Livro Completo - Ramacrisna

ramacrisna.org.br

Livro Completo - Ramacrisna

Deixar perpetuado através de um livro o trabalho de uma instituição

cuja trajetória a ser mostrada ultrapassava a mais importante

fonte escrita que serviu de base para as pesquisas, que são os

exemplares do jornal O Poder, também fundado pelo professor

Arlindo. Estes registros guardam a história da Missão Ramacrisna,

contada em detalhes minuciosos e foram cuidadosamente encadernados.

Esta fonte foi de grande valia para traçar a linha de

tempo a ser seguida para a organização do livro “Ramacrisna: 50

anos de Missão Cumprida”.

Mas a história que precisa ser marcada nestes cinquenta anos da

Missão Ramacrisna está registrada na memória de quem a viveu

e é parte integrante dela. Não seria apenas uma linha de tempo

que iria retratar este feito. Uma obra social de valor imensurável

tanto para a comunidade favorecida por ela, quanto para a cidade

onde foi instalada sua sede e, posteriormente, outros lugares

do Brasil e do mundo. A obra da Ramacrisna vai além de simples

relatos. Está marcada nas vidas das pessoas.

Não se pode permitir que o tempo, esse “companheiro implacável”,

encubra para sempre os fatos e desfaça lembranças e memórias.

Para se fazer história é preciso que preservemos a nossa

história. Fatos e memórias, tanto do passado quanto do presente,

merecem ser documentados antes que o tempo transforme

tudo em passado. Preservar os elementos, os acontecimentos, as

obras, os objetos, a expressão da singularidade, a identidade de

uma Instituição para o conhecimento das gerações futuras. Coisas

do tempo. Para se lembrar e reviver. Contar a história para

descobri-la além do tato e dos olhos. Compreendê-la para além

da materialidade.

Para que essa história oral tão rica ficasse registrada como a principal

fonte de pesquisa (e por que não inspiração?) na feitura

deste livro, os relatos e o acompanhamento de uma testemunha

foram marcantes e direcionaram a trilha. Trata-se de Solange Bottaro,

atual superintendente da Missão Ramacrisna. Desde 1973,

portanto há mais de trinta anos, ela acompanha o desenvolvimento

da Instituição. Conheceu o professor Arlindo naquele ano,

na escola de Yoga, e passou a se dedicar à causa, juntamente

com seu Mestre. É ela que nos conta com a voz orgulhosa que,

em 1955, o professor Arlindo teve a visão do Mestre Brahmananda,

discípulo de Sri Ramakrishna, mostrando-lhe a missão a ser

cumprida por ele que era educar crianças pobres. Ele procurou

Chico Xavier, seu amigo íntimo, e Emmanuel através dele disse:

“Muitas são as moradas da casa de meu pai. Você está iniciando

uma nova caminhada. Você não é mais de uma só religião. Você

é de todas. Uma pessoa aberta para o mundo espiritual”. Desse

dia em diante, professor Arlindo abraça o mundo espiritualista,

dedicando o seu trabalho para que não houvesse mais conflito

religioso. “Dentro desse pensamento”, ressalta Solange, “surgiu

a Missão Ramacrisna como um trabalho espiritual que ele tinha

que fazer aqui na terra. E fez, da melhor maneira possível. Somos

instrumentos do Divino, Deus realiza suas ações nesse plano através

de nós. Não valorizamos o fazedor. Esse passa. Valorizamos o

feito. Isso é perene. Nossa equipe é muito forte e, em outro plano,

temos sempre a presença do professor Arlindo nos orientando”.

Missão Ramacrisna . 50 ANOS

12 13

More magazines by this user
Similar magazines