Revista especial - A Grande Esperança - União Sul-Brasileira

usb.org.br

Revista especial - A Grande Esperança - União Sul-Brasileira

.

Adventista.

Revista

ESPECIAL • 2012

impacto ESpERaNÇa

CELEBRAÇÃO

Igreja comemora a entrega de 30 milhões de livros em apenas um dia.

De casa em casa, a salvação bateu à porta na América do Sul


ERtoN KÖHLER

é presidente da

Igreja Adventista

para a América

do Sul.

2 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

mENSaGEm paStoRaL | por Erton Köhler

Faltam palavras

A alegria de levar a mensagem de esperança foi visível no rosto de cada membro da igreja

acredito que você, em algum momento,

já experimentou emoções tão fortes que, por fim,

faltaram palavras para descrever tudo o que sentiu.

Para mim, uma dessas ocasiões foi o Impacto

Esperança, especialmente o dia 24 de março.

Aconteceu tanta coisa, o envolvimento foi tão forte,

foram tantos livros distribuídos, que fica difícil

expressar corretamente os sentimentos!

Acompanhei o movimento entre os servidores da

Casa Publicadora Brasileira e, no sábado 24, estive

em São Paulo. Foi emocionante passar pelas ruas e

ver, em diferentes regiões da cidade, duplas de membros

com sacolas e mochilas cheias de exemplares

do livro A Grande Esperança. Eles estiveram nos semáforos,

estações de Metrô, comunidades de baixa

renda e em bairros de elite. Gente com camisetas da

campanha ou mesmo com a roupa do culto que havia

terminado poucos minutos antes.Também não

é possível descrever o que aconteceu em Quito, capital

do Equador, com milhares de irmãos de todo

o país que viajaram até a cidade para distribuir 500

mil livros. Foi um impacto impressionante! À noite,

milhares se reuniram no Velódromo, local usado no

passado pela ditadura militar, então escolhido para

celebrar a esperança.

Nossas palavras são limitadas para descrever a

multidão de adventistas que foi às ruas em Buenos

Aires, como nunca havia acontecido. Saíram com

camisetas e coletes da campanha, levando livros envelopados

e etiquetados com endereços. Foram 500

mil exemplares em apenas um dia!

Estive com o pessoal da igreja do Unasp, campus

de São Paulo, na comunidade de Jardim Colombo,

região de baixa renda, ao lado do rico bairro

do Morumbi. Centenas de alunos, com camisetas,

alcançaram cada área remota da comunidade. A

alegria de levar a mensagem de esperança foi visível

no rosto de cada um. Não pude estar com minha

família, mas, mesmo em Brasília, eles saíram

para distribuir o livro A Grande Esperança. Ao

voltar para casa, minha filha, de cinco anos, disse:

“Como é bom entregar esses livros! Quando vamos

sair de novo?” As mensagens no Twitter expressaram

a euforia de jovens que foram às ruas e

sentiram claramente que haviam impactado

milhares e milhões de vidas.

Cerca de 60 mil pessoas compareceram

à festa de celebração, organizada no vale do

Anhangabaú, centro de São Paulo. Pedi que levantassem

a mão todos os que haviam participado

da distribuição durante o dia. Todas as

mãos se levantaram com alegria.

Faltam palavras para descrever como a igreja

abraçou a campanha de forma tão apaixonada,

capaz de distribuir quase 30 milhões de livros em

um único dia! Pela graça de Deus, ainda chegaremos

a 52 milhões até o fim do ano e 70 milhões até 2013.

Faltam palavras para agradecer o envolvimento

de cada membro da igreja, que não poupou recursos

na compra de livros, que não economizou energias

para sair às ruas no dia 24 ou em outro dia especial.

Faltam palavras para agradecer aos líderes que

deram o primeiro passo, organizaram a igreja, dividiram

os territórios, prepararam os mapas e fizeram

deste sonho de Deus uma realidade. Também faltam

palavras para agradecer aos pastores, departamentais

e administradores que acreditaram que um

movimento assim poderia se tornar realidade. Eles

formaram a base do projeto, orando e investindo recursos,

tempo, reuniões, projetos, criatividade e energia.

Também não há como expressar, com justiça,

gratidão às nossas editoras – Casa Publicadora Brasileira

e Associación Casa Editora Sudamericana –,

que priorizaram a impressão e distribuição dos livros,

mesmo alterando seus planos de trabalho e ainda

atendendo inúmeros pedidos de última hora.

O movimento continuará até 2013, pois queremos

chegar a cada casa do território sul-americano

e alcançar, por meio de nossas duplas missionárias,

aqueles que serão tocados por Deus, recebendo-os

em nossos pequenos grupos e classes bíblicas. Estamos

apenas no começo deste movimento histórico

e profético. Mas prepare-se, porque os últimos

acontecimentos serão rápidos!

Apesar da falta de palavras apropriadas, queremos

usar todas as que forem possíveis para contar

o que aconteceu em todo o Brasil e no restante

do território da Divisão Sul-Americana, durante o

Impacto Esperança. Leia, com gratidão e compromisso,

cada uma das notícias a seguir e celebre os

milagres que Deus já começou a realizar.


impacto ESpERaNÇa

A salvação bate à porta

De casa em casa e em pontos estratégicos, adventistas distribuíram 30 milhões

de livros missionários em apenas um dia, em toda a América do Sul.

Veja os destaques dessa arrancada evangelística

Da redação

“Today is the day!” (“Hoje é

o dia!”), foi assim que o pastor

Ted Wilson, presidente mundial

da Igreja Adventista, resumiu

a expectativa de pouco

mais de 2 milhões de adventistas

da América do Sul, em

sermão proferido no dia 24 de

março, em São Paulo. A mensagem

do líder mundial motivou

as 10 mil pessoas que o

ouviram no templo da universidade

adventista e pela internet,

a distribuir o livro A Grande

Esperança, versão popular

do clássico O Grande Conflito,

de Ellen G. White.

O clima era favorável para

o evangelismo. No templo, a

liturgia que precedeu o sermão

de Ted Wilson preparou

o espírito do público. Foram

cantados hinos congregacio-

nais sobre a volta de Jesus e

um coral de 300 vozes, acompanhado

pela orquestra sinfônica

da instituição, interpretou

uma peça inédita divida

em três movimentos: tempo

de angústia de Jacó, advertência

da terceira mensagem

angélica e clamor pelo batismo

do Espírito Santo.

Testemunho – Antes de Wilson

falar, foi exibido o vídeo do

testemunho de Sheila Guimarães,

34 anos, que mora numa

pequena cidade a 140 quilômetros

de São Paulo. Por quatro

meses ela procurou descobrir

qual era a igreja que

tinha entregado em sua caixa

de correio o livro A Grande

Esperança. Somente no início

de março, quando Sheila entrou

pela primeira vez numa

igreja adventista, disse ter senti-

do muita paz, como se Deus a tivesse

abraçado e sussurrado que

ela O havia encontrado. No dia

24, Sheila foi testemunhar no

Unasp. Depois de ser enganada

por igrejas que lhe pediam dinheiro

em troca de bênçãos, ela

diz ter entendido a vontade de

Deus, ao descobrir os Dez Mandamentos

no livro que ganhou.

Emocionada e comovendo a todos

com sua história, Sheila afirmou

ter encontrado “Deus, Seu

livro e Seu povo”.

Sermão – No sermão, o pastor

Ted Wilson mencionou que

a grande mobilização sul-americana

pode servir de exemplo

para outras regiões do mundo.

Tendo como base o texto de

Apocalipse 12:17, ele enfatizou a

identidade profética do adventismo

e sua missão específica e

urgente. “Estamos no cruza-

Pastor Ted Wilson ajudou 600 alunos do

Unasp a distribuir livros no maior complexo

de favelas de São Paulo

mento do fim do mundo”, ressaltou

o líder. “Mas a Igreja vai

florescer enquanto tudo desmorona”,

completou. Fazendo

referência à Sheila, Ted Wilson

disse que a distribuição do

livro A Grande Esperança conduziria

os leitores a outro livro:

a Bíblia. Ele também enfatizou a

necessidade de distribuir o livro

O Grande Conflito como nenhum

outro, como orientado

por Ellen G. White. O líder mundial

terminou sua mensagem

contando a história da conversão

de uma moça norte-americana

por influência da literatura,

motivando assim a congregação

a não perder a fé e a disposição

de pregar sobre a volta de Jesus.

Livros – Ted Wilson visitou a

maior cidade do continente para

também participar da distribuição

de 4 milhões de exemplares

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

3


Ted Wilson: a grande mobilização sul-americana pode servir de exemplo

para outras regiões do mundo. No sermão, o líder enfatizou a identidade

profética do adventismo e sua missão específica e urgente

do livro missionário, em apenas

um dia. Na mesma data, em oito

países da América do Sul, 30 milhões

de cópias foram entregues.

Acompanhado do líder dos adventistas

sul-americanos, Erton

Köhler, e outras lideranças eclesiásticas

regionais, Ted Wilson

inaugurou o templo do bairro

Jardim Colombo, numa das regiões

mais pobres da metrópole.

