02 - Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

pioneira.org.br

02 - Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

Órgão Oficial da Convenção Batista

Pioneira do Sul do Brasil

Presidente:

Rui Osvaldo Teske

Vice-Presidentes:

Zaira Maria Dhein

Pr Jair Hein

Pr. Nilton Schweigert

Sigmar Schmidt

Conselho Editorial:

Pr. Helmuth Scholl

Pr. Claiton André Kunz

Pr. Nilton Schweigert

Editor responsável:

Pr. Samuel Esperandio

Secretaria:

Doris Körber

Adriane Gelbhar Okamoto

Redação:

Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1

81720-130 Curitiba, PR

Fone/Fax: (41) 3284-4650

batistapioneiro@pioneira.org.br

A publicação é de responsabilidade da

Convenção Batista Pioneira do Sul do

Brasil. As matérias assinadas são de

responsabilidade de seus autores e não

refletem, necessariamente, a opinião do Jornal.

A Redação se reserva o direito de resumir as

matérias. Matérias a serem publicadas devem

ser enviadas para o endereço da Redação e de

preferência em CD ou por e-mail.

Arte e Diagramação:

Q Studio & Design - Lehí H. Illescas

(41) 3357-3192 - www.qstudio.com.br

Impressão:

Gráfica O Estado do Paraná

(41) 9926-1113

02

Agenda da Pioneira

Outubro: Ação Social

01 e 02 Enc. Executivos Pioneira

(Curitiba, PR)

04 a 07 Evangesul 2010

(JMN - Gaspar, SC)

16 Enjumer Ass Sul III

(ABP)

16 a 17 Enc. Líderes JUMAP Centro

Enjumer Ass Centro

(Acampaz)

16 a 18 Enc. Missionários JEVAM

(Canela, RS)

18 a 22 Congr. Pastores e Esposas

(Canela, RS)

O Brasil precisa de Jesus

Setembro é o mês da Pátria, quando

somos lembrados, mais uma vez, que nem

sempre o Brasil foi um país livre e independente,

politicamente falando. Se a história do

Brasil iniciou com o seu descobrimento por

Pedro Álvares Cabral, no ano 1500, durante

os seus primeiros 322 anos fomos súditos de

Portugal, até que Dom Pedro I, num ato de

bravura e coragem, no dia 07 de setembro

de 1822, proclamou a tão famosa frase Independência

ou Morte! Portanto, somos um

país politicamente livre há apenas 188 anos.

No entanto, pior do que isso, na vida

espiritual o Brasil até hoje ainda não encontrou

a sua liberdade. Mesmo que por vários

séculos o Brasil tenha tido uma religião oficial,

trazida de Portugal pelos colonizadores,

e hoje as religiões e igrejas se multipliquem

a cada ano, com certeza todos concordamos

que isso não tem resolvido o problema

espiritual do nosso povo. O brasileiro é, por

natureza, um povo religioso. Mas não é de

religião que o nosso povo precisa. Apesar

de muitos freqüentarem a sua igreja regularmente,

ou praticarem a sua religião, a maior

parte do povo brasileiro continua vivendo

em trevas espirituais, escravizada pelo pecado.

Precisando urgentemente de libertação

espiritual, apesar de toda a religiosidade que

permeia a sociedade brasileira. Jesus disse ao

povo da sua época: “E conhecerão a verdade,

e a verdade os libertará” (João 8.32). Mas o

povo não gostou e reclamou, dizendo que

eles tinham religião, portanto, eram livres.

No entanto, Jesus lhes lembra que eles

viviam no pecado e, por isso, eram escravos

do pecado. E Ele arremata: “Portanto, se o

Filho os libertar, vocês de fato serão livres”

(João 8.36). O povo brasileiro vive hoje na

mesma situação do povo do primeiro século

da era cristã; ou seja, escravo do pecado,

precisando urgentemente de libertação.

Setembro é, também, o mês de missões

nacionais no Brasil batista. Só através de

GRATIDÃO:

Jesus o nosso povo alcançará sua libertação

espiritual. Jesus disse que veio para nos dar

vida plena (João 10.10), isto é, vida que

vale a pena ser vivida. Ele também disse

que veio não para ser servido, mas sim para

servir e dar a sua vida em resgate por muitos

(Mateus 20.28). Fazer missões é fazer

conhecida a mensagem de libertação através

de Jesus Cristo.

Por ocasião da assembléia do centenário

da Pioneira, em julho passado, em Santa

Cruz do Sul, foi assinado um convênio de

parceria entre a Junta de Missões Nacionais

da CBB e a Pioneira, visando o envio de

missionários em parceria, especialmente

na região Sul do Brasil, que é a região

mais carente do nosso país, espiritualmente

falando. Hoje já temos dois casais de missionários

da JMN trabalhando em cooperação

com a Pioneira: Saimon e Andrea (em

Blumenau, SC) e Vagner e Jéssica (Nova

Prata, na Serra Gaúcha). Antes do final do

ano queremos ter o primeiro missionário

em parceria entre a JMN e a JEVAM. Em

janeiro/2011 participaremos de um grande

projeto conjunto entre as duas juntas missionárias,

quando queremos enviar equipes

de 10 a 12 voluntários, por duas semanas, a

dez cidades do RS, através do Projeto Jesus

Transforma.

Você pode ver que a JEVAM e a JMN

estão intensificando o trabalho conjunto

para a evangelização do povo brasileiro. E

como a Pioneira atua em pelo menos cinco

estados brasileiros, ao contribuir para Missões

da Pioneira, seja através de uma oferta

especial, ou através do PAM Pioneira, você

está fazendo missões nacionais. Você já deve

ter visto nos vídeos da campanha de Missões

da Pioneira/2010 que estamos entrando ou

querendo entrar nas cidades de Pinhalzinho,

Bom Retiro e Alfredo Wagner (SC), São

José dos Pinhais (PR) e Cotia (SP). Além

destes, temos muitos outros desafios que nos

chegam quase diariamente. Não sabemos

qual pedido atender antes. Os desafios são

muito maiores do que nossas possibilidades

de avançar. Sentimos que os campos estão

brancos para a ceifa, como nunca. Por isso,

conclamamos o povo pioneiro – as igrejas

e os seus membros – a se engajarem em

missões, para levarmos o Evangelho ao

maior número possível de cidades e pessoas.

Queremos implantar uma igreja onde

ela é necessária, mas só podemos avançar

na medida em que temos recursos. Por isso

queremos conclamar você a se envolver

com missões, até mesmo sacrificialmente,

se necessário. Ore por missões, contribua

para missões, comprometa-se com missões

- porque o Brasil precisa de Jesus.

Quero finalizar estimulando-o a considerar

a possibilidade de participar da Trans

como missionário voluntário por duas

semanas, em janeiro/2011. Com certeza essas

seriam férias diferentes, mas seria uma

experiência que iria marcar você pelo resto

da sua vida. Veja na página 10 do nosso

Batista Pioneiro como participar.

Boa leitura!

Pr Helmuth Scholl

Diretor Adjunto da Pioneira

INTERCESSÃO:

Pela Campanha de Missões da Pioneira/2010 e pelo Programa de Adoção Missionária (PAM-Pioneira);

Pelas reuniões das Juntas e do Conselho de Planejamento e Coordenação;

Pelos encontros regionais da JUMAP e da JUFEMI;

Pelos eventos programados: 2º Retiro Vocacional Faculdade Batista Pioneira (ABP, 25-26/09), Congresso da Terceira

Idade, Encontro dos Executivos da Pioneira, pelo Evangesul, Encontro dos Missionários da JEVAM e Congresso

de Pastores e Esposas;

Pela realização de projetos em parceria com a Junta de Missões Nacionais, especialmente as TRANS;

Pelo ACAMPAZ e a busca de uma nova forma de administração;

Pela preparação do Pão Diário para 2011;

Pelas Eleições 2010 no Brasil.

