Leia toda a entrevista na edição impressa disponível para ... - Lux - Iol

lux.iol.pt

Leia toda a entrevista na edição impressa disponível para ... - Lux - Iol

nº 548 . semanal . 1 de novembro de 2010 . €1,35 (Cont.)

JOSÉ CARLOS

PEREIRA

faz cura de

desintoxicação

no valor

de 9 mil euros

EXCLUSIVO

O DIA-A-DIA

NA CLÍNICA

CRIME NO BRASIL

DUARTE LIMA COMPARA

O SEU JULGAMENTO

EM PRAÇA PÚBLICA

À CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO

TODOS OS PORMENORES DO TRATAMENTO

Patrocínio:

PINTO DA COSTA INDIFERENTE

ÀS NOTÍCIAS DE ROMANCE

COM ACOMPANHANTE DE LUXO

SÉRIE SOBRE LETIZIA E FELIPE

CAUSA POLÉMICA EM ESPANHA


Atenta à sua imagem, JOANA

FREITAS revela que fez uma

cirurgia para aumentar o peito

“Só subi um número.

Foi a pensar na minha

profi ssão. A roupa

cai-me muito melhor„

A modelo vive de novo em Lisboa

com o namorado, João Alves

Aos 25 anos, Joana

Freitas já realizou inúmeros

trabalhos fotográfi

cos e tão depressa

veste a pele

de uma menina inocente como

consegue dar à câmara fotográfi

ca o seu olhar mais sensual e

arrojado. Com 1,75 m de altura

e as medidas 85-61-90, é, talvez

pela sua versatilidade, uma

das modelos fotográfi cas mais

requisitadas. Natural do Porto,

Joana foi convidada para protagonizar

o catálogo da coleção

outono/inverno da Throttleman

com o ator Ricardo Pereira, um

desafi o que aceitou sem hesitar.

Ao lado de João Alves, com

quem namora há quase dois

anos, Joana regressou a Lisboa,

depois de uma temporada a

viver no Porto.

Lux – Não deve ter sido fácil

fotografar a coleção de inverno

em pleno verão... Isso vai

contra a ideia feita de que a vida de

modelo é fácil, não é?

Joana Freitas – Sim! (risos) Andamos

sempre ao contrário: no verão

fotografamos as coleções de

inverno e no inverno fotografamos

as de verão. Acabo sempre

por em pleno verão estar

vestida com casacos de pêlo e,

no inverno, fotografar de biquí-

ni quase à chuva! Isso é o mais

difícil, sobretudo se o trabalho é

no Porto, porque lá é bem mais

frio! (risos)

Lux – É viciada em roupa? Gasta

muito dinheiro?

J.F. – Sim! Adoro comprar roupa,

mas não sou uma compradora

compulsiva. Claro que, como

quase todas as mulheres, tenho

mil e uma coisas no armário que

não fazem falta, mas não compro

peças só porque saiu a nova

coleção, por exemplo. Quanto a

valores, nem gasto muito. Claro

que às vezes acabo por comprar

uma peça mais cara, mas encaro-

-a como um presente para mim

mesma.

Lux – A imagem é importante

para si?

J.F. – É importante, mas não tenho

muitos cuidados no dia-a-dia. Não

vou muito ao ginásio, nem sou

de fazer muito exercício físico...

Sou um bocadinho preguiçosa

nesse aspeto! (risos) Mas também

tenho a sorte de ter a idade que

tenho e o corpo direitinho. De vez

em quando ando de patins em

linha, que é uma coisa que faço

desde miúda. Dá-me imenso prazer

e faz um rabo bonito! (risos)

Prefi ro muito mais fazer desporto

ao ar livre do que estar fechada

num ginásio.

Joana Freitas, de 25 anos, aceitou sem hesitar o convite

da Throttleman para ser a imagem feminina do catálogo

da coleção outono/inverno ao lado do ator Ricardo Pereira


Lux – Portanto, ao contrário de

outras modelos, não é nada

obcecada com o seu corpo...

J.F. – Não sou. Tenho os cuidados

mínimos: hidrato bem e cuido

da pele e do cabelo. Acho

que isso é fundamental para

alguém como eu que trabalha

com fotografi a. Gosto de me

mimar, mas não em excesso.

Claro que quando vou passar

uns dias ao Porto e fi co com a

minha família, acabo sempre

por comer demais! (risos) Se

sentir que engordei um bocadinho

não me penalizo de forma

drástica, mas corto em algumas

coisas para tentar compensar.

Se fi zer uma alimentação saudável

e se tiver alguns cuidados,

mesmo que seja em casa, não

é preciso mais nada.

Lux – Se não fosse modelo, seria

menos vaidosa?

J.F. – Acho que não... (risos) Sempre

tive um grande amor-próprio,

sempre gostei de me arranjar,

de estar a par das tendências da

moda, dos cremes... No fundo, de

tudo o que é feminino. Mas isto

passa muito por uma questão de

educação. No Porto, onde cresci,

as miúdas cuidam-se muito mais e

é uma coisa que passa de geração

em geração. Lembro-me de ser

miúda, de ter uns 9 ou 10 anos,

e a minha avó dizer que tinha de

andar com o cabelo arranjado e a

pele cuidada. Ela dizia que nunca

sabíamos o que íamos encontrar

Natural do Porto, a modelo está outra vez a viver em

Lisboa. Depois de o namorado, João Alves, ter terminado

o curso de Marketing, o casal decidiu mudar-se para a

capital, onde surgem mais oportunidades de trabalho

“O facto de eu e o João termos

opiniões e gostos diferentes

em relação a várias coisas

completa-nos enquanto casal„


“Às vezes acabo

por comprar uma

peça mais cara,

mas encaro-a

como um

presente para

mim mesma„

Joana foi educada desde

cedo a cuidar da sua

imagem. “Lembro-me

de ser miúda, de ter uns

9 ou 10 anos, e a minha

avó dizer que tinha de

andar com o cabelo

arranjado e a pele cuidada”,

conta a manequim


assim que saíssemos de casa!

E sigo o conselho dela à risca!

Não saio sem estar minimamente

arranjada, nem que seja para ir

ao supermercado! (risos)

Lux – Já sentiu necessidade de

fazer uma cirurgia estética?

J.F. – Há uns quatro anos, fi z uma

operação para aumentar o peito.

Mas não foi nada de especial,

só subi um número. Foi a pensar

mais na minha profi ssão. Desde

então, a roupa cai-me muito

melhor, por exemplo, quando

fotografo em biquíni ou em

lingerie. E há um certo tipo de

vestidos que fi cam melhor num

peito mais bonito.

Lux – Há dois meses, a Joana

deixou o Porto e regressou a

Lisboa. Porque é que decidiu

mudar-se de novo?

J.F. – Como o João já terminou

o curso de Marketing, no Porto,

e como tenho mais trabalho em

Lisboa, decidimos vir viver para

cá. Quando regressei ao Porto,

custou-me muito sair de Lisboa,

onde vivia há três anos, mas agora

esta mudança também não

foi fácil. Tenho a minha família

no Porto e a própria cidade é

diferente.

Lux – Como é que tem sido partilhar

casa com o seu namorado?

J.F. – Vivemos juntos há quase

um ano e eu já tinha dividido

casa com uma amiga, a Joana

Duarte, e com um amigo, portanto

ganhei a capacidade de

aprender a dividir o meu espaço

e a partilhá-lo. Com o João

tem sido muito fácil... Em nossa

casa, sou eu que cozinho e

depois arrumamos os dois a

cozinha! (risos) Aprendi imensas

coisas com a minha mãe, que é

uma excelente cozinheira.

Lux – Sente que o João é a sua

cara-metade?

