Jornal PROJECTO 12-15 N.º 5 (PDF) - Escola Intercultural

escolaintercultural.pt

Jornal PROJECTO 12-15 N.º 5 (PDF) - Escola Intercultural

Número 5 10 de abril de 2012 Colaboradores: Ana Rita Coutinho, José Silva, Manuela Fonseca, Patricia Domingos, Paula Leandro, Rita Amado, Vânia Lopes Edição Gráfica: José Silva Diretor: João Silva

.

Páginas

2

4

5

6

8,9

10,11

12,13

14

15

Os alunos do Projeto 1215

trabalharam o seu jornal,

na disciplina de

informática, criando

notícias fictícias.

PROCURA‐AS, estão

espalhadas pelo Jornal.

Ver mais nas páginas 8, 9, 11 e última.

Os alunos do Projeto 1215 participam com 31 trabalhos de

pequeno formato na importante exposição que a Câmara

Municipal da Amadora organizou de homenagem ao grande

autor dinamarquês Hans Christian Andersen.

Paralelamente à exposição haverá um programa

diversificado,no qual estão previstas várias actividades:

teatro, visitas guiadas à exposição, ateliês, hora do conto,

entre outros. Decorrerá ainda um Concurso Artístico Hans

Christian Andersen.

1


Desde novembro que os alunos da turma L do projeto 1215 ocupam a sala 19 do

pólo da Reboleira. Esta sala é do agrado de alunos e professores mas, desde que a

ocuparam, os alunos sempre pediram aos professores para pintar uma das

paredes que havia sido escrita por antigos ocupantes. No sentido então de

proporcionar aos alunos este sentimento de pertença e de zelo, os professores

arranjaram tintas e os alunos pintaram a dita parede da sala de aula. Este

trabalho foi feito no passado dia 31 de janeiro, na aula de estudo acompanhado.

O Dia das Panquecas (Pancake Day)é celebrado em Inglaterra desde há muitos anos. Os alunos do

Projeto 1215 aprenderam nas aulas de Inglês que este dia se celebra numa terça‐feira, a chamada

Shrove Tuesday, antes do início da Quaresma. A Quaresma é, como se sabe, um período em que os

cristãos devem jejuar e por isso as pessoas devem comer e divertir‐se no dia anterior ao seu início.

Shrove Tuesday é então também conhecida como Pancake Day, o dia em que todos podem comer

gorduras e tudo mais que lhes apeteça. Assim, é suposto usar todos os ovos, açúcar e manteiga do

frigorífico na confeção de panquecas para que nos dias seguintes, durante a quaresma, ninguém se

sinta tentado. No Reino Unida, na Irlanda do Norte e em outros países, este dia é celebrado com

muita animação e, claro, com muita comida. A atividade mais conhecida é a tradicional “Corrida de

Panquecas” que teve início em Olney – Buckinghamshire – Inglaterra, em 1445, quando uma mulher

que fazia panquecas na sua casa ouviu os sinos chamando‐a para a igreja. Não querendo chegar

atrasada, saiu de casa a correr com a frigideira na mão. Mal sabia ela que começava naquele dia

uma tradição que iria chegar até ao Projeto 1215, tantos anos mais tarde. Com o objetivo de levar

os nossos alunos a conhecê‐la melhor, na nossa escola também celebrámos o Dia das Panquecas.

Assim, pela manhã depois do pequeno‐almoço, todos se puseram a postos, de frigideira na mão,

para a corrida de panquecas na qual, depois de uma luta renhida, foram apurados três vencedores.

O João Luz da turma K foi o vencedor do primeiro prémio, O Rafael também da turma K ganhou o

segundo prémio e o Edgar da turma L, arrecadou o terceiro prémio. Depois de gastarem tanta

energia, todos tiveram direito a panquecas quentinhas acabadas de fazer pelas professoras. E havia‐

as para todos os gostos: cobertas com doce de morango, doce de amora, doce de pêssego, ou

chocolate. O chocolate acabou por ser o sabor mais requisitado e quando chegaram as 13 horas já

poucos tinham apetite para o almoço que se seguiu!

.

As professoras, Paula Leandro e Vânia Lopes

Conta‐se a história de um bispo, chamado Valentim, que lutou contra as ordens do

imperador Cláudio II quando este proibiu a realização de casamentos, por

acreditar que homens solteiros davam melhores combatentes. Valentim, não

concordando com esta ordem, continuou a celebrar o casamento dos apaixonados

em segredo. Quando o imperador descobriu condenou‐o à morte. Já na prisão,

Valentim enviou um cartão para uma jovem por quem se tinha apaixonado. Diz a

lenda que é por causa deste jovem bispo que ainda hoje, no dia 14 de fevereiro,

celebramos o Dia dos Namorados. E no Projeto 1215 não podíamos deixar passar

este dia sem permitirr que o cupido fizesse o seu trabalho. Assim, os alunos

decoraram a sua sala de aula com corações apaixonados e pequenos cupidos.

Também escreveram e decoraram cartões de S. Valentim, que colocaram na “Caixa

do Amor”. Mais tarde esses cartões foram distribuídos e os afetos espalharam‐se e

acreditem...muitas surpresas se revelaram neste dia na nossa escola!

As professoras de Inglês, Paula Leandro e Vânia Lopes

Nas aulas de Formação Cívica do 2.º período, os alunos do Projeto 1215 refletiram sobre os

bens que são essenciais para viver e sobre a pobreza no mundo. Compararam os hábitos de

consumo entre alguns países e descobriram que ainda há muito a fazer para que todos os

Homens da Terra tenham acesso ao conforto que nem nos apercebemos que temos.

Repara!

Atualmente, existem cerca de 7 biliões de pessoas no mundo, entre as quais mais de 1 bilião

vive com menos de 1 dólar por dia e outras 2.7 biliões de pessoas lutam para sobreviver com

menos de 2 dólares por dia.

A pobreza nos países em desenvolvimento, no entanto, vai muito além da pobreza monetária. Significa ter de

caminhar mais de 1,5 kms todos os dias, apenas para ir buscar água e lenha; significa sofrer de doenças que,

nos países ricos, já desapareceram há dezenas de anos. Todos os anos, morrem 11 milhões de crianças, a

maioria das quais com menos de cinco anos; e mais de 6 milhões morrem devido a causas totalmente

evitáveis como a malária, a diarreia e a pneumonia.