Pela aquisição do terreno para o templo da Congregação em Tapejara, RS;

Pela construção do novo templo da IBPioneira de Palotina, PR;

Pelas igrejas que já enviaram as ofertas da Campanha de Missões da Pioneira/2010;

Pela reunião da Junta de Serviço Social, ocorrida em 21 de agosto p.p.;

Pela família Pryjmak que está sendo consolada em seu luto;

Pelas igrejas e congregações fiéis nas contribuições do Plano Cooperativo.


As eleições estão se aproximando e a propaganda já está no ar. Como avaliar candidatos

e candidatas e fazer uma boa escolha diante deste mar de opções? É comum termos mais

dúvidas que certezas em relação a este assunto. Como forma de contribuir para a conscientização

e o debate da população, especialmente a cristã, o Departamento de Ação Social

(DAS) da Convenção Batista Brasileira criou uma página especial na internet com artigos,

folders e recursos sobre o voto ético e consciente. São materiais gratuitos, que podem ser

baixados à vontade e distribuídos na igreja. Por exemplo, o DAS elaborou um folder para

ser distribuído junto com o boletim dominical (veja quadro).

Outras ferramentas no site são o “Decálogo do Voto Ético” (uma espécie de cartilha de

como o evangélico deve encarar o momento político; pode ser usado como uma palavra

pastoral no boletim dominical) e o site www.excelencias.org.br (para pesquisar o histórico

de todos os atuais parlamentares, tanto pelo nome quanto pela área geográfica; bastante

útil no caso de candidatos a reeleição).

Para conhecer o material e baixar as ferramentas, visite o site www.batistas.com e clique

no ícone verde “Ação Social”.

03

Eleições 2010

Relatos da vida de um emigrante para o Brasil

TEMA DO MÊS

Quando você elege alguém, você dá a esta pessoa o poder para representar

a cada um de nós. Por isso é fundamental conhecer como pensa

e o que pretende fazer esse candidato. Portanto, você precisa escolher

alguém que tome as atitudes que você tomaria para transformar a nossa

sociedade. Escolher com responsabilidade é seu dever. Isso é um voto

ético e cidadão.

Você é o patrão

A eleição é um processo seletivo para o emprego de servidores públicos,

e você é um dos patrões que vão decidir quem deve ser empregado. É

importante lembrar que quem paga o salário é você, através dos seus

impostos.

Bons candidatos são os que...

...defendem a dignidade da pessoa e a vida em todas as suas manifestações,

lutando por reforma agrária, emprego, saúde, saneamento,

educação, moradia, lazer, transporte, segurança pública e segurança

alimentar.

...defendem a soberania nacional lutando pela boa administração do

patrimônio público.

...defendem o meio ambiente e a preservação da natureza, entendendo

que o desenvolvimento não pode acontecer às custas da destruição do

meio ambiente.

(trecho do folder “Eleições 2010”, disponível no site www.batistas.com).

Centenário da Pioneira

por Gustav Feuerharmel

Sob este título, o irmão Gustav Feuerharmel, filho mais novo dos nossos irmãos pioneiros Karl e Friederike Feuerharmel, produziu um volumoso manuscrito que nos permite ver,

além da biografia dos seus pais, diversos detalhes novos, valiosos e interessantes sobre os tempos iniciais da nossa obra. Somos gratos ao irmão Feuerharmel por nos ter colocado

este material à disposição para publicação. Ele foi publicado em alemão em capítulos no Missionsbote (antecessor do Batista Pioneiro) de agosto de 1951 a julho de 1953, e será

republicado agora em português em “O Batista Pioneiro”.

I. AINDA NA VELHA PÁTRIA

Aconteceu em Reetz, uma aldeia agrícola

na Pomerânia, em uma fazenda senhorial.

Campos de trigo dourados de maduros estendiam-se

ao longe, aguardando a gadanha1

dos ceifeiros. No meio do campo havia

alternadamente gramados verdes, também

prontos para a ceifa.

Uma turma de 20 a 30 trabalhadores,

cada um munido de uma gadanha, saiu para o

campo na manhã de um quente dia de verão.

À frente de todos, o inspetor e supervisor

da casa senhorial. Entre os trabalhadores

encontrava-se também o sapateiro Karl

Feuerharmel, chamado por seus colegas

simplesmente de “Karl”.

Os ceifeiros sempre eram posicionados

em fileiras e chegavam a competir entre si.

Os mais fracos às vezes eram sobrepujados

pelos mais fortes, que os ultrapassavam uma

seção inteira, obrigando-os a se inserir de

novo bem atrás, o que em geral lhes custava

uma grossa advertência do rigoroso inspetor.

Atrás dos ceifeiros trabalhava um grupo

de moças e mulheres enfeixando o trigo.

Agora mesmo, o Senhor Inspetor vinha

passando pelas fileiras dos ceifeiros, aqui e

ali cobrando mais rapidez, embora todos os

trabalhadores já estivessem suando copiosamente.

De repente, parou diante do sapateiro

Karl e lhe perguntou rispidamente:

“Onde está sua mulher? Por que ela não

está entre as enfaixadoras?”

“Minha mulher está em casa, ela precisa

assar pão”, respondeu Karl calmamente, mas

com firmeza.

“Mas eu quero vê-la aqui, no campo,

enfeixando!”

“E eu quero ter pão para mim e as crianças!”

O inspetor, não acostumado a contestações,

exaltou-se e ameaçou: “Então

você também pode ir e procurar um outro

emprego!”

“O que eu também teria feito sem a sua

ordem”, disse Karl, erguendo a gadanha

sobre os ombros e abandonando o campo.

“Se o sapateiro Karl for demitido, nós

também vamos embora!” exclamaram vários

Vote ética e conscientemente nesta eleição!

trabalhadores e começaram a pôr sua ameaça

em prática.

“Ora, ora, gente, fiquem aqui, também

não é assim”, tentou conciliar o inspetor,

porque temia perder seus melhores trabalhadores,

que durante a ceifa eram muito

procurados. Com bastante esforço, conseguiu

então convencer os trabalhadores a

ficarem.

Enquanto Karl caminhava em direção

à sua modesta moradia, a ceifa prosseguiu.

O sol queimava fortemente. Um ou outro

dos ceifeiros fazia uma pausa para afiar sua

gadanha e aproveitar para descansar um

pouco. O inspetor aceitava a afiação, mas se

aborrecia com o descanso. “Ei, vocês afiam

e afiam e não avançam!” Um resmungo de

má vontade foi a resposta dos trabalhadores

suados.

“Onde anda o Fritz Gode?” perguntou

agora o inspetor.

“Sentado no tonel”, responderam. Sentar-se

no tonel significava que o trabalhador

estava completamente exausto, precisando

suspender o trabalho até se recuperar.

Enquanto o trabalho forçado no campo

senhorial prosseguia dessa forma, o sapateiro

Karl chegou à sua casa.

“Por que você voltou tão cedo hoje?

O que aconteceu?” perguntou preocupada

sua esposa Friederike, quando ele cruzou a

soleira da porta. Karl lhe relatou o incidente

no campo e acrescentou: “Preciso procurar

um emprego onde não nos tratem como escravos,

mas como gente”. Dona Friederike

concordou e observou: “Que tal perguntar ao

senhor da Fazenda W.? Talvez você encontre

trabalho na turfeira2 de lá.

(continua na próxima edição...)

1 Gadanha: ferramenta ceifadora manual

de cabo longo e lâmina transversal e quase reta,

diferente da foice, que tem cabo curto e lâmina

em meia-lua (N. do T.).

2 Turfeira (Torfmoor) – jazida de turfa, material

resultante da decomposição de vegetais, de

cor e dureza intermediária entre os vegetais e

carvão – usado como combustível substituto de

carvão (N. do T.)


