Conta corrente - Contmatic Phoenix

contmatic.com.br

Conta corrente - Contmatic Phoenix

G5 PHOENIX – CONTA

CORRENTE


CONTA CORRENTE

Conta Corrente é um controle de contas a pagar e a receber que possibilitará, entre outras

coisas, controle das retenções incidentes nos pagamentos e recebimentos de serviços

tomados e prestados, impressão do informe de rendimentos, exportação dos valores retidos

para a DCTF e DIRF, controle gerencial, integração contábil, etc.

Procedimentos necessários para o controle e a contabilização das

retenções, das duplicatas pagas e recebidas e dos pagamentos dos

DARFS

1º pa sso - Verificar no cadastro da empresa, ficha Escrita, como foi preenchido o campo Plano de

Contas Intg - se "Geral" ou "Individual”.

2º passo - Entrar no menu "Cadastro / Plano de Contas Intg / Novos CFOPs (Geral ou Individual,

conforme o cadastro da empresa) e proceder da seguinte forma:

• Se as contas para integração contábil já estiverem cadastradas => Assinalar a opção

“(x)Conta Corrente” e depois gravar.

Obs. O nº do "C/C" que estiver cadastrado nessa tela,deverá ser informado na

tela de lançamento da nota(entrada, saída, serviço prestado ou serviço tomado)

• Se as contas para integração contábil ainda não estiverem cadastradas => Cadastrar um

nº de "c/c" (preferencialmente o nº 1).

Nos campos "partida" e "contra partida" da primeira linha, preencher com asterisco (*).

Obs. É necessário digitar os asteriscos nos campos “Partida” e “Contrapartida” da primeira

linha para que não acuse "erro fatal" ao gravar. As demais partidas e contrapartidas da tela

poderão ser deixadas em branco.

O nº do "C/C" que estiver cadastrado nessa tela, deverá ser informado na tela de

lançamento da nota(entrada, saída, serviço prestado ou serviço tomado)

2


3º passo - Entrar no menu "Escrituração/Conta corrente/Início dos lançamentos automáticos" (geral

ou individual) => Informar a partir de qual data irá fazer o controle das duplicatas. Exemplo

01/01/2007

4º passo - Entrar no menu "Escrituração/PIS/COFINS/CSLL Retidos/Empresas Passíveis de

Retenção" e assinalar a opção "(x) Empresa Passível de Retenção" (se for o caso)

5º passo - Entrar no menu "Escrituração/Conta corrente/Recalcular Lançamentos".

Com este processo, o sistema mostrará todos os lançamentos relativos ao período informado

através do menu Escrituração/Conta Corrente/Início dos Lançamentos Automáticos

6º passo - Lançar as baixas das duplicatas. Existem duas formas de acessar a tela de baixa das

duplicatas:

a) Através da tela de lançamento da nota, clicando no campo "CtCrte"

3


) Através do menu "Escrituração/Conta corrente/Lançamentos de Baixas". Nesta tela, clicar

no botão "ENTRADAS", que o sistema mostrará as outras opções (SAÍDAS, SERVIÇOS

PRESTADOS, SERVIÇOS TOMADOS)

Na tela de baixas da duplicata informaremos:

Campo Ret Fte =>

"1" - se tiver retenção de PIS/COFINS/CSLL

"2" - se tiver retenção apenas de PIS/CSLL

"deixar em branco" - se não tiver retenções

Campo Valor Total =>

Teclando ctrl+enter ou deixando em branco, o sistema irá considerar o valor que aparece acima

como sendo o valor a ser pago ou recebido.

Se necessário podemos alterar o valor que o sistema mostra nesse campo - basta digitar o valor

desejado logo abaixo do valor que está aparecendo.

Campo Turbo =>

Teclando Ctrl+enter, informaremos o nº de parcelas. Automaticamente o sistema mostrará o valor e

os vencimentos Estes valores e vencimentos podem ser alterados. Basta digitar no campo o que

desejar.

