. Neste domínio estão presentes áreasserranas, cuja principal feição paisagística é ochamado mar de morros, com variáveis que diminuemgradativamente dos divisores de águapara os vales principais, onde as serras dão lugara morros e estes a morrotes e colinas.geologiaEm São José dos Campos ocorre uma grandediversidade de rochas. Estão presentes litologiasdo embasamento cristalino, atribuídas aoGrupo Paraíba e ao Grupo Açungui (às zonas daSerra da Mantiqueira e ao Planalto de Paraitinga),na porção norte e no extremo sul do município.Sedimentos terciários do Grupo Taubatéocorrem ao centro-sul (zona do Médio Vale doParaíba). Sedimentos aluvionares recentes sãosignificativos ao longo das calhas dos rios Paraíbado Sul e Buquira e mais restritos junto àsdrenagens dos rios Jaguari, Comprido, Vidoca,Putins, Alambari, Pararangaba e da Divisa.Taquari46 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 47


III - caracterização do territóriopaisagemserranaNa região norte, São José dos Campos tem umapaisagem serrana típica do Vale do Paraíba.Composta por morros, serras e picos, entre osquais o Pico do Selado (com 2.082 metros de altitudeé o ponto culminante do município) quetambém figura entre os 32 pontos mais altos doBrasil. Destacam-se a seguir alguns dos pontosde maior expressão.Serra do Queixo D’AntaFica a 1.740 metros de altitude, na divisacom Sapucaí Mirim (MG), e tem vistapanorâmica para cidades do Vale do Paraíba.Pico do SeladoÉ o ponto mais alto do município, com2.082 metros de altitude. Localizado noslimites com Camanducaia (MG) e Joanópolis,é ideal para a prática de alpinismo.No inverno, a temperatura fica entre 5 e12 graus negativos, com eventual quedade neve. Tem vista panorâmica de MonteVerde (MG), da área urbana de São Josédos Campos e de outras cidades do Valedo Paraíba.Pedra RedondaExcelente para o alpinismo sem equipamentos,fica a 1.925 metros de altitude,no limite com Camanducaia (MG) e Serrado Selado.Pedra Chapéu do BispoNo inverno a temperatura chega a 12graus negativos. Está a 1.913 metros dealtitude e é excelente local para alpinismosem equipamentos, com vista panorâmicade várias cidades do Vale do Paraíba.Pedra Pouso do RochedoCom 1.300 metros de altitude, fica naSerra de Santa Bárbara. Paisagem deáguas límpidas, ligeiras, por entre pedras,que formam piscinas naturais e pequenasquedas.Pouso do RochedoTrilha com oito quedas de cachoeira.48 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 49


III - caracterização do territórioRepresa do JaguariHidrografiaBacia do RioParaíba do SulO Rio Paraíba do Sul é formado pelosrios Paraitinga, que nasce no municípiode Areias, e Paraibuna, cujanascente é no município de Cunha. Aconfluência dos rios se dá no municípiode Paraibuna, no reservatório demesmo nome. Com um percurso de1.150 quilômetros, o Paraíba deságuano Oceano Atlântico, no município deSão João da Barra (RJ).A bacia do Paraíba compreende umaárea de 57 mil quilômetros quadradose se estende pelos estados de São Paulo(13.605 km2), Rio de Janeiro (22.600km2) e Minas Gerais (20.500 km2) etendo na área de abrangência 184 municípios,entre os quais 88 no estadode Minas Gerais, 57 no Rio de Janeiroe 39 em São Paulo. Trata-se de uma regiãode intensa ação antrópica, porémainda mantém alguns resquícios deMata Atlântica em parques e reservas.Entre os principais usos da água estão:captação para uso doméstico – 64 millitros/segundo, dos quais, 17 mil paraabastecimento domiciliar da populaçãoresidente na bacia, mais 47 milpara o abastecimento da Região Metropolitanado Rio de Janeiro, que nãose encontra na Bacia Hidrográfica doRio Paraíba do Sul, porém se beneficiade suas águas graças a uma transposiçãopara o Rio Guandu. A água tambémé utilizada para uso industrial,agrícola e de geração de energia, entreoutros, em menor proporção.São José dos Campos é o maior municípioda bacia hidrográfica do RioParaíba do Sul. O rio atravessa transversalmenteo município e apresentana margem esquerda afluentes commaior volume de água que os da margemdireita.Entre os da margem esquerda destacam-seos rios Jaguari e Buquira. Já osafluentes da margem direita, se nãoapresentam grande volume de água,têm importância porque percorremtoda a malha urbana e constituemgrande parte do sistema de drenagemdo município. Os de maior destaquesão os rios Comprido, Pararangaba eAlambari, além do Córrego Vidoca.Dentro da rica rede hidrográfica quetem suas nascentes no município, importantefonte para o abastecimentoda população e da pecuária, destaca-sea existência do Rio do Peixe, afluentedo Rio Jaguari, que tem extensa baciahidrográfica. Percorrendo parte daregião norte do município, suas águasdrenam 25% da bacia do reservatóriodo rio Jaguari, para a regularização devazão do Rio Paraíba do Sul, produçãode energia elétrica, e também utilizadapara lazer e turismo na região.represaUsina Hidrelétrica JaguariA Usina Hidrelétrica Jaguari está localizadano Rio Jaguari, entre os municípiosde Jacareí e São José dos Campos.O acesso é pela Rodovia PresidenteDutra, km 165. Sua potência instaladaé de 27,6 MW, distribuída por duasunidades geradoras com turbinasFrancis. O reservatório tem 56 km2 deextensão e tem como principal finalidadepermitir o controle da vazão doRio Paraíba, que é o fornecedor deágua para várias cidades do Vale doParaíba, tanto no Estado de São Paulocomo no Rio de Janeiro.Em abril de 2010 o Sistema de Gerenciamentoda Organização foi avaliadopela Bureau Veritas Certification e encontradoem conformidade com os requisitosda Norma ISO 9001:2008 noseguinte escopo de fornecimento: Geraçãode Energia Elétrica em 13,8 kV,regularizando a vazão do Rio Paraíbado Sul, promovendo o manejo de florae fauna, educação ambiental e travessiaslacustres na Unidade de ProduçãoRio Paraíba, compreendendo as UsinasHidrelétricas Paraibuna e Jaguari.Fonte: CESP – Companhia Energética deSão Paulo - 201150 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 51


caracterizaçãoda populaçãoIV52 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 53


IV - caracterização da população“Quantos somos, como somos, onde estamos, como vivemos”Os censos demográficos realizados decenalmente peloInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constituema principal fonte de dados sobre as populações municipaise respectivas condições de vida. Através dos censossão produzidas as informações que irão orientar o planejamentopúblico e privado ao longo da década.Em 2010, no XII Censo Demográfico, foram visitadoscerca de 58 milhões de domicílios em 5.565 municípios.Alguns dados preliminares referentes ao municípiode São José dos Campos disponibilizados peloinstituto quando da elaboração desta edição são apresentadosa seguir.CRESCIMENTOPOPULACIONALEntre 2000 e 2010 a população residente no município de São José dosCampos cresceu 16,7%, aumentando em cerca de 90 mil pessoas.Distante das elevadas taxas ocorridas entre as décadas de 50 e 80, omunicípio segue a tendência geral do país, que expressa uma reduçãodo ritmo de crescimento populacional. Porém, com uma taxa de crescimentomédio anual de 1,57%, São José dos Campos ainda mantémum crescimento superior ao verificado para o conjunto da populaçãobrasileira (1,17%) e para o Estado de São Paulo (1,09%).SÃO JOSÉDOS CAMPOSNO CENSODE 2010Com 629.921 pessoas residentes, segundo dadosdo IBGE apurados no censo de 2010, São José dosCampos é a sétima cidade de São Paulo em tamanhopopulacional. Sua população representa1,52% dos moradores do estado e 27,81% dapopulação da região administrativa do Vale doParaíba Paulista.Os 10 maiores municípios de São Pauloem tamanho populacionalMUNICÍPIOPOPULAÇÃO1. São Paulo 11.253.5032. Guarulhos 1.221.9793. Campinas 1.080.1134. São Bernardo do Campo 765.4635. Santo André 676.4076. Osasco 666.7407. São José dos Campos 629.9218. Ribeirão Preto 604.6829. Sorocaba 586.62510. Santos 419.400Fonte: IBGE - censo 2010Mesmo com a diminuição do crescimento populacional do município observado nas últimas décadas, São José dos Campos vem aumentando a participação noconjunto da população do Estado de São Paulo e da região administrativa do Vale do Paraíba Paulista.%8,007,006,005,004,003,002,001,00TAXA DE CRESCIMENTO INTERCENSITÁRIO1940 - 20100,0040/50 50/60 60/70 70/80 80/91 91/00 00/10PeríodoFonte: IBGE - censos demográficos e Secretaria de Planejamento Urbano - SPU - PMSJCSJCEST. SÃO PAULOBRASILParticipação da população de São José dos Campos no conjunto da RegiãoAdministrativa do Vale do Paraíba Paulista e do Estado de São PauloANO POPULAÇÃO ABSOLUTA POPULAÇÃO RELATIVA %SÃO JOSÉ DOS CAMPOSFonte: IBGE - censos demográficos e Secretaria de Planejamento Urbano – PMSJCRegião AdministrativaVale do ParaíbaEstado de São Paulo1980 287.513 23,54 1,151991 442.370 26,78 1,402000 539.313 27,07 1,462010 629.921 27,81 1,52Já as variações ocorridas na composiçãourbana e rural ao longo das décadas de80, 90, 2000 e 2010 relacionam-se comas sucessivas modificações na legislaçãomunicipal referente à delimitação dosperímetros urbano e rural do município,sendo a mais recente a Lei ComplementarMunicipal 428/2010, que estabeleceas normas relativas ao parcelamento, usoe ocupação do solo.Evolução populacional do municípiode São José dos Campos (1940-2010)ANO TOTAL POPULAÇÃOURBANARURAL1940 36.279 14.474 21.8051950 44.804 26.600 18.2041960 77.533 56.882 20.6511970 148.332 132.482 15.8501980 287.513 276.901 10.6121991 442.370 425.515 16.8552000 539.313 532.717 6.5962010 629.921 615.022* 14.899*Fonte: IBGE - censos demográficos* População urbana e rural com base na Lei Complementar 428/10 (estimativa da Secretaria de PlanejamentoUrbano e Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento - IPPLAN)54 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 55


IV - caracterização da populaçãoCOMPOSIÇÃOETÁRIAAspectos importantes da composição dapopulação de São José dos Campos e respectivaevolução nas últimas décadas sãorevelados pela observação das pirâmidesetárias de 1980 a 2010.O contínuo estreitamento da base e o gradativoalargamento das faixas etárias maisavançadas no alto da pirâmide indicam aredução da fecundidade e o processo deenvelhecimento populacional, em cursono país. Essa alteração na estrutura etá-ria tem grandes repercussões sobre asdemandas da população em áreas comosaúde, educação, mercado de trabalho eprevidência social e deverá nortear a implantaçãodas políticas públicas.Considerando-se os grandes grupos etários– crianças, jovens, adultos e idosos– e comparando-se apenas os dados dosdois últimos censos, podemos observarcomo é marcante a alteração do perfilda população.Evolução da participação percentual dos grupos etáriosno conjunto da população de São José dos CamposFAIXA ETÁRIA CENSO DE 2000 CENSO DE 20100-14 27,5% 21,8%15-29 28,7% 26,8%30-59 37,1% 41,6%60 e mais 6,6% 9,8%Fonte: IBGE - censos demográficosHOMENSProjeção de População ResidenteSão José dos Campos - 1980 (%)População Total: 287.51315 12 9 6 3 0HOMENSIDADE70 e +65 – 6960 – 6455 – 5950 – 5445 – 4940 – 4435 – 3930 – 3425 – 2920 – 2415 – 1910 – 145 – 90 – 4(%) FONTE IBGE(%)70 e +65 – 6960 – 6455 – 5950 – 5445 – 4940 – 4435 – 3930 – 3425 – 2920 – 2415 – 1910 – 145 – 90 – 4MULHERES0 3 6 9 12 15Projeção de População ResidenteSão José dos Campos - 1991 (%)População Total: 442.37012 10 8 6 4 2 0IDADE0 2 4 6 8 10 12(%) FONTE IBGE(%)MULHERESHOMENSProjeção de População ResidenteSão José dos Campos - 2000 (%)População Total: 539.31312 10 8 6 4 2 0HOMENSIDADE70 e +65 – 6960 – 6455 – 5950 – 5445 – 4940 – 4435 – 3930 – 3425 – 2920 – 2415 – 1910 – 145 – 90 – 4(%) FONTE IBGE(%)70 e +65 – 6960 – 6455 – 5950 – 5445 – 4940 – 4435 – 3930 – 3425 – 2920 – 2415 – 1910 – 145 – 90 – 4MULHERES0 2 4 6 8 10 12Projeção de População ResidenteSão José dos Campos - 2010 (%)População Total: 629.921IDADE10 8 6 4 2 0 0 2 4 6 8 10(%) FONTE IBGE(%)MULHERESDISTRIBUIÇÃO POPULACIONALOs dados censitários de 2010 indicam para São José dosCampos uma taxa de urbanização de 97,6%. A área urbanado município foi alterada pela Lei ComplementarMunicipal 428, de 9 de agosto de 2010, que modificou odesenho do segmento norte e da macrozona urbana dodistrito de São Francisco Xavier.O mapa abaixo apresenta a distribuição da populaçãopelas sete regiões que integram o território urbanode São José dos Campos, de acordo com a nova lei.Distribuição da população de São José dos Campos segundo as regiões urbanas(Lei Complementar Municipal 428/2010)REGIÃOPOPULAÇÃOCENTRO 72.115NORTE 59.800LESTE 160.990SUDESTE 45.800SUL 233.536OESTE 41.163SÃO FRANCISCO XAVIER 1.342Fonte: IBGE - censo 2010 Secretaria de Planejamento Urbano - SPU - PMSJC e Instituto dePesquisa, Administração e Planejamento - IPPLANPopulação dos distritos de São José dos Campos e taxas de crescimento noperíodo 2000-2010Fonte: IBGE - censo de 2010Também é possível visualizar no mapa a área urbanaisolada que corresponde à localidade do Buquirinha(Zona de Assentamento Informal), integrante da regiãonorte.Já com relação aos distritos que integram o município,temos, além do distrito sede que concentra 86,1% dapopulação, os distritos de Eugênio de Melo e São FranciscoXavier onde se localizam, respectivamente, 13,3%e 0,6% dos residentes.DISTRITO POPULAÇÃO EM 2000 POPULAÇÃO EM 2010 TAXA DE CRESCIMENTO MÉDIO ANUALSão José dos Campos (distrito sede) 468.325 542.404 1,48Eugênio de Melo 68.121 83.665 2,08São Francisco Xavier 2.867 3.852 3,0056 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 57