JEVAM

Nova fase na C ongregação Esperança

Ijuí, RS - Com a saída do Pr Jorge Espinosa, o trabalho na CB Pioneira Esperança está

a cargo do Pr Erich Schmidtke, que cuidará interinamente da igreja até a chegada do novo

missionário. É um trabalho especial, devido à convivência estreita entre a Congregação, o

Lar da Criança “Henrique Liebich” e a Faculdade Batista Pioneira. Contando com a ajuda

de diversos seminaristas, pastores e obreiros, a congregação está se desenvolvendo bem, e

um grupo de novos convertidos está sendo discipulado, com a previsão de que um batismo

seja realizado depois de passado o inverno. Entre os novos convertidos há abrigados do

Lar da Criança e também pessoas da comunidade ao redor da Congregação.

Motivos de oração: irmãos recém-batizados que se afastaram do convívio com a igreja,

adaptação do novo diretor do Lar, Pr Reinaldo, saúde do casal missionário Pr Erich e Íris

Schmidtke.

04

Estudo bíblico com as mães do Lar da Criança

As crianças do PEPE gostam de visitar o Pr Erich e a tia Íris.

Alto Garrafão comemora 20 anos de trabalho missionário

Alto Garrafão, ES - Nos dias 21 e 22 de agosto a congregação de Alto Garrafão cultuou

ao Senhor com gratidão pelo seu 20º aniversário. No sábado à noite participou do culto

um grupos de irmãos da PIB Boa Sorte (de Afonso Cláudio, ES). Ficou a cargo deles a

ministração do louvor e a mensagem do Pr Marcos Moter. Os irmãos da Congregação de

Alto Rio Possmoser também participaram com o coro entoando um hino ao Senhor.

No domingo pela manhã a mensagem foi trazida pelo Pr Rubens Dias Rocha, da PIB

Santa Maria de Jetibá. Os irmãos da congregação fizeram uma homenagem ao casal missionário

Pr Baldino e Alma Hübner pelos 7 anos em que trabalharam na congregação. Já

no culto noturno, o Pr Valério Kurth, da PIB Santa Maria de Jetibá, trouxe a mensagem.

Foi um final de semana abençoado,

de alegria, reflexão e encorajamento a

prosseguir servindo com fidelidade e

dedicação ao Senhor.

Motivos de oração: por harmonia e

comunhão na igreja, para que busque

o Reino em primeiro lugar e esteja

sempre disposta a fazer missões, pela

salvação de Gustavo (um idoso) e de

Arivaldo Góil (câncer), pelas esposas

e seus maridos não convertidos, pois

os resultados estão surgindo.

Culto de aniversário da CB Alto Garrafão

IB Glória vai reconstruindo seu ministério

Carazinho, RS - Os trabalhos de fortalecimento da IB Glória continuam dando resultados.

Nem mesmo as férias, em julho, foram obstáculo. O grupo de jovens adultos, que

se reúne com os jovens, vem crescendo e tendo as suas reuniões de quinze em quinze

dias. A participação aumentou e já chegou a 17 jovens. Já os adolescentes, mesmo com

os seminaristas em férias, tiveram as suas reuniões. A nova liderança está sendo treinada

para auxiliar e eventualmente substituir os seminaristas.

Uma classe de novos membros está funcionando e crescendo no conhecimento das coisas

do Reino de Deus. Uma das participantes, porém, a irmã Gelma Ramos de Quadros, partiu

da IBGlória, para a Glória celestial, no dia 12 de julho. Aos 80 anos, ela vinha participando

da classe de preparação ao batismo, expressando uma alegria contagiante com o fato de

poder descer às águas. Mas aprouve ao Senhor levá-la. Fica a filha, já membro da Igreja

e outros familiares que agora estão se aproximando da Igreja, como resultado do exemplo

deixado pela mãe, sogra e avó.

Os cultos vêm sendo frequentados com um bom número de pessoas, e sempre com

visitantes. Temos visto um amadurecimento nos membros e a fidelização vem crescendo

também.

Desafios - A celebração dos cinquenta anos de organização da Igreja está se aproximando

rapidamente. Os preparativos da festa representam um desafio enorme. A data para

a celebração é o final de semana dos dias 06 e 07 de novembro, para a qual todos estão

convidados.

Programação com a igreja


Ijuí, RS - No dia 14.08. líderes de várias

igrejas e parte da comunidade acadêmica

da Faculdade assistiram em vídeo as quatro

melhores palestras do Global Leadership

Summit 2009. Este evento iniciou em 1995

na Igreja Willow Creek (Chicago, EUA),

com 220 líderes, e hoje é transmitido para

400 cidades no mundo em mais de 50 países,

alcançando mais de 150 mil líderes.

Em Ijuí, o evento aconteceu no auditório

do SESC e foi promovido pela FBP. Estavam

presentes Orlando Kommers e Pr. Eduardo

Bottin, voluntários do Summit que vieram

de Porto Alegre e introduziram as palestras

(duas de manhã e duas à tarde). Os presentes

louvaram a Deus por meio de cânticos e

tiveram a oportunidade de refletir sobre sua

liderança e compartilhar com algumas pessoas

sobre isso.

A seguir, um breve resumo das palestras

assistidas:

1. Liderando em uma nova realidade

(Bill Hybels, pastor da Willow Creek) -

Cerca de 10 meses após a crise econômica

mundial de 2008, ele a descreveu como uma

“onda inesperada”. Contou como foi este

período difícil em sua igreja e apontou quatro

estratégias que os líderes devem adotar

em uma nova realidade:

- agir rapidamente e com eficiência (ser

igreja, levando as pessoas para Cristo)

- ter reservas financeiras (darão tempo

até que se faça um novo plano) e prever

cenários difíceis

- perguntar: as pessoas certas fazem

parte da equipe? Há substitutos para os

cargos-chave?

- ter tempo com Deus para desenvolver

um espírito renovado e coração correto.

Encerrou dizendo que Deus quer fazer

grandes coisas por meio da liderança.

2. Vencendo os obstáculos (Harvey

Carey, pastor em Detroit) - Contou que é

pastor na cidade mais pobre do estado mais

07

pobre dos Estados Unidos, dirigindo uma igreja

multicultural que enfrenta a resistência

de outros líderes religiosos. Quando tudo é

contrário, Deus resplandece. É preciso sair

do nível de conforto e agir (fazer aquilo que

sabemos que temos de fazer, brilhando na

escuridão). Devemos parar de colecionar

pastas de eventos sobre liderança e começar

a trabalhar: fazer ministério de verdade e

mudar o mundo.

3. Levando as pessoas ao Deus pródigo

(Tim Keller, pastor em New York) - Falou

sobre a parábola do filho pródigo, enfatizando

o filho mais velho. Este pode ser

comparado com os fariseus e também com

religiosos atuais que estão mortos espiritualmente.

Eles acreditam que estão com Deus

e que são pessoas boas, mas não são salvos.

Obedecem para ter coisas, manipulam Deus

e sua relação com o Senhor é baseada na performance.

Reclamam quando sua vida não

vai bem, oram apenas para pedir coisas, não

reagem bem a críticas, odeiam e desprezam

as pessoas. Eles precisam se arrepender das

coisas “corretas” que são condenáveis para

experimentar uma nova alegria. Já os líderes

precisam: trabalhar isso em suas próprias

vidas; ensinar sempre com foco em Cristo;

compartilhar esta visão com outros líderes

e com a igreja.

4. Potencialize seu passado (Wess Stafford,

presidente da Compassion Internacional)

- Contou que perdeu sua infância em

um internato para filhos de missionários

na África, onde ele e 50 crianças sofreram

abusos – lá ele aprendeu muito sobre a

dor. Disse que pessoas que sofreram muito

podem permanecer com suas feridas ou

passar a vida tentando provar seu valor. Ele

escolheu perdoar aqueles que o feriram e que

sua vida seria diferente. Ao fim desta última

palestra, os participantes do Summit foram

convidados a escrever em um papel adesivo

as coisas de seu passado que tinham de ser

Summit Regional

perdoadas e colá-lo em uma grande cruz de

madeira que estava no palco.

