Views
4 years ago

Download . pdf - VIRTUALISMO - Academia Virtual Brasileira de ...

Download . pdf - VIRTUALISMO - Academia Virtual Brasileira de ...

Download . pdf - VIRTUALISMO - Academia Virtual Brasileira de

  • Page 2 and 3: AUTORES DIVERSOS ANTOLOGIA LITERÁR
  • Page 4 and 5: Jorge Elias Neto 191 Joyce Sameitat
  • Page 6 and 7: cujo afã é o verso e a finalidade
  • Page 8 and 9: Mundo “ Como o Mundo seria mais m
  • Page 10 and 11: São vates do novo tempo: Multiplic
  • Page 12 and 13: onde são publicadas obras de diver
  • Page 14 and 15: HÁ MAR Soraia Maria Poeta e amor D
  • Page 16 and 17: META AMOR E FOSSA Maria Inês Simõ
  • Page 18 and 19: GATO E RATO Ana Pierri Você diz qu
  • Page 20 and 21: POETA Ana Pierri Dissimulado poeta,
  • Page 22 and 23: ÚLTIMA MADRUGADA Ana Pierri O sil
  • Page 24 and 25: Não há ninguém que resista A seu
  • Page 26 and 27: O ADEUS DOS SONHOS Antonia Nery Van
  • Page 28 and 29: RETALHOS DA VIDA Antonia Nery Vanti
  • Page 30 and 31: DELÍRIO Antonio Manoel Abreu Sarde
  • Page 32 and 33: ANJO DA GUARDA Antonio Manoel Abreu
  • Page 34 and 35: ABRAÇO Antonio Manoel Abreu Sarden
  • Page 36 and 37: INTERAÇÃO Arlete Maria Em momento
  • Page 38 and 39: Na imagem do amor inconseqüente Co
  • Page 40 and 41: CHAMAS Arlete Maria É fogo que ace
  • Page 42 and 43: EXTRAVASANDO EMOÇÕES Arneyde Tess
  • Page 44 and 45: SENTIMENTO PROFUNDO Arneyde Tessaro
  • Page 46 and 47: Fujo do dicionário,dos verbos pron
  • Page 48 and 49: SE EU PUDESSE! Carol Rivers Se eu p
  • Page 50 and 51: ESCANCARANDO PRA VIDA ! Carol River
  • Page 52 and 53:

    SÓ POR HOJE Carol Rivers Só por h

  • Page 54 and 55:

    SOU LUA Cássia Vicente Sou como a

  • Page 56 and 57:

    BEIJO... Cássia Vicente O beijo qu

  • Page 58 and 59:

    LADO A LADO Cássia Vicente Lado a

  • Page 60 and 61:

    RENASCENDO CeresMarylise Renasce em

  • Page 62 and 63:

    POESIA CeresMarylise Escrevendo poe

  • Page 64 and 65:

    AQUELE HOMEM CeresMarylise Cabisbai

  • Page 66 and 67:

    Lua da minha janela, de tão bela o

  • Page 68 and 69:

    não ter razão de ser, surge você

  • Page 70 and 71:

    AMANHECER Cleidiner Ventura (Anjo)

  • Page 72 and 73:

    vendidas, desaparecidas... Ao ver a

  • Page 74 and 75:

    Violinista freme Libélula com o ar

  • Page 76 and 77:

    POETRIX ANJOS, ARCANJOS, QUERUBINS

  • Page 78 and 79:

    DEUS QUIS PARTICIPAR Dária farion

  • Page 80 and 81:

    SILÊNCIO ESTÁ DORMINDO Dária Far

  • Page 82 and 83:

    SEMENTE ESPECIAL Dária Farion Aque

  • Page 84 and 85:

    O SONHO DAS CORES DE LUZ Diego Mede

  • Page 86 and 87:

    QUANDO OS OLHARES TRANSCENDEM Diego

  • Page 88 and 89:

    verdes, azuis e amarelos o corpo vi

  • Page 90 and 91:

    HOJE A POESIA CHOROU MAIS UMA VEZ E

  • Page 92 and 93:

    APRENDIZ DE POETA II Edi Assis Canc

  • Page 94 and 95:

    QUE BOM QUE CHEGASTE Edi Assis Canc

  • Page 96 and 97:

    À constante elevação Ondulada no

  • Page 98 and 99:

    CRISTALINOS Elisa Santos Após sequ

  • Page 100 and 101:

    e no meu colo andará pelo mundo se

  • Page 102 and 103:

    A VIDA E O SÊMEN Ermindo Gomes Roc

  • Page 104 and 105:

    A VIDA E O PRANTO Ermindo Gomes Roc

  • Page 106 and 107:

    A VIDA E A COR Ermindo Gomes Rocio

  • Page 108 and 109:

    CORAÇÕES DE PEDRA Euclides Cavaco

  • Page 110 and 111:

    TRANSCENDÊNCIAS Euclides Cavaco Qu

  • Page 112 and 113:

    A VOZ DO SILÊNCIO Euclides Cavaco

  • Page 114 and 115:

    UM MUNDO NOVO Fafá Lima Hoje estiv

  • Page 116 and 117:

    Tenho saudade Do teu riso solto Teu

  • Page 118 and 119:

    Sem falar em dor São sentimentos l

  • Page 120 and 121:

    Há almas puras brancas e negras. S

  • Page 122 and 123:

    MIRAGEM OU SONHO Fafá Lima Ontem f

  • Page 124 and 125:

    MENINA MOÇA Fafá Lima No cair da

  • Page 126 and 127:

    APELO Fascination Transporta meu so

  • Page 128 and 129:

    TEU SORRISO Fascination O teu sorri

  • Page 130 and 131:

    NOITE Fascination Quando a noite ch

  • Page 132 and 133:

    QUEM SABE Fátima Fontenelle Quem s

  • Page 134 and 135:

    SOLIDÃO Fátima Fontenelle Talvez

  • Page 136 and 137:

    SEMPRE TI AMAREI Fátima Fontenelle

  • Page 138 and 139:

    ISSO É TER ALEGRIA Genaura Tormin

  • Page 140 and 141:

    PENSE NISSO! Genaura Tormin Tenho p

  • Page 142 and 143:

    MESMO SEM NOÇÃO Genaura Tormin Ab

  • Page 144 and 145:

    E é esse seu sofrer que me faz viv

  • Page 146 and 147:

    Flutuando em semântica, E matando-

  • Page 148 and 149:

    Quanto da minha força Pude em dor,

  • Page 150 and 151:

    Percorro o azul do sentimento Perce

  • Page 152 and 153:

    Olha-me como da primeira vez Penetr

  • Page 154 and 155:

    O céu dentro de mim transcende o s

  • Page 156 and 157:

    Fui sombra, fui rotina, fui sina...

  • Page 158 and 159:

    incando de pique esconde com as gai

  • Page 160 and 161:

    DESEJOS Helô Abreu A terra anseia

  • Page 162 and 163:

    Ah, céu, apaga a luz da lua, Das e

  • Page 164 and 165:

    Ah, que vontade de interromper tal

  • Page 166 and 167:

    Viver intensamente seus segredos, C

  • Page 168 and 169:

    POEMA QUE CHOREI Iza Klipel - 18/08

  • Page 170 and 171:

    Sob a crista dourada do sol Esquadr

  • Page 172 and 173:

    No fundo deste abismo construído p

  • Page 174 and 175:

    Enxugar uma lágrima pode ser um ar

  • Page 176 and 177:

    CORAÇÃO PALHAÇO! Jacinto Luigi d

  • Page 178 and 179:

    — Apenas percebi que o tempo não

  • Page 180 and 181:

    DESCOBERTA Rother Como pude acredit

  • Page 182 and 183:

    JARDINEIRO DO MUNDO Rother Queria o

  • Page 184 and 185:

    O GORJEIO DO ROUXINOL Rother Sussur

  • Page 186 and 187:

    No aliás, o advogado, semeou o ent

  • Page 188 and 189:

    Agarro no papel a inventar a sede E

  • Page 190 and 191:

    Escrevo num envelope Da conta do se

  • Page 192 and 193:

    Passou a ser lixo Rico em sabedoria

  • Page 194 and 195:

    A rosa oriental, Que nasceu aos pé

  • Page 196 and 197:

    VIAJANTE LUNAR Jorge Elias Neto Hoj

  • Page 198 and 199:

    ASAS DO VENTO Joyce Sameitat Densas

  • Page 200 and 201:

    TEATRO Joyce Sameitat Minha vida pa

  • Page 202 and 203:

    INCÊNDIO Joyce Sameitat Não adian

  • Page 204 and 205:

    Lá fora o sol brilha impertinente,

  • Page 206 and 207:

    apenas eu e mais ninguém de nós q

  • Page 208 and 209:

    ao pobre coração, seguir em frent

  • Page 210 and 211:

    CONTEXTO Leni Chiarello Ziliotto A

  • Page 212 and 213:

    NORMA CULTA Lini Chiarello Ziliotto

  • Page 214 and 215:

    UM DIA Leni Chiarello Ziliotto É d

  • Page 216 and 217:

    HOJE BEBO DA TUA POESIA! LuliCoutin

  • Page 218 and 219:

    PLATÔNICO AMOR LuliCoutinho Platô

  • Page 220 and 221:

    Sempre em tuas mãos, o objeto secr

  • Page 222 and 223:

    DOCE PRESENÇA “*_(‘v’)ary_Po

  • Page 224 and 225:

    AMIZADE “*_(‘v’)ary_Poie_*”

  • Page 226 and 227:

    ACORDA MENINA! “*_(‘v’)ary_Po

  • Page 228 and 229:

    PALAVRAS À TOA Mava Palavras… So

  • Page 230 and 231:

    SER POETA Mava Ser poeta é ser cig

  • Page 232 and 233:

    Por isso aqui vou eu Nesta senda ru

  • Page 234 and 235:

    E... descobrir a realidade de algo

  • Page 236 and 237:

    CONTO POR CONTO Maria Inês Simões

  • Page 238 and 239:

    CRI.AÇÃO Maria Inês Simões Era

  • Page 240 and 241:

    TÉDIO Maria José Zanini Tauil A v

  • Page 242 and 243:

    ENIGMA Maria José Zanini Tauil Fa

  • Page 244 and 245:

    ENCENAÇÃO Maria José Zanini Taui

  • Page 246 and 247:

    Que no passado ficaram São retalho

  • Page 248 and 249:

    NASCER, NASCENTE Marici Bross Nasce

  • Page 250 and 251:

    AMOR DE SAUDADES Marici Bross Um am

  • Page 252 and 253:

    Junto às estrelas sorrio. E a ess

  • Page 254 and 255:

    RONDEL: AMOR E PECADO Mifori O peca

  • Page 256 and 257:

    Não via saída nem solução Para

  • Page 258 and 259:

    SAUDADE... Millie momentos de sonho

  • Page 260 and 261:

    O SILÊNCIO DA SAUDADE. Millie Sil

  • Page 262 and 263:

    MAGIA DO OLHAR... Millie vou ao enc

  • Page 264 and 265:

    SE VOCÊ VEM Mônica Medeiros Se vo

  • Page 266 and 267:

    PALAVRAS ILUSÓRIAS Mônica Medeiro

  • Page 268 and 269:

    FAÇA-ME TUA... Mônica Medeiros Vo

  • Page 270 and 271:

    Não vou desistir fácil assim, Con

  • Page 272 and 273:

    O MAR Nadir A D’Onofrio Sou como

  • Page 274 and 275:

    TEMPO Nadir A D’Onofrio Que passa

  • Page 276 and 277:

    Sempre sonhar com o dia de amanhã

  • Page 278 and 279:

    PASSAGEIRO DA VIDA Neyde Noronha Qu

  • Page 280 and 281:

    Este amor Nunca teria Solidão poss

  • Page 282 and 283:

    existe e está presente em nosso in

  • Page 284 and 285:

    MAIOR QUE TUDO ... Nidia Vargas Pot

  • Page 286 and 287:

    ENTREGA TOTAL ! Nídia Vargas Potsc

  • Page 288 and 289:

    nas minhas noites adormecidas... Ci

  • Page 290 and 291:

    E sonho que tudo são luzes e teço

  • Page 292 and 293:

    E foi à toa que os ventos sopraram

  • Page 294 and 295:

    ônibus!... - avisou. Eles viraram

  • Page 296 and 297:

    Eliezer percebeu sua reação e dis

  • Page 298 and 299:

    nuances de claro-escuro. A sempre d

  • Page 300 and 301:

    ons ouvidos para escutar. Difícil

  • Page 302 and 303:

    pessoas. Outras pessoas que lhe ama

  • Page 304 and 305:

    e deixar um cego atravessar a rua s

  • Page 306 and 307:

    Por sobre o mar, por sob o sol, por

  • Page 308 and 309:

    ETERNOS NAMORADOS Pilar Casagrande

  • Page 310 and 311:

    Há vestígios da alva tecedura Pel

  • Page 312 and 313:

    Viver... palavra enigmática. Vida,

  • Page 314 and 315:

    SAUDADE, SOMENTE SAUDADE Rayma Lima

  • Page 316 and 317:

    TUDO POSSO... Rayma Lima Posso cham

  • Page 318 and 319:

    diante do problema que se apresente

  • Page 320 and 321:

    NÃO DÁ UM PASSO A MAIS! rivkahcoh

  • Page 322 and 323:

    ACORDA! rivkahcohen Como se faz bob

  • Page 324 and 325:

    enfeitando os dois aps, cada um no

  • Page 326 and 327:

    TEMPUS (PRODUTO GENÉRICO) Rosa Pen

  • Page 328 and 329:

    CLIMATÉRIO NÃO É CEMITÉRIO Rosa

  • Page 330 and 331:

    Voltei a me olhar! O meu peito estr

  • Page 332 and 333:

    REFLEXÃO Roseli Busmair Olhei dent

  • Page 334 and 335:

    cantos antigos de ninar, sons notur

  • Page 336 and 337:

    ENCARANDO A VIDA! Rosi Marques Fora

  • Page 338 and 339:

    Anseio por submeter-me á vida, com

  • Page 340 and 341:

    TRISTE, FALO DE MIM... Rosi Marques

  • Page 342 and 343:

    SOLIDÃO Rosimeire Leal da Motta Ca

  • Page 344 and 345:

    AMARGURAS Rosimeire Leal da Motta G

  • Page 346 and 347:

    IN MEMORIAM Rosimeire Leal da Motta

  • Page 348 and 349:

    DEVANEIO Rui Pais Ontem ao final do

  • Page 350 and 351:

    JESUS CRISTO Rui Pais Jesus Cristo

  • Page 352 and 353:

    MINHA IRMÃ CONCEIÇÃO Rui Pais Te

  • Page 354 and 355:

    BEIJOS AO CHAMPAGNE Salvador Prante

  • Page 356 and 357:

    TODO DIA É DIA Salvador Prantera J

  • Page 358 and 359:

    VII O conforto é inigualável, tud

  • Page 360 and 361:

    ETERNO AMANHÃ... Sandra M. Julio T

  • Page 362 and 363:

    Não sei em que curva do tempo, per

  • Page 364 and 365:

    TOLOS SONHOS... Sandra M. Julio As

  • Page 366 and 367:

    DENTRO DESTA MULHER QUE TANTO SONHA

  • Page 368 and 369:

    SONETO DE UMA LUZ PERDIDA © Sarah

  • Page 370 and 371:

    VARIAÇÕES @ Sarah Rodrigues Afaga

  • Page 372 and 373:

    QUERER DOAR Sérgio Diniz Barros Gu

  • Page 374 and 375:

    DESPOJAMENTO Sérgio Diniz Barros G

  • Page 376 and 377:

    do viver, por isso ama a todos, inc

  • Page 378 and 379:

    P-Permite fazer Concursos O-Organiz

  • Page 380 and 381:

    Aos noventa ... Deus é complacente

  • Page 382 and 383:

    V-Vale ressaltar que trabalha a edi

  • Page 384 and 385:

    Chegamos na casa de meu tio, após

  • Page 386 and 387:

    - Eu sei disso, Lila. Lá no hospit

  • Page 388 and 389:

    SONHADOR DE SONHOS Sylvia R. Pelleg

  • Page 390 and 391:

    Verseja em mim agora!!! Pois sei qu

  • Page 392 and 393:

    QUE SORRISO LINDO... Waldyr Argento

  • Page 394 and 395:

    MAGIA QUALQUER Waldyr Argento Júni

  • Page 396:

    TÍTULO ANTOLOGIA LITERÁRIA VIRTUA

Download . pdf - VIRTUALISMO - Academia Virtual Brasileira de ...
Download . pdf - VIRTUALISMO - Academia Virtual Brasileira de ...
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Poesia Estrangeira - Academia Brasileira de Letras
Prosa 3 - Academia Brasileira de Letras
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Centenários - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Guardados na Memória - Academia Brasileira de Letras
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Guardados da Memória - Academia Brasileira de Letras
Prosa - Academia Brasileira de Letras
Cinema - Academia Brasileira de Letras
Igreja de Cosme e Damião em Igaraçu - Academia Brasileira de ...
Prosa 1 - Academia Brasileira de Letras
Igreja de Cosme e Damião em Igaraçu (PE). - Academia Brasileira ...
Poesia - Academia Brasileira de Letras
Iconografia - Academia Brasileira de Letras
prosa - Academia Brasileira de Letras
O estouro da boiada - Academia Brasileira de Letras
Homenagens - Academia Brasileira de Letras
ler - Academia Virtual de Autoconhecimento Nei Naiff