IV - caracterização da populaçãodomicíliosTipo de domicílioSegundo o censo de 2010, no conjuntodos 189.503 domicílios particularespermanentes recenseados em SãoJosé dos Campos, 151.863 são casas,33.343 apartamentos, 3.715 casas devila ou em condomínios e 582 residênciasem casas de cômodos.Distribuição percentual dos domicílios particulares permanentessegundo tipo em São José dos CamposFonte: IBGE - censo de 2010CASAS 80,14%APARTAMENTOS 17,59%CASAS EM VILAS OU CONDOMÍNIOS 1,96%RESIDÊNCIAS EM CASAS DE CÔMODOS 0,3%Renda domiciliarSegundo o levantamento censitáriode 2010, em São José dos Campos,12% dos domicílios possuem rendimentosde até meio salário mínimomensal per capita, 74% enquadram--se na faixa entre mais de meio ecinco salários mínimos, 10% contamcom mais de cinco salários mínimose 3% (6.051 domicílios) não apresentamrendimentos. Podemos observarno quadro ao lado, de formacomparativa, os dados referentes aorendimento domiciliar per capita dosdomicílios de São José dos Campos edo Estado de São PauloDomicílios particulares permanentes por classe de rendimentodomiciliar mensal per capita em São José dos CamposClasse de rendimentos Estado de São Paulo São José dos CamposATÉ 1/4 DO SALÁRIO MÍNIMO 3% 2%MAIS DE 1/4 A 1/2 SALÁRIO MÍNIMO 12% 10%MAIS DE 1/2 A 1 SALÁRIO MÍNIMO 27% 25%MAIS DE 1 A 2 SALÁRIOS MÍNIMOS 29% 29%MAIS DE 2 A 3 SALÁRIOS MÍNIMOS 10% 11%MAIS DE 3 A 5 SALÁRIOS MÍNIMOS 8% 9%MAIS DE 5 SALÁRIOS MÍNIMOS 7% 10%Fonte: IBGE - censo de 2010SEM RENDIMENTO 4% 3%Densidade domiciliarNo município de São José dos Camposhá uma média de 3,32 pessoaspor domicílio, índice semelhante àmédia nacional (3,33) e bem próximada encontrada no estado de São Paulo(3,22).Considerando ainda o número demoradores, foram identificados peloIBGE 19.805 domicílios com apenasum morador e 35.266 com cinco oumais moradores.Distribuição percentual dos domicílios particulares permanentessegundo o número de moradores em São José dos CamposFonte: IBGE - censo de 20101 MORADOR 10,5%2 MORADORES 22,3%3 MORADORES 25,7%4 MORADORES 23,0%5 OU MAIS MORADORES 18,6%Outros indicadores de São José dos Camposcom base no Censo de 2010PERCENTUAL DE DOMICÍLIOS COM ENERGIA ELÉTRICA 99,94%PERCENTUAL DE DOMICÍLIOS ABASTECIDOS PELA REDE GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA 97,08%PERCENTUAL DE DOMICÍLIOS LIGADOS À REDE GERAL DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO 91,44%Fonte: IBGE - censo de 2010Condição de ocupaçãoConsiderando-se o conjunto dos domicíliosparticulares permanentes,o censo de 2010 identificou, entreos domicílios joseenses, 70% de domicíliospróprios. Este percentual épraticamente igual ao constatado noEstado de São Paulo. O quadro aolado apresenta um comparativo dasdiversas situações de ocupação dodomicílio.Distribuição percentual dos domicílios segundoa condição de ocupaçãoDOMICÍLIOS BRASIL ESTADO DE SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOSPróprios 73,3% 69,9% 70,0%Alugados 18,3% 21,5% 22,4%Cedidos 7,8% 7,6% 6,7%Outra condição 0,6% 0,9% 0,9%Total de domicílios 57.323.937 12.827.093 189.503Fonte: IBGE - censo de 201058 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 59


Vsaúde60 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 61


V - saúdePerfilUm dos indicadores mais utilizadospara avaliação da atenção à saúde domunicípio é a mortalidade infantil,que é a relação entre a quantidade deóbitos de bebês com menos de umano, não fetais, ocorridos no municípioe o número de nascidos vivosno mesmo período no município.As medidas de mortalidade tambémpodem ser consideradas como indicadoresindiretos da qualidade devida da cidade, pois refletem as condiçõesde moradia, nutrição, educaçãoe saneamento.O coeficiente de mortalidade infantilde São José dos Campos em 2000era de 13,09 óbitos por mil nascidosvivos. Em 2010 esse índice caiu para9,3. A redução tem relação diretacom o acompanhamento pré e pós--natal e o aprimoramento da assistênciaao parto e à gestante realizadapela Prefeitura desde 2001, por meiode programas e serviços. Um deles éa triagem neonatal, que atualmenteé referência na região.A redução inicial da mortalidade infantildeu-se à custa do componentepós-neonatal (acima de 28 dias devida), demonstrando melhoria dascondições de saneamento básicoda cidade, associada ao intenso trabalhode prevenção realizado pelasunidades básicas, com a utilizaçãomaciça de terapia de re-hidrataçãooral e educação em saúde.A partir da década de 80, o componenteneonatal (0-28 dias) passa adeterminar o comportamento damortalidade infantil do município, aspectode mais difícil intervenção, poisestá relacionada à gravidez, ao partoe puerpério, que são determinantesendógenos de mais difícil intervenção.Em 1990, de um total de 213 óbitosocorridos em menores de um ano,70% deles (150 casos) tinham até 28dias de vida, sendo que destes 87%(130 casos) morreram na primeira semanade vida. Em 2003, de um total de101 óbitos ocorridos em menores deum ano, 68% deles (68 casos) tinhamaté 28 dias de vida, sendo que destes73% (50 casos) morreram na primeirasemana de vida.Para alcançar a diminuição da mortalidadeneonatal precoce, foramfeitos investimentos no programa depré-natal (consultas, parto e puerpério)na rede básica e hospitalar. Outramedida importante foi a criaçãoda UTI neonatal e do banco de leite(estímulo à amamentação).Indicadores de saúdeLeitos 1Taxa de mortalidade infantil por mil nascidos vivos (2010) 2 11,02Taxa de mortalidade por causas externas por 100 mil habitantes (2006) 1 45,1Taxa de mortalidade materna por 100 mil nascidos vivos (2009) 1 32,9Índice CPOD (percentual de cárie aos 12 anos) (2010) 1 1,08SUS (2010) 862Particulares (2010) 608Total 1.470Fonte: 1. Secretaria de Saúde/Prefeitura de São José dos Campos2. Fundação Seade – Sistema Estadual de Análise de Dadospor mil nascidos vivos2520151050Taxa de mortalidade infantil e seus componentes emSão José dos Campos - 1990 a 20101990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008Infantil 21,23 20,18 20,69 20,54 20,84 20,18 19,41 16,45 16,73 14,53 13,09 13,49 13,27 11,94 11,15 11,39 11,69 11,44 11,43Neonatal 14,95 13,45 13,38 14,11 16,42 14,3 14,51 13,4 11,98 10,73 8,76 9,41 8,56 7,99 7,99 8,48 8,85 7,96 7,51Pós Neonatal 6,28 6,73 7,31 6,43 4,41 5,89 4,9 3,05 4,75 3,8 4,33 4,08 4,72 3,94 3,15 2,9 2,84 3,48 3,922009 201010,83 9,277,87 6,462,95 2,81REDE HOSPITALARE UNIDADES DESAÚDEHospital Municipal na Vila Industrial2 hospitais municipais6 unidades de pronto atendimento1 centro de referência em moléstias infecciosas2 hospitais psiquiátricos (parceria)40 unidades básicas de saúde (atendimento primário)1 unidade de especialidade de saúde2 unidades de atendimento integral à saúde3 unidades de reabilitação1 centro de referência especializada em saúde ocupacional1 centro de orientação e apoio sorológico1 laboratório central para saúde pública1 centro de controle de zoonoses8 residências terapêuticas5 centros de atenção psicossocial62 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 63


VIeducação ecultura64 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 65


VI - educação e culturaPerfilSão José dos Campos tem 365 unidadesque atendem todos os níveise modalidades da educação. Segundoo Censo Escolar de 2010, são168.742 os estudantes matriculados,considerando-se as redes de ensinoestadual, municipal e particular.Com relação ao ensino superior e após-graduação, as instituições da cidadeministram cursos voltados paratodas as áreas do conhecimento científicoe tecnológico, configurando-secomo o maior centro universitárioda região e um dos mais importantesdo país.Instituiçõesde ensinosuperior emSão José dosCampos:AnhangueraEtep FaculdadesInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)Instituto Nacional de Pós-Graduação – INPGInstituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA)Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Paulista – UNESPFaculdade de Tecnologia (Fatec)Fundação Armando Álvares Penteado (Faap)Universidade do Vale do Paraíba (Univap)Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)Universidade Paulista (Unip)Veris FaculdadesDistribuição dos alunos matriculados segundo o nívele a rede de ensino em São José dos CamposNÍVEL ESCOLAR MUNICIPAL ESTADUAL PARTICULARCRECHE (0 ATÉ 3 ANOS) 4.486 10 6.069PRÉ-ESCOLA (4 E 5 ANOS) 11.767 2 4.580ENSINO FUNDAMENTAL (REGULAR) 31.931 38.181 14.188ENSINO MÉDIO (REGULAR) - 23.381 7.327EDUCAÇÃO ESPECIAL (CLASSES E ESCOLAS ESPECIAIS) 2.446 1.103 525EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (SUPLETIVO PRESENCIAL) 2.156 3.541 1EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (SUPLETIVO SEMIPRESENCIAL) - 8.207 89Fonte: Censo Escolar – 2010Rede de ensino municipal – Projeção 2012Taxa de analfabetismo da população de 15 anos ou maispor grupos de idade em são José dos CamposFonte: IBGE - censo 2010Total 15-24 anos 25-59 anos 60 ou mais3,0% 0,8% 2,0% 11,5%São José dos Campos: Índice de desenvolvimentoda educação básica (Ideb)Resultados e metas (quarta série ou quinto ano)IDEB OBSERVADOMETAS PROJETADAS2005 2007 2009 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 20215.2 5.6 5.9 5.3 5.6 6.0 6.2 6.4 6.7 6.9 7.1Fonte: http://portal.inep.gov.br (acesso em 29/11/11)São José dos Campos: Índice de desenvolvimentoda educação básica (Ideb)Resultados e metas (oitava série ou nono ano)IDEB OBSERVADOMETAS PROJETADAS2005 2007 2009 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 20214.9 5.0 5.1 4.9 5.1 5.3 5.7 6.0 6.2 6.4 6.6Fonte: http://portal.inep.gov.br (acesso em 29/11/11)Escolas Unidades Área de atuação Alunos TotalCECOI / CEDIN 33 CECOI / CEDIN 5.572 5.572EDUCAÇÃO INFANTIL 70EMEI / NEI 12.812IMI 2.07814.890ANOS INICIAIS 19.890ANOS FINAIS 17.952ENSINO FUNDAMENTAL 45EJA I 64039.859EJA II 1.320EE 57CECOI - Centro de Convivência Infantil (0 a 5 anos- integral)CEDIN - Centro de Educação Infantil (0 a 5 anos- integral)IMI - Instituto Materno Infantil (0 a 5 anos- integral)NEI - Núcleo de Educação Infantil (3 a 5 anos parcial)EMEI - Escola Municipal de Educação Infantil (3 a 5 anos parcial)Anos Iniciais (1º ao 5º ano do ensino fundamental regular)Anos Finais (6º ao 9º ano do ensino fundamental regular)EJA - Educação de Jovens e AdultosEE - Educação EspecialFonte: Dados SMEEscola de Educação Infantil da Rede Municipal66 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 67