J.F. – Estamos muito bem juntos,

mas as relações não têm

de ser perfeitas. Temos muita

coisa em comum. O sentido

de humor, a cumplicidade que

temos um com o outro e, acima

de tudo, a amizade. Somos

muito amigos. Mas o facto

de termos opiniões e gostos

diferentes em relação a várias

coisas completa-nos enquanto

casal. Acho que se fossemos

iguais ia ser muito menos interessante

estarmos juntos. ■

texto Nair Coelho (ncoelho@lux.iol.pt)

fotos Hélder Maia agradecimentos Throttleman

“Gostava imenso de ser mãe,

mas neste momento quero dar

prioridade ao meu trabalho„

Casar e ter fi lhos fazem parte dos planos de Joana

Freitas, mas, por enquanto, a carreira como modelo

é a sua prioridade. Ainda assim, confessa que

essa será a sua “grande realização pessoal”


Jennifer Lopez e os fi lhos,

Max e Emme, de 2 anos

e meio, fotografaram

a campanha em julho

nas praias de Malibu

MAX e EMME estreiam-se como

modelos ao lado da mãe, JENNIFER

LOPEZ, numa campanha publicitária

“Ela já escolhe a sua

própria roupa, mas é difícil

vestir o Max„ Jennifer Lopez

Jennifer Lopez e o marido, Marc

Anthony, hesitaram em deixar

os fi lhos gémeos participar na

nova campanha da Gucci Kids, mas

não conseguiram resistir ao generoso

donativo de cerca de 718 mil

euros que a marca prometeu oferecer

à Unicef para a construção de

escolas em África. A cantora deixou-

-se fotografar com Max e Emme, de

2 anos e meio, numa praia de Malibu,

tornando-se antes assim os protagonistas

da nova coleção da linha

infantil da Gucci. “É a primeira vez que

trabalho com os meus fi lhos e foi uma

experiência muito especial”, diz a cantora

em entrevista à revista US Weekly.

Esta é a segunda vez que Jennifer

Lopez se deixa fotografar com os

fi lhos, sendo que na primeira eles

tinham apenas três semanas. Os gémeos

já começam a mostrar as suas personalidades.

“A Emme já escolhe a sua

própria roupa e gosta de dormir com

um vestido de princesa. Quanto ao

Max, é difícil vesti-lo. Ele prefere correr

pela casa sem roupa”, revela. ■

fotos Gucci


Em cima, Anna Westerlund com os fi lhos Max, de 7 meses, e Emma,

de 6 anos, e uma cena do espetáculo. Ao lado, Miguel Vieira da Rocha

e Gracinha Viterbo com os fi lhos, Guilherme, de 4 anos, e Santiago,

de 6. Em baixo, Margarida Pinto Correia com o fi lho, Zé, de 8

Antestreia de musical

infantil reúne pais e fi lhos

em tarde divertida

“É dos melhores

espetáculos para

crianças que já vi„

Pedro Lima


C

om a chegada dos

dias frios e o aproximar

do inverno,

surge também a

vontade de fazer programas

familiares entre paredes.

Por isso mesmo, ninguém

quis perder a antestreia do musical

infantil “Bzzz, Bzzz, Bzzz –

A União Faz a Força”, no

Teatro Tivoli, em Lisboa, que

contou com o apoio da Lux. Durante

pouco mais de uma hora,

pais e fi lhos divertiram-se num

espetáculo onde, além de se

falar sobre a valorização da

amizade e do trabalho em grupo,

não faltou muita animação,

música e cor. Pela primeira

vez a pisar um palco

como ator, Francisco Rebelo

de Andrade, irmão da fadista

Carminho, mostrou-se, no

fi nal, satisfeito com o resultado:

“Estes dias de estreia

são sempre muito bons. Está

“Foi divertidíssimo.

Puseram os miúdos todos

a cantar e a dançar„ Carminho

Em cima, Pedro Lima com os fi lhos, João Francisco, de 12 anos,

e Mia, de 3, Francisco Rebelo de Andrade com a irmã, Carminho,

e Lurdes Baeta com os fi lhos, Mariana, de 12, Sofi a, de 5, e

Pedro, de 2. Em baixo, Ana e Rosa Lobo Antunes, de 5 e 7 anos


Em cima, Adelaide Ginga e Ana Rangel, da Plano 6, Pedro Couceiro e Inês, de 4 anos, André Cerqueira, diretor

de programas da TVI, e um dos divertidos momentos do musical infantil em cena no Tivoli, em Lisboa

Durante pouco mais de uma hora, crianças e adultos fi caram

deslumbrados com um espetáculo onde não faltou cor e animação

sempre família e muitos amigos.

Depois, é divertidíssimo

trabalhar para crianças

porque são muito mais verdadeiras

e reagem sinceramente”,

garantiu. No entanto,

foi a presença da fi lha na plateia,

Maria, de 1 ano, que mais

entusiasmou Francisco: “Ela

reconheceu-me, porque já

tinha ido a alguns ensaios. Mas

tem o dobro da graça fazer este

trabalho sendo pai, porque é

bom partilhar o meu trabalho

com outras crianças, mas também

com a minha”, confi denciou.

Carminho também não

podia estar mais satisfeita com

a prestação do irmão em palco:

“Foi divertidíssimo. Puseram os

miúdos todos a cantar e a dançar!”,

contou. Tia dedicada, a

fadista confessou no entanto

ainda não ter vontade de ser

mãe: “Gosto imenso de passar

tempo com os meus sobrinhos,

mas para já estou apenas

concentrada no meu trabalho.

Por enquanto, eles completam-

-me”, garantiu. Numa tarde

dedicada às crianças, estas

foram o centro das atenções.

Desde o momento em que

entraram no teatro, o entusiasmo

era visível e, no fi m, não

saíram desiludidas: “Os meus


“Os miúdos adoraram e eu fi quei

fascinado„ Pedro Couceiro

Ao lado, Manuel Gião com os fi lhos, Manuel,

de 7 anos, e Camila, de 4. Em baixo, Alexandra

Chaves Carvalho com os fi lhos, Carminho, de 6 anos,

e João, de 4, e Inês Cardoso com a fi lha, Matilde, de 3

fi lhos adoraram! Vir ao teatro

é um programa que fazemos

muitas vezes, porque eles adoram.

Inicialmente, o Guilherme

estava com um bocadinho de

medo, mas depois entrou no

espírito e aproveitou imenso”,

contou Gracinha Viterbo. A decoradora

só lamentou não existirem

mais programas deste género

para os mais novos.“Têm

que existir mais iniciativas destas,

mas nós também temos de

contribuir e vir. Só assim se podem

fazer mais teatros infantis”,

afi rmou. Mas os mais novos

não foram os únicos a fi car

estarrecidos com o espetáculo.

O mesmo aconteceu com muitos

dos pais que acompanharam os

fi lhos numa tarde a eles dedicada:

“Foi fantástico! Os miúdos

adoraram e eu fi quei fascinado.

É cheio de cor e divertido.

No fi m, a Inês até me perguntou

se podia repetir”, contou

divertido Pedro Couceiro.

A tarde terminou com um lanche,

onde não faltaram todas

as iguarias preferidas dos mais

pequenos como as gomas,

a gelatina e os sumos. ■

texto Helena Pestana (hpestana@lux.iol.pt)

fotos Ricardo Santos


O cantor

esteve com

os fi lhos e

uma jovem de

origem russa

na antestreia

de um musical

infantil

ANTÓNIO

PINTO

BASTO

surge

com nova

companhia

Separado há

cerca de dois

anos, o fadista

poderá ter

reencontrado

o amor ao lado

de uma mulher

mais nova

Em tarde dedicada aos fi lhos mais novos, Carlota, de 4 anos, e António, de 3, António Pinto Basto esteve também

acompanhado de Masha. O fadista disse que é apenas uma amiga, mas a cumplicidade entre os dois é evidente

Os programas em família

são uma prioridade

sempre que a agenda

o permite, e António Pinto

Basto não quis perder a oportunidade

de levar os fi lhos mais

novos, Carlota, de 4 anos, e

António, de 3, à antestreia do

musical infantil “Bzzz Bzzz Bzzz

– A União Faz a Força”, no Teatro

Tivoli, em Lisboa. “Eles

adoraram o espetáculo. A Carlota

até nem resistiu e subiu

ao palco para dar um abraço

à fada”, contou animado o fadista

no fi nal da peça. Mas o

que mais chamou a atenção

durante a tarde foi a companhia

de António Pinto Basto.

