Edição - Jornal GIRO SP

jornalgiro.com.br

Edição - Jornal GIRO SP

Foto: DIvULGAção boA FoRmA

‘Eu não sou o Dida’

Goleiro do

Corinthians mostra

personalidade e, em

entrevista exclusiva

ao GIRO SP, garante

que vencerá no

futebol brasileiro

como ‘Felipe’

E.1

toque de bola

Seleção de Dunga é um fracasso

O colunista Sérgio Carvalho avalia a Seleção Brasileira e prevê um

novo fiasco na Copa América

Preserve sua cidade. Não jogue papel no chão.

E N T R E T E N I M E N T O , E S P O R T E E I N F O R M A Ç Ã O

Ano 1 • número 14 • Distribuição GrAtuitA • 8 A 14 De junho De 2007

www.jornalgiro.com.br

GIRO SP leva você ao

cinema e o cinema até você

A promoção da semana brinda os leitores com DVD’s do filme ‘A Rainha’,

de Stephen Frears, vencedor do Oscar 2007. De quebra, garanta seu ingresso

para assistir ao filme ‘Infância Roubada’. Veja como participar nas páginas 8 e 9.

E.2

Amor

Foto: DANIEL AUGUSto JR/AE

da moda

Iris Stefanelli e Diego Gasques (o Alemão)

formam o casal da moda, fruto de um

romance ‘arranjado’ durante um programa

de TV - o Big Brother Brasil. Ás vésperas

do Dia dos Namorados, eles garantem que

o amor é para valer.

P.4 e 5

vida

Brasileiros são

quentes no sexo

+

promoção

Leve sua namorada ao

Consulado Music.

O GIRO SP banca!

Mande um e-mail para cartas@jornalgiro.com.br e

garanta seu ingresso. Veja como participar na página 7

cinema

Novo filme de Santoro

estréia nesta sexta

Ator global estrela ‘Não por Acaso’, primeiro longa

metragem do diretor Philippe Barcinski.

P.3

P.8

Foto: DIvULGAção


P.2

Inicial

andré Pascowitch

diretor executivo

apascowitch@jornalgiro.com.br

Embora aqui no Brasil

concessões públicas

estejam nas mãos de

políticos, o autoritarismo

e a censura foram banidos

há tempos, sem chance de

voltar. Viva a liberdade de

imprensa, que fortalece a

democracia no País.

JorNal Giro SP

Propriedade

TP Comunicação Ltda. ME

editorial

Liberdade de Imprensa!

A não-renovação da concessão da

RCTV pelo governo venezuelano de

Hugo Chávez, na semana passada, ainda

é motivo de discussão entre jornalistas e

demais formadores de opinião em todo o

planeta. Tanto lá como aqui e em outros

países, cada veículo de comunicação

defende a sua linha editorial - seja ela

de oposição ou da situação (do governo)

ou por qualquer diferente conceito, por

exemplo, religioso. Então, o importante

é ressaltar que a liberdade de expressão

jornalística está em xeque por conta

desse episódio da mais antiga rede

(mas não a mais popular) de televisão

do país ter negado o seu direito de

exibição. É verdade que a RCTV foi

um dos veículos de comunicação

participantes da tentativa de golpe, em

2002, contra Hugo Chávez (que foi eleito

democraticamente duas vezes).

Por outro lado, depois de fracassado

o golpe, o governo venezuelano vem

praticando uma política de “estatização”

bronca do branco

Arnaldo Branco Filho redacao@jornalgiro.com.br

grana que escorre no ralo da corrupção no Brasil,

a estimado pela FIESP em quase R$ 26 bilhões,

equivale ao PIB (Produto Interno Bruto) da Islândia, o 91º

do mundo. A verdade é que o Brasil está mais corrupto

do que nunca, conforme constata a Transparência

Internacional, organização não governamental que

trabalha o índice de corrupção em 163 países.

O dinheiro desviado é o suficiente para corrigir várias

deficiências nas áreas de educação e saúde. A Islândia,

por exemplo, com um PIB semelhante ao desviado pelos

governantes brasileiros, é considerado um dos melhores

países do mundo para se viver devido ao seu alto padrão

de vida, ao seu elevado índice de desenvolvimento humano

(IDH) e à alta qualidade de vida da sua população. Livre de

qualquer tipo de violência, a Islândia é um dos poucos países

do mundo que não tem exército. As taxas de desemprego

são baixas, e a distribuição de rendimentos é bastante ampla.

Não é por acaso que - ao lado de países como Finlândia, Nova

Diretor Executivo

André Pascowitch (MTB 46.512/SP)

Diretor de Redação

Arnaldo Branco Filho (MTB 11.896/SP)

Editor Chefe

Arnaud Pierre Courtadon (MTB 23.932/SP)

Edição de Arte

Rodrigo EBA!

Reportagem

Bruno Ceccon

Fagner Branco

Diagramação

Michelle Berti

Colunistas

Bruna Ancheschi

Bruno Frizzo

Sérgio Carvalho

(o estado toma posse) de veículos de

comunicação. Hoje, há emissoras de

TV e rádio, jornais e uma agência de

notícias sob as ordens de Chávez, onde a

programação sempre termina com uma

saudação ao comandante.

O governo da Venezuela argumenta

que esta política é uma medida contra

o monopólio da comunicação praticado

por grandes empresas privadas, que

atendem aos interesses de uma minoria.

O que se caracteriza, na verdade, é uma

força autoritária de empurrar goela

abaixo o socialismo, ao custo de barrar a

liberdade de expressão, principalmente

por parte de veículos de comunicação.

Isso não pode. É dar um passo atrás,

rumo à ditadura de censura (se já

não é na Venezuela?!). Embora aqui

concessões públicas estejam nas mãos

de políticos, o autoritarismo e a censura

foram banidos há tempos, sem chance

de voltar. Viva a liberdade de imprensa,

que fortalece a democracia no Brasil.

Zelândia, Dinamarca, Cingapura e Suécia - forma o grupo de

países onde a corrupção existe na menor escala possível.