VI - educação e culturaBiblioteca Municipal Cassiano RicardoINTERNET DE GRAÇALOCAIS COM ACESSO WI-FIParque Santos DumontRua Prudente Meirelles de Moraes, 100, Vila AdyanaDom Pedro IProdec SUL IRua Edilson Sabino dos Santos, 181Telefone: (12) 3966-2360BIBLIOTECAS E CENTROSDE INFORMAÇÃO EDOCUMENTAÇÃOBiblioteca Pública Cassiano RicardoRua 15 de Novembro, 99, CentroTelefone: 12 3921-6330biblioteca@fccr.org.brBiblioteca Pública Hélio Pinto FerreiraRua Henrique Jorge Guedes, 57, Jardim dasIndústriasTelefone: 12 3931-2549Biblioteca/Serviço de Informação e Documentação– SPURua José de Alencar, 123, Vila Santa luziaPaço Municipal, 6° andarTelefone: 12 3947-8362 Fax: 12 3947-8208spmabiblioteca@sjc.sp.gov.brBiblioteca Central da Universidade do Valedo Paraíba – UNIVAPAvenida Shishima Hifumi, 2911 – UrbanovaTelefone: 12 3947-1068/1069 – Fax: 12 3949-1303bib@univap.brBiblioteca Central do Instituto Tecnológicode Aeronáutica – ITAPraça Marechal do Ar Eduardo Gomes, 50 –Vila das AcáciasTelefone: 12 3947-5924/5925/5927/5928sri@ita.brBiblioteca Prof°.Leila Novaes – Faculdade deOdontologia – UNESPAvenida Francisco José Longo, 777 – JardimSão DimasTelefone: 12 3947-9006/9005biblioteca@fosjc.unesp.brServiço de informação e Documentação –INPEAvenida dos Astronautas, 1758 – Jardim daGranjaTelefones: 12 3945-6913-6910Fax: 12 3945-6919biblio@sid.inpe.brBiblioteca Synésio Martins (EEI-ISE-ETEP)Avenida Barão do Rio Branco, 882 – JardimEsplanadaTelefone: 12 3947-2232maria.figueiredo@etep.edu.brBiblioteca – UNIP – Campus São José dosCamposRodovia Presidente Dutra, km 157,5 – Jardimdas IndústriasTelefone: 12 2136-9044/9043biblioteca.sjcampos@unip.brBiblioteca – FAAP – Campus São José dosCamposAvenida Jorge Zarur, 650 – SerimburaTelefone: 12 3925-6400/6410possjc.secretaria@faap.brBiblioteca – FATECRodovia Presidente Dutra, km 137,8Telefone: 12 3905-2423/4699biblioteca.fatec.sjc@hotmail.comBiblioteca – INPGRodovia Presidente Dutra, km 154,7, prédio 7– Centro Empresarial do Vale – Rio CompridoTelefone: 12 3932-1092Biblioteca – AnhangueraAvenida João Batista de Souza Soares, 4121 –Colônia ParaísoTelefone: 12 3512-1300Biblioteca Daisaku Ikeda – CEPHASRua Tsunessaburo Makiguti, 399 – Jd. SatéliteTelefone: 12 3934-1995/1135 ramal 48biblioteca@cephas.org.brCentro de Recursos Didáticos – FUNDHASRua Santarém, 560 – Parque IndustrialTelefone: 12 3932-0533 ramal 601crd@fundhas.org.brBIBLIOTECASCOMUNITÁRIASAs bibliotecas comunitárias são locais acessíveis deincentivo à leitura, empréstimo de livros e outrasatividades, como oficinas, cursos, teatro de fantoches,dramatização e uso dedeo.Quero LerAvenida Ambrósio Molina, 184, Eugênio deMeloTelefone: 12 3905-3001Biblioteca Jansen FilhoRua Mário Antônio Abrantes da Fonseca, 410,Campo dos AlemãesTelefone: 12 3966-1275Jardim das FloresPraça Ronaldo Davoli, Jardim das FloresTelefone: 12 3905-1900Parque da CidadeRua Olivo Gomes, 100, SantanaPoliesportivo Altos de SantanaAvenida Alto do Rio Doce, 801, Altos de SantanaPoliesportivo Vila TesouroRua Bento Pinto da Cunha, 381, ValparaíbaPoliesportivo CerejeirasRua 23 de Dezembro, 400, CerejeirasPoliesportivo São Judas TadeuAvenida São Jerônimo, 706, São Judas TadeuPoliesportivo Campo dos AlemãesRua Walter Dellu, 21500, Campos dos AlemãesObs: No decorrer de 2012 também serão beneficiados cominternet gratuita, em domicílio, 127 bairros em diferentesregiões da cidade.Locais Espaço Ponto Com(computadores fixos)Alto da PonteProdec Norte IRua Alziro LebrãoTelefone: (12) 3942-2488CentroPraça Cônego LimaTelefone: (12) 3911-8751Dom Pedro IEspaço Cultural Flávio CraveiroRua Lenin, 200Telefone: (12) 3903-2298InterlagosProdec SUL IIRua Ubirajara Raimundo de Souza, 280Telefone: (12) 3944-1708Jardim das IndústriasBiblioteca Pública Hélio Pinto FerreiraRua Professor Henrique Jorge Guedes, 57Telefone: (12) 3931-2549Novo HorizonteProdec Leste IRua dos Vidraceiros, 127Telefone: (12) 3907-2675São Judas TadeuProdec Sul IIIRua Seis, 111, Residencial TamoiosTelefone: (12) 3944-5452Shopping CentroAcessa SPRua Rubião Júnior, 84, piso 2, sala 54,CentroTelefone: (12) 3923-8731Em parceria com o Governo de São PauloBosque dos EucaliptosEspaço Cultural Tim LopesAvenida Ouro Fino, 2520, Bosque dos EucaliptosTelefone: (12) 3917-1612Em parceria com o Governo FederalSão Francisco XavierPraça Cônego Manzi, 140Telefone: (12) 3926-117768 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 69


VI - educação e culturaespaços culturaisculturaPerfilAo longo das últimas décadas, São José dos Campos vem se destacandonão só como uma cidade empreendedora, que abrigagrandes indústrias e um amplo parque tecnológico, mas tambémpela diversidade cultural, preservação dos patrimônios históricose culturais e consolidação de grandes festivais, como o Festivale(Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba) e o Festidança(Festival de Dança de São José dos Campos), que destacam o nomeda cidade no cenário nacional das artes.A Fundação Cultural Cassiano Ricardo é a responsável por definira política cultural do município e garantir que as ações cheguemo mais próximo possível da população. Para isso, ela cria projetose programas voltados para o teatro, cinema, música, dança,manifestações folclóricas, artes circenses, literatura, entre outrasmodalidades artísticas. Além disso, procura descentralizar todasas ações e ampliar o acesso à cultura para todos os setores da sociedade,o que contribui para despertar talentos e formar plateias.Espaço Clemente GomesEspaço das Artes Helena CalilPraça Padre João, 34, CentroTelefone: 12 3921-7206hcalil@fccr.org.brEspaço Cultural Clemente GomesAvenida Olivo Gomes, 100, SantanaTelefone: 12 3924-7332 / 3924-7341cgomes@fccr.org.brCine SantanaAvenida Rui Barbosa, 2.005, SantanaTelefone: 12 3942-1227/1226csantana@fccr.org.brEspaço Cultural Chico TristeRua Milton Cruz, s/n° - Jardim São JorgeTelefone: 12 3929-7559ctriste@fccr.org.brCasa de Cultura Rancho do Tropeiro ErnestoVillelaRua Ambrósio Molina, 184, Eugênio de MeloTelefone: 12 3905-1855rtropeiro@fccr.org.brEspaço Cultural Julio LemePraça Cônego Manzi, São Francisco XavierTelefone: 12 3926-1123jneme@fccr.org.brEspaço Cultural Flavio CraveiroAvenida Lenin, 200, Dom Pedro1°Telefone: 12 3966-1136fcraveiro@fccr.org.brEspaço Cultural Jardim da GranjaPraça Hélio Dias, 30, Jardim da GranjaTelefone: 12 3942-6366granja@fccr.org.brEspaço Cultural Johann GütlichRua Elíseo Galdino Sobrinho, 40, Jardim MorumbiTelefone: 12 3934-5866morumbi@fccr.org.brEspaço Cultural Eugênia da SilvaRua dos Carteiros, 110, Parque Novo HorizonteTelefone: 12 3907-0912/3907-8024eugeniadasilva@fccr.org.brEspaço Cultural Tim LopesAvenida Ouro Fino, 2.520, Bosque dos EucaliptosTelefone: 12 3917-1612/3916-7647tlopes@fccr.org.brEspaço Mario CovasPraça Afonso Pena, 29, CentroTelefone: 12 3921-7587Arquivo Público do MunicípioAvenida Olivo Gomes, 100, SantanaTelefone: 12 3924-7309Museu do Folclore de São José dos CamposAvenida Olivo Gomes, 100, SantanaTelefone: 12 3924-7318/7354/7375museufolclore@fccr.org.brMuseu de EsportesPraça Afonso Pena, 29, CentroTelefone: 12 3921-4112www.museudeesportes.sjc.sp.gov.br/index.aspMuseu de Arte Sacra de São José dos CamposTravessa Chico Luiz, 67, CentroTelefone: 12 3921-7226CET - Centro de Estudos TeatraisAvenida Olivo Gomes, 100, SantanaTelefone: 12 3924-7332/3924-7341cgomes@fccr.org.brSesc - Serviço Social do ComércioAvenida Ademar de Barros, 999, Jardim São DimasTelefone: 12 3904-2000Sesi - Serviço Social da IndústriaAvenida Cidade Jardim, 4.389, Bosque dos EucaliptosTelefone: 12 3936-2611/6444Teatro MunicipalRua Rubião Junior, 84, 3° piso, Shopping CentroTelefone: 12 3942-1144Teatro ColinasAvenida São João, 2.200, Jardim das Colinas -Shopping ColinasTelefone: 12 3924-4200www.shoppingcolinas.com.br/page/teatro2.aspTeatro SesiAvenida Cidade Jardim, 4.389, Bosque dos EucaliptosTelefone: 12 3936-2611Teatro e Auditório Moacyr B.de Souza -UnivapPraça Cândido Dias Castejon, 116, CentroTelefone: 12 3947-1023 / 12 3928-9800MAB – MemorialAeroespacialBrasileiroO Memorial Aeroespacial Brasileiro foi construído pelo Departamento de Ciênciae Tecnologia Aeroespacial (DCTA) em parceria com a Associação Brasileira de CulturaAeroespacial (Abcaer). O MAB, como é conhecido, ocupa uma área de 75 milmetros quadrados e a sua inauguração aconteceu no dia 19 de fevereiro de 2004,quando foi realizada a cerimônia de abertura e a assinatura do contrato de parceriaentre o MAB e a Abcaer (Associação Brasileira de Cultura Aeroespacial), paraadministração do MAB.O acervo do memorial está distribuído nos ambientes: ensino, aeronáutica, defesa,espacial e pesquisas associadas. Os destaques são o motor a álcool, as réplicasde foguetes, os aviões e mísseis. Em seus espaços se destaca uma área dedicadaao Marechal-do-ar Casimiro Montenegro Filho, fundador do então CTA e ITA.Avenida Brigadeiro Faria Lima (próximo do aeroporto)Telefone: 12 3947-3046www.cta.br/mab70 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 71


arquitetura edesenvolvimentourbanoVII72 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 73


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoplanejamento urbanoNo início do século passado, São Josédos Campos era procurada pelo climafavorável ao tratamento da tuberculose.Grandes sanatórios, hotéis epensões foram construídos na décadade 20 para servir de apoio à atividadesanatorial. Em 1935, a cidade passou àcondição de estância climatérica e hidromineral,quando começou a experimentarum crescimento urbano porcausa da construção de várias edificaçõesque se destinavam ao tratamentodas moléstias pulmonares e tambémdevido ao movimento intenso de chegadade pacientes.Este crescimento despertou a necessidadede uma política de saneamentoe urbanização. O processo de planejamentoteve início com a divisão dacidade em três zonas distintas: comercial,residencial e sanatorial. Em1936, surgiu a necessidade da criaçãoda zona industrial, pois teve início ainstalação de olarias, cerâmicas e tecelagens.A vinda de indústrias de grande portedurante os anos 50 e a consequenteaceleração da expansão urbana provocaramgrande mudança no município,que transformou num curto espaço detempo uma pequena cidade do interiorna capital do Vale do Paraíba.Esta mudança trouxe a necessidade denovas diretrizes para o planejamentoe estruturação e controle sobre esseprocesso de crescimento. Foram elaborados4 planos diretores (em 1958,1969, 1995 e 2006) e leis de zoneamentoem 1971, 1980, 1990, 1997 e2010.Diversas ações do poder público forambaseadas nos estudos e leis provenientesdestes instrumentos.As medidas mais efetivas resultantesdo primeiro plano Diretor de DesenvolvimentoIntegrado - PDDI estavamcentradas principalmente nalegislação de parcelamento do solo,que procurou disciplinar a expansãodos loteamentos que invadiam a zonarural, no zoneamento de massa, como objetivo de segregar as atividadesindustriais poluentes das zonas residenciaise da área de manancial deabastecimento, assim como as relacionadascom o saneamento básico. Issoresultou, em 1963, na inauguração daprimeira lagoa de oxidação de tratamentode esgotos do país.Com relação ao sistema viário, destaca-seo projeto que procurava retiraro tráfego de passagem Dutra - Camposdo Jordão e Campos do Jordão- Litoral Norte, através de uma viaprojetada ao longo do fundo de valedo Córrego do Vidoca, somente concretizadanos anos 90 pelas avenidasJorge Zarur, Mario Covas e EduardoCury, vias que integram o projeto doAnel Viário, demonstrando a açãopositiva do planejamento.Com relação ao segundo plano diretor,elaborado em 1969, observa-se que ozoneamento foi o instrumento utilizadocom sucesso, primeiramente para garantira reserva de grandes espaços paraas indústrias e, depois, para disciplinaros demais usos do solo urbano. O adensamentoproposto para a região da VilaAdy-Anna e do São Dimas com objetivode criar um novo centro comercial paradesafogar o antigo centro foi um aspectopositivo.Sem dúvida, os dois primeiros planosdiretores e as ações decorrentes delescontribuíram para a estruturação dotecido urbano que se conhece, no momentoexato da consolidação do municípiocomo polo industrial.No terceiro e quarto planos diretores,as questões ambientais e relacionadasao desenvolvimento econômico e deordenamento territorial preponderaramsobre as demais.O terceiro PDDI, em 1995, declarou62% do município como área de proteçãoambiental, incluindo parte dazona rural e parte da zona urbana.O último plano diretor, aprovado em2006, apontou a criação de váriosparques municipais, com o objetivode reduzir a carência de áreas verdesem diversos bairros e melhorar ascondições de drenagem urbana, alémda preservação das áreas de fundos devale. Este documento instituiu a obrigatoriedadede promover a revisão daLei de Zoneamento, que culminou naatual lei de Parcelamento, Uso e Ocupaçãodo Município, a Lei Complementar428 de 09 de agosto de2010.A atual Lei de Zoneamento tem porprincípio e valores pactuados com asociedade o uso racional dos recursosnaturais, a distribuição das atividadesurbanas de acordo com a capacidadede infraestrutura, a melhoria das condiçõesde mobilidade da população ea sustentabilidade da cidade e do cidadãojoseense.São José dos Campos apresenta umapreocupação constante com a organizaçãoda cidade, o que levou a criar oInstituto de Pesquisa, Administraçãoe Planejamento de São José dos Campos(Ipplan), órgão que tem por missão“prover soluções de planejamentoe gestão de impacto estratégico, prospectandouma visão de futuro voltadapara o desenvolvimento sustentável 1 ”.1. Prospecto do Instituto de Pesquisa, Administraçãoe Planejamento – IPPLAN - São José dosCampos, 2011.arquiteturaO desenvolvimento contínuo, a partir dos anos 50, trouxe à cidadeuma rápida trajetória de urbanização, destacando-a no cenárioregional do Vale do Paraíba como um centro político, econômico,tecnológico, educacional e cultural, condições essas que, com osaspectos paisagísticos e geográficos locais, proporcionaram o aparecimentode uma arquitetura urbana de características únicas.A urbanização acelerada, evidenciada no século passado, promoveugrande impacto na malha urbana do municípioEsse processo criou instrumentos que deram forma à arquiteturae ao desenvolvimento urbano da cidade, criando importantes referênciasarquitetônicas.Anterior ao período de industrialização, no início do Século 20,São José dos Campos se transformou em cidade sanatorial, sendoo principal exemplo da arquitetura dessa época o Sanatório VicentinaAranha, com projeto elaborado pelo escritório do arquitetoRamos de Azevedo.Durante a fase sanatorial, foram garantidos pelo Governo do Estadofluxos de recursos financeiros que propiciaram à cidade a organizaçãopara o desenvolvimento do próximo ciclo: o industrial.A partir da década de 1950, com o novo traçado e a duplicação daRodovia Presidente Dutra, a instalação do Centro Técnico Aeroespacial(CTA) – hoje Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial(DCTA) – e Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA),alterou-se substancialmente o perfil do município.No centro desse dinamismo, os arquitetos Oscar Niemeyer, com oprojeto desenvolvido para o CTA, Carlos Barjás Millán em parceriacom Luís R Carvalho Franco e Sidney Fonseca, Rino Levi e RobertoBurle Marx contribuem para situar a cidade no cenário da arquiteturamoderna nacional.A arquitetura produzida nesse período foi responsável pela consolidaçãode uma nova paisagem urbana do município, que teveum crescimento econômico e demográfico acelerado nas décadassubsequentes.Contribuíram também para a arquitetura desse período os arquitetosFrancisco Victor Palma, Willi Pecher, Rosendo Santos Mourão,Aluísio Monteiro, Ruy Othake, Roger Zmekhol, José ZanineCaldas, Samuel Szpigel, José Magalhães Júnior, Giancarlo Palanti,João Eduardo de Gennaro, J.B.V.Artigas e Carlos Cascaldi, PauloMendes da Rocha, José de Campos Almeida, Luciano Salgado, RicardoVeiga, Luis Erasmo Moreira, entre outros.No início do Século 21, São José dos Campos retoma o crescimento,materializando-se pelas mãos de uma nova geração de profissionais,novos marcos urbanísticos e arquitetônicos que delinearamuma renovação urbana e paisagística, extensiva ao distrito deSão Francisco Xavier, que concentra como principais atrativos asbelezas naturais.74 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 75