Em alguns países extremamente pobres, menos de metade das crianças frequentam o ensino primário e uma

percentagem inferior a 20% passa para o ensino secundário. No mundo inteiro, 114 milhões de crianças não

recebem instrução sequer ao nível básico e 584 milhões de mulheres são analfabetas.

Adaptado de: MILLENNIUM PROJECT‐ “As faces da pobreza”, 2005. Disponível em

http://www.pnud.org.br/milenio/numeroscrise.php

1 dólar = 0,76 euro

NOTA: O Projeto do Milénio foi especialmente constituído pelo Secretário‐Geral das Nações Unidas, em 2002,

para desenvolver um plano de ação concreta para que o mundo reverta o quadro de pobreza, fome e doenças

opressivas que afetam biliões de pessoas.

A pobreza pode ser entendida em vários sentidos, principalmente:

Carência material – É a que envolve as necessidades da vida quotidiana como a alimentação, o

vestuário, o alojamento e os cuidados de saúde. Pobreza, neste sentido, pode ser entendida como a

carência de bens e serviços essenciais.

Falta de recursos económicos, nomeadamente a carência de riqueza (não necessariamente apenas em

termos monetários) relativamente ao rendimento médio da sociedade.

Carência Social – Está relacionada com a exclusão social, a dependência e a incapacidade de participar

na sociedade. Isto inclui a educação e a informação.

A pobreza extrema é entendida como viver com menos de 1 dólar por dia e a pobreza moderada como viver

com entre 1 e 2 dólares por dia.

Adaptado de: Pobreza. In Wikipédia: a enciclopédia livre. - http://pt.wikipedia.org/wiki/Pobreza

Ocorreu um acidente de camioneta no rio de Londres que transportava cerca de 15 passageiros, a polícia não sabe as causas do acidente mas desconfia que antes de cair

no rio, o autocarro atropelou 2 pessoas. No rio Tamisa, um dos mais bonitos, estava um carro de bombeiros e cinco carrões da polícia, mas foi uma grua que levantou o

autocarro. Morreram 2 pessoas e ficaram 2 feridas, as restantes saíram ilesas. Alcibiades, turma J

Foi encontrado nesta madrugada um homem com cerca de quarenta anos de idade morto num curral abandonado a um quilómetro da sua casa. A Polícia Judiciária está a investigar o caso, ainda não se

sabe as causas da morte. Os moradores dizem que o senhor era um homem calmo e que falava muito pouco com os habitantes que ali moravam. “Ele chegava do trabalho, ia ao café, bebia o seu café e ia‐

se embora, ele falava muito pouco com os vizinhos daqui”. Disse uma vizinha da vítima. Cláudio David

2


No dia 21 de março celebra‐se o Dia Mundial da Poesia. Para assinalar esse dia, realizou‐se uma exposição de poesia na

nossa escola com trabalhos que os alunos do Projeto 1215 elaboraram ao longo do 2.º período

.

Porque me chamo Rafael?

E não me chamo papel?

Porque te chamas João?

E não te chamas melão?

Porque te chamas Adilson?

E não te chamas Wilson?

Porque te chamas Dárcio?

E não te chamas palhaço?

Porque te chamas marco?

E não te chamas arco?

Porque te chamas Fábio?

E não te chamas lábio?

Porque te chamas Miguel?

E não te chamas mel?

Porque te chamas Gabriel?

E não te chamas furriel?

Cada pessoa e cada coisa tem o seu nome

Para assim serem conhecidas.

Rafael Rosário, Turma K (Fev. 2012)

Outubro/2011

Iúri Alexandre Mendes Baessa, turma I

Miguel Ângelo Furtado Correia, turma I

Paulo Alexandre Aguiar dos Santo, turma I

Vladmir Lenine Moreira da Veiga , turma I

Rafael Alexandre Tavares Rosário, turma K

Cezinando de Jesus Sousa Tavares, turma L

Novembro/2011

José João Pereira Mendes, turma I

Márcio Rafael Gonçalves Spencer, turma I

Rafael Alexandre Tavares Rosário, turma K

Emanuel Florin Gaudi, turma L

Dezembro/2011

Iúri Alexandre Mendes Baessa, turma I

Márcio Rafael Gonçalves Spencer, turma I

Miguel Ângelo Furtado Correia, turma I

Paulo Alexandre Aguiar dos Santos, turma

I

Vladmir Lenine Moreira da Veiga, turma I

Agostinho Andrade, turma J

Rafael Alexandre Tavares Rosário, turma K

Dárcio Wentacem, turma K

Porque me chamo Luís

E não me chamo nariz?

Porque me chamo José

E não me chamo jacaré?

Porque me chamo Ana

E não me chamo banana?

Porque me chamo João

E não me chamo balão?

Porque me chamo Edgar

E não me chamo ar?

Porque me chamo Cezinando

E não me chamo Armando?

Porque me chamo Diogo

E não me chamo ouro?

Porque me chamo Emanuel

E não me chamo papel?

Cada pessoa tem o seu nome

Para assim ser conhecida.

Luís Fernandes, Turma L (Fev. 2012)

Janeiro/2012

Iúri Alexandre Mendes Baessa, turma I

José João Pereira Mendes, turma I

Márcio Rafael Gonçalves Spencer, turma I

Miguel Ângelo Furtado Correia, turma I

Vladmir Lenine Moreira da Veiga, turma I

Gelson Pereira Mendes, turma J

Rafael Alexandre Tavares Rosário, turma K

Dárcio Wentacem, turma K

Fevereiro/2012

Iúri Alexandre Mendes Baessa, turma I

José João Pereira Mendes, turma I

Miguel Ângelo Furtado Correia, turma I

Rafael Alexandre Tavares Rosário, turma K

Emanuel Florin Gaudi, turma L

Cezinando de Jesus Sousa Tavares, turma L

Os alunos do Projeto 1215

também elaboraram poemas

visuais. Muitos deles tiveram

como tema a aviação e, por

isso, foram afixados na

exposição “Voar como um

pássaro” que se pode visitar na

Casa Museu Roque Gameiro.

