Revista APCD Sorocaba - 3a. Edição (Outubro/2012)

apcdsorocaba.com.br

Revista APCD Sorocaba - 3a. Edição (Outubro/2012)

4

Editorial

Carlos Alberto Muzilli

Presidente da APCD

Olá Amigos e Associados da APCD!!! Primeiramente

colegas, PARABÉNS!!! Estamos comemorando

neste mês nosso aniversário e ele vem em

grande estilo. Dia 25 de outubro é o dia do Cirurgião-

-Dentista e aí esta a comemoração: dia 26 de outubro,

RECICLAGEM ESTÉTICA EM ODONTOLOGIA e dia 27 de

outubro, JANTAR DANÇANTE no Res-

taurante Santa Victória.

Ciência e lazer, meditação e agito,

útil e agradável... Um dia e uma noite

que serão memoráveis para o colega

que merece tudo o que fazemos e muito

mais. E você, que tem a intenção de

participar de um ou dos dois eventos,

faça sua reserva rapidamente na APCD. Se quiser escolher

a mesa do jantar, vá até a APCD que temos um mapa com

as mesas disponíveis!!!!

Treze empresas que patrocinam o jantar estarão presentes.

Teremos um menu farto e agradável e o custo/benefício

será muito favorável. O cantor e animador da festa vem da

capital paulista, o Wandê, que cantou no Raul Gil, participou

do clipe de Fim de Ano da Rede Record, do Especial

de Natal e do CD, quem sabe canta quem não sabe dança,

cantando em dueto com Leilah Moreno. Já partilhou a

“Um dia e uma noite

que serão memoráveis

para o colega que merece

tudo o que fazemos...”

Revista APCD Regional de Sorocaba Revista APCD Regional de Sorocaba

6

10

16

20

Informativo

Locais de venda

dos convites

Artigo

mesma plateia com artistas consagrados como Ray Conniff,

Agnaldo Rayol, Cauby Peixoto, Moacir Franco, Guilherme

Arantes, Zé Ramalho, Daniel, Zezé Di Camargo e Luciano,


e colocará todo mundo para dançar, portanto, não demore,


Capa

APCD Sorocaba

Por outro lado, teremos um super even-


-

rá ao clínico ou ao especialista uma visão

panorâmica e multidisciplinar sobre um

dos temas mais comentados e discutido

nos cursos e congressos: a estética. Ano-

Contatos:

te em sua agenda e faça sua inscrição, as

Tel.: (15) 3231-1462

vagas são limitadas e infelizmente nem o

Email: apcd@apcdsorocaba.com.br

Site: www.apcdsorocaba.com.br


excedente de pessoas. Ligue para (15) 3231-1462 e faça

sua reserva. Você associado verá nas próximas páginas que

Expediente


-

decemos muitíssimo às 13 empresas que contribuíram para

o nosso jantar e que fazem, dia a dia, nos sentirmos mais

unidos, mais fortes e mais parceiros. Feliz aniversário colegas!

Muita saúde, paz, trabalho, realizações, prosperidade


Curso

8

14

18

24

26


Homenagem

Artigo

Endereço:

Rua Benedito Galdino de Barros, nº 770 - Vila Melges

Sorocaba - SP - CEP: 18075-541

Diretor Executivo: George William A. C. Torres

Diretora Comercial: Maria do Carmo A. C. Torres

Comercial: Thaís Grimaldi

Jurídico: Dr. Márcio Tomazela OAB/SP 97.506

Jornalista Responsavel: Andrea Lucchesi (MTB 41746/SP)

Colaboração - Textos: Larissa Vasconcelos (MTB 53.012)

Colaboração: Elisete Calegari

Diagramação: Daniel Paezani


32

36

A REVISTA APCD REGIONAL SOROCABA é um produto desenvolvido pela empresa,

Razão Social I9 AÍ - LTDA - ME

A Editora i9aí não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados.

Artigo

APCD Acontece

Artigo

Índice

Radiologia

Artigo

Aniversariantes

Parabéns

Cirurgião-Dentista!

Contato: comercial@editorai9ai.com.br

(15) 3346.1220

(15) 9754.2665

(15) 9620.8870

28

34

38

A Editora i9aí faz seu voto de felicidades

aos que dedicam suas vidas a essa


5


Um dia após os cursos de reciclagem que a APCD

promove em comemoração ao Dia do Dentista, a

entidade prepara um jantar dançante para todos

frigerante, sucos, cerveja e vinho. Além do jantar haverá

música ao vivo com o cantor Wande, do Raul Gil, e sorteio

de brindes. “Nós, do Departamento Social, procuramos

os associados. O grande evento ocorrerá no dia 27 de ou- um lugar com estrutura para alimentação e diversão, que

tubro, sábado, a partir das 20h30.

acolhesse a nós e nossos convidados. Escolhemos o Santa

O evento é promovido pelo Departamento Social da Victória, baseados em experiências anteriores. O lugar é

APCD, por meio da Dentista Renata Pássaro Pompílio. Re- muito agradável, charmoso, tem espaço para dançar, se-


gurança e uma excelente cozinha”, detalha.

para que tudo esteja maravilhoso para todos os convidados.

“Nosso intuito é confraternizar com nossos colegas e come- podem esperar um cardápio requintado, servido com um

morar as nossas duas maiores datas. O Dia do Dentista, bom vinho. Encontrar amigos e poder conversar ouvindo

que é comemorado dia 25 de outubro, e o Aniversário da uma boa música. Passar uma noite que foi preparada para

APCD, nossa Regional de Sorocaba, que tradicionalmente comemorar o seu dia e quem sabe, ganhar um brinde”.

era comemorado em maio. A ideia de transformar em um No evento são esperadas mais de 250 pessoas, já que

evento único veio da Diretoria que, este ano quis inovar e junto dos dentistas também estarão empresas patrocina-

investir em um evento maior para reunir seus associados e doras, Técnicos em Prótese Dentária, Professores, Acadê-

receber seus convidados”, descreve Renata.

micos, familiares e amigos. Os convites estão à venda na

O jantar acontecerá no Restaurante Chácara Santa Vic- APCD, Regional de Sorocaba, com a Sra. Elaine. As mesas

tória, com direito a Mignon ao mix de Cogumelos, Robalo serão numeradas e o mapa com o layout do salão estará

em Crosta de Amêndoas, Risotto de Rúcula e Brie, além

de sobremesas, como a Torta Mousse de Chocolate com

Sorvete de Creme e Frutas Vermelhas e bebidas como re-

reservas e convites no telefone (15) 3231-1462.