Ali, a comitiva foi recebida

Augusta Augusto Serrano

completou 100 anos entregando

livros e cantando com seu coral

numa estação do metrô

4 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

Pastor Erton Köhler:

dia histórico e profético

por Ivanildo de Oliveira Júnior,

40 anos, líder da comunidade e

da igreja local. Ivanildo contou

que a Igreja Adventista é muito

bem-vinda na favela de 20

mil moradores por causa dos

projetos sociais que realiza com

o apoio do Unasp. Ainda este

ano, está prevista a construção

de um centro comunitário com

três andares, num acordo entre

a denominação e o governo

estadual, para oferecer cursos

profissionalizantes.

Com a distribuição dos livros

e a realização de uma feira

de saúde no dia seguinte, a

imagem da Igreja Adventista no

bairro ficou ainda melhor. Líderes

e 600 alunos da universidade

se dividiram em duplas para

visitar todas as ruas estreitas da

comunidade. Seguido por vários

fotógrafos e cinegrafistas, Ted

Wilson entregou alguns exemplares

e orou com os moradores.

Em massa – Em toda a cidade

de São Paulo, com o auxílio

de mapeamento prévio, livros

foram distribuídos em casas,

avenidas, comércios, escolas,

hospitais, pontos de ônibus e

estações de metrô. Universitários,

adultos, desbravadores e

idosos participaram. Augusta

Augusto Serrano, por exemplo,

comemorou seu aniversário de

100 anos entregando literatura

e cantando num coral que se

apresentou na estação metroviária

do Campo Limpo. “Quero

muito que Jesus volte logo para

acabar com esse sofrimento e

nos levar para o Céu”, declarou

a adventista veterana.

Celebração – Além de livros,

os adventistas doaram sangue.

Em diversos hospitais e hemocentros,

milhares de jovens fizeram

esse bonito gesto. A ação

foi noticiada pela Rede Globo.

Mas o movimento de proclamação

da esperança teve

seu clímax festivo no Vale do

Anhangabaú, centro da cidade.

Lá, os organizadores estimam

que 60 mil pessoas acompanharam

a programação que comemorou

a entrega dos livros

e os 20 anos do CD Jovem, coletânea

produzida anualmente

pela denominação para o louvor

nas reuniões da juventude.

A programação contou com

a apresentação de um coral de

pastores e dos principais músicos

adventistas do Brasil, todos

acompanhados por uma or-

Ivanildo de Oliveira Júnior, líder

da igreja e da comunidade de

Jardim Colombo. Em parceria

com a denominação, o governo

estadual vai construir centro

profissionalizante no bairro

questra. O pastor Ted Wilson

pregou sobre o ministério de

Neemias no desafio de reconstruir

os muros de Jerusalém.

Ele iniciou falando em português

“Feliz sábado” e “Jesus breve

virá”. No fim, orou: “Pai, obrigado

pelas bênçãos deste dia,

abençoe os milhões de livros

entregues, gratos pela promessa

de Seu breve retorno.”

Unasp – Em Jundiaí, SP, a distribuição

dos livros recebeu a ajuda

de 41 ônibus cheios de estudantes

do Unasp, campus Engenheiro

Coelho. Munidos de mapas e

guiados por funcionários da universidade

e pastores, os voluntários

entregaram 72 mil exemplares

em três horas. Pouco tempo

depois, 20 pessoas que receberam

o livro entraram num site

Vale do Anhangabaú: 60 mil pessoas celebraram a distribuição de 4 milhões

de livros e os 20 anos do CD Jovem


de relacionamento divulgado

num folder, elogiaram a obra e

solicitaram visitas pastorais. Na

região central do Estado, a campanha

foi apoiada pela divulgação

em outdoors, busdoors e

comerciais nas principais emissoras

de rádio e tevê.

No Unasp, campus Hortolândia,

também houve muito

envolvimento na campanha.

Os alunos do 4º e 5º ano do Ensino

Fundamental I presentearam

os funcionários da prefeitura

e câmara de vereadores

com 700 livros missionários,

no dia 6 de março. Ao todo, a

instituição e a igreja do campus

doaram 220 mil exemplares,

montante distribuído em Hortolândia

e mais quatro cidades.

CPB e Superbom – Na Casa

Publicadora Brasileira, em Tatuí,

na tarde do dia 22 de março,

mais de 450 funcionários deixaram

o expediente na editora

para distribuir 20 mil livros nas

cidades de Porangaba, Capela do

Alto e Cesário Lange, esta sem

presença adventista. “É uma motivação

muito grande completar

nosso trabalho, que não é apenas

produzir, mas também sair

Cerca de 40 ônibus cheios de

estudantes do Unasp deixaram

o campus de Engenheiro Coelho

para distribuir 72 mil livros em

Jundiaí, SP

para entregar os livros”, pontuou

o pastor José Carlos de Lima,

diretor-geral da editora. A distribuição

foi precedida por um

culto na capela da instituição.

O coral dos funcionários cantou

sobre a volta de Jesus e o pastor

Erton Köhler motivou o grupo

a evangelizar.

Os funcionários da empresa

de alimentos Superbom também

saíram às ruas para distribuir

livros. Cerca de 80 pessoas

participaram da ação realizada

no dia 23 de março, no bairro

Jardim Bologne, em São Paulo.

Ao longo de três horas, os

servidores entregaram 3.500 livros.

A intenção da empresa é

continuar contribuindo para o

estabelecimento de uma igreja

adventista nessa comunidade.

Interior – No oeste paulista,

foram entregues 460 mil livros.

Em Barretos, os apresentadores

de TV, Xuxa Meneguel

e Gugu Liberato, que estavam

na inauguração de um hospital

infanto- juvenil de combate ao

câncer, receberam o livro. Na

cidade de Presidente Prudente,

alunos da escola adventista distribuíram

exemplares em um

hospital. E em Bananal, leste do

Estado, o governador Geraldo

Alckmin também foi presenteado

com o livro. Na campanha,

os surdos não foram esquecidos.

No dia 14 de abril, o Ministério

Adventista dos Surdos de

Diadema distribuiu DVDs em

Libras com mensagens sobre o

livro A Grande Esperança na 11ª

Feira Internacional de Tecnologias

em Reabilitação, Inclusão e

Acessibilidade (Reatech).

Sudeste – Em três Estados da

região Sudeste, mais de 3 milhões

de exemplares foram distribuídos.

A entrega foi de casa

em casa e aleatoriamente nas

ruas. Em Duque de Caxias, RJ,

o Ministério Adventista dos

Surdos distribuiu 400 DVDs

missionários em Libras. Enquanto

isso na Ilha de Paquetá,

cem pastores, professores e

No Unasp, campus Hortolândia, alunos presentearam os funcionários da

prefeitura e da câmara de vereadores. Ao todo, a instituição e a igreja do

campus doaram 220 mil exemplares

Imprimir e entregar: mais de 450 funcionários da CPB distribuíram 20 mil

livros em três cidades

Oitenta funcionários da Superbom entregaram 3.500 livros num bairro

sem presença adventista, na Zona Sul de São Paulo

alunos das escolas adventistas

entregaram literatura na região

onde moram 4.500 pessoas e

não há presença adventista.

Na periferia do Rio de Janeiro,

também foram distribuídos

exemplares. Em Antares, Zona

Oeste, a mobilização começou

de manhã e uma das visitantes,

Adriana Ribeiro, aproveitou

a oportunidade para testemunhar

a respeito das verdades

que descobriu com a leitura do

livro. Missionária de outra denominação,

Adriana reconheceu

que por muito tempo acreditou

e pregou uma mensagem

que não tinha total apoio bíblico.

Há dois meses, quando recebeu

seu exemplar, decidiu divulgar o

material na igreja que frequenta.

RJ – Na Capital, a entrega dos

livros alcançou até mesmo as

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

5


Ilha de Paquetá, RJ: pastores,

professores e alunos entregaram

literatura na região onde moram

4.500 pessoas e não há presença

adventista

estações de metrô e os bares.

Jovens atuaram na estação Vicente

de Carvalho e Jacarepaguá,

onde os voluntários usaram

carro de som, faixas e

cartazes sobre o livro. Na abordagem

por mapeamento, os

fiéis visitaram casas e comér-

6 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

Trezentos jovens doaram sangue

no Hemorio

cios. O dono de um bar gostou

tanto do livro, que ofereceu o

sistema de som de seu estabelecimento

para tocar músicas

religiosas.

Outra iniciativa interessante

foi a do Colégio Adventista

de Jacarepaguá. No dia 28, os

alunos da escola acompanharam

as atividades de 3 mil futuros

policiais do Centro de Formação

e Aperfeiçoamento de

Praça (Cetap), na Zona Oeste

da cidade. Enfileirados em batalhões

de 600 homens, os soldados

receberam o livro missionário.

Mais de 3.400 exemplares

foram distribuídos. A ideia faz

parte de um projeto mais abrangente

da rede educacional que

visa a aproximar os alunos dos

policiais militares do Estado.

Ainda no Rio, o dia 24 foi

marcado pela doação de sangue

de 300 voluntários no Hemorio.