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoPATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO E URBANÍSTICO PRESERVADOCadeia de Santana (Antiga)Fórum (Antigo)Instituto das Pequenas Missionáriasde Maria ImaculadaJoão Batista de Souza Soares(Antiga Residência)Data: segunda década do Século 20Uso atual: sem usoCategoria: SP - Lei 6756/2005 de 10/01/2005.Histórico: Em fevereiro de 1920, em notícia não assinada, publicada nojornal O Correio Joseense, em sua coluna fixa “Notícias de Sant’Anna”enumera-se uma série de melhoramentos executados, e outros a sereminaugurados, no Bairro de Santana. Entre as melhorias, destacou--se o recém inaugurado posto policial do bairro em que se instalara aluz elétrica (Correio Joseense, Melhoramentos, 22/02/1920). Em outranotícia, da mesma coluna, do jornal do dia 29 de fevereiro, informou--se, em tom irônico, que o posto policial foi inaugurado, com “pompae circunstância”, com a prisão de um morador conhecido como “JoãoBandeireiro”, acusado de promover desordens em um armazém dobairro (Correio Joseense, Inauguração, 29/02/1920). A notícia nos dá indicaçõesque a cadeia não teve uma cerimônia oficial de inauguração,como era comum nos prédios públicos da cidadeLocalização: Rua Guarani, 141, Santana.Uso atual: posto fiscalCategoria: EP-1 - Lei Municipal n°4633/94, de 26 de outubro de 1994Histórico: Foi construído em 1936 para substituir a antiga Câmara e cadeia,que se localizavam no centro da Praça Afonso Pena. Funcionouaté 1979, quando as atividades foram transferidas para a Rua PauloSetúbal.Localização: Praça Afonso Pena, 74, CentroData: 1935Uso atual: serviços de saúde e assistência ocialCategoria: SP - Lei n.º 6721/04, em 6 de dezembro de 2004.Histórico: O Sanatório Maria Imaculada foi construído para ser um abrigodistinto para as mulheres tuberculosas. A partir desta ideia, iniciou--se a formação das moças que mais tarde seriam as primeiras freiras daIrmandade Maria Imaculada.Localização: Rua Major Antônio Domingues, 190, CentroData: 1945Uso atual: comércio e serviçoCategoria: EP-2 - Lei n.º 6720/04, em 6 de dezembro de 2004.Histórico: A construção da residência do médico João Batista de SouzaSoares na Rua Sebastião Humel foi iniciada em 1944.Localização: Rua Sebastião Humel, 439, CentroPraça João Mendes (Praça do Sapo)Genésia B. Tarantino(Antiga Residência)Data: 1943Uso atual: praça públicaCategoria: EP-2 - Lei n.º 7.043/06 de 17 de março de 2006.Histórico: Um largo sem ajardinamento foi denominado informalmentede Largo ou Praça da Valeriana, devido ao estabelecimentocomercial chamado Casa Valeriana, existente na esquina das ruasRubião Junior e Floriano Peixoto.Localização: CentroCapela Nossa Senhora da Saúde,Cruzeiro e JardimData: 1952.Uso atual: Hospital Materno-Infantil Antoninho da Rocha MarmoCategoria: EP-1 e SP - Lei n.º 6722/04, em 6 de dezembro de 2004.Histórico: A Capela Nossa Senhora da Saúde foi construída ao lado dopavilhão do refeitório, em 1952, com acesso através de um hall, ondeexiste um painel de azulejos com a imagem de Antoninho da RochaMarmo em tons azuis.Localização: Avenida Heitor Villa-Lobos, 1.961, Vila BetâniaMário Alfredo WeissData: 1947Uso atual: escola de ensino particularCategoria: EP-2 - Lei n.º 6719/04, em 6 de dezembro de 2004.Histórico: Esta antiga residência está ligada à história da fase inicial daindustrialização joseense, diretamente relacionada à família Bonádio,responsável pela primeira indústria de grande porte a se instalar nacidade: a Santo Eugênio Fábrica de Louças.Localização: Avenida Nelson D’Ávila, 363, CentroData: 1928Uso atual: comércio e serviçoCategoria: EP-2 - Lei n.º 6718/04, em 6 de dezembro de 2004.Histórico: Imóvel de características mistas, localizado na Praça PadreJoão, 22. Propriedade original de Genésia Berardinelli Tarantino, queem 1911 se transferiu para São José dos Campos, onde veio a falecer, em1950. Ela fundou a Farmácia São José, importante referência no ramo,estando localizada em área nobre da época, na esquina da Praça BentoBueno (atual Praça Padre João) e a Rua 15 de Novembro. Em 1928,iniciou-se a construção da residência, um sobrado com ponto comerciallocalizado no térreo. Não há registros de que a família tenha moradono local.Localização: Praça Padre João, 22, Centro76 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 77


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoComplexo Formado Pela Antiga TecelagemParahyba e Fazenda Santana do Rio AbaixoCine SantanaSanatório Vila SamaritanaEstação Ferroviária Central S. J. CamposData: 1925Uso atual: Parque da Cidade Roberto Burle Marx, Coopertextil (TecelagemParahiba), Fundação Cultural, Fundo Social de Solidariedade, órgãosdo Governo de São Paulo e da Prefeitura de São José dos Campos,Categoria: Zona de Preservação - ZP - Lei no 6493/04, em 5 de janeirode 2004.Histórico: Fábrica de tecidos e fiação de lã, inaugurada em 1927. Nosanos 50 e 60, a empresa passou por uma grande expansão, controlandocerca de 70% do mercado nacional. Na década de 70, passou aexportar produtos para diversos países. Desta fase, constam a construçãodo complexo industrial, da usina de leite e da ala residencial dafamília, projetados por Rino Levi, com painéis e paisagismo de RobertoBurle Marx.Localização: SantanaData: inaugurado em 12 de outubro de 1952Uso atual: espaço culturalCategoria: EP-2 - Lei n.º 6135/02, em 12 de julho de 2002.Histórico: Inaugurado em 12 de outubro de 1952, com capacidade para800 pessoas. Teve o apogeu nas décadas de 50 e 60.Localização: Avenida Rui Barbosa, 2.005, SantanaData: 1934Uso atual: desativadoCategoria: EP-2 Lei Complementar n.º 169/98, em 19 de fevereiro de1998Histórico: Fundado em 1928, foi o único a ser gerenciado por uma instituiçãoevangélica (Associação Evangélica Beneficente). Iniciou-se comcasas individuais, onde os doentes podiam morar com os familiares.Em 1929, o prédio foi ampliado.Localização: Rua Paraibuna, 75, CentroData: 1925Uso atual: desativadaCategoria: EP-2 - Lei Municipal n.º 4943/96, em 19 de Setembro de 1996Histórico: Com a alteração do traçado da estrada de ferro, em 1925, anova estação central foi erguida na Vila Maria. A antiga, datada de 1887,localizava-se onde atualmente estão a Sabesp e o Tênis Clube.Localização: Avenida Sebastião Gualberto, 203, Vila MariaEstação Ferroviária LimoeiroCapela São MiguelData: 1938Uso atual: local de reunião da Irmandade de São MiguelCategoria: EP-2 - Lei Municipal n° 4592/94, de 30 de junho de 1994Histórico: A primeira capela foi construída entre 1851 e 1863 para serusada nos velórios do cemitério público. O cemitério, edificado em1834, foi desativado em 1882 por não atender as necessidades básicasde salubridade e espaço. No final da década de 20, o prédio estava emruínas, sendo construída outra, de tijolos, inaugurada em 1930.Localização: Largo São Miguel, 66, CentroCapela Santa CruzData: Primeira década do século 20Uso atual: capelaCategoria: EP-1 Lei n.º 6092/02, em 20 de maio de 2002.Histórico: A Capela Santa Cruz foi erigida na primeira década do Século20, numa chácara de Benedita Frade. Esta primeira capelinha deu lugarà outra, refeita em tijolos. Foi construída para velar as vítimas da varíola,permanecendo como velório até 1999.Localização: Rua José Leite da Silva, 60,. Distrito de Eugênio de MeloEstação Ferroviária de Eugênio deMeloData: 1898Uso atual: desativadaCategoria: EP-2 - Lei Municipal n.º 4943/96, em 19 de Setembro de 1996Histórico: A estação foi inaugurada em 1898, em área doada pela famíliaMolina. Durante grande período, a estrada de ferro foi a mais importantevia de transporte do Distrito de Eugênio de Melo para Caçapava eSão José dos Campos.Localização: Estrada Velha Rio-São Paulo - Distrito de Eugênio de MeloData: 1894Uso atual: desativadaCategoria: EP-2 - Lei Municipal n.º 4943/96, em 19 de Setembro de 1996Histórico: Foi inaugurada em 1894. Tem linhas arquitetônicas característicasdo desenho inglês, proposto para quase todas as edificações. Onome foi atribuído em homenagem ao engenheiro Eduardo MendesLimoeiro, condutor de segunda classe em 1872.Localização: Rua Carlos Marcondes, LimoeiroEstação Ferroviária Eng° MartinsGuimarãesData: início do Século 20Uso atual: desativadaCategoria: EP-2 - Lei Municipal n.º 4943/96, em 19 de Setembro de 1996Histórico: Foi desativada na década de 40, por ocasião da retificaçãoda linha, sendo construída outra estação. Algumas evidências apontamque, em algum momento, serviu como residência do chefe da estação.Localização: Estrada Municipal Martins Guimarães, próximo dos números2.971 e 2.981, Martins Guimarães78 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 79


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoTheatro São JoséSanatório Vicentina AranhaData: 1924Uso atual: Parque municipalCategoria: SP - Lei Municipal n.º 4.928/96, em 28 de agosto de 1996Histórico: O Sanatório Vicentina Aranha foi o primeiro a ser construídoem de São José dos Campos, em 1924. Foi projetado pelo arquiteto paulistaRamos de Azevedo e as obras realizadas pelo engenheiro AugustoToledo.Localização: Rua Prudente Meirelles de Moraes, 302, Vila Ady-Anna(Tombado pelo Condephaat - SC 44 de 25 de julho de 2001)Paço Municipal (Antigo)Data: 1926Uso atual: espaço cultural, centro de informações turísticas, Museu deEsportesCategoria: EP-2 - Lei Municipal n°4632/94, de 26 de outubro de 1994Histórico: Construído em 1926 para abrigar o Paço Municipal, o prédioteve as atribuições modificadas em 1930 e passou a funcionar comoescola normal livre, para formação de professores. Depois tornou-se oInstituto de Educação João Cursino e, em 1967, passou a ser a sede daCâmara Municipal.Localização: Praça Afonso Pena, 29, CentroData: 1909Uso atual: Biblioteca Pública Cassiano RicardoCategoria: EP-2 - Lei Municipal n° 4567/94, de 12 de maio de 1994Histórico: Localizado à Rua XV de Novembro, 99, esquina com a RuaSebastião Hummel o edifício da atual Biblioteca Pública Municipal deSão José dos Campos originou-se a partir de sugestão de uma ComissãoMunicipal que, em 1907, propôs a construção de um teatro para acidade. Em 24 de dezembro de 1909 foi inaugurado o então chamado“Theatro São José” que ,em estilo eclético, teve como construtor Majorde Finis, mestre de obras Graciano Facchini e como proprietário BertolinoLeite Machado. Durante as décadas de dez e vinte, tornou-se o centroda vida cultural do município, funcionando também como cinema elocal para bailes populares. Na década de quarenta, o edifício, após serdesapropriado, sofreu uma série de reformas e adaptações, passando aabrigar, em 1941, a Prefeitura Municipal e a Câmara Municipal.Localização: Rua XV de Novembro, 99, CentroCapela Nossa Senhora AparecidaData: 1908Uso atual: Museu de Arte SacraCategoria: EP-1 - Lei Municipal n°3366/88, de 11 de agosto de 1988Histórico: Foi construída em 1908 por meio de doação de Manoela Mariade Jesus. Edificada com tijolos de barro assentados com argamassatambém de barro, tem características ecléticas.Localização: Travessa Chico Luiz, 67, CentroEmpresa Luz e Força de São Josédos CamposMercado MunicipalData: primeira metade do século 20Uso atual: bibliotecaCategoria: EP-2 - Lei Municipal n° 4593/94, de 30 de junho de 1994Histórico: Foi inaugurada em 1926 pela Empresa de Força e Luz, cujoacionista majoritário era Alberto de Rodrigues Alves. Em 1932, por meiode contrato de arrendamento entre a antiga The São Paulo Tramway,Light and Power e a Prefeitura de São José dos Campos, sediou umaescola primária, que permaneceu no local até 1952.Localização: Rua 7 de Setembro, 77, Eugênio de MeloIgreja São BeneditoData: 1923Uso atual: mercadoCategoria: EP-2 - Lei Municipal n° 4595/94, de 04 de julho de 1994Histórico: O atual Mercado Municipal foi concluído em 1923, em alvenariade tijolos. Antes, havia no local o antigo mercado, ocupando um terçodo atual, e o Largo D’Aparecida, onde ficavam os muares das tropasque vinham para se abastecer.Localização: centro, entre as ruas Siqueira Campos, 7 de Setembro, SebastiãoHumel e a Travessa Chico Luiz, CentroCinema ParatodosData: 1941Uso atual: centro comercialCategoria: EP-2 - Lei Municipal n° 3358/88, de 15 de julho de 1988Histórico: Um dos prédios mais antigos na área de diversões, o Cine Paratodosfoi inaugurado em 1941. Com capacidade para mil espectadoressentados, tinha os mais modernos equipamentos da época.Localização: Rua Coronel José Monteiro, 168, CentroData: 1881Uso atual: em restauroCategoria: EP1 - SP - Lei Municipal n° 3143/86, de 09 de junho de 1986Histórico: Construída em taipa no ano de 1881 pela Irmandade de SãoBenedito, é uma edificação representante da arquitetura beneditina.Passou por várias reformas e modificações, sendo a mais importante arealizada na década de 40. De 1933 a 1935 funcionou como matriz provisória.Em 1980, foi tombada pelo Condephaat e em 1986, pelo Comphac.Localização: Praça Afonso Pena, 267, Centro80 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 81


