09.09.2022 Views

Revista AgroTech - Março de 2022

Revista AgroTech - Março de 2022

Revista AgroTech - Março de 2022

SHOW MORE
SHOW LESS

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

REVISTA

DIGITAL

E D I Ç Ã O 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

AGROTECH

I N O V A Ç Ã O E A G R O N E G Ó C I O


SHOW RURAL

COOPAVEL 2022

Wilson Menin Jr, Coordenador da Câmara

do Agronegócio do CODECAM, José

Rodrigues da Costa, Coordenador do Show

Rural Digital e Frederico Stelatto Farias,

representante do Sindicato Rural na

Cämara do Agronegocio.

IV FATI

E III HACKATHON

AGROTECH

Eventos foram divulgados

aos expositores do Show Rural


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Expediente

Índice

CODECAM

Conselho de Desenvolvimento Econômico

de Campo Mourão

Órgão de assessoramento do Poder

Executivo - Lei n. 3.785/2017.

Av. Irmãos Pereira, n. 963, 2o andar,

Campo Mourão - PR.

Contato: codecamconselho@gmail.com

MESA DIRETORA

Fernando Mizote - Presidente

Dâmares Ferreira - Vice-Presidente

Marisa Pante - Secretária

03

04

07

08

08

Editorial: Conectar e

desenvolver

IV FATI e III Hackathon foram

divulgados no Show Rural

Câmara do Agronegócio abre 2022

discutindo os impactos da seca na

COMCAM

Implantação do 5G em Campo

Mourão

Mapeamento das cadeias do

agronegócio foi concluído

CÂMARA DO AGRONEGÓCIO

Wilson Menin Jr - Coordenador

Dâmares Ferreira - Vice-coordenadora

09

10

Portal Agro Hub Brasil é lançado

pelo MAPA

XIX Mostra IntegradoAgro supera

as expectativas em 2022

REVISTA DIGITAL AGROTECH

Veículo de informação sobre as ações realizadas

pela Câmara do Agronegócio do CODECAM e

pelo ecossistema agropecuário da COMCAM.

13

15

Mulheres, Tecnologia e

Agronegócio foi tema de evento

Câmara do Agronegócio e MAPA

discutem ecossistema de inovação

agropecuária

16

Planejamento estratégico da

Câmara foi concluído

Revista AgroTech | 02


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

E D I T O R I A L

Conectar e desenvolver

A região de Campo Mourão possui vocação agrícola, com

o quarto maior PIB agropecuário do Estado, atrás apenas

de Cascavel, Curitiba e Ponta Grossa.

Na safra 2020/2021, o Valor Bruto da Produção (VBP) da

região foi de R$13,9 bilhões em valores nominais,

representando 8% da produção agropecuária no Paraná.

Grandes empresas e organizações do agronegócio

brasileiro tem sede ou unidade operante na região, como,

por exemplo: Coamo – Agroindustrial Cooperativa,

Cocamar – Cooperativa Agroindustrial, C-Vale, I-Riede

Grãos e Insumos, Seara Alimentos, Copacol – Cooperativa

Agroindustrial Consolata e Integrada – Cooperativa

Agroindustrial.

O destaque na produção regional fica por conta da

cadeia de grãos e da proteína de frango, atividades que

contribuem para a geração de empregos formais. Em

2020, os municípios da região da COMCAM possuíam

2.097 empregos formais na cadeia de cultivo da soja e

7.133 empregos na atividade de abate de aves.

Para o desenvolvimento dessas cadeias produtivas, assim

como de outras, os agentes econômicos podem contar

com a infraestrutura de ensino, pesquisa e extensão

ofertada por cinco instituições de ensino superior

presentes em Campo Mourão. Só na área do agro, são

dezenas de cursos de graduação ofertados nas áreas de

ciências exatas, tecnológicas, agrárias e biológicas, além

de cursos especialização e mestrados.

