Views
1 year ago

Garrett: memorias biographicas

Garrett: memorias biographicas

Garrett: memorias

f il [XVI r»fj m 1'í f->'i

  • Page 5: GARRETT POR FRANCISCO GOMES DE AMOR
  • Page 9 and 10: GARRETT MEMORIAS BIOGRÁPHIGAS POR
  • Page 11: SUA MÂGESTADE EL-REI O SENHOK DOM
  • Page 14 and 15: VUI cumentos que acabam de ler-se,
  • Page 16 and 17: ao verdadeiro amigo de Garrett apro
  • Page 18 and 19: XII Gomes de Amorim escolheu essa f
  • Page 20 and 21: XIV mesmo tempo comprehensivel de t
  • Page 22 and 23: XVI phado, até onde este primeiro
  • Page 24 and 25: XVIII não tenho visto trabalho bio
  • Page 26 and 27: XX ção absoluta de contemplaçõe
  • Page 28 and 29: XXII se escondeu nas sombras da sep
  • Page 30 and 31: XXIV goroso, repassado do mais form
  • Page 32 and 33: nie mostram como o grande tribuno s
  • Page 34 and 35: XXVIII « Garrett falleceu ha pouco
  • Page 36 and 37: XXX investigações, á sua espanto
  • Page 38 and 39: XXXII viu mais particularmente o po
  • Page 40 and 41: Quando a multiplicidade dos success
  • Page 42 and 43: Gtivos cartões e massos dos papeis
  • Page 44 and 45: accusavam os seus parentes de liber
  • Page 46 and 47: 8 eu reclamo : esse já me pagou; j
  • Page 48 and 49: 10 SOS acontecimentos qne terminara
  • Page 50 and 51: 12 a minha mochila de soldado embar
  • Page 52 and 53:

    14 da direcção da secretaria d'es

  • Page 54 and 55:

    16 rindo ganhar assim um bocado de

  • Page 56 and 57:

    18 «Deus guarde a v. ex.* Casa em

  • Page 58 and 59:

    20 vembro de 1833, que dizia assim:

  • Page 60 and 61:

    YI Apesar de lhe reconhecerem a sup

  • Page 62 and 63:

    24 Foi com grande custo que obteve,

  • Page 64 and 65:

    20 para lhe galardoar o trabalho, r

  • Page 66 and 67:

    28 VII Despachado favoravelmente o

  • Page 68 and 69:

    3Q auctoridade do senhor D. Pedro I

  • Page 70 and 71:

    32 amor próprio, afigura-se-me cas

  • Page 72 and 73:

    34 cessidade de extremar o principa

  • Page 74 and 75:

    36 porque, se fazias ás partes com

  • Page 76 and 77:

    38 de 957í594G réis, que mais tar

  • Page 78 and 79:

    : 40 XI Tendo o ministro mandado sa

  • Page 80 and 81:

    42 dos Deploraatas, e desta vez est

  • Page 82 and 83:

    44 dirigidas. E rogo a v. ex.* se d

  • Page 84 and 85:

    46 strucção. As mesmas grandes co

  • Page 86 and 87:

    48 aquelle soberano se resolver a r

  • Page 88 and 89:

    50 balho da organisação administr

  • Page 90 and 91:

    52 das. Não seria possível offere

  • Page 92 and 93:

    34 de tão longa emigração e em t

  • Page 94 and 95:

    tenho um cêntimo que lhes dar. E q

  • Page 96 and 97:

    58 Abreu, lomou sobre si occorrer a

  • Page 98 and 99:

    (30 «Os soldados que até agora se

  • Page 100 and 101:

    62 «Dou pois respostas vagas, evas

  • Page 102 and 103:

    G4 também nâo pouco tempo n'esse

  • Page 104 and 105:

    66 As cartas de D. Anna a João tra

  • Page 106 and 107:

    68 confessando-lhe, em carta de 7 d

  • Page 108 and 109:

    70 belgas d'estes importanles acont

  • Page 110 and 111:

    72 «Em quasi todos os meus passado

  • Page 112 and 113:

    4 nem sequer pude formar-me um cré

  • Page 114 and 115:

    76 acrescentar as minhas difficalda

  • Page 116 and 117:

    78 minhas instantes súpplicas a su

  • Page 118 and 119:

    80 recido, e d'ella recebo diariame

  • Page 120 and 121:

    duque de Palmella, de organisar e d

  • Page 122 and 123:

    84 decreto de 13 de junho do anno p

  • Page 124 and 125:

    86 gra até á abertura das cortes

  • Page 126 and 127:

    88 despacho de 4 do corrente mez, s

  • Page 128 and 129:

    90 tica, mas a theoria mesma da adm

  • Page 130 and 131:

    92 «5.° Mais três soldados belga

  • Page 132 and 133:

    94 IX Tem incontestável valia biog

  • Page 134 and 135:

    96 «Sexta feira 20 do corrente che

  • Page 136 and 137:

    08 lado a dignidade da rainha fidel

  • Page 138 and 139:

    iOO V. ex.^' as reiteradas protesta

  • Page 140 and 141:

    i02 lhe fiz da minha pobre casa, qu

  • Page 142 and 143:

    104 dos negócios d'aquelle impéri

  • Page 144 and 145:

    III Liquidação de contas, era Lis

  • Page 146 and 147:

    i08 se exigir do meu zelo qne prime

  • Page 148 and 149:

    410 nada recebido do tempo que serv

  • Page 150 and 151:

    112 III Tendo pedido três mezes de

  • Page 152 and 153:

    114 ô a quantidade: acredite v. ex

  • Page 154 and 155:

    116 A carta é enorme; seria porém

  • Page 156 and 157:

    118 gatellas, insignificantes sem d

  • Page 158 and 159:

    i20 que lhe pesava e pejava muito o

  • Page 160 and 161:

    i22 com certeza que el-rei nâo esp

  • Page 162 and 163:

    124 ao francez, que nós tomámos p

  • Page 164 and 165:

    i26 chorar do que o miserável e me

  • Page 166 and 167:

    128 vida, a fortuna e tudo pela cau

  • Page 168 and 169:

    130 nosso auctor, tenho incontestá

  • Page 170 and 171:

    432 E não se explica realmente a r

  • Page 172 and 173:

    134 que enlre elle e o nosso possam

  • Page 174 and 175:

    136 um jantar diplomático (de que

  • Page 176 and 177:

    138 cretario n'esta legação que p

  • Page 178 and 179:

    140 balha sem cessar ha treze annos

  • Page 180 and 181:

    i42 n." 11, em que v. ex.* parece a

  • Page 182 and 183:

    144 nâo poderá na sua justiça de

  • Page 184 and 185:

    i4(í pois de alguns preâmbulos em

  • Page 186 and 187:

    i48 minha conversa com M. de Mulena

  • Page 188 and 189:

    150 A doença de peito, de que em t

  • Page 190 and 191:

    152

  • Page 192 and 193:

    154 do poeta, ou teve de obedecer a

  • Page 194 and 195:

    150 blica desse ainda alguém o rar

  • Page 196 and 197:

    158 blico, em que rematava uma carr

  • Page 198 and 199:

    160 mais dignos e capazes, ou que m

  • Page 200 and 201:

    162 ponder, verá v. ex.* um pouco

  • Page 202 and 203:

    164 cio se tratasse aqui entre mim

  • Page 204 and 205:

    166 A penúria de meios, com que lu

  • Page 206 and 207:

    168 tava o livreiro parisiense. All

  • Page 208 and 209:

    170 a senhora D. Maria II e o senho

  • Page 210 and 211:

    112 ças, pelo seu estado de saúde

  • Page 212 and 213:

    174 se mo annuncie que sou removido

  • Page 214 and 215:

    Dolorosas dúvidas. — Dividas do

  • Page 216 and 217:

    178 aos olhos do mundo tenho de pas

  • Page 218 and 219:

    180 «Por tudo isto porém eu esper

  • Page 220 and 221:

    182 Maria da Gamara, que agora rest

  • Page 222 and 223:

    Í84 que os tinha feilo fazer ou co

  • Page 224 and 225:

    486 coubesse uma só palavra de men

  • Page 226 and 227:

    i88 do-me assim de repente e deixan

  • Page 228 and 229:

    190 cárneo e aos insultos público

  • Page 230 and 231:

    192 A teimosia era ter dignidade e

  • Page 232 and 233:

    i94t rál-o e desgostál-o talvez c

  • Page 234 and 235:

    196 era todavia dotada de sufficien

  • Page 236 and 237:

    108 sacrificar, o esquecimento dos

  • Page 238 and 239:

    200 da acclamação de D. Maria II,

  • Page 240 and 241:

    202 muita pena que o tempo nos não

  • Page 242 and 243:

    204 Em vez de descer a maiores reve

  • Page 244 and 245:

    206 até ao excesso. Baste provar-s

  • Page 246 and 247:

    208 as exigências, recorreu o inno

  • Page 248 and 249:

    ite qne mande procuração ao pae d

  • Page 250 and 251:

    212 XV Voltemos á historia públic

  • Page 252 and 253:

    214 de lieroismo ha muitos séculos

  • Page 254 and 255:

    216 vava-se o emprego e abolia-se a

  • Page 256 and 257:

    218 «Queremos liberdade: este é o

  • Page 258 and 259:

    220 «Recordo-me de duas calúmnias

  • Page 260 and 261:

    222 julho, E a estas horas —que e

  • Page 262 and 263:

    224 «E os 80:000 homens combateram

  • Page 264 and 265:

    226 «Quanto folgamos de individual

  • Page 266 and 267:

    228 afundara, embora tivesse arriba

  • Page 268 and 269:

    230 accusando o recebimento do prim

  • Page 270 and 271:

    232 «O caso é serio e grave. Mas

  • Page 272 and 273:

    234 VI Tendo emigrado para Lisboa o

  • Page 274 and 275:

    236 sobre o Portugiiez e os que ell

  • Page 276 and 277:

    2^ bord du TageK E aqui publicou, n

  • Page 278 and 279:

    : 240 No dia 9 de setembro chegaram

  • Page 280 and 281:

    242 camará municipal a nova consti

  • Page 282 and 283:

    244 confiança entre a coroa e o po

  • Page 284 and 285:

    246 tecimentos nao devem ser mancha

  • Page 286 and 287:

    248 augustos avós de vossa magesta

  • Page 288 and 289:

    250 XII Reatemos o fio da historia

  • Page 290 and 291:

    252 tratados de direito politico; a

  • Page 292 and 293:

    254 bilitaçôes para tachygraphos

  • Page 294 and 295:

    2oG Braamcamp, teve logar a 18 de j

  • Page 296 and 297:

    258 «E aqui começa uma nova e bri

  • Page 298 and 299:

    260 chavão sédiço das velhas sec

  • Page 300 and 301:

    ^62 innovadores. Passos Manuel excl

  • Page 302 and 303:

    — — 264 Como a carreira parlame

  • Page 304 and 305:

    266 a que me dirijo, com as provas

  • Page 306 and 307:

    268 «Doesse partido nâo ha que te

  • Page 308 and 309:

    270 ministro da coroa, se a coroa n

  • Page 310 and 311:

    272 eloquente e inspirado como o qu

  • Page 312 and 313:

    274 quellas importantes provindas :

  • Page 314 and 315:

    276 isto desencontradas alavancas p

  • Page 316 and 317:

    278 de capítulos faltavam ao seu t

  • Page 318 and 319:

    280 lhes um systema geral de regime

  • Page 320 and 321:

    288 «Honra á revolução emquanto

  • Page 322 and 323:

    284 britannicas: porque o Canadá t

  • Page 324 and 325:

    286 Maior e mais possante era Arag

  • Page 326 and 327:

    288 «Terei dito erros, pôde ser;

  • Page 328 and 329:

    290 «Assim é que sou, e me honro

  • Page 330 and 331:

    292 tirara o direito de opção, li

  • Page 332 and 333:

    294 Efite discurso enche seis colum

  • Page 334 and 335:

    296 convicções se unissem para di

  • Page 336 and 337:

    298 a politica fosse sciencia abstr

  • Page 338 and 339:

    300 rio das cortes ! Os que o aggre

  • Page 340 and 341:

    302 illuslrados, que estudámos nos

  • Page 342 and 343:

    304 bral ministro, Garrett, que n^e

  • Page 344 and 345:

    306 ria que eu sei, eu e mais algu

  • Page 346 and 347:

    308 Nunca se dar por dorido, Fazer

  • Page 348 and 349:

    310 chapéus de papelão azul à co

  • Page 350 and 351:

    3IÍ X Nenhum numero é tâo cómic

  • Page 352 and 353:

    314 muito agradável e que na geral

  • Page 354 and 355:

    316 «Esqueceu-me dizer o meu nome,

  • Page 356 and 357:

    318 hiam. Nenhuma d'essas occupaç

  • Page 358 and 359:

    320 moria dos mortos, sem prejudica

  • Page 360 and 361:

    322 mcria da qual o seu coração p

  • Page 362 and 363:

    324 paixão. Conservo ainda um ramo

  • Page 364 and 365:

    326 as necessidades do estado, nós

  • Page 366 and 367:

    328 dos para as reformas dos consul

  • Page 368 and 369:

    IX Prosegne a revolta dos marechaes

  • Page 370 and 371:

    332 nação, que as cortes constitu

  • Page 372 and 373:

    334 essa medida na sessão de 29 de

  • Page 374 and 375:

    33G « . . .Qual de nós é agora d

  • Page 376 and 377:

    33^ que ao mesaio passo que mo apro

  • Page 378 and 379:

    340 constituição escripta, e que

  • Page 380 and 381:

    342 gára ter direito a escusar-se,

  • Page 382 and 383:

    344 nhou, imprimindo-os em separado

  • Page 384 and 385:

    346 com o povo, e que os seus traba

  • Page 386 and 387:

    348 Ignorando absolutamente de que

  • Page 388 and 389:

    3o0 sagem de cumprimentos à rainha

  • Page 390 and 391:

    352 nossas questões de formas e mo

  • Page 392 and 393:

    354 poeta para elogiar a gloria de

  • Page 394 and 395:

    3oG tes do governo, José Estevão

  • Page 396 and 397:

    358 qualquer que seja o juizo dos h

  • Page 398 and 399:

    360 que lhes tirasse a vez, as suas

  • Page 400 and 401:

    362 dois dias depois, aquelles cala

  • Page 402 and 403:

    364 a sessão ordinária, e só ent

  • Page 404 and 405:

    366 dia. Sem os ódios politicos, q

  • Page 406 and 407:

    3G8 Reiffenberg, que depois foi bar

  • Page 408 and 409:

    370 tacões regulares do estado os

  • Page 410 and 411:

    372 freguezia de Cedofeita «G:000

  • Page 412 and 413:

    374 Respondeu-lhe o irmão, em 1 de

  • Page 414 and 415:

    : 376 — Nao é isto. Sente-se, e

  • Page 416 and 417:

    378 Garrett, no Porto. Irmã uma s

  • Page 418 and 419:

    380 mérito, esta que chamo varieda

  • Page 420 and 421:

    : 382 pior distinclo— : competia

  • Page 422 and 423:

    384 enthusiasmo portuguez pela glor

  • Page 424 and 425:

    386 Pouco antes de concluído o dra

  • Page 426 and 427:

    388 conde do Farirobo dera ordem pa

  • Page 428 and 429:

    390 Doux explorava os seus escriptu

  • Page 430 and 431:

    392 . h- taçâo d'esta lei, em mei

  • Page 432 and 433:

    394 digo) n'este objecto. Sei e ava

  • Page 434 and 435:

    396 XIII Garrett recebeu a seguinte

  • Page 436 and 437:

    398 aEmfim, esperámos que v. ex.^,

  • Page 438 and 439:

    400 XV Rio Tinto, proprietário do

  • Page 440 and 441:

    402 grita-lhe Garrett. — Falle I

  • Page 442 and 443:

    404 «Em todo o caso, nâo se deite

  • Page 444 and 445:

    406 por fim abandonado e lançado

  • Page 446 and 447:

    408 foi interrompido pelos aconteci

  • Page 448 and 449:

    410 «Vae escrupulosamente organisa

  • Page 450 and 451:

    4i2 XX Para dar idéa mais approxim

  • Page 452 and 453:

    414 que sem todos os factos reunido

  • Page 454 and 455:

    O período dos Filippes ; — 416 q

  • Page 456 and 457:

    418 pois as suas divergências com

  • Page 458 and 459:

    420 íancia e da mais decidida util

  • Page 460 and 461:

    • 422 veito, parece que devia mer

  • Page 462 and 463:

    XI Mais serviços. — Ainda o depo

  • Page 464 and 465:

    420 ptores, pelos nossos sábios—

  • Page 466 and 467:

    428 bre o espirito nâo sobre o cor

  • Page 468 and 469:

    430 IV Angra do Heroísmo, pátria

  • Page 470 and 471:

    432 Parece que os factos, e a falia

  • Page 472 and 473:

    434 assignalados de valor ou devoç

  • Page 474 and 475:

    430 As idéas expendidas n'esse dis

  • Page 476 and 477:

    438 mos qiie o sou eu n'este caso.

  • Page 478 and 479:

    440 porque segundo as leis geraes d

  • Page 480 and 481:

    442 absurda que a constituição fu

  • Page 482 and 483:

    4U reconhecido c protegido este dir

  • Page 484 and 485:

    440 traz a livre communicação dos

  • Page 486 and 487:

    448 já consagrada no artigo 23 da

  • Page 488 and 489:

    450 cenas que dar ao génio ; temos

  • Page 490 and 491:

    452 na precoce viuvez de suas espos

  • Page 492 and 493:

    454 artigo 1.°, o auctor, incansá

  • Page 494 and 495:

    456 José Estevão perguntou se Gar

  • Page 496 and 497:

    458 um gracejo que o sr. deputado q

  • Page 498 and 499:

    460 pio, que negou passados annos.

  • Page 500 and 501:

    462 Garrett, tendo respondido ás r

  • Page 502 and 503:

    464 outras, e não as cl'este mundo

  • Page 504 and 505:

    dernos ; 466 garantiu um direito in

  • Page 506 and 507:

    468 o fabricante que lhe forneceu o

  • Page 508 and 509:

    470 de combater «com uma das mais

  • Page 510 and 511:

    472 minha parte, é certo; mas n'es

  • Page 512 and 513:

    474 «Emquanto não respondo d mat

  • Page 514 and 515:

    476 V. ex.* quizer. No resto, a res

  • Page 516 and 517:

    478 ponho possível que a outras na

  • Page 518 and 519:

    480 se agita hoje na Europa acerca

  • Page 520 and 521:

    i82 Quem viu e soube o que eu vi e

  • Page 522 and 523:

    484 jo'. A correspondência não s

  • Page 524 and 525:

    es, de perseguir a fraude e a pirat

  • Page 526 and 527:

    488 outros paizes. Confio em que o

  • Page 528 and 529:

    490 chamar a attenção de v. ex.%

  • Page 530 and 531:

    402 um facto que ninguém ignora to

  • Page 532 and 533:

    494 111.^° e ex.""** sr. ministro

  • Page 534 and 535:

    496 «rReconhecidos os princípios

  • Page 536 and 537:

    498 ção, acabaram de tirar todas

  • Page 538 and 539:

    XIII Retoma-se a chronologia. — M

  • Page 540 and 541:

    502 tilho recitou versalhada. O meu

  • Page 542 and 543:

    504 II «Desejosos de concorrer par

  • Page 544 and 545:

    506 Tratado da educação é fonte

  • Page 546 and 547:

    508 ferindo-se ao congresso constit

  • Page 548 and 549:

    510 nas echo, ainda não de todo de

  • Page 550 and 551:

    512 A carta da tia D. Goleta Cândi

  • Page 552 and 553:

    514 dimento pretérito de qualquer

  • Page 554 and 555:

    516 ou quasi, de desemprego, fizera

  • Page 556 and 557:

    5i8 causa do estado de atrazo em qu

  • Page 558 and 559:

    520 servatorio nomeando-o seu sóci

  • Page 560 and 561:

    522 vir a rainha e o reino, direi q

  • Page 562 and 563:

    524 lido corresponder nem de longe,

  • Page 564 and 565:

    526 a Oh! é verdade. Forquem é ma

  • Page 566 and 567:

    528 e duas edições do poema e rim

  • Page 568 and 569:

    530 Europa, quando em muitos pontos

  • Page 570 and 571:

    532 tou a generosa protectora das e

  • Page 572 and 573:

    534 outro ? Responda-me como amigo,

  • Page 574 and 575:

    33G tigo acerca da traducçâo do E

  • Page 576 and 577:

    mais exactamente, de desmandada tyr

  • Page 578 and 579:

    540 «Péza-me ter de passar em cla

  • Page 580 and 581:

    542 D. João ou o Vilhena, um d'est

  • Page 582 and 583:

    XIV Rodrigo José de Lima Felner.

  • Page 584 and 585:

    546 fútil incidente os desuniu nos

  • Page 586 and 587:

    548 respondencia. 1 .° Ás pessoas

  • Page 588 and 589:

    550 não tivesse explorado. E por a

  • Page 590 and 591:

    552 dente, escapando-lhe na carta,

  • Page 592 and 593:

    554 da união, sonhada por Garrett.

  • Page 594 and 595:

    556 tema representativo. Depois de

  • Page 596 and 597:

    oradores da França e da Inglaterra

  • Page 598 and 599:

    560 veu na capa, do lado de fora:

  • Page 600 and 601:

    562 attribuamos á nação uma culp

  • Page 602 and 603:

    564 consequências sociaes dos prin

  • Page 604 and 605:

    566 sociedade conservadora do syste

  • Page 606 and 607:

    568 letarios ou vagabundos, que nen

  • Page 608 and 609:

    O/O «Art. H.° Toda a correspondê

  • Page 610 and 611:

    572 sabendo-se-lhe a historia; e se

  • Page 612 and 613:

    574 festára-se violenta opposiçâ

  • Page 614 and 615:

    57G E no mesmo dia a xManuel Rodrig

  • Page 616 and 617:

    578 deve por força encurtar-lhe o

  • Page 618 and 619:

    580 mente o votou para primeiro sub

  • Page 620 and 621:

    582 dir a palavra, disse que era so

  • Page 622 and 623:

    584 Na mesma sessão, disculindo-se

  • Page 624 and 625:

    '.01' 586 II Paliando a 10 de julho

  • Page 626 and 627:

    588 tudo o que hoje dissemos um e o

  • Page 628 and 629:

    590 este pequeno drama em três act

  • Page 630 and 631:

    592 i «De V. ex.^ muito obrigado e

  • Page 632 and 633:

    594 ceitou a missão «e a desempen

  • Page 634 and 635:

    596 por João Baptista, que achava

  • Page 636 and 637:

    598 e não a elle, que não era sac

  • Page 638 and 639:

    ! 600 começara o mal, que depois s

  • Page 640 and 641:

    602 de se retirar a estes o subsidi

  • Page 642 and 643:

    C04 a minha maravilha, ao entrar n'

  • Page 644 and 645:

    606 «assim dentro como fora da cam

  • Page 646 and 647:

    608 recido juizo de v. ex.* as idé

  • Page 648 and 649:

    610 cia moderna podesse avaliar o q

  • Page 650 and 651:

    612 panha. As demoras e difficuldad

  • Page 652 and 653:

    614 transferencia para outra missã

  • Page 654 and 655:

    XVI Recomposição ministerial. —

  • Page 656 and 657:

    CI8 VOS devia declarar-me opposiç

  • Page 658 and 659:

    620 em todos os casos, estar por tu

  • Page 660 and 661:

    C22 Todas as palavras que trocou co

  • Page 662 and 663:

    624 Praia da Victoria ha de levanta

  • Page 664 and 665:

    626 estudo assíduo, quando adverti

  • Page 666 and 667:

    628 minoso código de pretensões c

  • Page 668 and 669:

    630 o governo tinha a sua pretensã

  • Page 670 and 671:

    632 de desleal, nem de caprichoso,

  • Page 672 and 673:

    634 escandalisaram tanta gente, e q

  • Page 674 and 675:

    636 palavra ligeireza, a palavra ve

  • Page 676 and 677:

    638 cera e franca, que se funda n'u

  • Page 678 and 679:

    640 teu a ordem de alguns paragraph

  • Page 680 and 681:

    C)42 na outra casa do parlamento, e

  • Page 682 and 683:

    644 vinha substituir desde logo o p

  • Page 684 and 685:

    646 TiegadoSj, o Camões do Rocio,

  • Page 686 and 687:

    648 injustos, fingiam ignorar que e

  • Page 688 and 689:

    650 eslà cansada de mim, com essa

  • Page 690 and 691:

    652 anno se publicaram *. De uma e

  • Page 692 and 693:

    G54 II Alexandre Garrett, bom homem

  • Page 694 and 695:

    Co6 vemos tratar é de fixar a subs

  • Page 696 and 697:

    C58 A 30 de agosto, discutindo-se o

  • Page 698 and 699:

    GCO podemos trabalhar, por não se

  • Page 700 and 701:

    G62 fazendo é uma lei posthuma. Eu

  • Page 702 and 703:

    G64 partido constitucional, começa

  • Page 704 and 705:

    0G6 se não eram familiares e minis

  • Page 706 and 707:

    G68 narchica constitucional. Se alg

  • Page 708 and 709:

    670 cie cartistas; apenas incoramod

  • Page 710 and 711:

    072 O duque da Terceira, coherentem

  • Page 712 and 713:

    674 sin As antigas cortes tinham si

  • Page 714 and 715:

    676 palavras ^liberdade ou morte',

  • Page 716 and 717:

    G78 correspondia ao que se esperava

  • Page 718 and 719:

    680 guintes, da Revista litteraria,

  • Page 720 and 721:

    G82 que eu, sem ser duque, restitui

  • Page 722 and 723:

    684 teleiro pelo coração e pela c

  • Page 724 and 725:

    Ghao e simples como Abreu, que mand

  • Page 726 and 727:

    688 unicamente desejo segurál-o de

  • Page 728 and 729:

    G90 «E esse homem, esse Rodrigues,

  • Page 730 and 731:

    692 esse crime o que o ha de fazer

  • Page 732 and 733:

    C94 honra. Mas os successos cl'esse

  • Page 734 and 735:

    696 VIII Rebello Cabral propoz que

  • Page 736 and 737:

    698 ficio aproveita, nenhum systema

  • Page 738 and 739:

    700 deira portugueza, e accusou-os

  • Page 740 and 741:

    70-2 sidente, depois da sessão enc

  • Page 742 and 743:

    704 entre os soffrimentos de uma do

  • Page 744 and 745:

    706 das n'esse dia, até 1 de dezem

  • Page 746 and 747:

    708 sua parte, se digne auxiliál-a

  • Page 748 and 749:

    710 P. Juan Valera, suppondo-o insp

  • Page 750 and 751:

    Realmente, creio que não se dever

  • Page 752 and 753:

    714 gémeos d'esses, e feitos talve

  • Page 754 and 755:

    71() sciever todas as suas conespon

  • Page 756 and 757:

    718 volnmps por dois.— Extractos

  • Page 758 and 759:

    720 XI Mais serviços.— Ainda o d

  • Page 760 and 761:

    722 tivo. — Navegação do Douro.

  • Page 763:

    PAG. ERRATAS

  • Page 770 and 771:

    j^-ipsrasr i

  • Page 772:

    &Í.

Garrett: memorias biographicas - University of Toronto Libraries
scans.library.utoronto.ca
Memorias de litteratura portugueza, publicadas pela Academia real ...
scans.library.utoronto.ca
Garrett e Castilho, estudos biográficos [por] J.M. Latino Coelho. Com ...
booksnow2.scholarsportal.info
Memorias de litteratura portugueza, publicadas pela Academia real ...
scans.library.utoronto.ca