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoESPÉCIES ARBÓREAS PRESERVADASJequitibáCategoria: Decreto n.º 8.259/93, de 10 de dezembro de 1993.Histórico: As origens desta árvore se perderam no tempo. Localizadapróxima do núcleo urbano a Vila de Eugênio de Melo, na margem daEstrada Velha Rio-São Paulo, a espécie começou a chamar a atenção daPalmeiras-imperiaisPalmeiras-imperiaisPau-brasilcomunidade a partir da 1 a Festa do Tropeiro, em 1989.Localização: Estrada Velha Rio-São Paulo, perto da divisa entre SãoCategoria: Decreto Municipal n.º 6412/88, de 8 de julho de 1988, imunidadede corte.Lei Municipal n° 3875/90, de 24 de setembro de 1990 – obrigatoriedadede reposição.Histórico: Acredita-se que tenham sido plantadas na época da inaugu-Categoria: Decreto Municipal n.º 7.668/92, de 05 de junho de 1992.Histórico: Provavelmente, o plantio das espécies ocorreu em épocapróxima à oficialização da Praça Synésio Martins, no final da década de50. Esta praça foi arborizada por Roberto Martins, filho de Synésio Martins,que também planejou os jardins da fábrica da Johnson & JohnsonCategoria: Decreto Municipal n.º 8259/93, de 10 de dezembro de 1993.Localização: Escola Municipal de Educação Infantil Melvin Jones, JardimSão DimasJosé dos Campos e CaçapavaGuapuruvuCategoria: Decreto n.º 9453/98, de 14 de Abril de 1998.Localização: Praça Elza Ferreira Raharação da estrada de ferro (1877), cuja estação de passageiros localizava-e da antiga Alpargatas.-se onde hoje funciona a estação de tratamento de água da SABESP.Provavelmente, as árvores serviam para marcar o caminho até a cidade.Localização: Praça Synésio Martins, Jardim EsplanadaMacacarecuia ou Abricó-de-MacacoLocalização: Avenida João GuilherminoCategoria: Decreto n.º 9337/97, de 03 de dezembro de 1997.Localização: Praça Synésio Martins, Jardim Esplanada.82 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 83


VII - Arquitetura e desenvolvimento urbanoTipuanaCategoria: Decreto n.º 9856/2000, de 11 de Janeiro de 2000.Localização: 09 na Praça Maurício A. CuryMacaúbasCategoria : Decreto n.º 9915/2000, de 04 de Abril de 2000.Localização: 29 no Complexo Tecelagem Parahyba e Fazenda Santanado Rio Abaixo.PaineirasCategoria: Decreto n.º 9453/98, de 14 de Abril de 1998.Localização: Rua Rubião JúniorJacarandásCategoria : Decreto n.º 10.608/2002, de 24 de Abril de 2002.Localização: três espécies arbóreas Jacarandá – Paulista (Machaeriumvillosum) e um Jacarandá Mimoso (Jacaranda mimosaefolia), localizadasna Praça Benedita Nery, no Distrito de Eugênio de MeloSeafórtiasCategoria: Decreto n.º 9915/2000, de 04 de Abril de 2000.Localização: 30 no Complexo Tecelagem Parahyba e Fazenda Santanado Rio Abaixo.FigueirasPaineira-rosaCategoria : Decreto n.º 13.010/08, de 26 de Março de 2008..Localização: uma espécie arbórea Paineira Rosa (Chorisia speciosa),localizada no Jardim das Flores, Distrito de Eugênio de MeloPalmeiras-imperiaisCategoria : Decreto Municipal n.º 9915/2000, de 04 de abril de 2000.Localização: 169 no Complexo Tecelagem Parahyba e Fazenda Santanado Rio AbaixoCategoria: Decreto n.º 7668/92, de 05 de junho de 1992Histórico: As figueiras da Praça Cônego Lima foram plantadas em 1898,durante a construção do jardim do Largo de Nossa Senhora do Rosário(igreja demolida em 1879). Em 1917 esta praça recebeu o nome do CônegoFrancisco de Oliveira Lima, fundador da Santa Casa de Misericórdia.Localização: 04 na Praça Cônego LimaCategoria: Decreto n.º 8.259, de 10 de dezembro de 1993Localização: 03 na Praça Pedro Rachid, próximo do cemitérioCategoria: Decreto n.º 9453/98, de 14 de abril de 1998Localização: Praça Israel G. AmaralCategoria: Decreto n.º 9856/2000, de 11 de janeiro de 2000Localização: 09 na Praça João MendesFonte: DPH – Departamento de Patrimônio Histórico/FCCR84 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 85


turismo, esportee lazerVIII86 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 87


VIII - turismo, esporte e lazerturismoCidade tecnológicacom belezas naturaisSão José dos Campos é um polo tecnológico. Às margens da ViaDutra, ocupa localização privilegiada, entre as duas maiores cidadesdo Brasil - São Paulo e Rio de Janeiro - e está próxima do litoralnorte do estado e da Serra da Mantiqueira.O município abriga grandes indústrias dos setores aeroespacial, detelecomunicação e automotivo. É sede de alguns dos mais importantesinstitutos de pesquisa científica do país, com destaque parao Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Instituto Nacionalde Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Departamento de Ciência e TecnologiaAeroespacial (DCTA).Mesmo com o grande avanço tecnológico e industrial, a cidadepreserva algumas características interioranas, como bairros tranquilos,praças e áreas verdes bem cuidadas e parques equipadospara atender toda a família.Uma imensa área verde natural é o cartão postal joseense. Conhecidocomo Banhado, o formato lembra uma concha. Do local, bemno centro da cidade, é possível contemplar o por do sol e apreciar aimponência da Serra da Mantiqueira.Em São José dos Campos, 63% do território é formado por áreas deproteção ambiental. A cidade oferece todas as facilidades de umcentro regional de turismo de negócios e compras. O distrito deSão Francisco Xavier é um dos destaques.São José é destaque no cenário dos grandes eventos. Com infraestruturade espaços, hospedagem e gastronomia de alto nível, omunicípio recebe eventos de vários segmentos (cultura, moda, tecnologia)nacionais e internacionais.Conhecida como a Capital do Vale, São José dos Campos oferecetodas as facilidades de um centro regional de turismo de negócios,eventos, compras, cultura, lazer e aventura.PONTOS TURÍSTICOSOs visitantes que vêm a São José dos Campos não estão só a trabalho.Eles aproveitam a estadia para apreciar as opções de passeios,compras, cultura, lazer, gastronomia e turismo. No Vale do Paraíba,a cidade tem o maior número de salas de cinema, teatros, bares, restaurantes,casas noturnas, clubes e ginásios esportivos.Aqui é possível encontrar locais de tranquilidade, como os parquesda Cidade, Santos Dumont e Vicentina Aranha. A cidade tambémrecebe vários eventos artísticos e culturais no decorrer do ano,como os shows de cantores e bandas de diversos gêneros musicaise os festivais de dança e teatro.Não deixe devisitar• Distrito de Eugênio de Melo• Igreja São Benedito• Espaço Mario Covas• Museu de Esportes• Biblioteca Pública Cassiano Ricardo• Mercado Municipal• Museu de Arte Sacra• Igreja Matriz de São José• Parque da Cidade• Museu do Folclore• Orla do Banhado• Parque Santos Dumont• Parque Vicentina Aranha• Memorial Aeroespacial Brasileiro• Casa de Cultura Zé Mira• Parque TecnológicoCentro de informações turísticas deSão José dos CamposNo centro de informações turísticas, o visitante terá informaçõessobre a cidade e os distritos (São Francisco Xavier e Eugênio deMelo), além de encontrar diversos materiais impressos de divulgaçãodos pontos turísticos.É possível agendar participação no city tour (passeio pelos principaispontos turísticos da cidade) para empresas, escolas e grupos.BanhadoEspaço Mario CovasPraça Afonso Pena, 29, CentroTelefone: 12 3921-7543Segunda a sexta-feira, das 8h às 17hcit@sjc.sp.gov.brMercado Municipal88 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 89


VIII - turismo, esporte e lazerCachoeira Pública Pedro DavidPraça Cônego Antonio ManziA natureza em São Francisco XavierAtrativos turísticos de São Francisco XavierO distrito joseense de São Francisco Xavier, a 50 quilômetros de distância, é um lugar ideal para quemquer sossego em meio à beleza da Serra da Mantiqueira. As atrações são a culinária regional e a natureza,com o clima de montanhas e as belezas das cachoeiras.São Francisco Xavier é excelente para férias, feriados prolongados, fins de semana e até mesmo para oturismo de um dia. O distrito dispõe de pousadas, bares, restaurantes e um movimentado comércio,que tem como base o artesanato local.O que não faltam são trilhas – para caminhadas e passeios de mountain bike –, rampas de voo livree pontos elevados com altitude apropriada para a prática de paraglider. O distrito tem ainda rios ecórregos, que atraem os praticantes de esportes aquáticos, como acqua ride, cascading e duck.Palco de eventosNo final de maio, o distrito é um cenário para o encontro de escritores e visitantes que gostam deliteratura, com o Festival da Mantiqueira. O evento é organizado pelo Governo de São Paulo, emparceria com a Prefeitura e a Fundação Cultural Cassiano Ricardo.O distrito também recebe eventos regulares, como a Semana do Meio Ambiente, em junho, além defeiras de produtores rurais, shows musicais e festas que prestigiam a culinária regional.Informações turísticasPraça Cônego Antonio ManziO local onde fica a Praça Antonio Manzi era um terrenobaldio, com mato e árvores. Em 1970 o espaço foi urbanizado.O nome é em homenagem ao pároco que atuoudurante 12 anos no distrito. Em 1985 foram inaugurados ocoreto e o jardim, que foram reformados em 1998. Os moradoresusam a praça para encontros, feiras de artesanatoe atividades culturais e de lazer.Cachoeira Pública Pedro DavidCom 15 metros de altura em várias quedas, tem estruturacom vestiários, banheiros, área para alimentação eplayground. Abre todos os dias, das 7h às 18h, mas nãooferece nenhum tipo de serviço.Cachoeira do Roncador45 metros de alturaRibeirão Roncador, confluência com o Rio do PeixeAbre sábado, domingo e feriado, das 10h às 17hCachoeira Pouso do RochedoTrilha com oito quedas de cachoeiraDas 9h às 15h30Telefone: 12 3926-1290 e 12 3926-1214Rua 15 de Novembro (logo após o portal de entrada)Telefone: 12 3926-1833Funcionamento de quinta a segunda-feira e nos feriados, das 9h às 17h90 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 91


VIII - turismo, esporte e lazeresportee lazerSão José dos Campos dispõe de espaços apropriados para a prática e o conhecimentode esportes e lazer para pessoas de todas as idades, que podem usufruir destes centrosgratuitamente nas unidades esportivas espalhadas pela cidade.Os centros esportivos e comunitários, ginásios e as demais unidades podem ser usadospara reuniões e práticas esportivas também nos fins de semana ou durante operíodo noturno.ESPAÇOS COMUNITÁRIOSCasa do IdosoRua Euclides Miragaia, 508, CentroTelefone: 12 3909-8610Ginásio de Esportes Vagner Andrade Moreira(Ginásio de esportes da Vila Maria)Praça Nenê Cursino, Vila MariaTelefone: 12 3923-5256Centro Comunitário Rodolpho FriggiRua Abelardo Alves de Paiva, 310, Santa Inês 1Telefone: 12 3929-1032Centro Esportivo Filisbino Franco(Centro Comunitário Vila Industrial)Praça José Molina, Vila IndustrialTelefone: 12 3902-4907Centro Esportivo João Molina (Centro ComunitárioEugênio de Melo)Rua Ambrósio Molina, 370, Eugênio de MeloTelefone: 12 3905-2996Centro Esportivo Pousada do ValeRua Francisco Maria Júlia, Pousada do ValeTelefone: 12 3929-1032Centro Esportivo Vila LetôniaRua Roseira, 11, Vila LetôniaTelefone: 12 3923-8604Centro Poliesportivo Josildo Arnulfo dosSantos (Poliesportivo São Judas Tadeu)Avenida São Jerônimo, 706, São Judas TadeuTelefone: 12 3944-7392Centro Poliesportivo Luiz Antônio Ribeirode Macedo (Poliesportivo Vila Tesouro)Rua Bento Pinto da Cunha, 381, Jardim CopacabanaTelefone: 12 3902-6494Centro Poliesportivo PM José Carlos dasNeves (Poliesportivo do Jardim Cerejeiras)Avenida 23 de Dezembro, 400, Jardim CerejeirasTelefone: 12 3907-6739Clube da Vista VerdeRua Barbados, 113, Vista VerdeTelefone: 12 3907-6739Ginásio de Esportes Dr. Fauze Mètene (Ginásiodo Novo Horizonte)Rua dos Ceramistas, 81, Parque Novo HorizonteTelefone: 12 3307-6705Praça de Esportes do Jardim das FloresPraça Ronaldo Davoli, Jardim das FloresCentro Comunitário João Paulo I (CentroComunitário Alto da Ponte)Rua Alziro Lebrão, Alto da PonteTelefone: 12 3922-7050Centro Esportivo Casa do JovemAvenida Olivo Gomes, 381, SantanaTelefone: 12 3923-8200 / 12 3922-4149Centro Poliesportivo José Adailson VieiraPinto (Poliesportivo Altos de Santana)Avenida Alto do Rio Doce, 801, Altos de SantanaTelefone: 12 3941-4935Centro de Convivência Jardim das IndústriasPraça Hélio Augusto de Souza, Jardim dasIndústriasTelefone: 12 3937-8972Centro Esportivo Alcides Teixeira doJardimda GranjaPraça Hércules, Jardim da GranjaCentro Comunitário João Cordeiro dos Santos(Centro Comunitário Jardim Morumbi)Avenida Eliane Barbiere dos Santos, 180, Jd. MorumbiTelefone: 12 3931-2566Centro Esportivo Mário Weiss (Centro EsportivoVale do Sol)Rua Baia de São Salvador, 342, Vale do SolTelefone: 12 3931-3256Centro Esportivo Palmeiras de São JoséRua Saudade da Querência, 225, Palmeiras deSão JoséTelefone: 12 3937-7151Centro Poliesportivo Fernando Avelino Lopesdo Campo dos AlemãesRua Walter Dellu, Campo dos AlemãesTelefone: 12 3903-1936Centro PoliesportivoJoão Carlos de Oliveira(João do Pulo)Avenida Perseu, 180, Jardim SatéliteTelefone: 12 3931-6539Ginásio de Esportes Delmar Buffulin (Ginásiodo Parque Industrial)Rua Icatu, Parque IndustrialTelefone: 12 3931-3109Ginásio de Esportes José Vaney Ferraz Pacheco(Ginásio da Cidade Jardim)Rua Itambé, 71, Cidade JardimTelefone: 12 3931-9594Ginásio de Esportes Tânia Maria de Carvalhodo Campo dos AlemãesRua Alencar dos Santos, 430, Campo dos AlemãesTelefone: 12 3966-2656Ginásio Poliesportivo Ubiratan Pereira Macieldo Dom Pedro IRua Helenira Resende Nazareth, 151, Dom Pedro ITelefone: 12 3966-2035Praça de Esportes Dr. Pedro Otávio CorrêaSilva do Parque IndustrialRua Palmares, Parque IndustrialTelefone: 12 3931-6534Obs: A Prefeitura mantém academias ao ar livre,inclusive para pessoas especiais, piscinas e quadrasVeja a lista completa na página http://www.sjc.sp.gov.br/secretarias/esportes_e_lazer/unidades_daec.aspx92 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 93


