Ciência e Tecnologias

esic.pt

Ciência e Tecnologias

Joana Ferreira nº 14

Sara Almeida nº 21

11º C

Prof. Idália Carrasqueiras


Introdução…

Ao longo dos anos, a ciência tem vindo a evoluir, o que nem sempre tem sido

vantajoso para o Homem, prejudicando-o a si próprio. Contudo, este facto tem permitido

ao Homem atingir, o que há décadas atrás achava ser impossível.

Com este trabalho pretendemos demonstrar o quanto a ciência e a tecnologia

estão presentes no nosso dia-a-dia, sem que nos apercebamos disso. Demonstrar que a

ciência domina na actualidade, de tal forma que pretendemos consciencializar os

cidadãos para os perigos de uma sociedade em rede.


Definição de ciência…

A Ciência é o conjunto de informações sobre a realidade, acumuladas

pelas várias gerações de investigadores depois de devidamente validadas

pelo método científico. Também se designa por ciência o processo de

recolha e validação de informações sobre a realidade.

A ciência é a Investigação metódica das leis que regem os fenómenos.


Definição de ciência…

Objectivamente, a ciência é um

conjunto de afirmações, logicamente

encadeadas entre si, de modo a

fornecer um sistema coerente.

Subjectivamente, é um conhecimento

das coisas baseado nas suas causas ou

nos seus princípios.

A ciência é um conjunto organizado de conhecimentos relativos a

determinadas categorias de factos ou de fenómenos, especialmente os

obtidos mediante a observação objectiva (experimentação e um método

próprio e racional).


Definição de Tecnologia…

A tecnologia é um método utilizado

para transformar inputs em outputs. O

conhecimento, ferramentas, técnicas e

acções usadas para transformar

materiais e informação em bens e

serviços acabados.

A tecnologia é um estudo sistemático dos procedimentos e

equipamentos técnicos necessários para a transformação das

matérias-primas em produto industrial. Ciência com sentido

económico.


Diferenças entre a ciência e a tecnologia…

É muito comum ter-se uma perspectiva errada sobre o que é a ciência que

, na maior parte das vezes, é confundida e tida como tecnologia. A verdade é que

ciência e tecnologia, apesar da estreita relação entre elas, são totalmente distintas.

A ciência consiste no conhecimento “certo”, racional sobre a Natureza das

coisas ou, de outro modo, na investigação metódica das leis dos fenómenos, que

tem como objectivo a busca do saber.

A tecnologia, por seu lado, consiste na utilização do conhecimento

científico; no fundo, de todo o saber que a ciência possui.


Diferenças entre a ciência e a tecnologia…

Existe, como já foi referido, uma estreita ligação entre a ciência e a tecnologia

uma vez que o desenvolvimento e progresso de ambas assenta na sua cooperação

mútua. Assim, se por um lado a fonte da tecnologia é a ciência, que lhe fornece as

formas ou o saber que irão permitir criar tecnologias (como por exemplo, microscópios,

tubos de ensaio, termómetros), por outro lado, o desenvolvimento da ciência está

dependente dessas tecnologias, que permitiram a criação do termómetro, possibilitando

este saber, por exemplo, a ebulição e solidificação da água a 100º e 0º,

respectivamente.


A Ciência e a Tecnologia ao longo dos anos…

A ciência e a técnica, desde o século XVII, permitiram à

humanidade realizar enormes progressos, nomeadamente no controlo e

exploração da natureza. As suas descobertas e invenções moldaram as

nossas sociedades actuais. Para o bem e para o mal. Isto é, muitas

aplicações se por um lado permitiram minorar o sofrimento humano, por

outro, contribuíram também para aumentar a capacidade destrutiva dos

aparelhos militares ou a degradação da vida na terra. As suas implicações

morais são por demais evidentes para que as possamos ignorar.


A Ciência e a Tecnologia ao longo dos anos…

Continua a ser frequente encarar-se a ciência e a técnica como

neutrais. Um cientista ou um inventor teria apenas um único compromisso e pelo

qual teria apenas responsabilidade: Descobrir tudo o que pode ser descoberto.