Relembra‐se que poesia visual

pode ser vista como o resultado

de uma sobreposição entre a

escrita e o desenho. O formato

visual do texto é, por isso,

muito importante e liga‐se ao

significado das palavras ou das

frases escritas.

A maioria dos poemas visuais

elaborados foram caligramas. O

caligrama é um tipo de poema

visual onde o texto escrito tem

uma original disposição gráfica,

formando um símbolo, um

objeto real ou uma figura que é

a própria imagem principal do

poema.

"Nu poate sa spuna nimeni la premiere, mita. Astea sunt uneltiri satanice, care au fost facute pentru dosarele fabricate

impotriva mea. Daca procurorii nu vor face recurs, iau banii si imi vad de treaba mea, pentru ca pana la urma nu platesc ei,

plateste statul din bani de la Buget. Daca vor face recurs, atunci voi cere si dobanda, dobanda legala de 4‐500.000. Credeti

ca un embru in Consiliul stiintific al CSM poate sa spuna vreodata mita? Nu are cum", a spus Becali.

(escrito em Romeno) Emanuel Gaudi

Alguns alunos do Projeto 1215 leram um

excerto da banda desenhada chamada

História da Amadora: Levem‐me nesse

sonho… bem acordado! escrita por José Ruy,

um autor de banda desenhada nascido na

Amadora em 1930.

Nesta obra, um rapaz chamado Zé

Miguel adormece e, num sonho,

encontra-se com as personagens Zé

Pacóvio e Manuel Grilinho, dois heróis

famosos de banda desenhada criados

pelo autor Teotónio nos anos 30 do

século XX. Nesse sonho, as três

personagens vão relembrar a história

da Amadora.

No excerto que os jovens do Projeto

12-15 leram, descobriram a ligação da

cidade da Amadora com a aviação!

Leiam os comentários que os alunos das

turmas K e L fizeram depois disso!

O que nos impressionou mais na história da

aviação na Amadora foi o número de quedas e

acidentes que havia com os aviões. Também

gostámos de saber que a história da aviação

começou no nosso concelho. Os aviadores eram

muito corajosos porque pilotavam aviões

“descapotáveis” e usavam apenas um capacete

e uns óculos.

Alguns de nós gostariam de ter sido aviadores

naquela altura para poder conhecer o mundo.

Outros acham que aquela vida era perigosa.

A professora Ana e a Rosileni teriam gostado de

ter sido as primeiras mulheres aviadoras

portuguesas. Juntas, queriam ter feito uma

viagem até ao Brasil.

(João Luz, Airton D´jaló, Dárcio Wentacem, Rosileni Veiga,

Marco Fernandes, Gabriel Semedo e Fábio Cruz) Turma K

[O que mais nos impressionou nesta história foi

o facto dos aviadores terem muitos acidentes e,

apesar disso, não morrerem. Eles eram todos

muito corajosos.

Gostaríamos de ter sido aviadores nessa altura

para viver grandes aventuras e conhecer muitos

países. O Diogo é que não gostava de ter sido

aviador naquela altura porque os aviões eram

muito frágeis e deviam abanar muito.

Gostámos de ler esta história porque gostámos

de saber que a Amadora foi importante para a

aviação em Portugal.

(Diogo Pereira, Claúdio Alves, Cezinando Tavares, Emanuel

Gaudi) Turma L

3


.

Numa aula de Educação Física…

Realizou‐se no passado dia 1 de Fevereiro de 2012 no pavilhão da

Académica da Amadora, o Torneio de Futsal da Escola Intercultural das

Profissões, organizado pelas turmas de Desporto do programa sistema

aprendizagem. Participaram 10 equipas, entre as quais 2 eram do Projeto

1215. O torneio decorreu dentro da normalidade, com as equipas a

participarem e socializarem entre si. As equipas do projecto 12 15 tiveram

uma participação digna e respeitadora para as outras equipas

demonstrando enorme fair play.

No dia 30 de Janeiro, teve inicio o 1º torneio escada de Ténis

de Mesa da Escola Intercultural – pólo da Reboleira e só

terminará no último dia de aulas do 3º período. O conceito é

muito simples, desafia qualquer jogador, a qualquer altura

(fora do período de aulas) e joguem. Cada vitória equivale a 1

ponto, quantos mais jogos fizeres mais pontos terás para no

final do ano letivo te tornares no 1º campeão do 1º torneio

escada de ténis de Mesa…

É a utilização de substâncias proibidas no desporto

que podem tornar o atleta mais forte e mais

rápido. O doping é proibido em torneios e

campeonatos, por promover o aumento ilícito do

rendimento do atleta, humano ou animal. Essas

perigosas substâncias fazem com que os atletas

tenham um melhor rendimento físico no desporto,

dando‐lhes vantagens competitivas desleais e

desiguais em relação aos demais atletas. O doping

surge na forma de betabloqueadores, diuréticos,

estimulantes, injeção de sangue, narcóticos e

esteróides anabolizantes. USAR DOPING É FAZER

BATOTA.

No dia 17 de janeiro, alguns alunos do projecto 1215 participaram no Corta‐mato

Escolar, inserido nos Jogos Juvenis do concelho da Amadora. Realizado na pista

dos comandos da Amadora, este evento contou com a participação de inúmeras

escolas do concelho. Apesar dos nossos atletas não se terem apurado para a fase

seguinte da prova, debateram‐se valentemente e encheram de orgulho a Escola

Intercultural. No próximo ano letivo correremos de novo.

No dia 29 de fevereiro 2 equipas da Escola Intercultural deslocaram‐se à Escola

Secundária Mães d’Água, para mais uma vez participar no “Compal air 3x3”,

inserido na 25ª edição dos Jogos Juvenis do concelho da Amadora. Foi uma tarde

inteira a jogar basquetebol mas que soube a pouco. No fim, depois de alguns

jogos ganhos e também algumas derrotas, os nossos “guerreiros voltaram para a

escola com a sensação de dever cumprido mas com sede de mais vitórias… para o

ano há mais…

Vê a nossa participação em:

http://www.tvamadora.com/Video.aspx?videoid=1618

Vê o vídeo da prova de Corta mato em:

http://www.tvamadora.com/Video.aspx?videoid=1576

4


.