6

Informativo

APCD comemora o dia do Cirurgião-Dentista com

jantar dançante na Chácara Santa Victória

Revista APCD Regional de Sorocaba


Em 26 de outubro, sexta-feira, a APCD, em comemoração

ao dia do dentista, fará um dia de cursos para

reciclagem em estética odontológica, que começará

Carlos A. Muzilli, que também participará falando sobre

Estética em Próteses Removíveis a Grampo, é promover co-

-


às 8h20 e irá até às 19h50 na sede da entidade.


Dez temas serão desenvolvidos por dentistas renoma- capaz de entender. Colocaremos de uma forma que todos

dos em cerca de nove horas de curso. É uma oportunidade possam aprender e aplicar o estudo”, ressalta.

Os convites estão à venda na sede da APCD e os valores

Cirurgiões-Dentistas quanto Técnicos em Prótese Dentária, seguem uma tabela para sócios e não sócios – tanto da

de se reciclarem e discutirem a estética por uma visão mul- APCD como da APSORE, bem como quem participará ou

tidisciplinar. Os temas serão discutidos durante 50 minutos não do jantar dançante da APCD no Restaurante Santa Vic-

o que proporcionará exposições mais diretas e objetivas sotória, conforme abaixo. Mais informações no telefone (15)

bre os assuntos abordados.

O intuito do dia de reciclagem, segundo o presidente

3231-1462.

8

Curso

RECICLAGEM ESTÉTICA EM ODONTOLOGIA

Dia 26/10/2012 - 6ª. Feira das 08h20 às 19h50

Revista APCD Regional de Sorocaba

Revista APCD Regional de Sorocaba

9


10

Locais de vendas de ingressos para o Jantar Dançante

e para a Reciclagem Estética em Odontologia

Revista APCD Regional de Sorocaba


Amil:

Intermédica:

Bradesco Saúde:

SulAmérica:

Cirurgião-Dentista:

você pode cuidar da saúde com o melhor, em condições supervantajosas.

Graças à parceria da APCD com a Qualicorp, você

pode ter um plano de saúde coletivo por adesão da

Amil (linha Medial), Bradesco Saúde, Intermédica

ou SulAmérica, com preços e condições especiais.

*De acordo com a disponibilidade da rede médica de cada operadora e categoria de plano.

Planos de saúde coletivos por adesão, conforme as regras da ANS. Informações resumidas.

A comercialização dos planos respeita a área de abrangência da respectiva operadora.

Condições contratuais disponíveis para análise. Junho/2012






Qualicorp Adm.

de Benefícios:

Ligue e confira:

(15) 3233-9853

PARCEIRO COMERCIAL

QUALICORP.

anuncio_trade_APCD.indd 1 30/05/2012 16:00:25


Professor e Consultor Sênior Dr. Plínio Augusto Rehse

Tomaz, graduado em odontologia, master em

Inovação e Empreendedorismo, pós graduado em

-

preendedor, isso faz com que os mais antigos e tradi-


Marketing, especialista em Saúde Pública e em Administra- mercado?!

ção Hospitalar, comanda uma grande empresa de gestão

-


preendedor, mas nem sempre caminham na direção corre-

Autor de diversos livros sobre o tema e com larga expeta. Estão usando o “preço” como a única estratégia, o que

riência na condução de projetos em empresas de saúde de entendo ser algo muito equivocado. O que eu acho que



de ser um empreendedor na área odontológica.


Na sua opinião, por que alguns cirurgiões-den-

-


delo mais bem sucedido do país.

digo, a clínica odontológica como um negócio?!

Com tantas clínicas super estruturadas e que ofe-

São vários os motivos, mas o principal deles vem de





que tudo dará certo, pois foi isso que pensam ter vivido.

Isso não funciona mais, mas ainda é sentido assim e, de

certa forma, ensinado assim.

bons resultados, percebendo que ele se atualiza e me aten-

Outra questão importante é que os colegas não enxer- de bem, por que eu mudaria? Tenho feito pesquisas que

- mostram isso claramente. Preço, estrutura física, cafezinho,

guém graduado em odontologia a não ser a de “montar TV de plasma e outros elementos deste tipo ajudam, mas

um consultório próprio”. Desta forma, o consultório passa


-

são, ou seja, o consultório é algo “natural” e não uma op-

Para Dr. Plínio, “não basta ser tecnicamente um

ção empreendedora. Costumo dizer em palestras que den-

tistas não ligam o botão “empresa” do cérebro ao montar olhos dos seus clientes. A sua qualidade técnica está in-

o consultório, mas se ele mesmo fosse montar uma pizzaria trínseca a seu trabalho. Sem ela, você não permanece no

ligaria automaticamente esse mesmo botão. Não se trata, mercado como alguém bem sucedido. É preciso dominar as

portanto, de saber ou não técnicas administrativas, mas de

-

se encarar o consultório como a “extensão natural da pro- mental dominar as habilidades relacionais e organizacio-

nais”.

14



versus empreendimento

Revista APCD Regional de Sorocaba


INTRODUÇÃO:

O diabetes é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas

por hiperglicemia e associadas a complicações,

tologia da doença pulpar associada ao diabetes mellitus.

METODOLOGIA:

Trata-se de uma revisão sistemática nas bases de dados Li-


- lacs, SciELO, Cochrane Library, Medline (via Bireme) e Pub-

rios órgãos, especialmente olhos, rins, nervos, cérebro, comed. Apresentamos na Tabela 1 a quantidade de artigos

ração e vasos sanguíneos1.

encontrados em cada base de dados e salientamos que en-

A relação entre a saúde bucal e diabetes tem sido contramos apenas uma revisão na literatura internacional,

extensivamente estudada, particularmente com respeito a o que motivou a realização deste trabalho.

doença periodontal e, em menor extensão, a doença pul- Tabela 1. Resultados encontrados na busca sistematizada

par. No entanto, a literatura sobre a patogênese, progressão

e resposta terapêutica de patologias endodônticas em

realizada em 28 de agosto de 2012

pacientes diabéticos é extremamente escassa.