Bem diferente do Brasil, um país mergulhado em

escândalos políticos como os sanguessugas, mensalão,

mensalinho, valérioduto, escândalos dos bingos, da

PROER, dossiêgate, operações Anaconda, Furacão e

Navalha entre outras tantas maracutaias.

O presidente Lula vive afirmando que nunca se

combateu tanto a corrupção quanto nos dias atuais, mas

até o momento não enviou ao Congresso Nacional um

conjunto de leis capazes de punir com maior rigor àqueles

que usam o cargo público para levar algum tipo de

vantagem. O Brasil só conseguirá melhorar sua imagem

no dia em que criar leis que transformem a corrupção em

crime hediondo, inafiançável e com pena mínima de 20

anos para qualquer improbidade praticada pelo agente

público. Só para ilustrar, vale citar que 70% dos deputados

e senadores respondem alguma ação na Justiça. Pode?

Colaboradores

Agência Estado, Diogo Salles, Joyce

Teperman, Juliana Branco, Juliana Rosenthal,

Kleber Amâncio Costa, Leandro Giometti,

Marco Antonio Gazel Junior, Mariana

Pascowitch, Nélio Junior, Paulo Sérgio

Rodrigues, Raquel Lucat e Tércio Silveira.

Periodicidade: Semanal

Circulação: Capital e Grande São Paulo

Distribuição: Gratuita

www.jornalgiro.com.br

8 A 14 De junho De 2007

ps do consumidor

Marcelo Fernando Segredo www.ongabc.org.br

O leitor José Agripino pergunta: “No dia 15/06, faz cinco anos que meu

nome está na Serasa e no SPC. É verdade que minha dívida caduca?”

Caro leitor, na verdade, a dívida não caduca (ela não deixa de existir), o

que acontece é que seu nome não pode ser mantido nos órgãos de restrição

ao crédito (SCPC/SERASA) por mais de cinco anos.

Porém, a forma como o nome dos consumidores é inclusa nesses órgãos

é irregular. Hoje, para que isso aconteça, basta que a empresa credora

solicite a sua inclusão, o que é irregular.

Com base no Código Civil, o consumidor somente poderá ter seu nome

incluso nos órgãos de restrição ao crédito após ser devidamente notificado,

ou seja, o SCPC e o SERASA precisam ter comprovação de que o consumidor

está ciente de sua negativação.

Desde 2005, a ABC (www.ongabc.org.br) vem ‘brigando’ em defesa de

todos seus associados contra esses abusos. Tanto que, em 2006, a MMJuíza

de Direito Daniela Martins Filippini Augusto declarou procedente esse pedido

da ABC. Como coube recurso, o SERASA e SCPC recorreram.

CoNDENaDoS DEFiNiTiVaMENTE

Agora, em 25 de abril de 2007, a mesma Juíza de Direito ratificou sua

decisão de condenar – definitivamente – o SERASA e o SCPC, proibindo-os

de negativarem (sujarem) os nomes dos associados da ABC.

Como esses órgãos perderam o prazo para tentarem reverter essa

sentença, não cabe a eles mais nenhum recurso. Portanto, eles são obrigados

– por Lei e por decisão judicial – a retirarem todos os nomes dos associados

da ABC (www.ongabc.org.br) da lista de nomes negativados e não incluírem

mais ninguém nessa lista.

oUTra ViTÓria Da aBC

Como o SERASA e o SCPC não estão cumprindo essa determinação

judicial, o departamento jurídico do ABC apoderou-se de todos os recursos

necessários para obrigar os mesmos a cumpri-la. E, caso os mesmos ainda

relutem em cumprir essa determinação, estão cientes que tal procedimento

acarretará na prisão dos responsáveis por esses órgãos.

oNG aBC

Metrô São Bento, 82 – 1º andar

Fone(11) 3101-9728

Metrô Santana - Avenida Cruzeiro do Sul, 3.153 – Conj. 62

Fone(11) 6971-1971

Entre em contato com o

Olá, equipe do jornal GIRO SP

Escrevo para passar uma informação útil e que merece ser

divulgada. Não há procura por aparelhos para deficientes auditivos

no CEMA - Hospital especializado em otorrinolaringologia. Ele recebe

aparelhos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e está ameaçado de

perder a cota por falta de pacientes.

Se você conhece alguém que precisa do serviço, encaminhe-o

para o CEMA. A pessoa passará por uma avaliação clínica e receberá

o aparelho gratuitamente.

Conforme a funcionária Vanessa, do serviço social do hospital, é

necessário que o paciente compareça pessoalmente de segunda a

sexta-feira no horário das 8 às 16 horas com RG e CPF, onde será

feita triagem e avaliação. O CEMA fica na Rua do Oratório, 1.369,

Moóca, em São Paulo, telefone(11) 6602-4000.

Priscila aparecida B. Morato

Guarulhos - SP

Nas ruas!!

Plantando um

amanhã!

www.jornalgiro.com.br

anuncie no

Endereço Comercial: Rua Dr.Alceu de Campos Rodrigues, 46 - cj. 37

Telefone 11 3048-8905

Redação: 11 3586-0066 - redacao@jornalgiro.com.br - www.jornalgiro.com.br

Gráfica: Grupo OESP S.A.

anuncie no

(11) 3048-8905

Atenção, leitor: mande seu comentário,

crítica ou sugestão para

cartas@jornalgiro.com.br

Atenção, assessorias de imprensa e

comunicação: mandem seu release ou

sugestão de pauta para:

redacao@jornalgiro.com.br

release@jornalgiro.com.br

anuncie no

(11) 3048-8905

(11) 3048-8905


Foto: DIvULGAção

8 A 14 De junho De 2007

Vida

Pesquisa desvenda segredos do sexo

Escultura ‘o Beijo’, do francês

auguste rodin, exposta no

Museu rodin, em Paris

Sede por paixão é

elevada no Brasil

No Brasil, a sede por paixão

é ainda mais elevada: 40% das

pessoas esperam mais romantismo

do companheiro. O item campeão

de críticas no País é o estresse, com

57%. De fato, um estudo realizado

recentemente pela Isma (International

Stress Management Association)

atestou que 70% dos brasileiros

sofrem de estresse no trabalho. É por

isso, provavelmente, que Gustavo

(personagem de Marco Ricca) sempre

desmonta no sofá no final do dia,

mesmo estando diante da mais

decotada e transparente camisolinha.