VIII - turismo, esporte e lazerPARQUES MUNICIPAISRoberto Burle MarxAvenida Olivo Gomes, 100, SantanaMais conhecido como Parque da Cidade, o Parque Municipal Roberto BurleMarx ocupa uma área de 960 mil metros quadrados, que foi parte da antiga Fazendada Tecelagem Parahyba. O local tem obras arquitetônicas assinadas porRino Levi (residência de Olivo Gomes, a usina de leite e galpão gaivotas) e jardinsde Roberto Burle Marx (incluindo os painéis existentes na residência), queformam um dos mais importantes trabalhos da arquitetura moderna brasileira.A área verde fica entre a Avenida Olivo Gomes, às margens do Rio Paraíba, ea Estrada de Ferro Central do Brasil. Contempla uma extensa área verde, comlago e ilha artificial. As trilhas propiciam caminhadas agradáveis, de onde sepode observar alguns animais típicos da região, como capivara, garça e tucano.Tem ainda pista para caminhada, ciclovia, locais destinados a eventos culturaise artísticos. O parque também é palco de eventos artísticos e de lazer.Santos DumontRua Prudente Meirelles de Moraes, 1.000, Vila Ady-AnnaO Parque Santos Dumont, localizado na região central da cidade, tem uma áreade aproximadamente 46.500 metros quadrados.No local há equipamentos de ginástica ao ar livre e uma pista pavimentada paracaminhada com equipamentos de ginástica para a prática de exercícios e corridas.O usuário pode também frequentar os quiosques, que estão equipados comchurrasqueiras. Para o lazer contemplativo, o parque tem o jardim japonês e umlago de criação de peixes e aves.Ecológico Sérgio Sobral de OliveiraJardim Santa Inês IO Parque Ecológico Sérgio Sobral de Oliveira, é resultado de uma parceria entrea Prefeitura e a Petrobrás (Revap) e tem 50 mil metros quadrados de área.No parque foram plantadas 300 mudas de árvores, compondo um bosque commudas de pau brasil, sibipirunas, aribás e quaresmeiras.O parque tem um campo de futebol com arquibancada para 1.500 pessoas, alémde um local para apresentações e eventos com acomodação para mil pessoas.O local possui também duas pistas de skate, duas quadras iluminadas (uma deareia e outra de concreto), pista para caminhada com 1.500 metros de extensãoe equipamentos para recreação infantil e área de lazer. O local foi todo ajardinado,com plantio de grama, arbustos e mudas de pequeno porte.Vicentina AranhaRua Prudente Meirelles de Moraes, 302, Jardim ApoloO Sanatório Vicentina Aranha foi o primeiro a ser construído na cidade de SãoJosé dos Campos e um dos primeiros do País. Devido à Santa Casa de Misericórdiade São Paulo não poder mais comportar a quantidade de doentes tuberculosos,além da necessidade de isolamento que a doença requeria, sentiu-se anecessidade de construir um hospital.Da inauguração (1924) até 1945, o prédio sofreu várias reformas e ampliações,recebendo capela, necrotério, casa interna do médico etc. O projeto do edifíciofoi elaborado pelo arquiteto paulista F. P. Ramos de Azevedo e realizado peloengenheiro Augusto Toledo. Encontrava-se fora da cidade, para isolamento edescanso. Era muito arborizado, com eucaliptos e bambus, para proteger dosventos frios.Com as mudanças nos métodos de tratamento da tuberculose e as possibilidadesde cura, após 1945, passou a diminuir suas atividades. Nos anos 90, abrigouum Hospital Geriátrico administrado pela Santa Casa de São Paulo.Em 28 de agosto de 1996 foi preservado pela Lei Municipal n.º 4.928/96 atravésdo Conselho Municipal de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural - COM-PHAC. Em 25 de julho de 2001, foi assinada a resolução sc nº 44, tornando osanatório um bem tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico,Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo - CONDEPHAAT.O Parque Vicentina Aranha ocupa a área do antigo sanatório de mesmo nome,de 84.500 m 2 . Nesta área estão distribuídas 15 edificações. O espaço é circundadopor um bosque, separado em canteiros com algumas espécies raras e centenárias,como mogno, peroba-rosa, jequitibá, jacarandá-da-bahia, gonçalo-alves,pau-mulato, jatobá, braúna preta, araribá, guarantã, cabreuba vermelha e louropardo.Fonte: Comphac - http://www.fccr.org.br/comphac/vicentina.htmCaminho das GarçasBairro do PutimCom área de 28.000m 2 , a implantação do Parque Caminho das Garças na regiãosul no bairro do Putim considerou a necessidade de equipamentos de lazer locale a recuperação ambiental da área do parque.O Parque Caminho das Garças é servido por quadra de futebol de areia e quadrapoliesportiva, brinquedos , estares e bosque.SenhorinhaBosque dos Eucalíptos/Jardim SatéliteCom área de 294.000 m 2 e com extensão de 4738 metros em sua primeira fase,o Parque Senhorinha é composto de pista de caminhada, estações com brinquedose equipamentos de ginástica, iluminação, mobiliários urbanos comolixeiras, placas de sinalização, escultura. Sua área de abrangência se estende danascente do córrego, localizada no Campo dos Alemães até a proximidade daAv. Guadalupe.94 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 95


VIII - turismo, esporte e lazerEstádio Martins PereiraLAZERVárias opções de lazer e entretenimento tornam São José dos Campos um importante centro comercial do interior. Os shoppings, salas de cinema,casas noturnas, clubes, bares e restaurantes apresentam grande diversidade para o público local e visitante.ShoppingsCenter Vale ShoppingAvenida Benedito Matarazzo, 9.403, Jardim Oswaldo CruzTelefone: 12 3924-3000Shopping CentroRua Rubião Junior, 84, CentroTelefone: 12 3922-4541Shopping ColinasAvenida São João, 2.200, Jardim ColinasTelefone: 12 3924-4200Shopping EsplanadaAvenida São João, 644, Jardim EsplanadaTelefone: 12 3921-3593Vale Sul ShoppingAvenida Andrômeda, 227, Jardim SatéliteTelefone: 3321-0900Shopping FaroRua Sebastião Humel, 268, CentroTelefone: 12 3921-6500CinemasCinemark - 6 salasAvenida Benedito Matarazzo, 9403 - Center Vale ShoppingTelefone: 12 3922-9009Cinemark - 08 salasAvenida São João, 2200 - Shopping ColinasTelefone: 12 3923-2268Cineflix - 06 salasAvenida Andrômeda, 227 - Vale Sul ShoppingTelefone: 12 3937-7906AeroclubeAeroclube de São José dos Campos - Escola de AviaçãoRodovia dos Tamoios, km 6,5 - PutimTelefones: 12 3944-1256/3944-2233ESTÁDIOSMartins PereiraRua Ana Gonçalves da Cunha, 340, Jardim JussaraTelefone: 12 3943-2009Data de inauguração: 15 de março de 1970Capacidade: 15 mil pessoasToca do Leão - Alto da PonteRua Alziro Lebrão, Alto da PonteTelefone: 12 3922-7050Data de inauguração: 13 de março de 1989Capacidade: 4 mil pessoas96 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 97


IXeconomia98 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 99


IX - EconomiaCARACTERIZAÇÃOMACROECONÔMICAVale do ParaíbaDurante a época da mineração, no período colonial, o Vale do Paraíbaera apenas a ligação entre o interior, onde se concentravam as atividadesprodutivas, e o litoral, de onde era escoada a produção. Foi a partirde meados do século 19, com o desenvolvimento da cultura cafeeira,que a região passou a ter significativa importância na economia e navida cultural de São Paulo e do Brasil.Com a decadência da cafeicultura, no primeiro quarto do Século 20,toda a região passou por um período de estagnação econômica, duranteo qual alguns municípios tiveram extremas dificuldades de administraras finanças. Outras cidades, como São José dos Campos, encontraramo caminho do desenvolvimento por meio da industrialização,mesmo que esta tenha sido, de certo modo, um reflexo da saturaçãodos maiores centros industrializados do país: Rio de Janeiro e São Paulo.A inauguração da Rodovia Presidente Dutra, no início da década de1950, também foi um fator que facilitou a rápida integração regional.Na atualidade, o Vale do Paraíba é uma região com característicasmuito diversificadas, onde convivem municípios que dependem quaseque exclusivamente da agropecuária, outros que têm o turismo comoprincipal fonte de renda e aqueles que apresentam um certo equilíbrioentre a produção agrícola e industrial. Em destaque na região, considerandoo aspecto econômico, está São José dos Campos, que, devido aoalto grau de industrialização alcançado, assim como um grande desenvolvimentono setor terciário, configura-se como uma referência paratodo o Vale do Paraíba.São José dos CamposNas duas últimas décadas, São José dos Campos vem experimentandoimportantes transformações na estrutura econômica. Um dos principaisaspectos desta mudança é a reestruturação do sistema produtivo,processada pelas empresas presentes no município.As estratégias globais adotadas pelas empresas geraram um novodesenho na base industrial instalada, principalmente em relação aoadensamento das cadeias produtivas automobilística, de telecomunicaçõese aeroespacial, além do importante papel do setor petrolífero.Esse dinamismo é atribuído ao volume de negócios gerados, particularmenteno capital investido em novos empreendimentos.Do ponto de vista financeiro, a indústria participa com 51,9% do valoradicionado do município, enquanto que o setor de serviços, em francaexpansão, é responsável por 47,9%.As transformações ocorridas na economia da cidade foram responsáveispelos sucessivos incrementos no valor adicionado do município,que no período de 2000 a 2005 obteve um crescimento de 22%.O setor industrial de São José dos Campos tem um parque moderno,diversificado e em ampliação, destacando-se no cenário nacional porapresentar três fortes segmentos de empresas e respectivas cadeiasprodutivas: o automotivo, o petrolífero e o aeroespacial. Dados do Ministériodo Desenvolvimento, Indústria e Comércio de 2011, colocamSão José dos Campos em terceiro lugar no ranking de exportação noestado e em sétimo no país.Parque TecnológicoEstabelecimentos por Setor Econômico - 2011SETOR ECONÔMICOFonte: Ministério do Trabalho e EmpregoCom o objetivo de avançar no setor de tecnologia, em 2001 aPrefeitura de São José dos Campos criou o Parque Tecnológico,em parceria com o Governo de São Paulo.Com uma área de 188 mil metros quadrados de terreno e 30mil metros quadrados de área construída, o Núcleo do ParqueTecnológico reúne instituições públicas e privadas que visam oestudo e o desenvolvimento de tecnologia. A partir desta integração,foram criados espaços dedicados às empresas do setorprodutivo que investem em tecnologia, visando a inovação deNº DE ESTABELECIMENTOSINDUSTRIAL 1.374COMÉRCIO 9.670SERVIÇOS 12.472Um outro aspecto marcante no novo desenho da economiade São José dos Campos é o incremento do setor terciário,particularmente com relação à empregabilidade. As áreasde comércio e serviços respondem por 59% da mão de obraocupada, ante 33% do setor industrial, percentuais praticamenteinversos aos verificados na década de 80. O grandecrescimento é demonstrado pelo fato de a cidade ser hojeum centro regional de compras e serviços do Vale do Paraíba,Litoral Norte e Sul de Minas Gerais, atendendo umapopulação de aproximadamente 2,2 milhões de habitantes.produtos diretamente voltados para o mercado.Lá funciona a Faculdade de Tecnologia (Fatec), instituiçãode ensino superior e gratuito e a Universidade Federal de SãoPaulo (Unifesp) também irá construir um novo campus nointerior do Parque.O Centro de Eventos, que funciona no parque, é destinado aabrigar feiras, convenções e seminários. São 10 mil metrosquadrados, com estacionamento para 1.500 automóveis. Acapacidade total dos dois auditórios é para 1.100 pessoas.Parque Tecnológico100 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 101