OBJETIVOS:

RESULTADOS:

Esse trabalho tem como objetivo revisar os conhecimentos Em um estudo histopatológico com dentes de Hamsters chi-


- neses (Cricetulus griseus) com Diabetes Mellitus Hereditário

16

Artigo

Relação entre Diabetes Mellitus e Polpa

Dentária: uma revisão sistemática

Revista APCD Regional de Sorocaba


Pós-graduanda em Endodontia

e graduada em Odontologia pela

Universidade Paulista


Aluno de graduação em Medicina do

Centro Universitário São Camilo





Bissada & Sharawy (1970) relataram controversas altera- CONCLUSÕES:

ções vasculares em dentes humanos. Todavia, ambos estu- Conclui-se que cuidadosa consideração de planejamento


de tratamento é recomendado. No entanto, para obter um


conhecimento mais acurado da situação, há necessidade


de estudos que utilizem amostras representativas de polpa

Yan et al (2009), os danos vasculares são consequências da dentária humana.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

ocasionando supraregulação de moléculas envolvidas em -



citocinas, moléculas de adesão e as metaloproteinases de Bras Endocrinol Metab vol. 46, Nº 1, Fev., 2002.



Em um estudo argentino com ratos wistar machos diabé- disease in a strain of Chinese hamsters with hereditary diaticos

a atividade da mieloperoxidase e fosfatase alcalina betes mellitus. O.S., O.M. & O.P. Vol. 16, Nº 1, Jan., 1963.

mostraram elevações 30 e 90 dias após a injeção de es-

treptozotocina quando comparados aos controles. Por ou- Acta Pathol Microbiol Scand 1967;70:319-20.



- gingival and pulpal vascular changes in human diabetics.

cativamente inferiores concentrações de ácido siálico livre, Egypt Dent J 1970; 16:283-96.

conjugados e total que as dos tecidos controle. A atividade


- Osteopontin Production. J Endod. 2010 Jun; 36(6):1014-


20. Epub Abr., 2010.

De acordo com Found et al (2003), diabéticos têm uma re-

duzida probabilidade de sucesso do tratamento endodôn- An Emerging Therapeutic Strategy Against Diabetic Complitico

em casos de lesões perirradiculares pré-operatórios. E

bactérias, como a P. endodontalis e P. gingivalis, podem ser 2009 ; 41(6): 408-422.

mais prevalentes em necrose pulpar de pacientes diabéti-

on dental pulp. Journal of Oral Science, Vol. 48, Nº. 4, 195-

DISCUSSÃO:

199, 2006.

A associação entre diabetes mellitus e doença pulpar tem

sido estudada há muito tempo. Os pacientes diabéticos Alterations in Dental Pulp. JOE – Vol. 34, Nº10, Out., 2008.

com dentes infectados são menos propensos do que os -

não-diabéticos a experimentar o sucesso endodôntico. ting Factor of Endodontic Infections. Journal of Dental Edu-

O diabetes mellitus predispõe à infecções bacterianas, cation, Vol. 67, Nº 4, Abr., 2003.



-

rais da polpa dentária. Dentro disso, o receptor para pro-



Revista APCD Regional de Sorocaba

17


18

Homenagem

HOMENAGEM AOS CIRURGIÕES-DENTISTAS

A

APCD Regional de Sorocaba vem por meio desta

parabenizar uma das categorias mais importantes

de todo o setor de saúde, os cirurgiões-dentis-


-

nham uma persistência inabalável à procura da perfeição


-

tas, pelo seu dia, comemorado em 25 de outubro.

sitam dos seus cuidados.

Parabéns colegas talentosos, que conseguem trilhar Aos colegas envolvidos na defesa de classe e associa-

uma carreira de sucesso e respeito, tornando-se exemplos ções, que valorizam o compromisso, a união e responsabi-

de vida e dedicação para muitas pessoas.

lidade dos que promovem a saúde bucal, nossos parabéns.


- Nossos agradecimentos por lutarem para que a nossa tão

co, professores comprometidos com o ensino de qualidade, amada Odontologia permaneça num patamar nobre, como

com a pesquisa, que promovem o desenvolvimento da pro- deve ser.


Gostaríamos de deixar registrado aqui, o desejo de que


- políticas publicas invistam em saúde bucal, para que a cada


dia, mais e mais brasileiros tenham acesso ao belo sorri-

pela vocação verdadeira. A vocês que seguem essa vocaso, ao bem estar, ajudando assim elevar a auto estima da

ção, sintam-se orgulhosos de serem cirurgiões dentistas, população.

onde a maior recompensa esta no reconhecimento do ser- As mães, aos pais de família, aos recém formados e

viço prestado.

-


Sejam sempre iluminados pela força maior, por tudo são, festejem o dia 25 de outubro com orgulho. Que essa

que vocês fazem de bom, agraciados “pelo senso estético data comemorativa faça lembrar a todos a evolução dessa

de um artista, pela destreza manual de um cirurgião e pela

-

paciência de um monge”.

dade.



paciente, sejam salutares e executadas com o máximo res-

Revista APCD Regional de Sorocaba


20

Capa


os envolvidos no projeto


odontoatendimento.

Há muitos anos, a APCD desenvolve o odontoatendimento

às crianças carentes de Sorocaba com o

apoio e trabalho de dentistas voluntários. Segun-

em poder ter contato com crianças realmente carentes,

que, segundo a dentista são muito carinhosas. “Num primeiro

momento demostram vergonha, medo, receio, desdo

Carlos A. Muzilli, presidente da APCD, este atendimento

é ininterrupto, com rotatividade de dentistas voluntários,

mas sem a paralisação do serviço. “A maioria dos dentistas


- Mais atendimento


Em maio desse ano, a equipe da APCD Soro-

tratamento um singelo abraço de um “muito obrigada tia”.

caba iniciou um projeto em conjunto com mais

rentes”, declara Muzilli.

Os alunos foram levados ao projeto por meio do coordenador

do curso de odontologia, Prof. Dr. Ricardo Salgado

tem uma vida agitada e muito corrida, o fato de cederem Isso não tem preço, deixa sua vida mais em paz, por saber

de dez alunos do quarto ano do curso de odontologia da de Souza e os trâmites burocráticos tanto com a UNIP como

seu tempo para atender essas crianças é louvável e admi- que não há carinho mais puro que esse”, detalha.