Apesar de não ter querido

fazer qualquer comentário,

não passou despercebido o

facto de o fadista ter surgido

com uma nova companhia

feminina: “Chama-se Masha,

Maria em russo, e é apenas

minha amiga. Namorada, qual

quê?! Eu não tenho namorada”,

fez questão de dizer,

quando questionado sobre a

natureza da relação. No entanto,

a cumplicidade entre os

dois e de Masha com os fi lhos

de António Pinto Basto é evidente.

Separado de Mariana

Oliveira há mais de dois anos,

o fadista apenas assumiu uma

relação, entretanto terminada,

com Marta Pinto Gil. Se

António Pinto Basto voltou mais

uma vez a encontrar o amor

ao lado de uma mulher mais

jovem, só o futuro o dirá. ■

fotos Ricardo Santos


Em clima de romance

com LÚCIA MONIZ,

BERNARDO

MENDONÇA garante

que ainda namora

com MARTA

LEITE CASTRO

“Eu e a Lúcia tivemos

apenas um encontro de

trabalho„ Bernardo Mendonça

Lúcia Moniz, de 34 anos, e Bernardo

Mendonça, de 35, passaram uma tarde

em Belém, onde não se coibiram

de trocar mimos e gestos mais carinhosos


Apesar de se terem

separado, Bernardo

Mendonça e Lúcia Moniz

estão a trabalhar em

conjunto no segundo

livro do restaurante do

empresário

Estiveram juntos cerca

de dois anos, mas em

fevereiro último, Bernardo

Mendonça, de

35 anos, e Lúcia Moniz,

de 34, resolveram colocar

um ponto fi nal na relação. No

entanto, o carinho existente entre

ambos manteve-se e a boa

relação não parece ter saído

afetada com o fi m do namoro,

como o demonstram as fotografi

as aqui publicadas. Num encontro

profi ssional em Belém,

Bernardo Mendonça e Lúcia

Moniz não esconderam a ligação

que os une e a boa disposição

que reina entre os dois.

Divertidos e carinhosos, o empresário

e a atriz passaram bons

momentos nos jardins daquela

zona lisboeta e não resistiram

aos famosos pastéis de Belém.

Embora Bernardo Mendonça

tenha assumido publicamente há

um mês o seu namoro com Marta

Leite Castro, o empresário e ator

não se coibiu de trocar gestos

de carinho e atenção com a

sua ex-companheira.”Tivemos

uma reunião de trabalho para

falar sobre o segundo livro do

meu restaurante ‘2780 Taberna’.

A Lúcia foi a designer do primeiro

e vai ser deste também.

O acordo já estava feito desde

o Natal do ano passado. Somos

amigos, mantemos uma boa

relação”, explicou à Lux o empresário,

garantindo que o seu

namoro com Marta Leite Castro

continua de pedra e cal. “Está

tudo igual”, assegura. A apresentadora

da RTP, de 31 anos, diz-se

tranquila e confi ante nos sentimentos

de Bernardo Mendonça.

“Essa é uma situação tranquila.

Ele trabalha com a Lúcia e eles

dão-se lindamente. É mais do

que natural que saiam juntos, afi -

nal estão a fazer o segundo livro

do restaurante do Bernardo”,

argumentou a apresentadora.

Marta Leite Castro e Bernardo

Mendonça conheceram-se em

Bernardo Mendonça e Lúcia Moniz

mostraram que o carinho existente entre os dois

não terminou com o fi m da relação


Lúcia Moniz e Bernardo Mendonça foram aos pastéis de

Belém e conversaram no jardim. Em baixo, o empresário

com a atual namorada, Marta Leite Castro

“O Bernardo e a Lúcia foram

namorados, é normal

que mantenham o contacto„

Marta Leite Castro

agosto deste ano, durante as

gravações da série televisiva

“Voo Directo”, da RTP1, e, desde

então, têm vindo a conhecer-

-se melhor. Segundo Marta Leite

Castro, a relação, assumida em

setembro, na festa do terceiro

aniversário da Time Out, mantém-se

inabalável. “Está tudo igual

entre nós. Não me chateia nada

saber dessas coisas. O Bernardo e a

Lúcia foram namorados, por isso é

normal que mantenham o contacto.

Eu própria continuo a dar-me

com o Leonel [Vieira] e isso não

quer dizer nada. Eu e o Bernardo

estamos muito felizes, como antes.

Nada mudou na nossa relação”,

garantiu a apresentadora do

canal público. ■

texto Vanessa Bento (vcbento@lux.iol.pt)

com Natália Ribeiro (nribeiro@lux.iol.pt) fotos D.R.


Em cima, Salvador Taborda em palco com Lara Li. Em baixo, Mariza

com Maria Ana Bobone, Charlene de Ganay e Margarida Rodrigues,

e Carlos Beirão da Veiga com a fi lha, Índia

SALVADOR

TABORDA

apresenta novo

álbum rodeado

de familiares,

fãs e amigos

“Gostamos

sempre de ser

apoiados„

Salvador Taborda


A mulher do fadista, Caetana

Beirão da Veiga, esteve sempre

nos bastidores a dar-lhe apoio

Oauditório da Senhora

da Boa Nova no Estoril

foi o local escolhido

para a apresentação

do quinto álbum,

“O Que Tinha de Ser”, do fadista

e galerista Salvador Taborda.

Entre o público, o artista contou

com inúmeras caras conhecidas,

familiares e amigos que vieram

de propósito apoiá-lo. “Gostamos

sempre de ser apoiados”,

sublinha. A sua mãe, Helena

Asseca, não podia estar mais

orgulhosa do fi lho e do espetáculo

que este deu: “Sou uma

mãe o mais atenta possível e a fã

número um”, partilhou com a

Lux, entusiasmada. Apesar de a

sua grande especialidade além

da arte, ser o fado, este é um CD

completamente diferente dos

restantes do seu repertório, pois

não tem uma única música de

fado: “São coisas que toda a gente

conhece.” Uma ideia que há muito

tinha surgido, mas só agora

teve oportunidade de colocar em

prática: “Já tinha tido esta ideia

há bastante tempo, mas quando

lancei o outro disco de fado,

a minha editora sugeriu isto.”

E admite: “O grande problema

deste disco foi fazer uma coisa

homogénea, porque havia muitos

temas. Acho que fi cou bom,

Ao lado, Luísa Melo Faria, Isabel Sousa Coutinho

e Maria João Salgado. Em cima, António e Madalena

Capucho, e em baixo, Helena Bleck, Graça Nunes

de Carvalho e Nina Reksten


Em cima, José Duarte Lobo de Vasconcellos e Isabel

Carvalho, Manuel Bobone e Ana Maria Caetano, e Manelinha

Telles da Silva e Maria João Infante da Câmara. Em baixo,

Salvador Taborda com a mãe, Helena Asseca

apesar de ser em várias línguas.”

Esta é uma opinião também partilhada

pelo amigo de longa data

Marcelo Rebelo de Sousa, que

juntamente com a namorada, Rita

Amaral Cabral, fez questão de

marcar presença. “Ele tem uma

voz com uma versatilidade única.

Canta em inglês, francês, italiano,

em português de autores brasileiros,

canta fado e neste CD não

há fado. Tem uma voz lindíssima

e os duetos em palco, quer com

a Maria João Quadros, quer com

a Lara Li foram excecionais. Ele

merece o público que teve e o

acolhimento que o público em

geral vai dar ao CD.”

Para a cantora Lara Li, esta foi uma

experiência bastante positiva:

“Foi bom! É sempre bom.

O público é muitíssimo agradável

e sempre simpático. Vim com

imenso gosto.” Longe dos holofotes

há mais de uma década,

a cantora voltou a presentear

os seus fãs com a sua voz,

desde que lançou no verão,

juntamente com Miguel Braga,

o disco “Levemente”. “Precisei

de um tempo para mim,

de estar sossegada, afastada.

