16.04.2013 Views

Visualizar - Ministério da Saúde

Visualizar - Ministério da Saúde

Visualizar - Ministério da Saúde

SHOW MORE
SHOW LESS

You also want an ePaper? Increase the reach of your titles

YUMPU automatically turns print PDFs into web optimized ePapers that Google loves.

A Ç Õ E S D E C O M U N I C A Ç Ã O

DA ESTRATÉGIA NACIONAL

INFLUENZA H1N1

A popULAção brAsILEIrA FEZ A sUA pArtE

E A dIFErENçA pArA A sAúdE do brAsIL


Gripe

Quanto mais

prevenção

mais

proteção

CAMPANHA INFLUENZA ( H1N1 )

1ª FASE - PREVENÇÃO

1


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | introdução

As vacinas e as campanhas de vacinação já fazem parte do repertório da população em geral; a confiança nas vacinas e a certeza de que o

Governo sabe tudo da realização das campanhas são sentimentos que se encontram de norte a sul do país, em todas as classes sociais.

No caso da próxima campanha do H1N1, não seria acertado contar com essa tranquilidade, devido ao ambiente de comunicação que cerca essa gripe.

Depois de mais de um ano de cobertura de mídia sobre a gripe, casos do Brasil e do Exterior, as discussões sobre

a vacina e sua eficácia; aliados ao sensacionalismo com que a nossa imprensa geralmente trata os assuntos,

geraram um cenário onde vamos ter que superar dificuldades que geralmente as campanhas de vacinação não têm.

Destacamos a credibilidade e o estímulo à mobilização como elementos essenciais para o nosso sucesso.

A campanha que vamos ver é o primeiro passo de um programa de comunicação coerente e consistente, com

fases que se desenvolvem e se renovam para que o todo seja maior que a soma de suas partes.

Estamos tratando de uma mudança de comportamento, de atitude, de acrescentar o civil e o social ao individual. Esse objetivo demanda comunicação

permanente; os indivíduos e grupos sociais têm que ser lembrados o tempo todo de que uma nova atitude é importante, e o porquê disso.

Por isso, planejamos essa progressão de conteúdos e formas, com fases de campanha que sejam

continuações da anterior, mas que avancem na direção da mobilização que a prevenção

necessariamente tem que propor e perseguir.


Campanha Prevenção | ConCEito

A mais importante campanha de vacinação dos últimos anos exige um conceito que reflita essa nova dimensão que ela tem.

Vacina é unidirecional, vai do Governo para o povo. Prevenção é circular, chamando todos ao esforço de vencer a doença.

O conceito Prevenção inclui o cidadão na campanha de vacinação da gripe H1N1, que de outro modo seria percebida pela população, mais

uma vez, como atribuição única e exclusiva do Governo, que seria o único responsável por vacinar ou não, por prevenir a doença ou não.

A proposta Prevenção inclui sugestões simples e concretas de ação positiva do cidadão e das

famílias. E inclui também um Governo que faz a sua parte, ao trazer as vacinas e

administrar sua aplicação na população de modo eficaz e responsável.

A vacina é um poderoso elemento de prevenção da doença, mas não é tudo; a prevenção das doenças ganha muito com a

participação de todos. A campanha pretende acelerar esse processo de mudança de percepção, gerando ações concretas.

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

A linha criativa que adotamos combina o esperado e o inesperado.

Campanha Prevenção | LinHA CriAtiVA

O esperado são situações do dia a dia, comuns, que todos vivem. Essa realidade traz para a proposta a credibilidade fundamental para mudar o comportamento das pessoas.

O inesperado é um memorável recurso demonstrativo do risco que as pessoas vivem, mas não percebem que vivem. Isto é, a presença dos vírus em muitos lugares que vamos,

sem que percebamos. A presença inesperada dos vírus que recebemos ou transmitimos, sempre que não tomamos os cuidados preventivos que evitariam isso.

Uma coisa corriqueira como um espirro se transforma num espalhador de vírus que tomam um shopping inteiro; ou tomam todo um grupo de jovens, que, ao fazerem seus

cumprimentos e brincadeiras, viram portadores dos vírus; ou ainda, as “manchas” de vírus estão em ônibus, aeroportos, praças de alimentação, perto de pessoas que não

percebem a sua presença, mas que o espectador percebe como é fácil e provável que ele tenha tido a mesma exposição à contaminação que os personagens dos anúncios

estão tendo.

Quando o público percebe que todo mundo está mais próximo dos vírus do que se pensa, a campanha propõe a solução: medidas simples de prevenção que todos podem

adotar sem alterações maiores da rotina.

Dentre elas, damos destaque especial à lavagem frequente das mãos, medida preventiva mais efetiva e também mais acessível a toda a audiência.

Em todas as peças, assinamos e valorizamos um medalhão que sintetiza a mensagem da campanha:

Gripe. Quanto mais prevenção, mais proteção.


Campanha Prevenção | rotEiro FiLME PÚBLiCo GErAL

Vacinação contra Influenza H1N1

O filme acontece no interior de um shopping.

Abre com um rapaz apressado, descendo a escada rolante. Ele espirra e suja com respingo de tinta amarelo flúor o corrimão da escada rolante.

Atrás dele também está uma mulher apressada, que desce o degrau e apoia a mão na área recém-contaminada pelo rapaz. Logo em seguida, ela faz um gesto feminino de arrumar o

cabelo, contaminando a pele do rosto.

Em segundo plano, vemos dois homens conversando. A câmera faz um movimento rápido , e em uma fração de segundo, enquadra os homens de perto, bem no momento que um deles

espirra sem tomar os cuidados devidos. Em seguida, ele aperta a mão do amigo, contaminando-o também.

Um deles aponta para um lugar, câmera faz movimento rápido e enquadra uma das mesas de uma minipraça de alimentação, como essas que existem ao lado de um quiosque

que vende comida. Algumas mesas, numa delas pai e filha estão tomando sucos. O da filha é diferente do pai, ela está acabando de dar um golinho e leva seu copo à boca do

pai para que ele experimente. O copo está contaminado, a filha dá uma tossidinha enquanto passa. Pai experimenta o suco e sua boca fica levemente contaminada.

Câmera faz outro movimento rápido, bem na hora que a caixa do quiosque da praça está devolvendo o troco à mãe de uma criança que esta ao lado dela, no carrinho. A caixa tosse e

contamina as notas. Mãe pega as notas e se contamina também. Vira-se para brincar com a criança segurando a sua bola de plástico. Contamina a bola de plástico.

Loc.off:

Previna-se: Ao tossir ou espirrar, cubra bem o nariz e a boca com um lenço.

Lave as mãos frequentemente.

Lettering:

Não use medicamentos sem orientação médica.

Assina com Ministério da Saúde e Brasil, Um País de Todos.

Loc.off:

Ministério da Saúde. Brasil, Um País de Todos.


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | rotEiro FiLME JoVEnS

(Jovens - rap)

Grupo de jovens está reunido numa escadaria ou num canto de uma dessas edificações de arquitetura tradicional que todo centro de cidade brasileira tem. São moças e rapazes urbanos, cada um com sua

personalidade, pertencentes a duas ou três tribos das cidades: emos, surfistas, punks, patricinhas, mauricinhos, heavy metals, a escolher. O importante é que sejam tipos marcantes. Um casal se aproxima

do grupo, está perto, mas seu caminhar é interrompido pelo rapaz, que espirra da maneira errada, mal cobrindo a boca com a mão. Vemos a nuvem amarela de vírus tomar conta de suas mãos e de parte da

sua roupa.

Locutor:

O VÍRUS DA GRIPE É PEQUENININHO. MAS FAZ UM GRANDE ESTRAGO...

O casal chega ao grupo, o rapaz estende a mão, os amigos fazem o mesmo, e começa uma sequência de batidinhas de mão iguais aquelas de equipes de basquete. As mãos dos amigos vão ficando manchadas

de amarelo.

Locutor:

...PORQUE NINGUÉM VÊ.

O grupo se espalha, rapaz que espirrou e chegou sai com sua namorada na direção de um ponto de ônibus. Vamos para close dos dois se olhando, rapaz faz um carinho no rosto e nos cabelos dela, como que

afastando a franja, bem doce, mas a mão contamina a namorada, deixando parte do seu rosto levemente amarela. Ela, sem saber, retribui o carinho beijando a mão contaminada. Canção:

SE ROLOU COM A GATA, LAVA A MÃO.

Cortamos para cena do interior de um ônibus, rapaz sentado espirra e contamina a barra da poltrona que está à sua frente. Câmera abre, vemos uma jovem que se aproxima e apoia a mão na região

contaminada da barra.

Canção:

TÁ LOTADA A CONDUÇÃO, LAVA A MÃO.

Caixa da banca de jornal. Moça sarada está comprando uma revista, traje esportivo, sacola de academia nos ombros. Ela espera que o dono da banca lhe dê o troco. O dono da banca tosse e contamina a


Campanha Prevenção | rotEiro FiLME JoVEnS

Vacinação contra Influenza H1N1

revista e a passa para a moça, junto com as notas do troco, também contaminadas. Para poder segurar a revista, a moça coloca a barra de cereal entre os dentes, segura a revista com a mão, contamina a

mão, e volta a segurar a barra, aproximando a mão contaminada de sua boca.

Canção:

SEGUROU ALGUM DINHEIRO, LAVA A MÃO.

3 ou 4 membros do grupo estão numa mesinha de padaria, tomando um cafezinho e sucos, sanduíches de pão francês no centro da mesa. Um deles engole um bocado de seu sanduíche, seu suco acabou. Ele

percebe que o amigo está olhando para o outro lado e sacaneia, tomando o meio copo de suco do amigo antes que ela possa reagir. Só que o copo do amigo está contaminado e ele também se contamina.

Canção:

NA HORA DE COMER, LAVA A MÃO.

Corta para cenas de prevenção. Pessoa lavando bem as mãos com água e sabão.

Uma pessoa espirrando corretamente com lenço de papel, cobrindo bem o nariz e a boca.

Uma pessoa jogando na lata do lixo um lenço sujo de tinta.

Loc.off:

Previna-se: Ao tossir ou espirrar, cubra bem o nariz e a boca com um lenço.

Lave as mãos frequentemente.

Lettering:

Não use medicamentos sem orientação médica.

Assina com Ministério da Saúde e Brasil, Um País de Todos.

Loc.off:

Ministério da Saúde. Brasil, Um País de Todos.


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | rotEiro FiLME CriAnçAS

Vamos realizar a animação utilizando a técnica “Massinha”, com personagens construídos em 3D. Estamos num espaço inventado, criado por nós, com

cores, elementos e objetos que as crianças gostam. Um lugar onde cada criança que assistir ao comercial gostaria de estar.

Nossa historinha começa com uma criança maiorzinha, que canta o início do jingle. Logo as crianças menores aderem à cantoria, formando um coro

infantil animado.

Canção:

O vírus da gripe é um bichinho bem danado

Então é muito importante prevenir

Na hora que o jingle diz “Sempre colocar o lenço na frente do nariz”, vamos mostrar a criança maiorzinha espirrando corretamente com um lenço de

papel e depois arremessando o papel na lata do lixo. As outras crianças olham, fazem cara de quem está aprendendo e chamam a atenção daquelas

que estão distraídas. Nossa menina menorzinha imita o garoto, “espirrando” também.

Canção: Sempre colocar o lenço na frente do nariz

toda vez que espirrar

toda vez que for tossir

Vamos mostrar, na sequência, a criança maiorzinha lavando as mãos e também ensinando a pequena que “espirrou” a lavar as mãos dela corretamente.

Vamos ver as crianças esfregando bem as mãos e passando bem sabão entre os dedos.

Voltamos para o cenário imaginário, câmera de baixo, nossa menorzinha agita os braços e as mãozinhas.

Ela é a primeira da fila, atrás dela as crianças também agitam os braços e as mãozinhas. Como só vemos nossa ruivinha, parece que ela tem

vários braços, todos se agitando.


Canção:

Que o vírus vai embora

Campanha Prevenção | rotEiro FiLME CriAnçAS

Vamos para o segundo momento, ruivinha vira de lado, todos viram, e agora formam uma fila de frente para a câmera, fazendo vigorosos gestos


de “vai pra longe”, um querendo mandar “mais pra longe que o outro”, como se fosse uma disputa.

Canção:

Vai pra bem longe daqui

Garoto maior se junta à fila, câmera com ângulo de baixo, depois corta para todos juntos, dando dinâmica à edição. Todos cantam para encerrar:

O importante é ter saúde

O importante é prevenir

Todos comemoram, felizes, se cumprimentam, música segue no fundo enquanto locutor fala:

LoC – É isso aí, garotada!

Gripe. Quanto mais prevenção, mais proteção.

Lettering:

Não use medicamentos sem orientação médica.

Assina com Ministério da Saúde e Brasil, Um País de Todos.

Loc.off:

Ministério da Saúde. Brasil, Um País de Todos.


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | JinGLE CriAnçAS (30”)

O vírus da gripe é um bichinho bem danado

Então é muito importante prevenir

Sempre colocar o lenço na frente do nariz

Toda vez que espirrar

Toda vez que for tossir

E sempre lavar, lavar bem as mãozinhas

Não esqueça entre os dedos

E as unhas bem limpinhas

Que o vírus vai embora

Vai pra bem longe daqui

O importante é ter saúde

O importante é prevenir

Loc:

É isso aí, garotada! Quanto mais prevenção mais proteção

Ministério da saúde.

brasil, Um país de todos.


Campanha Prevenção | JinGLE rAP (60”)

Vírus da gripe é um bichinho pequenininho

que tá em tudo que é lugar

só que a gente não vê

só que faz o maior estrago, ó aí

Tou falando sério não tem vacilo não

pra não tomar remédio o

negócio é prevenção

Todo mundo esperto cheio de saúde

aí meu irmão, lava a mão

Quando chegar da rua, lava a mão

Se alguém pegou na sua, lava a mão

Se rolou com a gata, lava a mão

Condução tava lotada, lava a mão

Saindo do banheiro, lava a mão

Segurou algum dinheiro, lava a mão

Antes de comer, lava a mão

Pra se proteger...

Lava a mão

Todo mundo esperto cheio de saúde

Aí meu irmão, lava a mão

Aí meu irmão, lava a mão

Lava a mão, lava com sabão

não dá trabalho não dá problema

Ah outra coisa

se for espirrar ou tossir,

bota um lenço na frente,

na frente que é pra não

contaminar ninguém

acabou de espirrar ou tossir, já sabe:

Lava a mão

Loc:

Ministério da saúde.

brasil, Um país de todos.

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | SPot PoPuLAção GErAL

Locutor:

O vírus da gripe pode estar em muitos lugares.

Só que você não vê.

Por isso, sempre que chegar em casa ou no trabalho, lave as mãos.

Faça isso sempre, especialmente após passar por lugares

ou andar em veículos com muita gente.

Lave as mãos frequentemente, com água e sabonete ou use álcool gel.

Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com lenço descartável, jogue-o no lixo,

e lave as mãos assim quer tiver chance.

Não divida comida ou objetos pessoais.

Gripe. Quanto mais prevenção, mais proteção.

Ministério da saúde.

brasil, um país de todos.


O vírus da gripe pode estar em

muitos lugares. Só Só que você você não vê.

Previna-se.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço.

Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

Fevereiro/2010

Campanha Prevenção | CArtAzES

Vacinação contra Influenza H1N1


O vírus da gripe pode estar em

muitos lugares. lugares. Só que você não vê.

Previna-se.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço.

Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

Fevereiro/2010

O vírus da gripe pode estar em

muitos lugares. Só que você não vê.

Previna-se.

Não compartilhe alimentos e objetos pessoais.

Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

Fevereiro/2010


Vacinação contra Influenza H1N1


O vírus da gripe pode estar em

muitos muitos lugares. Só que você não vê.

Previna-se.

Lave as mãos frequentemente.

Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

Fevereiro/2010

Campanha Prevenção | CArtAzES

O VÍRUS DA GRIPE PODE

ESTAR EM MUITOS LUGARES.

SÓ QUE VOCÊ NÃO VÊ.

Previna-se.

Lavar as mãos com água

e sabonete, especialmente

depois de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a boca com

um lenço descartável.

Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e objetos de uso pessoal.

Lave as mãos frequentemente.


Fevereiro/2010

Vírus da gripe.

Previna-se.



































Fevereiro/2010


O VÍRUS DA GRIPE PODE

ESTAR EM MUITOS LUGARES.

SÓ QUE VOCÊ NÃO VÊ.

Previna-se.

Lavar as mãos com água

e sabonete, especialmente

depois de tossir ou espirrar.

Campanha Prevenção | FoLHEto PoPuLAção

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a boca com

um lenço descartável.

Lave as mãos frequentemente.


Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e objetos de uso pessoal.

SE VOCÊ ESTÁ COM

GRIPE OU RESFRIADO.











SE VOCÊ NÃO ESTÁ COM

GRIPE OU RESFRIADO.







Vacinação contra Influenza H1N1

Fevereiro/2010


Vacinação contra Influenza H1N1


VÍRUS DA GRIPE

PREVINA-SE

NÃO COMPARTILHE

ALIMENTOS E

OBJETOS PESSOAIS

NÃO USE MEDICAMENTOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Campanha Prevenção | MoBiLiárioS urBAnoS

Fevereiro/2010

VÍRUS DA GRIPE

PREVINA-SE

LAVE AS MÃOS

FREQUENTEMENTE

NÃO USE MEDICAMENTOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Fevereiro/2010

VÍRUS DA GRIPE

PREVINA-SE

AO TOSSIR

OU ESPIRRAR

USE O LENÇO

NÃO USE MEDICAMENTOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Fevereiro/2010


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1




O vírus da gripe pode estar em muitos

lugares. Só que você não vê. Previna-se.



Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Campanha Prevenção | AnÚnCioS PáG. SiMPLES

Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

O vírus da gripe pode estar em muitos

lugares. Só que você não vê. Previna-se.



Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

O vírus da gripe pode estar em muitos

lugares. Só que você não vê. Previna-se.



Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.


Campanha Prevenção | AnÚnCioS PáG. duPLA

Anúncio Brinquedoteca Anúncio Educadores

O vírus da gripe pode

estar em muitos lugares.

Só que você não vê.

Previna-se.

Lave as mãos frequentemente.



Lavar as mãos com água

e sabonete, especialmente

depois de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a boca com

um lenço descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e objetos de uso pessoal.

Vacinação contra Influenza H1N1


O vírus da gripe pode estar em muitos

lugares. Só que você não vê.

Lave as mãos frequentemente.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço. Não compartilhe alimentos e objetos pessoais.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço.

Professor, ensine a seus

alunos como se prevenir.

Aprender as formas de prevenção é fundamental para garantir a saúde de toda a população.

São hábitos de higiene pessoal que, apesar de simples, realmente funcionam.

Quanto mais divulgação, mais prevenção.

Lavar as mãos com água

e sabonete, especialmente

depois de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a boca com

um lenço descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e objetos de uso pessoal.

Saiba como lavar as mãos corretamente com

água e sabonete. Passe a mensagem adiante.

Molhe as mãos com água e aplique

a quantidade sufi ciente de sabonete

para ensaboar as mãos.

Ensaboe as palmas das mãos

esfregando-as entre si.

Esfregue o polegar esquerdo, Esfregue as pontas dos dedos

utilizando-se de movimento e unhas contra a palma da mão

circular, com o auxílio da palma fazendo movimentos circulares e

da mão direita, e vice-versa. depois faça o mesmo na outra mão.

Esfregue a palma da mão

direita contra o dorso da mão

esquerda, entrelaçando os

dedos, e vice-versa.

Enxague bem

as mãos com água.

Entrelace os dedos e esfregue

os espaços entre eles.

Seque as mãos com

papel toalha descartável.

Encaixe as mãos em forma de

meia concha e faça movimentos

de vai e vem segurando os dedos,

troque a posição das mãos

e faça o mesmo movimento.

Utilize sempre o papel toalha

para fechar a torneira e jogue-o

no lixo. Pronto. Agora suas

mãos estão limpas.


Vacinação contra Influenza H1N1


O vírus da gripe pode estar em muitos

lugares. Só que você não vê.

Lave as mãos frequentemente.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço. Não compartilhe alimentos e objetos pessoais.

Ao tossir ou espirrar, use o lenço.

Campanha Prevenção | AnÚnCioS PáG. duPLA

Anúncio Pais Anúncio Trupe

Pais e responsáveis, ensinem

as crianças a se prevenir.

Aprender as formas de prevenção é fundamental para garantir a saúde de toda a família.

São hábitos de higiene pessoal que, apesar de simples, realmente funcionam.

Quanto mais divulgação, mais prevenção.

Lavar as mãos com água

e sabonete, especialmente

depois de tossir ou espirrar.

Molhe as mãos com água e aplique

a quantidade sufi ciente de sabonete

para ensaboar as mãos.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a boca com

um lenço descartável.


Ensaboe as palmas das mãos

esfregando-as entre si.

Esfregue o polegar esquerdo, Esfregue as pontas dos dedos

utilizando-se de movimento e unhas contra a palma da mão

circular, com o auxílio da palma fazendo movimentos circulares e

da mão direita, e vice-versa. depois faça o mesmo na outra mão.

Esfregue a palma da mão

direita contra o dorso da mão

esquerda, entrelaçando os

dedos, e vice-versa.

Enxague bem

as mãos com água.

Entrelace os dedos e esfregue

os espaços entre eles.

Seque as mãos com

papel toalha descartável.

Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e objetos de uso pessoal.

Saiba como lavar as mãos corretamente com

água e sabonete. Passe a mensagem adiante.

Encaixe as mãos em forma de

meia concha e faça movimentos

de vai e vem segurando os dedos,

troque a posição das mãos

e faça o mesmo movimento.

Utilize sempre o papel toalha

para fechar a torneira e jogue-o

no lixo. Pronto. Agora suas

mãos estão limpas.


O importante é ter saúde, o importante é prevenir.

O vírus da gripe é um bichinho bem danado e muito pequenininho.

É por isso que a gente precisa se prevenir dele sempre.