Nos EUA, que, segundo a

estimativa da Isma, apresenta

níveis de estresse bem semelhantes

àqueles verificados no Brasil, o

excesso de trabalho está diretamente

associado a fracassos matrimoniais.

Levantamento realizado pela

Universidade de Cornell apurou

que mulheres à beira do divórcio

trabalham em média 283 horas a

mais do que aquelas envolvidas em

relacionamentos estáveis.

Segundo o autor do estudo de

Cornell, o economista Kerry Papps,

as casadas tendem a trabalhar mais

quando percebem que o casamento

está perto do fim para assegurar que

terão meios para sobreviver sozinhas.

“Se uma pessoa está infeliz, ela tende

a se jogar no trabalho e na vida social

em torno dele, como uma maneira de

se distrair”, comenta a psicóloga de

casais Denise Knowless.

contos picantes

Pimentinha pimentinha_x@yahoo.com.br (leitora e colaboradora)

Mais um dia dos namorados. Todo

ano, tudo em que ele pensava era

que se ainda não tinha acontecido,

aconteceria. Se já tivesse acontecido,

essa era a noite em que absolutamente

tudo deveria acontecer. E se tudo já

tivesse acontecido... Bem, então era

hora de procurar outra namorada!

Mas esse ano estava sendo

diferente. Ele não estava nem um

pouco preocupado com essas coisas.

Simplesmente queria que hoje fosse o

dia em que sua namorada percebesse

que ele estava amando de verdade.

O presente não tinha sido fácil de

encontrar, afinal todos os anos ele só

sexo em números

79%

Dos brasileiros garantem que

sexo é muito importante,

contra 59% da média mundial

21minutos

É o tempo do sexo no Brasil.

A média é superior aos 18

minutos gastos no mundo

145

Vezes por ano é a freqüência

sexual no Brasil. O índice

mundial fica em 103

Giuliana reginatto/AE

Ele diz que a mulher parece uma

adolescente, com suas surpresinhas

eróticas, lingeries provocantes e

intermináveis programas a dois.

Ela reclama que o marido trabalha

demais, chega tarde e dorme no

sofá. Dinorah (Isabela Garcia) e

Gustavo (Marco Ricca) são apenas

personagens da novela das 20h da

Globo, mas ilustram muito bem os

resultados obtidos pela pesquisa

‘Bem-Estar Sexual Mundial’,

realizada em 26 países - entre

eles o Brasil - pela empresa de

preservativos Durex.

Sim, o mundo continua romântico.

A liberalidade sexual e a facilidade

em encontrar parceiros convivem

com uma curiosa busca por mãos

dadas, flores na cama e jantar à luz

de velas - exatamente como sonha

Dinorah. Quando questionados

sobre os elementos que poderiam

melhorar a vida sexual do casal,

39% dos 26 mil entrevistados

apontaram romance, carinho e

amor como essenciais. Logo depois

vem um pedido por menos estresse

e fadiga, com 37% dos votos.

Por MaiS QUaliDaDE

A pesquisa intriga especialistas

em sexualidade no Brasil. Afinal, se

temos uma atividade sexual intensa

e dedicamos grande parte de nosso

tempo ao sexo, por que há tanta

insatisfação na cama? Seria culpa

apenas do estresse moderno e da

falta de romantismo?

“A pesquisa demonstra que bom

sexo não acontece por acaso. Mesmo

estando entre os povos que mais

fazem sexo, os brasileiros devem

repensar outros aspectos da vida

sexual. Sair mais com os parceiros,

tirar o estresse da rotina e acrescentar

um pouco de diversão e romantismo

ao dia-a-dia podem melhorar os níveis

de satisfação”, explica o representante

da Durex, Peter Roach.

Para o psicólogo Oswaldo M.

Rodrigues Jr., que preside a Sociedade

Brasileira para Estudos da

Sexualidade, a questão sexual

no Brasil é um problema cultural.

“Temos um discurso supervalorizado

do sexo e nos orgulhamos

disso, mas ainda hoje transamos

para contar para os amigos e não

para o nosso próprio benefício. O

Feliz dia dos namorados...

pensava em comprar uma lingerie

safada. Dessa vez ele queria alguma

coisa com a qual ela se emocionasse.

Pensou em um anel, mas ela poderia

se assustar e achar que aquilo era

um pedido especial. Não que ele

não quisesse, na verdade não via a

hora de acontecer, mas ela era tão

independente que podia simplesmente

dizer não... Enfim encontrou uns

brincos delicados como ela!

Pediu que a irmã fosse ao Ceasa e

comprasse muitas flores e enfeitasse

a casa para ele. Quando finalmente

chegou, pôde constatar que ela fez um

trabalho lindo. Era exatamente como

ele imaginou que ela gostaria... Lírios

e rosas brancos, velas espalhadas pela

sala, até a mesa estava posta com

carinho e delicadeza.

Às 21h ela chegou. Que surpresa!

Fazendo um estilo mulher fatal,

vestida de preto, botas de cano alto e

salto altíssimos, a boca vermelha e os

olhos pretos como aquelas mulheres

árabes. Mistério total...

Ela se aproximou e lhe deu um beijo

quente e rápido com gostinho de quero

mais. Ele sentiu seu perfume, um

perfume diferente do que ela estava

acostumada a usar, mas delicioso.

Ele caminhou até o som, pediu que

ele sentasse no sofá e colocou um CD. A

música do filme 9 ½ semanas de amor

começou a tocar e ele imaginou o que

aconteceria: um striptease!

Ele estava hipnotizado. A maneira

como ela mexia o corpo lentamente,

cada volta do seu quadril, fazia ele

querer que todos aqueles movimentos

fossem feitos sobre o seu corpo. E o

contraste de toda a delicadeza que

ele já conhecia com aquele olhar misterioso

e os movimentos que ele não

desconfiava que ela pudesse fazer...