Capazes de gerar produtos e serviços que atendam os

produtores rurais e empresas ligadas ao agronegócio, seja

na área específica das ciências agrárias, seja em áreas

correlatas, a região da COMCAM possui cursos de

Engenharia de Produção Agroindustrial, Administração de

Cooperativas, Agronomia, Medicina Veterinária, Ciência da

Computação, Engenharia Ambiental, Engenharia de

Alimentos, Engenharia Eletrônica, Engenharia Química,

Mestrado Profissional em Inovações Tecnológicas e

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e

Regulação de Recursos Hídricos, dentre outros.

Essas instituições contam com laboratórios, projetos e

infraestrutura, pesquisas e inovação no segmento do

agronegócio, com laboratórios de tecnologia agroindustrial,

de produtos agroindustriais, de processos químicos,

pesquisas em computação, aprendizagem de máquina,

química analítica, desenvolvimento e aplicações de

biomateriais, matrizes alimentares, sistemas de irrigação,

energia fotovoltaica, recursos hídricos e solo, melhoramento

de plantas, melhoramento genético de animais,

inoculantes biológicos e aproveitamento de resíduos

agroindustriais, aplicação de nano e micropartículas

bioativas, biossensores, biodiesel, utilizando resíduos de

frango, monitoramento hídrico, sensores, etc.

Na área técnica, o Colégio Agrícola de Campo Mourão,

forma mão de obra para o setor.

Articulando os três hélices da inovação (governo,

academia e mercados) há o Sistema Regional de Inovação

Centro Ocidental, criado pelo SEBRAE/Campo Mourão, e o

CODECAM – Conselho de Desenvolvimento Econômico de

Campo Mourão (Lei n. 3.785/2017), órgão de assessoramento

do poder público municipal que possui 8 (oito)

câmaras temáticas, dentre as quais, a do Agronegócio,

cujo objetivo principal é de elaborar estudos do

ecossistema de agropecuária regional, articular os atores e

discutir propostas de políticas públicas que atendam o

setor e estimulem a geração de novos negócios,

preferencialmente, intensivo em tecnologia.

No campo regulatório, em 2020 foi publicada a Lei

Municipal de Inovação, em Campo Mourão, nascida de

proposta formulada pela Câmara de Indústria, Tecnologia

e Inovação, do CODECAM. Esta lei criou um voucher

tecnológico para fomentar empresas inovadoras de base

tecnológica. Ainda nesta área, as Câmaras do Agronegócio

e da Infraestrutura e Urbanismo estão discutindo o texto

da Lei do 5G, que visa preparar a região para a

implementação de tal tecnologia. E, a Câmara do

Agronegócio tem discutido a criação de um fundo para

fomento de inovação agropecuária no município, para

direcionar ao mercado e à inovação a mão de obra

formada pelas instituições de ensino.

Esse cenário favorável contribui para a geração de

negócios inovadores e startups com foco em soluções

para o agronegócio, assim como contribui para

movimentar, com projetos e empreendimentos, os sete

ambientes de inovação e institutos de ciência e

tecnologia, instalados em Campo Mourão: a Agroi9

Incubadora, a Fundação Educere, a Incubadora de

Inovações Tecnológicas UTFPR, o Calvary Impact Hub, o

Hotel Tecnológico UNESPAR, o IN2 e o IDEA5 Coworking.

Os ambientes de inovação, acima referidos, são fruto de

iniciativas apoiadas pela SEIDEC – Secretaria de Inovação e

Desenvolvimento Econômico de Campo Mourão, pelo

SEBRAE – Serviço de apoio à pequena empresa, pelo

SEPARTEC - Sistema Estadual de Parques Tecnológicos do

Paraná e pela SETI/PR - Superintendência Geral de

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná.

Esta convergência de fatores sinalizam a importância do

ecossistema agropecuário para a economia regional.

É necessário perceber e aproveitar essa realidade,

fortalecer a sinergia entre os atores do ecossistema e traçar

estratégias conjuntas para impulsionar novos negócios e o

desenvolvimento econômico, gerando riquezas, oportunidades

e bem estar social.