Lave sempre as mãozinhas com

água e sabonete. Ainda mais

depois de tossir ou espirrar.

Cubra a boca e o nariz

com lenço descartável toda

vez que espirrar ou tossir.


Use sempre o seu copo

e o seu talher, combinado?

Lavar as mãos corretamente é a melhor maneira de mandar o vírus da gripe para bem longe daqui.

Agora que você já sabe como fazer, ensine a sua família e a seus amigos.

Molhe as mãos com água e aplique

a quantidade sufi ciente de sabonete

para ensaboar as mãos.

Ensaboe as palmas das mãos

esfregando-as entre si.

Esfregue o polegar esquerdo, Esfregue as pontas dos dedos

utilizando-se de movimento e unhas contra a palma da mão

circular, com o auxílio da palma fazendo movimentos circulares e

da mão direita, e vice-versa. depois faça o mesmo na outra mão.

Esfregue a palma da mão

direita contra o dorso da mão

esquerda, entrelaçando os

dedos, e vice-versa.

Enxague bem

as mãos com água.

Entrelace os dedos e esfregue

os espaços entre eles.

Seque as mãos com

papel toalha descartável.

Encaixe as mãos em forma de

meia concha e faça movimentos

de vai e vem segurando os dedos,

troque a posição das mãos

e faça o mesmo movimento.

Utilize sempre o papel toalha

para fechar a torneira e jogue-o

no lixo. Pronto. Agora suas

mãos estão limpas.


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Campanha Prevenção | PEçAS AnViSA


Banner Trilíngue


O VÍRUS DA GRIPE PODE

ESTAR EM MUITOS LUGARES.

SÓ QUE VOCÊ NÃO VÊ.

THE FLU VIRUS CAN BE ANYWHERE. YOU JUST CAN’T SEE IT.

EL VIRUS DE LA GRIPE PUEDE ESTAR EN MUCHOS LUGARES. AUNQUE NO LO VEAS.

Previna-se.

Look after yourself.

Cuídese.

Lavar

as mãos com água e

sabonete,

especialmente

depois

de tossir ou espirrar.

Wash your hands frequently

with soap and water, especially

after coughing or sneezing.

Lave las manos frecuentemente

con agua y jabón, especialmente

después de toser o estornudar.

Ao

tossir ou espirrar,

cobrir

o nariz e a boca com

um lenço descartável.



When coughing or sneezing,

always cover your nose and mouth

with a disposable handkerchief.

Al toser o estornudar, cubra

la nariz y la boca con un

pañuelo desechable.


Não

compartilhar

alimentos,

copos, toalhas

e

objetos de uso pessoal.

Do not share food, glasses,

bath towels or any objects

of personal use.

No comparta alimentos,

vasos, toallas u objetos

de uso personal.

LAVE AS MÃOS FREQUENTEMENTE.

WASH YOUR HANDS FREQUENTLY.

LAVE LAS MANOS FRECUENTEMENTE.

NÃO USE MEDICAMENTOS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICA.

DON’T TAKE ANY MEDICINE WITHOUT MEDICAL GUIDANCE.

NO TOME MEDICACIÓN SIN ORIENTACIÓN MÉDICA.

Fevereiro/2010

Folheto

O VÍRUS DA GRIPE PODE

ESTAR EM MUITOS LUGARES.

SÓ QUE VOCÊ NÃO VÊ.

Previna-se.

Lavar as as mãos com com água e e

sabonete, especialmente

depois de de tossir ou ou espirrar.



Ao Ao tossir ou ou espirrar,

cobrir o o nariz e e a a boca boca com com

um um lenço descartável.

Não Não compartilhar

alimentos, copos, toalhas

e e objetos de de uso uso pessoal.

Lave as mãos frequentemente.








































































Fevereiro/2010

Fevereiro/2010


Campanha Prevenção | SELo


Vacinação contra Influenza H1N1


CALENdÁrIo dE VACINAção CoNtrA A influenza h1n1

22 dE MArço A

02 dE AbrIL

05 A 23 dE AbrIL

24 dE AbrIL A

07 dE MAIo

10 A 21 dE MAIo

Gestantes

Crianças de 6 meses a menores de 2 anos - 1ª dose

população com doenças crônicas

população de 20 a 29 anos

Idosos com 60 anos ou mais – portadores de doenças crônicas

população de 30 a 39 anos


EstrAtéGIA dE

CoMUNICAção

VACINAção CoNtrA INFLUENZA H1N1

CoNCEIto E LINHA CrIAtIVA

O desafio: a vacinação contra a Influenza H1N1 se daria por etapas. Grupos específicos seriam convocados em

momentos distintos. Seria necessário alertar, mas sem causar pânico. Seria necessário informar, mas sem soar

técnico. A solução: transparência, linguagem leve e, principalmente, compartilhar o sucesso da campanha com

o brasileiro. Como na primeira fase da campanha, baseada em prevenção, a população brasileira já havia sido

alertada da responsabilidade de todos pela menor proliferação do vírus, na fase de convocação esse chamamento

ao público apenas assumiu uma nova forma: faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Afinal, o Ministério da Saúde faria a sua parte com a disponibilização de vacinas para os grupos prioritários,

seguindo uma estratégia global de combate ao vírus. Caberia aos brasileiros fazer a sua: além de manter atitudes

preventivas, seria necessário ir aos postos de saúde, nas datas corretas, e então se vacinar.

Para aumentar o impacto da comunicação, agregar maior credibilidade à mensagem e gerar maior identificação

com cada público, a campanha foi estrelada por artistas de prestígio, eles mesmos partes integrantes dos grupos

da população que foram convocados. Participaram os atores Marco Nanini, Ingrid Guimarães, Vanessa

Giácomo, rodrigo Lombardi, Fernanda paes Leme, Nicete bruno, paulo Goulart e Leandro Hassum.

O resultado pode ser visto a seguir.


Vacinação contra Influenza H1N1

Foram produzidas 50 reportagens em texto, realizadas 5 coletivas de imprensa, agendadas oito entrevistas exclusivas do ministro, articulados

6 encontros com dirigentes de mídia nacional e, para rádios, enviados mais de 200 spots e cerca de 180 matérias.

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Coletivas de imprensa

26/1 – Anúncio da estratégia nacional contra a gripe H1N1 (Porta-voz: ministro)

24/2 – Anúncio da ampliação de faixa etária (Porta-voz: ministro)

9/3 – Anúncio de parcerias (Porta-voz: ministro)

9/4 – Apresentação de balanço parcial da vacinação contra a gripe A (H1N1) e divulgação de novos números da doença em todo o país (Porta-voz: ministro)

19/4 – Balanço de ações (Porta-voz: Gerson Penna)

Entrevistas exclusivas do ministro

• Jô Soares

• Ana Maria Braga

• Presença no Programa da Hebe Camargo

• TV UOL

• É Notícia (Rede TV)

• Brasília ao Vivo

(Record News)

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

• Jornal da Record

• Kennedy Alencar

• Globonews

• Encontro do ministro com dirigentes de

mídia nacional

• Globo

• Estado

• Folha

• Bandeirantes

• Record

• SBT


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

rEportAGENs

05/01/2010, às 15h12

brAsIL CoMprA 83 MILHõEs dE dosEs dE VACINA CoNtrA GrIpE A pANdêMICA

Vacinação contra Influenza H1N1

O Ministério da Saúde fechou acordo com três diferentes fornecedores de vacina contra o vírus da gripe pandêmica A(H1N1), o que garantirá ao país a aquisição total de 83 milhões de doses para sua estratégia de vacinação contra

a gripe pandêmica, a ser realizada entre março e abril de 2010. Os laboratórios enviarão as doses ao ministério de maneira escalonada, entre janeiro e março. O investimento total do Ministério da Saúde, responsável também pela

distribuição das vacinas aos estados, é de R$ 1,006 bilhão.

Pelo mais recente contrato, firmado na última semana, o Fundo Rotatório de Vacinas da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) fornecerá 10 milhões de doses para o Brasil, o que representará um investimento de US$ 70

milhões de dólares (US$ 7 por dose) – o equivalente a R$ 122,5 milhões.

Até o início de fevereiro, o Ministério da Saúde deverá anunciar, em detalhes, a estratégia nacional de vacinação contra a gripe pandêmica para o país. “O que é importante que todos saibam é que não há, neste momento, distribuição

de vacina à população em nenhum estado brasileiro. As doses serão distribuídas nacionalmente quando houver estoque suficiente para viabilizar a estratégia de vacinação simultanamente em todo o país”, diz o secretário

de Vigilância em Saúde do ministério, Gerson Penna.

Os grupos prioritários que receberão a vacina contra o vírus da gripe A (H1N1) serão estabelecidos com base em critérios epidemiológicos, observados durante a primeira onda da nova gripe, no inverno do ano passado; durante a

segunda onda em curso no Hemisfério Norte; e em acordo com sociedades médicas, Conass (Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde), seguindo

recomendações da Organização Mundial da Saúde. Entre os grupos prioritários estão grávidas, trabalhadores de saúde envolvidos no atendimento aos pacientes, crianças entre 6 meses e 2 anos, indígenas e pessoas com obesidade

mórbida e doenças crônicas preexistentes (cardíacas, pulmonares, renais, metabólicas etc.).


Vacinação contra Influenza H1N1

25/02/2010, às 12h48

Ms AMpLIA FAIxA EtÁrIA pArA VACINAção CoNtrA GrIpE A

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta quinta-feira (25) a ampliação da estratégia de vacinação contra a gripe pandêmica para adultos saudáveis de 30 a 39 anos. A partir de março, em datas distintas, serão

vacinados também trabalhadores da saúde, indígenas, gestantes, crianças de seis meses a dois anos incompletos (23 meses), população de 20 a 39 anos e doentes crônicos. Esse novo público-alvo que acaba de ser definido será

vacinado de 10 a 21 de maio.

A definição da nova faixa etária considerou o grupo com maior número de hospitalizações e mortes depois daqueles já priorizados nas etapas anteriormente definidas. A maior oferta mundial de vacinas também possibilitou a nova

aquisição.

Para incluir a população de 30 a 39 anos o Ministério da Saúde vai adquirir mais 30 milhões de doses da vacina, totalizando 113 milhões de doses. A compra será realizada com o aporte de R$ 300 milhões, que serão liberados por

Medida Provisória. Os recursos também serão utilizados para custear os gastos com a operacionalização da nova etapa.

O objetivo da campanha é manter os serviços de saúde funcionando e reduzir o número de casos graves e óbitos nos grupos mais vulneráveis. A expectativa é imunizar pelo menos 91 milhões de pessoas contra a gripe pandêmica,

além da vacinação de 19 milhões de idosos contra a gripe comum. Uma parte das doses que estão sendo adquiridas contra a influenza pandêmica será reservada para o caso de haver alterações epidemiológicas ao longo do

inverno.

“Quero chamar a atenção que é muito importante a população acompanhar com atenção e seriedade a comunicação que o governo vai fazer de datas e prazos nesta campanha de vacinação”, recomendou Temporão. “E faço um

apelo a estados e municípios que capilarizem a rede de vacinação e que tenham horários ampliados de vacinação, inclusive para os finais de semana, para que a população possa com facilidade e tranqüilidade se proteger”.

Serão 36 mil pontos de vacinação em todo o país. A logística de aplicação das vacinas, incluindo locais e horários, é de responsabilidade das Secretarias Estaduais de Saúde.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

26/01/2010, às 15h55

MINIstérIo dA sAúdE dIVULGA EstrAtéGIA NACIoNAL dE ENFrENtAMENto dA sEGUNdA oNdA dA pANdEMIA

Vacinação contra Influenza H1N1

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta terça-feira (26) a estratégia nacional de enfrentamento contra Influenza A (H1N1). Um dos principais pilares dessa estratégia, ao lado do reforço na rede de assistência,

será a vacinação para públicos prioritários, em quatro etapas, entre 8 de março e 7 de maio. O objetivo da ação não é evitar a disseminação do vírus, que já está presente em 209 países, de acordo com a Organização Mundial de

Saúde (OMS), mas manter os serviços de saúde funcionando e reduzir o número de casos graves e óbitos. A expectativa é imunizar pelo menos 62 milhões de pessoas contra a gripe pandêmica. Uma parte das 83 milhões de doses

da vacina adquirida pelo Ministério da Saúde será reservada para o caso de haver alterações epidemiológicas ao longo do inverno e eventual necessidade de ampliar o público-alvo.

A estratégia definida pelo Ministério da Saúde foi aprovada por entidades que representam profissionais de saúde e especialistas. Representantes de 13 dessas instituições participaram de reunião com o ministro José Gomes

Temporão durante a manhã desta terça-feira (26), antes do anúncio das diretrizes adotadas pelo Brasil para o enfrentamento da pandemia. “Essa é uma estratégia completa que inclui a vacina, um instrumento poderoso para o

controle da doença, e recursos para fortalecer a atenção básica, ampliar o número de leitos de UTI e aumentar o estoque de medicamentos para o tratamento da doença”, afirma Temporão. “A estratégia é produto de uma grande

discussão e debate com as próprias sociedades especialistas e houve um consenso em relação ao que foi definido”, acrescenta.

Cada uma das fases da estratégia de vacinação estará voltada a um público específico: trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia, indígenas, gestantes, pessoas com doenças

crônicas e obesidade grau 3 - antiga obesidade mórbida, crianças de seis meses a dois anos e adultos de 20 a 29 anos (veja cronograma abaixo). As quatro etapas da vacinação terminam antes do início do inverno no país, quando

é registrado o maior número de casos de gripe.

Os grupos prioritários foram definidos pelo Ministério da Saúde em parceria com sociedades científicas, Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação Médica Brasileira (AMB), Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN),

Conselhos de Secretários Estaduais (CONASS) e Municipais (CONASEMS) de Saúde e o Grupo Assessor do Programa Nacional de Imunizações. A observação da segunda onda pandêmica no Hemisfério Norte também foi um critério

levado em conta.

INVESTIMENTO – As 83 milhões de doses de vacina pandêmica que o Brasil adquiriu representam um investimento de R$ 1,006 bilhão. Os imunizantes serão fornecidos pelos laboratórios produtores Instituto Butantan (33 milhões

de doses) e Glaxo Smith Kline (40 milhões), além do Fundo Rotatório de Vacinas da Organização Pan Americana de Saúde/OPAS (10 milhões). Leia mais no texto anexo.

TRATAMENTO – O estoque nacional de antivirais para o tratamento da gripe pandêmica é de 21,9 milhões de tratamentos. Esse estoque inclui 6,2 milhões de tratamentos em estado bruto, armazenados em tonéis que restaram do

estoque estratégico adquirido em 2006 para preparação para uma eventual pandemia de gripe aviária. Também compõem esse estoque de 21,9 milhões outros 11,5 milhões de tratamentos prontos para consumo e outros 4 milhões

em matéria-prima estocada em tonéis, comprados para 2010. O Ministério adquiriu também 200 mil tratamentos de zanamivir – medicamento que será usado apenas em eventuais casos de resistência ao oseltamivir.


Vacinação contra Influenza H1N1

04/03/2010, às 13h57

sAúdE proMoVE AtUALIZAção dE proFIssIoNAIs E GEstorEs sobrE A GrIpE pANdêMICA

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Seiscentos gestores de saúde e representantes de instituições de ensino de todo o país participam de encontro para atualização dos profissionais da saúde que irão atuar na segunda onda da gripe pandêmica.

Durante o evento, organizado pelo Ministério da Saúde e pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), será entregue a versão preliminar de um material – denominado vademecum – formado por um CD que contém manual

de manejo clínico, vídeos instrucionais e artigos científicos que poderão ser usados na promoção de cursos para qualificação profissional. O encontro acontece em Brasília, nesta quinta-feira (4/3).

“Com a colaboração de instituições acadêmicas, especialistas e entidades de classe, consolidamos as diretrizes que vão orientar os profissionais dos serviços de saúde que estarão na linha de frente. O país possui elevada capacidade

técnica para enfrentar o problema, incluindo ações de prevenção, abordagem clínica e disponibilidade de medicamentos.”, afirmou o ministro da Saúde José Gomes Temporão durante abertura do encontro. Ele destacou

ainda a experiência brasileira na realização de grandes campanhas de vacinação, por meio do Programa Nacional de Imunização.

O objetivo do encontro é estabelecer parcerias institucionais para o enfrentamento da segunda onda da influenza pandêmica, além de garantir capacitação de qualidade aos profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde

(SUS). “Esse trabalho também poderá servir de suporte para construir uma rede de serviços completa e estruturada para o enfrentamento de outras pandemias”, avalia o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde

do Ministério da Saúde, Francisco Campos.

Participam do encontro representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), dos Conselhos Nacionais de Secretários Estaduais (CONASS) e Municipais de Saúde (CONASEMS), dos Conselhos Federais de Medicina

(CFM) e de Enfermagem (COFEN), da Associação Médica Brasileira (AMB) e da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN).

Também estarão presentes membros do Grupo Executivo Interministerial, sociedades das especialidades médicas e representantes da Escola Técnica de Saúde (ETSUS); da Organização Pan-Americana da Saúde; diretores de

hospitais de ensino; coordenadores de cursos de medicina e enfermagem; coordenadores estaduais e municipais de Vigilância Sanitária e de Educação e Vigilância em Saúde; além de coordenadores das redes de educação à

distância do Ministério da Saúde das Universidades – Telessaúde Brasil, UnA-SUS e Rede Universitária de Telemedicina (RUTE).

VACINAÇÃO – A campanha nacional de vacinação contra a gripe pandêmica começa no próximo dia 8 de março e vai até 7 de maio, sendo dividida em cinco etapas, que acontecerão antes do início do inverno no país, quando é

registrado o maior número de casos de gripe.

O objetivo da vacinação não é evitar a transmissão do vírus, que já está presente em 212 países, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mas manter os serviços de saúde funcionando e reduzir o número de casos

graves e óbitos. O Ministério da Saúde tem vacina disponível para 91 milhões de pessoas. A expectativa é imunizar pelo menos 80% contra a gripe pandêmica.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

04/03/2010, às 14h09

sAúdE INICIA CAMpANHA pArA orIENtAr popULAção sobrE VACINA CoNtrA GrIpE pANdêMICA

Vacinação contra Influenza H1N1

A segunda fase da campanha publicitária do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra gripe A(H1N1) começa a ser veiculada em todo o país nesta quinta-feira (4/3) e vai até o dia 14 de março. Em dois filmes diferentes, o ator

Marco Nanini esclarece a população sobre o calendário da estratégia de vacinação e a definição dos sete públicos prioritários para a vacinação.

Na internet, as pessoas poderão optar por serem avisadas, via e-mail, da data de vacinação de cada um dos grupos prioritários. Na página do Ministério da Saúde, o internauta poderá cadastrar seu endereço eletrônico e selecionar

a data de vacinação do grupo ao qual ele pertence ou tem interesse. O serviço estará acessível também em sites comerciais onde a campanha será veiculada. O cadastro via e-mail estará disponível a partir de 8 de março.

Serão distribuídos, ainda, 100 mil cartazes e 1 milhão de folders com as datas em que cada grupo deverá receber as doses, além do reforço das medidas de prevenção que todos os brasileiros devem adotar no dia-a-dia.

A estratégia nacional de vacinação será realizada entre 8 de março e 21 de maio, dividida em sete etapas, cada uma voltada para um público específico. Entre os dias 8 e 19 de março, serão vacinados apenas indígenas e profissionais de saúde.

No período entre 15 de março e 21 de maio, será veiculada a terceira fase da campanha, com peças específicas convocando os diferentes públicos para a imunização contra gripe pandêmica.

No Brasil, a vacina está indicada para sete públicos prioritários: trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia, indígenas, gestantes, pessoas com doenças crônicas e obesidade grau

3, crianças de seis meses a menos de dois anos, adultos de 20 a 29 anos e de 30 a 39 anos .

Os grupos prioritários são aqueles que têm o maior risco de desenvolver formas graves da doença e de morrer. Eles foram definidos em parceria com representantes de sociedades científicas, estados e municípios e entidades

de classe. Os critérios para definição dos públicos prioritários levaram em conta as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), os dados epidemiológicos observados na primeira onda da pandemia no Brasil e a

experiência dos países do Hemisfério Norte. Ao todo, haverá vacinas disponíveis para 91 milhões de pessoas. A expectativa é vacinar pelo menos 80% desse público.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO – Além da publicidade voltada para a vacinação, o Ministério da Saúde divulga, desde o dia 22 de fevereiro, campanha de prevenção da gripe pandêmica, orientando os brasileiros sobre as formas de

se proteger da doença. Com o slogan Quanto mais prevenção, mais proteção, as peças mostram situações do dia a dia e apontam os cuidados básicos de higiene para evitar contrair ou transmitir a doença. Entre as principais

mensagens estão a importância de lavar as mãos com frequência, de não compartilhar alimentos e objetos pessoais e de cobrir o nariz e a boca com um lenço descartável ao tossir ou espirrar.


Vacinação contra Influenza H1N1

05/03/2010, às 17h38

VACINAção CoNtrA GrIpE CoMEçA NEstA sEGUNdA, dIA 8

A primeira etapa da estratégia nacional de vacinação contra a gripe pandêmica começa na segunda segunda-feira (8). Durante duas semanas, até 19 de março, somente os trabalhadores de serviços de saúde que atuam diretamente

na resposta à nova gripe e os indígenas que vivem em aldeias serão imunizados. O público-alvo é estimado em 1.915.000 trabalhadores de serviços de saúde e 566.000 mil indígenas. A meta é vacinar, pelo menos, 80% dessas

pessoas. Cada estado, em parceria com os municípios, é responsável por determinar como a vacina chegará a essa população (incluindo os trabalhadores da rede privada envolvidos diretamente no atendimento dos casos suspeitos

da nova gripe), bem como os locais e horários de vacinação.

ETAPAS DE VACINAÇÃO – A população dos demais grupos prioritários deve ficar atenta para as datas das outras quatro etapas de vacinação (veja cronograma abaixo). A partir de 22 de março, a vacina estará disponível para três

grupos: grávidas em qualquer período de gestação, portadores de doenças crônicas (veja lista abaixo) e crianças de 6 meses a menos de 2 anos. As pessoas desses grupos terão até 2 de abril para ir a um dos locais indicados

pela autoridade de saúde local.