Depois o tempo passou tão

depressa, que foram logo assim

15 anos”, conta. Antes do dueto

com Salvador Taborda, Lara

Li entrou a solo e sem qualquer

instrumento, usando apenas a

voz, ao mesmo tempo que dava

leves pancadas no microfone, o

que deixou o auditório ao rubro:

“É uma brincadeira que levo um

“Sou uma mãe o mais atenta possível

e a fã número um„ Helena Asseca


“Ele [Salvador

Taborda] tem uma

voz com uma

versatilidade única„

Marcelo Rebelo de Sousa

bocado a sério, esta coisa do

‘Barco Negro’ só com os batimentos

do microfone”, explica.

Para Salvador, o balanço de toda

a apresentação foi muito positivo,

o que também se manifestou na

quantidade de CDs autografados

que distribuiu no fi nal. “Acho

que correu muito bem e fi z uma

coisa que nunca tinha feito. Foi

um desafi o. E nunca tinha cantado

estas coisas num auditório

como este. Acho que correu

lindamente”, assegura. ■

texto Elsa Alves

fotos Hélder Maia

Em cima, Cândida Corrêa de Sá, Marcelo Rebelo de Sousa

e a namorada, Rita Amaral Cabral, e Salvador Corrêa de Sá.

Em baixo, Leonardo e Teresa Mathias, e Virginia Revilla com Joana Leitão


Ricardo Palma Veiga

saúde

João Maia e Silva

Dermatologista

Hospital Cuf Descobertas

vasco.sousacoutinho@

hospitalcufdescobertas.pt

“As lesões de vitiligo resultam da ausência

parcial ou total dos melanócitos, células

responsáveis pela produção de melanina

VITILIGO

O vitiligo é uma discromia localizada ou difusa, caracterizada por manchas de despigmentação

melânica bem delimitadas e com tendência para a simetria. Estas surgem em qualquer idade, embora

com maior frequência no adulto jovem. As localizações mais frequentes são os contornos dos orifícios

naturais, dorso das mãos, extremidades dos dedos e os locais submetidos a atrito prolongado

(por exemplo, por peças de vestuário). A evolução do vitiligo é extremamente variável, quer quanto

à idade, quer quanto ao número de lesões e à sua progressão. As lesões de vitiligo resultam

da ausência parcial ou total dos melanócitos, células responsáveis pela produção de melanina.

A causa desta doença é ainda desconhecida, sendo a hipótese auto-imunitária aquela que reúne mais

argumentos. Em cerca de um terço dos casos observa-se uma incidência familiar. É frequente a

associação do vitiligo com doenças da tiroide, queda de cabelo localizada, diabetes e melanoma

maligno. Por vezes, o vitiligo é confundido com outras doenças da pele. Estas são, geralmente,

consequência de infl amação como no eczema atópico e na pitiríase alba, ou sucedem a infeções

fúngicas como na pitiríase versicolor.

Até meados do século XX, o vitiligo foi uma dermatose com poucas possibilidades terapêuticas.

Em 1947, Mofty usou pela primeira vez o 8-metoxipsoraleno, molécula purifi cada da planta Ammi majus,

associada com a exposição solar. Mais tarde, o 8-MOP foi usado em associação com a radiação UVA

artifi cial. Este tratamento, denominado de PUVA, é ainda amplamente utilizado no tratamento do

vitiligo. Simultaneamente, na década de 50, foi iniciado o tratamento com corticosteroides tópicos.

Estas abordagens terapêuticas constituíram a base do tratamento do vitiligo nas últimas décadas.

Com o intuito de melhorar os resultados obtidos e minimizar os efeitos secundários, têm sido testadas

outras moléculas como o 5-metoxipsoraleno, a fenilalanina, a kellin, o levamisole, a pseudocatalase

e os extratos placentários. Todavia, as baixas taxas de efi cácia, aliadas à incidência de efeitos

secundários, têm determinado a não aprovação destas terapêuticas. Recentemente, o tacrolimus e

os derivados da vitamina D têm evidenciado efi cácia no tratamento do vitiligo, tornando-se opções

terapêuticas. Os enxertos autólogos de melanócitos são outra alternativa no tratamento do vitiligo.

Os enxertos por minigrafting, assim como a transplantação de melanócitos a partir de culturas

in vitro, constituem fonte de melanócitos implantados nas lesões hipocrómicas de vitiligo.

Como exposto, existe uma grande variedade de tratamentos do vitiligo. No entanto, a sua efi cácia

não ultrapassa habitualmente os 75% de repigmentação. A clarifi cação dos seus mecanismos fi siopatológicos

possibilitará o desenvolvimento de fármacos que frenem o processo de despigmentação,

tornando o vitiligo uma doença potencialmente reversível. A repigmentação poderá, então, ser mais

facilmente alcançada através da combinação de métodos médicos e cirúrgicos.


citações

“A dupla Sócrates-Silva Pereira –

com uma ajudinha de Augusto

Santos Silva e de Teixeira dos Santos –

não tem grande futuro a governar o país.

Mas de uma coisa estou certo: podem

vir a ter uma carreira maravilhosa na área

da auto-ajuda. A negar a realidade

e a vender ilusões baratas,

não há melhor em Portugal”

João Miguel Tavares in Correio da Manhã

“José Sócrates está

pior para o país

do que Carlos Queiroz

estava para

a seleção”

Luís Filipe Menezes in i

“Quando Marcelo

Rebelo de Sousa

revelou a data

da recandidatura

de Cavaco

à Presidência

no Jornal Nacional,

confesso que me

deu vontade de rir.

Fiquei surpreendido”

Júlio Magalhães in Sol

“Manuela Ferreira

Leite merece

uma estátua”

Paulo Rangel in Jornal de Notícias

“Como se estar sempre

a receber Hugo Chávez

como grande amigo

não fosse já

sufi cientemente

embaraçoso,

José Sócrates parece,

em muitas imagens,

um tímido assessor

do presidente

da Venezuela”

Rodrigo Guedes de Carvalho in TV Mais

“Cavaco Silva fez-nos

o favor de não ir

ao funeral e Saramago

agradece”

Pilar del Río, viúva de José Saramago, in i

“Prevejo a obrigatoriedade

de cada cidadão em

oferecer dois litros

do seu sangue ao governo.

O suor, já o levaram todo”

Ricardo Araújo Pereira in Visão

“Não acredito na sinceridade dos políticos.

O exemplo máximo é a Assembleia

da República, onde meia dúzia de

pessoas fala e o resto é claque.

Há lá mesmo alguns que só estão

à espera do ordenado ao fi m do mês.

Não tenho consideração pela classe política”

António Pires de Lima, ex-bastonário da Ordem dos Advogados, in Focus

“Ofereceram-me

sete cargos de presidência

em empresas públicas„

Narciso Miranda, sobre os “tachos” que o PS lhe terá oferecido para o calar, in Sábado

“A SIC lembra

aquelas senhoras

das Avenidas

Novas de Lisboa,

de boas famílias,

impecavelmente

vestidas e de cabelo

armado e cheio de laca,

mas sem um tostão

para viver”

Nuno Azinheira in Diário de Notícias

“Em Portugal, descemos

a avenida com foices

e martelos e os turistas

tiram fotografi as.

Em França,

o caos sucede à ordem.

Quando a França

entra em greve,

incendeia carros,

paralisa o país

e faz cair o Governo. (…)

Em Portugal, nem

um gemido se levanta.

País manso”

Clara Ferreira Alves in Única

“Uma novela sem

homossexuais é como

um policial sem crime”

Rui Vilhena in Diário de Notícias

“Compreendo as pessoas,

as notícias criam-lhes

angústias em relação

ao futuro.

Eu sinto algum

incómodo com

a situação

que estamos a viver

e, digo, alguma tristeza.

Confesso que não esperava que estivéssemos

na situação em que estamos”

Cavaco Silva in Expresso

“Os partidos transformaram-se há muito

em agências de emprego de luxo

para clientelas medíocres que crescem

e engordam à custa do Estado”

António Ribeiro Ferreira in Correio da Manhã


Rui Moreno

paulo coelho

www.paulocoelhoblog.com

“Quando desejar uma coisa, concentre-se

apenas nela: ninguém jamais será capaz

de atingir um alvo que não consegue ver„

A IMPORTÂNCIA DO FOCO

ATIRAR COM O ARCO

O iogue Raman era um verdadeiro mestre na arte de arco e fl echa. Certa manhã, ele convidou o

seu discípulo mais querido para assistir a uma demonstração do seu talento. O discípulo já vira aquilo

mais de cem vezes, mas mesmo assim, obedeceu ao mestre.