Durante o cadastramento e coleta

de sangue, o livro missionário

foi entregue aos funcionários

Duque de Caxias, RJ: o Ministério Adventista dos Surdos distribuiu 400

DVDs em Libras com mensagens sobre o livro missionário

e demais doadores, e músicas foram

apresentadas por corais. E

na serra fluminense, região arrasada

pelas chuvas de verão,

em janeiro de 2011, 2 mil livros

foram distribuídos no Vale do

Cuiabá, uma das comunidades

mais atingidas, localizada entre

Itaipava e Teresópolis.

MG – No dia 31 de março, pelo

sétimo ano consecutivo, 500

pessoas participaram do projeto

Vida por Vidas em Betim, região

metropolitana de Belo Horizonte.

A iniciativa faz parte do

calendário oficial do município,

desde 2009. Neste ano, os voluntários

caminharam do Viaduto

do Jacintão até o hemocentro da

cidade. Acompanhados por carro

de som e fanfarra, os voluntários

entregaram panfletos sobre

doação de sangue. Na frente do

Hemominas, os jovens distribuíram

exemplares do livro missionário.

ES – Com 10 mil habitantes, o

município de Atílio Vivacqua,

no sul do Espírito Santo, era

uma das poucas cidades da

região que não tinham igreja

adventista. O sonho de erguer

um templo ali levou os

servidores da sede administrativa

denominacional a adotar

o município. Desde 2011,

os funcionários do escritório

da Igreja Adventista têm doado

parte de seu salário para a

construção desse templo. Por

isso, no dia 24, acompanhados

por alunos da Escola Adventista

de Campo Grande, Cariacica,

os servidores voltaram a

Atílio Vivacqua para entregar

4 mil livros. Parte da população

já aguardava os exemplares

em função da divulgação da

TV Novo Tempo. Em Nova Venécia,

ES, a campanha contou

com a participação de um adventista

centenário. Auxiliado

pelo pastor Moisés de Oliveira,

Mateus Rodrigues de Oliveira,

de 106 anos, distribuiu livros

missionários.

Curitiba – Em toda a região Sul,

mais de 3 milhões e 200 mil livros

foram entregues. No centro

de Curitiba, 7 mil pessoas

celebraram a entrega de 500

mil exemplares em 68 cidades

da região central do Paraná. O

encontro na Praça Rui Barbosa

contou com a presença de autoridades

municipais, eclesiásticas,

membros e moradores da cidade.

Na abertura do programa, o

prefeito Luciano Ducci ressaltou

a importância das ações desenvolvidas

pelos adventistas:

“Quero parabenizá-los por essa

grande festa, grande mobilização

em favor do amor, da fé, da

caridade que está sendo feita não

só aqui na nossa cidade, mas no

mundo inteiro.”

No palco, a participação dos

cantores atraiu a atenção de

Auxiliado pelo pastor Moisés de Oliveira, Mateus Rodrigues de Oliveira,

de 106 anos, distribuiu livros missionários em Nova Venécia, ES


Na Praça Rui Barbosa, centro de Curitiba, 7 mil pessoas celebraram a

entrega de 500 mil livros em 68 cidades da região central do Paraná

quem transitava pelo local. “Eu

nunca imaginei que um dia a

Igreja faria isso. Acho que Jesus

está mais perto de voltar do

que imaginamos. É por isso que

realmente temos que cumprir

nossa missão e anunciar isso

aos outros”, declarou o pedreiro

Valdir Fabrício. Adventista

desde 1969, ele assegura que

o projeto causou impacto não

apenas na América do Sul, mas

em sua vida.

Doação de sangue – A celebração

foi precedida também

por uma mobilização para doar

sangue. Duzentas bolsas foram

coletadas no Centro de Hematologia

e Hemoterapia do Paraná

(Hemepar), o dobro da

média diária. O ato de solidariedade

chamou a atenção da imprensa

paranaense. A ação foi

O prefeito Luciano Ducci

ressaltou a importância das ações

desenvolvidas pelos adventistas

em Curitiba e ao redor do mundo

noticiada pelo programa E-Paraná,

da TV Cultura no Estado,

que incentivou a participação

da sociedade. O evento também

ganhou espaço no maior

jornal do Paraná, Gazeta do

Povo. Uma equipe da RPC TV,

afiliada da Rede Globo, também

acompanhou as atividades dos

voluntários. Os resultados foram

ao ar na segunda edição do

programa Paraná TV.

Interior – Em Londrina, o governador

Beto Richa foi presenteado

com o livro A Grande

Esperança. A entrega aconteceu

por ocasião da cerimônia

de despedida do comandante

Altivir Cieslak, do 5º Batalhão

de Polícia Militar em Londrina

e sua assunção ao cargo de 2º

Comando Regional, agora responsável

pelo policiamento de

90 cidades. Membro da Igreja

Central de Londrina, o comandante

aproveitou a oportunidade

para testemunhar de sua

fé e distribuir 200 exemplares

do livro para os convidados e o

alto escalão da Polícia Militar.

SC – Por terra e água a mensagem

de esperança chegou a

comunidades de Santa Catarina.

Na Lagoa do Camacho

– uma grande extensão marítima

que abrange os municípios

de Laguna e Jaguaruna –

15 voluntários navegaram em

dois barcos distribuindo livros

para 30 pescadores. Além de

Doação de sangue no Hemepar

foi destaque nos maiores veículos

de comunicação do Estado

exemplares, os participantes

ofereceram também avaliação

médica gratuita aos moradores,

como aferição de pressão

e distribuíram kits com receitas

naturais acompanhadas de

frutas. A ação era sonhada havia

alguns anos pela comunidade

adventista local, boa parte

dela formada por pescadores

também. O objetivo é em breve

iniciar estudos bíblicos com

as pessoas abordadas.

Missão Global – Em Caraá,

RS, os adventistas usaram charretes

para chegar às regiões rurais

mais afastadas, enquanto

em Alegrete, os livros chegaram

a cavalo, numa ideia cria-

Londrina: comandante adventista

da Polícia Militar aproveitou

a cerimônia de sua assunção

ao 2º Comando Regional da

corporação para entregar o livro

ao governador Beto Richa

tiva de 15 voluntários. Em Bagé,

a distribuição de livros e a doação

de sangue foram acompanhadas

pela emissora de TV

afiliada da Rede Globo. Nas cidades

sem presença adventista,

a Igreja teve o apoio de professores,

alunos e pais das escolas.

Somente na região central do

Estado, 104 cidades foram alcançadas

com a literatura.

Em Santa Catarina, uma dessas

cidades visitadas foi Ilhota,

município com 14 mil habitantes,

situado no Vale do Itajaí.

SC: em barcos, voluntários abordaram pescadores em região que tem a pesca

como principal atividade econômica

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

7


De casa em casa: seja de charrete, em Caraá, ou a cavalo, em Alegrete, RS

Bagé, RS: Rede Globo fez a cobertura da entrega

dos livros e da doação de sangue

Na localidade, 4 mil livros foram

deixados nas casas. Mesmo

em municípios em que a

Igreja Adventista já está estabelecida,

como é o caso de Sertaneja,

PR, com 3 mil habitantes,

a passagem de caravanas marcou

a comunidade. Lá, a câmara

de vereadores aprovou uma

“moção de congratulações” pela

distribuição dos exemplares.

Surpresas – No Sul do Brasil,

a campanha contou com a adesão

até mesmo de pessoas de

outras denominações. Em São

Pedro da Serra, RS, a campanha

teve o apoio do pároco da cidade,

Ademar José Ströher. “A Palavra

de Deus tem esse foco central

para o bem da construção

da comunidade”, o padre justificou

sua participação. Em Santa

Catarina, a voluntária Karla

Delane dos Santos, de Joinville,

também registrou experiência

semelhante. “Visitamos a casa

de um pastor evangélico e a esposa

dele pediu 40 livros para

entregar para os membros da

igreja que eles cuidam”, relatou.

8 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

DF – Usando de

criatividade, em

duplas ou em equipes

uniformizadas,

um exército voluntário

saiu às ruas do

Centro-Oeste para

a distribuição dos

livros missionários.

Nas cidades de Alto

Monte, Vendinha e

São Gabriel, Goiás,

há uma tímida representação

de adventistas,

mas esses poucos fiéis

contaram com a ajuda dos

alunos de colégios adventistas

de Brasília e de Taguatinga

(Ceama e Ceat).

No Guará, a mobilização teve

a ajuda dos colportores, vendedores

de literatura cristã. Em

Sobradinho, os pequenos grupos

da Igreja Central receberam

a instrução do pastor local:

“Nenhuma casa deve ser

deixada para trás. Se não houver

alguém para receber o livro

em mãos, anotem o endereço

e voltem depois.” Toda a

cidade foi mapeada, casa a casa,

e os PGs ficaram responsáveis

pela entrega.