Experimentar tudo aquilo que pode ser experimentado No século XX muitas

descobertas e experiências levadas a cabo, mostram que não era possível

continuar a sustentar o princípio da neutralidade da ciência e da técnica:


A Ciência e a Tecnologia ao longo dos anos…

a) A ciência e a técnica estão hoje, em

muitos domínios, claramente ao serviço das

estratégias do poder ou do aumento dos lucros

das multinacionais.

b) Muitas experiências científicas tem

assumido formas condenáveis ao reduziram

seres humanos a meras cobaias. As experiências

realizadas durante a segunda guerra mundial,

nos campos de concentração alemães, estão

longe de constituírem casos isolados.

Uma das questões que está hoje em

causa, não é apenas a da responsabilidade moral

dos cientistas e inventores, mas também a

necessidade de se estabelecerem limites para as

experiências científico-tecnológicas.


A ciência e a tecnologia na actualidade…

O mundo vive uma extraordinária mutação

tecnológica, em que a novos materiais se reúnem pastas

geneticamente elaboradas e circuitos electrónicos para

tantas finalidades, que nos parecem infinitas, como a nossa

ignorância. A ficção científica está a tornar-se realidade, ao

mesmo tempo que cada vez mais partes dos nossos corpos

são substituídas por outras mais funcionais, ameaçando

permitir-nos viver por mais de um século de cada vez. Para

gerir e entender tudo isso é preciso cada vez mais

inteligência. Inteligência das profissões técnico-cientificas,

cada vez mais volumosas. Inteligência dos cérebros

computorizados, que assaltam o nosso quotidiano

profissional e pessoal. Inteligência emocional, para fins

organizacionais em sistemas cada vez mais abertos, para

fins sociais em sociedades complexas.


Poder e interesse político face à ciência e à

tecnologia…

As descobertas científicas e tecnológicas, bem como os

progressos de ambas, estão muitas vezes, ou sempre, dependentes do

financiamento político, que tem um grande poder sobre a ciência e

tecnologia. O poder e controlo que a política ou o estado possuem e

exercem sobre a ciência e tecnologia, são evidentes, pois, caso não

sejam financiadas, hoje não veríamos muitos dos progressos na

medicina, mecânica…


Poder e interesse político face à ciência e à

tecnologia…

O poder e controlo políticos também se verificam na genética, onde,

o papel político, como em todas as ciências ou tecnologias, deveria ser ou é

interveniente. Neste caso - na genética ou clonagem em seres humanos - é

demonstrado igualmente o seu carácter ético face ao que se poderá obter da

ciência e tecnologia. Contudo, quando existem interesses políticos sobre a

ciência e tecnologia que colocam a ética “no lixo”, os perigos e os poderes

que a ciência e tecnologia possuem são bem claros.


Poder e interesse político face à ciência e à

tecnologia…

por exemplo, em Hiroshima morreram milhares de

pessoas e muitas outras sobreviveram com

deficiências e traumas que as marcaram para o

resto da vida. Ao estado americano interessava

ganhar uma guerra que foi conseguida pela criação

da bomba atómica concebida pelos cientistas que

conseguiram descobrir as suas fórmulas (ciência) e

pelos utilizadores da ciência (tecnologia) que a

construíram, tudo isto por um interesse político que

teve, assim, um desfecho trágico. Por trás da vitória

dos Estados Unidos e descoberta das fórmulas

químicas da bomba, esconderam-se milhares e

milhares de vidas perdidas e outras tantas marcadas

pelo sucedido...


Algumas vantagens e desvantagens da

ciência e das tecnologias…

Através do avanço das tecnologias e da ciência é-nos, hoje, permitido

aceder a múltiplas respostas para as quais, à décadas atrás não conseguíamos

obter resposta.

Actualmente, numa época de grandes descobertas e progressos

científicos e tecnológicos, desde a obtenção de energia eléctrica à substituição

do ser humano pelos mais especializados equipamentos, como robots.

Mas apesar de tudo, existem inúmeras desvantagens, tais como, as

excessivas emissões de poluentes para o ambiente, a inibição do Homem face à

socialização com os restantes indivíduos…


Algumas vantagens e desvantagens da ciência e das tecnologias…

Nos dias de hoje, o Homem já

tem consciência do mal que está a

causar ao ambiente e consequentemente

aos outros seres vivos. Apesar disso,

ainda não foram tomadas as medidas

necessárias para a resolução deste

problema.


O que é a Internet?