Foram para o bosque ao lado do mosteiro. Ao chegarem diante de um belo carvalho, Raman

pegou numa das fl ores que trazia no colar e colocou-a num dos ramos da árvore.

Em seguida, abriu o alforge e retirou três objetos: um magnífico arco de madeira preciosa,

uma fl echa e um lenço branco, todo bordado em lilás.

O iogue se posicionou então a uma distância de cem passos da árvore, de frente para o alvo,

e pediu ao discípulo que o vendasse com o lenço.

O discípulo fez o que o mestre ordenara.

“Quantas vezes você já me viu praticar o nobre e antigo desporto de arco e fl echa?” – perguntou.

“Todos os dias”, respondeu o discípulo. “E sempre o vi acertar na rosa, a uma distância de trezentos

passos.”

Com os olhos cobertos pelo lenço, o iogue Raman fi rmou os pés na terra, distendeu o arco com toda

a sua energia – apontando na direção da rosa colocada num dos ramos do carvalho – e disparou.

A fl echa cortou o ar, provocando um silvo agudo, mas sem atingir a árvore, errando o alvo por uma

distância constrangedora.

“Acertei?“ disse Raman, retirando o lenço que cobria os olhos.

“O senhor errou, e por uma grande margem”, respondeu o discípulo. “Achei que ia mostrar-me

o poder do pensamento, e a sua capacidade de fazer magias.”

“Eu dei-lhe a lição mais importante sobre o poder do pensamento”, respondeu Raman. “Quando

desejar uma coisa, concentre-se apenas nela: ninguém jamais será capaz de atingir um alvo que não

consegue ver.”

A BUSCA DO SÁBIO

O abade Abraão soube que perto do Mosteiro de Sceta havia um sábio. Foi procurá-lo

e perguntou:

– Se hoje você encontrasse uma bela mulher na sua cama, conseguiria pensar que não era uma

mulher?

– Não – respondeu o eremita – mas conseguiria controlar-me.

O abade continuou:

– E se descobrisse moedas de ouro no deserto, conseguiria ver esse ouro como se fossem pedras?

– Não. Mas conseguiria controlar-me para o deixar onde estava.

Insistiu Abraão:

– E se você fosse procurado por dois irmãos, um que o odeia e outro que o ama, conseguiria achar

que os dois são iguais?

Disse o ermitão:

– Mesmo sofrendo, eu trataria o que me ama da mesma maneira que trataria o que me odeia.

Naquela noite, ao voltar para o mosteiro de Sceta, Abraão comentou com seus noviços:

– Vou explicar-lhes o que é um sábio. É aquele que, ao invés de matar suas paixões, consegue controlá-las.


EDUARDO CARDOSO MENEZES

e MARIA SOUSA SANTOS

casam-se na Igreja Matriz

de São Pedro de Palmela

“É um dia que nunca

esqueceremos„

Em cima, Eduardo Cardoso Menezes com o padrinho,

Luís Botequilha. Ao lado, Maria Sousa Santos

a entrar na Igreja Matriz de São Pedro de Palmela,

acompanhada do pai, João Sousa Santos


Casar na igreja nunca

foi um sonho para

Eduardo Cardoso Menezes,

mas como o próprio

confessa, “passou a

ser, depois de conhecer a Maria!”

O desejo concretizou-se às 16h30 do

dia 23 de outubro, na Igreja Matriz

de São Pedro de Palmela. Seguiu-

-se o copo-de-água, realizado

na Herdade do Monte Novo,

Em cima, Sandra Magalhães,

ex-mulher de Eduardo

Cardoso Menezes,

com as fi lhas de ambos,

Marta, de 15 anos,

e Mafalda, de 10. À direita,

Carolina Cardoso Menezes,

irmã do noivo, com

os fi lhos, Luz e Bernardo,

e a namorada deste,

Maria Pinto Basto

A noiva

desenhou o seu

próprio vestido.

O casal partiu

em lua-de-mel

para Itália


“Apresentei-os e estou muito orgulhosa

e feliz por o ter feito„ Inês Cardoso Menezes

Em cima, Filipa Simões de Couto, irmã do noivo, com a fi lha Maria do Carmo, os noivos à saída

da igreja, e Mafalda Cardoso Menezes, irmã do noivo com os fi lhos Hermano, Benedita

e Matilde. À esquerda, Catarina Avelar, madrinha de Maria, a assinar o livro do registo civil

pertencente ao piloto de motos

Bernardo Villar. A Catedral da Cerveja

assegurou o catering, e a empresa

Eventualmente encarregou-se da

decoração.

O amor entre o diretor comercial da

ModaLisboa, de 47 anos, e Maria

Sousa Santos, de 30, surgiu pouco

depois de este a ter conhecido

através da irmã. “Apresentei-

-os e estou muito orgulhosa e feliz

por o ter feito”, contou à Lux Inês

Cardoso Menezes. Depois de saberem

da existência um do outro,

numa outra oportunidade, propor-

cionada pela ModaLisboa, aproximaram-se.

Este ano, no aniversário

de Maria Sousa Santos, Eduardo

decidiu que estava na altura de ofi -

cializar o amor que os une. Para

2011, deixam no ar a possibilidade

de ter um fi lho: “Há o plano de ter

fi lhos, quem sabe se será para o

ano… Eu já tenho duas fi lhas, que

são fantásticas e que têm uma relação

fabulosa com a Maria, e a Maria

com elas. No outro dia, estávamos

a falar de fi lhos e elas são as primeiras

a querer mais um maninho

ou maninha”, confi dencia o noivo.

Curiosamente, quem também apoia

e marcou presença no casamento

foi Sandra Magalhães, ex-mulher

de Eduardo, de quem se separou

há sete anos. “É uma pessoa muito

querida e tem ajudado imenso”,

diz o noivo. A opinião é partilhada

pela mulher: “Eles mantêm uma

relação saudável que se refl ete no

espírito das fi lhas, a prioridade de

ambos”. Por seu lado, Sandra revela:

“A Maria é muito bem-vinda e as

minhas fi lhas gostam muito dela,

o que é importantíssimo.”

Com uma festa de casamento à


“Todos os vestidos

de noiva que vi não

se encaixavam na

minha personalidade.

Queria que olhassem

para mim e me

reconhecessem„

Maria Sousa Santos

Em cima, Mafalda e José Maria

Sá-Chaves com as fi lhas Leonor,

Carlota e Caetana, o brinde dos

noivos, e Inês Cardoso Menezes,

a irmã mais nova do noivo. Ao

lado, Bernardo Villar, Patrícia

Penaguião, Catarina Vilar da Costa

e Miguel Pires de Lima


Em cima, Marta Wahnon com a mãe, Rita Oliveira, e a irmã, Pureza Wahnon. Os noivos com

Helena de Cassis, mãe do noivo, e os pais da noiva, João e Teresa Sousa Santos. Em baixo,

Maria e Eduardo durante o baile, e a DJ e amiga dos noivos Sofi a Gião, que animou a festa

medida da paixão que nutrem

um pelo outro, os noivos caracterizam-na

como “um dia que nunca

esqueceremos”. E acreditam que

a lua-de-mel venha a ser igualmente

inesquecível: “Vamos para Itália,

um país maravilhoso. Eu já conheço,

pois vivi na Suíça italiana, mas

a Maria não. Vamos para Roma,

fi camos lá uns dias, alugamos um

carro, percorremos a Toscânia, Florença,

San Giuliano, Siena, Pisa,

Assis, todos eles sítios lindos. De lá,

vamos para Verona, Veneza, passaremos

por Como e Bergamo,

depois, Milão e regresso”, descreve

Eduardo. ■

texto Elsa Alves fotos Hélder Maia

“Acho que casou

numa altura

certíssima para

ser feliz„ Helena

de Cassis, mãe do noivo


SIMONE DE OLIVEIRA

e JOANA SOUSA

CARDOSO unidas

pela luta contra

o cancro da mama

“Tenho

sempre medo.