Meu Deus! Aquela mulher era perfeita!

Ele só conseguia pensar nisso.

Aquela era a mulher perfeita para ele.

P.

estresse depende da compreensão

que se tem de mundo. Na verdade,

isso representa uma tentativa de

pôr a culpa em algo para nos livrar

da responsabilidade”, diz.

Cientista em saúde pública pela

Universidade Johns Hopkins, Miguel

Fontes destaca que a preocupação

com as doenças sexualmente

transmissíveis (DSTs), embora seja

válida, intimida abordagens mais

afetivas sobre o sexo. “Temos

grande quantidade de sexo, mas

não temos qualidade. Enfatizar

a prevenção de doenças, como a

AIDS, sempre foi mais urgente do

que discutir o prazer e a qualidade

da relação”, diz o especialista.

A pesquisa identifica a demanda

do brasileiro por informações sobre

sexualidade. Entre os consultados,

42% garantem que gostariam de

obter mais conhecimento sobre

como sentir prazer. Pelo mundo,

só 26% se consideram pouco

informados sobre o assunto. “Já

atendi dois casais adultos, ambos

com curso universitário, de classe

média alta, que perguntavam

bem constrangidos: ‘mas, na

hora H, onde a gente coloca?’

(em referência ao órgão sexual

masculino). Ainda hoje, muita

gente tem dificuldade para falar

sobre sexo”, aposta Rodrigues.

O estudo também denota

o interesse do brasileiro por

práticas pouco usuais, como o

sadomasoquismo. Apenas 3% se

declararam praticantes, mas 10%

confessaram que adorariam experimentar

a técnica. Outros 15%

revelaram que gostariam de praticar

sexo anal, enquanto 18% manifestaram

vontade de incluir fantasias

sexuais na rotina amorosa.

O levantamento também mostra

que o índice de satisfação sexual

se relaciona ao grau de confiança

que se tem no parceiro. Entre

as brasileiras que se declararam

extremamente satisfeitas no sexo,

99% garantem que se consideram

respeitadas pelo parceiro no

relacionamento. Entre os homens, o

índice é de 94%. E respeitar, muitas

vezes, passa pelo entendimento de

que o outro precisa, sim, ouvir uma

romântica declaração de amor.

Nem que seja um simples elogio à

camisola nova.

Delicada e sensual. Nunca imaginou

que um strip poderia mexer tanto com

ele. Geralmente tudo o que ele queria

era que a dança acabasse logo e a

garota ficasse nua e pronta para ele.

Mas o que aquela mulher estava

fazendo! Ele mal piscava os olhos,

queria e não queria o final daquilo.

Mal se deu conta quando finalmente

ela fez com que ele ficasse em

pé e beijou-o, se entregando completamente...

Ele pegou-a no colo

e caminhou para o quarto a passos

lentos, simplesmente pensando que

aquela era a mulher da sua vida e ele

era o homem mais sortudo do mundo!


P.4

Capa

Michelle Berti

Bruna ancheschi

da Reportagem

A história de amor de Irislene Stefanelli

e Diego Gasques poderia ser um conto

de fadas moderno. O casal se conheceu

durante um programa de TV – o Big

Brother Brasil – e protagonizou um dos

romances mais intensos da TV. O primeiro

beijo foi acompanhado ao vivo por cerca

de milhões de espectadores, e elevou em

quatro pontos a média de audiência do

programa (segundo dados da emissora,

de cada 100 televisores, 68 sintonizavam

o BBB). Dois meses após o fim do reality

show, apesar das especulações sobre

uma crise, Siri e Alemão seguem firmes

no relacionamento.

Em entrevista ao GIRO SP, Íris diz

estar muito feliz. “Estou completamente

apaixonada. Nos vemos duas vezes por

semana, geralmente na casa dele, em

São Paulo. Já me sinto da família”. O

rapaz também garante que o namoro

vai bem e derrete-se todo ao falar de

Siri. “Coisa linda essa caipira. O jeito

verdadeiro e honesto dela me encantou”.

Diego conta que os olhos, o sorriso e a

espontaneidade de Íris o conquistaram.

Mattar curte nova namorada

Quando o assunto é amor, o ditado é

certo. “Que seja eterno enquanto dure!”.

Na vida dos famosos então, cada novo

relacionamento é o último até que chega

ao fim, e, diga-se de passagem, muito

rápido na maioria das vezes!

Cada semana é um novo casal de

personalidades que rouba a cena.

Flashes para cá, matérias em revista

para lá, e no dia seguinte, “BUM!”,

tudo por água abaixo. Muitas vezes, os

famosos se revezam entre seus casos,

namoros e casórios.

Vamos citar como exemplos o ator

Maurício Mattar, que tem em seu

extenso currículo celebridades como a

cantora Elba Ramalho, hoje casada com

Gaetano; Angélica (ex-César Filho), muito

bem casada com Luciano Huck; e Débora

Secco (ex-Falcão), que mesmo vivendo

uma paixão arrebatadora com o galã,

hoje se rende ao encanto do jogador

Roger (ex-Adriane Galisteu).

Mattar, no entanto, no auge de seus 43

anos, assume estar curtindo muito o seu

namoro com a atriz Paola Oliveira, quase

20 anos mais nova. O relacionamento,

que começou a rolar em janeiro deste

ano, é marcado pela discrição: nada de

beijos em público. Mas, apaixonados,

os dois não se desgrudavam de jeito

nenhum durante as gravações de “O

Profeta”, quando o namoro teve início.

Chegavam e saiam juntos e o único

momento de distância era enquanto

trabalhavam seus personagens.

A paixão só ficou evidente durante

a festa de aniversário do ator

que aconteceu no mês de abril. Eles

mostraram para quem quisesse

ver que estão em plena harmonia.

Mattar declarou na época que

estava plenamente realizado com o

bom momento na carreira e a ótima

fase de início de namoro.

O amor é lindo

Tal encanto estende-se até à família de

Alemão. “Ela é uma graça de pessoa.

Quero os dois juntos e felizes”, afirma

Mirna, mãe de Diego.