No dia 27 de julho de 2012 mais ou menos 2 biliões de pessoas irão

assistir em Londres à abertura dos primeiros Jogos Olímpicos e para‐

olímpicos verdes desde a sua primeira versão da era moderna em 1896. O

comité organizador Inglês, desde o início tinha um objetivo: planear com

excelência um evento que deixe um legado de benefícios que inspirem

mudanças no comportamento das pessoas em todo o mundo! Os Jogos

Olímpicos de 2012 são guiados pelo tema "Em direção a um planeta

Olímpico". E foi com esse apelo que os Ingleses conseguiram convencer o

COI (Comité Olímpico Internacional) a escolher Londres como sede do

maior evento desportivo do mundo. Queriam mostrar ao mundo como

construir uns Jogos Olímpicos Verdes. Os Ingleses preocuparam‐se com

todos os aspetos sustentáveis da cidade: água, solo, construção com

menos recursos, desenvolvimento da região e principalmente

preocuparam‐se em fazer com que tudo isto tenha utilidade depois dos

jogos terminarem, revolucionando a construção civil, com um orçamento

de aproximadamente 10 mil milhões de euros.

Os Ingleses escolheram a região de Stadford situada a leste da cidade, a

mais pobre e menos desenvolvida de Londres, para construir o Parque

Olímpico. Stadford tinha problemas com habitações degradadas, lixo

contaminado, resto de indústrias e fábricas, redes elétricas instaladas em

lugares desapropriados, solo poluído devido à má utilização feita pelas

indústrias no início do século e problemas graves com as canalizações.

Com esse cenário desfavorável o trabalho teria que ser muito bem

planeado e a realização bem ágil para atingirem o objetivo proposto pelo

comité olímpico Inglês.

Tens aqui os cartazes de todos os Jogos Olímpicos da era moderna,

incluindo o cartaz oficial dos Jogos de 2016 que se realizarão no Rio de

Janeiro.

Cada círculo da bandeira

olímpica representa um

continente.

O lema olímpico é: Citius, Altius, Fortius e

significa: mais rápido, mais alto, mais forte.

5


.

Arte gráfica produzida pelos alunos nas aulas de informática.

6


É comum distinguir o abuso do uso de drogas (dependência) de seu consumo normal (experimental, ou já em fase de risco de

dependência). Esta classificação refere‐se à quantidade e periodicidade em que a droga é usada. Outra classificação refere‐se ao

uso de drogas que não para o seu uso habitual, como por exemplo o uso de cola, gasolina, benzina, éter, entre outras

substâncias químicas. Os utilizadores de drogas podem ser classificados em: aquele que experimenta, utilizador ocasional,

habitual e dependente.

A maioria dos consumidores de drogas parece ver além do comum em objetos, gestos ou até mesmo olhar para o vazio, daí a

utilizarmos termos como despersonalização, alucinação ou sintomas paranóicos e psicóticos na descrição dos seus efeitos. Os

utilizadores tendem a ser aparentemente mais pensativos e extrovertidos ou mais isolados e agressivos, dependendo do tipo

de droga utilizada, contexto de utilização e personalidade do utilizador. Nos efeitos colaterais do consumo de drogas ilícitas

devem ser incluídos o risco de agressão, roubo, consumo de drogas adulteradas, violência policial e rigores da legislação

antidroga. A expressão "fuga da realidade" com a qual já foi descrita a sensação de bem‐estar e prazer pode ser atribuída à

Sigmund Freud (1856‐1939) que em 1930 escreveu:

O serviço prestado pelos veículos intoxicantes na luta pela felicidade e no afastamento da desgraça é tão altamente apreciado

como um benefício, que tanto indivíduos quanto povos lhes concederam um lugar permanente na economia de sua libido.

Devemos a tais veículos não só a produção imediata de prazer, mas também um grau altamente desejado de independência do

mundo externo, pois sabe‐se que, com o auxílio desse ‘amortecedor de preocupações’, é possível, em qualquer ocasião, afastar‐

se da pressão da realidade e encontrar refúgio num mundo próprio, com melhores condições de sensibilidade. Sabe‐se

igualmente que é exatamente essa propriedade dos intoxicantes que determina o seu perigo e a sua capacidade de causar

danos. São responsáveis, em certas circunstâncias, pelo desperdício de uma grande quota de energia que poderia ser

empregada para o aperfeiçoamento do destino humano. S. Freud. O mal‐estar na civilização, 1930 v. XXI. RJ, Ed Standard das

Obras Completas de S Freud, 2006. Fonte: wikipédia

.

À noite na auto‐estrada vários carros bateram e houve um grave acidente. Várias pessoas ficaram feridas e houve várias mortes. Uma criança

de um ano que estava dentro de um dos carros que bateram, teve vários ferimentos na cara nas pernas e na barriga. Quando a policia, os

bombeiros e o INEM chegaram, estava uma grande confusão. Havia pessoas a chorar, a gritar de dor outras a procurar familiares. Temos de

andar na estrada com muita atenção, não beber quando conduzimos e não fumar, porque se continuarmos a fazer estas coisas as mortes irão

aumentar. Por favor conduzam com cuidado. Agostinho, turma J

7


.

A Exposição Voar Como um Pássaro pretendeu evocar esses gloriosos

anos da historia da Aviação na Amadora, vistos através dos alunos da

Escola Intercultural, e abordar essa ideia mítica de vontade de voar que

tem acompanhado o homem através dos tempos.

Tudo começou no ano de 1912 quando em terras da Amadora, se

organizou um concurso de papagaios que serviu de mote para que a

aeronáutica nacional desse os primeiros passos e aqui se instalasse entre

os anos de 1912 e 1938.

Quisemos que os alunos tomassem conhecimento desses inúmeros

momentos marcantes.Com esse objectivo organizámos ateliês de pintura e

escultura, fizemos visitas de estudo, introduzimos o tema em todas as

aulas com o apoio de todos os professores, frequentámos a biblioteca

municipal, pedimos a colaboração do museu da TAP que prontamente se

disponibilizou, e descobrimos um centenário que nos veio parar às mãos

ao percebermos que tudo começou em 1912.