A grande

vitória

é estar viva„

Simone de Oliveira

Separadas por 44 anos de vida, Simone

de Oliveira e Joana Sousa Cardoso

têm, contudo, algo que as une e aproxima:

são ambas doentes oncológicas. Há

22 anos, a atriz iniciou a luta contra um cancro

da mama. Há quatro anos, a doença

voltou à sua vida. “Isso do ‘venci a doença’

é muito relativo... Vamos vencendo etapas.

A grande vitória é estar viva. Tenho sempre

medo quando vou fazer exames”, assegura

Simone de Oliveira. A mulher de Mico da Camara

Pereira, por sua vez, viveu o drama da doença

há apenas um ano e meio. “Todos os dias, até

2014, tomo um comprimido. Todos os meses

faço um tratamento hormonal. Tenho uma vida

normal, mas o medo existe sempre. Vivo

um dia de cada vez, com força de vontade,

e sou muito feliz”, afi rma a arquiteta.

Simone, de 72 anos, e Joana, de 28,

estiveram na apresentação do livro “Cancro

da Mama, Respostas Sempre à Mão”.

Para a atriz, trata-se de um livro fundamental:

“Explica medicamentos, tratamentos,

ajuda a lidar com o medo e a vergonha. Não

é um livro dramático e fala a verdade.” Joana

concorda: “Responde às dúvidas e ajuda

a lidar com as angústias.” ■

foto Tiago Frazão

Simone de Oliveira, que escreve

o prefácio, e Joana Sousa Cardoso,

estiveram na apresentação

do livro “Cancro da Mama,

Respostas Sempre à Mão”, no Centro

Comercial Colombo, em Lisboa


antena lux

Tânia Ribas de Oliveira

e João Baião

APRESENTADOR RECUPERA O SORRISO

COM O APOIO DOS AMIGOS

Quase um mês após a morte do pai, Severino Ferraz,

João Baião retoma, aos poucos, a sua rotina. Apoiado

por Tânia Ribas de Oliveira, João Baião esteve no

Teatro Politeama, no dia 21, na estreia de “Um Violino

no Telhado”, de Filipe La Féria. Apesar do sorriso

que o caracteriza, o apresentador não foi capaz de

falar da sua recente perda nem de disfarçar a tristeza.

Artur Lourenço e Joana Pais Ferreira

José Moutinho e Elsa Gervásio

CASAL ENFRENTA NOVOS RUMORES

DE CRISE NO CASAMENTO

Casados há quase 18 anos e pais de dois fi lhos, Raquel,

de 15 anos, e João, de 12, José Moutinho e Elsa Gervásio

voltam a ser confrontados com rumores que dão como

certa a sua separação. Contactado pela Lux, o casal

escusou-se a proferir qualquer comentário a tais notícias:

“Não tenho nada a dizer sobre esse assunto. Digam o que

disserem, é indiferente”, afi rmou José Moutinho. A verdade

é que nos últimos tempos, o ex-militar e a diretora da Just

Models têm surgido separados nos mais diversos eventos sociais.

Tiago Frazão

Reuters


Cristiano Ronaldo

e José Mourinho

CANDIDATOS

AOS MELHORES DE 2010

O avançado e o treinador

do Real Madrid foram nomeados

para os melhores de 2010

da Federação Internacional de Futebol.

Cristiano Ronaldo, de 25 anos,

está entre os 23 jogadores nomeados

para a Bola de Ouro, enquanto José

Mourinho, de 47, é um dos

candidatos a Melhor Treinador

do Mundo, um prémio que vai

ser atribuído pela primeira vez.

Recorde-se que Cristiano Ronaldo

já conquistou o troféu em 2008.

Dia 6 de dezembro, são anunciados

os fi nalistas para cada um dos

prémios. O anúncio dos

vencedores está marcada para

dia 10 de janeiro de 2011.

Gtres on line

Michael

Douglas

CADA VEZ

MAIS ABATIDO

As sessões de quimio

e radioterapia já

terminaram. No

entanto, esta

semana durante

um passeio com

o seu cão, Figaro,

pelas ruas de Nova

Iorque, era bem

visível que o ator,

de 66 anos, ainda

está abalado

pelos medicamentos

e tratamentos contra

o cancro na garganta.

Apesar das mudanças

físicas, Michael

Douglas afi rmou

a um jornal americano

estar confi ante

na sua total

recuperação e contou

que pretende viajar

com a família

durante um ano

assim que tiver

autorização

dos médicos.


Bruno Nogueira rendeu-se à simpatia e à beleza de Elisabetta Canalis,

durante as gravações do anúncio que fez com a manequim italiana

Humorista

e manequim

italiana

protagonizam

anúncio

de café fi lmado

em Lisboa

BRUNO

NOGUEIRA

‘seduz’

ELISABETTA

CANALIS,

namorada

de GEORGE

CLOONEY

“É muito

bonita e fi cou

impressionada

com a minha

forte estrutura

física„ Bruno

No fi lme de uma campanha

publicitária da

Delta Q, Bruno Nogueira

faz de herói/

galã desajeitado que

tenta conquistar uma diva de

Hollywood, papel interpretado

por Elisabetta Canalis, a namorada

do ator George Clooney.

O humorista rendeu-se aos encantos

da manequim italiana:

“É muito bonita. É também muito

simpática e fi cou claramente


impressionada com a minha forte

estrutura física”, disse, ao seu estilo.

E, ao que parece, tal como na

história do anúncio, Bruno Nogueira

conseguiu seduzir a diva:

“Não quero adiantar muito, apenas

que ela ligou – à minha frente –

para o Clooney a explicar-lhe que

tinha à sua frente o ser humano

mais completo que ela alguma

vez conhecera”, revela. Quanto

ao personagem, o humorista acha

que lhe assenta na perfeição:

“O papel já tinha sido escrito a

pensar em mim. Portanto, foi basicamente

fazer de parvo, mas à minha

medida. Foi um trabalho muito

divertido. É um luxo ter um emprego

onde nos divertimos e ganhamos

dinheiro”, reconhece. Voltando

a Elisabetta Canalis, Bruno

Nogueira não duvida que George

Clooney se sinta muito afortunado:

“Sem o conhecer, diria que sim, é

um homem de sorte. Conhecendo-o,

talvez chegasse à conclusão

“É um luxo

ter um

emprego

onde nos

divertimos

e ganhamos

dinheiro„

Bruno Nogueira

Enquanto o namorado,

o ator George Clooney,

dá a cara pelo café

Nespresso, Elisabetta

Canalis responde com

campanha pela Delta Q

que é tanto ou tão pouco feliz

como qualquer um de nós. Tem

é mais dinheiro e uma namorada

italiana...” O curioso nesta história

é que Clooney faz publicidade a

uma marca de café concorrente à

Delta Q que, por sua vez, escolheu

a namorada do ator norte-

-americano. O assunto foi falado

entre o humorista e a manequim:

“Claro que a Elisabetta tinha essa

noção. A piada do anúncio é ter

a namorada do protagonista da

marca concorrente, o que me pareceu

uma ideia extraordinária.”

Bruno Nogueira considera que

a publicidade “é uma forma de

representação como qualquer

outra e coloca o desafi o de contar

uma história em 30 segundos”.