Segundo Íris, a programação para

o próximo dia 12 já está confirmada.

“Acho ótimo o dia dos namorados. Nós

vamos passar o dia juntos, com certeza”.

A ex-BBB acredita que o amor deve estar

sempre em primeiro lugar, e que sempre

vale a pena fazer o que for preciso pelo

relacionamento. “Já peguei o carro à

noite, sozinha, na estrada de terra, só

para ver um namorado”. Questionada

sobre qual o segredo para se conseguir

um namorado como Alemão, ela dá a

dica: “ Primeiro você tem que conhecer a

pessoa. Ser amiga, não se oferecer, esperar

a coisa acontecer, ver a intenção. Só

assim dá para ter um namorado sério”.

As especulações em torno de uma

crise chateiam o casal. “Jamais seria capaz

de continuar um relacionamento

para manter as aparências”, afirma Íris.

“O dia em que falaram que a gente tinha

terminado, eu estava na casa dele. Para

mim está tudo bem, nós nos encontramos

sempre”. Segundo ela, o momento mais

especial do namoro foi um piquenique

surpresa preparado por Alemão.

Vale a pena fazer o que for preciso por um

relacionamento. Já peguei o carro à noite, sozinha,

na estrada de terra, só para ver um namorado

Iris Stefanelli

Alguns dias depois, sem mais frescuras

ou tentativas em vão de esconder o

namoro, Paola comemorou seus 25

aninhos e, ao lado do amado, curtiu uma

noite mexicana em clima de romance. Na

festa, um convidado mais que especial

aprovava o romance:

Luã, filho de Mattar com Elba. “A

idade não atrapalha em nada. Senão, o

casamento da minha mãe (Elba também

arrumou um homem mais novo) não

teria dado certo”, endossa Luã.

Paola, por sua vez, é só felicidade.

Quando abordada sobre o

relacionamento, responde sem titubear:

“Estamos muito bem e eu estou super

feliz!”, explica, sem maiores detalhes.

A gata só não esconde o desejo de

casar, ter filhos e constituir família.

“Penso, sim, no casamento. Desde que

o amor seja verdadeiro. Mesmo quando

se está com alguém bacana é preciso

tornar o amor mais verdadeiro e o mais

forte possível para dar certo”.

Paola: 20 anos mais nova que Mattar

Foto: ANDRé pASSoS/ DIvULGAção

iris e Diego: namoro começou durante o programa Big Brother Brasil 7

Cuidados evitam problemas no casamento

Silvana Chedid*

Muitos jovens desconhecem que

algumas de suas condutas durante

a época de namoro podem comprometer

seus relacionamentos na fase

adulta e, inclusive, dificultar a formação

de uma família. De acordo com

a médica ginecologista Silvana Chedid,

especialista em Reprodução Humana,

a prevenção de doenças sexualmente

transmissíveis (DSTs) desde a iniciação

sexual deve ser tratada com mais

seriedade pelos adolescentes.

“Por mais que os jovens tenham

acesso facilitado às informações

sobre prevenção das DSTs, inclusive

via internet, ainda há muito descuido.

Entre as garotas, a doença que

mais desencadeia infecção pélvica

e, conseqüentemente, alteração

tubária, é a clamídia (Chlamydia) –

que em 75% dos casos não apresenta

sintomas, exceto discreto corrimento.

Já entre os meninos, a gonorréia

(Gonorrhoea) é a doença que mais

compromete a saúde reprodutiva,

sendo a terceira principal causa de

infertilidade masculina no Brasil”,

diz a especialista.

Dados da Organização Mundial

de Saúde revelam que entre 10%

e 15% dos casais têm dificuldade

para engravidar. “Apesar de muitos

outros fatores que contribuem para

a infertilidade, como uso de drogas,

fumo, poluição ambiental, obesidade

e anorexia, se os jovens levassem

mais a sério a necessidade de usar

preservativos em toda relação sexual,

os índices cairiam bastante. Afinal, as

doenças inflamatórias pélvicas (DIP)

são responsáveis por grande parte dos

problemas para engravidar e podem

ser reduzidas através de uma mudança

de hábitos”, diz Sivana Chedid.

*Ginecolista especialista em Reprodução

Humana, diretora da clínica Chedid Grieco

(www.chedidgrieco.com.br) e chefe do setor

de Reprodução Humana da Beneficência

Portuguesa, em São Paulo

Por mais que os jovens tenham acesso facilitado

às informações sobre prevenção das DSTs,

inclusive via internet, ainda há muito descuido”

Dicas para os

jovens namorados

1

É importante que, ainda na préadolescência,

os pais levem seus filhos

ao hebiatra (médico que acompanha o

desenvolvimento físico) para que a criança

entenda todos os processos por que seu

corpo está passando e irá passar, inclusive,

esclarecendo como ela pode contribuir

para a manutenção de sua saúde.

Nem todo tipo de corrimento vaginal

está associado à clamídia ou a

2

outra DST, mas vale consultar um

ginecologista sempre que o problema aparecer

e persistir por mais de uma semana.

Aliás, quando começar a menstruar, é interessante

que a garota passe a freqüentar

um ginecologista de sua confiança.

Para que não haja dúvidas sobre a

transmissão de DST – já que muito

3

adolescente acredita que a doença

só é transmitida através da relação sexual

consumada – vale alertar que todo contato

com secreções sexuais, quer por contato

vaginal, oral ou anal, oferece risco de

transmissão de doenças.

Meninos, não avancem o sinal se não

estiverem carregando preservativos. O 4 importante é não descuidar da saúde.

Meninas, o uso de preservativo não

é responsabilidade somente de seu

5

namorado. Carregue um sempre na

bolsa, ou, ainda, pergunte à sua médica

sobre preservativos femininos.

Foto: DIvULGAção / boA FoRmA


Foto: mARCELo XImENEZ/AE

tápodendo!

Soninha Santos soninha@jornalgiro.com.br

DIA DOS NAMORADOS

Esta data pode ser comemorada de

várias maneiras, desde que seja com

amor, só não vale esquecer. Por isso,

as nossas sugestões de presentes são

bem variadas e para todos os bolsos.

