Abrir - Bancada na Câmara dos Deputados - Dem

deputados.democratas.org.br

Abrir - Bancada na Câmara dos Deputados - Dem

A força das novas ideias

www.deputados.democratas.org.br

Onyx Lorenzoni

pede criação de

subrelatorias

na CPMI do

Cachoeira

pág.02

ANO IV - n °347 / quarta-feira, 08 de agosto de 2012

Seguridade retoma

discussão de

marco regulatório

para setor

de saúde

suplementar

pág.04

Governo usa orçamento

para fazer campanha

eleitoral, denuncia Caiado

pág.03

Agência

Liderança


2

Jornal Liderança Democratas na Câmara

Onyx Lorenzoni pede criação de subrelatorias na CPMI do Cachoeira

O deputado Onyx Lorenzoni (Democratas-RS) reiterou

o pedido para a criação de subrelatorias à CPMI do Cachoeira.

Na visão de Lorenzoni, as subrelatorias são ferramentas

importantes de auxílio ao trabalho do relator,

permitindo melhor aproveitamento do material

já encaminhado à comissão. O presidente da CPMI,

senador Vital do Rêgo, se comprometeu em deliberar

o tema com os membros da comissão no próximo dia

14, quando está agendada uma reunião administrativa.

O deputado também solicitou, mais uma vez, a divulgação

reservada aos parlamentares da comissão, da

lista de técnicos cedidos de órgãos públicos para apoio

nas investigações. Há especialistas do Banco Central,

Polícia Federal, Ministério Público e outros à disposição

da comissão para auxiliar na análise de documentos,

como sigilos bancários e os próprios inquéritos que

originaram a CPMI. “Estamos quase na metade do período

de atuação da CPMI e queremos saber quem são

e onde estão os assessores técnicos que dão suporte à

comissão”, reiterou. O democrata já havia feito o mesmo

pedido antes do recesso parlamentar.

Segundo Lorenzoni, em outras comissões parlamentares

de inquérito havia lugar fixo para que técnicos

atuassem com os parlamentares e assessorias dos partidos.

“Até o momento, eles estão icógnitas. Não existe

mundo da investigação dos parlamentares, apenas

mundo da investigação do relator”, protestou. “Temos

um conjunto probatório muito grande e podemos ir

além da investigação da polícia federal, que focou seu

trabalho no esquema de jogos ilícitos”, complementou.

Depoimentos

O democrata ainda reafirmou a importância de se questionar um depoente mesmo que o convocado permaneça

em silêncio. Lorenzoni falou, nessa terça-feira (7), após Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira,

deixar a comissão cinco minutos depois entrar no local, quando manifestou que não responderia as perguntas

dos parlamentares. “Poderíamos ficar aqui 10 horas questionando. O silêncio fala. Esse depoimento não serviu

para a CPMI, só serviu para a revista Caras”, ressaltou. O deputado impetrou, no início de julho, um mandado

de segurança para garantir o direito constitucional do parlamentar de questionar depoentes na CPMI.

A reunião da CPMI terminou no final da manhã de ontem também sem as explicações de Joaquim Gomes

Thomé Neto, convocado como testemunha. Neto é suspeito de fazer interceptações telefônicas a mando do

contraventor.


Jornal Liderança Democratas na Câmara

Governo usa orçamento para fazer campanha

eleitoral, denuncia Caiado

“O governo está usando o orçamento da União, dinheiro

que a população paga em forma de impostos, para fazer

campanha eleitoral”, denunciou nessa terça-feira (7) o vicelíder

do Democratas na Câmara dos Deputados, Ronaldo

Caiado. De acordo com o deputado, ao não cumprir o acordo

com a oposição para liberação de emendas parlamentares,

o governo federal deixa de beneficiar municípios com

recursos para áreas prioritárias, como saúde e educação.

“É uma utilização não republicana, criminosa, tendenciosa

e politiqueira do governo do PT. Aqueles parlamentares

de oposição que vocalizam o sentimento da

sociedade brasileira, de mais de 44 milhões que votaram

contra esse governo nas últimas eleições, são duramente

punidos”, enfatizou. “Isso significa que aquele

eleitor representado pelos parlamentares de oposição

não tem direito à saúde, educação, aparelhagem nos

postos de saúde ou a obras de infraestrutura”, acrescentou.