As gestantes que engravidarem depois desse período terão a vacina garantida nas fases posteriores. As crianças de 6 meses as menos de 2 anos vão receber uma dose de vacina dividida em duas vezes. A segunda meia dose será

administrada 30 dias após a primeira.

Adultos de 20 a 29 anos, mesmo sem problemas de saúde, devem procurar os postos de vacinação de 5 a 23 de abril.

A etapa seguinte será dedicada à Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, que chega à 12ª edição, entre 24 de abril e 7 de maio. Nesse período, todas as pessoas com mais de 60 anos de idade devem tomar a vacina contra a

gripe comum, como acontece todos os anos. Aqueles idosos que são portadores de doenças crônicas vão receber, na mesma data, uma segunda dose de vacina, a da gripe pandêmica. Com essa estratégia, o idoso só precisará ir

ao posto de vacinação uma vez.

A última fase ocorrerá de 10 a 21 de maio e é voltada para os adultos saudáveis de 30 a 39 anos.

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

CAMPANHA PUBLICITÁRIA – Aqueles que quiserem receber um e-mail com lembrete da data em que deve se vacinar podem se cadastrar no Portal do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br), a partir desta segunda-feira (8).

O serviço também estará acessível no hotsite www.vacinacaoinfluenza.com.br, criado pelo Ministério da Saúde; e em sites comerciais onde a campanha será veiculada. Todas a peças da campanha, incluindo vídeos, materiais

gráficos e áudios para rádio, estão acessíveis no hotsite e no portal do Ministério.

Também serão distribuídos 100 mil cartazes e 1 milhão de folders com as datas em que cada grupo deverá receber as doses, além do reforço das medidas de prevenção que todos os brasileiros devem adotar no dia-a-dia.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

09/03/2010, às 19h58

EMprEsAs ApoIAM CAMpANHA E Vão dIVULGAr VACINAção CoNtrA GrIpE A (H1N1)

Vacinação contra Influenza H1N1

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, convocou nesta terça-feira (9) empresários dos setores privado e público para ajudarem a divulgar a estratégia nacional de vacinação contra a Gripe A (H1N1). O encontro em Brasília

reuniu 120 representantes de 87 empresas públicas e privadas de áreas diversas - alimentos (Sadia, MC Donalds, Carrefour, Coca-Cola, Danone), telefonia (Oi, Claro, TIM, Vivo), instituições financeiras (Caixa Econômica, Banco

do Brasil, Bradesco), entre outros.

Além de disseminar informações, distribuindo materiais de esclarecimento sobre a gripe aos seus funcionários, os parceiros da Saúde podem auxiliar na organização da própria vacinação. Uma das sugestões feitas pelo ministro

Temporão às empresas e instituições foi que articulassem, com a ajuda das secretarias de saúde, a visita escalonada de seus funcionários que pertencem aos públicos-alvo aos postos de saúde. Com isso, as organizações garantem

a imunização de seus trabalhadores e, ao mesmo tempo, evitam o aumento das faltas no trabalho.

Os empresários também conheceram a estratégia de enfrentamento da segunda onda da gripe A, com datas de vacinação e grupos prioritários. A campanha foi apresentada pelo secretário de Vigilância em Saúde, Gerson Penna,

que lembrou a parceria entre o Ministério da Saúde e as empresas na vacinação contra a rubéola, que imunizou 67,2 milhões de pessoas - a maior mobilização já realizada no mundo até então. A gripe A poderá bater esse recorde,

com público-alvo de 91 milhões de pessoas.

PESQUISA - O ministro Temporão divulgou ainda pesquisa realizada com 1,3 mil pessoas de 352 cidades brasileiras. Ao todo, 71% responderam acreditar na eficácia da vacina contra a gripe A (H1N1); 83% afirmaram não ter medo

da vacina e 84% disseram que gostariam de ser imunizado. A pesquisa indagou ainda sobre a qualidade das informações divulgadas na campanha. De uma nota de 0 a 10, a média de avaliação ficou em 8,56.

O estudo também constatou que 64% dos entrevistados sabem que haverá uma grande campanha de vacinação contra a gripe pandêmica. Temporão alertou para a necessidade de mais pessoas estarem cientes da vacinação. Para

isso, conta com a divulgação maciça para a sociedade brasileira.


Vacinação contra Influenza H1N1

19/03/2010, às 15h21

sEGUNdA EtApA dE VACINAção CoNtrA GrIpE pANdêMICA

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

A segunda etapa da estratégia nacional de vacinação contra gripe pandêmica começa nesta segunda-feira (22). Durante duas semanas, até o dia 2 de abril, gestantes, crianças de seis meses a dois anos e doentes crônicos (exceto

idosos) receberão as doses da vacina. O público-alvo esperado é de cerca de 20,3 milhões de pessoas. A meta é imunizar pelo menos 80% dessas pessoas. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por divulgar

os locais e os horários de vacinação. Em todo o país, são mais de 36 mil salas de imunização.

Todas as grávidas, independentemente do período de gestação, devem se vacinar. As mulheres que engravidarem após o fim dessa etapa poderão se imunizar nas fases seguintes. Na vacinação das crianças, pais e responsáveis

devem levar aos locais de imunização apenas os bebês que já completaram seis meses de idade e os menores de dois anos. É muito importante que os pais ou responsáveis levem o cartão de vacinação da criança.

As crianças receberão uma dose dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer ou os

chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Não é necessário apresentar atestado

médico para comprovar a doença crônica. “Optamos por não burocratizar o processo de vacinação. Confiamos no bom senso dos cidadãos. Aquele que se vacinar e estiver fora do grupo de risco deve saber que está tirando uma

dose de alguém que realmente precisa”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Gerson Penna. Na dúvida, as pessoas devem procurar o médico mais próximo ou de sua confiança para receber orientações.

Os idosos que integram esse grupo devem aguardar. A população com mais de 60 anos terá uma etapa exclusiva, entre os dias 24 de abril e 7 de maio, juntamente com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe

comum. Nesse período, todos os idosos serão imunizados contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinados também contra a gripe pandêmica. Assim, o idoso só precisará ir ao

local de vacinação uma única vez.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

30/03/2010, às 17h14

sEGUNdA EtApA dE VACINAção CoNtrA GrIpE pANdêMICA tErMINA NA próxIMA sExtA-FEIrA

Vacinação contra Influenza H1N1

A segunda etapa da estratégia nacional de vacinação contra gripe pandêmica termina na próxima sexta-feira, dia 2 de abril. Iniciada no último dia 22 de março, a etapa tem como públicos-alvo gestantes, crianças de seis meses a

dois anos e doentes crônicos (exceto idosos), em um total estimado em 20,4 milhões de pessoas. A meta é imunizar pelo menos 80% dessa população. Todas as Secretarias Estaduais de Saúde já receberam as doses necessárias

para a segunda etapa. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por divulgar os locais e os horários de vacinação, independentemente do feriado nacional do próximo dia (Sexta-Feira da Paixão). Em todo o

país, são mais de 36 mil salas de imunização.

Todas as grávidas, independentemente do período de gestação, devem se vacinar. As mulheres que engravidarem após o fim dessa etapa poderão se imunizar nas fases seguintes. Não é preciso apresentar atestado médico

confirmando a gravidez.

Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês que já completaram seis meses de idade e os menores de dois anos. É muito importante levar o cartão de vacinação das crianças.

Elas receberão uma dose dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer ou os

chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Também não é necessário apresentar

atestado médico para comprovar a doença crônica.

Os idosos com doenças crônicas devem aguardar. A população com mais de 60 anos terá uma etapa exclusiva, entre os dias 24 de abril e 7 de maio, juntamente com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe

comum. Nesse período, todos os idosos serão imunizados contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinados também contra a gripe pandêmica. Assim, o idoso só precisará ir ao

local de vacinação uma única vez.


Vacinação contra Influenza H1N1

01/04/2010, às 11h52

Ms prorroGA sEGUNdA EtApA dA CAMpANHA dE VACINAção

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Gestantes, crianças de seis meses a menores de dois anos e doentes crônicos podem ser vacinados até 23 de abril, juntamente com jovens de 20 a 29 anos. O Ministério da Saúde irá prorrogar a vacinação de grávidas, doentes

crônicos (exceto idosos) e crianças de seis meses e menores de dois anos contra a gripe H1N1 até o dia 23 de abril. Em virtude do feriado desta sexta-feira (2), a segunda etapa, que terminaria amanhã, deverá continuar ao longo da

próxima fase, que começa na segunda-feira (5), e imunizará também os jovens saudáveis entre 20 e 29 anos. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por definir e divulgar os locais e horários de vacinação.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 80% do público-alvo de 20 a 29 anos, formado por 35,1 milhões de pessoas. Essa faixa etária foi a que teve o maior número proporcional de casos de doença respiratória grave

causada pelo novo vírus no ano passado: 24% do total de 44.544 casos, em todo o país. O grupo também concentrou 20% das mortes ocorridas em 2009 (ao todo, foram 2.051).

Com a prorrogação da segunda fase até 23 de abril, todas as grávidas, independentemente do período de gestação, que ainda não se vacinaram, devem tomar a vacina. As mulheres que engravidarem após o fim da terceira etapa

poderão se imunizar nas fases seguintes. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a gravidez.

Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês de seis meses a menores de dois anos. É muito importante levar o cartão de vacinação das crianças. Elas receberão uma dose

dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer ou os

chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Também não é preciso levar atestado

médico comprovando a doença crônica.

Os idosos com doenças crônicas devem aguardar. A população com mais de 60 anos terá uma etapa exclusiva, entre os dias 24 de abril e 7 de maio, juntamente com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe

comum. Nesse período, todos os idosos serão imunizados contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinados também contra a gripe pandêmica. Assim, o idoso só precisará ir ao

local de vacinação uma única vez.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Vacinação contra Influenza H1N1

02/04/2010, às 13h58

AdULtos dE 20 A 29 ANos dEVEM sE VACINAr CoNtrA A GrIpE H1N1 A pArtIr dA próxIMA sEGUNdA-FEIrA, 5 dE AbrIL

Começa nesta segunda-feira, dia 5 de abril, a terceira etapa da estratégia nacional de vacinação contra a influenza H1N1. Adultos com idade entre 20 e 29 anos têm até o dia 23 de abril para tomar a vacina. A meta do Ministério

da Saúde é imunizar pelo menos 80% do público-alvo desse grupo, formado por 35,1 milhões de pessoas. Essa faixa etária foi a que teve o maior número proporcional de casos de doença respiratória grave causada pelo novo vírus

no ano passado: 24% do total de 44.544 casos, em todo o país. O grupo também concentrou 20% das mortes ocorridas em 2009 (ao todo, foram 2.051).

Em virtude do feriadão da Semana Santa, o Ministério da Saúde prorrogou a vacinação de grávidas, doentes crônicos (exceto idosos) e crianças de seis meses a menores de dois anos até o dia 23 de abril. Assim, a segunda etapa,

que terminaria nesta sexta-feira (2), deverá continuar ao longo da terceira fase. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por definir e divulgar os locais e horários de vacinação. Em todo o país, são mais de

36 mil salas de imunização. Para serem vacinadas, as pessoas de 20 a 29 anos devem ir aos postos de vacinação levando documento de identidade com foto.

Com a prorrogação da segunda fase até 23 de abril, todas as grávidas que ainda não se vacinaram, independentemente do período de gestação, devem se imunizar. As mulheres que engravidarem após o fim da terceira etapa

poderão tomar a vacina nas fases seguintes. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a gravidez.

Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês de seis meses a menores de dois anos. É muito importante levar o cartão de vacinação das crianças. Elas receberão uma dose

dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer ou os

chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Também não é preciso levar atestado

médico comprovando a doença crônica.

Os idosos com doenças crônicas devem aguardar. A população com mais de 60 anos terá uma etapa exclusiva, entre os dias 24 de abril e 7 de maio, juntamente com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe

comum. Nesse período, todos os idosos serão imunizados contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinados também contra a gripe pandêmica. Assim, o idoso só precisará ir ao

local de vacinação uma única vez.


Vacinação contra Influenza H1N1

06/04/2010, às 11h45

Ms sUpErA MEtA Ao VACINAr 2,2 MILHõEs dE proFIssIoNAIs dE sAúdE CoNtrA H1N1

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

A vacinação de profissionais de saúde contra a gripe H1N1 superou as metas do Ministério da Saúde ao serem imunizadas pelo menos 2,2 milhões de pessoas desse público-alvo em todo o Brasil, o que corresponde a 88% do grupo

definido. Esses são os dados repassados até o momento por estados e municípios, que ainda podem ser atualizados. Os profissionais de saúde foram os primeiros a ser vacinados para garantir o funcionamento dos serviços de

saúde e atendimento da população. A alta adesão demonstra a confiança desse público na vacina oferecida pela rede pública.

O Ministério da Saúde, estados e municípios buscaram aqueles profissionais diretamente relacionados à resposta da pandemia.Entre os trabalhadores, estão médicos, enfermeiros, recepcionistas, pessoal de limpeza e segurança,

motoristas de ambulância, equipes de laboratório e profissionais que atuam na investigação epidemiológica. São pessoas que estão diretamente envolvidas no atendimento de pessoas com suspeita de gripe, que procuram os

serviços de saúde por estarem sentido os principais sintomas da doença – febre, tosse, dor de cabeça, dores no corpo, nos olhos e nas articulações e falta de ar.

Até o momento, foram registradas, no total, mais de 8,6 milhões de pessoas vacinadas. O número, no entanto, é subestimado, uma vez que a estatística depende do encaminhamento das informações

por parte de estados e municípios, que mantêm seu foco de atuação na distribuição e aplicação das vacinas. Ou seja, há mais pessoas imunizadas, que serão registradas no sistema posteriormente.

O Ministério da Saúde vem acompanhando a procura pela vacina nos postos de saúde e observará as notificações que vierem nas próximas semanas para promover ações adequadas para a mobilização da população.

A vacinação está sendo realizada em todo o país. São 36 mil salas de vacina, nos 26 estados e no DF. As pessoas dos grupos indicados devem comparecer às unidades de saúde com a carteirinha de vacinação e documento de

identidade. A vacina é contra-indicada a quem tem alergia a ovo.

Nesta segunda-feira (5), teve início a terceira etapa da estratégia, quando devem se vacinar jovens de 20 a 29 anos. Eles terão até o dia 23 para ir a um posto de saúde. Devido ao feriado de Páscoa, o Ministério da Saúde prorrogou

também para esse período a imunização de gestantes, crianças de 6 meses a menos de 2 anos e pessoas com doenças crônicas. Não é necessário apresentar atestado médico comprovando gravidez ou a sua situação de saúde.

Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por definir e divulgar os locais e horários de vacinação.

Outro importante meio para prevenir a gripe é tomar alguns cuidados simples: lavas as mãos com freqüência, utilizando água e sabonete. O álcool gel a 70% também pode ser utilizado. Quando espirrar, tossir ou for fazer a higiene

do nariz utilize um lenço descartável. As pessoas devem evitar tocar os olhos, nariz e boca. Essa, em geral, é a porta de entrada do vírus. Não divida objetos de uso pessoal ou alimentos, como copos e talheres. Evite aglomerações

e procure assistência de saúde se tiver sintomas gripais.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

08/04/2010, às 16h36

sÁbAdo é o “dIA d” dE VACINAção CoNtrA A NoVA GrIpE

Vacinação contra Influenza H1N1

O Ministério da Saúde, em parceria com Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, promove neste sábado, 10 de abril, o “Dia Nacional de Vacinação contra a Gripe H1N1”. Todos os 36 mil postos de vacinação do país deverão

estar abertos, em horários a serem informados pelos estados e municípios, que também vão definir a necessidade de postos volantes para aplicação das doses. Devem ser vacinados doentes crônicos com menos de 60 anos,

grávidas em qualquer período de gestação, crianças de seis meses a menores de dois anos e adultos de 20 a 29 anos.

O objetivo do “Dia D” é reforçar a importância da vacinação para os grupos prioritários e dar uma nova oportunidade às pessoas que ainda não se imunizaram. “É uma iniciativa importante, pois as pessoas costumam ter mais

tempo livre no fim de semana. Estamos seguros de que todos os brasileiros, mesmo os que não vão tomar a vacina, estarão empenhados nesse grande esforço para proteger a saúde das pessoas mais vulneráveis à nova gripe”,

diz o ministro José Gomes Temporão.Nesta sexta-feira (9), o ministro dará entrevista coletiva para apresentar um balanço parcial da vacinação e novos números da gripe H1N1 em todo o país. Será às 14h30, no auditório Emílio

Ribas, na sede do Ministério, em Brasília.

PRORROGAÇÃO – A vacinação de grávidas, crianças e doentes crônicos, que tinha previsão para terminar dia 22 de março, foi prorrogada até 23 de abril. O público-alvo, considerando esses três públicos, é de 20,4 milhões de

pessoas. Até 23 de abril, todas as grávidas, independentemente do período de gestação, que ainda não se vacinaram, devem tomar a vacina. As mulheres que engravidarem após o fim da terceira etapa poderão se imunizar nas

fases seguintes. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a gravidez. Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês de seis meses a menores de dois

anos. É muito importante levar o cartão de vacinação das crianças. Elas receberão uma dose dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois de

23 de abril, também poderá ser vacinada nas etapas seguintes.

Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas crônicos de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer

ou os chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Também não é preciso levar

atestado médico comprovando a doença crônica.

“DIA D” DOS IDOSOS – Os idosos com doenças crônicas devem aguardar, pois terão um “Dia D” exclusivo para eles. Será em 24 de abril, quando começa a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra a gripe comum, que

vai até 7 de maio. Nesse período, todas as pessoas com mais de 60 anos serão imunizadas contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinadas também contra a gripe pandêmica.

Assim, o idoso só precisará ir ao local de vacinação uma única vez.

PÚBLICO ADULTO – A meta do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 80% do público-alvo de 20 a 29 anos, formado por 35,1 milhões de pessoas. Essa faixa etária foi a que teve o maior número proporcional de

casos de doença respiratória grave causada pelo novo vírus no ano passado: 23% do total de 461000 casos, em todo o país. O grupo também concentrou 20% das mortes ocorridas em 2009 (ao todo, foram 2.051).

A quinta e última etapa de vacinação, para adultos de 30 a 39 anos, será de 10 a 21 de maio. Esta faixa etária concentrou 15% dos casos de doença respiratória grave e 22% dos óbitos causados pelo vírus H1N1 em 2009.


Vacinação contra Influenza H1N1

14/04/2010, às 19h48

GrÁVIdAs AINdA Estão dEsprotEGIdAs CoNtrA A GrIpE H1N1

O Ministério da Saúde reforça o alerta para que as gestantes se vacinem. Até a manhã desta quarta-feira, 51,1% delas haviam se vacinado contra a gripe H1N1. A preocupação do governo se deve ao fato de elas estarem entre

osgrupos mais vulneráveis à doença. Dos índices relacionados à nova gripe neste ano, as gestantes representam uma em cada três mortes da nova gripe. Mais de 22,7 milhões pessoas foram vacinadas. Até o dia 23, os postos

receberão as gestantes, doentes crônicos, crianças de 6 meses a menos de 2 anos e jovens de 20 a 29 anos.

“O comparecimento das gestantes ao posto de vacinação é fundamental para a proteção dessa população. A doença tem demonstrado grande agressividade sobre as grávidas. A melhor forma de prevenção é tomar a vacina”,

afirma o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Ele ressalta que a vacina é segura, afinal mais de 300 milhões de pessoas receberam a imunização em todo o mundo sem relatos de efeitos adversos graves. Só no Brasil, mais

de 22 milhões de doses foram aplicadas sem registro confirmado de reações fortes à vacina.

Além das gestantes, o outro grupo que precisa de reforço é o de doentes crônicos. Do total estimado, 48,5% procuraram os postos de vacinação.

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

O grupo que mais se vacinou foi o de profissionais de saúde envolvidos no atendimento a pacientes com sintomas de gripe: 98,4% do público-alvo, demonstrando a confiança na campanha de vacinação. As crianças também

apresentam índices melhores (78,3%), aproximando-se da meta de vacinar, pelo menos, 80% dessa população. A etapa de jovens de 20 a 29 anos teve início há apenas uma semana e obteve, até o momento, o índice de 24,7%

dessa população vacinada.

Em 2010, foram registrados 361 casos graves da gripe H1N1, até o dia 3 de abril. Desse total, um em cada cinco casos está relacionado às gestantes. A região Norte concentra o maior número de notificações, somando 203 casos.

Em relação às mortes, um total de 50, as mulheres correspondem a 76% do total e as gestantes 32%. No ano passado, os 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189

morreram, ao todo), a mortalidade foi 50% maior que na população geral. Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total). E as crianças menores de dois anos tiveram a maior taxa de incidência da doença

no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes).

Ao todo, o Ministério da Saúde adquiriu 113 milhões de doses para vacinar 91 milhões de pessoas contra gripe H1N1. A meta é imunizar pelo menos 80% desse público-alvo. Os grupos prioritários são aqueles que têm o maior

risco de desenvolver formas graves da doença e de morrer. Eles foram definidos pelo Ministério da Saúde em consenso com sociedades científicas, entidades de classe e representantes de estados e municípios. Serão vacinados

trabalhadores de serviços de saúde, indígenas, gestantes, pessoas com doenças crônicas, crianças de seis meses a menos de dois anos e adultos de 20 a 29 anos e de 30 a 39 anos.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

15/04/2010, às 09h11

MEtA dE VACINAção CoNtrA H1N1 EM CrIANçAs é AtINGIdA

Vacinação contra Influenza H1N1

A estratégia Nacional de Vacinação contra a gripe H1N1 atingiu a sua meta de imunizar 80% das crianças de seis meses a menores de 2 anos. Com 82% de cobertura (3.589.985 doses), elas se juntam aos profissionais de saúde,

que superaram os 98% do grupo selecionado (2.455.641). O número de pessoas vacinadas até o momento é de 23,5 milhões, um aumento de 17,5% em relação a segunda-feira (12), quando foi realizado o último balanço geral da

vacinação – em relação a sexta-feira (19) a vacinação quase dobrou (81%).