Short preto de cetim – R$ 39,90 e

Camiseta cinza – R$ 49,90 da Renner

Caixa com 6 unidades de Paçoca Amor – R$ 3,50 e

Caixa de bombom ao leite “Love” – R$ 18,45 do Carrefour

Bolsa da Betty Boop – R$ 19,90 da B&C Bolsas

1 dúzia de rosas vermelhas – R$ 15,00

Porta retrato metálico ”Love” – R$ 35,90 e

Almofada zebra de coração – R$ 29,90,

da Acqualuz

Vinho tinto Carmenére chileno “Emiliana”– R$ 19,90 do Pão de Açúcar

1 filme em DVD “Proposta Indecente” – R$ 9,90 das Lojas Americanas

Sabonete Líquido Esfoliante – R$19,00 e

Loção Hidratante – R$ 21,90 da Linha Morango

com Chantily da Antídoto Cosméticos

Pashemina indiana bordada – R$ 39,90 e

Cinto dourado – R$ 25,90 da Renner

8 A 14 De junho De 2007 P.

Comércio pronto para

despertar paixões

Considerada a terceira data mais

importante para o varejo brasileiro

(depois do Natal e do Dia das

Mães, respectivamente), o Dia dos

Namorados, comemorado em 12

de junho, é esperado com bastante

expectativa por parte dos comerciantes

paulistanos. Segundo o consultor do

Sebrae, Reinaldo Lopes Gabardo, o

fundamental nas vendas para o Dia dos

Namorados é tirar o foco do produto e

passá-lo para o benefício.

“Se o vendedor ressalta para

o cliente as emoções que virão

acompanhadas da entrega do

presente a uma namorada, por

exemplo, com certeza, terá um

sucesso maior na venda”, avalia. De

acordo com Gabardo, o empresário

Manta xadrez importada – R$ 23,90

Par de pantufas com nécessaire de toalha – R$ 39,90 da Renner

Camisa manga longa 100% algodão – R$ 39,99

da Loja Remo Renut

CoNTaToS

precisa estar atento a pequenas

ações que fazem a diferença. “O fator

surpresa é fundamental. Levar o

cliente até a porta ao final da compra,

tratar pelo nome, o olho no olho e

oferecer café ou água são algumas

estratégias que resultam no retorno

do consumidor”, afirma o consultor.

Ele lembra, ainda, que o boca

a boca também funciona quando

o cliente recomenda para seus

conhecidos a loja e o vendedor.

Gabardo destaca que, para a data,

imagem é fundamental. “Hoje em

dia, resta pouco tempo para ler,

portanto, os materiais promocionais

devem conter mais imagens. Fotos

também devem ser usadas dentro

das lojas”, recomenda.

antídoto Cosméticos – SAC: (11) 4330-1908

acqualuz – (11) 3031-2736

B&C – (11) 3034-2293

Carrefour – 0800-7273090

lojas americanas – (11) 4003-4848

Pão de açúcar – (11) 3055-6767 e 4004-6070

renner – (11) 2165-2800

remo renut – (11) 3312-0538


Foto: DIvULGAção

P.

Gente

Nelio Junior

‘Adoro fazer programa ao vivo’

Nani Venâncio sempre sonhou com uma carreira profissional bem sucedida e, para isso, já fez de tudo um pouco.

Já foi modelo, atriz e apresentadora, e também capa da revista Playboy. Hoje, aos 38 anos, apresenta, nas manhãs de

segunda a sexta, um programa que atinge o universo feminino: o ‘Manhã Mulher’, na TV JB.

Como começou a sua carreira?

O passo inicial foi em Minas, onde

atuei em pequenas produções. Aos 17

anos, fui para o Rio de Janeiro e decidi

estudar teatro na Oficina de Atores, da

Globo. Foi a partir daí que comecei a

atuar de verdade em teatro.

Quando você estreou como atriz?

Minha primeira peça foi ‘Amores de

Verão’, com Eri Johnson, Roney Vilela e

Alexandre Frota.

até então você só havia feito

teatro. Como foi a estréia na TV?

Antes de ser atriz, já trabalhava com

programas, eu fazia o ‘Você Decide’, na

Rede Globo, era eu e a Virginia Novick.

Logo depois, fui para a extinta TV

Manchete, onde ganhei um quadro, o

‘Xeretando com a Nani’. O interessante

foi que fiquei sempre entre a Rede Globo

e a TV Manchete. A última novela que fiz

foi ‘Mandacaru’, na Manchete.

Você então se dedicou ao teatro...

Parei de atuar porque comecei a

fazer infantis. Fiz ‘Uma Dama e Um

Vagabundo’, com Marcela Muniz, Fábio

Vila Verde e Anderson Muller.

Deus Dagda

Vivendo sua fase pós-Léo, o

ator Thiago Rodrigues diz que

atuar em uma ‘novela das 8’

é muita responsabilidade. “O

Leo foi o personagem da minha

vida, aprendi muito com ele”.

Thiago estará de volta às telinhas

na segunda fase de ‘Eterna

Magia’, vivendo Flávio Falcão,

reencarnação do Deus Dagda,

vivido pelo escritor Paulo Coelho.

E a carreira de apresentadora,

como foi esse passo?

Fui convidada pela Rede Mulher para

apresentar o programa ‘Nani Mulher’.

Em seguida, fui apresentar o ‘Questão de

Opinião’, para adolescentes, na Record.

Consegui manter os dois porque as TV’s

são dos mesmos donos. Mas era uma

loucura, porque ambos eram ao vivo.

Um pela manhã e o outro à tarde.

os programas que você apresentava

tinham públicos diferentes

do que você está atingindo no

‘Manhã Mulher’, da TV JB. Como está

sendo essa transição?

Vejo isso como mais um desafio.

Afinal, os públicos dos meus programas

anteriores eram diferentes e eu sabia

exatamente o que eles queriam. Agora

estou tentando conquistar este novo

público. Amo o ‘Manhã Mulher’, pois

adoro fazer programa ao vivo. Gosto de

interagir com as pessoas.

a TV JB é uma emissora nova e o

seu programa está sendo um sucesso.