Revista AgroTech | 03


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

IV FATI e do III Hackathon

AgroTech foram divulgados

no Show Rural 2022

Uma equipe da Câmara do

Agronegócio do CODECAM, sob a

liderança do coordenador Wilson

Menin Jr, esteve presente no Show

Rural, no último dia 10/02, em

Cascavel.

Um das atividades visitadas pelo

grupo foi o Hackathon Show Rural. A

equipe foi recebida pelo

coordenador do Show Rural Digital,

José Rodrigues da Costa e pelo

coordenador do Hackathon, Adriano

Luiz Spanhol, que compartilharam

suas experiências sobre a

organização do evento e sobre as

tendências para o agronegócio.

O grupo também se reuniu com

representantes do Ministério da

Agricultura, Pecuária e Abastecimento

para a discussão sobre o

ecossistema agropecuário da região

da COMCAM.

Além do evento digital, o grupo

aproveitou para visitar e convidar

empresas e organizações para

participarem do IV FATI - Fórum do

Agronegócio, Tecnologia e Inovação,

que será realizado no segundo

semestre de 2022, em Campo

Mourão, bem como conhecer novas

tecnologias aplicadas ao

agronegócio.

Segundo Menin Jr, a visita ao

renomado evento inspirou o grupo a

Dâmares Ferreira, advogada e vice coordenadora da Câmara do

Agronegócio, Wilson Menin Jr,, produtor rural e coordenador da

Câmara do Agronegócio, José Rodrigues da Costa, coordenador

do Show Rural Digital e Frederico Stelatto Farias, produtor rural e

representante do Sindicato Rural de Campo Mourão.

ampliar as conexões da Câmara com o mercado e a

consolidar o FATI como uma ferramenta de aproximação

entre os atores do ecossistema agropecuário

regional, facilitando a interação entre produtores

rurais, cooperativas, empresas, startups, governos,

ambientes de inovação, instituições de ensino,

empreendedores, agentes financeiros e de fomento.

Revista AgroTech | 04


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Visita técnica Show Rural em fotos

Revista AgroTech | 05


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Revista AgroTech | 06


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Membros da Câmara do

Agronegócio do CODECAM ouvem a

exposição de Adriano Macena

Oliveira

CÂMARA DO AGRONEGÓCIO ABRE 2022

DISCUTINDO OS IMPACTOS DA SECA NA COMCAM

No dia 02/02, das 08h às 9h, a Câmara do

Agronegócio, do CODECAM, iniciou as

suas atividades em 2022 com a

participação de representantes do Banco

do Brasil, da Secretaria de Estado da

Agricultura e do Abastecimento, Sindicato

Rural, Banco do Brasil, empresas, Coamo e

Coafcam, instituições de ensino superior,

Secretaria Municipal de Desenvolvimento

Econômico e Inovação, Secretaria

Municipal de Agricultura e Meio Ambiente,

ADAPAR e produtores rurais,

dentre outras organizações.

A pauta da primeira reunião de 2022 contou

com a exposição de Adriano Macena

Oliveira, Gerente do Banco do Brasil, em

Campo Mourão, que falou a respeito dos

impactos da estiagem na produção

agrícola na região da COMCAM e a taxa

de acionamentos dos seguro rural feito

pelos produtores rurais junto ao banco.

Segundo Macena, a estiagem prolongada

tem sido um fenômeno presente na região

nos últimos anos e isso tem aumentado a

frustração de safra e o acionamento dos

seguros contratados. Ele assegurou que

percentuais de cobertura serão cumpridos

nos termos da contratação feita pelo

produtor rural e conforme o percentual de

perda levantado pelos peritos agrícolas.

Também foi apresentado e votado o

relatório das atividades desenvolvidas entre

2019 e 2021, pela Câmara do Agronegócio, e

criado um de grupo para elaboração do

planejamento estratégico anual. A reunião

foi conduzida por Wilson Menin Jr, que

tomou posse como coordenador para a

gestão 2022/2023.

Revista AgroTech | 07


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Implantação do 5G

em Campo Mourão

Marcio Carraro, André Pintaro, Cleber Affânio, Naiany Salvadori,

Dâmares Ferreira, Edson Michalkiewcz, Osmar Tormena Jr,

Wilson Menin Jr.