Assim, trabalhámos com os alunos o interesse e, ao mesmo tempo,

posicionámo‐nos com eles dando‐lhes a noção de tempo, noção essa que

muitas vezes lhes escapa.

Nada melhor que esta frase de Agostinho da Silva para traduzir o espírito

das vivências em sala de aula, que culminaram nesta exposição.

“ O que impede o saber não são nem o tempo nem a

inteligência, mas somente a falta de curiosidade”

8


.

9


A Loja de Apoio Social da EIPDA – LAS tem como objetivo dar respostas efetivas a

situações carenciadas e de exclusão social, participando ativamente na resolução de alguns problemas de

vulnerabilidade do concelho, contribuindo assim para uma melhoria a nível de integração social e qualidade

de vida de alguns indivíduos.

Destina‐se, preferencialmente, aos formandos da EIPDA e suas famílias, mas também, pretende ajudar quem

demonstre ter necessidade e carência a nível económico.

Os apoios prestados são distribuídos de forma gratuita, sendo ao nível de vestuário de criança, jovem e

adulto, pequenos eletrodomésticos e, excecionalmente e de acordo com o espaço disponibilizado,

brinquedos, mobiliário e outros eletrodomésticos.

Pretende‐se envolver a sociedade civil e o tecido empresarial de forma a contribuírem também, através da

doação de bens, para reduzir os efeitos da pobreza e de exclusão social do concelho.

As Instituições parceiras e a Rede Social da Amadora irão ter um contributo importante e serão uma mais‐

valia na divulgação deste projeto, encaminhando e sinalizando‐nos algumas situações de carência e exclusão

social do concelho.

No dia 21 de março, no âmbito da comemoração do Dia da Árvore, a turma I do projeto 1215, visitou

os “Viveiros da Amadora”. Os alunos tiveram oportunidade de realizar uma visita guiada e

uma atividade de plantação de um alecrim.

.

No dia 24 de fevereiro os alunos do projecto 1215 visitaram a 2ª Feira de minerais,

fósseis e gemas da Amadora. Aqui ficaram a conhecer vários tipos de rochas

(vulcânicas, sedimentares, magmáticas…), pedras preciosas, fósseis e até pedras vindas

do espaço (meteoritos). A curiosidade foi geral…

No dia 20 de março de 2012 os alunos do Projeto 1215 tiveram oportunidade de

esclarecer todas as suas dúvidas sobre dependências. A enfermeira Sofia Simões

disponibilizou‐se para se deslocar até à nossa escola e fazer uma ação de formação

onde todos tiveram oportunidade de reforçar os seus conhecimentos sobre os

malefícios do consumo de tabaco, drogas leves e álcool. Algumas coisas já todos

sabiam, mas outras foram verdadeiras surpresas e um grande alerta para repensarmos

o nosso estilo de vida. Na verdade e, como todos aprendemos na ação de formação,

ser livre é poder dizer não a estes consumos e escolher uma vida mais saudável. O

nosso muito obrigado à enfermeira Sofia Simões por tudo o que nos ensinou.

Curiosidade: Quando uma pessoa bebe demais, passa por quatro fases:

Fase do papagaio Fase do macaco Fase do leão Fase do porco

“Ninguém me

cala”

“Só faço

asneiras”

“Sou o maior e

parto isto tudo”

“Vomito e perco o

controlo dos

esfíncteres!”

10


Várias turmas de toda a Escola Intercultural já visitaram a nossa exposição “Voar

como um pássaro”. O balanço e as opiniões positivas são um incentivo para

traçar o nosso rumo com mais e mais vontade.

É com bastante agrado e satisfação que professores, e principalmente alunos,

recebem as palavras carinhosas de congratulações pelo trabalho e esforço

despendido na elaboração e montagem da exposição. Agradecemos a todos e

prometemos que no próximo ano letivo faremos algo ainda melhor e mais

grandioso. Esperem para ver.

Visita dos PIEF à exposição “voar como um pássaro”.

Vê o vídeo da inauguração da exposição em:

http://www.tvamadora.com/Video.aspx?videoid=1612

.

Trabalho integrado no catálogo da exposição

“Voar como um pássaro” e elaborado pelos

alunos das turmas I e J nas aulas de

informática (versão final).

Alguns dos vários trabalhos

realizados, até à versão final…

Trabalhos realizados pelos alunos: Vladmir

Veiga, Andelson Sá, Fábio Santos, Joao Luz,

Miguel Correia, Nicole Semedo e Sheila Ramos.

Na última semana morreram sete mil pessoas devido à

malaria em África.

Porque eles não têm comida passam um dia ou mais

sem comer. Saem de casa, vão para a escola e só

comem quando regressam à escola. Wilson,

A nossa exposição “Voar como um pássaro”

já influenciou jovens de outras escolas, como é o caso

de workshops de construção de papagaios de papel

que a Casa Roque Gameiro está a promover.

Mensagem que o Sr.º comandante da TAP

João Roque deixou no livro de visitas da nossa

exposição.

Este é o filme que está a passar na Casa Roque Gameiro durante

todo o tempo da nossa exposição “Voar como um pássaro”

A nossa escola foi à Casa Roque Gameiro e vimos muitos trabalhos nossos, estiveram lá muitos diretores, muitas pessoas e o

professor João com o seu grupo de djambés. Também esteve outro grupo da Escola Intercultural das profissões, os Bombabang.

Mal acabaram de tocar fomos ver os nossos trabalhos, depois fomos comer. Havia muita gente a comer, no fim tivemos de ir

embora, tivemos má sorte porque começou a chover. Vimos muitas pessoas a ir à chuva mas nós fomos de autocarro para casa.

Ednilson, turma J

11


.

Na turma I aprendemos a reciclar e a usar os ecopontos.

Até fizemos uns ecopontos para termos na sala.

Deviam experimentar…

Devemos conservar e respeitar o ambiente.

Devemos separar o lixo pondo‐o nos ecopontos. O lixo orgânico deve ser

colocado em sacos bem fechados para evitar o mau cheiro

Há serviços públicos que se responsabilizam pela recolha do lixo, levando‐

o para aterros sanitários.

