A SAGA DO JORNALISMO LIVRE - Koosb

koosb.com

A SAGA DO JORNALISMO LIVRE - Koosb

2008

Presidente da Associação de Moradores da Travessa Iara bota a boca no

trombone.

A Comunidade Iara, em Santa Rosa, Niterói, RJ, possui muitas particularidades, a

começar pelo seu nome. Embora muitas pessoas conheçam o lugar por essa

denominação, que veio de sua antiga nomenclatura (Travessa Iara), a localidade foi

rebatizada a cerca de dez anos com o nome Quintino José Ferreira, como se chamava

um prisco morador. Edson José Ferreira, 52, Presidente da Associação de moradores

local, afirma que muitos nem sabem sobre a mudança e que todos ainda conhecem o

lugar por Iara. Outra particularidade apontada por Edson é a localização da comunidade,

que mesmo os correios considerando ser parte do bairro Santa Rosa, muitos acreditam

que o lugar faça parte do Cubango. "Mas aqui é Santa Rosa. O livro de CEP do correio

é quem diz a verdade. É o registro." Informa o Presidente.

Não existem projetos sociais no local. O Presidente tem alguns projetos, mas ainda não

houve incentivo de nenhuma entidade ou órgão do governo para por em prática. Embora

tenha água na comunidade, à rede é muito antiga e deveria ser reavaliada, assim como a

pavimentação, que já apresenta desgaste em vários pontos por ter sido feita há muitos

anos. Uma questão levantada relativa à água é: ―Algumas pessoas alegam que certos

moradores de comunidade não pagam água, mas isso é responsabilidade dos órgãos

competentes. Eles têm de resolver. O problema que estou apresentando é um, eles ao

invés de resolver me apresentam outro." Reclama Edson. A rede de esgoto também

precisa ser revista. Entupimentos acontecem com freqüência. A comunidade conta com

cerca de aproximadamente 340 casas e mais de mil moradores.

Uma das obras pedidas é no parapeito de uma das vias de acesso a comunidade, que está

em estado precário e deveria manter a segurança contra possíveis acidentes. Galões de

lixo foram solicitados, mas segundo nos informou o Presidente, a CLIM alegou estarem

em falta.

Solta o verbo Presidente

O presidente é outra particularidade. Dono de uma opinião forte, segundo ele próprio,

tido por muitos como um tanto radical, Edinho, como é conhecido pela redondeza, nos

recebeu em sua casa.

.

Você disse que sua administração termina no início de 2009. Você acredita que

conseguiu atingir seus objetivos?

Não. Quando entrei na associação, queria trabalhar de uma forma tida por muitos como

arcaica, mas acredito ser a forma mais correta de trabalhar. Essa forma é: Ir à prefeitura

e apresentar as deficiências da comunidade. Esses pedidos deveriam então ser atendidos

com o prazo devido. Dependendo da situação apresentada. Só que o que acontece não é

isso. Se você chegar lá e não tiver um cara que indicou, ou uma força política, nada

acontece. Só que isso é obrigação do poder público. Garantir o bem estar da população.

Suprir essas necessidades, independente de estar colado com Cicrano ou Beltrano. É de

desanimar. Mas eu não desanimo. Bato em uma porta, bato em outra, fazendo sempre

meus ofícios.

6

Similar magazines