No fi nal, fi cou contente

com o resultado, mas recusou-se a

revelar se é pago em dinheiro

ou café. ■

texto José Guinot (jguinot@lux.iol.pt)

fotos D.R. e Arquivo Lux


VASCO HOLSTEIN de MELLO, que incorre numa pena até 15 anos

de prisão por tráfi co de droga, conhece a sentença no dia 19

“Ele está um bocadinho ansioso, mas tem

consciência daquilo que fez„ Fernando Arrobas da Silva

Em cima, a fachada da prisão de Caxias, estabelecimento onde Vasco se encontra detido. O arguido, sobrinho

do sétimo Conde de Murça, incorre numa pena de prisão de 5 a 15 anos, por tráfi co de droga agravado

É já

no próximo dia 19

de novembro que

Vasco Holstein de

Mello, de 31 anos,

e os restantes seis

arguidos do caso vão fi car a

saber o seu destino. O sobrinho

do sétimo Conde de Murça incorre

numa pena que pode ir

dos 5 aos 15 anos de prisão, por

tráfi co de droga agravado. A 20

de outubro, dia em que foram

feitas as alegações fi nais deste

caso, no Campus de Justiça de

Lisboa, o Ministério Público optou

por não indicar o número de

anos que gostaria de ver aplicado

a Vasco Holstein de Mello.

“Pois, o Ministério Público não

quantifi cou a pena. Já é normal.

Eu próprio não quero fazer prognósticos.

Temos algum otimismo,

mas falar sobre os anos que

esperamos que sejam aplicados

ao Vasco seria entrar no trabalho

e na decisão do tribunal. E isso,

eu não quero fazer”, assumiu o

advogado de defesa do arguido,

Fernando Arrobas da Silva. No

entanto, o advogado garante

que “se a pena não for ao encontro

do que pensamos ser o

indicado, iremos recorrer da sentença.

Já falei sobre isso com o

Vasco e com a sua família e já é

ponto assente entre nós”, afi rmou.

Entretanto, Vasco Holstein

de Mello, que confessou ser o

responsável do grupo pelo

escoamento da droga proveniente

do Brasil, aguarda a leitura

da sentença com algum nervosismo.

“Ele está um bocadinho

ansioso, mas tem consciência

daquilo que fez. Sabe que teve

um comportamento desviante,

mas também colaborou com a

polícia de livre e espontânea vontade”,

referiu Arrobas da Silva.

Embora Vasco Holstein de Mello

tenha sido apanhado pela polícia

com 15 kg de cocaína, pode-


ão existir situações abonatórias

que podem conduzir a uma redução

da pena. Neste caso concreto,

a sua colaboração espontânea

com a polícia e o facto de ter indicado

a pessoa a quem entregava

a droga para esta ser vendida nos

bairros mais problemáticos de

Lisboa são, decerto, comportamentos

que o coletivo de juízes

vai ter em consideração na hora

da decisão. Divorciado e

pai de um bebé de 11 meses,

o sobrinho do sétimo

Conde de Murça aguarda,

agora, a decisão do tribunal.

À esquerda, Fernando

Arrobas da Silva, advogado

de defesa do arguido.

À direita, Vasco Holstein

de Mello. Em baixo,

o Campus de Justiça,

onde decorre o julgamento

“Temos algum

otimismo, mas falar

sobre os anos que

esperamos que

sejam aplicados

ao Vasco seria

entrar na decisão

do tribunal„

Fernando Arrobas da Silva

Com ele, esperam também os

restantes envolvidos neste caso

de tráfi co de droga, empresários,

comissários e assistentes

de bordo que usaram as suas

infl uências e profi ssões para trazer

droga do Brasil para o nosso

país. Preso há mais de um

ano, Vasco tem contado com

o apoio incondicional da mãe,

Bárbara Carrasco, ao longo de

todo este processo. Como é

diabético, Vasco Holstein de Mello

teve de ser, entretanto, operado

ao olho esquerdo, na Associação

Protectora dos Diabéticos de

Portugal, em Lisboa. Integrado

na prisão de Caxias, a recuperação

desta intervenção cirúrgica

revelou-se mais demorada do

que o esperado. No entanto,

e para indignação de Bárbara

Carrasco e do próprio Vasco, nem

durante este período de recuperação

a família paterna do arguido

se mostrou interessada na sua

situação. Na realidade, Vasco

Holstein de Mello chega a questionar,

na sua página de Facebook,

se tem pai. À parte o afastamento

da família paterna, Vasco

Maria Holstein de Mello tem

tentado adaptar-se aos dias

na prisão e ao quotidiano

que passou a conhecer desde

que foi preso pela Polícia

Judiciária, em 2009. A sua

tentativa de ganhar dinheiro

rapidamente levou-o a viver uma

realidade bem distante daquela

que sempre conheceu. Oriundo

de uma família tradicional,

Vasco Holstein de Mello assume

que se deixou arrastar pelas

malhas da droga e pela ilusão do

dinheiro fácil. ■

texto Vanessa Bento (vcbento@lux.iol.pt)

fotos Arquivo Lux e D.R.


HALLE BERRY e OLIVIER MARTINEZ assumem

publicamente a paixão que os une

Cinco meses depois de se ter separado do manequim Gabriel Aubry,

de quem tem uma fi lha, a atriz tem um novo amor

Muito sexy, num vestido vermelho assimétrico Yves Saint

Laurent, Halle Berry, de 44 anos, mostra-se radiante

ao lado do ator francês Olivier Martinez, da mesma idade,

e assume o namoro que vivem há cerca de dois meses

Em maio último, sem adiantar

detalhes, Halle Berry e

Gabriel Aubry confi rmaram

o fi m da sua relação de cinco

anos. O manequim canadiano,

de 34 anos, e a atriz norte-americana,

de 44, têm uma fi lha, Nahla

Ariela, que nasceu a 16 de março

de 2008. Na altura, uma das

causas apontadas para o fi m da

relação foi o facto de o casal, por

razões profi ssionais, ser obrigado

a passar muito tempo separado.

A verdade é que, cinco meses

volvidos, Halle Berry está de novo

apaixonada e já não esconde o

seu novo amor: Olivier Martinez,

também de 44 anos, e ex-namorado

de Kylie Minogue. Halle Berry

e o ator francês conheceram-se

em agosto, durante as fi lmagens

de “Dark Tide”, na África do Sul.

Na altura, toda a equipa de fi lmagem

se foi apercebendo da crescente

cumplicidade entre os dois

atores, e não tardaram a surgir os

primeiros rumores de que estariam

apaixonados. Halle Berry e Olivier

Martinez assumiram publicamente

a relação esta semana, na 32ª

gala de solidariedade Carousel

of Hope, em Beverly Hills, na

Califórnia. ■

fotos Reuters


Líder dos dragões

indiferente às declarações

da mulher e às notícias

do alegado romance

com ANDREIA, concorrente

da “Casa dos Segredos”

PINTO DA COSTA e a

namorada, FERNANDA

MIRANDA, felizes

na gala do FC Porto

Apesar dos “ataques” de que é alvo em relação

à sua vida privada, Pinto da Costa, fi el ao seu

estilo, ignora tudo e prossegue feliz com a

jovem namorada, Fernanda Miranda

Os segredos não param de

ser revelados na “Casa

dos Segredos”. Na última

semana, surgiram notícias de

que Jorge Nuno Pinto da Costa

terá vivido um romance com

a concorrente Andreia. Acompanhante

de luxo no Porto,

Andreia afi rmou no concurso da

TVI que “Jorge”, uma fi gura po-

lémica ligada ao futebol, foi o seu

grande amor. Alguma imprensa

afi rmou que o “Jorge” de que

Andreia fala é Pinto da Costa.

Vasco, o concorrente já expulso

da “Casa dos Segredos” e fi lho

do ex-treinador António Oliveira,

confi rma a identidade da “grande

paixão” de Andreia. Contudo,

ao seu estilo, o líder dos Dragões

mostra-se indiferente a tais revelações.

Pinto da Costa marcou presença

na Gala Dragões de Ouro

acompanhado pela atual namorada,

Fernanda Miranda, com

quem vive há mais de seis meses.

À chegada ao Casino de Espinho,

o casal era a imagem da felicidade,

sentimento esse que também

não foi beliscado pelas recentes

declarações de Filomena Pinto

da Costa, a mulher do presidente

do Futebol Clube do Porto. Referindo-se

ao facto de ainda ser

casada com o líder portista, a empresária

realça que o marido não

tem uma namorada, mas sim uma

amante. Farpas que não parecem

atingir Pinto da Costa. ■

fotos António Pedrosa e D.R.