Universidade Paulista (UNIP-Sorocaba), com verba da Pre- com a APCD Central foram viabilizados pelo Prof. Dr. Carrável”,

destaca Muzilli.


feitura de Sorocaba doada por meio do vereador Marinho los A. Muzilli. A equipe que orienta os alunos é formada

Atualmente este serviço é prestado por três dentistas vo- dentista ressalta que há também a psicológica, pois muitas

Marte, em que a equipe e os alunos prestam serviços de pelo Prof. Dr. Carlos Ribeiro Pizante, que vem da UNIP e

luntárias, a Dra. Flávia Casale Abe, a Dra. Valeriana Mas- vezes não têm pai ou mãe ou têm problemas familiares

odontologia a pessoas carentes da Pastoral do Menor do é responsável pela orientação dos alunos e atendimento

cella e a Dra. Larissa Pedro Moreira. A equipe vai a cada maiores. “Os problemas psicológicos afetam o emocional

Jardim Ipiranga. Segundo o presidente Muzilli, é um está- clínico na APCD, a Dra. Irani Ayres, também responsável

15 dias na sede da APCD das 9h às 11h e atendem em da criança, então, além delas não terem acesso aos itens

gio não obrigatório em que o aluno vai à APCD uma vez pelo Departamento Cultural da APCD e a Dra. Roseli Ayres,


necessários para uma escovação, elas não tem acompa-

por semana por duas horas e presta serviços gratuitos a vice-presidente da APCD, que atuam como assistentes do

fazendo o atendimento há apenas dois meses, pois mudou- nhamento ou apoio nenhum em casa”.

crianças e adultos carentes trazidos em uma perua pela Professor Pizante no auxílio, orientação dos alunos e aten-

-se de Santa Catarina (SC) para Sorocaba há apenas qua- Muitas das crianças tratadas já possuem problemas gra-

Pastoral do Menor. “O tratamento é totalmente gratuito e dimentos. “Só podemos agradecer à UNIP, professores e

tro meses e logo buscou uma maneira de doar seu tempo ves de gengiva, o que segundo Larissa, somente uma boa

as crianças vêm acompanhadas, algumas vezes, por seus alunos do estágio, as doutoras Irani e Roseli e, particular-

para o trabalho voluntário. “Desde que entrei para área da orientação e acesso à escova e ao creme dental, já resol-

familiares, por isso estendemos o tratamento às famílias e mente ao Professor Ricardo Salgado de Souza e ao Verea-

odontologia, há 10 anos, meu pai sempre lembrou-me que veria grande parte do problema, mas a maioria não tem

até a pessoa que os traz, que é voluntária, também recebe dor Marinho Marte, pois sem a boa vontade de todos estes

existiriam pessoas que não poderiam pagar pelos meus acesso a esses itens. “Falta apoio, incentivo e orientação.

tratamento”, declara Muzilli.

seres iluminados, não teríamos este atendimento aos nos-

serviços, mas que também precisariam de dentistas, e essa Tentamos de alguma forma diminuir tudo isso, mas é mui-


sos irmãos necessitados”, fala Muzilli.

forma foi a que achei aqui em Sorocaba em poder, de alto pouco perto dos problemas que ainda existem”. Para as

com a atividade do tipo extra muro entre a Universidade e Dr. Pizante que está há mais de 30 anos no ramo acagum

modo, ajudar essas pessoas”, explica.

crianças serem atendidas elas precisam fazer um cadastro

a APCD e isso fez aumentar nossos atendimentos aos ca-

Para ela, a motivação, que é apoiada pelo marido, vem na APCD, para haver um controle.


Revista APCD Regional de Sorocaba

Alunos da UNIP que são voluntários no odontoatendimento da APCD.

Revista APCD Regional de Sorocaba

21


22

Capa

em todos os atendimentos. “Foi uma oportunidade incrível Os atendimentos acontecem toda quinta-feira das

poder trabalhar com minha mãe, meu professor, aprender, 18h30 às 20h00. A equipe atende em média 15 pessoas,

ensinar e ajudar. Não sou muito experiente, então o conhe- que não pagam nada pelo tratamento.

cimento que venho agregando é fantástico, além de poder Helen Rose Elias Isaias, 44 anos, que trabalha na Pasto-


ral do Menor há 10 anos, leva as famílias voluntariamen-

felizes pelo tratamento. Teve uma paciente que trouxe até te até o odontoatendimento há dois anos, primeiramente

um bolo para mim no meu aniversário. Foi muito carinho- no período da manhã e desde maio deste ano no período

so. O que fazemos não tem preço”.

da noite também. Ela também é tratada no odontoaten-

A aluna Silvia Martin, que também está no projeto des-



e que quando entrou na faculdade decidiu participar de to-

das as oportunidades que enriquecessem seu conhecimen- precisam nem ir ao posto de saúde, pois os casos são resolto.

“O projeto está me fazendo aprender muito, além de ser vidos no atendimento da APCD. É um trabalho realmente

tão fundamental entre futuros dentistas e pacientes é maravilhosa

e que todos aprendem muito com isso. “Conseguimos

mostrar aos alunos que o ensinado em sala de

aula realmente acontece no dia a dia. Eles aprendem, nós

aprendemos e os pacientes, que não tem condições de armuito

satisfatório ver que o atendimento está apresentando

tes e acompanhar os diversos casos que tratamos nos faz

ótimos resultados e as pessoas atendidas estão podendo

agregar conhecimento. Ao mesmo tempo em que fazemos

sorrir com mais saúde. Fico muito feliz em ver o andamento

o que amamos, estabelecemos saúde bucal para várias fa-

do trabalho em equipe e saber que é possível contar com os


professores que estão lá dispostos a ensinar”.

Acho o projeto sensacional. Ele possibilita atendimento,

excelente”.


saúde bucal para famílias carentes e oportunidade para

nós alunos que estamos quase nos formando e queremos

o ensino da Universidade está baseado em três frentes, a trabalhar nossa prática e tudo que aprendemos na univer-

graduação, a pós-graduação e o atendimento à comunidasidade”, declara.

de. “Formar dentistas somente para trabalhar em consul- A dentista Roseli, que tem mais de 30 anos de experiêntórios

seria um desperdício em relação às possibilidades de

atuação. Projetos como este fortalecem a visão do aluno e

lhe dão algo diferente do que a faculdade oferece. Assim -


os futuros dentistas serão mais alinhados com o que real- dade de trabalhar com alunos e pessoas carentes. “Passo

mente acontece na rotina, eles praticam desde limpeza de

dentes a instalação de próteses dentárias. É fantástico. Para necessidade dos carentes. Seria egoísmo aprender tanto e

nós é uma renovação espiritual, motivacional e técnica. É guardar comigo. Ensinar e ajudar é algo maravilhoso”.

um combustível!”.