No hemocentro do Distrito

Federal, os jovens adventistas

já são conhecidos por suas doações

regulares de sangue. No

dia 24, cerca de 130 voluntários

promoveram o projeto Vida por

Vidas. O Coral Jovem da Igreja

Central de Taguatinga apresentou

um breve concerto com

hinos sobre o sacrifício de Cristo

e parte do grupo doou sangue

durante a tarde. Os idealizadores

da campanha, Moisés

Idealizador da campanha de doação de sangue que ganhou repercussão

internacional, Moisés Silva deu entrevista em Brasília

e Dete Silva, viajaram do Rio

Grande do Sul a Brasília para

prestigiar a ação e explicar a

proposta para a imprensa.

GO – Em Goiânia, o dia também

foi agitado. Na região da

Pompeia, a igreja fez uma passeata

pelas principais avenidas.

No bairro Parque Atheneu,

cada livro recebeu um

adesivo personalizado com o

endereço da igreja adventista

mais próxima. No Coimbra,

por sua vez, cada lar recebeu o

livro numa sacola de presente.

Os membros de Vila Nova usaram

a estrutura de pequenos

grupos para organizar a distribuição

do material na comunidade.

Todos os livros entregues

na Capital foram acompanhados

de um flyer promocional da

TV Novo Tempo, que funciona

no canal 51 da cidade.

Destaque também para os

números expressivos da campanha

Vida por Vidas em Goiás.

Somente em um dia, 1.500 pessoas

se mobilizaram para a doação

e mil bolsas de sangue foram

coletadas. A iniciativa teve

repercussão na mídia impressa

e televisiva. Melany Bessa, repórter

da TV Serra Dourada

(SBT), registrou sua impressão

sobre o projeto: “Eu acabei de

fazer uma matéria sobre cinco

homicídios envolvendo jovens

que não estavam preocupados

em fazer coisas boas. Daí,

eu vim para cá fazer esta matéria,

quando me surpreendo

com centenas de jovens doando

vida através de seu sangue.

Fiquei admirada com o projeto

e com essa igreja.” No Hospital

Araújo Jorge, um dos seis pontos

de doação em Goiânia, mais

de 500 pessoas participaram e

o Coral Jovem de Vila Nova se

apresentou com 70 coristas.

MT – A Igreja Central de

Cuiabá mobilizou seus membros

desde o dia 17 de março.

Foi realizada uma vigília de

intercessão pelos que receberiam

os livros e fiéis foram organizados

em 300 duplas missionárias.

Em Várzea Grande,

um grupo musical começou

o trabalho logo cedo. Mais

de 15 mil livros foram entregues

com o CD do grupo e um

marca-página. Em Sinop, Nobres

e cidades vizinhas, mais

de 37 mil livros foram entre-

Repórter da TV Serra Dourada (SBT)

ficou admirada com o projeto

Goiânia: 1.500 doadores e mais de

mil bolsas de sangue coletadas em

apenas um dia


Várzea Grande, MT: 15 mil livros entregues em uma hora no trânsito intenso

No bairro Passaredo, Cuiabá, a esperança foi levada às famílias carentes

gues. Muitos agora podem ler

o livro A Grande Esperança na

tranquilidade de sua fazenda.

Em Rondonópolis foram entregues

40 mil livros, 20 mil

apenas pela Igreja Central. A

distribuição foi realizada pelos

pequenos grupos e, à noite, os

jovens fizeram um pit stop entregando

mais de mil livros em

meia hora no semáforo. Toda

a movimentação foi registrada

pela afiliada do SBT na região.

MS – Na Capital, Campo Grande,

além da distribuição de casa

em casa e nos semáforos, 20

alunos do Colégio Adventista

Campo-Grandense entregaram

literatura em shoppings,

no terminal rodoviário e no aeroporto

de Campo Grande A

estratégia foi deixar centenas

de livros em bancos de sala de

espera e mesas de praça de alimentação

com uma dedicatória:

“Este livro não foi esquecido

por acaso, mas com o propósito

de que você pudesse ler esta

mensagem de esperança.”

Outra equipe de alunos, professores

e funcionários do Colégio

Adventista Jardim dos Estados

realizou a distribuição

nos semáforos do centro da cidade.

Até o governador do Estado,

André Puccinelli, foi presenteado

com um exemplar em

um cruzamento. Nas cidades

de Taquarussu e Bataiporã, a

movimentação foi tão expressiva

que chamou a atenção dos

principais jornais da cidade.

Nordeste – Do sertão às mais

belas praias do Nordeste, a entrega

do livro A Grande Esperança

mobilizou milhares de

adventistas na região. Mesmo

tendo distribuído 5 milhões de

exemplares em dezembro, os

adventistas nordestinos também

se envolveram na ação de

impacto do dia 24, para entregar

mais 3 milhões de exemplares.

No município de Boa Nova,

BA, uma grata surpresa: o padre

Fábio de Melo desafiou os

fiéis de sua paróquia a participar

das palestras de saúde ministradas

pelos colportores que

o visitaram. E foi nessa ocasião

que o sacerdote conheceu a

obra de Ellen G. White. Entusiasmado

com a mensagem do

livro, prometeu que as primeiras

duzentas pessoas que chegassem

para o curso de saúde

receberiam o livro missionário.

AL – Em Maceió, AL, a criatividade

ficou por conta do Clube

de Jovens Frutos do Espírito da

Igreja do Tabuleiro, que ao distribuírem

o livro numa avenida

impacto ESpERaNÇa

Alunos do Colégio Adventista Campo-Grandense deixaram livros sobre os

bancos de terminais rodoviários, shoppings e do aeroporto

Paraíba: com a ajuda da Polícia Rodoviária Federal,

3 mil exemplares foram entregues na BR 101

movimentada ofereceram também

copos com água para motoristas,

ciclistas e pedestres.

“Durante a mobilização pudemos

ver o quanto a sociedade

precisa de Deus e o quanto precisamos

sair às ruas para levar

a mensagem”, comentou Sueme

Lima, líder do grupo. No aeroporto,

a literatura foi entregue

a funcionários e turistas.

RN e PB – Em boa parte das

igrejas nordestinas a distribuição

contou com planejamento

e mapeamento. No Rio Grande

do Norte e Paraíba quase 150

mil livros foram distribuídos de

casa em casa. Lugares de grande

movimentação também serviram

de ponto de pregação.

Em parceria com a Polícia

Rodoviária Federal, 3 mil

exemplares foram entregues na

BR 101, na altura da cidade de

Bayeux, PB. Os 300 voluntários

tiveram como mote da ação um

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

9


Maceió, AL: copos de água e livros

missionários para motoristas,

ciclistas e pedestres

pensamento do escritor Monteiro

Lobato: “Uma nação se

faz com homens e com livros.”

Também na Paraíba, em Cabedelo,

a criatividade foi utilizada

para o testemunho. Um grupo

cantou e dramatizou partes do

conteúdo do livro, bem como

da história de sua autora.

SE – Em Sergipe, dez mil pessoas

entregaram 400 mil livros

missionários. Terminais

de ônibus, praças públicas, rodoviárias

e casas, nenhum lugar

ficou sem receber a literatura.

Até crianças se envolveram

na empreitada que repercutiu

nos principais meios de comunicação

do Nordeste.

10 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

PE – Na Capital pernambucana,

mais de 600 mil livros foram

distribuídos num único

dia. No bairro Boa Viagem,

por exemplo, foram entregues

20 mil exemplares em menos

de duas horas. “Meu namorado,

um amigo e eu distribuímos

duas caixas, quase 500 livros!

Foi incrível!”, comentou Inez

Nunes, jovem adventista moradora

do bairro. Divididos em

20 equipes, 120 pessoas participaram

da ação.

Os livros foram distribuídos

na orla de Boa Viagem,

nas casas e apartamentos

à beira-mar. “Foi maravilhoso!

Achávamos que estávamos

com tantos livros, mas

quando percebemos a receptividade

da população, entendemos

que, por mais que

fosse, ainda era pouco! Precisamos

e vamos fazer mais”,

acrescentou Tatyanne Moraes,

outra voluntária. O Parque

da Jaqueira, que fica no

centro do Recife, também virou

um ponto de distribuição

de literatura.

BA – Em Salvador, 38 mil adventistas

entregaram 800 mil

exemplares. Num dos pontos

turísticos mais famosos da cidade,

o Farol da Barra, os desbravadores

abordaram os turistas

brasileiros e estrangeiros.

Sergipe: literatura distribuída em praças, rodoviárias e casas

Recife, PE: 600 mil livros na cidade e 20 mil no bairro de Boa Viagem

“Agradeço a Deus por saber falar

espanhol. Assim tive o privilégio

de explicar sobre a grande

esperança para os estrangeiros”,

disse Larissa Oliveira.

Em alguns bairros de

classe alta de Salvador, as

igrejas locais mapearam todas

as ruas e entregaram um

livro em cada lar. Mesmo os

condomínios de alto padrão

não ficaram de fora.

Na Bahia, a mobilização culminou

em dois grandes eventos.

Uma feira de saúde na cidade de

Pojuca, que atendeu 10 mil pessoas.

Sessenta tipos de atendimento

foram oferecidos, como

serviços médicos e de utilidade

pública (expedição de carteira

de trabalho e carteira de

identidade) e sociais (corte de

cabelo, artesanato e culinária).