IX - EconomiaFinanças Públicas do Município - 2012SETORAGROPECUÁRIOCom topografia acidentada, a zona rural do município ocupa67,8% do território. A atividade predominante é a exploraçãoda pecuária extensiva, com cerca de 40 mil cabeças degado leiteiro e de corte. Entre os 830 proprietários, predominamos pequenos produtores rurais (com área até 50 hectares),basicamente localizados na região norte. Somente 5%das propriedades têm área acima de 200 hectares.Quanto ao aspecto da estrutura produtiva rural, esta nãovem apresentando grandes alterações nos últimos tempos,porém observa-se a emergência de um novo quadro compostopor moradores urbanos que exploram novas atividades,além do crescente número de pequenas glebas, que têm afunção muito mais de constituir uma residência rural do queum estabelecimento agropecuário produtivo.Fonte: Cadastro dos produtores rurais do município –PMSJC/2007ORÇAMENTO PREVISTO (EM R$) 1.730.600.000,00ICMS ORÇADO (EM R$) 735.651.000,00ÍNDICE DE PARTICIPAÇÃO DO MUNICÍPIO 2,47Fontes: Secretaria da Fazenda – SP – Secretaria Municipal da Fazenda/PMSJCPIB - Classificação no Estado de São Paulo - 2009CLASSIFICAÇÃOMUNICÍPIOSA PREÇOS CORRENTES(VALORES EM MILHÕES DE REAIS)1º São Paulo 389.317,172º Guarulhos 32.473,833º Campinas 31.654,724º Osasco 31.616,455º São Bernardo do Campo 28.935,776º Barueri 26.908,077º Santos 22.546,138º São José dos Campos 22.018,049º Jundiaí 16.585,1410º Santo André 14.709,60Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGEEVOLUÇÃO DO PRODUTO INTERNO BRUTO2000-200920.718,5922.018,04Em milhões de reais13.571,89 13.791,92 14.234,4413.702,8317.338,3916.527,1715.522,2417.636,862000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009Ano102 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 103


meios decomunicação etransporteX104 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 105


X - meios de comunicação e transporteCOMUNICAÇÃOJORNALO ValeAvenida Samuel Wainer, 3.755, Jardim AugustaTelefone: 3909-3932 (Redação)12 3909-3973 (Publicidade) FAX: 12 3909-3909redacao@ovale.com.brwww.ovale.com.brBom DiaAvenida Samuel Wainer, 3.755, Jardim Augusta.Telefone: 12 3909-3896linhadireta@bomdiasaojose.com.brwww.redebomdia.com.brADC NewsRua Benedito Bento, 131, sala 3, - Jardim MorumbiTelefax: 12 3021-4622 / 12 3019-6574jornal@adcnews.com.brwww.adcnews.com.brJornal ExpressãoPraça Monsenhor Ascânio Brandão, 1, – JardimSão DimasTelefone: 12 3928-3929jexpress@diocesesjc.org.brdiocesesjc.org.brCORRESPONDENTESDCI – Diário Comércio & IndústriaTelefone: 12 3949-2908jottoboni@terra.com.brEstado de São PauloTelefone: 12 9708-9240jcdefaria@gmail.comwww.estadao.com.brREVISTAValeparaibanoAvenida São João, 1.925, Jardim EsplanadaTelefone: 12 3202-4000cartadoleitor@valeparaibano.com.brwww.valeparaibano.com.brRÁDIOEldorado AM 1290Rua Rubião Júnior, 84, sala 89, 3°andar, ShoppingCentroTelefone: 12 3322-1290jornalismoeldorado@hotmail.comradioeldoradosjc.com.brCidade AM 1120Rua Euclides Miragaia, 548, CentroTelefone: 12 3913-2228radio@cidadeam1120.com.brStereo Vale – FM 103,9 MhzAvenida Mário Galvão, 463, Jardim Bela VistaTelefone: 12 3925-7010crosati@band.com.brwww.stereovale.fmNativa FM 97,5Avenida Mário Galvão, 463, Jardim Bela VistaTelefone: 12 3943-2002www.nativasjc.com.brBand Vale FM 102,9Avenida Mário Galvão, 463, Jardim Bela VistaTelefone: 12 3943-2002bandvale@bandvale.com.brwww.bandvalefm.com.brPiratininga AM 750 KhzRua Euclides Miragaia, 394, 18º andar, centroTelefone: 12 3909-8000superradio@terra.com.brwww.radiopiratininga.com.brTELEVISÃOBand ValeAvenida Mário Galvão, 463, Jardim Bela VistaTelefone: 12 3925-7000 Fax: 12 3921-6138jornalismo@bandvale.com.brwww.tvbandvale.com.brVanguardaAvenida Benedito Matarazzo, 9.403, JardimAugustaTelefone: 12 3946-6200jornalismo@vanguarda.tvwww.vanguarda.tv/www.vnews.com.brRecordRua Madre Paula de São José, 530, Jardim ApoloTelefone: 12 3923-2486jornalismo_sjc@sp.rederecord.com.brjornalismovale@recordsantos.com.brwww.recordsantos.com.brJornal Vila EmaRua Serimbura, 164, Vila Ema - São José dos Campos- SPTelefone: 12 3431-0274contato@jornalvilaema.com.brwww.jornalvilaema.com.brLogos FM 105,9Avenida 23 de Maio, 170, Vila MariaTelefone: 12 3941-8655logos.fm@hotmail.comwww.logosfm.radioamiga.com.brSão Paulo Rio FM 90,3Rua Sebastião Humel, 171, sobreloja 12, centroTelefone: 12 3922-8611ouvinte@saopauloriofm.com.brwww.saopauloriofm.com.brLight NewsRua Serimbura, 355, Jardim MaringáJovem Pan - FM 94,3Avenida Andrômeda, 693, 7º andar, - Jd. SatéliteTelefone: 12 3938-8700Telefone: 12 3923-6347jovempanfm@jovempansjc.com.brlightnews@directnet.com.brwww.jovempansjc.com.br106 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 107


X - meios de comunicação e transporteTRANSPORTERODOVIÁRIOTerminal Rodoviário UrbanoPraça dos Expedicionários, CentroTelefone: 12 3923-7773Terminal Rodoviário Frederico Ozanan(Intermunicipal / Interestadual)Rua: Itororó, 221, Vila PiratiningaTelefone: 12 3512-1852AÉREOAeroporto Urbano Ernesto StumpfAvenida Brigadeiro Faria Lima, 1.941, ParqueMartim CererêTelefone: 12 3946-3001Fax: 12 3946-3007/3946-3002FERROVIÁRIOMRS LogísticaMalha Regional SudesteAvenida Sebastião Gualberto, 203, Vila MariaTelefone: 12 3911-6472Terminal Rodoviário Frederico OzananAeroporto Urbano Ernesto Stumpf108 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 109


XI - informações complementaresDados GeraisBANCOS 15AGÊNCIAS BANCÁRIAS 111AGÊNCIAS DE CORREIO – OUTUBRO/2011 12Hotéis e pousadasAlfa ValeRua Humaitá, 58, CentroHotel BahamasRua Sebastião Humel, 395, CentroHotel UrupemaAvenida 9 de Julho, 1.037, ApoloBANCOS POSTAIS 4Telefone: 12 3943-4000 - 12 3941-4016Telefone: 12 3913-6671Telefone: 12 3921-1599CEP GERAL 12200www.alfavalehotel.com.br/www.bahamashotelsjc.com.brwww.hotelurupema.com.br/TransporteDDI E DDD (55) (12)VOLTAGEM220 VOLTZ/ 60 CICLOSELEITORES - AGOSTO/2011 - TOTAL 439.47116 ANOS 0,10%17 ANOS 0,44%18 A 20 ANOS 5,75%21 A 24 ANOS 9,49%25 A 34 ANOS 24,75%35 A 44 ANOS 20,10%45 A 59 ANOS 25,3%60 A 69 ANOS 8,73%70 E MAIS 5,34%CLUBES RECREATIVOS 8LIGAÇÕES ELÉTRICAS – JUNHO/2011 236.639RESIDENCIAIS 215.265VEÍCULOS CADASTRADOS – JULHO/2011 343.203AUTOMÓVEIS 239.548ÔNIBUS 1.580CAMINHÕES 7.913MOTOS 55.057OUTROS 39.105VEÍCULOS DE TRANSPORTE COLETIVO – JULHO/2011 383VEÍCULOS DE TRANSPORTE ALTERNATIVO – JULHO/2011 80VEÍCULOS DE TRANSPORTE ESCOLAR – JULHO/2011 355TRANSPORTE ESPECIAL – JULHO/2011 20Astro HotelAvenida Nelson D’Ávila, 933, CentroTelefone: 12 3941-6999www.astrohotel.com.brBlanco PalaceAvenida Pedro Friggi, 401, Vista VerdeTelefone: 12 3929-3319www.hotelblanco.com.brBlue TreeAvenida José Longo, 511, São DimasTelefone: 12 2135-0800www.bluetree.com.brCity Hall LoftAvenida Cassiano Ricardo, 1306, AlvoradaTelefone: 12 3876-8800www.cityhallloft.com.brComfort HotelRua Presidente Bernardes, 73,Jardim PaulistaTelefone: 12 3947-7666www.atlanticahotels.com.brHotel e Churrascaria Aquarius do ValeRua David Barrilli, 376, AquariusTelefone: 12 3913-6800www.hotelaquariusdovale.com.brHotel GloboAvenida Nelson D’Ávila, 423, CentroTelefone: 12 3909-2250www.hotelglobosjc.com.brHotel GuadalajaraRua Floriano Peixoto, 383, CentroTelefone: 12 3921-8659Hotel JoabiRua Vilaça, 497, CentroTelefone: 12 3922-9797Hotel LareiraRua Ademar Guedes de Oliveira, 193,Vila PiratiningaTelefone: 12 3923-8857Hotel LisboaRua Major Antonio Domingues, 344, CentroHotel VenezaRua Vilaça, 555, CentroTelefone: 12 3941-6297IbisAvenida Jorge Zarur, 81, torre 1, Esplanada 2Telefone: 12 3904-2400Avenida Cidade Jardim, 101, SatéliteTelefone: 12 2139-5950www.ibis.com.brIntervale Othon TravelRua Lupércio Antônio dos Santos, 31,Vila BetâniaTelefone: 12 3925-5500www.intervaleothon.com.brMercure ColinasAvenida Jorge Zarur, 81, Esplanada 2Telefone: 12 3904-2300www.accor.com.brLuma HotelTravessa Luiz Gonzaga Veneziani, 48, CentroSaneamentoAmbientalFontes: Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo - TRE; Sindicatodos Bancários - SEEB; Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos- ECT; Urbanizadora Municipal - Urbam; Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística - (IBGE; Companhia de SaneamentoBásico do Estado de São Paulo - Sabesp, Bandeirante Energia;PMSJC - Prefeitura de São José dos CamposTÁXIS – JULHO/2011 359COLETA SELETIVA (POPULAÇÃO ATENDIDA) – (URBAM – JAN/2012) 95%COLETA DE LIXO (NÚCLEO URBANO) – (URBAM – JAN/2012) 100%COLETA NOS ECOPONTOS 5%TOTAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS RECEBIDOS – (URBAM – 1º SEM/2011)686,5 TONELADAS /DIAMATERIAL RECICLÁVEL RECEBIDO – (URBAM – 1º SEM/2011) 46 TONELADAS /DIARESÍDUOS HOSPITALARES RECEBIDOS – (URBAM – 1º SEM/2011)3 TONELADAS /DIALIGAÇÕES DE ÁGUA (DOMICILIAR, COMERCIAL E PÚBLICA) – (SABESP – OUTUBRO/2011) 188.530LIGAÇÕES RESIDENCIAIS DE ESGOTO(DOMICILIAR, COMERCIAL E PÚBLICA) 170.061TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO – (SABESP – OUTUBRO/2011) 88%Di GiulioAvenida Benedito Matarazzo, 12.109, VilaTatetubaTelefone: 12 3901-3000www.digiuliohotel.com.brFaro HotelRua República do Iraque, 50, Jd. Oswaldo CruzTelefone: 12 3512-9600www.farohotel.com.brTelefone: 12 3921-8330, 12 3921-8155e 12 3206-7093www.hotellisboa.netHotel ModenaAvenida Nélson D’Ávila, 1.234, Jardim AparecidaTelefone: 12 3921-3777 e 12 3921-3422Hotel Novo MundoRua Vilaça, 875, CentroTelefone: 12 3941-8622www.hotelnovomundo.com.brTelefone: 12 3923-4798 e 12 3913-0291Rua Siqueira Campos, 710, CentroTelefone: 12 3913-1278www.lumahotel.com.brMadrid Hotel e RestauranteRua Siqueira Campos, 212, CentroTelefone: 12 3921-9942www.hotelpousadadovale.com.br112 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 113