O Ministério da Saúde chama a atenção que, na próxima semana, haverá feriado, na quarta-feira (21), quando os postos de saúde podem não abrir, dependendo das estratégias das secretarias estaduais e municipais de saúde. Jovens

de 20 a 29 anos, gestantes, doentes crônicos e responsáveis por crianças devem se organizar, pois a atual etapa de vacinação encerra-se no dia 23 e não há previsão de prorrogação. O governo também mantém uma convocação

especial para as gestantes, pois representam neste ano uma em cada três mortes relacionadas à nova gripe, além corresponderem a mais de 20% dos casos graves. Elas, portanto, estão entre os grupos mais vulneráveis à doença.

O total de grávidas vacinadas é de 1.553.027. Até o momento, nenhum efeito adverso grave foi confirmado no Brasil, seja em gestantes ou na população geral brasileira, assim como não há relato desse tipo de reação no mundo,

onde foram aplicadas mais de 300 milhões de doses da vacina. Os doentes crônicos com menos de 60 anos também devem prestar atenção ao calendário. Eles somam até o momento 6,4 milhões de vacinados. Os idosos com

doenças crônicas devem ser vacinados a partir do dia 24. Para o total dessa população, a meta está em 31,4% - a meta inclui todas as faixas etárias.

Os jovens de 20 a 29 anos ainda possuem 6 dias úteis (contanto com esta quinta-feira) para se vacinar. No total, 10.986.314 já procuram os postos para receber a sua dose. A meta, até o momento, atingiu 31,24%. No ano passado,

os 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189 morreram, ao todo), a mortalidade foi 50% maior que na população geral. Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20%

dos óbitos (416, no total). E as crianças menores de dois anos tiveram a maior taxa de incidência da doença no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes).

“As pessoas não devem deixar para se vacinar na última hora. O calendário de vacinação foi pensado para proteger a população antes do período em que há maior transmissão das doenças respiratórias”, afirma o ministro da

Saúde, José Gomes Temporão. Ele lembra que a imunização é garantida 15 dias após a aplicação. Ou seja, se as pessoas que são mais vulneráveis não procurarem os postos no período correto, estarão sujeitas às formas mais

graves da doença, o que pode levá-las a morte.


Vacinação contra Influenza H1N1

15/04/2010, às 11h40

FArMÁCIA popULAr CoMEçA A oFErECEr rEMédIo CoNtrA GrIpE H1N1

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

O fosfato de oseltamivir, remédio usado no tratamento da gripe H1N1, começa a ser oferecido gratuitamente nesta quinta-feira (15) pelo Programa Farmácia Popular, do Ministério da Saúde. Todas as 530 unidades próprias

espalhadas pelo Brasil estão abastecidas com o oseltamivir e prontas para atender à procura de pacientes com sintomas de gripe. No total, serão dois milhões de tratamentos disponíveis à população. O medicamento engrossa a

lista de 107 itens oferecidos no Farmácia Popular, que conta com analgésicos, anti-hipertensivos e preservativos.

Para retirar o oseltamivir, o cidadão deve apresentar a identidade e a prescrição do medicamento emitida por médico da rede pública ou privada. A receita tem validade de cinco dias e ficará retida na unidade do Farmácia Popular.

“A receita é fundamental para evitar a automedicação, a corrida às farmácias e a venda de forma indiscriminada”, justifica o diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde,

José Miguel do Nascimento Júnior.

O Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foi responsável pela produção do medicamento, a partir do princípio ativo que o Ministério da Saúde tinha em estoque. A entrega do

oseltamivir para a rede do Farmácia Popular também ficará sob responsabilidade de Farmanguinhos. O laboratório enviará ao Ministério relatórios quinzenais sobre a demanda em cada uma das unidades próprias. A intenção é

monitorar a procura pelo remédio e controlar a distribuição dos tratamentos, de acordo com as necessidades locais.

“Não vai faltar remédio para a população. O Farmácia Popular é só mais uma das portas de acesso ao medicamento contra a nova gripe”, ressalta José Miguel Nascimento Júnior. O oseltmivir também pode ser encontrado em

postos e hospitais definidos pelas Secretarias de Saúde dos 26 estados e do Distrito Federal. Para 2010, o Ministério da Saúde tem estoque de 21,9 milhões de tratamentos adultos e pediátricos.

INDICAÇÃO ESPECÍFICA – O medicamento não é indicado para todo e qualquer caso de pessoa com sintoma de gripe. De acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, o oseltamivir deve ser utilizado em pacientes com

quadro de doença respiratória grave, cujo início dos sintomas tenha ocorrido no período de 48 horas. O antiviral, segundo avaliação médica, também está indicado para tratamento de pacientes com sintomas de gripe que sejam

portadores de fatores de risco, como doença crônica e gravidez. Porém, segundo a orientação do fabricante, o laboratório Roche, o medicamento deve ser usado durante a gravidez somente se o benefício justificar o risco potencial

para o feto.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

19/04/2010, às 12h48

EM dEZ dIAs, brAsIL MAIs QUE dobrA NúMEro dE pEssoAs VACINAdAs CoNtrA GrIpE H1N1

Mais de 28 milhões de pessoas já foram imunizadas. Cobertura em grávidas, doentes crônicos e jovens de 20 a 29 anos ainda está abaixo da expectativa

Vacinação contra Influenza H1N1

Balanço mais recente do Ministério da Saúde indica que, em uma semana, o número de pessoas vacinadas contra a gripe pandêmica mais que dobrou em todo o país. Até as 9h desta segunda-feira, 28,3 milhões de pessoas haviam

se imunizado contra a doença. No dia 9 de abril, 12,9 milhões de brasileiros haviam tomado a vacina. Em relação aos públicos convocados para as três primeiras etapas de vacinação, a cobertura saltou de 22,1% para 47,5%.

O Ministério da Saúde atribui esse crescimento ao sucesso do “Dia D” de vacinação contra a nova gripe, realizado no sábado, 10 de abril. O evento foi promovido em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

Naquele dia, 36 mil postos de vacinação abriram as portas para atender gestantes, doentes crônicos, crianças de 6 meses a menos de 2 anos e adultos de 20 a 29 anos. As pessoas desses grupos que ainda não tomaram a vacina

têm até a próxima sexta-feira, 23 de abril, para se imunizarem.

Na última semana, o país atingiu a meta de vacinar pelo menos 80% das crianças de 6 meses a 2 anos. Até as 9h de hoje, a cobertura de vacinação, nesse grupo, estava em 86%. Entre os trabalhadores de serviços de saúde, a

meta já foi superada, sendo vacinados 100% da população alvo.

A cobertura de gestantes e doentes crônicos (54% e 56,2%, respectivamente) cresceu em relação ao dia 9 de abril, mas ainda preocupa o Ministério da Saúde, pois ainda não atingimos a meta de 80%. Esses grupos foram afetados

de maneira importante pela gripe H1N1 no ano passado: 75% das pessoas que morreram tinham doenças crônicas e entre as grávidas a mortalidade foi 50% maior que na população geral.

Nos jovens de 20 a 29 anos, a cobertura passou de 10% para 41%. É importante que essas pessoas também se vacinem, pois esse grupo concentrou 20% dos óbitos ocorridos em 2009.

Como a terceira etapa da campanha se encerra na sexta-feira, 23 de abril, o ministro José Gomes Temporão recomendou às pessoas que procurem os postos de saúde nesta semana. “Ninguém precisa ter medo de se vacinar. Até

agora, no Brasil, os eventos adversos possivelmente associados à vacina são raros e na sua maioria de leve intensidade, como também foi observado em outros países”, enfatizou.


Vacinação contra Influenza H1N1

20/04/2010, às 17h18

VACINAção CoNtrA H1N1 JÁ IMUNIZoU 30 MILHõEs dE pEssoAs

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Às 15h30, desta terça-feira (20), o Ministério da Saúde contabilizou 30 milhões de pessoas vacinadas contra a gripe. As gestantes ultrapassaram 55% de cobertura (1.658.049 milhões de doses). Os doentes crônicos alcançaram

7.844.894 milhões doses aplicadas e os jovens de 20 a 29 anos atingiram 15.583.394 pessoas imunizadas. Pesquisa que entrevistou 1.500 pessoas sobre a vacinação contra a gripe H1N1, aponta que 40% da população alvo das

primeiras três etapas da campanha afirma que “não teve tempo” para ir a um posto e receber a sua dose de vacina.

A vacinação entre as crianças (2.856.672 milhões de doses aplicadas, correspondendo a 88% de população alvo) e os profissionais de saúde (2.541.223 milhões, 100% da população alvo) já ultrapassou a meta prevista, mas é

importante que as crianças que ainda não foram vacinadas também procurem as unidades de saúde. Na etapa que se encerra nesta semana, os postos de saúde estão vacinando crianças de seis meses a menores de 2 anos,

doentes crônicos com menos de 60 anos, jovens de 20 a 29 anos e gestantes. As gestantes tem ainda as demais etapas para serem vacinadas, mas é importante que se protejam o mais precoce possível, pois representa um grupo

muito vulnerável para complicações pela influenza H1N1.

A pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde foi realizada de 7 a 10 de abril e entrevistou, por telefone, 1.504 pessoas em todo o país, mantendo a proporção de pessoas por região, sexo, idade e renda. O medo de reação

aparece em somente 7% dessa população, embora apenas 3% dos entrevistados dizem que não querem ser imunizados.

“A população deve ficar atenta para o calendário e não deixar para se vacinar na última hora. Garantir a sua imunização agora é a certeza de que não terá problemas maiores quando chegarmos nos meses de maior transmissão

da doenças respiratórias”, afirma o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. O ministro reforça que há 36 mil postos abertos – garantindo um atendimento mais próximo da residência ou do trabalho das pessoas – e a vacinação

é rápida.

Em 2010, foram registrados 361 casos graves da gripe H1N1, até o dia 3 de abril. Desse total, um em cada cinco casos esteve relacionado à gestação. Em relação às mortes, um total de 50, as mulheres correspondem a 76% do

total e as gestantes 32%. No ano passado, os 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189 morreram, ao todo), a mortalidade foi 50% maior que na população geral.

Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total). E as crianças menores de dois anos tiveram a maior taxa de incidência da doença no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes).

Das etapas em curso, os jovens são os que registram a maior taxa entre os que alegam não ter tempo para se vacinar. Entre eles, 59% disseram ter esse tipo de dificuldade, seguidos das gestantes (41%) e doentes crônicos

(29%). Na população geral, a campanha de vacinação é conhecida por mais de 99% das pessoas em todas as regiões e 82% relatam que estão bem informadas ou já tomaram a vacina. Entre eles, 89% afirmam que sabem onde

há um posto de vacinação ou já se vacinaram.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

22/04/2010, às 16h27

postos dE VACINAção dEVEM AbrIr NEstE sÁbAdo

Vacinação contra Influenza H1N1

Os postos de vacinação devem ficar abertos neste sábado (24) para aplicar as vacinas contra a gripe H1N1 e, em parte dos Estados, também contra a gripe comum. Essa é a recomendação enviada pelo Ministério da Saúde, em

conjunto com o Conass e Conasems (conselhos de secretários de saúde estaduais e municipais, respectivamente), a todos os estados e municípios do país. Para a gripe H1N1, o chamado está sendo feito para idosos com doenças

crônicas, que iniciam agora sua etapa, e todos os convocados anteriormente, o que inclui gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos, doentes crônicos e jovens saudáveis de 20 a 29 anos. Para a vacinação contra gripe

comum, também começa a mobilização nos Estados das regiões Norte e Sul para pessoas com mais de 60 anos.

Ressalta-se que o calendário de vacinação para a gripe comum foi alterado nas outras três regiões devido ao atraso do Instituto Butantan na entrega de parte das vacinas. Assim, a estratégia foi manter o período previamente

estabelecido de 24 de abril a 7 de maio para as regiões Norte e Sul. Já para o Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, o início da campanha foi adiado para o dia 8 de maio, seguindo até 21 de maio. Na vacinação contra a gripe comum,

serão vacinadas pessoas com mais de 60 anos, pois são as mais afetadas pelos vírus causadores da doença.

Contra a gripe H1N1, os postos de saúde em todo o país estão orientados a acolher, neste sábado (24), todos os integrantes dos públicos-alvos que ainda não se vacinaram: gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos,

doentes crônicos de todas as idades e jovens saudáveis de 20 a 29 anos. O Ministério da Saúde encomendou uma pesquisa que entrevistou 1.500 pessoas sobre a vacinação contra a gripe H1N1. O estudo aponta que 40% da

população alvo das primeiras três etapas da campanha que ainda não se vacinou alega “não ter tido tempo” para ir a um posto e receber a sua dose de vacina.

“O sábado será uma ótima oportunidade para que aqueles que têm indicação e ainda não fizeram por falta de tempo possam ir ao posto se proteger contra a gripe. Para os idosos das regiões Norte e Sul, é fundamental que se

imunizem contra a gripe comum e evitem complicações durante o inverno”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

IDOSOS – Os idosos com doenças crônicas das regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, portanto, terão duas escolhas:

1) podem neste sábado se vacinar contra a gripe H1N1 e tomar a sua dose contra a gripe comum a partir do dia 8; ou

2) receber de uma vez só as duas vacinas a partir do dia 8, quando receberá em um braço a imunização contra gripe comum, e, no outro, a dose contra a gripe H1N1.


Vacinação contra Influenza H1N1

26/04/2010, às 14h51

QUEM pErdEU o prAZo AINdA podE sE VACINAr CoNtrA H1N1

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Quem perdeu o prazo para a vacinação contra a gripe H1N1 ainda poderá ir aos postos até o dia 7 de maio. Assim, a quarta etapa da campanha que foi iniciada nesta semana para idosos com doenças crônicas também receberá

gestantes, doentes crônicos de outras faixas etárias, crianças de seis meses a menores de 2 anos e jovens de 20 a 29 anos. Até as 11h20, desta segunda-feira (26), 36,9 milhões de pessoas foram vacinadas, ou seja, 60% da meta

de atingir 62 milhões de pessoas até o dia 7. O objetivo é imunizar, pelo menos, 80% dessa população.

“Estamos chegando a 40 milhões de pessoas vacinadas, e o balanço é positivo. Se considerar os grupos populacionais que estão sendo vacinados agora, temos uma cobertura de 60%. Isso permite que haja uma visão otimista

de o Brasil atingir a meta de vacinação”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Ele reforçou que a vacina é gratuita, segura e a única certeza de proteção para a população que tem o maior risco de morrer ou de ter

as formas grave da doença.

A cobertura de jovens de 20 a 29 anos ultrapassou o total de 20 milhões de doses aplicadas (57% da meta para o grupo); as gestantes, 1,76 milhões (59%); e os doentes crônicos em todas as idades 9,7 milhões (58%). Das metas

atingidas, as crianças de seis meses a menores de 2 anos somam 4,1 milhões de imunizados (94% da meta) – as que ainda não tomaram a sua dose ainda devem buscar os postos de saúde – e os trabalhadores de saúde, 2,59

milhões (100% da meta).

A mobilização contra a gripe H1N1 ocorre em paralelo com a ação de vacinação contra a gripe comum, direcionada apenas a pessoas com mais de 60 anos. Ela está dividida em dois momentos:

1 – Nas regiões Norte e Sul, foi iniciada neste sábado (24) e segue até o dia 7 de maio.

2 – Para o Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, pelo atraso na entrega da vacina pelo Instituto Butantan, o início da campanha foi adiado para o dia 8 de maio e segue até 21 do mesmo mês. Na vacinação contra a gripe comum,

serão vacinadas apenas os idosos, pois são as mais afetadas pelos vírus causadores da doença.

No ano passado, dos 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189 morreram, ao todo), a letalidade foi 50% maior que na população geral. Adultos de 20 a 29 anos

concentraram 20% dos óbitos (416, no total). E as crianças menores de dois anos tiveram a maior taxa de incidência da doença no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes).


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

28/04/2010, às 15h37

VACINAção ULtrApAssA 40 MILHõEs dE brAsILEIros

Vacinação contra Influenza H1N1

A estratégia de vacinação contra a gripe H1N1 avançou rapidamente nos últimos dias. Às 13h20 desta quarta-feira, o Ministério da Saúde registrou 40 milhões de pessoas vacinadas. Esse número corresponde a 64% das pessoas

das etapas convocadas até o momento. Até o final da estratégia, no dia 21 de maio, a meta é vacinar pelo menos 72,8 milhões de pessoas — 80% do público-alvo, que é de 91 milhões.

Se levarmos em conta os públicos-alvos, já foram vacinadas 68% das grávidas ( 2 milhões), que podem se imunizar até o final da campanha. Além disso, a cobertura dos doentes crônicos chegou a 64,3% (10,8 milhões de pessoas),

e a dos jovens de 20 a 29 atingiu 61% (21,5 milhões).

Os índices mais altos de cobertura, até o momento, são das crianças de seis meses a menores de 2 anos (96,5%) e profissionais de saúde envolvidos com o atendimento a casos suspeitos de gripe (100%). Embora a vacinação de

crianças já tenha superado a meta prevista, é importante que aquelas que ainda não foram vacinadas procurem as unidades de saúde.

“A estratégia de vacinação está avançando de maneira satisfatória. Estamos otimistas com a cobertura, que já está acima de 60% em todos os grupos”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. “Já estamos entre os

países que mais vacinaram contra esse vírus em todo o planeta.”

A campanha foi prorrogada até 7 de maio para as etapas convocadas até o momento: portadores de doenças crônicas, crianças entre 6 meses e menores de 2 anos e pessoas de 20 a 29 anos. A quinta e última etapa, para pessoas

de 30 a 39 anos, terá início em 10 de maio.

IDOSOS – Os idosos com doenças crônicas de todo o país podem tomar a vacina contra H1N1 desde o último dia 24. Para as regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, no entanto, o Ministério da Saúde, recomenda que esperem

o início da Campanha de Vacinação do Idoso contra a gripe comum, no dia 8 de maio, porque assim será necessário somente um deslocamento até a unidade de saúde.

Os idosos das regiões Sul e Norte já podem tomar a vacina da gripe comum desde o dia 24. Aqueles que são portadores de doenças crônicas devem tomar também a vacina contra H1N1.


Vacinação contra Influenza H1N1

0/04/2010, às 18h14

VACINAção ULtrApAssA 40 MILHõEs dE brAsILEIros

Menores de 2 anos e profissionais de saúde superam a cobertura de 96%, enquanto 68% das gestantes se imunizaram. Quem perdeu prazo pode se vacinar até 7 de maio

A estratégia de vacinação contra a gripe H1N1 avançou rapidamente nos últimos dias. Às 13h20 desta quarta-feira, o Ministério da Saúde registrou 40 milhões de pessoas vacinadas. Esse número corresponde a 64% das pessoas

das etapas convocadas até o momento. Até o final da estratégia, no dia 21 de maio, a meta é vacinar pelo menos 72,8 milhões de pessoas — 80% do público-alvo, que é de 91 milhões.

Se levarmos em conta os públicos-alvos, já foram vacinadas 68% das grávidas ( 2 milhões), que podem se imunizar até o final da campanha. Além disso, a cobertura dos doentes crônicos chegou a 64,3% (10,8 milhões de pessoas),

e a dos jovens de 20 a 29 atingiu 61% (21,5 milhões).

Os índices mais altos de cobertura, até o momento, são das crianças de seis meses a menores de 2 anos (96,5%) e profissionais de saúde envolvidos com o atendimento a casos suspeitos de gripe (100%). Embora a vacinação de

crianças já tenha superado a meta prevista, é importante que aquelas que ainda não foram vacinadas procurem as unidades de saúde.

A campanha foi prorrogada até 7 de maio para as etapas convocadas até o momento: portadores de doenças crônicas, crianças entre 6 meses e menores de 2 anos e pessoas de 20 a 29 anos. A quinta e última etapa, para pessoas

de 30 a 39 anos, terá início em 10 de maio.

IDOSOS – Os idosos com doenças crônicas de todo o país podem tomar a vacina contra H1N1 desde o último dia 24. Para as regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, no entanto, o Ministério da Saúde, recomenda que esperem

o início da Campanha de Vacinação do Idoso contra a gripe comum, no dia 8 de maio, porque assim será necessário somente um deslocamento até a unidade de saúde.

Os idosos das regiões Sul e Norte já podem tomar a vacina da gripe comum desde o dia 24. Aqueles que são portadores de doenças crônicas devem tomar também a vacina contra H1N1.

O Ministério da Saúde reforça que há 36 mil postos abertos, o que garante um atendimento mais próximo da residência ou do trabalho das pessoas.

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

03/05/2010, às 11h58

CrIANçAs dEVEM toMAr sEGUNdA MEIA dosE CoNtrA H1N1

Trinta dias depois de se vacinarem contra a gripe H1N1, crianças entre seis meses e dois anos devem tomar a segunda meia dose para garantir imunização

Vacinação contra Influenza H1N1

Mais de 4 milhões de crianças de seis meses a menores de dois anos já se vacinaram contra a gripe H1N1, atingindo os 100% de cobertura, mas a imunização desse grupo ainda não terminou. Para garantir a proteção contra a

doença, pais e responsáveis devem ficar atentos para a aplicação da segunda parte da vacina – nesse faixa etária a vacina é aplicada em duas meias doses. São recomendados trinta dias de intervalo entre as duas aplicações.

“Esse intervalo é recomendado porque é o tempo necessário para o organismo produzir maior número de anticorpos, ou seja, maior imunidade”, explica o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde,

Eduardo Hage.

“Garantir a imunização agora é fundamental para evitar complicações nos meses de maior transmissibilidade das doenças respiratórias”, alerta.

No ano passado, as crianças entre seis meses e dois anos apresentaram o maior taxa de incidência de casos graves confirmados para influenza H1N1, com taxa de 154 por 100 mil habitantes, seguida pela população de 20 a 29

anos (56/100.000). A vacina registra uma efetividade média maior que 95% e está disponível para esse grupo em cerca de 36 mil postos em todo o país.