Campo Imp.Retidos =>

Se for o caso, teclando Ctrl+enter, o sistema abre uma tela onde podemos selecionar o código de

retenção (5952-02) e digitar o valor (a tecla F12 aciona a calculadora, e teclando F12 novamente, o

sistema leva o total calculado para o campo)

Campo Tipo => Teclaremos Ctrl+enter para selecionar 1-Boleto, 2-Duplicata, 3-Recibo ou 4-Outros

Campo Duplicata => Informaremos o nº da duplicata

Campo Compl. => Informaremos o complemento do nº da duplicata, se for o caso (ex.A, B, C)

Campo nº fatura => Teclando ctrl+enter, o sistema repete o nº da duplcata

Campo Pagto => Informar a data do pagamento da duplicata

Campo Desconto => Informar o valor, se houver

4


Campo Juros => Informar o valor, se houver

Campo Multa => Informar o valor, se houver

Campo Banco/Cx => Teclar ctrl+enter para selecionar (ou cadastrar) os bancos ou caixa (para

efeito de contabilização dos pagamentos e recebimentos)

Esses bancos ou caixa podem ser cadastrados através do menu Cadastro/Plano de contas

Intg/Conta Corrente - ficha Bancos"

Campo Cheque nº => Informar o nº do cheque que foi utilizado para pagamento, ou deixar em

branco

8º passo - Feito isso, o controle das retenções está pronto.

No caso dos serviços prestados o sistema automaticamente compensará as retenções (ver através

do menu Escrituração/Pis/Cofins/CSLL retidos-Serviços Prestados)

No caso dos serviços tomados, o sistema disponibilizará os darfs na central de

darfs(Escrituração/Central dos impostos federais/darf-Central de controle/conta corrente - ficha

Impostos na Fonte)

5


LANÇAMENTO DOS PAGAMENTOS DOS DARFS

Entrar no menu Escrituração/Controle dos Impostos Federais/Darfs-Central de controle/Conta

Corrente. Nesta tela estarão aparecendo os darfs calculados pelo sistema.

Selecionar o darf e informar que foi pago e a data do pagamento..

CONTABILIZAÇÃO DAS DUPLICATAS, DARFS PAGOS E

RETENÇÕES

Entrar no menu Cadastro/Plano de Contas Intg/Conta Corrente para preencher as informações

necessárias a contabilização

FICHA IMPOSTOS - selecionar o código do darf que foi pago ou o código do darf ref.retenções

(5952.2) e informar as respectivas contas contábeis (teclando ctrl+enter abre o plano do Contábil

Phoenix)

6


FICHA DUPLICATAS - Selecionar (x) Duplicatas Pagas ou (x) Duplicatas Recebidas e informar as

contas contábeis de juros (teclando ctrl+enter abre o plano do Contábil Phoenix)

FICHA BANCOS - Cadastrar o caixa e os bancos com suas respectivas contas contábeis. Exemplo

1-Bradesco, 2-Caixa, 3-Itaú, etc

FICHA HIST/COMPLEM. - Selecionar a opção desejada (Pagamento Darf, Pagamento Duplicata ou

Recebimento Duplicata) e informar pelo menos o histórico do valor principal e o histórico das

retenções. Como complemento do histórico podemos utilizar os "coringas" que estão relacionados

abaixo, a fim de trazer o nº da dupl., o nº do cheque, etc. Alguns desses coringas estão com

problemas e já estamos providenciando o ajuste.

Antes de efetuar a integração através do sistema contábil, conferir os lançamentos através das

seguintes planilhas contábeis existentes no Menu Mensal

7


• Mensal/Planilha Contábil/Escrituração de Notas (sintético ou analítico) => onde

visualizaremos as provisões das compras e vendas e dos impostos

• Mensal/Planilha Contábil/Pagamento de Darfs => onde visualizaremos os lançamentos

relativos aos pagamentos dos darfs ocorridos no mês em que a empresa está ativada

• Mensal/Planilha Contábil/Liquidação de Títulos => onde visualizaremos os lançamentos

relativos aos pagamentos e recebimentos das dupls. e os valores das retenções de

Pis/Cofins/CSLL

INTEGRAÇÃO CONTÁBIL

Para integrar no contábil, ativaremos a empresa no mês desejado, iremos ao menu

Auxiliar/Integrações/Escrita Fiscal/Folha........