Os baianos também participaram

de uma semana de evangelismo

em Lauro de Freitas, região

metropolitana de Salvador,

com o pastor Luís Gonçalves e

quarteto Arautos do Rei. A cada

noite, cerca de 5 mil pessoas

acompanharam as mensagens

do evangelista sul- americano.

Quase 200 pessoas foram batizadas

numa linda festa de encerramento

com testemunhos

emocionantes e apelos que tocaram

até mesmo os políticos

presentes, como a prefeita Moema

Gramacho, que se comprometeu

em apoiar a instalação

da TV Novo Tempo na cidade.

MA – No norte do Estado, 500

mil livros foram entregues. Na

grande festa do dia 24 de março,

houve recorde de público.

Onze mil pessoas testemunharam

o batismo de 111 recém-

-conversos no Ginásio do Castelinho,

a maior concentração

adventista já organizada na Capital

maranhense. A multidão

celebrou as ações do dia histórico.

Na porta do ginásio, uma

unidade móvel do hemocentro

coletou sangue de 50 doadores.

ExpoSaúde atendeu 10 mil pessoas em Pojuca, BA.

Sete mil livros foram doados


Bahia: semana de evangelismo com o pastor Luís Gonçalves e quarteto

Arautos do Rei foi o apogeu da mobilização missionária. Cinco mil

pessoas presentes em cada reunião e 200 foram batizadas

Escolas – As atividades começaram

logo cedo para os servidores

da rede educacional adventista,

que se consagraram

para a distribuição de 24 mil

livros. Como parte também

da mobilização, antes da distribuição

massiva, todos os fiéis

da região foram estimulados

a ler os 11 capítulos da versão

popular da obra de Ellen G.

White. O objetivo da liderança

eclesiástica da região é entregar

400 mil exemplares em

São Luís ainda este ano, cidade

que completa seu 400º aniversário

em 2012.

Polícia – Uma das iniciativas

mais interessantes na Capital foi

a de presentear 350 oficiais do

Comando Geral da Polícia Militar,

no dia 28 de março. Antes

das 7 horas, todos os pastores

da região administrativa estavam

na formatura de mais uma

turma da corporação. Além do

livro missionário, os militares

aniversariantes ganharam um

CD. O quarteto Dynamus can-

tou no culto e os líderes da PM

agradeceram a intercessão dos

adventistas pela proteção dos

policiais.

Batismos – Na cidade de Chapadinha,

a chuva intensa da

noite de 25 de março não impediu

que 1.500 pessoas lotassem

o ginásio de um colégio para

testemunhar o batismo de 201

pessoas em dez tanques. A programação

contou com as músicas

da cantora Iveline e a pregação

do pastor Helbert Almeida,

líder do Ministério Jovem para

a região, que falou sobre a volta

de Jesus.

No domingo seguinte, 31,

250 casais adventistas convidaram

outros 250 casais amigos

para um encontro sobre relacionamento

conjugal no Centro

Adventista de Lazer e Treinamento

(Calt), em São Luís.

Foram abordados de forma descontraída

temas como as fases

do casamento e sexualidade.

Cada participante recebeu um

estojo de presente com o livro

Maranhão: encontro de casais atraiu 250 famílias de visitantes. Em cada

kit da jornada de 14 semanas de restauração conjugal foi entregue um

livro missionário

Onze mil pessoas no Ginásio do

Castelinho e 500 mil exemplares

entregues no norte do Maranhão

missionário, um guia de temas

sobre família, estudos bíblicos

e um DVD. O material é a base

de um programa de 14 semanas

para a restauração da família.

No interior do Estado, outros

distritos pastorais também realizaram

o projeto. Em Codó,

foram 55 casais e, em Coroatá,

mais 65 famílias participaram.

Pará – Na região metropolitana

de Belém, o dia 24 de março foi

precedido por visitações às principais

repartições públicas do

Pará. Na segunda-feira, 19, um

grupo de pastores e desbravadores

dedicou a manhã de trabalho

no Fórum Criminal de Belém.

Membro da Igreja Adventista, o

diretor do fórum, o juiz Moisés

Flexa, auxiliou a equipe na distribuição

dos livros.

No mesmo dia, funcionários

da Secretaria Municipal de Urbanismo

também foram presenteados.

“É um momento

oportuno. Acho muito linda e

digna essa campanha que está

alcançando vidas através de um

livro”, opinou o agente de serviços

gerais, Wanderley Barreto,

ao receber a obra. E no Presídio

Feminino de Ananindeua foram

entregues 600 exemplares.

Na terça-feira, 20, a distribuição

foi feita na Câmara Municipal

de Belém. Durante uma

impacto ESpERaNÇa

Chapadinha, MA: a chuva não

impediu o batismo de 201 pessoas

audiência, foi concedido espaço

para que o projeto fosse apresentado.

Após a apresentação do

Coral Jovem do IAGP (Instituto

Adventista Grão Pará), todos os

vereadores receberam além do

livro, o CD O Amor é Jesus, lançamento

dos corais do colégio.

A comitiva de líderes também

passou pelo Fórum Cível.

Na sede da Polícia Civil do

Pará, a delegada Leomar Pereira

agradeceu pela preocupação

da Igreja Adventista com os policiais

e a sociedade. E na sexta-

feira, 23, a distribuição dos livros

foi realizada no Tribunal

de Justiça e no Juizado da Infância

e Juventude. No dia 24,

550 mil exemplares foram entregues

e um milhão de livros

deve chegar às mãos dos paraenses

até o fim deste ano.

Noroeste – No noroeste do

Brasil, foram entregues 1 milhão

e 195 mil exemplares em

tribos indígenas, penitenciárias,

hospitais, semáforos e concentrações

em praças públicas.

Além da doação de sangue no

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

11


Pará: comitiva de líderes visitou as principais repartições públicas e

penitenciárias do Estado, distribuindo milhares de exemplares

dia 24 de março, os fiéis se organizaram

para que em quatro datas

no ano, igrejas participem da

campanha Vida por Vidas. O objetivo

é que em 2012, os adventistas

coletem 800 bolsas de sangue

em 2012 para o Hemoam.

Manaus – Em Manaus, as

ações começaram cedo em cada

templo adventista com uma reflexão

bíblica. Foram muitas as

estratégias usadas para alcançar

de maneira eficaz cada família

ao redor das igrejas. Em algumas

congregações da região

central do Amazonas, as classes

da Escola Sabatina, unidades

dos Clubes de Desbravadores e

Sociedades de Jovens se tornaram

equipes de distribuição.

No distrito pastoral de Japiim,

os fiéis visitaram rua por

rua e casa por casa. Um grupo

se reuniu na via principal

do bairro para expor cartazes,

faixas e banners sobre a campanha.

No bairro Petrópolis, por

sua vez, teve caravana e carro

de som dando apoio à entrega

dos livros. Na parte da tarde,

os membros de Japiim ajudaram

na distribuição no bairro

Nova República e realizaram

um culto de testemunhos e estudo

sobre a origem profética

da Igreja Adventista.

Famílias como base – Na região,

a mobilização teve como

base as famílias. O objetivo era

que cada lar adventista formasse

duplas missionárias e um pequeno

grupo. No dia da entre-

12 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

ga dos livros, fanfarras, faixas,

louvores e campanha de doação

de sangue deram suporte

para a distribuição. Foram entregues

também cupons para

os que desejassem ganhar um

DVD O Grande Conflito e concorrer

a um tablet.

Barco – Atendendo a uma peculiaridade

da região amazônica,

entrecortada por rios, os

pastores e funcionários da sede

administrativa para o Amazonas

e Roraima visitaram de

barco a cidade de Careiro da

Várzea, AM. No caminho, enquanto

a embarcação cruzava

o encontro das águas do

Rio Negro com o Solimões, os

servidores intercederam pelo

sucesso do projeto em todo o

território da associação. No

sábado seguinte, 31 de março,

todas as igrejas da região prepararam

uma programação especial

para receber os visitantes,

bem como convidá-los para

os cultos da Semana Santa.

Por sua vez, os funcionários

da sede administrativa da região

noroeste se concentraram

em distribuir livros em Manacapuru,

AM. Lá, outdoors e carros

de som anunciaram a campanha.

À tarde, 800 pessoas se

reuniram num centro de convenções

para contar suas experiências

missionárias.

Rondônia – Em uma das igrejas

de Porto Velho, RO, o resultado

da distribuição pôde ser

sentido já no culto do dia se-

AM: fiéis se organizaram para doar sangue

quatro vezes ao ano. O objetivo é levantar

800 bolsas para o Hemoam em 2012

guinte, 25 de março. Cinco

pessoas visitaram o templo

em busca da “igreja do livro”.

A chuva na capital de Rondônia

não espantou os voluntários

que saíram com os livros

e mapa na mão. Em Ji-Paraná,

o clima ameno contribuiu para

a mobilização no dia 24. No sul

do Estado, foram entregues 200

mil livros pelas mãos de voluntários

como Ana Beatriz Mazzo,

de apenas quatro anos, que

acompanhada da mãe presenteou

os vizinhos, casa por casa.