O Pr Claiton Kunz, vice-diretor da

Faculdade, orou agradecendo por aquilo

que o Espírito Santo ensinou por meio das

palestras e compartilhou a ideia de exibir

mais palestras do Summit no próximo ano.

Além disso, foi feito o convite para o Summit

2010, que será realizado em outubro,

em Porto Alegre.

Participantes do Summit

Apresentação do musical “Acima de todos os reis”

Faculdade Batista Pioneira

Apresentações do coro - O coro da FBP

realizou mais duas apresentações de seu

novo musical, “Acima de todos os reis”, no

dia 15 de agosto. Pela manhã, a apresentação

aconteceu na IB Candeia e, à noite, na

PIB Santo Augusto, que comemorava seus

36 anos. Os presentes foram desafiados a

questionar: “Quem é o rei da sua vida?” e

muitos decidiram seguir Jesus ou renovar

seu compromisso com ele.

Ú L T I M A S V A G A S


08

Igrejas

A IB Leta continua na sua missão

Bozano, RS - A IB Leta (Linha 11) está feliz porque

Deus tem aceitado a sua ajuda em Sua obra.

Um grupo de surdos do CAIS, liderado pela diretora

Mariléia, visitou a igreja e causou grande impacto

com os testemunhos maravilhosos do agir de Deus na

vida dos surdos e de seus familiares. A igreja gostou

tanto desta visita que resolveu retribuí-la. Visitaram

o CAIS em Ijuí e aproveitaram para se envolver na

obra. O irmão João consertou goteiras no telhado e

instalou uma enorme calha , os irmãos Cláudio e Xico

aproveitaram para recuperar móveis estragados e pintar

as dependências.

A igreja também recebeu a visita do Pr Samuel

Esperandio, diretor executivo da Pioneira, que falou

sobre os desafios dos campos missionários e sobre os

planos da Convenção para os próximos anos.

Numa parceria com a Faculdade Batista Pioneira,

os irmãos receberam vários alunos da escola de Bozano

e de Ijuí numa programação de música, teatro,

evangelismo e gincana, onde até os professores foram

visivelmente tocados pela palavra de Deus.

Além disso, alguns irmãos visitaram escolas da

região para distribuir o devocional Pão Diário e semanalmente

ministrar aulas de ensino religioso para

várias turmas, do 1º ano ao ensino médio. Não faltaram

também convites para que o pastor falasse nas escolas

em dias especiais e sobre temas polêmicos da atualidade.

Os alunos têm muitas dúvidas e nada melhor do

que a Palavra de Deus para lançar luz na mente da s

crianças e adolescentes sem Jesus Cristo.

Que Deus continue nos dando oportunidades para

pregar a Sua palavra tão maravilhosa.

Pr David Winter

Visita do CAIS à IB Leta

Irmãos da Igreja levam Pão Diário às escolas de Bozano


Capelania Escolar

Santa Helena, PR - No campo missionário em Santa Helena, o missionário Samuel

Pryjmak está com todas as portas abertas para realizar capelania nas escolas. Neste programa,

o evangelho é levado de forma criativa e com materiais de fácil entendimento às

crianças, proporcionando-lhes uma experiência de amor e carinho e mostrando que Jesus

pode e faz diferença na escola e na família.

Após participar de um treinamento do AMME (organização dedicada a ajudar as igrejas

na tarefa da evangelização), o campo conseguiu adquirir uma grande quantidade de material

evangelístico. Este material será distribuído

em todos os 19 colégios e creches de Santa

Helena (cerca de 5.600 alunos). Além disto, o

missionário tem a oportunidade de colaborar

nos treinamentos de professores e com palestras

para pais e alunos. Essa abertura existe graças à

colaboração da secretária de Educação e Cultura

da cidade, que expressou assim sua preocupação

com a formação espiritual do alunos: “Creio

que construir uma criança é muito melhor que

reformar homens”.

Motivos de oração: pelo fortalecimento

espiritual dos membros, pela saúde da família

missionária, principalmente da Ângela, que está

se recuperando de uma cirurgia, pela capelania Revistas evangelísticas do AMME

escolar.

09

Palestra para diretores das escolas do município, apresentando o material do AMME

Lutas e desafios em Frederico Westphalen

Frederico Westphalen, RS - Este campo, assim como a IB Glória, tem lutado para se

reerguer depois de um período muito difícil. Atualmente, uma das dificuldades aqui é a

participação nos cultos e atividades em geral. O missionário, Pr Matias Fischer, tem insistido

em manter a Escola Bíblica Dominical no domingo de manhã, seguida, no primeiro

domingo do mês, pela celebração da Ceia do Senhor. Em julho, 17 pessoas participaram

da Ceia, o maior grupo até agora. No domingo seguinte, dia 11/07, participou do culto o

padeiro-cantor “Tião”, cantando algumas músicas do seu novo CD.

A experiência mais forte foi a palestra aos professores da Escola Estadual José Cañellas,

no dia 19.07. O missionário recebera um pedido de ajuda da coordenadora pedagógica

da escola, que havia detectado desmotivação e falta de interesse de muitos professores no

acompanhamento aos alunos, e concedeu ao missionário a primeira hora durante um encontro

de trabalho dos professores do Ensino Médio e Técnico (aproximadamente 70). Este

momento foi aproveitado com uma palestra sobre “Auto-estima” (dada pela Ana, esposa

do missionário) e o Pr Matias falou sobre “A Missão do professor”. Este encontro serviu

para que conhecessem melhor os missionários. Ao retornar no 2º semestre, o casal missionário

percebeu uma atitude diferente no corpo docente, de aceitação e reconhecimento.

Motivos de oração: por maior compromisso e regularidade dos membros na participação

das atividades fixas da Congregação, pelo culto de gratidão e a comemoração de aniversário

dos 25 anos de organização da Congregação, a ser realizado no dia 12 de setembro e pela

campanha de Missões da Pioneira na congregação, cujo alvo é de R$ 700,00.

Profissionais visitam PEPE em Curitiba

Curitiba, PR - Durante algum tempo as

crianças do projeto receberam noções de

diversas profissões que existem no mundo.

Para não ficar apenas nas imagens, profissionais

vão até o PEPE e contam um pouco

da sua experiência, da característica da

profissão que exercem, o quanto estudaram e

se dedicaram pra poder exercer determinado

ofício e respondem as mais diversas perguntas

que só a mente de uma criança pode criar.

Uma destas visitas foi da irmã Dirce,

membro da IB Avenida dos Estados, que

exerce a profissão de “Agente de Trânsito”

pela Diretran. Fardada, ela chamou a atenção

das crianças para cuidados básicos de comportamento

no trânsito, respeito às leis, aos

pais e os cuidados que se deve ter ao brincar

na rua. Alguns a confundiram com a polícia,

e no começo ficaram com um pouco de receio,

mas aos poucos se soltaram e gostaram

muito da conversa e do apito da “tia Dirce”,

aquele mesmo apito que os motoristas mais

desavisados não gostam muito.

A participação destes profissionais é

muito importante para o aprendizado das

crianças, proporcionando dias inesquecíveis

e muito gostosos!

Novo impulso em São Lourenço do Oeste

JEVAM

Muita atenção às explicações da tia Dirce.

São Lourenço do Oeste, SC - Já faz um ano que o Pr Orlando e sua esposa, Maria, assumiram

o campo missionário em São Lourenço do Oeste. Foi um ano de conhecimento

entre missionários e congregação, além da comunidade em geral. Muitas experiências

positivas foram colhidas de ambos os lados.

O que mais alegra é que a Congregação

tomou um novo impulso.

O grupo está animado, participando

ativamente no processo de crescimento

rumo à organização em igreja,

nas reformas do patrimônio e no

crescimento financeiro, podendo

honrar com todos os compromissos

assumidos. Além disso, há um grupo

sendo preparado para o batismo,

planejado para o dia 5 de setembro.