O aluno Ezequiel Ortiz, que faz parte do projeto des- formada, destaca que foi uma oportunidade que caiu do

céu, pois desde a faculdade queria fazer trabalhos sociais,

participar é a experiência obtida. “Atender a esses pacien- mas nunca dava certo, além do conhecimento que agrega

Revista APCD Regional de Sorocaba

Revista APCD Regional de Sorocaba

23


24

Artigo

Fernando J.F. RIGOLIN

Carlos A. Muzilli

Sérgio PONTALTI

Lâmina de Prova: Uma alternativa para escolha

de cor em restaurações cerâmicas.

INTRODUÇÃO/REVISÃO DE LITERATURA

As cerâmicas odontológicas são materiais de primeira

escolha para trabalhos protéticos que envolvam

longevidade e estética por apresentarem

3 D Master (VITA),que possibilita o inicio da escolha através

da dimensão “Valor”, relatada por autores como a principal,

devido a quantidade células ópticas relevantes para

características como: propriedades ópticas adequadas, bio- esta percepção.2

compatibilidade e estabilidade química. É encontrado no

Com o objetivo de minimizar possíveis erros de estramercado

vários tipos de sistemas que possibilitam reprodu-


Prova, que é um recurso utilizado pelo técnico de prótese

seja por alterações de cor ou perda de estrutura.

em casos complexos. Confecciona-se uma amostra cromá-



a obtenção exata da cor em procedimentos restauradores cor de uma maneira mais ampla e personalizada. Um dos

Figura 8: Final da cimentação Figura 9 : Biomimetismo das cores

estéticos onde se alia sistema cerâmicos diferentes, prin- obstáculos para esta técnica pode ser o deslocamento do

com o Antagonista

cipalmente em dentes anteriores que requer uma grande técnico de laboratório até o consultório, mesmo assim há

CONCLUSÃO

exigência biomimética .1

uma otimização do trabalho, pois confere mais exatidão na

Diante do exposto trabalho executado, nota-se o gran-

Há inúmeros procedimentos para a seleção de cor, de auxilio da lâmina de prova para a escolha da cor das

porém com resultados não esperados devido a subjetivida-

O objetivo deste trabalho é demonstrar por meio de

restaurações realizadas, sendo alcançado um trabalho

de de algumas técnicas. A mais utilizada é a técnica visual um caso clínico, realizado por diferentes sistemas cerâmi-

bastante satisfatório, atendendo as exigências estéticas so-


cos, elucidar a importância da confecção da lâmina de prolicitadas

pela paciente.

escalas encontradas no mercado encontrada de diversas va como um recurso de grande valia para escolha de cor.

marcas e tipos de seleção. Dentre elas destaca-se a escala

Sequência do Caso clínico

Figura 1: Caso Clínico inicial

Revista APCD Regional de Sorocaba

Figura 2: Enceramento de

Diagnóstico

Figura 3: Escala de Cor (Vita 3D)

Figura 4: Sequência da confecção

da lâmina de prova

Figura 5: Molde com a respectiva

transferência do implante



de cobertura

BIBLIOGRAFIA


space based on a 3-dimensional shade system. J Prosthet Dent;98: 110-119

2007

2.Schropp L. Shade matching assisted by digital photography and computer

software.J Prosthodont. ;18(3) 235-41,2009

3.Ubassy G.Trucs et Astuces.1a ed.Santos;2008

Figura 10: Naturalidade e

Opalescência


26

Artigo

Verdades e Mitos sobre

Clareamento Dental

Nos últimos anos, as exigências estéticas na Odontologia,

somadas à necessidade de preservação

da estrutura dental aumentaram a oferta de pro-

- Qual a melhor opção de tratamento?

- Como prevenir desmineralização do esmalte dental?

- Há perigo no uso da luz para acelerar o clareamento,

dutos no mercado odontológico levando à rápida evolução já que produtos recentes dispensam a fotoaceleração?

de materiais e equipamentos odontológicos. Dentro deste - Como diminuir a sensibilidade durante ou após o tra-

contexto, as técnicas de clareamento dental são opções es- tamento?


- Em que situações o clareamento é contra-indicado?

divulgação e utilização dos produtos clareadores, ainda há - O produto clareador é tóxico?


- Como evitar uma breve recidiva da cor?

bem esclarecidas, colocam em risco o sucesso e a seguran-

É importante que essas e outras dúvidas sejam esça

do tratamento. Os riscos de um clareamento mal placlarecidas para que se possa realizar o clareamento dental

nejado ou executado de forma incorreta são vários, como:

agressão aos tecidos moles, sensibilidade exacerbada, des- discutidas em nossa apresentação na APCD Sorocaba, no

mineralização, gastrite, reabsorção cervical externa (em dia 26 de outubro – sexta-feira – das 10:30 às 11:20. Nos

caso de dentes despolpados), entre outros. Dúvidas ainda

bastante comuns são:

vemos lá!!!

Figura 1. Clareamento em consultório

com fotoaceleração

Figura 5. Reabsorção cervical externa

após clareamento interno

Revista APCD Regional de Sorocaba

Figura 2. Clareamento em consultório

com produto auto-catalisado

Figura 3. Clareamento caseiro

supervisionado (arcada superior)

Figura 4. Ulceração causada pelo

uso de moldeira de clareamento

com rebarbas

SureFil SDR flow


A

TCFC é o exame mais apropriado para avaliação de

elementos inclusos, sua relação com elementos dentários,

estruturas adjacentes e orientar nas abordagens

cirúrgicas e ortodônticas. Além disso a observação de

reabsorções radiculares pode ajudar o ortodontista na elaboração

do seu plano de tratamento, como no caso apresentado

abaixo.

Caninos Superiores Inclusos e Impactados.

Neste caso, o canino superior direito encontra-se com o ápice

de sua raiz localizado por palatina na região do 14, corte

nº 44, sua coroa apresenta-se junto a cortical palatina na

região do 11, corte nº 60, sem provocar o rompimento desta.

O canino esquerdo tem sua coroa provocando o rompimento

da cortical palatina, na região do 21 corte nº 72; sua raiz

cruza o osso alveolar em direção a face vestibular com seu

ápice provocando abaulamento na cortical vestibular correspondente,

na região do 24, corte nº 84.

28

Radiologia

Presença de reabsorções radiculares no 12, corte parassagital

nº 54 e do 11, corte parassagital nº 60.

Na imagem em 3D ao lado, a representação ilustrativa, evidenciando

a exata posição dos caninos e suas relações com

os elementos adjacentes.

Imagens cedidas pela R.O.S.