Você esperava todo esse retorno?

Graças a Deus, as pessoas estão

etc&tal

Bruna Ancheschi bruna@jornalgiro.com.br

Belíssimo Leão!

Matheus, personagem do novato

Gustavo Leão, caiu no gosto do público,

principalmente o feminino. Ao ser perguntado

qual o segredo do sucesso, o bonitinho

responde que é a proximidade da história

com a realidade de muita gente. “Aí todo

mundo se identifica”, completa. Gustavo diz

também que trabalhar com Marcelo Antony,

que faz seu pai em ‘Paraíso Tropical’, é muito

divertido. “Ele é super para cima, anima a

gravação, só fica bravo quando o Botafogo

perde!”, conta, rindo. Que gracinha!

gostando. É sempre bom estrear em

uma casa nova, cheia de oportunidade

e que tende a crescer mais e mais.

o seu programa é voltado para

o público feminino, como vários

outros da TV brasileira. o que o

difere dos demais?

Acho difícil dizer o que difere. Nós

mulheres gostamos das mesmas

coisas, então buscamos levar

ótimos quadros para os nossos telespectadores,

dando dicas para as

donas de casa. Estamos levando o que

tem de melhor para as pessoas.

Como faz para manter a forma?

Como eu odeio ginástica, procuro

controlar a minha alimentação.

o que você gosta de fazer

quando não está trabalhando?

Leio. Amo ler! Sou viciada. Para se

ter noção, li uns 100 livros em menos

de um ano e meio.

Qual o significado da palavra

família para você?

Amor sempre!!!

Projetos?

Trabalhar! Trabalhar sempre!

Colaboração: Kennya Amorim

Bom piloto também fora das pistas

O piloto Ingo Hoffmann, renomado na Stock Car, diz que a

Fórmula 1 virou um grande negócio e elogia Felipe Massa. “O

garoto mostra ser a bola da vez!”, afirma. Responsável pelo

Instituto Ingo Hoffmann, uma casa de apoio que abriga crianças

com câncer e suas famílias durante o tratamento, o piloto

confessa que não existe nada melhor do que trabalhar no que

gosta e ter sucesso, mas isto não basta. “Consegui ser bem

sucedido na parte esportiva e ajudar quem precisa é uma forma

de retribuir tudo que Deus me deu”, exclama. Parabéns, Ingo!

Quem quer comprar???

Na noite da última terça-feira, quem passou pela Lunetterri, no

Shopping Rio Design Leblon, se surpreendeu com os vendedores

da loja. Era ninguém mais, ninguém menos que o bonitinho do

Bruno Gagliasso e sua esposa (linda, diga-se de passagem) Camila

Rodrigues. O casal foi escolhido para inaugurar a campanha de

óculos de sol da marca Diesel. Que luxo, hein?

Foto: DIvULGAção

Circo dos Famosos

Super simpática, Carol Castro

ficou ruivíssima para estrelar

a campanha da Loreal Paris.

Solteira no momento, ela

explica que com a fama você

perde um pouco da privacidade.

“Mas vem incluso no pacote,

né?”, conta. A atriz revela que é

‘super afim’ de fazer cinema e

teatro, mas por enquanto está

só treinando para o ‘Circo dos

Famosos’, que estréia em 1º de

julho, no Domingão do Faustão.

“Tô toda dolorida, mas é muito

bacana se ver superando

limites”, diz Carol. Corajosa!

8 A 14 De junho De 2007

Mirella Santos, a nossa Madonna

Aos 24 anos e com corpinho escultural, Mirella Santos,

ex do cantor Latino, estampa as páginas da Playboy que

chegou às bancas terça-feira. A bela chamou a atenção

do diretor de redação Edson Aran durante a festa de

lançamento da revista do mês passado, no Rio, e logo em

seguida recebeu o convite. “Nunca imaginava conseguir

ser capa da Playboy, estou super feliz”, diz a loira. Mirella

foi clicada por Maurício Nahas, na casa noturna Love

Land, em São Paulo, num clima totalmente anos 80, com

direito a patins, polainas, muito brilho, cores e paetês.

“Me senti totalmente inspirada na Madonna, amei o

tema”, diz. É isso aí...

Foto: DIvULGAção/tv GLobo

Foto: DIvULGAção


8 A 14 De junho De 2007

promoção

shows

GIRO SP leva você ao

Consulado Music

Elton Medeiros e Carlinhos Vergueiro

Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas – n° 141

Data e horário – 8/6 (21h)

Telefone – 5080-3000

Preço – R$ 20,00

Fred Martins

Grande Salão da Caixa Cultural

Praça da Sé – n° 111

Data e horário – 8/6 (18h30)

Telefone – 3321-4400

Preço – Grátis

Heraldo do Monte

Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas – n° 141

Data e horário – 9/6 (13h30)

Telefone – 5080-3000

Preço – Grátis

Joyce e Toninho Horta

Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas – n° 141

Data e horário – 9 e 10/6 (sáb. 21h e

dom. 18h)

Telefone – 5080-3000

Preço – R$ 20,00

O GIRO SP e o Consulado Music

vão sortear ingressos com um

acompanhante para os shows de

sexta à noite, dia 8 de junho.

Para ganhar é muito fácil. Basta

mandar um e-mail com seu nome e

RG para cartas@jornalgiro.com.br

e responder:

Qual o nome do jornal

que leva você aos shows

do Consulado Music?

Os 15 primeiros leitores que

enviarem e-mails com nome, RG

e a resposta correta ganharão

os ingressos.

luciana Mello e Jair oliveira

Tom Jazz

Avenida Angélica – n° 2331

Data e horário – 8 e 9/6 (22h)

Telefone – 3255-3635

Preço – R$ 50,00

Miúcha

Sesc Pompéia

Rua Clélia – n° 93

Data e horário – 9 e 10/6 (sáb. 21h e

dom. 18h)

Telefone – 3871-7700

Preço – R$ 20,00

Mônica Salmaso e Pau Brasil

Teatro Fecap

Avenida da Liberdade – n° 532

Data e horário – 8, 9 e 10/6 (sex. e sáb.