Além de chamar o grupo para a segunda dose, o Ministério da Saúde reforça a importância de manter as medidas de prevenção, como levar sempre as mãos, evitar tocar boca e olhos, não compartilhar alimentos ou objetos de uso

pessoal, como copos e talheres, e cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar.

Até a manhã desta segunda-feira (3), o Ministério da Saúde registrou 43,9 milhões de pessoas vacinadas. Jovens de 20 a 29 correspondem a 23,4 milhões do total (66,5% dessa população vacinada). As gestantes já somam 1,9

milhões de imunizadas (61,7%). Os doentes crônicos alcançaram a marca de 12,4 milhões de vacinados (74%). O grupo selecionado de trabalhadores de saúde alcançou 100% de cobertura, com 2,7 milhões imunizados. O mesmo

para as crianças de seis meses a menores de 2 anos, com 4,5 milhões de doses aplicadas. Na próxima etapa, serão convocadas pessoas entre 30 e 39. A meta é vacinar, pelo menos, 80% de cada grupo.


Vacinação contra Influenza H1N1

08/05/2010, às 12h36

VACINAção dE Idosos CoNtrA A GrIpE CoMUM CoMEçoU sÁbAdo (8) EM três rEGIõEs

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, lançaram no sábado, 08 de maio, em São Bernardo do Campo, a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso para as regiões Sudeste, Centro-Oeste

e Nordeste. Na ocasião, o presidente e a primeira dama, Marisa Letícia, foram vacinados contra a gripe comum.

“Eu acho que todo mundo precisa aproveitar. Não dói, ninguém precisa ficar com medo. Então, todos que estão em casa: levantem e vão ao posto de saúde tomar a vacina contra a gripe, que é muito importante”, afirmou o

presidente.

A partir de hoje, todos os idosos das regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste devem receber a vacina contra gripe comum nos postos da rede pública de Saúde. A 12ª edição da Campanha Nacional de Vacinação do Idoso marca

o início do período de aplicação das doses nessas três regiões, que se estenderá até 21 de maio. Nas regiões Norte e Sul, onde a vacinação começou em 24 de abril, o período de aplicação dessas doses encerra-se hoje. A divisão

do calendário foi motivada pelo atraso na entrega das vacinas pelo Instituto Butantan.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar, em todo o país, 15 milhões de pessoas, número que representa 80% do público-alvo (19 milhões de idosos). Desse total, 15 milhões residem nas regiões que começam a vacinar neste

fim de semana.

GRIPE H1N1 – É importante lembrar que os idosos portadores de doenças crônicas também serão imunizados contra a gripe H1N1. Eles receberão a dose contra gripe comum em um braço e contra a H1N1 em outro. Na próxima

segunda-feira, terá início a quinta etapa da imunização contra a gripe H1N1, destinada para a população de 30 a 39 anos de idade. Estima-se que este grupo chegue a 30 milhões de pessoas, segundo informação populacional do

IBGE. Este grupo poderá se vacinar até 21 de maio, em todo o país.

Contra a gripe H1N1, até agora, 50 milhões de doses foram aplicadas em todo o país. O grupo de trabalhadores de saúde alcançou 100% de cobertura, com 2,7 milhões imunizados. O mesmo para as crianças de seis meses a

menores de 2 anos, com 4,5 milhões de doses aplicadas. Dentre os jovens de 20 a 29 já foram vacinados 24,7 milhões (70,4%). As gestantes já somam 1,9 milhões de imunizadas (63%). Os doentes crônicos de todas as faixas

etárias alcançaram a marca de 14,7 milhões de vacinados (80%). A meta é vacinar, pelo menos, 80% de cada grupo.

Entretanto, dois grupos populacionais ainda merecem a nossa atenção: as gestantes e a turma de 20 a 29 anos. Quanto ao primeiro, é muito importante que a mulher, em qualquer fase da gestação, procure um posto para proteger

a si e ao bebê. A vacina é absolutamente segura. E quanto aos de 20 a 29 anos, já alcançamos 70% de cobertura, mas isso ainda não é o suficiente”, disse o ministro.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

14/05/2010, às 17h37

MINIstro tEMporão VIsItA o pNI E AGrAdECE o EMpENHo dE VACINAdorEs

Vacinação contra Influenza H1N1

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e o Secretário de Vigilância em Saúde, Gerson Penna, visitaram na manhã desta sexta-feira (14) a coordenação do PNI (Programa Nacional de Imunizações), em Brasília. A visita foi um

reconhecimento ao empenho e dedicação dos profissionais que coordenam as campanhas nacionais de vacinação.

O ministro destacou o trabalho desenvolvido pela equipe durante as campanhas de vacinação contra a rubéola, em 2008, e agora contra a Influenza H1N1. “Lamento apenas que não possa levar pessoalmente o meu abraço a cada

um dos vacinadores que, na ponta, fazem parte desse grande mutirão. Quero, por meio dos presentes, demonstrar minha gratidão”, disse Temporão.

Ainda durante a visita o ministro anunciou que, na próxima semana, durante sua participação na 63ª Assembléia Mundial da Saúde, em Genebra, na Suíça, apresentará o “vacinômetro” – sistema online que permite acompanhar

os dados de vacinação de todo o País - como exemplo inovador de ferramenta a serviço das grandes campanhas.

O Secretário de Vigilância em Saúde, Gerson Penna, destacou o enganjamento de todos os profissionais que trabalham no programa de vacinação nas três esferas de governo, ressaltando a importante contribuição destes trabalhadores

para a saúde pública brasileira no controle e eliminação de diversas doenças.


Vacinação contra Influenza H1N1

20/05/2010, às 12h

FUNAsA sUpErA MEtA dE VACINAção CoNtrA H1N1 EM INdíGENAs

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

A Funasa acaba de alcançar a meta de vacinação contra o vírus H1N1 nas comunidades indígenas. De acordo com os dados, quase 81% dos indígenas aldeados, ou seja, 451.517, foram vacinados.

Como a vacinação e a apuração dos resultados ainda não terminaram nas áreas de difícil acesso, a expectativa é de que se alcance um índice próximo de 85%.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

21/05/2010, às 17h33

CrIANçAs dE 2 A MENorEs dE 5 ANos dEVEM sE VACINAr CoNtrA GrIpE H1N1

Vacinação contra Influenza H1N1

Agora as crianças de dois anos a menores de cinco anos devem se vacinar contra a gripe H1N1. A partir da próxima segunda, dia 24, os pais já podem levar os filhos para um dos 36 mil postos de saúde em todo país. O prazo

termina no dia 2 de junho.

A vacina é tomada em duas meias doses. Uma agora e outra 21 dias depois da primeira. Portanto, os pais devem ficar atentos, pois as crianças terão que ir duas vezes ao posto de saúde.

O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou hoje a inclusão deste novo grupo na campanha de vacinação contra a gripe H1N1. Depois daqueles grupos que já foram vacinados, as crianças entre 2 a 5 anos incompletos

é o grupo mais vulnerável.

Outros grupos – A campanha de vacinação para pessoas de 30 a 39 anos e gestantes ainda continua até 2 de junho. O Ministério recomenda que os municípios vacinem os grupos que ainda não atingiram a meta de 80% (doentes

crônicos e adultos de 20 a 29 anos). Isso vale também para a vacina contra a gripe comum destinada aos idosos.

A campanha até agora imunizou 61 milhões de pessoas, o que corresponde a 70% do público que é considerado de risco para a gripe. A vacinação da gripe H1N1 praticamente atingiu, em apenas dois meses, a cobertura da maior

campanha de vacinação realizada até então no Brasil, contra a rubéola (2008), que teve duração de seis meses.

Além da gripe H1N1, o Ministério da Saúde também promove a campanha de vacinação contra a gripe comum em pessoas acima de 60 anos nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Para os idosos com doença crônica, as

duas vacinas são tomadas em conjunto, uma em cada braço. O prazo da vacinação contra gripe comum termina 21 de maio, mas o Ministério recomendou a prorrogação até 2 de junho aos municípios que necessitem.


Vacinação contra Influenza H1N1

28/05/2010, às 16h08

tEMporão prEstA HoMENAGEM às VACINAdorAs NA AbErtUrA do CoNGrEsso do CoNAsEMs

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

Vinte e sete vacinadoras, representando todos os estados brasileiros e o Distrito Federal, que estiveram à frente da mobilização nacional contra a Influenza H1N1, foram homenageadas pelo ministro José Gomes Temporão na

abertura do XXVI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

O evento, que de 25 a 29 de maio reuniu em Gramado (RS) mais de 2600 pessoas contou também com a presença do representante da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil, Diego Victoria, além de secretários municipais

e estaduais de saúde de todo o país e demais personalidades de destaque na saúde pública brasileira.

Antes de homenagear as vacinadoras, o ministro Temporão, fez questão de enfatizar o trabalho do Programa Nacional de Imunizações (PNI), ressaltando a importância de uma ferramenta criada pelo programa, o vacinômetro. Em

um gesto bem-humorado, o ministro, através do acesso à internet de seu telefone pessoal, fez questão de acessar a página eletrônica do PNI e compartilhar com os presentes o resultado da vacinação.

Demanda ampliada – Além da rotina própria de trabalho nos postos de saúde, que durante dois meses conviveram em todo o Brasil com a mobilização contra a Influenza H1N1, o estado do Rio de Janeiro, em especial a capital e

Niterói, ainda conviveu, no início do mês de abril, quando foi iniciada a campanha de imunização, com as grandes enchentes que assolaram a região.

“A nossa classe é muito unida e quando tem uma mobilização como essa, em todas as unidades há um forte senso de trabalho em equipe, todas cooperaram muito para essa campanha”, ressalta Marlene. A vacinadora curitibana

ainda complementa que é “importante lembrar que o sucesso de uma vacinação depende muito do trabalho feito pelas secretarias estaduais e municipais e também pela chefia direta, nas unidades, nos postos, depende da equipe

trabalhar junta, porque um só não faz, tem de ser todos unidos.”


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

31/05/2010, às 14h36

VACINAção CoNtrA GrIpE H1N1 ACAbA HoJE, 2 dE JUNHo

Vacinação contra Influenza H1N1

A campanha de vacinação contra a gripe H1N1 chega à reta final e o Ministério da Saúde convoca a população a se imunizar. Amanhã, 2 de junho, termina o prazo para os dois últimos grupos se vacinarem: crianças de 2 a menores

de 5 anos e adultos de 30 a 39 anos. Gestantes que ainda não se vacinaram também devem procurar um dos 36 mil postos do país. O Ministério recomenda, ainda, que os estados e municípios que não atingiram a meta em grupos

já imunizados reforcem as ações para garantir a cobertura mínima de 80% para todos os grupos.

Embora a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo tenha sido atingida em quase todos os grupos, ainda está baixa na faixa etária de 2 a menores de 5 anos, com apenas 5,4% de doses aplicadas – 515 mil pessoas

vacinadas de um público estimado em 9,6 milhões. Entre os adultos de 30 a 39 anos, a cobertura está em 55,2% – 16 milhões de imunizados, em um público estimado de 29 milhões. Nesses dois grupos, nenhum estado atingiu

a meta mínima de 80%, até o momento.

Nesta terça-feira (1º), o país deve atingir a meta de imunizar 80% dos adultos 20 a 29 anos, com mais de 28 milhões de pessoas já vacinadas. A meta já foi alcançada para profissionais de saúde (100%), crianças de seis meses

a menores de 2 anos (100%), portadores de doenças crônicas (100%) e indígenas (83%). Nas gestantes, a cobertura é de 70%, com mais de 2,1 milhões de mulheres vacinadas.

Esta já é a maior campanha de imunização realizada no país. Já foram registradas 70,5 milhões de doses aplicadas, superando a campanha de vacinação contra rubéola, que imunizou 67 milhões de pessoas em 2008. “No mundo,

o Brasil é o país que, proporcionalmente, mais vacinou a sua população. Isso demonstra o grande trabalho desenvolvido pelos profissionais de saúde vacinadores e a confiança da população no programa de imunizações”, afirma

o ministro José Gomes Temporão.


Vacinação contra Influenza H1N1

02/06/2010, às 15h16

MobILIZAção NACIoNAL CHEGA Ao FIM, MAs VACINAção CoNtrA H1N1 EM MUNICípIos CoNtINUA

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

A mobilização nacional para vacinação contra a gripe H1N1 termina nesta quarta-feira (2) em todo o Brasil, com 73.205.076 pessoas imunizadas, segundo dados parciais informados pelos Estados e Municípios até as 15h. É a

maior vacinação já realizada no país, superando os 67 milhões de imunizados contra a rubéola, em 2008. Os 73,2 milhões de vacinados representam 37% da população brasileira. Proporcionalmente, é a maior campanha realizada

no mundo. Estados Unidos, por exemplo, vacinaram 24% de sua população. México, 20%; Suíça, 17%; França, 8%; e Alemanha, 6%.

A meta nacional de vacinar pelo menos 80% do público-alvo foi atingida entre doentes crônicos, crianças menores de 2 anos, adultos de 20 a 29 anos, trabalhadores de saúde e indígenas. Mas, até as 15h desta quarta-feira, a

cobertura ainda deixava a desejar entre adultos de 30 a 39 anos (60%, com 17,5 milhões de vacinados e público-alvo de 29 milhões) e crianças de 2 a menores de 5 anos (10%, com 1 milhão de vacinados e público-alvo de 9,6

milhões). Nesses dois grupos, nenhum estado atingiu 80%, até o momento.

Por isso, o Ministério da Saúde determinou, juntamente com os Conselhos Nacionais de Secretários Estaduais (CONASS) e Municipais (CONASEMS) de Saúde, que os municípios devem continuar a vacinar os públicos prioritários

que não tenham atingido a meta. Um balanço consolidado com os números da campanha deverá ser divulgado na próxima semana.

CRIANÇAS – Também haverá novo reforço no próximo dia 12, quando ocorre a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, voltada para crianças de 2 anos a menores de 5 anos. Nesta data, as crianças

também poderão tomar a vacina contra a gripe H1N1, mas apenas nos postos fixos de vacinação e não nas unidades volantes.

GESTANTES – No caso das mulheres grávidas, os 2,1 milhões de vacinadas até o momento representam uma cobertura de 70%. O índice está dentro do esperado, pois o cálculo do público-alvo foi feito com base na estimativa de

nascimentos para todo o ano. “Mas precisamos considerar as gestantes que deram à luz nos primeiros meses do ano, antes da vacinação, e as que vão engravidar após a campanha”, explica o diretor de Vigilância Epidemiológica

do Ministério da Saúde, Eduardo Hage.


AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA

16/06/2010, às 16h28

MINIstro AprEsENtA NoVo bALANço dA VACINAção CoNtrA o VírUs H1N1

Vacinação contra Influenza H1N1

O ministro José Gomes Temporão apresenta, nesta quinta-feira (17), um novo balanço da vacinação contra o vírus H1N1. Será a partir das 10h, na sede da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS), em Brasília, com transmissão

ao vivo pela Web Rádio Saúde (http://www.webradiosaude.com.br/radioonline/). O levantamento anterior, divulgado no último dia 2, apontava para mais de 73 milhões de imunizados, na maior vacinação já realizada no país,

superando os 67 milhões da campanha contra a rubéola, em 2008.

A Campanha Nacional de Vacinação contra o H1N1 terminou no último dia 2, mas os municípios devem continuar vacinando os grupos cuja cobertura vacinal ainda não atingiu o mínimo de 80%. A meta de vacinar pelo menos 80%

do público-alvo foi atingida, segundo o balanço anterior, entre doentes crônicos, crianças menores de 2 anos, adultos de 20 a 29 anos, trabalhadores de saúde e indígenas. Mas a cobertura ainda deixava a desejar entre adultos de

30 a 39 anos (60%, com 17,5 milhões de vacinados e público-alvo de 29 milhões) e crianças de 2 a menores de 5 anos (10%, com 1 milhão de vacinados e público-alvo de 9,6 milhões). Nesses dois grupos, nenhum estado havia

atingido 80% de cobertura.

GESTANTES – No caso das mulheres grávidas, segundo o balanço anterior, os 2,1 milhões de vacinadas representavam uma cobertura de 70%. O índice está dentro do esperado, pois o cálculo do público-alvo foi feito com base na

estimativa de nascimentos para todo o ano. “Mas precisamos considerar as gestantes que deram à luz nos primeiros meses do ano, antes da vacinação, e as que vão engravidar após a campanha”, explica o diretor de Vigilância

Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage.

Em 2010, foram registradas 540 internações e 64 mortes em decorrência da gripe H1N1, até 8 de maio. Desse total, 18% dos casos graves e 30% dos óbitos foram em gestantes. Por isso, o Ministério da Saúde reforça a importância

de que todas as grávidas, em qualquer período da gestação, procurem um posto para tomar a dose da vacina.

No ano passado, foram registrados 2.051 óbitos em todo o país. Desse total, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas e 189 entre gestantes. Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total)

e os de 30 a 39 concentraram 22% das mortes (454, no total).


Vacinação contra Influenza H1N1

17/06/2010, às 11h13

brAsIL ULtrApAssA MEtA Ao VACINAr MAIs dE 81 MILHõEs dE pEssoAs CoNtrA A GrIpE H1N1

O Brasil ultrapassou a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo para a estratégia de imunização contra a gripe H1N1. Até o dia 16, dos 92 milhões de pessoas nos grupos definidos como prioritários, 81 milhões já haviam

recebido a dose da vacina, de acordo com os dados informados pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, o que representa uma cobertura de 88%.

O total de pessoas imunizadas, até o momento, corresponde a 42% da população brasileira. O dado coloca o Brasil na condição de país que mais vacinou em termos de percentual da população total, superando o índice alcançado

por países como Estados Unidos (26%), México (24%), Suíça (17%), Argentina (13%), Cuba (10%), França (8%) e Alemanha (6%). A vacinação contra a gripe H1N1 é também a maior já ocorrida no mundo, ultrapassando a vacinação

contra a rubéola realizada no país, que alcançou 67 milhões de pessoas, em 2008.

“Os números mostram o sucesso da estratégia, uma vitória de todo o Sistema Único de Saúde e da sociedade brasileira”, resume o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Ele lembrou o envolvimento dos profissionais que

atenderam os grupos prioritários em mais de 36 mil salas de vacinação, em todo o país. “Agradecemos o esforço e o empenho dos vacinadores de todo o SUS, em cada um dos municípios brasileiros. Sem eles, o país não teria

alcançado esta marca”, avalia o ministro.

Nos grupos populacionais específicos, a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo foi atingida entre doentes crônicos, crianças menores de 2 anos, adultos de 20 a 29 anos, trabalhadores de saúde e indígenas. Ainda não

atingiram a meta o grupo de adultos de 30 a 39 anos (70% de cobertura), gestantes (73%) e crianças de 2 anos a menores de 5 (40% de cobertura).

No caso das crianças menores de 5 anos, no entanto, a estimativa é que a cobertura real seja muito maior. Isso porque muitas delas podem ter se imunizado junto com a faixa etária dos menores de 2 anos, que atingiu 119% da

cobertura. Além disso, parte das crianças menores de cinco anos também foi vacinada na etapa de doentes crônicos. Estima-se que cerca de 35% dos doentes crônicos de 2 a 9 anos estejam na faixa entre 2 e 4 anos.

Em relação às gestantes, o índice alcançado está dentro do esperado, pois o público-alvo foi calculado com base na estimativa de nascimentos no SUS para todo o ano. O cálculo inclui, portanto, gestantes que deram à luz antes

da vacinação, as mulheres que vão engravidar após a vacinação e as gestações que não chegaram ao fim.

O Ministério da Saúde recomenda que os municípios adotem estratégias, de acordo com a realidade local, para continuar vacinando os grupos que ainda estão com baixa cobertura.

AçõEs dA AssEssorIA dE IMprENsA


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

pEsQUIsA

pesquisa sobre a

Campanha de Vacinação

contra a Influenza H1N1

abril/2010


pEsQUIsA

Pesquisa

• em abril/2010 foi realizada uma pesquisa sobre a campanha de vacinação da Influenza

H1N1 com o objetivo de avaliar o conhecimento da sociedade, suas impressões e

sentimentos

• o estudo abrangeu metodologia quantitativa com entrevistas por telefone

• esta apresentação contempla alguns dos principais resultados obtidos

• comentários procuram ter sustentação em excertos editados das gravações

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

fase Fase quantitativa entrevistas por telefone

• 11.504 504 entrevistas telefônicas em todo o Brasil

• junto à sociedade

• abrangendo g 510 municípios p e os 27 estados

• com cotas pré-definidas por região geográfica

* C.A.T.I. – Checon Pesquisa

pEsQUIsA


pEsQUIsA

campanha Campanha de vacinação

Amostra: 1.504 entrevistas

soube da campanha

99%

não soube da

campanha

1%

região N NE S SE CO

soube da campanha 99% 99% 100% 99% 98%

não soube da campanha 1% 1% 0% 1% 2%

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

como Como soube da campanha campanha de vacinação

televisão

rádio

jornal

internet

8%

15%

13%

6%

“Eu vi na televisão uma reportagem sobre ela, não sei...

é é uma coisa muito bem falada da vacina. Inclusive, o

postos de saúde 5%

5%

1%

que q eles esperam que p eles esperam de vacinação de vacinação ç não estão não está à altura, à altura, , né?, né, ,

tá bem tá bem pra baixo. pra baixo. Então, Então, eles eles gostaria gostariam que que mais pessoas

acreditassem e vacinassem, e não está

sendo o esperado p do governo. ggoverno.