Em Porto Velho, bem como

em Ji-Paraná, a comunidade

também testemunhou outro

gesto de solidariedade: a doação

de sangue. Os hemocentros

locais têm os jovens adventistas

como grandes parceiros. No

Amazonas, a campanha foi lançada

na Assembleia Legislativa e

divulgada pelo site da entidade e

pelo portal do governo estadual.

Equador – Além do Brasil, em

outros sete países da América

do Sul, milhares de livros foram

distribuídos. Em Quito, a

mobilização foi histórica. Dez

mil adventistas – e o vice-presidente

mundial e sul-americano

da Igreja, pastores Delbert

Baker e Almir Marroni – distribuíram

500 mil livros. O

Dr. Augusto Barrera, prefeito

de Quito, recebeu também um

exemplar e elogiou a campanha

por seu enfoque no incentivo à

leitura. Para participar da grande

mobilização em Quito, milhares

de equatorianos gastaram

várias horas na viagem das

províncias para a Capital.

Bolívia – Depois de um programa

na Praça Bolívar, com

a presença de autoridades locais

e eclesiásticas, 500 jovens

da Universidade Adventista

da Bolívia entregaram

10 mil livros na cidade de

Quillacollo. O objetivo é estabelecer

uma igreja ali com

a ajuda do campus universitário.

Em Cochabamba, 130

jovens doaram sangue e, em

La Paz e El Alto, mais 135 voluntários

participaram.

Peru – Como nas campanhas

de impacto de anos anteriores,

uma das setes maravilhas

naturais do mundo moderno,

a região de Machu Picchu, em

Cusco, recebeu os livros missionários.

Lá, num hotel, foi oferecido

um jantar para autoridades

Funcionários da sede administrativa para o Amazonas e Roraima foram

de barco entregar livros em Careiro da Várzea, AM


Passeata em Barreirinha, AM. Mobilização teve como base a organização

das famílias adventistas em duplas missionárias e pequenos grupos

locais em que foi dado testemunho

sobre a campanha. No norte

do país, destaque para a participação

dos jovens e a visita a

autoridades regionais. Os alunos

das escolas adventistas enviaram

a versão digital do livro

para 150 mil contatos. Os estudantes

e professores da Universidad

Peruana Unión entregaram

32 mil livros em Juliaca.

Argentina – Em Buenos Aires,

os membros se organizaram

para convidar e receber

seus amigos nas igrejas adventistas.

Cada visitante ganhou

um livro missionário

e o convite para participar

da programação da Semana

Santa. À tarde, dezenas de jovens

doaram sangue em diferentes

lugares da Capital. Nas

Ilhas Malvinas, foram entregues

versões em inglês e espanhol

do livro A Grande Esperança.

O território britânico,

desafiador para a Igreja Adventista,

conta com um casal

de missionários.

Chile – No sábado, 24, os

chilenos foram despertados

às 4h30 por um terremoto de

5.1 na escala Richter, mesmo

assim os adventistas foram às

ruas e entregaram 3 milhões

de livros A Grande Esperança,

destaque para ações no centro

de Santiago. O primeiro

exemplar foi entregue para o

prefeito da Capital, Santiago

Rebolledo. Em Pica, norte do

Chile, o presidente Sebastián

Piñera foi presenteado e, por

todo o país, personalidades

do mundo artístico também

ganharam um exemplar. O

quarteto Arautos do Rei participou

das celebrações na região

de Valparaíso.

Canadá – Apesar da distância

do Brasil, a comunidade

adventista brasileira de Toronto,

Canadá, aderiu ao projeto

missionário sul-americano.

Os fiéis distribuíram 2.500

exemplares do livro em português

em pontos da cidade

em que há maior concentração

de brasileiros e portugueses.

A igreja, que tem cerca de

90 membros, foi dividida em

grupos para abordar pessoas

em shoppings, estações de ônibus

e metrô, comércios e no

aeroporto. Levando em conta

a diversidade cultural de Toronto,

os membros já plane-

Nova Londrina, RO: rua por rua, de casa em casa

jam distribuir ainda neste ano

livros em espanhol e inglês. O

grupo conta com a divulgação

da campanha no Está Escrito

Canadá e com o apoio do call

center do programa de TV

para atender os que pedem

exemplares por telefone.

Mundo – Em todo o mundo,

é prevista a distribuição de

mais de 150 milhões de exemplares

da obra de Ellen G. White,

seja em sua versão popular,

condensada ou completa. Em

alguns países, o livro será enviado

pelo correio, em outros,

cada membro o distribuirá para

uma lista de contatos mais próximos.

No sul do Pacífico, os livros

serão entregues em 20 idiomas

e, na Índia, em 22 línguas.

No sul da Rússia, os fiéis compraram

e distribuíram mais de

300 mil livros na versão completa

da obra, com 42 capítulos. E

nos Estados Unidos, um grupo

está trabalhando para distribuir

entre 2 a 5 milhões de exemplares

em Nova York, em 2013. –

Com reportagem de Jael Eneas,

impacto ESpERaNÇa

Canadá: comunidade adventista de brasileiros de Toronto entregou 2.500

livros em português em pontos estratégicos. Na próxima mobilização, serão

distribuídos exemplares em inglês e espanhol

Priscila Stehling, Danúbia França,

Gislaine Westphal, Fabiano

Dresch, Suzaeny Lima, Mariana

Jósimo, Suellen Timm, Felipe

Lemos, Márcio Tonetti, Jefferson

Paradello, Elias Teixeira,

Patrícia Ferreira, Leonardo Siqueira,

Gustavo Cidral, Daniel

Gonçalves, Francis Matos, Luzia

Paula, Andreson Bastos,

Dayse Bezerra, Jeane Barboza,

Alessandro Simões, Arumi Figueiredo,

Caroline Carnieto,

Jeanne Moura, Rosemeire Félix,

Tatiane Lopes, Franck Oliveira,

Thaiane Firmino, Thaís Firmino,

Márcia Ebinger, Viviane Bonifácio,

Rebbeca Ricarte, Rafaella

Oliveira, Jimmy Mendonça, Kleber

Fayer, Moisés Oliveira, Sidnei

Rosa, Dina Karla Miranda,

Carla Ferraz, Eduardo Teixeira,

Ruth Albuquerque, Thays

Silva, Liane Prestes, María José

Vela, Patricia Marcos, Joaquín

Pincheira, Carlos Corrales, Tito

Goicochea, Lucio Acuña, Carlos

Ferrer, Daniel Huamán, Oscar

Martinez, Emilio Espinoza,

Teofilo Correa, Sergio Zabaleta,

Samuel Daza e Vilmar Hirle.

Mais de 10 milhões de livros pela web

Não foi só de casa em casa que

os adventistas espalharam o livro A

Grande Esperança. No fim de abril,

a campanha pela web ultrapassou a

marca de 10 milhões de livros digitais

compartilhados em português

e espanhol. O alvo alcançado foi comemorado

pelo setor de Internet

da Rede Novo Tempo de Comunicação

e a sede sul-americana da Igreja Adventista. Isso só foi possível com a

colaboração de centenas de internautas de vários países. E você, já compartilhou

o livro missionário? Acesse www.agrandeesperanca.com.br.

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

13


Cód. 10539

Jeferson Tavares

O NOME DE JESUS É MAIOR

Cód. 9031

Ronaldo Arco

PILARES DA FÉ

Cód. 12098

Instrumental

MAMÃE & BEBÊ

Cód. 12995

Ruth C. Costa

PIANO E ADORAÇÃO

Adquira

hoje os

seus!

SOLOS MASCULINOS

Cód. 11260

Ivonil Machado

CLÁSSICOS

Cód. 12096

Anderson Ramos

BENDITA SEGURANÇA

INSTRUMENTAL

Ligue

0800-9790606

Cód. 11747

Acesse

www.cpb.com.br

Clayton Nunes

TUDO PARA DEUS

Cód. 11334

Samuel Krähenbühl

INSTRUMENTAL ADORAÇÃO

Faça seu pedido no

SELS de sua Associação

Ou dirija-se a uma

de nossas livrarias

@casapublicadora cpb.com.br/facebook

Cód. 9129

Quarteto Conexão

REENCONTRO

Cód. 10426

Quarteto Ministry

JÁ CHEGOU A SALVAÇÃO

Cód. 11496

Évelin Conti

SEGUIREI JESUS

Cód. 11749

Júlia Camilo

VOCÊ É A COISA MAIS LINDA

Cód. 10541

Adriana de Carvalho

EU VIVEREI POR TI

QUARTETOS

Cód. 10265

Quarteto Cânticos Vocal

EM MEU LUGAR

Cód. 10434

Quarteto Athus

RETRATOS DE JESUS

SOLOS FEMININOS

Cód. 11745

Meire Jane

UMA PRECE

Cód. 10540

Naielly Leite

ENSINA-ME A CONFIAR

Cód. 9032

Fernanda Lara

INTIMIDADE COM DEUS

PARA TODAS AS PREFERÊNCIAS, SEMPRE UMA BOA MÚSICA


Para assinar, ligue: 0800-9790606*,

acesse: www.cpb.com.br,

faça seu pedido no SELS ou dirija-se a

uma de nossas livrarias.

