preview - Mythos Editora

mythoseditora.com.br

preview - Mythos Editora

Um poema de ROBERT E. HOWARD

13

Eu me recordo…

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 13 08/02/2010 21:35:29


Eu me recordo...

… da floresta negra recobrindo

as colinas sombrias, e das nuvens

cinzentas eternamente no céu.

Dos riachos de águas opacas fluindo em

absoluto silêncio, e dos ventos solitários

sussurrando pelos desfiladeiros. Colina após colina,

encosta após encosta…

14 15

… em minhas jornadas contemplei.

Todas enegrecidas por árvores

lúgubres, bucólica era a minha terra.

E sempre que um homem

transpunha um pico escarpado, seus

olhos assombrados vislumbravam

a infindável paisagem.

Colina após colina,

encosta após encosta. Todas

recobertas como suas irmãs.

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 14 08/02/2010 21:35:36


Com seus galhos e folhagens estalando sob

a carícia das brisas solitárias, e as sombrias

matas que a luz do dia devoravam. Onde nem

raros fachos de luz solar penetravam, homens

e criaturas não passavam de meras sombras.

Seus filhos a chamavam de…

… CIMÉRIA…

… a terra das trevas

e da noite profunda.

15

Melancólica, minha terra parecia

concentrar todos os ventos, nuvens

e sonhos que repeliam o próprio sol.

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 15 08/02/2010 21:35:41


onde estão hoenig

e os batedores? as

espadas deles seriam

úteis aqui!

tem

razão.

eu estava

voltando para lá…

até descobrir alguns

leitões vanires

que precisam ser

abatidos.

você tem a cara feia de

um cimério, mas está

usando uma espada e

paramentos das nações

do leste!

16

contra

esse cãozinho

solitário? bah!

não precisamos de

nenhuma ajuda!

pelo visto,

andou se desgarrando

demais de sua

aldeia, fedelho!

deveriam ter permanecido

em vanaheim com

suas suínas e fedorentas

esposas…

esta é a primeira

pilhagem do meu

sobrinho! vamos ensinar

a ele como se

mata um homem!

… pois não vão

saquear nada

na ciméria!

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 16 08/02/2010 21:35:48


mate-o!

ma--

agora,

orsu!

agora!

ruaarrh!

uu u r r gh!

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 17 08/02/2010 21:35:54


Tudo se passou

há tanto tempo…

19 18

A lança e o machado

já não passam de um sonho.

… que já esqueci

até o nome pelo qual

eu era chamado.

uunn…

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 18 08/02/2010 21:36:01


As caçadas…

uOOh!

… e batalhas…

19

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 19 08/02/2010 21:36:06


… uma sombra em minha memória.

… da Ciméria,

a terra de trevas

e da noite profunda.

20

Hoje, só me recordo

da placidez daquele

território soturno…

… das eternas nuvens coroando

seus picos… e da penumbra sem

fim que envolvia os bosques…

Conan_Ciméria_013-028_CS3.indd 20 08/02/2010 21:36:14

More magazines by this user
Similar magazines