A congregação mantém um programa

de rádio que vai ao ar todos os

domingos, das 12h às 13h. A partir de

agosto, este programa conta com o

Aula de EBD para os juniores

reforço do irmão Luiz Nascimento,

locutor da Rádio, que

vai coordenar a montagem do

programa, o que sem dúvida

vai melhorar a qualidade

deste. O objetivo é envolver

também os departamentos

da Igreja.

Durante a semana, principalmente

à noite, o missionário

e sua esposa visitam

famílias não crentes, a fim

de fazer contatos e levar a

Palavra até eles. Essas visitas

têm boa aceitação, e há a

expectativa de que a semente

lançada dê frutos em breve.

Templo recém pintado em São Lourenço do Oeste


10

Missões Nacionais

Trans 2011

A operação Jesus Transforma, ou Trans, como é mais conhecida, é uma ação missionária

que envolve centenas de voluntários na proclamação do evangelho em cidades e bairros

não alcançados, onde o conhecimento do verdadeiro Deus está ausente, objetivando ao

fim a plantação ou a revitalização de uma igreja.

Ao fim de cada projeto, missionários nomeados por Missões Nacionais têm a responsabilidade

de dar continuidade ao trabalho em cada cidade e bairro alcançado, firmando

na fé os novos convertidos, estruturando liderança e, por fim, tornando a igreja autosustentável

e com DNA missionário.

Participar de uma Trans é, acima de tudo, demonstrar paixão pelas almas perdidas e

comprometimento com o Reino. Os que decidem viver essa experiência passam antes

por um período de treinamento e capacitação, recebendo informações sobre o campo de

atuação e aprendendo técnicas de evangelização arrojadas que ajudarão nos trabalhos de

visitação, abordagem nas ruas, trabalho com crianças e serviço social.

Além de ser uma ótima oportunidade para praticar o Ide de Cristo, a Trans proporciona

períodos preciosos de comunhão com batistas de várias partes do Brasil.

Pré-requisitos

do voluntário

Ser membro de uma Igreja Batista. Casos

especiais serão avaliados.

Ter no mínimo 16 anos. Menores de idade

somente serão aceitos com carta de recomendação

do responsável legal, com assinatura

em cartório;

Voluntários com idade acima de 60 anos

devem apresentar atestado de saúde, levando

em consideração que o projeto exige

longas caminhadas e esforço físico;

Assinar o Termo de Voluntariado cedido

por Missões Nacionais;

Pagar taxa de inscrição no valor estipulado

por Missões Nacionais, que dará direito

ao Kit do Voluntário. Esse pagamento será

por boleto bancário impresso do site, após

o término da inscrição;

Informar o uso contínuo de medicamentos,

sejam eles quais forem, informando ainda o

motivo do uso para que possamos planejar

o acompanhamento especial que assegure

a integridade da saúde dos voluntários;

Levar colchonete, roupa de cama, banho,

pratos, copos, talheres e objetos pessoais.

Em 2011, a Pioneira vai se unir a Missões Nacionais para realizar algumas Trans. Algumas

serão em atuais campos missionários, e em outros locais a ação servirá de pontapé

inicial para um novo projeto missionário.

Veja aqui alguns detalhes sobre estas ações missionárias, e prepare-se para ser voluntário!

Data: 15 a 31 de janeiro de 2011

Cidades-base: Passo Fundo e Porto Alegre

Inscrição: R$ 45,00 por pessoa (seminaristas: R$ 25,00) - valor válido até 30/11

Como funciona:

- O voluntário preenche a ficha de inscrição pelo site de Missões Nacionais (www.missoesnacionais.org.br)

- menu Jesus Transforma e paga a taxa de inscrição no próprio site.

- O voluntário arca com as despesas da sua viagem de ida e volta da cidade de origem

até a cidade-base.

- A hospedagem e alimentação no local da Trans corre por conta dos anfitriões.

- O voluntário precisa atender aos pré-requisitos estabelecidos pela JMN (ver quadro).


11

“Tudo posso naquele

que me fortalece.”

Fp 4.13

ANUÁRIO 2010

TEMA: “O aperfeiçoamento dos

Santos na obra de evangelização”

DIVISA: Tito 3.8

HINO PERMANENTE: CC 442

Secretária Executiva:

Ana Cláudia de Almeida Christal

Presidente: Jurema Schmidt

Vice-Presidente: Dagmar Zagonel

Secretária: Liliane S. D. Ferraz

Vogais:

Vânia Schiewe

Silvana Gross

Iris Beuter

Loni D. Scholl

Suplentes:

Shirley Frey

Sara Sälzer

UFMB Pioneira

Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1

Xaxim

81720-130 Curitiba, PR

Fone/Fax: (41) 3376-0271

E-mail: jufemi@pioneira.org.br

Conta Bancária

Banco do Brasil

ag. 2823-1

c/c 12834-1

Entre Nós

Meditação

“Nunca mais seremos as mesmas!”

Nós sabemos e experimentamos que a

oração é a chave para a vitória. Há inúmeros

motivos e necessidades para intercedermos

diante do Pai Eterno, e há muitos mais para

agradecermos e louvarmos a Deus pelo que

Ele é, pelo que Ele fez, faz e fará em nós

e por nós. Vamos especialmente

neste mês nos unir em oração por

nossa Pátria amada – o Brasil e seus

futuros líderes governamentais.

A poesia a seguir retrata a

prática da oração na vida de Jesus

e como nós podemos imitá-lo. Que

Deus nos ajude a fazer da oração

um estilo de vida. “Orai sem cessar!”

(I Ts 5.17).

ORAÇÃO

Vilson Vidal Weiss (Três de

Maio, RS)

Na era tecnológica deste mundo

desenvolvido,

Que muito tem evoluído em sua

comunicação,

Seja antigo ou moderno, jornais,

rádio e seu programa,

Telefone, fax, telegrama, internet

e televisão.

Pois todos são importantes, mas

destaco aqui um meio,

Que neste instante nomeio, é chamado

de ORAÇÃO.

A comunicação nos é de relevante importância

Perto ou longa distância, chega o anún-

cio seu.

Basta apenas um sinal, ou o toque num

botão,

Está ao mundo conectado e o chamado

respondeu.

São meios sofisticados, mas mesmo que

a tecnologia avance.

Só a oração tem o alcance de nos ligar

até o céu.

O exercício da oração é o método mais

sério.

Jesus em seu ministério, a orar nos

Juniores

Programação diversificada fortalece ministério de juniores

ensinou.

Em todos os seus milagres, ressurreição

e curas.

Clareou visões escuras quando aos cegos

curou.

Por onde Jesus andava em qualquer

situação,

Antes de cada ação, Ele sempre

ao Pai orava.

E quando Ele ensinava pouco

antes de ser morto,

Deixou-nos grande conforto,

que ouviria nossa voz.

Ensinou-nos o processo de praticar

a oração,

Feita na congregação e principalmente

a sós.

É este o maior exemplo de Jesus

tão puro e santo,

Se Ele orou tanto, então, quanto

mais, nós!

A prática da oração pode muito

em seus efeitos!

Orando pela igreja para que ela

sempre seja a agência da salvação.

Orando mutuamente pela vida

e a saúde.

Rogando a Deus que ajude a

Mulher Cristã em Ação.

Em oração perseverando, quando fores

e voltares.

Orando por governantes e familiares.

Que vivam sempre em união!

(enviado por Vânia T. Weiss Schiewe)

Ijuí, RS - Nos últimos seis meses o ministério de juniores da PIB Ijuí percebeu de forma especial as bênçãos de

Deus, com o fortalecimento do trabalho. Várias programações diversificadas contribuíram para animar a garotada

e despertar o seu interesse pela participação. Entre as programações teve intercâmbio com os juniores de Panambi,

uma trilha ecológica, um “pousadão” na igreja com música, cinema, estudo, gincana, torta na cada e muita diversão.