• Primeiramente assinalaremos a opção (x)Escrita Fiscal - para integrar as provisões dos

lançamentos.

• Depois assinalaremos a opção (x)DARF´S/Títulos para integrar os

pagamentos/recebimentos de duplicatas, os pagamentos dos darfs e as retenções.

Clicando em Pré-Integrar, poderemos visualizar possíveis erros nos lctos e corrigi-los antes de

integrar

8


EXEMPLOS DE CONFIGURAÇÃO DAS CONTAS DE INTEGRAÇÃO CONTABIL

ENTRADA

D – 1.1.2.004.00001 Compra de Mercadorias

C – “fornecedor” à Fornecedor

D – 1.1.2.007.00001 ICMS sobre Compras

C – 1.1.2.004.00001 à Compra de Mercadorias

D – 1.1.2.007.00002 IPI sobre Compras

C – 1.1.2.004.00001 à Compra de Mercadorias

D – 1.1.2.007.00010 PIS sobre Compras

C – 1.1.2.004.00001 à Compra de Mercadorias

D – 1.1.2.007.00009 COFINS sobre Compras

C – 1.1.2.004.00001 à Compra de Mercadorias

SAÍDA

D – “cliente” Cliente

C – 4.1.1.001.00001 à Venda de Mercadorias

D – 4.1.1.003.00001 (-) Icms s/ Vendas

C – 2.1.1.003.00005 à Icms a Recolher

D – 4.1.1.003.00002 (-) IPI s/ Vendas

C – 2.1.1.003.00006 à IPI a Recolher

D – 4.1.1.003.00003 (-) PIS s/ Vendas

C – 2.1.1.003.00004 à PIS a Recolher

D – 4.1.1.003.00004 (-) Cofins s/ Vendas

C – 2.1.1.003.00003 à Cofins a Recolher

SERVIÇOS TOMADOS

D – 3.1.1.001.00008 Despesas c/ Serv. Tomados

C – “fornecedor” à Fornecedor

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 2.1.1.003.00007 à ISS Retido a Pagar

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 2.1.1.003.00001 à IR Retido à Pagar

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 2.1.1.002.00006 à INSS à Pagar

9


SERVIÇOS PRESTADOS

D – “clientes” Clientes

C – 4.1.1.001.00002 à Serviços Prestados

D – 4.1.1.003.00005 ISS s/ Serviços

C – 2.1.1.003.00007 à ISS à Recolher

D – 1.1.2.007.00008 ISS Retido à Compensar

C – “clientes” à Clientes

D – 1.1.2.007.00006 IR Retido à Compensar

C – “clientes” à Clientes

D – 1.1.2.007.00007 INSS Retido à Compensar

C – “clientes” à Clientes

D – 4.1.1.003.00003 Pis Não Cumulativo

C – 2.1.1.003.00004 Pis à Recolher

D – 4.1.1.003.00003 Cofins Não Cumulativo

C – 2.1.1.003.00003 Cofins à Recolher

D – 2.1.1.003.000__ Imposto à Recolher

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

D – 3.1.1.007.00001 Juros Sobre Darfs

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

D – 3.1.1.007.00002 Multa sobre Darfs

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

PAGAMENTO DE DARFS

PAGAMENTO DE TITULOS

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 2.1.1.003.00008 à Retenções a Pagar

D – “fornecedor” Fornecedor

C – 4.2.1.001.00002 à Descontos Obtidos

D – 3.1.1.007.00001 Juros à Pagar

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

D – 3.1.1.007.00002 Multas à Pagar

C – 1.1.1.001.00001 à Caixa / Banco

10


D – 1.1.1.001.00001 Caixa / Banco

C – “clientes” à Clientes

RECEBIMENTO DE TITULOS

*D – 1.1.2.007.000_ Retenções a Compensar

*C – “clientes” à Clientes

D – 4.2.1.001.00002 Descontos Concedidos

C – “clientes à Clientes

D – 1.1.1.001.00001 Caixa / Banco

C – 4.2.1.001.00003 à Juros Recebidos

D – 1.1.1.001.00001 Caixa / Banco

C – 4.2.1.001.00004 à Multas Recebidas

11

More magazines by this user
Similar magazines