Revista APCD Regional de Sorocaba


- Doutor em Diagnóstico Bucal pela

Faculdade de Odontologia da USP

- Coordenador do curso de especialização

em Radiologia e Imaginologia e do

Laboratório 3D da USP


Feixe Cônico (TCFC) na avaliação

Cortes Parassagitais – Lado Direito

Dr. Roberto Bertazzoli

- Radiologista pela Unicamp

- Responsável Clínico da Radiologia

Odontológica Sorocaba

Reconstrução Coronal Panorâmica

Nota-se a reabsorção no terço apical da raiz do 21 corte

parassassital nº 66

Cortes Parassagitais – Lado Esquerdo

Nota-se reabsorções nos terços apicais das raizes do 21,

corte parassassital nº 66 e do 22 corte parassagital nº 72;

também a presença de dilaceração no ápice do 23, corte

parassagital nº 84.

Reconstrução em 3D


32

APCD Acontece

Teatro educacional da APCD completa dois

anos de apresentações

Revista APCD Regional de Sorocaba

Associados APCD ganham super churrasco da UNIDEN

No dia primeiro de setembro, uma grande confra- SAÚDE BUCAL DE SOROCABA”, que teve início às 12h e se


-

da saúde bucal de Sorocaba e da região. De contraído e animado. Contou com a presença de Cirurgi-

acordo com os organizadores, o evento patrocinado pela ões-Dentistas, Técnicos em Prótese Dentária, acadêmicos,

UNIDEN - Materiais Ortodônticos, a nova parceria ouro da ASBs, THDs e familiares. Promoveu encontros de amigos e

Desde o ano passado, a APCD, por meio de seu

presidente, Carlos Muzilli, faz um trabalho de

conscientização para crianças e adolescentes

sobre higiene e cuidados orais, junto com os alunos de

odontologia do terceiro ano da Universidade Paulista de

Sorocaba – UNIP. O grupo utiliza uma peça teatral como

ferramenta para o trabalho. “Utilizamos uma peça que

rocaba, entre outras. Segundo Fernanda, as apresentações

são feitas apenas com o intuito de ensinar, sem restrição de

público ou local. “O principal intuito para a formação do

grupo foi apresentar um teatro criativo e divertido, em que

fosse ensinado e motivado a higiene oral e bons hábitos

alimentares para crianças e adultos”, explica.

Depois de dois anos juntos, os alunos já estão no térmi-

APCD, reuniu cerca de 600 pessoas.

No cardápio a variedade de carnes, espetos e acompanhamentos

deram sabor especial à tarde de festa que

contou também com cerveja, refrigerante e sorvete de sobremesa.

Tudo à vontade e planejado com carinho pela

UNIDEN.

A “CONFRATERNIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE

abriu espaço para novas amizades.

-

zeram a reserva com bastante antecedência na APCD de

Sorocaba, pois o evento foi bastante disputado. Com todo

esse sucesso muita gente já espera pelo próximo!

havia escrito com Dimas Vieira e Hamilton Sbrana, ambos no do seu curso e segundo Muzilli, haverá um encerramen-

atores e diretores”, explica Muzilli.

to neste ano com uma apresentação para 100 crianças da

A equipe é formada por oito pessoas, que são Adriana Pastoral do Menor, prevista para 30 de novembro de 2012,

Barros, que atua como o dente, Fernanda Puertas, que é a no período da tarde. “O intuito é encerrar este trabalho

Língua e a bactéria, Silvia Martin, a escova, Samir Chevern- com esta turma e posteriormente, se houver possibilidade,


recomeçar com outros alunos”, explica.

do Amaral, a outra bactéria, Lais na produção e Carlos Mu-

zilli, o diretor e autor.

dia 30 de novembro, é necessário fazer reserva pelo tele-


fone (15) 3231-1462, pois as vagas são limitadíssimas. A

APCD, UNIP Sorocaba, Faculdade Leopoldo Mandic, Escola

Estadual, Jornal Cruzeiro do Sul, na Praça Central de So-

apresentação será, mais uma vez, gratuita.


O

Cirurgião-dentista, enquanto segurado do INSS, ou

seja, aquele que contribui para com a Previdência

Social, ou na condição de funcionário público que

aos fatores de risco, através de um laudo técnico pericial.

Para o segurado empregado esta prova se faz por meio do


-

tem regime previdenciário próprio, tem o direito a requerer denciário, fornecido pelo empregador. Já com relação ao

sua aposentadoria especial ao completar 25 (vinte e cinco) -


anos de serviço.

monstração deve ser feita por laudo pericial emitido por

A aposentadoria especial é um benefício previdenciário médico do trabalho, ou engenheiro de segurança do traba-

concedido ao segurado que tenha trabalhado em condilho, contendo a descrição do local de trabalho, os serviços

ções prejudiciais à saúde ou à integridade física e, no caso realizados, as condições ambientais, o registro dos agen-


- tes nocivos, o tempo de exposição, comprovante de paga-


mento de ISS, comprovante do pagamento da anuidade ao

permanentemente a algum agente nocivo e/ou prejudicial Conselho e sindicato da categoria, bem como quaisquer

a saúde, seja por manipular material infecto-contagiante e

expor-se a radiações ionizantes ao examinar os dentes e a exerceu a odontologia durante o período anterior ao pedi-

cavidade bucal direta ou indiretamente, ou ainda, seja em do de aposentadoria especial.

função do ruído do micro motor, ou pela postura da cervi- Contudo, para aquele que exerceu a atividade antes do

cal, ou outras inúmeras situações que tornam o trabalho advento da citada Lei, o direito ao cômputo especial desse

insalubre.

período sem a necessidade de apresentação de laudo pe-

As vantagens advindas dessa aposentadoria especial, para

os Cirurgiões-Dentistas, residem nos seguintes aspectos: do artigo 5º, inciso XXXVI da Constituição Federal/88, que

não há necessidade de se respeitar uma idade mínima; não trata do direito adquirido, como já decidido pelos Tribunais


- Superiores em diversas ocasiões.

tivamente o valor da aposentadoria que pode chegar em Assim, no caso de recusa por parte do INSS em conceder

30% até 60%, conforme a situação; e ainda, terá no calculo a aposentadoria especial para o cirurgião-dentista que

da Renda Mensal Inicial de seu benefício 100% do salário- exerceu a atividade antes de 28/05/95, sob o argumento

-de-benefício.

de que deve comprovar a atividade insalubre, é possível

Antes do advento da Lei 9.032/95 os médicos e dentistas procurar a tutela jurisdicional, com a propositura de com-


petente ação judicial, com fundamento na garantia Cons-

possuía presunção legal de atividade insalubre, assim de- titucional do direito adquirido quanto à presunção legal da


prática de atividade insalubre.