*Horários de atendimento: Segunda a quinta, das 8h às 20h / Sexta, das 8h às 15h45 / Domingo, das 8h30 às 14h.

@casapublicadora cpb.com.br/facebook

Douglas Assunção


impacto ESpERaNÇa

De portas abertas

Vizinhos, amigos e familiares se

reuniram em mais de 5 mil lares

da Região Centro-Oeste

Da redação

A opção de milhares de adventistas

por abrir suas casas

para a programação da Semana

Santa parece ser uma tendência

no evangelismo na época

da Páscoa que traz consigo

as vantagens da informalidade

da programação, proximidade

geográfica dos visitantes

e ambiente propício para o relacionamento.

Na Páscoa deste

ano, por exemplo, a Igreja

do Unasp, campus Hortolândia,

testemunhou o batismo de

pessoas atraídas a Cristo pelo

poder da amizade.

Através do companheirismo

e hospitalidade, o casal Furtado

já levou cinco pessoas ao

batismo. Em 2010, a professora

Tânia e seu esposo Christian,

convidaram 27 pessoas para o

projeto Lares de Esperança.

Eles tiveram o cuidado de incluir

na lista a família de Carmem

e Peter Lenso, na época,

pastor evangélico, cujo filho era

16 Revista adventista I ESPECIAL • 2012

aluno da professora Tânia. Enquanto

a amizade prosseguia,

o casal buscava coerência bíblica.

Por isso, eles pesquisavam

com oração os livros que ganhavam

e participavam de reuniões

promovidas pelo campus.

Dois anos depois, tocados

pelo Espírito Santo, Carmem e

Peter entregaram a credencial,

numa difícil decisão feita diante

da antiga denominação. “O

mais importante é saber através

da Bíblia a real vontade de

Deus”, testemunharam. Em seguida,

vieram os estudos bíblicos

e, por fim, a decisão pelo

batismo. A cerimônia foi realizada

no dia 8 de abril.

No intervalo – A universitária

Ingrid Souza, do curso de

Educação Física, também viveu

emoção única, no sábado, 7 de

abril. Mesmo na condição de

aluna residente, ela fez amizade

com sua colega de curso, Lígia

Ferreira, casada, aluna externa.

Nos intervalos das aulas, Ingrid

aproveitava o tempo para de-

senvolver amizade cristã. Isso

levou a colega de classe a interessar-se

pela Igreja Adventista.

E foi na sala de aula que a decisão

final aconteceu. Ingrid não

se demorou: correu até a Pastoral

Universitária para informar

o fato. Emocionada e sob forte

oposição da família, Lígia subiu

ao tanque batismal ao lado da

amiga e chorou ao ver 900 pessoas

levantarem as mãos para

recebê-la como parte da “família

de Deus”. Nesse mesmo dia,

foram batizadas Letícia Tozin,

universitária, e os irmãos Juliana

e Mateus Petrachin.

O peso da amizade protagonizou

outro milagre. Carlos

Roberto Nogueira estava afastado

da igreja havia mais de 30

anos. Tomando conhecimento,

o pastor Domingos José

de Sousa, presidente da Igreja

Adventista para o Estado de

São Paulo, viajou 140 km para

visitá-lo. Juntos lembraram

os tempos de adolescentes e

no momento certo, Domingos

não hesitou em fazer-lhe

Adventistas abriram

suas casas para

receber milhares de

amigos. Programação

da Semana Santa

deu continuidade à

distribuição massiva

de livros

um apelo para que retornasse

à igreja. No dia 8 de abril, Domingos

o batizou.

Retorno para a igreja – Em

Cerejeiras, RO, a programação

da Páscoa foi realizada nos lares.

No fim da semana, batismos

marcaram a celebração.

Mirian Pavão Pereira foi uma

das pessoas batizadas. Seu retorno

para a igreja é fruto da

leitura do livro A Grande Esperança.

Batizada na adolescência,

Miriam deixou a fé que

tinha abraçado. Morou no Paraná

e lá se casou e teve filhas.

Sempre alimentou o desejo de

voltar para a Igreja Adventista,

mas visitou o templo várias

vezes sem firmar um compromisso.

No dia 24 de março, foi

abordada por uma adventista

que lhe deu o livro missionário.

Dessa vez, sua história tomou

outro rumo. Após a visita

do pastor Jean Matias, Miriam

foi rebatizada na Igreja Central

de Cerejeiras, no dia 8 de abril.

Vida de Jesus – Às margens

do Rio Xingu, em Altamira,

PA, uma família inteira foi batizada

por influência da literatura

cristã. Maria José Machado

Mota, 53 anos, frequentou

as reuniões do evangelismo de

colheita, por ocasião da Semana

Santa. Ela viu o livro Vida


Centro–Oeste: as crianças tiveram programação especial nos lares e igrejas

de Jesus sendo oferecido como

brinde no fim do programa e se

emocionou, porque havia cinco

anos que ela procurava a igreja

que produzira aquela obra.

Desde que comprou o livro de

um colportor, Maria tem procurado

seguir os princípios que

aprendeu com a leitura. Ela foi

batizada com seus quatro filhos

no dia 6 de abril.

No conforto de casa – O ambiente

caseiro é mais atraente,

confortável e menos formal

que o da igreja. Por isso, mas de

5 mil lares adventistas da Região

Centro-Oeste foram abertos

para receber amigos na Páscoa.

Machi Oliveira, 30 anos,

lidera um pequeno grupo em

seu apartamento. Na Semana

Santa, ele teve uma ideia diferente.

Imprimiu convites e os

distribuiu para as duzentas famílias

de vizinhos de seu condomínio,

em Goiânia. A iniciativa

deu certo.

Débora Medeiros, 26 anos,

foi uma das dezenas de pessoas

que compareceram ao programa

realizado no salão de festas

do condomínio. “Eu fiquei

curiosa para saber o que falariam

sobre Jesus, e como foi só

descer do meu apartamento,

não pude resistir. Gostei muito

do programa e pretendo fazer

uma visita à igreja”, planeja

Débora.

Surpresa – Mais de 2 mil lares

mato-grossenses foram abertos

durante a Semana Santa. Os lí-

deres da sede administrativa

regional da Igreja Adventista

participaram dos PGs do Estado.

No pequeno grupo de Roseli

Maria Carvalho, em Cuiabá,

Maria Aparecida Bezerra tem

conhecido mais sobre as verdades

bíblicas.

Na manhã do dia 24 de

março, Maria, que é membro

da Igreja Assembleia de Deus,

visitou a Igreja do bairro CPA

4. E para surpresa de todos, à

tarde, ela se ofereceu para ajudar

na entrega dos livros missionários.

Desde então, Maria

tem frequentado o pequeno

grupo de Roseli. Assistiu a todas

as noites do evangelismo

da Semana Santa e está guardando

o sábado.

Feira de saúde – Na comunidade

da Rocinha, no Rio de

Janeiro, em parceria com o governo

estadual,os adventistas

promoveram no dia 6 de abril,

uma feira de saúde sobre os

oito remédios naturais recomendados

por Ellen G. White.

Trezentas pessoas aproveitaram

a sexta-feira de feriado

para fazer exames de glicose e

massa corporal e receber atendimento

psicológico e massagens

antiestresse, entre outros

serviços.

Para Francisca Silveira, 64

anos, o atendimento chegou no

momento certo. “Realmente é

muito bom poder receber essa

ajuda voluntária na área da saúde.

Os profissionais conversam

conosco e podem nos dar dicas

de como ter uma saúde melhor”,

opinou. Valdete de Souza

também apoiou o projeto: “Recebi

da minha neta o panfleto

sobre a Expo-Saúde. E cheguei

cedinho para receber esse atendimento

gratuito e aprender dicas

de alimentação.”

Médicos, enfermeiros e uma

psicóloga participaram da ação.

Todos os beneficiados ganharam

um livro missionário. As

orientações oferecidas na feira

foram complementadas por

uma semana de palestras sobre

motivação e espiritualidade

que deram continuidade ao

evento. O programa foi patrocinado

pela sede administrativa

da Igreja Adventista para a região

central do Estado e contou

com o apoio da Associação Comunitá-RIO,

do Hospital Adventista

Silvestre e das Associações

de Moradores da Rocinha.

Casa cheia – Na região sul do

Estado de São Paulo, mais de

3 mil lares foram abertos para a

programação da Semana Santa

após a distribuição massiva dos

livros missionários. A vontade

de compartilhar o evangelho

com a comunidade despertou

em Abimael de Souza, da Igreja

do Jardim Lídia, o interesse em

formar um grupo de estudos.

Para chamar a atenção dos vizinhos,

ele afixou no portão da

garagem uma faixa com as informações

sobre o evento. No

primeiro dia, cerca de 40 pessoas

apareceram. Abimael pregou,

sua esposa ajudou com o

lanche e os três filhos ficaram

com a organização do ambiente.

Os visitantes estudaram sobre

as profecias bíblicas. O evangelismo

continua nas igrejas da

região com o projeto “Noites de

Esperança”, aos domingos.