Outra novidade para breve é o lançamento do blog dos juniores da PIBI. Aguardem!

Vagner Vieira

Lider dos juniores

Muita diversão!

Juniores no intercâmbio Ijuí x Panambi


12

“Tudo posso

naquele que me

fortalece.”

Fp 4.13

Programação

- Capacitação para líderes na parte da manhã (assunto: Clubes Bíblicos)

- Noite especial: “Noite dos Sonhos” (ver explicações na carta enviada aos líderes)

- Jantares temáticos: cada noite um tema divertido para o jantar

- Gincana e diversão

Preletor: Pr Raul Rocha (Comunidade Radar - Guarulhos, SP)

Tema: Eu, um exemplo? Vale a pena ser diferente!

Personagem: José

Idade: 9 a 12 anos

INSCRIÇÕES:

1. Depositar as parcelas na conta: Banco do Brasil, ag. 2823-1, c/c 12.834-1.

2. Enviar comprovante do depósito e dados pessoais (nome, idade, sexo, igreja e telefone

para contato) por fax (41) 3284-4650 ou e-mail jufemi@pioneira.org.br.

3. Envie a lista dos nomes dos inscritos até o dia 22 de novembro de 2010! Caso alguém

desista, não se esqueça de nos informar com antecedência!

Entre Nós


ACAM Sul 2010

ABP (Bozano, RS) - Nos dias 30 de julho a 1º de

agosto os adolescentes das regionais Centro, Pioneiros,

Pampa, Tchê e Fronteira (com alguns visitantes de outros

lugares) se encontraram no ABP para o seu acampamento

de inverno. A expectativa tinha sido grande, já que no

ano passado a gripe suína forçou o cancelamento do

evento - mas felizmente este ano não houve obstáculos.

Ao todo, 275 adoles estavam reunidos para palestras,

brincadeiras, esportes e muita conversa e diversão. Veja

o que a galera achou:

“Louvamos a Deus pelo tempo maravilhoso que Ele

concedeu. Agradeço a todos da equipe, o seu trabalho

foi fundamental para que ocorresse tudo muito bem.”

(Pr Eduardo, líder da Tchê)

”O ACAM foi marcante para mim, sendo o 1º que

participei e por ser novo na fé. A comunhão com todos,

o louvor, e as mensagens, tocou muito em meu coração.

Tive um entendimento maior da Palavra de Deus. Fiz

várias amizades. Voltei disposto a continuar ajudando

na obra.” (Leonardo Zílio, 16 anos. Serafina Corrêa)

”O ACAM, foi muito bom, todos nós de Tapejara

amamos e agradecemos muito a Deus por isso. Foi um

gás para meus adoles, eles perceberam que vale a pena

deixar de comer um ‘xis’ e guardar dinheiro para ir aos

eventos da convenção, e eu fico alegre, pois há tempos

vínhamos dizendo isso a eles, e agora viram que realmente

é verdade.” (Líder dos Adolescentes de Tapejara”

Desafio Jovem nas regionais

Pato Bragado, PR - No dia 14.08 o pessoal

da JUMAP Iguaçu se encontrou em Pato

Bragado. Havia cerca de 120 jovens presentes,

além de pastores e obreiros de quase

todas as igrejas da região. Teve tempo para

esportes, gincana, roda de chimarrão, lanche

e culto, quando o Pr Waldi Frey (Nova Santa Rosa, PR) desafiou a galera a experimentar

o senhorio de Deus em suas vidas, como expressa o texto usado na mensagem: “...assim,

tanto se vivemos como se morremos, somos do Senhor...” (Rm 14.8).

Flávio Luis dos Santos

Coord. JUMAP Iguaçu

Mondaí, SC - A regional Centro também teve seu Desafio Jovem, realizado no dia

07.08. Cerca de 100 jovens das igrejas de São Lourenço do Oeste, São Miguel, Chapecó,

Frederico, Cunha Porã e Maravilha participaram. Durante a tarde, depois de cantar e ouvir

uma palestra do obreiro Tobias (Águas de Chapecó, SC), o grupo saiu para a rua para entregar

folhetos e convidar para a programação da noite. Com isto, à noite havia 187 pessoas

presentes, incluindo muitos visitantes da cidade. A Banda Vide foi uma bênção, a galera

estava muito empolgada e participativa.

Juliana Boscatto

Coord. JUMAP Centro

13

Convida

03 e 04 de novembro de 2010

Das 19h00 às 22h15.

Investimento: R$ 20,00

Palestras sobre CAPELANIA HOSPITALAR

com Pr Oswaldo Mancebo Reis

Mais informações: (55) 3332-2205 ou faculdade@batistapioneira.edu.br

JUMAP


Vida em Parábolas

A parábola do administrador infiel

Leia Lucas 16.1-9

De todas as parábolas ensinadas por

Jesus, a parábola do administrador infiel é a

mais enigmática. Por essa razão, numerosas

interpretações têm sido dadas. Cada uma

delas tentando explicar o ensinamento da

parábola à luz de suas implicações éticas.

O problema que jaz à raiz é o elogio ao

administrador, que é claramente desonesto

(v.8). O modo usual de explicar isto é que o

administrador é recomendado não pela sua

desonestidade, mas por atuar de modo resoluto

numa crise. A vinda de Jesus forçava os

homens a uma decisão. Quando até mesmo

pessoas do mundo sabem como e quando

atuar de modo decisivo, muito mais devem

saber os que seguem a Ele. É a sua astúcia

que é recomendada, e não suas práticas

comerciais.

A interpretação mais usual está baseada

em um pressuposto cultural da época. Os judeus

eram proibidos de tomar juros dos seus

patrícios quando lhes emprestavam dinheiro

(Ex 22.25; Lv 25.36; Dt 23.19). Aqueles que

queriam ganhar dinheiro com empréstimos

evadiam a lei ao raciocinar que esta fora feita

para proibir a exploração dos pobres. Seja

qual for a quantia emprestada, ela recebia

um determinado valor em azeite ou trigo

(ex. oitenta medidas de trigo), os juros eram

acrescidos (ex. vinte medidas), e a promissória

era emitida para o pagamento do total

em termos de trigo ou azeite (neste caso, cem

medidas de trigo). A transação era usurária,

mas a promissória não dava indicação disso.

Comumente, essas transações eram realizadas

pelos administradores, ostensivamente,

sem o conhecimento dos donos.

Há, porém, uma alternativa a essa interpretação

usual. Primeiramente, três perguntas

precisam ser respondidas. 1) O senhor é

um homem honrado ou um comparsa de seu

mordomo? 2) O mordomo havia obrigado os

devedores a assinar contas de quantias mais

elevadas do que os débitos reais, e, portanto,

a redução dos débitos era meramente uma

admissão de que dera uma “facada” desonesta?

3) O mordomo é um gerente imobiliário,

lidando com aluguel de terras, ou é um

agente autorizado de um agiota?

É claro que o contexto cultural mais

provável para esta parábola é o de uma propriedade

rural com um administrador que

tinha autoridade para executar os negócios

da propriedade. Os devedores provavelmente

eram arrendatários, hakirin, que

haviam concordado em pagar uma quantidade

fixa de produtos pelo seu aluguel anual.

O mordomo, sem dúvida, estava recebendo

dinheiro extra “por baixo do pano”, mas

essas quantias não apareciam nas contas

assinadas. Ele era um oficial assalariado que,

além disso, recebia uma comissão específica

do proprietário para cada contrato feito. O

senhor era um homem de nobre caráter, respeitado

na comunidade, que se interessava

14

suficientemente pela sua riqueza a ponto

de despedir um administrador esbanjador.

Tudo indica que o senhor é um homem

justo. O mordomo é chamado frontalmente

de “injusto”; todavia, nenhum traço de

crítica se faz contra o senhor. Se o senhor

fosse ignóbil, teria agido de maneira bem

diferente. O mordomo é mandado embora,

mas não punido.