da vigência da Lei 9.032/95 de 28/04/1995, passou-se a

exigir a demonstração da exposição habitual e permanente Dr. Márcio Tomazela OAB/SP 97.506

34

Artigo

Revista APCD Regional de Sorocaba

APOSENTADORIA DO DENTISTA


ALDEMAR BATAGLIN 16/09

ADRIANA CRISTINA DENARDI MARRETO 25/10

AURELIO ALONSO JÚNIOR 29/09



BEATRIZ AZEREDO PACHECO BARTALOTTI 15/09

ALINE LOPES GARBIM 23/10

BEATRIZ SABONGI FERRAZ AYROSA 06/09

ALINE REGINA VIEIRA DE MORAES 26/10

BRUNO ALOISIO RESTA 15/09

ANA CRISTINA ANTUNES GRILO 25/10

CAMILA JUNQUEIRA DE OLIVEIRA LIMA 15/09

ANA GERTRUDES SOARES MARINHO 12/10

CAROLINA DE OLIVEIRA MIGUEL 18/09

ANA PAULA GUIMARÃES PENNA VALLILO 03/10

CLAUDIA TERRA NAZARET GUERRERO 28/09

ANAMELIA PEREZ FLORES 18/10

CRISTIANE FUSCO MARTINS 26/09

BRUNO DE PAULA MACHADO PASQUA 25/10

DANIELA MAGALHAES DA SILVA 04/09

CANDIDA MARIA BETTI PICHINI 24/10

DEBORA CRISTINA LAO LUCA 14/09

CRISTIANE MOLINARI FASIABEN 08/10

EDSON FORAMIGLIO 20/09

CRISTIANE RODRIGUES 08/10

ELI SILVEIRA CAMPOS 12/09

DANIEL FRANCISCO DE PAULO 03/10

ELSO PEREIRA ROCHA 08/09

DOUGLAS GUIDONI 06/10

ERICA ALVES PISTORI PASSARO 15/09

EDSON CARLOS BONI 17/10



EDSON CARLOS ZAHER ROSA 25/10

ESDRAS NUNES 13/09

ELIANE MARTINS RODRIGUES DOS SANTOS 19/10

EVELINE MARTINS RODRIGUES 04/09

EMILY DELLAPASI DE OLIVEIRA 18/10

FERNANDO DE PAULA SOUZA JUNIOR 11/09

FELIPE CASABURI DE GÓES 30/10

FLAVIA ARAUJO PASSOS 10/09

FERNANDA MARIA CRUZ VERLANGIERI 17/10

FLAVIA LARISSA LOPES DE CAMPOS E CAMPOS 04/09

FERNANDA NASCIMENTO GOZZANO 27/10

GABRIELA SOARES WESTRUP 26/09

FERNANDO JOSE HELLMEISTER DE ANDRADE 08/10

GUILHERME CARVALHO SILVA 04/09

FERNANDO LATUF SILVEIRA 21/10

JANAINA AMARO MIRANDA ABDALLA 20/09



JORDAO CORREA NETO 28/09

GRAZIELA TIVERON HERMENEGILDO 19/10

JOSE FERNANDO PONTES 25/09

JOAQUIM EUGÊNIO M. BARROS NETO 08/10

JOSEMAR BARBOSA SOUZA 19/09

JOSE WILLIAM LEITE OLIVEIRA 08/10

JULIANA BUENO CAETANO 19/09

JOSMAR MARIANO DA SILVA FILHO 29/10







LAURO AGOSTINHO 30/10



LEANDRO AUGUSTO PEREIRA MURARI 22/10

LARISSA FISZBEIN COPEL 20/09

LIVIA DE CAMPOS 30/10



LUCIANA BIANCHI 04/10

LISLE FIORESE SCHREIBER GIANELLI 20/09

MAISA GALLETTI SÁ 18/10



MARCELO RIBEIRO ALVES 11/10

LUIZ ANTONIO ZAMUNER 06/09

MARIA ALICE BERNARDES 12/10



MARIA DA CONCEIÇAO C. C. MARCELINO 02/10

MARCO ANTONIO ALVES LIMA 05/09

MARIA TEREZA S. CARMIGNANI 09/10

MARCO ANTONIO PANACIULLI 22/09



MARCOS ANTONIO ISSA 28/09

NIVEA MARIA DE OLIVEIRA 27/10

MARIA ANTONIA DE OLIVEIRA CANO 02/09

PAULO DE TARSO ALMEIDA CARVALHO 07/10

MARIA HELENA MARTINS 18/09

PAULO NICOLAU PERRELA 24/10

MARIA HELENA NASCIMENTO GOZZANO 21/09

PEDRO ANTONIO ALMEIDA CARVALHO 13/10

MARIA INEZ MUREB SALLUM URIARTE 05/09

RAFAEL GREGORIO DAL BELLO 04/10

MARTA MARIA LOPES LAZZARINI 16/09

RENATA PASSARO POMPILIO 06/10

MAURA RENATA GRAZIOSI 12/09

RODRIGO FLEURY DE TOLEDO 16/10

NORMAN HENRIQUE MARTINS 06/09



PAULO ROBERTO XAVIER DE ALMEIDA 19/09

SANDRA APARECIDA VALINOTO 13/10

PRISCILA LOPES DE OLIVEIRA 27/09

SERGIO CORTEZ CRUZ 15/10

ROQUE ANTENOR PASSARO JUNIOR 20/09

STELLA MARIS SILVA DE CAMPOS 16/10

RUBENS GABRIEL JUNIOR 11/09

TEREZA CRISTINA TEIXEIRA 15/10

TALITA DE CAMPOS COELHO PECORA 26/09

THIAGO MACIEL LAZARINI 02/10

TARCISO RENATO RODRIGUES 03/09

ULYSSES ANTONIO DE CAMARGO DE BARROS 10/10

VALDIR ROBERTO LANDULPHO 10/09

VALDEREZ A. DE FREITAS ROSSI CARVALHO 14/10

VIVIANE MARQUES FERREIRA 18/09

VERA CECILIA GRAZIOSI FERREIRA RAMALHO 26/10

WALDOMIRO ROSCIANO DE CAMARGO 02/09

VINICIUS TADEU SILVA RIBEIRO 16/10

VIVIANE OLIVEIRA PINHEIRO MACHADO 09/10

WALTER RIBEIRO 06/10

36

Aniversariantes

Setembro

Revista APCD Regional de Sorocaba

Outubro

Novembro

ADRIANO AUGUSTO HOFFMANN 27/11

ALEX BRIGANO CANALES 14/11

ALEXANDRE BRAIT LANDULPHO 09/11

ALEXANDRE PASSARO 05/11

ANA LUCIA FINARDI 26/11

ANGELO ZACARIOTTO NETO 28/11

CAMILA CAROLINE DE CHIATTO GONÇALVES 29/11

CARLA LUCIANA CIOLETTI RAMOS 08/11

CARLOS ARRUDA NETO 30/11

DENISE REGINA CARDOSO DE MATTOS 23/11

EDILSON ROBERTO RODRIGUES ALMENARA 19/11

ELVIRA APARECIDA O. ARRUDA DE MARCO 09/11