Sabiam que quando for grande quero ser reparador de Ipod? Vou fazer todos os possíveis

para ser reparador de ipod… arranjar, montar, reparar… vou tirar um bom curso para a

minha vida e ir para a faculdade, mas antes disso tenho que fazer o 6º ano e ir para um

curso profissional. Gostava de casar e ter 2 filhos.

‐Dárcio, turma K‐

Este ano fui para a turma I, encontrei novas amizades, por

exemplo a Isa, Daniel etc. e agora a minha melhor amiga namora

com o meu amigo e também encontrei um amigo muito

importante na minha vida, o Neymar (Luís Fernandes). Apaixonei‐

me por uma pessoa, eu gosto muito de andar nesta escola e ainda

por cima adorei estar na mesma sala que as minhas professoras

Rita e Vânia. Este ano se Deus quiser vou sair e ir para França,

ficar ao pé da minha tia. Obrigada por tudo professora Rita, Vânia

e Doutora Helena. (Adoro‐vos muito Neymar e Isa).

Sheila Susana Furtado Ramos, turma I nº 14

No passado dia 8 de fevereiro,

no auditório da Escola

Intercultural na Venda Nova,

decorreu a apresentação da

tese de mestrado da professora

Vânia Lopes. A professora

efetuou um estudo sobre o

envolvimento escolar dos

alunos do Projeto 1215.

O estudo está relacionado com

a necessidade de compreender

e definir estratégias de combate

ao insucesso e abandono

escolar. Neste estudo, avaliou‐

se o nível de envolvimento

escolar dos alunos do Projeto

1215 ao nível das suas

componentes essenciais: a

emoção, a cognição e o

comportamento; a relação

deste envolvimento com a

noção de auto‐eficácia

académica dos alunos, com o

envolvimento parental, com o

envolvimento dos professores e

com o Projeto 1215.

A análise dos resultados

revelou que: o Projeto 12

15 fomenta o envolvimento

escolar dos alunos a nível

emocional,

comportamental e

cognitivo; os alunos do

Projeto 1215 reconhecem

a importância do mesmo

para a sua vida escolar; o

Projeto 1215 promove o

sentido de auto‐eficácia

académica dos alunos; é

necessário promover o

envolvimento dos pais no

processo de aprendizagem

dos alunos do Projeto 1215

e os professores do Projeto

1215 são essenciais para a

promoção do envolvimento

escolar dos alunos.

Eu sou o Andelson

Tenho 16 anos

Tenho 5 namoradas

Moro na Reboleira

Ando na Escola das Profissões

As minhas professoras são a Rita Amado e a Vânia Lopes

Gosto de ir a escola mas não gosto de trabalhar.

Eu gosto muito da minha escola

Eu gosto muito das minhas professoras.

Ai quem me dera…

Comer a lua,

Ver o mundo,

Andar de carro no ar

Andar no espaço com a cabeça no ar,

Fazer uma casa em Vénus,

Fazer amigos com os E.T.’s,

Casar com uma bonita ente,

Levar os meus amigos ao meu casamento,

Levar a Escola Intercultural para Vénus,

Ter filhos e ser feliz com a minha mulher.

Fábio Cruz, Turma K (Janeiro 2012)

Ai quem me dera…

Viajar até à lua,

Conhecer os planetas,

Andar num cometa,

Trepar até ao sol,

Ver da Terra como brilha o sol!

Quésia Lima, Turma K (Janeiro 2012)

Ai quem me dera…

Viajar até à lua,

Olhar as estrelas,

Imaginar com elas histórias fantásticas,

Unir a força com o fogo,

Apagar sentimentos com a água!

Interagir com a terra,

Deixar‐me levar pela onda do mar,

Conquistar marés com o coração.

Rosileni Veiga, Turma K (Janeiro 2012)

Ai quem me dera…

Viajar até à lua,

Andar de avião,

Andar de barco,

Ver um tubarão,

Saltar de paraquedas,

Comer um gelado gigante.

Américo Nunes, Turma L (Janeiro 2012)

Ai quem me dera…

Cavalgar na praia

Competir com cavaleiros

Correr à noite

Aprender a andar de carroça

Participar nas largadas

Ir às touradas

Andar de avião.

Igor Botelho, Turma L (Janeiro 2012

(com supressões)

A Loja de Apoio Social da EIPDA solicita a participação/sensibilização de todos os elementos da comunidade

educativa/formativa (formandos/formadores/funcionários) da EIPDA para colaborarem, em parceria com a Associação de

Pais e Encarregados de Educação da escola, numa Campanha de doação/angariação de bens essenciais (Alimentos), para

uma criança de 10 anos da Escola EB1 da Mina, que frequenta o 4º ano de escolaridade.

A nossa participação enquadra‐se também no âmbito das atividades que temos vindo a desenvolver através da Loja de

Apoio Social, no sentido de darmos respostas efectivas a situações carenciadas e de exclusão social, participando

ativamente na resolução de problemas de vulnerabilidade do concelho, contribuindo assim para uma melhoria a nível

de integração social de alguns indivíduos e da sua qualidade de vida.

Este apoio será de vestuário e calçado através da LAS, e bens essenciais a nível de alimentação, de modo a contribuirmos

para uma melhoria da saúde e bem‐estar físico e psicológico da criança, de forma a podermos proporcionar‐lhe as

condições mínimas essenciais para as aprendizagens escolares, sociais e familiares.

Em relação aos bens essenciais podem ser: arroz, batatas, massas, leite, pão, bolachas, iogurtes, carne, peixe, cereais,

ou outros que também considere necessários.

A entrega dos mesmos deverá ser feita no Gabinete de Acompanhamento e Emprego da Venda Nova, para

posteriormente serem entregues à família carenciada.

Agradecemos desde já a participação de todos os elementos da comunidade educativa/formativa nesta Campanha de

angariação de bens alimentares essenciais.

12


No âmbito da disciplina “Atelier Profissional”, os alunos do Projecto 1215

receberam na escola os ex‐profissionais de futebol Bassaúla Lemba e

Fernando Mendes, a assistente social Ângela Pinto, o mecânico de motos

de alta competição José Carlos Saraiva, o formador de cozinha/pastelaria

Augusto Mariano, o informático Bruno Luís e o formador de pastelaria

Fábio Martins.