XI - informações complementaresMondrian Flat HotelRua Aruanã, 76, AquariusTelefone: 12 3203-4000 e 12 3203-4006www.mondrianflathotel.com.brNovotelAvenida Nelson D’Ávila, 2.200, CentroTelefone: 12 4009-7800www.novotel.comPolo HotelRua República de Israel, 60,Jardim Oswaldo CruzTelefone: 12 3876-5000Promenade EnterpriseAvenida Benedito Matarazzo, 9.009, CentroTelefone: 12 3947-0000www.caesarbusiness.com.brSan MarcoAvenida Ademar de Barros, 457, Vila Ady-AnnaTelefone: 12 3922-5244 e 12 3922-5646www.smhotel.com.brDan InnAvenida João Guilhermino, 287, CentroTelefone 12 3941-8588www.nacional-inn.com.brTravel Inn FlatAvenida Nelson D’Ávila, 1.875, CentroTelefone: 12 4009-7300www.travelinn.com.brSÃO FRANCISCOXAVIERA Rosa e o ReiEstrada Municipal Ezequiel Alves Graciano, 10.100,CanelarTelefone: 12 3926-1318www.arosaeorei.com.brCachoeira do RoncadorBairro Rio do Peixe, 6.630, São Francisco XavierTelefone: 12 3926-8017www.cachoeiradoroncador.comCamping Canto dos PássarosEstrada Vereador Pedro David, 14.300, PocinhoTelefone: 12 3926-1298Canto da VilaRua 15 de Novembro, 59, CentroTelefone: 12 3926-1401Chapéu de PalhaEstrada do Guaxindiba, 1200, GuaxindibaTelefone: 12 3926-1767www.chapeudepalha.com.brEstalagem AlpinaPraça Cônego Manzi, 76, CentroTelefone: 12 3926-1180Hotel Fazenda Sicard du AriegeRua do Saboya, 100, CentroTelefone: 12 3926-1629ItakyFerreiras, 4.200, São Francisco XavierTelefone: 12 3926-1239KolibriEstrada Kolibri, 600, Santa CruzTelefone: 12 3926-1351MiranteEstrada do Guaxindiba, 820, GuaxindibaTelefone: 12 3926-1747MuriquiRua Ezequiel Alves Graciano, 118, CentroTelefone: 12 3926-1169 - 12 3926-1300www.pousadamuriqui.com.brPortal do EquilibriumEstrada Municipal José Satiro Dias, 700,RemédiosTelefone: 12 3797-6800www.portaldoequilibrium.com.brPousada das MontanhasRua 15 de Novembro, 104, CentroTelefone: 12 3926-1506Pouso do PoetaRua Projetada Dois, 68, CentroTelefone: 12 3926-1716Pouso do RochedoEstrada Santa Bárbara, km 8, Santa BárbaraTelefone: 12 3926-1214Rancho PromissãoPesqueiro e campingEstrada Ezequiel Alves Graciano, 3465,Santa CruzTelefone: 12 3926-1448Recanto das PedrasEstrada do Cateto, 135, RemédiosTelefone: 12 3926-1791www.pousadarecantodaspedrassfx.com.brRefúgio Villa da MataEstrada do Cateto, 185, RemédiosTelefone: 12 3926-1339www.refugiovilladamata.com.brRiacho Doce PousadaRua 13 de Maio, 801, CentroTelefone: 12 3926-1376www.riachodocepousada.com.brSal da SerraEstrada do Bugre, 6410, Santa BárbaraTelefone: 12 3926-1780www.saldaserra.comSão FranciscoPraça Cônego Antonio Manzi, 138, CentroTelefone: 12 3926-1673 - 12 3926-1373Serra do LuarEstrada Santa Bárbara, 6789, Santa BárbaraTelefone: 12 3926-1402 - 12 3926-1739www.serradoluar.com.brTeto do CafundóEstrado do Rio Manso (quinta travessa)Telefone: 12 9774-7352www.tetodocafundo.com.brVale das ÁguasEstrada Rio do Peixe, km 1,8, Rio do PeixeTelefone: 12 3926-1178Vale das FloresEstrada da Fartura, 3351, FarturaTelefone: 11 2241-5850 – 11 2241-1019www.pousadavaledasflores.comVila Santa BárbaraEstrada Santa Bárbara, 4942, Santa BárbaraTelefone: 12 3926-1190www.vilasantabarbara.com.brVilla VittoriaEstrada Santa Bárbara, 1462, Santa BárbaraTelefone: 12 3926-1963www.villavittoria.com.brSítio Águas da Serra ChalésEstrada Ezequiel Alves Graciano, 1800,Santa CruzTelefone: 12 3926-1281 - 12 3921-9905Sítio Cheiro de MatoEstrada dos Ferreiras, 4505Telefone: 12 3204-7764 - 12 3204-7761www.pousodorochedo.com.brEntrada de São Francisco Xavier114 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 115


XI - informações complementaresPORTAIS ÚTEISÓRGÃOS GOVERNAMENTAISPREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSCÂMARA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSGOVERNO FEDERALGOVERNO DE SÃO PAULOwww.sjc.sp.gov.brwww.camarasjc.sp.gov.brwww.brasil.gov.brwww.saopaulo.sp.gov.brDIVERSOSCECOMPI - CENTRO PARA A COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO DO CONE LESTE PAULISTACIESP - CENTRO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULOMAB - MEMORIAL AEROESPACIAL BRASILEIROwww.cecompi.org.brwww.ciespsjc.org.brwww.cta.br/mab/FUNDAÇÃO SEADE - SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOSwww.seade.gov.brPORTAL TURISMOwww.turismo.sjc.sp.gov.brIBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICAwww.ibge.gov.brSÃO FRANCISCO XAVIER - TURISMOwww.saofranciscoxavier.org.brINEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRAPOUPATEMPOFJP - FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIROwww.inep.gov.brwww.poupatempo.sp.gov.brwww.fjp.gov.brSEBRAE - ESCRITÓRIO REGIONAL - VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTEPORTAL REGIONAL DO VALE DO PARAÍBAwww.sebraesp.com.brwww.valedoparaiba.comMTE - MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGOwww.mte.gov.brTRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULOwww.tre-sp.gov.brDIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSwww.desjcampos.com.brCEPHAS - CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL HÉLIO AUGUSTO DE SOUZAwww.cephas.org.brFCCR - FUNDAÇÃO CULTURAL CASSIANO RICARDOwww.fccr.org.brFUNDHAS - FUNDAÇÃO HÉLIO AUGUSTO DE SOUZAwww.fundhas.org.brURBAM - URBANIZADORA MUNICIPAL S/Awww.urbam.com.brUNIVERSIDADES E CENTROS DE PESQUISASAnhanguerawww.unianhanguera.edu.brDCTA - DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA AEROESPACIALwww.cta.brETEP FACULDADESwww.etep.edu.brFAAP - FUNDAÇÃO ARMANDO ÁLVARES PENTEADOwww.faap.brFATEC - FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSwww.fatecsjc.edu.brFUNDAÇÃO DE CIÊNCIA, APLICAÇÕES E TECNOLOGIAS ESPACIAISwww.funcate.org.brINPE - INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAISwww.inpe.brINPG - INSTITUTO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃOwww.inpg.com.brIPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADAwww.ipea.gov.brIPPLAN – INSTITUTO DE PESQUISA, ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTOwww.ipplan.org.brITA - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICAwww.ita.cta.brUNESP (FACULDADE DE ODONTOLOGIA)www.fosjc.unesp.brUNIFESP - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULOwww.sjc.unifesp.brUNIP - UNIVERSIDADE PAULISTAwww.unip.brUNIVAP - UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBAwww.univap.br116 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 117


ibliografiaXIIBITTENCOURT, Tânia. “Arquitetura sanatorial”. São José dos Campos: T.M.M, Bittencourt, 1988.CALDEIRA, João Netto. Álbum de São José dos Campos. São Paulo: Organização Cruzeiro doSul, 1934.CESP – Companhia Energética de São Paulo. Usina do Jaguari. Disponível em:http://www.cesp.com.br/portalCesp/portal.nsf/V03.02/Empresa_UsinaJaguari?OpenDocument&Menu=5 - menu_lateral@@002_004_006. Acessadoem: 08/11/11.DER – Departamento de Estradas de Rodagem. Disponível em: http://200.144.30.104/website/webrota/viewer.htm. Acessado em: 08/11/11.DIAS, Augusto. Um tempo na vida de São José dos Campos. São José dos Campos: JAC, 2000.DNIT – Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes. Disponível em: http://www1.dnit.gov.br/rodovias/distancias/distancias.asp. Acessadoem: 08/11/11.DOCUMENTOS existem; o que está faltando é pesquisa. Valeparaibano-edição especial de aniversário. São José dos Campos, 27 jul. 1991, História, p. 34.FUNDAÇÃO Cultural Cassiano Ricardo. Patrimônio arquitetônico e urbanístico preservado. Disponível em: http://www.fccr.org.br/index.php?option=com_content&view=category&id=134:bens-preservados&layout=blog&Itemid=159&layout=blog Acessado em: 08/11/11.FUNDAÇÃO de Ciências, Aplicações e Tecnologia Espaciais – FUNCATE.Disponível em: http://strademaweb.funcate.org.br/novo/stradema/. Acessado em: 08/11/2011.FUNDAÇÃO SOS Mata Atlântica; INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Atlas dos remanescentes florestais da Mata Atlântica, 2000 – 2005.IBGE - Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censos demográficos 1940-1991: contagem populacional. Rio de Janeiro : IBGE, 1996.___.Censo demográfico 2000: primeiros resultados da amostra. Rio de Janeiro: IBGE, 2002.___.Censo demográfico 2010: sinopse censo demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2011.___.Produto Interno Bruto a preços correntes e Produto Interno Bruto per capita. Disponível em:http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/pibmunicipios/2004_2008/tabelas_pdf/tab02.pdf.Acessado em 09/11/11.INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira/Ministério da Educação. Censo Escolar – 2007. Disponível em: http://www.inep.gov.br/basica/censo/Escolar/matricula/default.asp. Acessado em:21/08/07.IPT-Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo. Projeto : subsídios técnicos a uma política de desenvolvimento para São José dos Campos. São Paulo: IPT, 1996.ITA- Instituto Tecnológico de Aeronáutica. 1950-2000 Instituto Tecnológico de Aeronáutica. São José dos Campos: ITA, 2000.JESUÍTA diz que quem fundou mesmo foi irmão Leão. Valeparaibano-edição especial de aniversário. São José dos Campos, 27 jul. 1991, História, p.37.OS JESUÍTAS eram bandeirantes desarmados de arcabuz e gibão. Valeparaibano- edição especial de aniversário. São José dos Campos, 27 jul. 1991, História,p. 36.LENDA faz do padre Anchieta fundador de S. José. Valeparaibano- edição especial de aniversário, São José dos Campos, 27 jul. 1991, História, p. 37.MATIAS, Benedito Rodrigues. Cronologia joseense : 1554-1972. São José dos Campos :Prefeitura Municipal de São José dos Campos, PMSJC, 1978.MEMÓRIA fotográfica : São José dos Campos 1916-1952. São Paulo : Prefeitura Municipal de São José dos Campos / Kodak Brasileira, s.d.PARQUE Tecnológico quer parceria com IPT. Valeparaibano. São José dos Campos, 27 de julho. 2007, p 09.PASIN, José Luiz. Formação histórica e cultural do Vale do Paraíba. Disponível em: http://www.valedoparaiba.com/terragente/estudos/est0042001.html. Acessadoem: 08/11/11.___.Os fundamentos históricos da industrialização do Vale do Paraíba. Disponível em:http://www.valedoparaiba.com/terragente/estudos/est0022001.html. Acessado em: 20/08/07.PENEDO, Alexandre. Arquitetura moderna de São José dos Campos. São José dos Campos:A. Penedo, 1997.PLANO preliminar de São José dos Campos. São Paulo : Departamento de Obras Sanitárias/ Centro de Pesquisa e Estudos Urbanísticos/ Faculdade de Arquiteturae Urbanismo da USP/ Prefeitura Municipal de São José dos Campos, 1961.PREFEITURA Municipal de São José dos Campos. Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente.Pesquisa de instrumentação do planejamento urbano e avaliação do déficit habitacional – 2003. São José dos Campos: PMSJC/ UNICAMP, 2003.___.Cidade viva: Banco de dados geográfico - Spring 4.33 – Tutorial. São José dos Campos: PMSJC, 2008.___.Lei complementar nº 280/04 – 11 de maio de 2004. São José dos Campos: PMSJC, 2004.___.Plano básico de ação de Eugênio de Melo - 1991. São José dos Campos: PMSJC, 1991.___.Plano de metas- Distrito de São Francisco Xavier – 1991. São José dos Campos: PrefeituraMunicipal de São José dos Campos, 1991.___.Plano diretor de desenvolvimento integrado-São José dos Campos - versão 4. São José dos Campos: PMSJC, 1993.___.Plano diretor de desenvolvimento integrado : um plano da cidade para a cidadania. São José dos Campos: PMSJC, 1995.___.Plano diretor de desenvolvimento integrado : todos decidindo o futuro da cidade - Diagnóstico Preliminar. São José dos Campos: PMSJC, 2006.___.Relação de ex-prefeitos. Disponível em http://www.sjc.sp.gov.br/cidade/prefeitosanteriores.aspx. Acessado em: 20/08/07.___.Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia. Cadastro dos produtores rurais do município – 2007. São José dos Campos: PMSJC, 2007.___.Secretaria de Planejamento e Informática. Plano diretor de São Francisco Xavier – 1ª. fase. São José dos Campos, 1985.___.Secretaria de Planejamento Urbano. Regiões Geográficas da Macrozona Urbana – LC 428/2011 : PMSJC, 2010.___.Secretaria de Planejamento Urbano. Relação de bairros e loteamentos urbanos. São José dos Campos, PMSJC, 2011.___.Secretaria de Planejamento Urbano; IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Gráfico de incremento intercensitário 1940 – 2010. São José dosCampos: PMSJC, 2011.REGATO, Robson & ASSAZ, Vanice. São José dos Campos: o comércio e o desenvolvimento.Mogi das Cruzes, SP: R. Regato/ V. Assaz, 1994.RIO Paraíba do Sul. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Para%C3%ADba_do_Sul. Acessado em: 07/11/11.___.Disponível em: < HYPERLINK “http://ceivap.org.br/bacia_1_1.php” http://www.ceivap.org.br/bacia_1_1.php>. Acessado em 10/11/11.SÃO José nasceu em meio a uma crise econômica. Valeparaibano – edição especial de aniversário, São José dos Campos, 27 jul. 1991, História, p. 38.O ÚLTIMO livro histórico sobre São José dos Campos foi publicado em 1934. Valeparaibano - edição especial de aniversário, São José dos Campos, 27 jul. 1991,História, p. 33.MINISTÉRIO do Trabalho e Emprego – Disponível em: http://perfildomunicipio.caged.com.br/seleciona_uf_consulta.asp?uf=sp. Acessado em:11/11/11.PAPALI, Maria Aparecida, org. São José dos Campos: de Aldeia a Cidade. São Paulo: Integraf,2010.Série São José dos Campos:História e Cidade, v.3.118 SÃo josÉ EM DADOSSÃo josÉ EM DADOS 119


PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOSSECRETARIA DE PLANEJAMENTO URBANODEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO URBANODIVISÃO DE PESQUISACoordenaçãoJoão Roberto Quaggio BarretoAnalista de documentos históricosEquipe técnicaMaria Angélica Braga de Avellar Silva - SociólogaCora Lacerda Cordeiro - BibliotecáriaDouglas Vieira dos Santos - EstagiárioColaboraçãoGilberto Alves da Cunha - ArquitetoMaria Lígia Machado Torquato - ArquitetaRose Duarte - JornalistaApoioAssessoria de Eventos Oficiais e Turismo - SG/PMSJCAssessoria de Planejamento em Comunicação - SG/PMSJCDepartamento de Comunicação social - SG/PMSJCDepartamento de Publicidade Oficial SG/PMSJCDivisão de Planejamento Urbano - SPU/PMSJCFundação Cultural Cassiano RicardoInstituto de Pesquisa, Administração e Planejamento - IPPLANSecretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e TecnologiaSecretaria de Meio AmbienteSecretaria de EducaçãoSecretaria de Esportes e LazerSecretaria da SaúdeSecretaria de TransportesRevisãoClaudio Ferreira Ribeiro - JornalistaEdição de fotografiaAdenir Britto - JornalistaProjeto gráficoAna Pimentel - Regional MarketingImpressãoArt PrinterTiragem600 exemplaresEDIÇÃO 20122012

More magazines by this user
Similar magazines