Views
5 years ago

dores Bombeiros - ANBP

dores Bombeiros - ANBP

Foto

Foto ANBP 2 Alto Risco Maio de 2011 editorial Por Fernando Curto, Presidente da ANBP Até Sempre Manel!!! A vida às vezes é uma merda! Estivemos juntos na última reunião do Conselho Geral da NOSSA ANPB/SNBP traçando novos projectos, programando novas acções e tu, como sempre, estiveste presente, apresentaste as tuas propostas e estavas a levar a efeito o teu trabalho associativo e sindical. Como poderia saber que estaria hoje a escrever este texto e a contestar a vida? Não posso deixar aqui de dizer, e publicamente, que foste sempre um bombeiro preocupado mais com os outros do que contigo. Sempre estiveste na primeira linha na defesa de todos aqueles que representavas e sempre lutaste com muita determinação na defesa da tua classe. Os camaradas que te viram partir desta forma tão anormal, quando tinhas apenas 46 anos, têm a certeza e a prova de que te ficam a dever muito do que é o nosso estatuto profissional, as horas extraordinárias da CBS de Coimbra… enfim, tudo o que de bom a nossa classe usufrui e sustentabiliza - uma intervenção eficaz na defesa da vida das populações. Sempre estiveste comigo e mesmo discordando de algumas das minhas propostas, isso não fez com que da minha parte ou da tua, nos separássemos, antes pelo contrário. Sempre tiveste para comigo uma voz crítica que eu ouvia, Jornal da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais Jornal da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais ficha técnica Instituição de Utilidade Pública Alto Risco cupão de assinatura Director Filomena Barros Director-Adjunto Sérgio Carvalho Redacção Cátia Godinho Joana Campos Fotografia Gab. Audiovisual ANBP Grafismo João B. Gonçalves Paginação João B. Gonçalves Impressão Lisgráfica uma proposta para quando me encontrava chateado com os bombeiros pelo pouco tempo que dedicam às suas causas, enfim SEMPRE ajudaste e foste um dos que contribuiu para a evolução que a NOSSA ANBP/SNBP registou ao longo dos anos. Houvesse muitos como tu e, porventura, os bombeiros profissionais estariam ainda melhor e com uma união de classe que se deseja e exige. Sabias que todos te admirávamos pela tua calma, sentido crítico e de ajuda, com as tuas posturas nas reuniões mais acesas. Vais fazer-nos muita falta! Mas também tenho a certeza absoluta que, se nos deixássemos ir abaixo, nos deixássemos vencer, ficarias tu zangado connosco, estejas onde estiveres, e eu acredito que estarás a ver-nos. Por isso, eu os teus camaradas dirigentes e todos os bombeiros profissionais portugueses honrarão a tua memória, o teu trabalho ao longo de muitos anos e as tuas convicções. Acredita! É uma promessa que te faço e que sei gostarias que fosse assim! Propriedade Associação Nacional de Bombeiros Profissionais Av. D. Carlos I, 89, r/c 1200 Lisboa Tel.: 21 394 20 80 Tiragem 25 000 exemplares Até sempre Manel! registo n.º 117 011 Dep. Legal n.º 68 848/93 Nome: Morada: Código Postal: Profissão: Telefone: Tlm.: Email: Posto de Vigía Mais O Exército vai manter-se no terreno no combate aos incêndios. De acordo com o porta-voz do exército, “ com menos recursos humanos e financeiros, o que se fez foi cortar na parte logística e administrativa, e a operacional foi redimensionada”. (CM 13.05.2011) Os Bombeiros Voluntários de Pombal comemoraram, no passado dia 15 de Maio, 99 anos. O parque de viaturas da corporação foi, em dia de aniversário, enriquecidos com quatro novos veículos: dois para o transporte de doentes, um para o combate aos incêndios urbanos e um tanque de grande capacidade Menos Um tsunami que atingisse Lisboa teria mais impacto durante o dia do que à noite. Atingiria 400 mil pessoas, ou seja, o dobro das que afectaria de noite, devido ao elevado número de pessoas que trabalham e estudam em zonas de risco. O estudo foi apresentado numa conferência internacional no LNEC. Duas pessoas morreram, no passado dia 23 de Maio, em praias não vigiadas do Algarve, nos concelhos de Lagos e Aljezur. As vítimas eram turistas de nacionalidade alemã e holandesa. O ALTO RISCO errou Na edição do jornal Alto Risco nº149, na entrevista a Fernando Negrão, com o título “o que conta é termos nos bombeiros profissionalizados uma referência para todo o sistema”, na página 9, na resposta à pergunta “como encara a profissionalização do sector dos bombeiros”, no período “olhando para o mapa nacional, tendo a dizer que (não?) será necessária uma maior profissionalização nos concelhos que comportam maiores riscos”, deverá ler-se “olhando para o mapa nacional, tendo a dizer que será necessária uma maior profissionalização nos concelhos que comportam maiores riscos”. Pelo lapso, pedimos desculpa. Consulte o nosso site em www.anbp.pt Assinatura Anual do Jornal Alto Risco: 8 euros | Despesas de envio: 2 euros | Total: 10 euros Enviar Cheque ou Vale de Correio para: Associação Nacional de Bombeiros Profissionais - Av. Dom Carlos I, 89, r/c - 1200 Lisboa Jornal