Na parábola, o administrador é chamado

e ouve a primeira pergunta: “Que é isto que

ouço a teu respeito?” (v.2). O servo não sabe

quanto o senhor sabe, e pode ter medo de divulgar

informações que o senhor não tenha.

O mordomo, como homem inteligente, fica

em silêncio. Esse fato não pode ser considerado

insignificante. E então o senhor

quebra o silêncio com o ultimato: “Presta

contas da tua administração”. Uma pergunta

precisa ser feita. O mordomo

é despedido agora ou mais tarde?

Parece que o mordomo é despedido

imediatamente, e a sua

autoridade também termina

imediatamente. Enquanto

ele está indo prestar contas,

pensa consigo mesmo: “O

senhor sabe a verdade; sabe

que sou culpado. Ele espera

obediência; desobediência

leva a juízo. Não posso recuperar

meu emprego dando

uma série de desculpas”.

As leis vigentes na época

determinavam que o agente

pagasse por qualquer prejuízo

pelos quais fosse responsável.

O mordomo poderia ser julgado

e preso. Mas, pelo contrário, ele

nem é punido. O senhor foi incomumente

misericordioso com

ele. Assim, em uma cena apenas,

o servo experimentou dois aspectos

da natureza do seu senhor. Ele

é um senhor que espera obediência

e age em juízo contra o servo

desobediente. Ele também é um

senhor que demonstra misericórdia

incomum, mesmo para com

um mordomo desonesto.

Sua preocupação imediata em arranjar

outro emprego fica evidente pelo fato de

ele pensar em cavar ou mendigar. Porém,

visto que fora despedido por ter desperdiçado

a propriedade de seu senhor, quem

lhe daria emprego? Ele precisa, então, criar

uma situação que mude esta devastadora

imagem pública. Nasce um plano, que é

arriscar tudo com base na misericórdia que

ele já experimentara em seu senhor. Se ele

fracassar, certamente irá para a cadeia. Se

tiver êxito, será um herói na comunidade. A

chave para a situação é que ninguém sabe

ainda que ele foi mandado embora. Logo

todos o saberão, e por isso ele precisa agir

depressa. Em primeiro lugar, ele “chama”

os devedores.

Naturalmente estes subentenderiam que

o mordomo tinha uma mensagem importante

para transmitir-lhes da parte de seu

senhor. É exatamente isso que o mordomo

quer que eles pressuponham. Não é época

de colheita. Os totais das contas são fixos,

determinados e altos, mas ainda não vencidos.

Os diálogos do administrador denotam

que ele está com muita pressa. Ele precisa

terminar tudo antes que o senhor descubra o

que ele está fazendo, pois estava legalmente

destituído de poder desde o momento em

que fora notificado de que estava despedido.

Enquanto os arrendatários não soubessem

do que acontecera, poderiam cooperar e

certamente o fariam. Se soubessem e

depois cooperassem, também estariam

sendo seriamente infiéis ao

senhor, e o senhor não lhes alugaria

mais terras.

Na parábola não há críticas em

relação aos arrendatários. Subentende-se

que sejam cidadãos

honrados da comunidade local,

levados a crer que o mordomo

ainda tem autoridade. Outro

pressuposto é de que o senhor

autorizou a redução de contas,

e que o mordomo o convencera

a fazê-lo. Este é o único pressuposto

que se encaixa na história.

O mordomo pede aos devedores

que façam as modificações com a

sua própria caligrafia. Eles concordam

em fazê-lo. Se houvesse

qualquer dúvida por parte dos

arrendatários, eles não cooperariam.

Ao final, o mordomo é

naturalmente considerado responsável

por ter conseguido

as reduções. Essas repentinas

reduções vêm, por assim

dizer, “a calhar”. O abono

propriamente dito vinha

dos proprietários. Mas

o mordomo é louvado

por ter convencido o

proprietário a concedê-lo.

O mordomo termina o

seu ousado plano reunindo as contas recémmodificadas,

e entregando-as ao seu senhor.

O senhor as examina e reflete acerca das

alternativas que tem. Ele sabe muito bem

que na aldeia já começou uma grande festa

de celebração em seu louvor, como o mais

nobre e generoso dos homens que jamais

arrendara terras naquela região. Ele tem duas

alternativas: pode chamar os devedores e

explicar que tudo havia sido engano, pois o

mordomo fora demitido e seus atos eram nulos,

o que transformaria a alegria dos aldeões

em ira pela avareza do senhor; a outra opção

era ficar em silêncio, aceitar o louvor que

agora mesmo está sendo proclamado a ele,

e permitir que o astuto mordomo se eleve na

crista da onda do entusiasmo popular.

Este senhor é um homem generoso. Ele

não mandara prender o mordomo antes. Ser

generoso é uma qualidade primordial de

um nobre no Oriente. Ele reflete um momento,

e depois se volta para o mordomo e

diz: “Você é um indivíduo muito sábio”. O

mordomo sabia que o senhor era generoso

e misericordioso. Ele arriscou tudo neste

aspecto da personalidade de seu senhor. E

ganhou. Pelo fato de ser realmente generoso

e misericordioso, o senhor preferiu pagar o

preço todo para a salvação do seu mordomo.

Muitos comentaristas ficam preocupados

pensando em como Jesus podia usar um

homem desonesto como exemplo. Isto não

precisa causar inquietação. O camponês

do Oriente Médio acha esta parábola formidável.

As parábolas de Jesus têm uma lista

surpreendente de personagens de mau gosto.

Além deste mordomo, há o juiz injusto, o

vizinho que não quer ser perturbado de noite,

e o homem que embolsa o tesouro de outrem

comprando o seu campo.

Jesus está usando o princípio rabínico

do leve para o pesado”, do “quanto mais...”.

Se este mordomo desonesto resolveu seu

problema confiando na misericórdia do seu

senhor para solucionar sua crise, quanto

mais Deus ajudará o homem em sua crise,

quando confiar em Sua misericórdia? Em

suma, o mordomo é louvado pela sua

sabedoria. Ele conhece a única fonte de

salvação: a generosidade de seu senhor.

Todo ser humano está na mesma situação

deste administrador que viu a faca no

pescoço e a ameaça de ruína à sua existência

- só que a crise que ameaça o ser humano

é incomparavelmente mais terrível. Este

administrador foi “atinado”, isto é, ele percebeu

bem a situação crítica. Não deixou

as coisas correrem, agiu a tempo, antes

de cair sobre ele o julgamento ameaçador.

Deus é um Deus de juízo e misericórdia.

Por causa do mal que pratica, o homem é

envolvido pela crise do Reino vindouro.

Desculpas não valerão nada ao mordomo.

A única opção do homem é confiar tudo

à misericórdia infalível do seu generoso

senhor que, seguramente, aceitará pagar o

preço da salvação do homem. Esse esperto

velhaco foi suficientemente sábio para ter

confiança total na qualidade da misericórdia

experimentada no início da história. Essa

confiança demonstrou ser válida.

Os ouvintes de Jesus, compreendendo

a gravidade da situação, deveriam agora

refletir e descobrir um meio para sair do seu

apuro. Eles são convidados a admitir que

este homem, apesar de ser um canalha, teve

o mérito de afrontar a crise com realismo e

espírito prático. Agora, os próprios ouvintes

se encontravam numa crise decisiva. E você?

Pr Claiton André Kunz

Professor e vice-diretor da Faculdade

Batista Pioneira


Bodas de Ouro

Waldemar e Anita Pitrowsky Nickel

15

Famílias

Candeia, RS - Na tarde e noite do dia 17.07.10, dia

chuvoso, mas não menos brilhante, os filhos (Airton,

Moacir, Sigfrid, Géssica e Cornélia), noras (Gerli,

Carlis e Márcia), genros (Adenir e Antenor), netos

(Jaqueline, Evelin, Lucas, William, Leonardo, Ana

Carolina e Ketlyn), familiares e amigos de Waldemar

e Anita reuniram-se na residência de Adenir Bortoli

para uma celebração muito especial: o culto de

gratidão a Deus pelos 50 anos de matrimônio do casal.