E eu tô vendo

carros de som 1%

pela televisão televisão também”.

também”

profissionais de saúde 7%

“eu vi na televisão uma reportagem sobre ela, não sei...

amigos/ parentes

cartazes/ panfleto

escolas e faculdades

boca a boca

torpedo/SMS/celular

Ministério da saúde

outros

não soube da campanha

Amostra: 1.484 entrevistas

1%

1%

0%

1%

1%

86%

(Sudeste – doente crônico – classe B)

pEsQUIsA


pEsQUIsA

se Considera-se considera bem informado

% amarelo no gráfico - não

responderam a esta questão

Amostra: 1.184 entrevistas

não sabe

1%

não está informado

17%

já tomou a vacina

22%

está informado

60%

*Cuidado! Amostra reduzida.

etapas/ grupos Gestante

DDoente Crônico

Crianças de 6

meses a 2 anos

20 a 29

anos

PProf. f de d

Saúde

está informado 100% 65% 87% 81% 77%

não está informado 0% 25% 13% 19% 23%

não sabe --- 11% --- 0% ---

*24 entrev. 182 entrev. *70 entrev. 392 entrev. *50 entrev.

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

nota Nota para as informações do Ministério MS da Saúde

Média:

8,51

10 a 7

Amostra: 1.504 entrevistas

6 a 4

etapas/ grupos Gestante

Doente

Crônico

3 a 0

Crianças de 6

meses a 2 anos

*Cuidado! Amostra reduzida.

20 a 29 anos Prof. de Saúde

média 8,55 8,78 9,04 8,48 8,64

*24 entrev. 182 entrev. *70 entrev. 392 entrev. *50 entrev.

região N NE S SE CO

média 8,72 8,64 8,76 8,33 8,32

pEsQUIsA


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase

CAMpANHA pUbLICItÁrIA

Esclarecimento

+ preparação

Esta fase da campanha esclareceu que seria vacinada

apenas a parte da população que corre mais

risco de desenvolver a forma grave da doença e

divulgou os grupos de vacinação e suas respectivas

datas.


1ª fase

MídIA - 04 A 15/MArço

• Veiculação nacional em TV aberta e TV fechada

com os filmes “Influenza Nanini 01 20” e

“Influenza Nanini 02 20”

Formato: 30”

MídIA - 09 A 11/MArço

• Jornal: 27 capitais

Formato: ½ página 4C nos jornais standards e 1

página 4C para os jornais tabloides

MídIA - 08 A 13/MArço

• Rádio: 27 capitais + as cidades acima de 100 mil

habitantes com o spot “Nanini”

Formato: 30”

MídIA - 08 A 17/MArço

• Internet nos principais portais

MídIA - 08 A 17/MArço

• Internet nos principais portais

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

MídIA - 25/MArço A 25/AbrIL

• Merchandising na TV aberta

Formatos: 60” e 90”

MídIA - MArço/2010

• Anúncio Nanini nas revistas de interesse geral

Formato: Página dupla

MídIA - MArço A MAIo/2010

• Veiculação em mobiliário urbano em 8 capitais

em todas as fases da campanha.

• Veiculação em banca em 4 capitais só com a peça

“Calendário”

• Veiculação em busdoor em 3 capitais só com a peça

“Calendário”

MídIA - 29/MArço A 11/AbrIL

• Veiculação em 429 placas de outdoor com a

peça “Calendário”

prodUção - 03/MArço

Vacinação contra Influenza H1N1

• 112.895 cartazes e 1.147.020 folders /

Calendário

prodUção - 11/MArço

• 160 busdoors, distribuição em Natal, Belém e

João Pessoa / Calendário

• 472 outdoor, distribuição em AC / AL / BA / CE /

DF / ES / GO / MA / MG / MS / MT / PA / PB / PE /

PI / PR / RJ / RN / RS / SC / SE / SP. / Calendário

• Banca RJ, PR, BH, POA, PR / Calendário

• Abrigo MT, MS e SC / 6 motivos

• 4.978 mobiliário urbano, BA,RJ, PR, DF e AM / 6

motivos

prodUção - 14/MArço

• 160 busdoor / Prorrogação

• 243 banca RJ, PR, BH, POA, PR / Prorrogação

• 116 abrigos MS, SC e MT

• 910 mobiliários urbanos


Vacinação contra Influenza H1N1

Filme 30”/spot – Esclarecimento

Trilha incidental. Apresentador em estúdio. Ele anda em meio às telas com as informações sobre vacinação:

AprEsENtAdor: o brasil vai vacinar contra a Influenza H1N1. A vacinação será feita em etapas e para quem tem mais

risco de desenvolver a forma grave da doença. primeiro, gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e pessoas

com doenças crônicas. depois, jovens de 20 a 29 anos. Na campanha anual contra a gripe, idosos com doenças crônicas.

por fim, pessoas de 30 a 39 anos. Fique atento ao calendário, quando chegar a sua vez, vá a um posto de vacinação.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: 22 de março a 02 de abril – gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e pessoas com doenças crônicas

box 3: 05 a 23 de abril – população de 20 a 29 anos

box 4: 24 de abril a 07 de maio – idosos com 60 anos ou mais portadores de doenças crônicas

box 5: 10 a 21 de maio – população de 30 a 39 anos

Sempre na tela: Acesse: www.vacinacaoinfluenza.com.br

Apresentador em primeiríssimo plano. Abaixo, logomarcas do SUS, Ministério da Saúde e Governo

Federal, Disque Saúde e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

AprEsENtAdor: Faça a sua parte.

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase


1ª fase

Filme 30”/spot – preparação

Trilha incidental. Apresentador em estúdio. Ele anda em meio às telas com as informações

sobre as campanhas anteriores de vacinação do Ministério da Saúde:

AprEsENtAdor: Quando o assunto é vacinação, o mundo todo admira a saúde pública do brasil.

Com sua participação, nosso país está livre da varíola, poliomielite e sarampo. realizamos a maior

campanha mundial contra rubéola e ainda teremos este ano, nos postos de vacinação, as vacinas

contra pneumonia e meningite C. Agora, o brasil conta mais uma vez com você para enfrentar um

novo desafio: vacinar contra Influenza H1N1. Informe-se sobre os grupos que serão vacinados.

Durante a locução:

Imagem: Campanha de vacinação contra a poliomielite

Imagem: Campanha de vacinação contra a rubéola

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: Mais informações: www.vacinacaoinfluenza.com.br – Disque Saúde 0800 61 1997

Apresentador em primeiríssimo plano. Abaixo, logomarcas do SUS, Ministério da Saúde

e Governo Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

AprEsENtAdor: Faça a sua parte.

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

sEGUrANçA dA VACINA E MENsAGEM pArA GEstANtEs

Filmes de 15”/spots - Influenza H1N1

dr. dráuzio Varela em seu consultório.

Vinheta de abertura: INFLUENZA H1N1 – sAIbA MAIs

Fechamento com as logomarcas sUs, Ministério da

saúde e brasil, além do post it “Quanto mais prevenção

mais proteção”.

Filme 1. A vacina contra a Influenza H1N1 é segura.

É a melhor maneira de proteger as pessoas que correm mais

risco de desenvolver as formas graves da doença. Somente as

pessoas alérgicas a ovo não podem ser vacinadas.

Filme 2. Gestante, fique tranquila. Ao tomar a vacina, não há

nenhum risco para você e nem para o bebê.

Nos outros países, ela não causou complicações nem durante

a amamentação. Toda gestante deve se vacinar em qualquer

período da gestação.

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase

Filme 3. Me perguntam se a vacina provoca efeitos colaterais.

Olha, é raro, mas pode causar reações leves logo depois da

aplicação, mas que duram pouco tempo: dor ou vermelhidão

no local e raramente uma febre baixa ou moleza no corpo.

Filme 4. O Brasil está vacinando os grupos que, no ano

passado, somaram mais de 80% dos casos graves de H1N1:

gestantes, doentes crônicos, crianças de seis meses a dois

anos e adultos de 20 a 39 anos.

Filme 5. Quem toma a vacina contra Influenza H1N1 estará

imune em 2 a 3 semanas. E, importante: crianças de seis

meses a dois anos receberão a vacina em duas doses, com

trinta dias de intervalo entre cada uma.

Filme 6. E aí você pergunta: quem está gripado pode

se vacinar? Em todos os casos em que a pessoa tenha

uma doença acompanhada de febre, é preciso aguardar o

desaparecimento dos sintomas antes de tomar a vacina


1ª fase

Filme de 30”/spot - Influenza H1N1

Dr. Dráuzio Varela em seu consultório.

Vinheta de abertura: INFLUENZA H1N1 – SAIBA MAIS

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

dr. dráuzio: A vacina contra a Influenza H1N1, disponível nos postos de vacinação do brasil, é a mesma aplicada com

sucesso em todo o mundo. A vacina é segura, eficaz e os efeitos colaterais, que raramente aparecem, são leves. Em

caso de dúvida, consulte um médico ou informe-se nos serviços de saúde. se você faz parte dos grupos que serão

vacinados, não se arrisque. Vacine-se. Quem se protege faz a sua parte contra a Influenza H1N1.

Fechamento com as logomarcas SUS, Ministério da Saúde e Brasil, além do post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Anúncio página dupla

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase


1ª fase

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Anúncio All type









Anúncia profissional de saúde











Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde


Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Cartaz

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase


1ª fase

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

banner Folder de bolso

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

outdoor

busdoor

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase


1ª fase

Folder

Faixa

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Camiseta

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 1ª fase


1ª fase

EsCLArECIMENto + prEpArAção

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

praguinha boné

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

22 dE MArço A 02 dE AbrIL 2ª fase

1ª EtApA

Gestantes,

Crianças e

portadores

de doenças

Crônicas


2ª fase

MídIA - 16 A 31/MArço

• Veiculação nacional em TV aberta e TV fechada

com os filmes “Influenza Grávida 01 20” e

“Influenza Criança 01 20”. Tivemos um reforço de

TV aberta nas praças de Teresina e Manaus, do

dia 28/03 a 31/03

Formato: 30

MídIA - 22/MArço A 02/AbrIL

• Rádio: 27 capitais com os spots em rodízio

“Gestantes” e “Crianças”

Formato: 30”

MídIA - 29/MArço A 02/AbrIL

• Rádio: cidades acima de 100 mil habitantes com

os spots em rodízio “Gestantes” e “Crianças”

Formato: 30”

MídIA - 22 A 31/AbrIL

• Internet nos principais portais e sites

segmentados para o público feminino

GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

MídIA - 22/MArço A 22/AbrIL

• Veiculação em painéis eletrônicos das fases:

Gestantes / Crianças / Doentes Crônicos / Jovens

20 a 29 anos

Formato: 10”

MídIA - MArço/2010 A MAIo/2010

• Anúncio “Gestantes / Crianças” nas revistas de

interesse feminino

Formato: 21 anúncios de página simples e 1

anúncio de página dupla

MídIA - 17 A 31/MArço

• Veiculação nacional em TV aberta com o filme

“Influenza Crônico 01 20”

Formato: 30

MídIA - 22 A 26/MArço

• Rádio: 27 capitais + as cidades acima de 100

mil habitantes com o spot “Doentes Crônicos”

Formato: 30”

Vacinação contra Influenza H1N1

MídIA - MArço/2010 A MAIo/2010

• Internet em sites segmentados de interesse em

assuntos de saúde/médico

MídIA - MArço/2010 A MAIo/2010

• Anúncio em revistas segmentadas para o público

médico - “Nanini”

Formato: Página dupla

MídIA - AbrIL/2010

• Anúncio em jornal segmentado para o público

médico

Formato: Página dupla


GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Filme 30”/spot – Crianças

Trilha incidental. Apresentadora numa brinquedoteca. Um grupo de mães e pais acompanham seus filhos

pequenos num momento de lazer em família. Apresentadora se aproxima e interage com as pessoas.

AprEsENtAdorA: A primeira dose da vacina contra a Influenza H1N1 das crianças de

6 meses a menores de 2 anos será aplicada de 22 de março a 2 de abril.

Todos os pais e mães se manifestam entre sorrisos

AprEsENtAdorA: pais e responsáveis, vocês estão prontos pra esse compromisso?

pAIs: Estamos!

AprEsENtAdorA: Eu e minha filha também estamos.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: De 22 de março a 02 de abril

• Crianças de 6 meses a menores de 2 anos

• Gestantes

• Portadores de doenças crônicas

box 3: Mais informações www.vacinacaoinfluenza.com.br

Disque Saúde 0800 61 1997

Ela segue interagindo com os pais.

AprEsENtAdorA: Você também deve levar os seus pequenos ao posto de vacinação

para tomar a segunda dose da vacina 30 dias depois da primeira.

AprEsENtAdorA: por isso, olho no cartãozinho de vacinação. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Entram locutor institucional e cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da

Saúde e Governo Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.


2ª fase

Filme 30”/spot – Gestantes

GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Trilha incidental. CENÁRIO – MULHERES GRÁVIDAS EM UM POSTO DE SAÚDE INDO FAZER O PRÉ-NATAL. Todas as

grávidas estão conversando quando apresentadora se aproxima e interage com as mulheres. Olha para a câmera.

AprEsENtAdorA: A vacinação contra a Influenza H1N1 para as gestantes é agora, entre vinte e dois de

março e dois de abril. toda gestante deve ir a um posto de vacinação e proteger a sua saúde e a do seu

bebê. E se você ficar grávida depois desse período, não se preocupe e vacine-se o quanto antes.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: De 22 de março a 02 de abril

• Gestantes

• Crianças de 6 meses a menores de 2 anos

• Portadores de doenças crônicas

box 3: Mais informações www.vacinacaoinfluenza.com.br

Disque Saúde 0800 61 1997

Apresentadora acaricia a barriga de uma das gestantes

AprEsENtAdorA: Espero vocês, e vocês. Ah! E não esqueça de levar o cartão de vacinação.

Corta para apresentadora acompanhando os movimentos do exercício.

AprEsENtAdorA: Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Entram locutor institucional e cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da

Saúde e Governo Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

LoC: Ministério da saúde. brasil, um país de todos.

Vacinação contra Influenza H1N1


GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Filme 30”/spot – doentes Crônicos

Trilha incidental. Apresentador num local público movimentado, como o Viaduto do Chá, ou uma grande feira ou shopping popular.

As pessoas vão e vêm pelo apresentador, com a pressa característica de um dia normal de trabalho. Ele conversa com a câmera.

AprEsENtAdor: A vacinação contra a Influenza H1N1 para pessoas com doenças crônicas é agora, entre vinte

e dois de março e dois de abril. se você tem alguma doença respiratória, cardíaca, hepática, renal, sanguínea

ou possui diabetes, imunodepressão ou grande obesidade, sabe que proteção nunca é demais. Então, procure

um posto de vacinação. E não esqueça a sua caderneta. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: De 22 de março a 02 de abril

• Portadores de doenças crônicas

• Gestantes

• Crianças de 6 meses a menores de 2 anos

box 3: Mais informações

www.vacinacaoinfluenza.com.br

Disque Saúde 0800 61 1997

Entram locutor institucional e cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da

Saúde e Governo Federal, e post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

LoC: Ministério da saúde. brasil, um país de todos.


2ª fase

GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Anúncio página simples

Vacinação contra Influenza H1N1


GEstANtEs, CrIANçAs E doENtEs CrôNICos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

Mobiliários Urbanos


2ª fase CoMUNICAdo

22 dE MArço A 02 dE AbrIL

CoMUNICAdo 30”/spot

postos AbErtos No sÁbAdo

Trilha-base da campanha com arranjo para o público geral. Locutor institucional.

Animação com tipografia, conforme referência do cliente.

Cabeçalho:

DIA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA H1N1.

LoC EM oFF:

Atenção! Neste sábado, dia 10 de abril, os postos de vacinação estarão abertos para vacinar a população de 20 a 29

anos contra a gripe Influenza H1N1. Além dos jovens, também serão vacinadas as gestantes, crianças de seis meses

a menores de dois anos e portadores de doenças crônicas. A vacina é segura e é importante que essas pessoas fiquem

protegidas para evitar casos graves da doença. Vá a um posto de vacinação. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Ao final, entram hotsite, Disque Saúde, post it, logomarcas do SUS, M. Saúde e Governo Federal.

Vacinação contra Influenza H1N1


JoVENs 20 A 29 ANos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

05 A 23 dE AbrIL

2ª EtApA

Jovens

20 a 29 anos


2ª fase

MídIA - 14 A 23/AbrIL

• Veiculação nacional em TV aberta com 8 filmes,

são eles: “Vacina 01 20” (na TV Globo tivemos

que alterar para “Vacina 02 20” devido à inclusão

do CRM do Dr. Dráuzio Varela); “Pergunta 01 20”,

“Pergunta 02 20”, “Pergunta 03 20”, “Pergunta

04 20”, “Pergunta 05 20”, “Pergunta 06 20” e

“Pergunta 07 20”

Formato: 30”

MídIA - 19 A 23/AbrIL

• Rádio: 27 capitais com os spots “Dráuzio”,

“Pergunta 01”, “Pergunta 02”, “Pergunta 03”,

“Pergunta 04”, “Pergunta 05”, “Pergunta 06” e

“Pergunta 07”

Formato: 30

MídIA - AbrIL/2010

• Anúncio “Nanini” na revista Negócios da

Comunicação

Formato: Página dupla

JoVENs 20 A 29 ANos

05 A 23 dE AbrIL

MídIA - 23 E 24/AbrIL

• Veiculação regional, praça Salvador, de

merchandising de 60” nas maiores emissoras de

televisão

Formato: 60”

MídIA - 23 E 24/AbrIL

• Rádio: testemunhais de 60” nas rádio da praça

de Salvador

Formato: 60”

MídIA - 14 A 23/AbrIL

• Veiculação nacional em TV aberta inicialmente

com o filme “Prorrogação 01 20” e a partir do dia

18/04, substituído pelo filme“Vacina 01 20” (na

TV Globo tivemos que alterar para “Vacina 02 20”

devido à inclusão do CRM do Dr. Dráuzio Varela

Formato: 30”

MídIA - 15 A 22/AbrIL

• Rádio: testemunhal nas redes nacionais

Formato: 30”

MídIA - 19 A 23/AbrIL

Vacinação contra Influenza H1N1

• Rádio: veiculação nas rádios das 27 capitais com

o spot “Dráuzio”

Formato: 30”

MídIA - AbrIL/2010 A JUNHo/2010

• Veiculação nas revistas segmentadas

direcionadas para médicos

Formato: página dupla

• Veiculação em jornal segmentado para médicos

Formato: página dupla

MídIA - AbrIL/2010 A MAIo/2010

• Veiculação em site vertical direcionado para

público médico


JoVENs 20 A 29 ANos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

05 A 23 dE AbrIL

MídIA - 03 A 23/AbrIL

• Veiculação nacional em TV aberta e TV

fechada com os filmes “Influenza 20 a 29 01

20” e “Influenza 20 a 29 02 20”. Tivemos um

comunicado de abertura dos postos na TV

aberta nos dias 08/04 a 09/04 com os filmes

“Comunicado 01 20” e “Comunicado 02 20”

Formato: 30”

MídIA - 09 A 21/AbrIL

• Rádio: veiculação nas redes nacionais com o spot

“Jovens 20 a 29 anos”

Formato: 30”

MídIA - 05 A 16/AbrIL

• Rádio: 27 capitais com o spot “Jovens 20 a 29

anos”

Formato: 30”

MídIA - 12 A 16/AbrIL

• Rádio: veiculação nas cidades acima de 100 mil

habitantes com o spot “Jovens 20 a 29 anos”

Formato: 30”

MídIA - 03 A 23/AbrIL

• Internet nos principais portais e sites

segmentados para o público jovem.

MídIA - 05 A 28/AbrIL

• Veiculação em 5 praças nas televisões internas

de ônibus com o material “Jovens 20 a 29 anos“

Formato: 30”

MídIA - 02 A 22/AbrIL

• Cinema: veiculação em 22 praças com os materiais:

“Influenza 20 a 29 01 20” e “Influenza 20 a 29 02 20”

Formato: 30”

MídIA - MArço/2010 A MAIo/2010

• Elevador em shopping: veiculação indoor em 13

praças do material de “Jovens 20 a 29 anos”

Formato: 10” e 15”

prodUção - 30/AbrIL

• 929 mobiliarios urbanos jovens 20 a 29 anos

• 50 abrigos

• 588 mobiliários urbanos jovens 30 a 39 anos


2ª fase

Filme 30”/spot – Jovens entre 20 e 29 anos

JoVENs 20 A 29 ANos

05 A 23 dE AbrIL

Trilha incidental. Apresentadora à noite, saindo de uma boate, passando ao lado da fila para entrar no local, fala

para a câmera. A fila está repleta de jovens e a apresentadora se aproxima e interage com as pessoas.

AprEsENtAdorA: se você tem entre 20 e 29 anos, atenção. A vacinação contra a

Influenza H1N1 pra você é agora, entre cinco e vinte e três de abril.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: De 05 a 23 de abril – Jovens de 20 a 29 anos

box 3: Mais informações www.vacinacaoinfluenza.com.br

Disque Saúde 0800 61 1997

A apresentadora aproxima-se de um grupo de jovens e fala olhando para um dos

rapazes, que fica todo alegrinho por ela estar falando com ele.

AprEsENtAdorA: E não é porque você é jovem que tá livre dessa, viu?! Ano passado,

a galera dessa idade sofreu com a gripe. Então, nada de vacilar.

Ela olha para a câmera.

AprEsENtAdorA: Quem tem de 20 a 29 anos deve ir ao posto mais perto e levar o

cartão de vacinação. previna-se. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Entram locutor institucional e cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da

Saúde e Governo Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

LoC: Ministério da saúde. brasil, um país de todos.

Vacinação contra Influenza H1N1


JoVENs 20 A 29 ANos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

05 A 23 dE AbrIL

Anúncio página dupla


2ª fase

Anúncios página simples

JoVENs 20 A 29 ANos

05 A 23 dE AbrIL

Mobiliário Urbano

Vacinação contra Influenza H1N1


prorroGAção

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

23 dE AbrIL

Filme 30”/spot

prorrogação 23 de abril

Ator e apresentador Alexandre em estúdio. Ao fundo, cenário virtual da campanha.

Câmera começa fechada nele. Progressivamente, o plano começa a se abrir e o apresentador

caminha por telas virtuais com mensagens sobre a campanha.

VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA H1N1.

ALExANdrE: Atenção! o Ministério da saúde prorrogou até o dia 23 de abril a vacinação contra a Influenza

H1N1 de gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e pessoas portadoras de doenças crônicas.