EVELYN CRISTINA ROSSIN BERTUSO 28/11

EZEQUIEL ORTIZ ROSA 26/11

FERNANDA OLIVEIRA DE CAMARGO 18/11

FERNANDO JOSE ROSA 28/11

FLAVIA LAIZ DIAS 25/11

FLAVIO DE ALMEIDA DIGIAMPIETRI 29/11



IZABEL CRISTINA VIEIRA GAIARA 09/11

JOAQUIM LEAO NOGUEIRA LEVY 12/11

JOSE MARIA MASSARI 03/11

JULIANA BELLINI PEREIRA DA SILVA 10/11

JULIANA CHIQUITO ZAMBIANCO 05/11

JULIO LUIZ PESSUTI MILEGO 05/11

LUDMILA MENDES 29/11

LUIS FERNANDO AGUIAR DE PAULA 10/11



MARGARIDA MARIA FERREIRA MORAES 08/11

MARIA CRISTINA LAURETTI 27/11

MARLI CALDERON GONÇALVES NANI 30/11

MATEUS ALVES FEITOSA 12/11

OLIVIO FARIA DE CASTRO 28/11

PATRICIA ELIAS MIR DE CAMPOS 11/11



SAMUEL DE FIGUEIREDO LEITE 17/11

STEFANIA ESPINOSA 25/11

SUELI GIROLDO NASCIMENTO 11/11

TADEU FELICIANO DIAS 07/11





Dezembro

AFONSO AUGUSTO DE ABREU NICOLAU 26/12

ANA CARLA MARANGONI PICAO 13/12

CAROLINE ALMEIDA NASCIMENTO P. BIANCHI 11/12

CELIO PASQUOTTO 08/12

CRISTIANE EMI MIURA ROMÃO 28/12

DEBORA APARECIDA LENTINI DE OLIVEIRA 29/12

EDILENE MARTINS RODRIGUES 04/12

EDUARDO DE SOUZA MARTINS 11/12

ELIAS AGOSTINHO NETO 24/12

ELIO FERNANDES MÁS 14/12

ESTELAMARIS CAMPOS 16/12

FABIANO OLIVEIRA SOARES 10/12

FAUSTO EMILIO CORREA 07/12



GABRIELA DE SOUZA TOMAZIN 30/12

GASPAR MARTINS DA SILVA 13/12

GISELE PEREIRA DE OLIVEIRA INOCENTTI 14/12

JEFFERSON VINICIUS BOZELLI 16/12

JOSE CARLOS CARNEIRO DA SILVA 22/12

JOSE JORGE MOBAIER 16/12



LAURA GOMES GARBELLOTTI FARSULA 27/12

LUCIANO DA SILVA SALLES 13/12

MARCIO LOSSURDO OLIVEIRA 06/12

MARIA HELENA CEZAR BRANCALION 21/12

MARIA HELENA MENDES FERNANDES AMORIM 05/12

MARIANA MORON DAL PIAN FLORES 29/12



MURILO OLIVEIRA CAMPOS TRINDADE 17/12

NELLY TEREZA PAGAN LITTÉRIO 18/12

OSVALDO NANI 10/12

PAULO PAGAN DE LARA 01/12

PAULO SERGIO BERRIEL RICCI 31/12

RENATA CRISTINA PIAIA MONFRIN 05/12

ROBERTO BERTAZZOLI 26/12

SAMARA PIRES 14/12

SANDOVAL DE ANDRADE FILHO 01/12

SARYNE MARUM BARROS MARTINS 18/12

TIAGO MIGUEL RIBEIRO 29/12

VALERIA CRISTINA DA SILVA P. ANDRADE 05/12

VANESCA DE SOTOVIA ARRUDA TREVISANO 17/12

WILLIAN PICHINI 18/12


38

Artigo

Nos últimos anos a procura por um sorriso branco,

harmônico e saudável tem feito com que a

odontologia avance e as universidades invistam

em novas pesquisas. Isso tem feito com que a população

tenha mais acesso a tratamentos que melhoram a saúde, a

estética e também a auto-estima do paciente.

As reabilitações orais vão desde uma simples restauração

até a confecção de implantes que envolvem cirurgias e

próteses de alta performance. Tudo isso para que o paciente

desfrute de uma vida mais saudável.

Uma das formas de reabilitação estética muito utilizada

nos EUA e que já chegou ao Brasil são facetas em porcela-

Revista APCD Regional de Sorocaba

Lentes de Contato na Odontologia

Dr. Rafael Landim

Cirurgião Dentista

Graduado UNESP – Araçatuba

CROSP 100.761

Entre as vantagens deste tratamento estão o desgaste

mínimo (às vezes não ocorrendo nenhum) no dente que

receberá a porcelana, aspecto mais natural, pois não há

metal e o fato de não sofrer alterações na cor e forma ao

longo do tempo. Além de preservar o esmalte, a dentina

e toda a estrutura do dente na instalação das Lentes. Para

pacientes que requerem mudanças mais extensas, as facetas

laminadas podem ser mais uma opção, mas é preciso

que o cirurgião-dentista avalie qual a melhor opção para

cada caso.


As Lentes de Contato são mais uma opção para as pessoas

que querem ter um sorriso mais bonito e uniforme.

Com elas a estrutura dental é menos desgastada e o paciente

não sente dor, pois são adaptadas através de um

sistema de colagem (adesivo). As facetas são confecciona-


possibilita a preservação de boa parte da estrutura denta.

Para utilizar essa técnica, o caso tem que ser avaliado,

pois é necessário que se tenha uma estrutura dentária

adequada para a adesão da peça (colagem). Ela permite

a solução de diversos problemas estéticos como manchas

e descoloração. Além disso, melhora o sorriso sem o uso

de aparelho ortodôntico como o fechamento de diastemas

(espaços).

Similar magazines