O convite – Gideonéia Pereira

Santos, moradora do bairro

Alto Maracanã, em Colombo,

região metropolitana de Curitiba,

é conhecida pela maioria

de seus vizinhos. Já ministrou

diversos estudos bíblicos

para eles e, por intermédio dela,

muitos se decidiram pelo batismo.

Desde o início deste ano,

ela e o esposo já haviam planejado

transformar a casa em um

ponto de Semana Santa. No entanto,

pela limitação física da

residência, não poderiam receber

muitas pessoas.

O casal resolveu, então, convidar

três famílias para acompanhar

o programa. A notícia

correu o bairro e outros vizinhos

foram à sua casa para

dizer que também queriam

participar. A solução encontrada

foi alugar uma tenda que seria

instalada no quintal de casa.

Já que o espaço havia aumentado,

eles resolveram convidar

mais pessoas. Nos arredores de

sua casa, pelo menos 400 convites

foram entregues com a

ajuda dos desbravadores.

A casa de Abimael de Souza recebeu 40 visitas. A esposa e os três filhos

dele ajudaram na organização do pequeno grupo

Revista adventista I ESPECIAL • 2012

17


Tenda – Para sua surpresa,

na primeira noite do encontro,

69 visitantes compareceram à

tenda. “Eu não esperava que tanta

gente viesse”, compartilhou.

As cem cadeiras alugadas para

a ocasião não foram suficientes

para acomodar os demais membros

e desbravadores que também

acompanharam a programação.

“Foi ótimo ver vizinhos

se conhecendo, comentando o

que ouviram e se aproximando

uns dos outros”, avaliou.

A agente comunitária, Márcia

Cristina Buss, vizinha de Gideonéia,

aceitou o convite e conta

como o programa influenciou

sua vida. “Eu cheguei aqui

no fundo do poço devido a uma

situação que já dura algum tempo.

Essa situação estava me levando

a uma depressão, mas

hoje eu passei um dia calmo,

sem remédio, sinto-me bem,

uma nova pessoa”, enfatizou.

Envolvimento – O contexto da

Semana Santa foi também uma

oportunidade para colher os resultados

de uma série de ações

missionárias realizadas no primeiro

trimestre deste ano, como

a distribuição do livro missioná-

Sul do Paraná: mais de 1 milhão de livros foram

entregues com o cupom da “Promoção da Esperança

Edição Especial do Impacto Esperança 2012

ISSN 1981-1462

Órgão Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Brasil,

Dedicado à Proclamação da “Fé que uma vez foi

entregue aos santos”.

“Aqui está a paciência dos santos: Aqui estão os que

guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” Ap. 14:12.

rio. Em Indaial, interior de Santa

Catarina, por exemplo, foram

contabilizados 110 batismos ao

longo da semana. Os números

nos três Estados do Sul são ainda

mais animadores. Nesta Páscoa,

5.651 lares e pequenos grupos

abriram suas portas para

o programa de Semana Santa,

mais do que o dobro de 2011.

Entre igrejas e salões, foram organizados

7.168 pontos de pregação,

onde se reuniram 26.500

simpatizantes da Igreja Adventista.

Durante a semana, 1.323

pessoas foram batizadas.

Foi na Páscoa de 2010 que

Milton e Eliane Vitoriano de

Oliveira Lopes foram batizados.

Na casa da família, em Ribeirão

Claro, PR, hoje funciona

um pequeno grupo de estudo

da Bíblia. Neste ano, o programa

de Semana Santa também

foi realizado na residência, ponto

de pregação que reuniu em

média 45 pessoas por noite. A

meta agora é construir uma

nova igreja na localidade, um

templo cujas bases foram lançadas

pelo evangelismo de Semana

Santa. O terreno já foi

comprado e a previsão é que

as obras comecem em breve.

Além dos

livros – No

sul do Paraná,

além da

distribuição

de 1 milhão

de livros em

cada casa da

região, outrasatividades

do projeto

“A Grande

Esperança

têm apresen-

Editor: Rubens S. Lessa

Editor deste número especial: Wendel Lima

Design Gráfico: Éfeso Granieri e Marcos Santos

Capa: Montagem sobre imagens de fotorreportagem

Diretor-Geral: José Carlos de Lima

Diretor Financeiro: Edson Erthal de Medeiros

Redator-Chefe: Rubens S. Lessa

Gerente de Produção: Reisner Martins

Chefe de Arte: Marcelo Souza

Gerente de Vendas: João Vicente Pereyra

Chefe de Expedição: Eduardo G. da Luz

Colombo, PR: família adventista foi surpreendida com o número de

visitas. A solução foi erguer uma tenda no quintal de casa

tado resultados surpreendentes.

Desde dezembro de 2010, os fiéis

estão envolvidos nas sete etapas

do programa.

Um sistema de mapeamento

permitiu que as duplas missionárias

formadas para a campanha

adotassem as quadras dos

bairros, iniciando então a fase

das caminhadas de oração intercessora

em favor de 3 mil

residências. Em cada casa foi

deixado um cartão com a inscrição

“Estou orando por você”

e uma vez por semana, os voluntários

caminharam pelas

ruas escolhidas para orar pelas

famílias. Nesse primeiro momento,

o objetivo foi despertar

a simpatia dos moradores

pela campanha e familiarizá-

los com o logotipo do projeto.

Mas, antes mesmo de receber

o livro, muitas pessoas já

quiseram conhecer quem estava

orando por sua família.

Foi o caso de Patrícia Camargo

Carneiro, que encontrou o cartão

deixado por um juvenil e ligou

para o garoto. Ela recebeu

o livro e passou a frequentar a

Igreja de Vila Americana, em

Curitiba. Em apenas um dia, por

exemplo, o bairro Posto Paris,

em São José dos Pinhais, PR, recebeu

20 mil cartões de oração.

Depois, as duplas voltaram às

casas mapeadas para entregar

o livro. Dentro da obra foi um

cupom da “Promoção da Esperança”,

que funciona por meio do

site (www.promocaodaesperanca.com.br),

dos correios e do telefone.

O objetivo é que as pessoas

que desejam receber o DVD

O Grande Conflito ou estudos

bíblicos façam o cadastro. O retorno

ao interessado é imediato.

Um sistema envia um SMS e e-

-mail para os responsáveis pela

área de onde partiu o contato.

Leodgar Ferreira Lima foi a

primeira pessoa que entrou em

contato com a promoção pela

internet. No dia seguinte, ele

recebeu o DVD e ao participar

testemunhando em um concílio

de pastores levou mais 13 livros

para dar aos amigos. Posteriormente,

numa grande vigília, na

Igreja Central de Curitiba, Leodgar

e sua família se juntaram

a outras duplas para a distribuição

massiva de livros do dia 24

de março. Depois da distrbuição

em massa, todos que mostraram

simpatia pela campanha

foram convidados a participar

do evangelismo da Semana Santa

nas igrejas e em 1.300 pequenos

grupos. – Com reportagem

de Leonardo Leite, Márcio Tonetti,

Jefferson Paradello, Dina

Karla Miranda, Márcio Araújo,

Arumí Figueiredo, Jeanne Moura,

Rosemeire Félix, Tatiane Lopes,

Priscilla Stehling, Francis

Matos e Jael Eneas.

CASA PUBLICADORA BRASILEIRA

Editora dos Adventistas do Sétimo Dia

Rodovia Estadual SP 127 – km 106 Caixa Postal 34; CEP 18270-970 – Tatuí, São Paulo

Fone (15) 3205-8800 – Fax (15) 3205-8900

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução

total ou parcial, por qualquer meio, sem prévia

autorização escrita do autor e da Editora.

Tiragem: 300.000 11354/26649


Mariane Baroni / Imagem: Fotolia

Comentário Bíblico – vol. 1

Adventista do Sétimo Dia

Gênesis a Deuteronômio

Ligue

0800-9790606*

Editor: Francis D. Nichol

Este primeiro volume contém o comentário referente aos

cinco primeiros livros da Bíblia (Gênesis, Êxodo, Levítico,

Números e Deuteronômio). Apresenta artigos que abordam

diferentes aspectos da história, arqueologia, cultura,

formação do texto e do cânon das Escrituras e um material

suplementar que relaciona os escritos de Ellen G. White.

Adquira também o Tratado de Teologia

Acesse

www.cpb.com.br

Cód:12108

1.264 págs.

Comentário Bíblico – vol. 2

Adventista do Sétimo Dia

Josué a 2 Reis Editor: Francis D. Nichol

Este segundo volume apresenta o comentário referente

aos livros históricos de Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel

e 1 e 2 Reis, os quais cobrem o período desde a conquista

de Canaã, sob a liderança de Josué, até o exílio babilônico

e a queda do reino de Judá.

Faça seu pedido no

SELS de sua Associação

Conheça os primeiros

lançamentos desta coleção!

Este livro possui 28 temas analisados na Bíblia, na história cristã e nos escritos adventistas.

Ou dirija-se a uma

de nossas livrarias

*Horários de atendimento: Segunda a quinta, das 8h às 20h / Sexta, das 8h às 15h45 / Domingo, das 8h30 às 14h.

Cód:12109

1.176 págs.

More magazines by this user
Similar magazines