Com a ajuda das professoras Ana Rita Coutinho e Rita Amado, os alunos

prepararam perguntas para fazerem aos convidados.

Estas palestras foram organizadas pelas professoras, mas contaram com a

participação dos alunos Márcio Spencer e Sheila Ramos para entrevistar

no primeiro dia de palestra, e Agostinho Silva e Emanuel Gaudi para

entrevistar no segundo dia.

Os alunos Paulo Santos, Alexandre Graça, Gil Nunes, Alcibiades Cunha,

Cláudio David, Fred Pina e Cezinando Tavares ficaram responsáveis pelas

filmagens e cobertura fotográfica do acontecimento.

Quero desde já agradecer, aos profissionais, que fizeram parte deste

processo de aprendizagem, pois os conhecimentos que nos passaram

foram de facto muito interessantes e com certeza vão contribuir para

decisões mais acertadas, na vida destes jovens.

Um agradecimento especial aos alunos que se envolveram e participaram

neste projeto, pois foram fundamentais para o sucesso destas palestras.

.

Em breve iremos fazer novas palestras, não percam!

Fotos da palestra do comandante João Roque, sobre a história da

aviação, no passado dia 17 de fevereiro, no auditório da nossa escola na

Venda Nova. Foi uma palestra muito interativa, com muitas perguntas

por parte dos alunos.

Para celebrar mais um Carnaval, a turma do PIEF das Artes decidiu criar três cabeçudos: Cavaco Silva,

Branca de Neve e Fernando Pessoa. Durante as aulas de TIC pesquisaram‐se imagens das figuras a

retratar e nas aulas de EAAP construíram‐se os cabeçudos, usando‐se canas, jornal, cola branca e

tintas.

Em conjunto com os professores e com alguns alunos da turma PIEF de 3º ciclo da Amadora, todos

animaram o intervalo da manhã na Escola de Alfornelos. Fizeram‐se malabarismos, tocaram‐se

bombos e caixas, acompanhadas pelo som de um trompete, e os cabeçudos desfilaram.

Na sexta‐feira de Carnaval todos acompanharam o desfile dos Jardins‐de‐infância e Escolas Primárias

da Amadora. Foi um Carnaval fantástico!

No PIEF das Artes celebrámos a Poesia! Como março é o mês da poesia, aliámos o

estudo desta ao nosso quinto projecto: Amadora.pt. Como tarefa final criámos um

Lenço dos Namorados conjunto, mas para lá chegar tivemos que aprender um pouco.

Assim, começámos por estudar a poesia visual, onde descobrimos que ao texto

podemos sempre juntar uma imagem. A Poesia Visual é uma forma diferente de fazer

poemas, através da qual podemos brincar com o espaço da folha de papel e com a

forma como escrevemos as palavras. Eis aqui alguns exemplos…

As informações dos cientistas referem que vem um meteorito

para a rota da terra. Os cientistas acham que se o meteorito

embater na terra, a terra explodirá. Acham que o meteorito

mede 200.000 km de comprimento.

Gelson e Alcibiades, turma J

13


José Ruy Matias Pinto nasceu a 9 de maio

de 1930, na Amadora. Tirou o curso de

Desenhador Litógrafo.

Começou a publicar histórias aos

quadradinhos com apenas 14 anos. Mais

tarde, publicou muitas capas, ilustrações

de novelas e mais histórias aos

quadradinhos.

É o artista português com maior número

de álbuns produzidos (68 álbuns ilustrados,

39 dos quais em histórias aos

quadradinhos até meados de 2001), com

muitas realizações igualmente no campo

da banda desenhada publicitária.

É o autor da BD História da Amadora:

Levem‐me nesse sonho… bem acordado! e

esteve presente na inauguração da “nossa”

exposição “Voar com o pássaro”!

Os acrósticos são poemas cuja

primeira letra de cada verso se

lê verticalmente, formando

uma palavra.

Um acróstico pode ser

composto por frases ou apenas

por palavras.

Pontualidade

Ortografia

Respeito

Termo

Utilidade

Giz

Universidade

Estudo

Sufixo

Diogo Pereira,

Turma L (Jan. 2012)

Libertar o stress

Indispensável para mim

Beber e festejar

Estudar e curtir a vida

Rir e chorar

Dançar, correr,

Amarem-se uns aos outros

Dar carinho

Especialmente: SER FELIZ

Quésia Lima,

Turma K (Jan. 2012)

Amizade

Mágicos

Inteligentes

Gozões

Otimos

Solidários

Adilson Fortes,

Turma K (Jan. 2012)

Ensinar

Secretária

Ciência

Otíma

Livros

Arrumada

André Nunes,

Turma K (Jan. 2012)

.

O dia mundial da poesia foi criado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura)

em novembro de 1999. O propósito deste dia é promover a leitura, a escrita, a publicação e o ensino da poesia pelo

mundo.

Sabias que o dia 21 de março é o primeiro dia da PRIMAVERA? E esse dia foi também escolhido para se comemorar

outras realidades! O dia 21 de março é:

Dia Mundial do Sono (decretado pela OMS – Organização Mundial de Saúde) ‐ Este dia visa alertar as

pessoas para a importância do sono como um meio reparador físico e psicológico do organismo.

Dia Mundial da Infância (decretado pela UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância);

Dia Internacional Contra a Discriminação Racial (decretado pela ONU – Organização das Nações

Unidas); Em 1976, a ONU escolhe o dia 21 de março como o Dia Internacional pela Eliminação da

Discriminação Racial para lembrar os 60 negros mortos e as centenas de feridos na cidade de

Shapeville, África do Sul, em 21 de março de 1960. Estas pessoas foram vítimas da intolerância e do

preconceito racial quando realizavam uma manifestação pacífica de protesto contra o uso de

“passes” para os negros poderem circular nas chamadas áreas “brancas” da cidade.

Dia Mundial da Floresta/ Dia Mundial da Árvore (decretado pela ONU – Organização das Nações

Unidas);

Dia Internacional da Síndrome de Down (desde 2006) – Esta data escreve‐se como 21/3 ou 3‐21, o

que faz alusão à trissomia do 21.