Neste período, os jovens de 20 a 29 anos também serão vacinados. se você faz parte de um desses grupos,

vá a um posto de vacinação. A vacina é segura. E é a melhor maneira de proteger as pessoas com maior

risco de desenvolver as formas graves da doença. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: Até 23 de abril – Gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e portadores de doenças crônicas

box 3: A vacina é segura.

Sempre na tela: Acesse: www.vacinacaoinfluenza.com.br

Site da campanha e Disque Saúde + selo.

Entram logomarcas do SUS, Ministério da Saúde e Governo Federal.


2ª fase

CoMUNICAdo 30”/spot

postos AbErtos 24 de AbrIL

CoMUNICAdo

24 dE AbrIL

Trilha-base da campanha com arranjo para o público geral. Locutor institucional.

Animação com tipografia, conforme referência do cliente.

Cabeçalho:

VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA H1N1. SÁBADO, 24 DE ABRIL

LoC EM oFF:

Atenção: sábado, 24 de abril, os postos de vacinação estarão abertos em todo o país. os idosos portadores de

doenças crônicas e todos aqueles que já foram convocados poderão se vacinar contra a Influenza H1N1. A vacinação

dos idosos contra a gripe comum começa dia 24 de abril nas regiões Norte e sul. Nas regiões Centro-oeste,

sudeste e Nordeste, os idosos poderão se vacinar contra a gripe comum a partir de 8 de maio. Faça a sua parte.

Ao final, entram hotsite, Disque Saúde, post it, logomarcas do SUS, M. Saúde e Governo Federal.

Loc off: Ministério da saúde. brasil, um país de todos.

Vacinação contra Influenza H1N1


Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

3ª EtApA

Idosos

portadores

de doenças

Crônicas


2ª fase

MídIA - 22/AbrIL A 07/MAIo

• Veiculação regional, em todos os estados, com

filmes direcionados um para o Norte/Sul e outro

para Nordeste / Centro-Oeste / Sudeste na TV

aberta. Título dos filmes: Influenza idoso 01 20

(norte/sul) e Influenza idoso 02 20 (Nordeste /

Centro-Oeste / Sudeste)

Formato: 30”

MídIA - 09 A 21/AbrIL

• Rádio: veiculação nas redes nacionais com o spot

“Jovens 20 a 29 anos”

Formato: 30”

MídIA - 26/AbrIL A 07/MAIo

• Rádio: 27 capitais com 2 spots. Um para a região

Norte e Sul “Idoso Norte/Sul” e outro para

Sudeste / Centro-Oeste / Nordeste “Idoso NE CO

SE”

Formato: 30”

Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

MídIA - 26 A 26/AbrIL

• Rádio: veiculação nas cidades acima de 100 mil

habitantes com 2 spots. Um para a região Norte

e Sul “Idoso Norte/Sul” e outro para Sudeste /

Centro-Oeste / Nordeste “Idoso NE CO SE”

Formato: 30”

MídIA - 22/AbrIL

• Jornal: 27 capitais

Formato: ½ página 4C nos jornais standards e 1

página 4C para os jornais tabloides

MídIA - 26/AbrIL A 07/MAIo

• Internet nos principais portais e sites

segmentados para o público da terceira idade

MídIA - 15 A 22/AbrIL

• Rádio: testemunhal nas redes nacionais

Formato: 30”

MídIA - 05 A 08/MAIo

Vacinação contra Influenza H1N1

• Veiculação nacional com o filme Dia da Família

01 20 informando que os postos irão abrir no dia

08/maio

Formato: 30”

• Rádio: veiculação nas 27 capitais

Formato: 30”

MídIA - 04 A 07/MAIo

• Veiculação nacional no meio internet (principais

portais e sites segmentados para o público

jovem)


Vacinação contra Influenza H1N1

FILME 30”/spot – Idosos

NortE E sUL

Cenário: excursão de idosos. O filme se passa no momento de embarque da excursão. Os idosos estão animados, com roupas

descontraídas. Casal de apresentadores Nicete Bruno e Paulo Goulart estão nesta excursão e dão o recado sobre a campanha.

box 1: VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE COMUM

NICEtE brUNo: Quem vive a melhor idade tem um compromisso importante todo ano.

Um grupo de idosos complementa a frase da Nicete.

GrUpo dE Idosos: Vacinar contra a gripe!

Paulo Goulart e Nicete Bruno em primeiro plano. Ao fundo, os idosos.

box 2: DE 24 DE ABRIL A 07 DE MAIO

pAULo: Essa gente cheia de vida sabe proteger a saúde. Entre 24 de abril e 07

de maio, vá a um posto para se vacinar. Esse ano tem novidade:

box 3: IDOSOS PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS TAMBÉM SERÃO VACINADOS CONTRA A INFLUENZA H1N1

NICEtE brUNo: pessoas com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas, como cardíacas,

respiratórias, diabetes e outras, também serão vacinadas contra a Influenza H1N1.

box 4: Mais Informações www.vacinacaoinfluenza.com.br - Disque Saúde 0800 61 1997

Entram cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da Saúde e Governo

Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

pAULo GoULArt: E levem o cartão de vacinação!

pAULo GoULArt E NICEtE brUNo: Faça a sua parte.

Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

2ª fase


2ª fase

FILME 30”/spot – Idosos

CENtro-oEstE, sUdEstE E NordEstE

Cenário: excursão de idosos. O filme se passa no momento de embarque da excursão. Os idosos estão animados, com roupas

descontraídas. Casal de apresentadores Nicete Bruno e Paulo Goulart estão nesta excursão e dão o recado sobre a campanha.

pAULo: Essa gente cheia de vida sabe proteger a saúde.

NICEtE: pessoas com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas, como cardíacas,

respiratórias, diabetes e outras, também serão vacinadas contra a Influenza H1N1.

Durante a locução:

box 1: VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA H1N1.

box 2: Apenas para idosos portadores de doenças crônicas.

box 3: Mais informações: www.vacinacaoinfluenza.com.br – Disque Saúde 0800 61 1997

Nesse momento, corta imagens de cobertura dos atores interagindo com os outros idosos. Entra locutor em off.

box 4: VACINAÇÃO CONTRA A H1N1 A PARTIR DE 24 DE ABRIL

box 5: VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE COMUM A PARTIR DE 8 DE MAIO

LoC oFF: A vacinação contra a Influenza H1N1 para idosos com doenças crônicas começa dia 24 de abril.

Mas atenção! A vacina contra a gripe comum só estará disponível nos postos a partir do dia 8 de maio.

Volta para atores ladeados pelos idosos.

Entram cartela de assinatura com as logomarcas do Ministério da Saúde e Governo

Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

pAULo GoULArt: E levem o cartão de vacinação!

pAULo GoULArt E NICEtE brUNo: Faça a sua parte.

Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Faixa

outdoor






Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde



Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde






Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

2ª fase


2ª fase

Idosos portAdorEs dE doENçAs CrôNICAs

24 dE AbrIL A 07 dE MAIo

Mobiliário Urbano banner

Vacinação contra Influenza H1N1


AdULtos 30 A 39 ANos

Vacinação contra Influenza H1N1 2ª fase

10 A 21 dE MAIo

4ª EtApA

Adultos

30 a 39 anos


2ª fase

AdULtos 30 A 39 ANos

10 A 21 dE MAIo

MídIA - 09 A 21/MAIo

• Veiculação nacional em TV aberta e TV fechada

com os filmes “Influenza 30 a 39 01 20” e os

filmes “Vacina 01 20” e “Vacina 02 20” (Globo)

em rodízio nas emissoras de TV aberta

Formato: 30”

MídIA - 12 A 21/AbrIL

• Rádio: veiculação nas redes de jornalismo CBN e

Bandnews com o spot “Adulto 30 a 39 anos”

Formato: 30”

MídIA - 10 A 21/AbrIL

• Rádio: 27 capitais com o spot “Adulto 30 a 39

anos”

Formato: 30”

MídIA - 17 A 21/AbrIL

• Rádio: veiculação nas cidades acima de 100 mil

habitantes com o spot “Adulto 30 a 39 anos”

Formato: 30”

MídIA - 03 A 23/AbrIL

• Internet nos principais portais e sites regionais

segmentados para o público de 30 a 39 anos

MídIA - 07 A 21/AbrIL

• Veiculação em 19 pontos de painéis eletrônicos

distribuídos em 16 praças, peça “Adulto 30 a 39

anos“

Formato: 10”

MídIA - 10 A 21/AbrIL

• Veiculação em 13 praças nos principais

shoppings e elevadores comerciais com o

material: “Influenza 30 a 39”

Formato: 15”, 10” e 2’

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

FILME 30”/spot – AdULtos

Trilha incidental. Apresentador entra num escritório de uma grande empresa, repleto de baias.

O local reúne uma grande quantidade de pessoas na faixa entre 30 e 39 anos.

AprEsENtAdor: se você tem entre 30 e 39 anos, atenção. Chegou a sua hora de se proteger

da Influenza H1N1. A vacinação pra você é agora, entre 10 e 21 de maio.

Durante a locução:

box 1: Vacinação contra a Influenza H1N1

box 2: De 10 a 21 de maio – População de 30 a 39 anos

box 3: Mais informações – www.vacinacaoinfluenza.com.br – Disque Saúde 0800 61 1997

Apresentador se aproxima de um grupo que está reunido em volta de um dos cubículos de trabalho. Eles

parecem meio surpresos pela chegada da celebridade e passam a interagir com o apresentador.

AprEsENtAdor: Anota aí na agenda, amigo!

HoMEM: tá marcado: compromisso com a minha saúde.

Ele olha para a câmera.

AprEsENtAdor: Então, já sabe. Quem tem entre 30 e 39 anos deve ir ao posto para se vacinar. Ah,

não esqueça de levar a caderneta de vacinação. Faça a sua parte contra a Influenza H1N1.

Entram locutor institucional e cartela de assinatura com as logomarcas do SUS, Ministério da

Saúde e Governo Federal, e o post it “Quanto mais prevenção mais proteção”.

LoC: Ministério da saúde. brasil, um país de todos.

AdULtos 30 A 39 ANos

10 A 21 dE MAIo

2ª fase


2ª fase

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

AdULtos 30 A 39 ANos

10 A 21 dE MAIo

Cartaz Mobiliário Urbano










Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde







Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde



Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 EVENtos

Eventos

são bErNArdo do CAMpo-sp

Vacinação contra a gripe comum

presidente Lula e dona Marisa Letícia em são bernardo do Campo-sp (8/05)


EVENtos

são bErNArdo do CAMpo-sp

Vacinação contra Influenza H1N1

Vacinação contra a gripe comum

presidente Lula e dona Marisa Letícia em são bernardo do Campo-sp (8/05)


Vacinação contra Influenza H1N1 EVENtos

pArAíso-sp

Vacinação contra a Influenza H1N1 e gripe comum

dr. Adib Jatene, em paraíso-sp (05/05)


EVENtos

brAsíLIA-dF

Entrevista coletiva sobre balanço de vacinação

contra a Gripe pandêmica (19/04)

Ação promocional rodoviária

de brasília (22/02)

Vacinação contra Influenza H1N1

Lançamento do livro Comunicação Eficaz, com a mídia, durante emergências de saúde

pública e apresentação da estratégia de comunicação de enfrentamento da Influenza

para os assessores da Câmara técnica de Comunicação do Conass (10/03)


Vacinação contra Influenza H1N1 EVENtos

Apresentação da estratégia de comunicação de enfrentamento da

Influenza para os coordenadores estaduais de comunicação (25/02)

brAsíLIA-dF

Apresentação da estratégia de comunicação de enfrentamento da Influenza

para os coordenadores de epidemiologia do Conass (26/02)


EVENtos

rIo dEJANEIro-rJ

Guilherme temporão

LANçAMENto dA 2ª EtApA dA VACINAção – JoVENs dE 20 A 29 ANos – rIo dE JANEIro (10/04)

Vacinação contra Influenza H1N1

Fernando temporão


Vacinação contra Influenza H1N1

participante do programa bbb 10 - Lia Khey

LANçAMENto dA 2ª EtApA dA VACINAção – JoVENs dE 20 A 29 ANos – rIo dE JANEIro (10/04)

EVENtos

rIo dEJANEIro-rJ

participante do programa bbb 10 - Ana Marcela


EVENtos

rIo dEJANEIro-rJ

participante do programa bbb 10 - Cadu parga

LANçAMENto dA 2ª EtApA dA VACINAção – JoVENs dE 20 A 29 ANos – rIo dE JANEIro (10/04)

Vacinação contra Influenza H1N1

José Eduardo temporão


Vacinação contra Influenza H1N1 pArCEIros dA sAúdE

parceiros

da saúde


pArCEIros dA sAúdE

banner Carta Ministro

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

AbCr – Associação brasileira de

Concessionárias de rodovias

• Calendário

• Mail Marketing

• Entrevista Eduardo Hage

AbIA – Associação brasileira

das Indústrias da Alimentação

• Circular

• E-mail Carta Parceiros

DE: PRESIDÊNCIA

PARA: TODOS ASSOCIADOS

DEPARTAMENTOS ABIA

Ref.: VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA H1N1

EMPRESA PARCEIRA DA SAÚDE

Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação

Órgão Técnico e Consultivo do Poder Público

Av. Brig. Faria Lima, 1478 – 11º andar – Cep: 01451-001 – São Paulo – SP

Fone: 11 3030-1353 – Fax: 11 3814-6688 - abia@abia.org.br – www.abia.org.br

ABIA-DEJUR-025/10

São Paulo, 16 de março de 2010.

Prezado Associado,

Reforçando o compromisso assumido através do Acordo de Cooperação Técnica firmado

entre o Ministério da Saúde e a ABIA, durante o 1º Encontro de Presidentes das Indústrias da

Alimentação, em novembro de 2007, a ABIA participou no último dia 9 de março, de

encontro naquele Ministério visando contribuir para a divulgação da campanha de Vacinação

contra a Influenza H1N1, que se estenderá pelo período de março a maio deste ano.

Assim, convido Vossa Senhoria a fazer uso dos canais de comunicação que possui, entre eles

jornais e publicações corporativas, intranets, sites, blogs e outros, além da exposição de

cartazes e folhetos nas áreas de suas empresas, a fim de levar as informações sobre a

campanha a maior número de pessoas possível.

“Faça a sua parte contra a Influenza H1N1”.

Para tanto, está disponível no link: http://www.abia.org.br/anexos/H1N1_15x21cm.zip, o

cartaz e o folder da campanha. Outros materiais, como vídeo, podem ser solicitados através

do e-mail: dejur@abia.org.br.

Sendo o que cumpria para a oportunidade,

Cordialmente,

Edmundo Klotz

Presidente

Alcoa

• Calendário de Vacinação

• Revista Alumar

Mail Marketing Circular revista Alumar






Parabéns pelos seus 20 anos de trabalho na Casa. A Alumar

comemora com você. ■

Clovis Melo França Filho

Redução


Moises de Jesus Reis

Redução

Mais uma grande turma de novos funcionários chegou à

Fabrica. A Alumar deseja boas-vindas aos colegas admitidos

em Abril: Adriano Tinoco Pinheiro, Amauri Martins Barbosa,

Ana Paula Coimbra Mendes, Antonio Aguiar Sousa, Antonio

Luis Farias Lago, Bruno Veras Ramos, Camilla Lamar Schalcher,

Danilo Braga Azevedo, Dayvisson Silva Serejo, Deyvisson

Barbosa Santos, Djalma dos Remédios Moreira, Edson Carlos

Souza Máximo, Fábio Antonio Macedo, Filomeno Fábio Santos

Martins, Francisco André Ribeiro Melo de Santana, Hélio

Kaerson Frazão Marques Ferreira, Hilton Robson Cantanhede

A grande turma durante o programa de integração no CTA

pArCEIros dA sAúdE

da Silva, Inocêncio Domingos Alves Filho, José Arlindo Silva,

José Carlos Cardoso Setúbal, José Denis Serra Soares Sobrinho,

José Ribamar Costa Pereira, Leandro Luís Soares Machado,

Kleber da Silva Farias, Maílson de Sousa Galeno, Márcio

Gleyson Costa Silva, Mazoel Nunes Reis , Nélio Miranda Silva

Júnior, Robson Rodrigues Duarte, Samuel Silva Costa Sobrinho,

Sérgio Henrique Mendonça, Valonni Fernandes Arthuro,

Wagner da Costa Lima, Wanderley da Silva Ribeiro, Wellington

dos Santos Macedo Machado, Wellington Dias da Silva,

Wnicleyson Aurélio Rabelo Oliveira. ■


pArCEIros dA sAúdE

Andrade Gutierrez

• Banner Vacinação

ANr – Associação Nacional

de restaurantes

• Divulgação

Atlas schindler

• Comunicado

• Escalonamento

• Vacinação

banner divulgação Comunicado

Divulgado em 14/04/10

Retirar em 31/05/10

Comunicação Atlas Schindler

Abril 2010

Campanha de Vacinação contra a Gripe

Fique atento!

Prezados colaboradores (e seus familiares)

A Atlas Schindler realizará a Campanha de Vacinação contra a gripe, como nos anos

anteriores. Ainda não temos a data de início da campanha, pois estamos no aguardo da

política comercial por parte dos

laboratórios que produzem a

vacina.

A disponibilidade da vacina está

prevista a partir da primeira

quinzena de maio.

Em 2010, será disponibilizada

pelos fabricantes apenas a vacina

Trivalente, que conterá na sua

composição a cepa do vírus H1N1

(Influenza A), além das cepas do

vírus da gripe comum.

Enviaremos novas informações tão

logo tenhamos mais novidades.

Entre as iniciativas do governo está

o escalonamento por faixas etárias

e públicos que serão vacinados

gratuitamente no período de

março a maio de 2010. Esta

população deverá conferir o seu

período de vacinação e se dirigir

ao Posto de Saúde mais próximo

de sua residência.

Veja

ao lado o calendário da

vacinação.

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

bb seguro Auto

• Comunicado

• Mural

• Vacinação

saúde e bem-estar

Ministério da Saúde amplia faixa etária

para vacinação contra gripe H1N1

Adultos saudáveis de 30 a 39 anos serão vacinados na quinta etapa da campanha, de 10 a 21 de maio.

Estratégia conta com a aquisição de mais 30 milhões de doses da vacina contra influenza pandêmica

O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou no dia 25/02, a ampliação da estratégia de vacinação contra a gripe

pandêmica para adultos saudáveis de 30 a 39 anos. A partir de março, em datas distintas, serão vacinados também

trabalhadores da saúde, indígenas, gestantes, crianças de seis meses a dois anos incompletos (23 meses), população de 20 a 39

anos e doentes crônicos. Esse novo público-alvo que acaba de ser definido será vacinado de 10 a 21 de maio.

A definição da nova faixa etária considerou o grupo com maior número de hospitalizações e mortes depois daqueles já

priorizados nas etapas anteriormente definidas. A maior oferta mundial de vacinas também possibilitou a nova aquisição.

Para incluir a população de 30 a 39 anos o Ministério da Saúde vai adquirir mais 30 milhões de doses da vacina, totalizando 113

milhões de doses. A compra será realizada com o aporte de R$ 300 milhões, que serão liberados por Medida Provisória. Os

recursos também serão utilizados para custear os gastos com a operacionalização da nova etapa.

Confira como ficou o cronograma com o novo grupo:

Grupos Prioritários Data da vacinação

Trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia

Indígenas

Gestantes (mulheres que engravidarem após esta data poderão ser vacinadas nas demais etapas)

Doentes crônicos – (Idosos com doenças crônicas serão vacinados durante a campanha de

vacinação contra a gripe sazonal)

Crianças de seis meses a menores de dois anos

População de 20 a 29 anos

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO DO IDOSO

Pessoas com mais de 60 anos vacinam contra a gripe comum. Aqueles com doenças crônicas também serão vacinados.

População de 30 a 39 anos

Para ler a publicação do Ministério da Saúde na integra, acesse a intranet.

Em breve, divulgaremos o calendário em que estará ocorrendo a Campanha de vacinação na Companhia.

08/03 a 19/03

22/03 a 02/04

22/03 a 02/04

22/03 a 02/04

05/04 a 23/04

24/04 a 07/05

10/05 a 21/05

editado pela gerência de marketing - 12/03/2010

br distribuidora

• Comunicado

• Calendário

CAIxA

Comunicado Calendário Extrato

• Banner Web e Intranet

• Calendário

• Extrato Bancário

pArCEIros dA sAúdE


pArCEIros dA sAúdE

Camargo Corrêa

• Matéria

• Intranet

• Material Divulgação

Carrefour

• Ações Funcionários

• Jornal Mural

• Intranet

CCr – Companhia de

Concessões rodoviárias

• Faixas

• Folder

Intranet Intranet Faixa

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Central outdoor

• Outdoors

Claro

• SMS

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde





















Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde



Março/2010

Colgate palmolive

• Calendário

• Folder

outdoor sMs Folder






pArCEIros dA sAúdE

Folder H1N1_15x21cm_Protex.indd 2-3 18.03.10 14:20:57


pArCEIros dA sAúdE

CoNCEr – Companhia de

Concessão rodoviária

de Juiz de Fora

• Banners

• Comunicado

id5331593 pdfMachine by Broadgun Software - a great PDF writer! - a great PDF creator! - http://www.pdfmachine.com http://www.broadgun.com

Concer engajada na campanha contra a Gripe Influenza H1N1

COMPANHIA DE CONCESS√O RODOVI¡RIA JUIZ DE FORA - RIO

Rodovia Washington Luis, n.∫ 13.892 - Jardim Primavera

Duque de Caxias/ RJ - CEP 25.213-005

Tel.: (0xx21) 2676 1400 ñ Fax: (0xx21) 2676 4180

www.concer.com.br

Duque de Caxias, 19 de marÁo de 2010.