O culto foi dirigido pelo Pr Airton Nickel e contou

com hinos e cânticos de louvor a Deus, além dos

testemunhos dos netos, filhos e do Opa. Todos expressaram

em palavras sua gratidão a Deus por tudo.

Números especiais foram apresentados pelos filhos e netos e também por familiares e amigos. O Pr

Guido Wehrmann, pastor da IB Candeia trouxe uma mensagem bíblica muita inspirativa sob o título

“Ebenézer – Até aqui nos ajudou o Senhor”.

Não poderiam faltar as apresentações humorísticas para a alegria de todos, além de uma roda de

seresta com músicas folclóricas após o jantar. Também não faltou o bolo com café servido à tarde e

o saboroso churrasco para o jantar.

Que o Senhor continue guiando e iluminando a cada dia os passos de nossos pais pelos anos que Ele

ainda quiser, pois a ele seremos gratos sempre por eles.

Pr Airton Nickel

Oportunidade de estágio

Procuram-se estudantes universitários na área de marketing

O Acampamento Batista Pioneiro está buscando formas de divulgar

melhor o local. Você, estudante de marketing de alguma universidade da

região, tem aqui uma ótima oportunidade de usar o que está aprendendo

de forma prática. Aproveite para ajudar o ABP enquanto faz os trabalhos

práticos exigidos pelo curso.

Os interessados devem entrar em contato com o Pr David Winter, pelo

telefone (55) 9963-2219 ou pelo e-mail dwtr@ibest.com.br.

Albert Friske

06.11.1918 07.08.2010

Hilda Friske

06.10.1926 07.08.2010

Falecimentos

Panambi, RS - O culto de gratidão pela vida do

casal Albert e Hilda Friske, em 07 de agosto, foi

revestido das mais fortes e profundas emoções, e

também da maior singularidade. É que os dois, apenas com horas de diferença, partiram

no mesmo dia para a eternidade, precisamente como gostariam e como pediam a Deus.

Ele, filho de Frederico e Adelina Friske, nasceu em 10.04.1918, sendo batizado em São

Martinho em 05.12.1950 pelo Pr Gustav Henke. Ela, filha de Rodolfo e Helena Krüger,

nasceu em 06.10.1926, sendo batizada pelo Pr Oskar Horn, em Panambi, no rio Fiúza.

Casaram-se em 09.10.1948. Ela ainda tem 4 irmãs vivas: Gerda, Ruth, Nora e Gisela. Ele

ainda tem vivo o irmão Júlio. O casal deixa ainda 4 filhas: Hedi, Dorli, Lori e Siegrid

(Doris faleceu há 2 anos). Deixa ainda 6 netas, 6 bisnetos e 4 bisnetas. Além dos hinos

congregacionais, destacamos a palavra emocionante do genro Elói e da filha Hedi, bem

como duas canções em dueto dos sobrinhos Valdi e Carmen Wengrat. A palavra em língua

alemã foi feita pelo Pr Erwin Siegert, e a oração final pelo Pr Ederson Malheiros

Menezes. Esse inesquecível casal deixa rastros de luz que o tempo não pode amarelecer:

a conversão do genro, o testemunho ante os profissionais da saúde, a mansidão e bondade

no trato, o dom da hospitalidade e o comprometimento com o Reino de Deus. Após quase

62 anos de vida conjugal exemplar, agora participam juntos “das bodas do Cordeiro”

(Apocalipse 19.7).

Pr Oswaldo Mancebo Reis


JEVAM

16

Atuação comunitária

Crissiumal, RS - A congregação em Crissiumal, por meio da atuação comunitária do

seu pastor, uma forma de abrir portas para seu trabalho missionário da cidade. Pr Valmir

e sua esposa, Joseana, fazem trabalho voluntário da APAE da cidade, e até já levaram os

alunos desta instituição e seus familiares para programações especiais na igreja. Outras

oportunidades aproveitadas pelo casal são a participação como conselheiros voluntários

no Conselho Municipal Anti-Drogas e o trabalho quinzenal com dois grupos do Hospital

de Caridade (um grupo para dependentes químicos e outro dirigido a pessoas com quadros

de depressão e psicose). Ele também foi convidado a conversar semanalmente com os

pacientes internados para desintoxicação e seus familiares, levando palavras de estímulo

e a Palavra de Deus. A cada duas semanas o Pr Valmir assina uma coluna no jornal local,

que tem obtido boa repercussão. Todos estes contatos com a comunidade certamente trarão

frutos no seu devido tempo.

Motivos de oração: por maior envolvimento dos membros nas atividades da igreja, por

saúde e sabedoria para a família missionária, pelas finanças da congregação, que passam por

um momento delicado, pelos grupos dentro do hospital e os internados para desintoxicação

e pelo trabalho voluntário na APAE.

Grupo da APAE

Batismo em Crissiumal

Em busca de um novo local

Porto Alegre, RS - O Pr Sebastião se adaptou bem ao novo trabalho na IB Memorial. A

igreja está crescendo, tanto com a chegada de novos irmãos quanto em maturidade espiritual

com o estudo da palavra. Cultos de oração e estudos bíblicos estão com ótima frequência.

Os ministérios vão sendo reativados e começou também o primeiro núcleo de pequenos

grupos de estudos nos lares. Assim que mais líderes estiverem preparados, novos grupos

serão acrescentados.

Em breve a igreja começará a ter dificuldades para acomodar bem os irmãos que acompanham

os cultos e demais atividades da igreja, devido ao espaço reduzido. A igreja está em busca

de um imóvel para comprar, o que está se mostrando um grande desafio, devido ao aquecimento

do mercado

e crescente valorização

dos imóveis.

Motivos de

oração: pela saúde

do sr Nelson (pai do

Pr Sebastião), que

necessita de cuidados

especiais, totalmente

dependente

de outras pessoas,

pela aquisição da

nova sede e pelos

batismos que serão

realizados até o final

do ano.

Durante os cultos, o salão fica lotado de membros e visitantes

A fachada recebeu há pouco uma nova pintura, mais convidativa

Atendimento espiritual para dependentes químicos

Santo Ângelo, RS - O SOS Vida em Santo Ângelo é um dos projetos apoiados pela JEVAM. Neste

caso específico, o apoio se dá por meio do missionário Pr Luis Arruda, que atua como capelão da

instituição. O trabalho dele inclui aconselhamento individual, discipulado com os novos convertidos

e também acompanhamento dos familiares dos residentes.

O mês de julho trouxe uma certa instabilidade. Devido às férias escolares, foi feito um número

maior de passeios de ressocialização. Isso produz ansiedade nos residentes, pois eles sabem que terão

de encarar a realidade da “rua” por alguns dias e que não poderão contar com a ajuda de ninguém,

já que muitas vezes precisam lutar até mesmo contra a própria família, que não lhes dá apoio. No

retorno muitos chegam recaídos e é necessário um trabalho de conscientização e de retomada do

tratamento, aliviando a frustração e o desânimo.

Outra tarefa do missionário envolve a equipe de trabalho. Por isto, foi feito um treinamento para

capacitação dos novos obreiros, e uma das ênfases era a questão da espiritualidade. Desta forma, a

equipe está mais preparada e unida. Reuniões semanais proporcionam uma maior integração entre

os membros da liderança e direção geral.

Motivos de oração: pela saúde da família missionária, pelo bom relacionamento entre a equipe

de liderança do SOS Vida, pela construção de mais um bloco de alojamentos que abrigará mais 34

residentes e pelos novos obreiros que estão sendo contratados.

Acampamento do SOS Vida

More magazines by this user
Similar magazines