Mapeamento das

cadeias do agronegócio

foi concluído por GT

O Grupo de Trabalho Conectividade 5G,

do CODECAM, tem realizado reuniões

periódicas com especialistas das áreas de

urbanismo, saúde, eletrônica e agronomia

para discutir as demandas operacionais e

legais para a implantação do 5G em

Campo Mourão.

O grupo, coordenado pela advogada

Dâmares Ferreira, foi criado no último

semestre de 2021 e é composto por

membros da Câmara do Agronegócio,

Câmara da Saúde, da Câmara de Urbanismo

e Infraestrutura, do CODECAM, pelo

Secretário Municipal de Planejamento,

Márcio Carraro, pela vereadora Naiany

Salvadori e pelo Diretor de Relações

Institucionais da TIM, Cleber Affânio.

Segundo Ferreira, o GT pretende finalizar

seus trabalhos em junho e enviar seu

relatório ao Conselho Pleno do CODECAM,

no início do segundo semestre, para

validação e encaminhamento ao Poder

Executivo municipal.

Estudo de mapeamento das

cadeias do agronegócio, conduzido

por grupo de trabalho coordenado

pela professora Andréa Groff, da

UNESPAR, identificou as principais

características dos produtores

rurais e dos estabelecimentos

agropecuários da região; os

principais produtos cultivados em

Campo Mourão, assim como a

identificação das forças, fraquezas,

oportunidades e ameaças em

vários nichos.

Um dos pontos identificados pelo

estudo é que os produtores rurais

da região são, em sua maioria, pro-

tores familiares e a ação cooperativa

é muito forte.

Dentre as fraquezas do setor,

identificadas pelo estudo estão,

principalmente, problemas

relativos à qualificação da mão de

obra, à gestão, ao pouco uso de

tecnologias por alguns nichos, aos

custos operacionais, às variações

sazonais da produção e à

conectividade ruim no campo.

De outro lado, oportunidades de

negócios foram identificadas para

o uso de TICs na gestão, a

otimização da produção animal

para fornecimento de insumos e

matéria-prima para as unidades

frigoríficas presentes no território; a diversificação

da produção e de agregação

de valor aos produtos agrícolas da

agricultura familiar, decorrentes, principalmente

da demanda por produtos

agrícolas diferenciados, dentre outras

possibilidades.

Segundo o Wilson Menin Jr., coordenador

da Câmara do Agronegócio do

CODECAM, a importante função desses

estudos é dar base científica para as

propostas de políticas públicas de

desenvolvimento econômico elaboradas

pelo CODECAM, como órgão de

assessoramento do Poder Executivo

Municipal.

Revista AgroTech | 08


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Portal Agro Hub Brasil

foi lançado pelo MAPA

Em fevereiro ocorreu o pré-lançamento do

Agro Hub Brasil, portal do Ministério da

Agricultura, Pecuária e Abastecimento que visa

reunir informações sobre todos os ecossistemas

de inovação do País. O lançamento ocorreu no

Espaço Sebrae, durante o Show Rural, em

Cascavel.

Segundo o coordenador geral de inovação

aberta do MAPA, Daniel Trento, com o portal

espera-se maior coerência entre as ações

realizadas pelos ecossistemas de inovação,

fomentando o diálogo e, principalmente,

servindo como uma vitrine das mais diversas

iniciativas inovadoras que estão sendo

realizadas.

Segundo ele, o MAPA está incentivando cada

vez mais a inovação no agro e a atuação dos

ecossistemas é essencial para coordenar e guiar

esse trabalho. Mas, é preciso ter mais unidade

entre as informações e, por isso, o site é um

primeiro passo importante para darmos mais

visibilidade e, também, organizar o que está

ocorrendo pelo Brasil, explicou Trento.

O espaço do Agro Hub Brasil tem conteúdos

divididos por temáticas, tais como ecossistemas

de inovação; ambientes de inovação; startups;

iniciativas de inovação; universidades e ICTs

(Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação),

produtores rurais; financiamento e fomento;

calendário e notícias. O grande destaque,

porém, é do Radar AgTech, que é um

mapeamento em constante atualização sobre

os números e segmentos de atuação das

startups de todo o Brasil.