21h e dom. 19h)

Telefone – 0800-551902

Preço – R$ 40,00

Patife Band

Sesc Santana

Avenida Luiz Dumont Vilares – n° 579

Data e horário – 9/6 (21h)

Telefone – 6971-8700

Preço – A partir de R$ 5,00

Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem prévio aviso ao

GIRO SP. Por isso, é recomendável confirmar as informações por telefone antes de sair.

Parada Gay agita a Paulista

A Parada do Orgulho GLBT de

São Paulo promete agitar a avenida

Paulista neste domingo (dia 10), a

partir das 13h30, com a saída dos

trios elétricos (em frente do MASP)

em direção à Praça Roosevelt.

A parada - considerada o maior

evento do mundo no gênero por

reunir em um único dia uma média de

três milhões de pessoas - é promovida

pela Associação da Parada do Orgulho

GLBT e chega em sua 11ª edição.

A Prefeitura de São Paulo gastou

R$ 350 mil em infra-estrutura e os

principais parceiros são a Petrobras,

que injetou R$ 200 mil, e a Caixa

Econômica Federal, com R$ 120 mil. A

previsão de custo é de R$ 1,2 milhão.

Tércio Silveira

crítico musical

terciosilveira@hotmail.com

Quem não viajou no feriado

prolongado não tem desculpa para

ficar em casa ou apenas se dar ao

esforço de enfrentar as longas filas

dos cinemas da capital – afinal essa

é a opção preferida do paulistano

quando não viaja em feriados e finais

de semana. O show dos Mutantes

que rola nessa sexta e sábado é

uma boa pedida para quem gosta de

música. Sim, caro leitor, os Mutantes

estão de volta à cidade.

Após o imenso sucesso do show

realizado em janeiro na frente do

Museu do Ipiranga, chegou a vez

de Sérgio Dias, Arnaldo Baptista,

Dinho Leme e Zélia Duncan, que

assumiu o vocal após Rita Lee se

recusar a voltar com a banda,

darem uma atmosfera tropicalista

ao palco do Citibank Hall.

O grupo foi fundamental para

o surgimento do movimento

cultural Tropicália, na década

de 60/70, e contribuiu com sua

geléia musical, que mistura rock,

samba, música caipira, nordestina

e psicodelia, para influenciar

artistas estrangeiros atuais como

David Byrne, Kurt Cobain (falecido

líder do Nirvana) e o cantor Beck.

O repertório do show é o mesmo

do apresentado no DVD gravado em

Londres (Inglaterra) no ano passado

e que culminou com a volta do grupo

após quase 30 anos de inatividade.

O público poderá cantar e dançar

sons clássicos como ‘Caminhante

Noturno’, ‘Baby’, ‘Top Top’, ‘Fuga

n°II’, ‘Minha menina’, ‘Balada do

Louco’ e ‘Bat Macumba’.

Com sorte, quem for ao show

poderá ouvir alguma música inédita

que a trupe está preparando. Afinal,

ainda para esse ano os Mutantes

prometeram lançar um CD só com

inéditas. É esperar para ver, mas

enquanto o lançamento não vem,

as músicas antigas não devem

nada para o incógnito futuro.

Mutantes

Citibank Hall, Av. dos Jamaris, 213

Data e horário: 08 e 09/06 (22h)

Telefone: 6846-6040

Preço: de R$ 60,00 a R$ 120,00

Jota Quest faz show único em Sampa

Com a turnê ‘Até onde vai?’ desde

2005 na estrada, os mineiros do Jota

Quest fazem neste sábado apenas

uma apresentação em São Paulo, no

Credicard Hall. No total, esse giro de

shows totalizou em dois anos mais de

200 apresentações e atingiu a marca

de um milhão de espectadores.

O repertório tem como base o show

do recém lançado DVD ‘Até onde vai?

– Ao Vivo’, gravado em Porto Alegre

(RS). O paulistano pode esperar a

execução de sucessos como ‘Além

do Horizonte’, ‘Sunshine in Ipanema’,

‘Palavras de um Futuro Bom’, ‘Libere

a Mente’, ‘O que eu também Não

Entendo’, ‘Já Foi’ e ‘Dias Melhores’.

Essa apresentação em São Paulo

também será plataforma para o

lançamento da edição especial do DVD

que dá nome à turnê. Além do show

e do documentário, essa versão do

produto traz um encarte de fotos, duas

faixas bônus e mais três vídeo-clipes.

A banda Tianastácia, com

influências dos anos 70, vai abrir

para o Jota Quest e o público

poderá conferir uma exposição de

quadros do artista plástico Lobão.

Jota Quest

Credicard Hall, Avenida das Nações

Unidas, 17.955.

Data e horário: 9/6 (22h).

Telefone: 6846-6010.

Preços: de R$ 50,00 a R$ 90,00.

Rodas de rap no Sesc Pompéia

Desde antigamente, músicos

apreciadores do samba se reunem

formando uma roda para cantar

clássicos do ritmo e criar novas

músicas. Haja visto que atualmente

São Paulo está repleta de casas que

fazem rodas de samba nos mais

variados bairros da metrópole.

Mas, nesta sexta-feira e sábado,

os paulistanos poderão participar

de uma roda diferente. Batizada

como Roda de Rap, o Sesc Pompéia

vai juntar nos dois dias uma porção

de rappers e DJs para que estes

apresentem suas rimas e, porque

não, criem novas músicas.

Na sexta-feira, a roda será

composta por De Leve, Max BO,

Klau Jah, Dedé e DJ Will. Já no

sábado os rappers MC Juneca,

Sombra, Cindy, MC Ana Paula e

DJ Pow serão os responsáveis

Música

pelo som. Em ambos os dias os

músicos terão a companhia dos

MCs Xis, Big Theo e mais uma

banda com instrumentistas de

baixo, guitarra e bateria.

rap no Sesc

Sesc Pompéia,

Rua Clélia, 93.

Data e horário: 8 e 9/6 (21h).

Preços: a partir de R$ 7,50.

P.7

Foto: DIvULGAção

More magazines by this user
Similar magazines