A Internet é não só um meio de entretenimento ,

mas principalmente um meio pelo qual se pode comunicar

com todo o mundo, pelo qual se pode deslocar ao mais

recôndito local do planeta e, principalmente, pelo qual se

tem ao dispor toda a informação actualmente existente,

sobre qualquer assunto que se possa imaginar. É uma

imensa rede mundial de computadores, mais

concretamente um conjunto de redes e sub-redes,

situadas em todos os pontos do globo, compostas por

computadores de todos os tipos, operados por pessoas de

todas as idades, raças, religiões e personalidades. De

facto, a Internet torna-se cada vez mais uma ferramenta e

não um passatempo.

Deste modo, nos países desenvolvidos,

possuidores de uma sociedade em rede, a Internet é hoje

uma necessidade indiscutível.


Vantagens da Internet

Interactividade: O utilizador não é passivo da informação, pode escolher

como quer vê-la e dar uma resposta directa;

Produtividade: Há a possibilidade de realizar comércio electrónico (ecommerce),

intercâmbio de informação, uso de dispositivos e recursos

remotos (sistemas de e-learning);

Actualidade: Os documentos na rede actualizam-se continuamente. É a

sua especial maneira de estarem "vivos" e, portanto, de serem realmente

eficazes, úteis e rentáveis;


Vantagens da Internet

Economia: A informação a que se tem

acesso, desde qualquer parte do mundo,

está no computador de cada um de uma

forma rápida e idêntica à original, ao preço

de uma chamada local

Globalidade: Uma vez que se entra na

rede, tem-se acesso a toda a informação e

aos recursos que lá se encontram.

Na Internet, um utilizador pode ter liberdade

de expressão. É o único território onde as

fronteiras se diluíram e onde não existem

quaisquer censuras (há, obviamente,

algumas poucas excepções!).


Evolução do Número de utilizadores da Internet

O gráfico seguinte mostra a evolução do número de utilizadores de

Internet :


Número de Utilizadores da Internet

O gráfico seguinte representa o número de utilizadores por área

geográfica:


Riscos da Internet …

existem alguns riscos para as crianças que usam a Internet.

Contudo, os jovens (adolescentes) estão particularmente em risco porque

frequentemente utilizam o computador sem supervisão familiar e porque é

mais provável que visualizem páginas ou participem em conversas em linha

relacionadas com actividades sexuais. Alguns dos riscos são:

legal e financeiro

exposição a material inapropriado

abuso físico


exposição a material inapropriado

Um dos riscos é que a criança fique exposta a material

inapropriado de índole sexual ou de natureza violenta, ou que a

incentive a realizar actividades que são perigosas ou ilegais. Podem,

além disso, encontrar inadvertidamente informação que seja

degradante ou ofensiva.


abuso físico

Outro risco é que, enquanto em linha, uma criança pode fornecer

informação ou proporcionar encontros que ponham em causa a sua

segurança ou a de outros membros da sua família. Em alguns casos, os

pedófilos usaram o correio electrónico e os grupos de conversação em

directo para ganhar a confiança de uma criança e conseguir uma reunião

cara a cara.


legal e financeiro

Um terceiro risco pode ter a ver com consequências negativas do ponto

de vista legal e financeiro, devido ao facto de uma criança ou jovem fornecer o

número do cartão de crédito de um familiar ou fazer algo que viole os direitos de

outra pessoa. Às crianças devem ser ensinadas as principais regras de

segurança na Internet e os princípios da etiqueta da rede e formas de evitar ser

indelicado, mesquinho ou ofensivo.


Que medidas de prevenção tomar?

Estabeleça limites e regras razoáveis às crianças acerca da utilização do

computador e da Internet.

Deve-se Evitar proporcionar informação de identificação pessoal.

Não se deve permitir que uma criança marque uma reunião presencial com

outro utilizador.


Que medidas de prevenção tomar?

Nunca responda a mensagens insinuantes, obscenas, agressivas, que

sugiram fins menos lícitos ou que lhe causem incómodo.

Recorde que as pessoas em linha nem sempre são o que parecem.

Nem tudo o que lemos na Internet é necessariamente verdadeiro.


Sociedade em rede…

"A revolução da tecnologia da informação e a reestruturação do capitalismo

introduziram uma nova forma de sociedade, a sociedade em rede" (M. Castells).