Revista AgroTech | 09


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

XIX Mostra IntegradoAgro

supera expectativas em 2022

No último dia 05/03, o Centro

Universitário Integrado, em parceria com o

IDR-PR, realizou a XIX Mostra Integrado-

Agro. O evento reuniu mais de 700 visitantes,

segundo a organização.

Além das atividades típicas de um dia de

campo, a edição atual do evento contou

com diversas outras atividades, com novos

parceiros e expositores.

Segundo, a reitora do Centro Universitário

Integrado, professora Maria da Conceição

Montans Baer, o evento mostra ganhou

uma proporção maior que as edições anteriores

em razão das parcerias firmadas para

a edição 2022.

Para o gerente regional do IDR-Paraná,

Jairo Martins de Quadros, o evento foi uma

grande oportunidade para disseminação

de informações e de boas práticas.

Na opinião do coordenador do curso de

Agronomia do Centro Universitário Integrado,

professor Marcelo Picoli, as novidades

apresentadas na mostra contribuem para o

desenvolvimento do setor agropecuário de

Campo Mourão e região.

A Mostra Agronômica, segundo ele, cumpriu

com o objetivo de proporcionar aos

estudantes a interação com o mercado e

de apresentar às famílias tecnologias e

práticas agronômicas atualizadas.

A Câmara do Agronegócio, do CODE-

CAM, participou do evento divulgando o

papel do Conselho e as suas ações aos

produtores rurais, empresas e estudantes.

Revista AgroTech | 10


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

XIX Mostra IntegradoAgro em fotos

Revista AgroTech | 11


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Revista AgroTech | 12


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Mulheres, tecnologia

e agronegócio foi tema de evento

Fechando o mês da Mulher, no

dia 31/03, às 8hs, em formato on line,

aconteceu o MeetUp Mulheres

AgroTech, com o tema "Mulheres,

tecnologia e agronegócio:

experiência e colaboração".

O evento foi organizado pelo

Mulheres AgroTech Movement,

Câmara do Agronegócio do

CODECAM - Conselho de

Desenvolvimento Econômico de

Campo Mourão, Agroi9 Incubadora e

o EmpoderAgro, com o propósito de

inspirar e integrar alunas e

empreendedoras, ligadas à

Agronomia, Veterinária, Ciências da

Computação, Engenharia Eletrônica,

Engenharia Ambiental, dentre

outras, para o desenvolvimento de

projetos de ciência, tecnologia e

inovação no agronegócio.

Conduzido pela professora Ana Paula

Chaves, doutora em Ciências da

Computação e docente na UTFPR, o

movimento Mulheres AgroTech teve

início em 2021 com a participação de

duas equipes exclusiva de mulheres no

Hackathon AgroTech 2021.

Já o MeetUp contou com as presenças

da Dra Gabriela V. Silva, fundadora da

Agribela e da Dra Sheila Xavier, CEO da

Fitovision.

Ambas integraram a Lista da Forbes,

publicação divulgada no dia 08 de

março que elencou as 20 Mulheres

mais relevantes, no Brasil, para a

inovação aplicada ao agronegócio.

Trazendo relatos inspiradores, o

MeetUp motivou as jovens participantes

para a inovação e a tecnologia aplicadas

a problemas reais da pecuária e da

agricultura.

Revista AgroTech | 13


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

AGRICULTOR na ACICAM você ganha tempo e economiza muito!

A partir de 2020, o Certificado Digital para o Produtor Rural tem se tornado

cada vez mais obrigatório. Ele é usado para a emissão da Nota Fiscal Eletrônica

de Produtor Rural (NFP-e), ou seja, a versão eletrônica das notas de carbono

usadas para a prestação de contas nas prefeituras, por exemplo.

A utilização do Certificado Digital também serve para o processo de emissão de

NFP-e em outras operações do produtor rural, como: envio de mercadorias a

outros Estados, venda de produtos a órgãos públicos e para exportação,

seguindo-se o mesmo caminho trilhado pela Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), usada

em estabelecimentos comerciais e industriais.