A Companhia de Concess„o Rodovi·ria Juiz de Fora-Rio vai se engajar na campanha contra

o vÌrus da gripe Influenza H1N1. Atendendo a um convite do ministro da Sa˙de, JosÈ Gomes

Tempor„o, a Concer reproduzir· as peÁas publicit·rias oficiais da campanha, reforÁando a

divulgaÁ„o da estratÈgia traÁada pelo governo federal para vacinar diferentes grupos da

populaÁ„o e os respectivos calend·rios de vacinaÁ„o. A meta do MinistÈrio da Sa˙de È ousada:

imunizar mais de 90 milhıes de brasileiros, n˙mero que, se confirmado, quebrar· o recorde

mundial da campanha contra a rubÈola, que atingiu mais de 60 milhıes de pessoas no ano

passado. Na segunda-feira, dia 22, comeÁa a vacinaÁ„o para gestantes, crianÁas com idade entre

6 meses e menos de 2 anos e populaÁ„o portadora de doenÁas crÙnicas.

Em um encontro promovido semana passada em BrasÌlia, Tempor„o apresentou o plano de

aÁ„o do ministÈrio a 87 empresas, conclamando o grupo a auxiliar o governo na luta contra a gripe

H1H1. A Concer foi uma das empresas presentes ao evento. ìSomos uma rodovia que representa

um importante canal de comunicaÁ„o para milhares de pessoas que diariamente trafegam entre o

Rio de Janeiro e Minas Gerais. Vamos aproveitar essa caracterÌstica para multiplicar a

comunicaÁ„o da campanha, participando diretamente desse esforÁo coletivoî, afirma o

presidente da Concession·ria, Pedro Jonsson.

O ministro da Sa˙de destacou a pronta ades„o da Concer ‡ campanha. ìEm um paÌs de

dimensıes continentais como o Brasil, a mobilizaÁ„o de parceiros È fundamental para o sucesso de

estratÈgias como a de vacinaÁ„o contra a gripe pandÍmica, que se configura como o maior desafio

j· enfrentado pelo Programa Nacional de ImunizaÁıes, com vacinaÁ„o de praticamente metade da

populaÁ„o. Como parceira da Sa˙de, a Concer entra, nesse cen·rio, como peÁa fundamental que

contribuir· para levar a informaÁ„o a pessoas que eventualmente ainda desconheÁam a estratÈgia

de vacinaÁ„o ou que n„o estejam atentas ‡s datasî.

A Concer vai atuar na reproduÁ„o de peÁas publicit·rias j· disponibilizadas pelo MinistÈrio

da Sa˙de em painÈis espalhados pela BR-040, na revista Via Concer e em seu site

(www.concer.com.br), informa a gerente de Marketing Fabiane Lacerda, que representou a

Concer no encontro no MinistÈrio da Sa˙de. Cartazes da campanha tambÈm ser„o colocados na

sede, bases operacionais e postos do SIU.

Saiba mais

A campanha de vacinaÁ„o do MinistÈrio da Sa˙de vai imunizar trabalhadores de sa˙de,

populaÁ„o indÌgena, gestantes (em qualquer fase da gestaÁ„o), doentes crÙnicos, crianÁas entre 6

meses e dois anos, populaÁ„o entre 20 e 29 anos, populaÁ„o com mais de 60 anos apresentando

doenÁas crÙnicas e pessoas entre 30 e 39 anos. A diferenÁa deste ano È que cada grupo social ter·

um calend·rio especÌfico para a vacinaÁ„o (veja o quadro abaixo). Pelo site

www.vacinacaoinfluenza.com.br, ou pelo Disque Sa˙de (0800-61-1997, ligaÁ„o gratuita), o

cidad„o pode esclarecer d˙vidas sobre a campanha. O ministÈrio investiu R$ 1,3 bilh„o na compra

de 113 milhıes de doses da vacina.

A campanha n„o se atÈm ‡ divulgaÁ„o do calend·rio, mas tambÈm apresenta mensagem

para conscientizar a populaÁ„o sobre a import‚ncia de atos simples de higiene pessoal, que

ajudam a reduzir a ameaÁa de cont·gio do vÌrus.

Condor supermercados

• Twitter

Contax

• Mail Marketing

• Intranet

Comunicado twitter Intranet

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

CpFL

• Conta de Luz

• Público Interno

• Comunicado

CtbC

• Cartaz

• SMS

danone

• Embalagem

• Cartela

Conta de Luz Cartaz Embalagem

pArCEIros dA sAúdE


pArCEIros dA sAúdE

discovery

• Mural

Engepack

• Vacinação

• Intranet

GrsA Alimentos

• Comunicado

• Folder

Mural Intranet Folder

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde





















Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde



Março/2010






Vacinação contra Influenza H1N1

Folder H1N1_15x21cm_Protex.indd 2-3 18.03.10 14:20:57


Vacinação contra Influenza H1N1

GM

• Comunicado

DOENÇAS DE INVERNO – GRIPE H1N1

O que é? A Gripe Endêmica (H1N1) é uma doença respiratória aguda, causada por um subtipo do vírus influenza

(aquele que causa a chamada “Gripe Sazonal”, ou gripe comum). Por ser um vírus muito diferente, muitas pessoas não têm

proteção contra ele e acabam ficando doentes.

Como ocorre a transmissão? A forma de transmissão da Gripe Endêmica (H1N1) é a mesma da Gripe

Sazonal, ou seja, ocorre de pessoa para pessoa, por meio de gotículas de saliva expelidas ao falar, tossir e espirrar. Outra

forma de contágio é pelo contato com objetos ou superfícies contaminadas. Neste caso, a mão é o primcipal veículo

transmissor.

Quais os sintomas? Os sintomas também são semelhantes aos da Gripe Sazonal: febre alta (temperatura igual ou

superior a 38°) de início súbito, calafrios, fraqueza, dor no corpo, dor de cabeça, tosse, dor de garganta, etc.

Como prevenir? A maneira mais eficaz para a prevenção da Gripe Sazonal e da Gripe Endêmica (H1N1) é a

vacinação. Independentemente disto, porém, há algumas medidas gerais para prevenção dos dois tipos de gripe:

Cubra sempre o nariz e a boca quando espirrar ou tossir; utilize lenços descartáveis;

Não compartilhe alimentos e objetos de uso pessoal;

Evite aglomerações e lugares fechados;

Mantenha os ambientes ventilados;

Lave as mãos após tossir, espirrar ou limpar o nariz;

Evite tocar os olhos, nariz e boca, principalmente após o contato com superfícies;

Higienize com álcool em gel mãos, mesas, cadeiras, maçanetas e demais objetos de uso comum.

Campanhas de Vacinação: Desde o dia 8 de Março, o Ministério da Saúde realiza uma Campanha de

Vacinação em nível nacional, na qual alguns grupos específicos da população brasileira estão sendo vacinados

(profissionais de saúde, indígenas, gestantes, pessoas com doenças crônicas, crianças de 6 meses a 2 anos, jovens entre 20

e 29 anos e entre 30 e 39 anos). A GMB realizará uma Campanha de Vacinação, na qual os empregados, estagiários e

patrulheiros receberão uma vacina TRIVALENTE, por meio da qual poderão ser imunizados contra vírus causadores da

gripe sazonal E DA GRIPE ENDÊMICA (H1N1). Algumas considerações, porém, se fazem necessárias:

Caso você já tenha se vacinado em algum Posto de Saúde, beneficiando-se da campanha promovida pelo Governo,

NÃO TOME A VACINA NOVAMENTE NA GM;

Diferentemente do que vem sendo comunicado pela internet, os efeitos colaterais da vacina contra o vírus da Gripe

Endêmica (H1N1) não são diferentes daqueles apresentados quando se recebe a vacina contra a gripe sazonal (dor e

vermelhidão no local).

Fique atento aos quadros de avisos para saber quais as datas e locais

de vacinação em sua unidade e como funcionará

a vacinação de dependentes.

COLABORAÇÃO: Equipe Médica da GM do Brasil

PUBLICAR: 08/04/10

RETIRAR: 19/04/10

Hospital samaritano

• Revista

• Intranet

• Palestra

Novas chances para

quem precisa de

transplante

de medula

Sem medo da vacina

Proteger-se contra a gripe A (H1N1)

vale para todos


Hipismo para relaxar

A prática do esporte pode ser uma

boa terapia

Prevenir é preciso,

sempre

Aumentam os casos de aids em

adultos acima dos 50 anos

Ipiranga

• Cartaz

Conta de Luz revista Cartaz

pArCEIros dA sAúdE


a de incentivo pArCEIros à dA vacinação sAúdE

contra a Gripe H1N1

oradores da Johnson & Johnson sobre prevenção, vacinação

• Vacinação

• Banner

sintomas da Gripe a gripe A (H1N1).

ionários da empresa a se vacinarem contra a doença.

etos

s explicando

do as datas

da pelo

foram

onários da

na sede da

ulo, na

é dos campos.

Johnson & Johnson

• Intranet e Mail Marketing

• Folheto

Liquigas

• Comunicado

• Intranet

Marfrig

• Vacinação

Folheto Intranet Vacinação

Vacinação contra Influenza H1N1


:23

ões básicas sobre a Gripe Inuenza H1N1.

informações acesse:

inacaoinuenza.com.br

Vacinação contra Influenza H1N1

Nestlé

• Cartaz

• Mail Marketing

• Folheto

ENTENDA O QUE É INFLUENZA

pão de Açúcar

• Banner

• Cartaz

• Mail Marketing

positivo Informática

• Comunicados

Folheto Mail Marketing santher

• Comunicado

pArCEIros dA sAúdE


pArCEIros dA sAúdE

shopping píer 21

• Cartaz

O vírus da gripe pode estar em

muitos lugares. Só que você não vê.

Previna-se.

Não compartilhe alimentos e objetos pessoais.

Lavar as mãos

com água e sabonete,

especialmente depois

de tossir ou espirrar.

Ao tossir ou espirrar,

cobrir o nariz e a

boca com um lenço

descartável.


Não compartilhar

alimentos, copos,

toalhas e objetos

de uso pessoal.

Fevereiro/2010

tAM

• Intranet

Cartaz Intranet

Portal Mundo TAM | 19/04/2010

telefônica

• Conta

• Mail Marketing

• Intranet

Intranet

Vacinação contra Influenza H1N1

Untitled Document

Boletim elaborado pela Comunicação Interna | 19 de março de 2010 | nº1121

O Mandou Bem 2010 vai começar. Prepare-se!

A partir de segunda-feira, dia 22/03, você vai poder reconhecer

as iniciativas dos colegas aqui da Telefônica com o “Mandou

Bem”. Mas não se esqueça, você tem apenas 5 selos para

enviar. Por isso aproveite o final de semana para pensar quem

merece receber. Saiba mais / Assista ao vídeo

2010: o ano da Copa!

Conheça a nova campanha do

Speedy para a Copa do Mundo

e ainda saiba tudo sobre o site

"O Melhor dos Mundiais".

Momentos marcantes

Programa+Telefônica levou

sorteados para viver uma

experiência inesquecível nas

alturas. Saiba mais

Gripe: previna-se

Vacinação contra a gripe H1N1

começa na segunda-feira.

Saiba mais / Assista ao vídeo

Conheça o Imagine TV

Os fãs de TV por assinatura

da Telefônica agora podem

contar com o Canal Imagine

TV. Saiba mais

Cultural e grátis!

Dica para o seu final de

semana: prestigie a exposição

'Tão Longe, Tão Perto'!

Saiba mais

Fique de olho na sua sa úde

Medicamentos terão 'RG' para

evitar falsificação.

Saiba mais

No prédio da Martiniano - Não deixe alimentos nas gavetas, pois todos os andares passarão por

desinsetização no final de semana... Saiba mais

Página 1


Vacinação contra Influenza H1N1

tim

• SMS

sMs

Unilever

• Comunicado e Boletim

• Revista

• Internet

• Intranet

revista Internet

pArCEIros dA sAúdE


pArCEIros dA sAúdE

Unimed

• Anúncio

• Banner

banner

Walmart

• Vacinação

Vacinação

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

rEdEs soCIAIs

redes

sociais


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para a 3ª etapa

Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: FacebooK

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para a 2ª etapa


Vacinação contra Influenza H1N1 INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para a 4ª etapa

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

promova especial para mutirão 08/05


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: blogs

tipo de intervenção: oFICIAL

retorno de parceria blogs

Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

retorno no twitter

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

retorno no orkut


Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

Criação de evento para a 2ª etapa

INtErVENçõEs AtIVAs


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para a 3ª etapa

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Criação do grupo Influenza H1N1 no Facebook

INtErVENçõEs AtIVAs


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa convocando doentes crônicos

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa sobre o pronunciamento do Ministro

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa convocando crianças de 6 meses a 2 anos

INtErVENçõEs AtIVAs


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa divulgando aplicativo no Facebook

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para debate no twitter

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Aplicativo no Facebook


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa convocando gestantes

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa da customização do avatar do twitter

INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

retorno no Facebook


INtErVENçõEs AtIVAs

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

site de customização do avatar do twitter

Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: blog

tipo de intervenção: oFICIAL

Ativa para proposta de parceria em blogs


Vacinação contra Influenza H1N1

perfis oficiais

2.208 amigos

até 21/6/2010

INtErVENçõEs rEAtIVAs


INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: orkut

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=99392843&tid=5450874112691856992&na=3&nst=336&ni

d=99392843-5450874112691856992-5467090350088077077

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: Facebook

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://www.facebook.com/?page=1&sk=messages&tid=1330575069706


INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: Yahoo respostas

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=Ajn8KHJKAtoCw_GGpLfwFrjx6gt.;_

ylv=3?qid=20100508080815AA1ixnM

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: portal

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2010/05/03/justica-suspende-liminar-quemandava-vacinar-toda-populacao-do-parana-contra-gripe-suina-916485690.asp


INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: blog

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://brasilviagemfantastica.blogspot.com/2010/03/gripe-influenza-h1n1-tabela-de.

html#comment-form

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Veículo: twitter

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://twitter.com/kdz/status/13371498788

INtErVENçõEs rEAtIVAs


INtErVENçõEs rEAtIVAs

Veículo: Formspring

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: www.formspring.me/minsaude

Veículo: Youtube

tipo de intervenção: oFICIAL

Link: http://www.youtube.com/user/msgripesuina

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

perfis oficiais

16.691

seguidores

até 21/6/2010

INtErVENçõEs rEAtIVAs


INtErVENçõEs rEAtIVAs

perfis oficiais

Os três perfis somam

2.955 amigos

até 21/6/2010

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

perfis oficiais

276.155 exibições

até 21/6/2010

INtErVENçõEs rEAtIVAs


INtErVENçõEs rEAtIVAs

perfis oficiais

8.667 respostas

até 21/6/2010

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

perfis oficiais

21.150 respostas

até 21/6/2010

INtErVENçõEs rEAtIVAs


perfis oficiais

ALL intErVEntionS

in SoCiAL nEtworkS

54.153

unTil 21/6/2010

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

MobILIZAção CoNtrA A INFLUENZA H1N1

As experiências do Ministério da Saúde com as parcerias são realidades desde 2007. Toda a sociedade configura-se como parceiro importante no processo de construção de uma consciência

de prevenção e mobilização para o enfrentamento da Influenza H1N1, por isso, esta gestão acredita que essa responsabilidade pode ser compartilhada.

Dentre muitas outras, foram firmadas parcerias com as principais operadoras de celular do país, quando, até o dia 20/05, foram emitidas mais de 36 milhões de mensagens SMS veiculando o

calendário de vacinação e promovendo a convocação do público. Cerca de 100 mil mensagens entre celulares e emails foram emitidas avisando as datas de vacinação para quem se cadastrou

no hotsite oficial da campanha.

Nas redes sociais e no hotsite, foram realizadas 54 mil intervenções e respostas personalizadas para tirar as dúvidas da população. Mais de 1 milhão de pessoas visitou o hotsite tendo

acesso às informações disponibilizadas. Foi formada uma rede com 740 radioamadores do país para promover a vacinação indígena, dentre outras várias ações desenvolvidas para informar

a população a respeito da Influenza H1N1. Com o sucesso das estratégias de comunicação, somados à colaboração dos parceiros da saúde, obtivemos índices excelentes de vacinação

no Brasil.


Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

CAMpANHA pUbLICItÁrIA

prevenção e

resultados


MídIA - 25 A 30/JUNHo

• Veiculação nacional em TV Aberta e

TV Fechada com os filmes

“H1N1 80 milhoes” 01 20” em rodízio.

Formato: 30”

MídIA - 25 A 30/JUNHo

• Rádio: 27 capitais com 03 spots “Lave as mãos”,

“Não compartilhe objetos” e “Use lenço”.

Formato: 30”

MídIA - 27/JUNHo

• Jornal: Veiculação nas praças de:

Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte,

Brasília e Porto Alegre.

Formato: ¼ Página, cor

MídIA - 28 E 30/JUNHo

• Revista: Veiculação nas principais

revistas semanais Veja, Isto É, Exame e

Carta Capital.

Formato: Uma Página, cor

MídIA - 28/06 A 02/07

• Veiculação em 785 pontos de Mobiliário Urbano

nas praças de praças: Rio de Janeiro e Brasília.

prodUção - 24/JUNHo

• 940 Mobiliários Urbanos

• 10 Adesivos para elevador

• 2 Faixas

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Filme “post-its: 30”

Áudio (jingle):

Falou em vacinação

Pode partir pro abraço

Porque o nosso Brasil

marcou um belo golaço

(Entra locução com o refrão em bG)

Eô! Eô!

O Brasil se vacinou

Eô! Eô!

Tá pronto pra gritar gol

LoC. oFF: Parabéns aos mais de 84 milhões de vacinados e a todos que fizeram a sua parte na maior campanha de vacinação do mundo

contra a H1N1. Mas lembre-se: continue se prevenindo da gripe. Lave as mãos frequentemente, não compartilhe objetos de uso pessoal

e, ao tossir ou espirrar, use o lenço.

Em seguida entram as logomarcas do Ministério da Saúde e do Governo Federal.


Jingle “pronto pra gritar gol”: 30”

Versão lavar as mãos

Falou em vacinação

Pode partir pro abraço

Porque o nosso Brasil

marcou um belo golaço

Eô! Eô!

O Brasil se vacinou

Eô! Eô!

Tá pronto pra gritar gol

LoC. oFF: Parabéns aos mais de 84 milhões de vacinados

e a todos que fizeram a sua parte na maior campanha

de vacinação do mundo contra a H1N1. Mas continue se

prevenindo da gripe lavando as mãos frequentemente.

Ministério da Saúde. Brasil, um país de todos.

Jingle “pronto pra gritar gol”: 30”

Versão objetos de uso pessoal

Falou em vacinação

Pode partir pro abraço

Porque o nosso Brasil

marcou um belo golaço

Eô! Eô!

O Brasil se vacinou

Eô! Eô!

Tá pronto pra gritar gol

LoC. oFF: Parabéns aos mais de 84 milhões de vacinados

e a todos que fizeram a sua parte na maior campanha

de vacinação do mundo contra a H1N1. Mas continue

se prevenindo da gripe não compartilhando objetos

pessoais. Ministério da Saúde. Brasil, um país de todos.

Vacinação contra Influenza H1N1

Jingle “pronto pra gritar gol”: 30”

Versão use o lenço

Falou em vacinação

Pode partir pro abraço

Porque o nosso Brasil

marcou um belo golaço

Eô! Eô!

O Brasil se vacinou

Eô! Eô!

Tá pronto pra gritar gol

LoC. oFF: Parabéns aos mais de 84 milhões de vacinados

e a todos que fizeram a sua parte na maior campanha

de vacinação do mundo contra a H1N1. Mas continue

se prevenindo da gripe usando o lenço ao tossir ou

espirrar. Ministério da Saúde. Brasil, um país de todos.


tarias Estaduais

cipais de Saúde

Vacinação contra Influenza H1N1

Anúncio revista Anúncio Jornal

















Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

Anuncio_simples.indd 1 22.06.10 18:36:32

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde













Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde


Mobiliário Urbano portas de Elevador

Faixa rodoviária

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

E-mail Marketing

Hotsite


anner portal da saúde

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1

Comunicação

Interna


painel

Adesivos

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 EVENtos

Eventos

brAsíLIA-dF

o público preencheu o nome no adesivo e colou no painel

para formar uma grande bandeira do brasil.


EVENtos

brAsíLIA-dF

Mobiliários Urbanos interativos com os jingles da campanha

foram uma das atrações no stand do Ministério da saúde.

Mobiliário Interativo - Frente

Vacinação contra Influenza H1N1

Verso


Vacinação contra Influenza H1N1

blimps em forma de vírus foram instalados no local de realização

do evento. Neles, o texto que norteou toda a campanha.

“o vírus da gripe pode estar em qualquer lugar. previna-se.”

EVENtos

brAsíLIA-dF

Nos dIAs 25 A 27 dE JUNHo FoI rEALIZAdo UM EVENto dE MúsICA EM brAsíLIA CoM FoCo

No púbLICo JoVEM. A EstIMAtIVA dE púbLICo Nos 3 dIAs é dE 40 MIL pEssoAs.

Adesivos em forma de vírus da gripe que brilham no escuro.

Foram colocados dentro dos banheiros químicos do festival.


EVENtos

brAsíLIA-dF

para reforçar a ideia de que podemos ser pegos de surpresa pelo vírus

da gripe, os promotores do evento colariam nos visitantes, sem que

eles percebessem, adesivos com um alerta para o H1N1.

showball

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 pArCEIros dA sAúdE

parceiros

da saúde

Cartas

Carta para Empresa Parceira

selo

Carta para Dirigente de Mídia


pArCEIros dA sAúdE

E-mail Marketing

Parceiros

Mídia

Rádios Comunitárias

Vacinação contra Influenza H1N1

Redes de Saúde/Profissionais


Vacinação contra Influenza H1N1

redes

sociais

background twitter

rEdEs soCIAIs


EdEs soCIAIs

selo blogs parceiros

Facebook

Vacinação contra Influenza H1N1


Vacinação contra Influenza H1N1 rEdEs soCIAIs

Orkut


89.426.559

dE BrASiLEiroS E BrASiLEirAS

Vacinação contra Influenza H1N1

VACinAdoS Até 10 dE SEtEMBro dE 2010


Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

Secretarias Estaduais

e Municipais de Saúde

Mais informações:

www.vacinacaoinfluenza.com.br

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!