Dia Universal do Teatro (mas o dia Mundial do Teatro comemora‐se no dia 27 de março e celebra a

origem do Teatro e a sua importância para retratar a sociedade através da tragédia e da comédia

expressando verbalmente sentimentos e pensamentos.)

“Um poema é um mistério cuja chave deve ser procurada pelo leitor.” (Stéphane Mallarmé)

“A poesia é ao mesmo tempo um esconderijo e um altifalante." (Nadine Gordimer)

"A poesia é tudo o que há de íntimo em tudo." (Victor Hugo)

"Fazer poesia é confessar‐se.” (Friedrich Klopstock)

"A ciência desenha a onda; a poesia enche‐a de água." (Teixeira Pascoaes)

A exposição Hans Christian Andersen decorrerá entre os dias 31 de março e

30 de Junho, na Casa Roque Gameiro, Biblioteca Fernando Piteira Santos,

Pólo da Boba e Centro da Juventude na Brandoa. Tem como objectivo a

divulgação da obra de Hans Christian Andersen. É constituída por quadros e

livros ilustrados por Artistas Plásticos Portugueses, recortes de papel de

Christian Andersen, esculturas, tapeçarias, cerâmicas, jóias, medalhística,

selos, postais, quadros e instalações de crianças, jovens e adultos de todo o

País.

Paralelamente à exposição haverá um programa diversificado, onde estão

previstas várias actividades: teatro, visitas guiadas à exposição, ateliês,

hora do conto, entre outros. Decorrerá ainda um Concurso Artístico Hans

Christian Andersen.

Os alunos do Projeto 1215 participam com 31 trabalhos de pequeno formato na importante

exposição que a Camara Municipal da Amadora organizou de homenagem ao grande autor

dinamarquês Hans Christian Anderson.

14


.

Organizado pela Fundação PT e no seguimento da ação de

sensibilização ministrada pela mesma na EIPDA (Polo da Reboleira e

Sede). Para se inscreverem apenas têm de enviar um e‐mail para o

endereço comunicaremseguranca@telecom.pt, até dia 11 de Maio de

2012.

Vejam no seguinte link, uma música que é adaptação de um trabalho

vencedor de uma edição anterior, e que se tornou a música do

Comunicar em Segurança:

http://videos.sapo.pt/vOyqD1MzGM5gHw3eKdiE

Também podem visualizar vários filmes do Minuto Seguro em

http://videos.sapo.pt/search.html?word=minuto+seguro

Aqui há marosca!

Um fazendeiro tem um

terreno onde pretende pôr as

suas 17 vacas a pastar. Para

isso, construiu uma cerca no

terreno, formando um

quadrado, tendo utilizado 27

estacas em cada lado do

quadrado. De quantas estacas

precisou?

Resposta:

____________________

15


A nossa exposição, a escola e o Projeto 1215 vão ser notícia na

próxima edição do Jornal TAP. Este periódico é distribuído por

todas as delegações TAP espalhadas pelo mundo.

.

Neste mapa podes ver até onde a tua Escola vai chegar.

…se ele consegue,

tu também consegues!

Antes de Jesse Owens, Cornelius Johnson, um outro

atleta negro, ganhou a medalha de ouro no salto em

altura. Hitler que até então tinha apenas apertado a

mão a um atleta finlandês e outro alemão, ambos

vencedores de atletismo, retirou‐se do estádio logo

no primeiro dia, após ser alertado pelo Comitê

Olímpico Internacional de que teria de cumprimentar

todos os vencedores ou nenhum deles.

Jesse Owens ganhou 4 medalhas de ouro, nos 100 e

200 m, estafetas 4x400 m e salto em comprimento.

Quando Jesse Owens venceu a prova dos 200 m

olhou para a tribuna do COI e não para a tribuna de

Hitler que estava ausente nesse dia. Jesse Owens foi

aplaudido por milhares de fãs de diversas nações

nesse dia, juntamente com o alemão Lutz Long, que

terminou a prova em segundo lugar. Os EUA

conseguiram vencer dez provas de atletismo. Seis

medalhas de ouro foram conseguidas com a

participação de quatro negros.

A verdade é que Adolf Hitler estava realmente

presente no estádio Olímpico no dia em que Jesse

Owens venceu e recusou‐se realmente a

cumprimentar o vitorioso atleta. De acordo com sua

ideologia nazi, o homem branco era superior ao

negro. Entretanto, Jesse Owens demonstrou‐lhe

cabalmente perante milhares de pessoas que a sua

teoria estava errada, humilhando‐o publicamente

perante todo o estádio.

Nota: Este número poderia ter saído nos últimos dias de aulas do segundo período, achámos por bem só distribui‐lo no primeiro dia de aulas, depois da pausa

letiva da Pascoa, assim o jornal poderá ser lido e trabalhado em sala de aula e com mais tempo.

O diretor do jornal 1215

www.escolaintercultural.edu.pt

Pólo da Reboleira

Av. Dr. José Pontes, Reboleira 2720 Amadora

Tlf: 21 499 82 94 Fax: 21 499 83 00

Os alunos do Projeto 12-15 foram visitar a

exposição “Voar como um Pássaro” na casa

museu Roque Gameiro, onde puderam apreciar

os seus inúmeros trabalhos que se encontram

expostos e que são parte integrante da exposição.

Uma menina de 15 anos, chamada Sheila teve

um grave acidente de aviação quando se dirigia

para Cabo Verde. O seu avião despenhou‐se em

alto‐mar numa zona perigosa habitada por

várias espécies de tubarões. A menina

sobreviveu por milagre, porque todos os

tubarões apareceram mortos num raio de 3 km.

A comunidade científica está espantada e não

consegue encontrar explicação para o que

aconteceu, mas desconfiam que o veneno da

Sheila tenha matado os coitadinhos dos

tubarões. De qualquer maneira, se eles a

tivessem comido morriam na mesma de

indigestão. A menina está em coma porque

gastou todo o veneno que tinha com os

peixinhos. Podemos estar descansados porque

e Sheila não vai chatear ninguém durante uns

tempos.

Vladmir e a Isa, turma I

16

More magazines by this user
Similar magazines