O vice-líder do Democratas lembrou que o acordo firmado entre governo e oposição antes do recesso parlamentar

foi proposto pelo próprio presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia. “O presidente Marco

Maia apresentou como alternativa: enquanto o governo não atender o mínimo para as oposições ele não pautaria

nenhuma matéria seja nas comissões, seja em plenário”, reiterou. Até o momento, dos valores acordados

para a bancada do Democratas na Câmara, foram empenhados R$ 11,288 milhões das emendas da saúde, um

terço do total. E, dos R$ 64 milhões destinados a outras áreas, apenas 25% foram liberados.

“A peça orçamentária aprovada no Congresso Nacional não poder ser manipulada, conforme a vontade

política da presidente”, finalizou. Não houve acordo nessa terça-feira (7) para votação de Medidas Provisórias

que trancam a pauta da Câmara.

TV DEMOCRATAS

Acordo

Deputado Ronaldo Caiado denuncia uso irregular do dinheiro

público pelo governo do PT

link do vídeo: http://youtu.be/rIXJBhLfeG0

“O partido Democratas vai cobrar do governo federal a

liberação imediata do dinheiro das emendas parlamentares”,

afirmou o deputado Caiado.

3


Seguridade retoma discussão de marco regulatório para setor de saúde suplementar

Um grupo de trabalho na Comissão de Seguridade

Social e Família da Câmara dos Deputados volta analisar

a proposta de elaboração de um novo marco

regulatório para o setor de saúde suplementar. O

grupo, coordenado pelo deputado Saraiva Felipe (PM-

DB-MG, apreciará em torno de 30 proposições, além

do relatório elaborado pelo presidente da Comissão,

deputado Mandetta (Democratas-MS), na subcomissão

criada para avaliar a situação do setor.

Durante entrevista ao programa Participação Popular,

da TV Câmara, o presidente da Comissão de Seguridade

falou da expectativa com novas iniciativas

que levem a Agência Nacional de Saúde Suplementar

(ANS) a ouvir o clamor das reclamações que batem recordes

de reclamações nos órgãos de defesa do con-

@DeputadosDEM Caiado: governo age como se o

eleitor representado pela oposição não tivesse direito

à saúde, à educação, à obras.

@onyxlorenzoni O SILÊNCIO FALA: Protesto contra

silêncio de Andressa Mendonça, a mulher do cachoeira

youtu.be/XLPLasqXg_A via @YouTubedo

@mendoncaprado A segurança pública precisa de

Expediente:

Líder: ACM Neto (BA)

Assessoria de Comunicação:

Gustavo Oliveira, Laila Muniz, Roberto

Tenório, Sidney Lins Jr., Tony Carlo

Telefones:

(61) 3215-9272 / 9261

E-mail:

imprensa.lid.dem@gmail.com

www.deputados.democratas.org.br

End.: Câmara dos Deputados, Ed. Principal,

1° piso, Sala 16, CEP: 70160-900

sumidor do Brasil.

O deputado campo-grandense é um dos maiores

defensores de um novo marco regulatório para a

saúde suplementar. “O setor está muito mal regulamentado

do ponto de vista de proposta do setor. A

população brasileira está envelhecendo e solicita mais

cuidados de saúde, mais leitos hospitalares, de CTI. O

custo dessa conta médica vai ficar progressivamente

maior. Não dá para virar as costas para prevenção ”,

observou.

Atualmente, há 1.372 operadoras de planos de

saúde que atendem quase 48 milhões de usuários. A

ANS proibiu, este ano, a venda de novos contratos de

37 delas por não cumprirem prazos de atendimento

de exames, consultas e cirurgias.

DEMOCRATAS NAS REDES SOCIAIS

planejamento, mas também precisa de pessoal para

cumprir as tarefas. Em Sergipe, o efetivo é mínimo.

@DepFelipeMaia Buscamos resolver os entraves

que embargam diversos projetos na Via Costeira e tra-

vam o desenvolvimento turismo e econômico do RN.

@profdorinha Profissão que deve garantir digni-

dade, remuneração e valorização! fb.me/1AbibzYZn

www.flickr.com/photos/

liddemocratas

Liderança dos Democratas

na Câmara dos Deputados

@DeputadosDEM

http://www.youtube.

com/lidDem

Jornal da Liderança dos Democratas na Câmara

More magazines by this user
Similar magazines