Muito em breve, a NFP-e será obrigatória para todas as operações do Produtor

Rural.

Certificado digital é na ACICAM !

O Certificado Digital é um documento eletrônico que identifica e representa uma

pessoa ou empresa na internet. Ele permite a assinatura de documentos a distância e

com validade jurídica. Essa assinatura é reconhecida em todas as suas transações

digitais como legalmente autêntica e verdadeira.

A ACICAM é pioneira na emissão de certificado digital, em Campo Mourão. Ela oferece

atendimento com hora marcada e segurança no serviço. Para o Produtor Rural, em

razão de parceria firmada com a COAMO, a ACICAM oferece descontos imperdíveis

para a emissão do Certificado Digital.

Consulte o nosso departamento comercial pelo (44) 3518-8000 e venha emitir o seu

Certificado Digital na ACICAM.

Revista AgroTech | 14


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Grupos de Trabalho:

de Agricultura 4.0

e Inovação e

de Planejamento

Câmara e MAPA discutem

ecossistema regional de

inovação agropecuária

No dia 22 de março, membros de grupos

de trabalho da Cämara do Agronegócio do

CODECAM reuniram-se com Isabel Roxo

Carneiro, Coordenadora de Inovação para o

Campo e Difusão de Tecnologia - COI, do Ministério

da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A pauta da reunião foi a assinatura de protocolo

para a estruturação de ecossistema de

inovação agropecuária na região da COM-

CAM.

Segundo Carneiro, o objetivo do MAPA é de

apoiar os ecossistemas de inovação do agronegócio

brasileiro, incentivando e promovendo

a criação de espaços de discussão de

estratégias para o desenvolvimento,

conectando empreendedores e o produtor

rural com o intuito de propiciar o a-

cesso e adoção de novas soluções tecnológicas

que contribuam com a melhoria

da qualidade de processos e de produtos,

redução de custos e ampliação de

receitas.

Segundo Menin Jr, coordenador da Câmara,

as conversas com o MAPA estão

avançando e, para o segundo semestre,

possivelmente o termo de intençoes será

assinado. Após a assinatura, a Cämara e

os demais subscritores do termo estabelecerão

planos de trabalho para apoio ao

empreendedorismo que gere resultados

no futuro, como o aumento da produtividade,

geração de emprego e renda e mais

inovação no campo.

Revista AgroTech | 15


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Planejamento estratégico

da Câmara foi concluído

Atendendo recomendação da Mesa Diretora

do CODECAM - Conselho de Desenvolvimento

Econômico de Campo Mourão, membros

da Câmara do Agronegócio reuniram-se

para discutir o planejamento estratégico da

coordenação para o biênio 2022-2023.

Considerando a missão da Câmara, de atuar

sobre o ecossistema agropecuário local e regional

discutindo propostas de políticas públicas

para o desenvolvimento econômico agropecuário

intensivo em tecnologia, conectando

os atores e elaborando estudos de inteligência

de mercado, o grupo definiu um plano de

ação para os dois próximos anos.

Uma das estratégias estabelecidas pela Câmara

foi a de buscar parceiros para a

realização de estudos de mercado sobre a

agricultura familiar, identificando demandas

locais e regionais que possam contribuir para

o crescimento em escala da COAFCAM -

Cooperativa de Agricultores Familiares de

Campo Mourão; também serão buscados

recursos para um diagnóstico do ecossistema

regional de inovação agropecuária e de

fomento para o estímulo a projetos e empreendimentos

intensivos em tecnologia

agropecuária; os eventos já realizados pela

Câmara serão alinhados a estratégias nacionais

e estaduais e serão utilizados como ferramentas

para a execução das atividades .

Revista AgroTech | 16


E D I Ç Ã O D I G I T A L 2 | M A R Ç O D E 2 0 2 2

Espaço de discussão e conexão entre demandas e

propostas de políticas para o desenvolvimento

do agronegócio local e regional.

Revista AgroTech | 17

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!