A Sociedade da Informação tem múltiplas possibilidades de conexão em

rede. O uso disseminado do computador, o acesso às informações, a

universalização dos meios de comunicação e telecomunicações, conjugados com a

expansão da Internet no mundo, possibilita o surgimento de uma rede institucional

de serviços electrónicos. O resultado é a difusão social do conhecimento em larga

escala de transmissão, a partir de sistemas tecnológicos inteligentes, com acesso

público para o cidadão em diferentes pontos de conectividade e interactividade nas

cidades actuais.

Quando transitamos pela cidade percebemos que esta é recortada por

vias, locais para encontros, áreas verdes e de lazer, zonas comerciais e

residenciais, zonas mistas, sectores industriais, prédios públicos, equipamentos de

serviços para o cidadão, hierarquias, burocracias, planeamento e gestão.


Sociedade em rede…

Existe uma estrutura social baseada na formação e administração de

redes de serviços, bens, conhecimentos e informações diversas que precisam

estar disponíveis para acesso e partilha. Esta dinâmica social de uma rede

colectiva permite ao cidadão circular e viver na cidade. As novas tecnologias

de informação e comunicações – TIC’s, favorecem a formação de uma rede

de cidadania digital, disponibilizando serviços e acções de interesse público

na cidade.

A consolidação progressiva dessa cidadania digital sobrepõem-se à

rede física da cidade e, aos poucos, cria um sistema com múltiplas entradas e

saídas. Permite o usufruto das oportunidades e benefícios da Sociedade da

Informação local ou o que denominamos Cidade Digital. Entretanto, anterior à

Cidade Digital precisamos estabelecer a cidadania em rede, tornando barato

e acessível à grande parcela da sociedade local, o meio de comunicação

mais elementar na era da informação: o telefone.


Novos Tempos

Nos novos tempos,

As crianças não são tão inocentes

E sua beleza se obscureceu,

Esvaziou-se como os ventres das mães

Cujo instinto se perverteu

E optou por não gerar vida...

Nos novos tempos,

As fronteiras caem,

As comunicações avançam

As distâncias diminuem,

E os homens cada vez se entendem menos...

Nos novos tempos,

O amor é tão livre

Que se tranca em quartos de motel

E é incapaz de originar versos à lua,

Prostituída por algum astronauta errante...

Nos novos tempos,

O mundo é tão moderno e interessante,

Que se tornou necessária a fuga -

Em qualquer droga ou desvio delirante...


Nos novos tempos,

Perdeu-se tanto tempo em fabricar vitaminas,

Sintetizar complementos energéticos,

Fibras

E aminoácidos

Que esquecemos de que nos alimentamos de "comida".

(E de que muitos têm fome)

Nos novos tempos,

Cada qual quer seu espaço -

Mata,

Trai

E se vende por este espaço,

Que fica em parte alguma

E que não é nada,

Pois não há ninguém para admirá-lo...

Nos novos tempos,

Se vive a própria vida

Só pelo prazer de se deleitar

Na própria solidão


Nos novos tempos,

O casamento é falido,

A família é falida,

As pessoas são falidas,

A alegria é falida...

Nos novos tempos,

Corre-se muito para chegar,

Mas ninguém sabe bem aonde...

Nos novos tempos,

Vários profetas surgem

E falam de um caminho a ser seguido...

De um caminho que deve ser buscado,

Procurado em nós mesmos,

Que nem sabemos quem somos...


o diagnóstico está FEITO: O PLANETA ENCONTRA-SE DOENTE!

Mas a cura ainda não tem data marcada…


Conclusão…

Pensamos que, com a realização deste trabalho, conseguimos

atingir os objectivos anteriormente mencionados, ficar a conhecer mais

acerca deste tema…


Bibliografia…

http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet

http://www.minerva.uevora.pt/internet-segura/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ci%C3%AAncia

http://www.google.pt/search?hl=pt-

PT&lr=lang_pt&defl=pt&q=define:Ci%C3%AAncia&sa=X&oi=g

lossary_definition&ct=title

http://www.cfh.ufsc.br/~wfil/davies.htm

http://www.google.pt/search?hl=pt-

PT&lr=lang_pt&defl=pt&q=define:Tecnologia&sa=X&oi=gloss

ary_definition&ct=title

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tecnologia

More magazines by this user
Similar magazines