da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais sindicato Por Sérgio Carvalho, Presidente do SNBP É urgente regulamentar as carreiras e investir nos bombeiros A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais realizaram, durante o mês de Maio, várias reuniões com os dirigentes e delegados, de Norte a Sul do país. O objectivo é definir estratégias para os desafios futuros que se impõem no momento ao sector da protecção civil, num cenário de crise, e a pouco tempo de se iniciar a época crítica dos incêndios. A ANBP/SNBP reuniram com os dirigentes e delegados de Lisboa e Vale do Tejo e do Distrito de Santarém, do Distrito de Faro e com dirigentes e delegados do Centro, em Coimbra e Leiria. Nestas reuniões estiveram em análise os Acordos Colectivos de Trabalho que têm vindo a ser celebrados com Associações Humanitárias de todo o país, o estatuto do bombeiro profissional, as carreiras, a legislação para o sector e as conclusões do 10º Congresso Nacional de Bombeiros Profissionais, que remetem para uma maior organização do sector a todos os níveis, e que deverão constar num caderno reivindicativo a apresentar ao novo governo. A ANBP/SNBP querem saber em que moldes os bombeiros profissionais vão ser enquadrados no Ministério de Defesa, caso esta situação se verifique, uma vez que neste momento têm uma Secretaria de Estado própria através da qual têm sido uniformizadas e organizadas não só a legislação, como as medidas técnicas e operacionais. As duas instituições representativas dos bombeiros profissionais querem ainda ver esclarecida a situação dos ENCINES- Equipas de Combate a Incêndios - uma vez que os bombeiros, enquanto funcionários públicos, são pagos como voluntários e por uma Associação. É lamentável que as Câmaras Municipais, em vez de abrirem concurso para os bombeiros profissionais, façam-no para assistentes administrativos quando sabem que as condições e as exigências enquanto bombeiro profissional são diferentes das de assistente operacional. Além disso, perverte esta profissão e coloca em risco as populações, já que aqueles administrativos não possuem os requisitos e não efectuam um estágio (recruta), ao contrário do que acontece na admissão de bombeiros profissionais na Administração Local. Contrariando a lei, os bombeiros municipais continuam a ter o posto de bombeiro municipal e também o posto como bombeiro voluntário. Todos sabemos que faltam efectivos. Mas as autarquias não podem solicitar aos bombeiros que sejam “voluntários à força” e também devem clarificar se é legal ou não o pagamento através de uma Associação sem que sejam passados recibos por parte dos bombeiros, para justificar o recebimento dessas verbas. Nas Associações de Bombeiros Voluntários há bombeiros que iniciam o trabalho enquanto profissionais à 6ª feira e terminam Domingo à noite. É para evitar este tipo de situações que a ANBP/SNBP têm apresentado o Acordo Colectivo de Trabalho celebrado entre estas duas instituições representativas dos bombeiros profissionais, entre a Liga dos Bombeiros Portugueses e o Ministério do Trabalho. A ANBP/SNBP vão continuar a solicitar audiências junto dos presidentes das autarquias, presidentes de Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários e Comandantes para que os benefícios que o Acordo Colectivo de Trabalho pode trazer para os bombeiros. Fotos ANBP Alto Risco Maio de 2011 3 Santarém Leiria Coimbra Faro Alterações aos diplomas 241 e 247/2007 aprovadas em Conselho Nacional de Bombeiros O Conselho Nacional de Bombeiros, órgão consultivo em matéria de bombeiros, reunido no passado dia 7 de Abril na ANPC, deliberou positivamente sobre dois projectos de alteração referentes a dois diplomas estruturantes do regime jurídico dos Bombeiros e Corpos de Bombeiros portugueses. Estes dois diplomas - Projecto de Alteração do Decreto-lei, nº 241/2007, de 21 de Junho alterado pela Lei nº48/2009 de 4 de Agosto publicado no Diário da República, 1.a série — Nº 118 de 21 de Junho de 2007- “Regime Jurídico dos Bombeiros Portugueses” e Projecto de Alteração do Decreto-lei, nº 247/2007, de 27 de Junho publicado no Diário da República, 1.a série — Nº 122 de 27 de Junho de 2007 - “Regime Jurídico dos Corpos de Bombeiros”, respectivamente, aguardam aprovação final em sede de Conselho de Ministros.

Fernando Negrão - ANBP
Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto - Viva Porto
O papel da Força Especial de Bombeiros na prevenção e combate aos incêndios florestais
Alt Risco
Nova sede do 4º Subgrupamento dos Bombeiros Militares será ...
Sistema Fixo e Móvel - Corpo de Bombeiros de Cascavel
Ver publicação em PDF - Conselho Federal de Fonoaudiologia
Bombeiros Profissionais juntaram-se à manifestação da ... - ANBP
Setúbal: uma política de direita - ANBP
Comunicado - ANBP
21anos de história! - ANBP
PROPOSTA DA ANBP/SNBP
ver comunicado - ANBP
03/01/2011 Comunicado Gabinete de Imprensa Mais uma ... - ANBP
Cimeira de bombeiros em Setúbal admite fecho de ... - Cision
Abordagem ética da dor animal - UAG