Internado há dois

meses para uma cura

de desintoxicação,

JOSÉ CARLOS PEREIRA

chegou a estar

impedido de receber

visitas e telefonemas

O dia-a-dia

do ator numa

clínica que

custa

3000 euros

por mês

Toma o pequeno-almoço às oito da

manhã, janta às 18h30 e às 22h30 já

tem de estar na cama. É esta a rigidez

do dia-a-dia de José Carlos Pereira

numa comunidade terapêutica

nos arredores de Lisboa. Internado há dois meses,

o ator procura tratar-se da dependência

que o fez abandonar mais cedo as gravações

da telenovela “Mar de Paixão”. “Lá, chora-se

o que nunca se chorou. Nem a perda de um

ente querido nos faz chorar tanto. Estamos,

fi nalmente, em verdadeiro contacto com os

nossos sentimentos. Cá fora, não temos tempo.

Lá, estamos nus, não temos volta a dar. Das

duas, uma: ou mentimos a nós próprios e

continuamos uma vida de mentira, ou encaramos

a realidade”, relata “Joana”, nome fi ctício

de uma antiga paciente da comunidade

onde está o ator, já sujeita ao mesmo programa

terapêutico. Sem acesso ao telemóvel,

José Carlos Pereira está isolado do exterior.

Pode ler os jornais diários e assistir ao “Tele-

jornal”, às 20h00. Nada mais do que isso.

“É o único momento em que podemos ver

televisão”. As visitas dos familiares mais próximos,

aos domingos, duram cerca de duas

horas e meia, no pátio exterior ou em salas,

mas sempre sob o olhar atento, ainda que à

distância, dos responsáveis da comunidade.

Duas vezes por semana tem direito a receber

telefonemas. Privilégios que, de acordo com


José Carlos Pereira

ainda estará internado

no dia do seu 32º

aniversário, a 17 de

novembro. O tratamento

só termina daqui

a 5 semanas


Completamente ambientado, José Carlos Pereira tem tido terapias individuais

e de grupo. Numa delas, teve de ler em voz alta a sua história de vida

Quando sair da comunidade terapêutica,

o ator terá de pedir desculpa às várias pessoas

que magoou por causa da sua dependência

o que a Lux apurou, lhe chegaram a estar vedados.

“Deve ter-se desconcentrado, porque

normalmente é uma medida punitiva para abrir

os olhos. Deve ter feito alguma coisa mal”,

revela um antigo funcionário da comunidade.

Apesar de tudo, um amigo próximo do ator

revelou à Lux o seu atual estado de espírito:

“Ele está completamente ambientado, muito

otimista e animado. Pelo que sei, ainda ninguém

o viu em baixo”. Não há tratamentos

especiais para José Carlos Pereira. As refeições

são feitas em grupo e, tal como os restantes

doentes, só pode ouvir música ao fi m

de semana em duas estações previamente

escolhidas pela instituição. Não há margem

de manobra para aproximações de caráter

mais íntimo que possam atrapalhar o normal

seguimento do tratamento. Antes do internamento,

José Carlos Pereira teve de fazer uma

desintoxicação. “É completamente proibido

entrar lá a ressacar. Tem de haver um período

sem consumo”, explica “Joana”. Embora

possa ser comparticipado pela Segurança

Social ou ter a ajuda de cooperativas com

preços especiais, cada particular paga, por

quatro semanas, 3000 euros. O tratamento,

que tem uma duração mínima de 12 semanas,

poderá custar cerca de 9000 euros. Um

preço demasiado elevado para muitos portugueses,

mas que para José Carlos Pereira

é indispensável para poder retomar as rédeas

da sua vida. “O tratamento não é à base

de medicamentos, mas de sentimentos.

A nossa doença é uma doença de sentimentos.

Este é o único tratamento que nos garante

que a nossa vida pode mudar e que

podemos ser nós próprios”, assegura “Joana”.

São doze os passos dos Narcóticos Anónimos

que regem o tratamento de José Carlos

Pereira. O primeiro, admitir que se tem

uma dependência que nos descontrolou a

vida, é o mais moroso. “Quando entramos

na comunidade, estamos feitos num caco e

o primeiro passo chega a demorar 3 ou 4

semanas. Quando passamos ao segundo,

é porque já há uma luz, ainda que ténue, ao

fundo do túnel”, revela à Lux um adicto que

já se submeteu ao mesmo tratamento e que

pretende manter o anonimato. José Carlos

Pereira passou os primeiros dias a confrontar-se

com a dura realidade da consequência

dos seus atos passados. “O maior choque

que qualquer ser humano pode ter é entrar

numa comunidade terapêutica. Nos primeiros

dias, normalmente, somos medicados e

tranquilizados para nos acalmarmos. Por isso,

não se faz muita coisa. Paramos, estamos

fechados, olhamos para o nosso umbigo e

só vemos à nossa volta pessoas iguais a nós,

com a mesma doença, e outros que têm

ainda segundas doenças... A partir do momento

em que estamos lá dentro, temos a

plena consciência de que o álcool e a droga


José Carlos Pereira

levanta-se cedo, janta

às 18h30 e tem de

se deitar às 22h30.

Só pode ouvir música

ao fi m de semana

Na comunidade terapêutica, o ator tem

de seguir os doze passos dos Narcóticos

Anónimos. Muitos deles só serão

cumpridos quando abandonar a instituição

deram cabo das nossas vidas”, explica a mesma

fonte. Numa das primeiras terapias, José

Carlos Pereira teve de escrever a sua história

de vida e partilhá-la em voz alta com o grupo.

“É um momento marcante para quem escreve

honestamente tudo que aconteceu na sua

vida, o que perdeu”, recorda o mesmo paciente.

Mas há também terapias individuais,

nas quais o ator teve de se confrontar “cara-

-a-cara” com os seus medos, raivas, vergonhas,

angústias e ansiedades. Uma luta profunda

com o seu interior. É nisso, aliás, que

assenta a terapia a que se está a submeter

de livre vontade. Uma boa parte do dia é

feita de momentos de introspeção e refl exão.

“Vai-se ao fundo. Perguntamo-nos porque

é que estamos ali, porque é que somos

adictos... E muitas vezes sentimos inveja das

pessoas da nossa sociedade que bebem três

cervejas e sabem parar, que consomem um

grama de coca e sabem parar... Perguntamos

porque é que nos calhou essa doença.

É uma oportunidade única na nossa vida para

estarmos só connosco. Para parar e ouvir”,

relembra “Joana”. Faltam cinco semanas

para o término do tratamento. Mas é cá fora

que o ator tem de completar os doze passos

dos Narcóticos Anónimos. “Na comunidade,

normalmente, não se fazem mais do que cinco

passos. Todos os outros se prendem com

a recuperação quando se está cá fora, em

sociedade. No 8º e no 9º passo, por exemplo,

temos de pedir perdão pelos erros cometidos

e reparar os danos que causámos às outras

pessoas”, adverte a antiga paciente. É uma

caminhada sem fi m e só a força de vontade

de José Carlos Pereira o manterá afastado das

dependências que puseram a sua carreira em

standby. “Os Narcóticos Anónimos não curam.

Ajudam-nos a admitir que somos adictos

e a saber viver sem drogas e sem álcool. Infelizmente,

não há cura para isto. Para sair das drogas

e do álcool, ou se quer, ou não se quer”,

garante a ex-toxicodependente. ■

texto Natália Ribeiro (nribeiro@lux.iol.pt) fotos Arquivo Lux


Série sobre os príncipes

gera polémica

entre os espanhóis

LETIZIA e FELIPE ainda não

comentaram publicamente o

telefi lme que foi líder de audiências

Em cima e em baixo, cenas da série com os atores Fernando

Gil e Amaia Salamanca. Ao lado, Letizia e Felipe, em Oviedo,

nos Prémios das Astúrias, já depois da estreia do telefi lme

A

série “Felipe e Letizia”,

emitida pela Telecinco, não

convenceu os espetadores,

apesar de ter liderado as audiências.

Os espanhóis receberam com

reticências o telefi lme que pretende

retratar a história de amor

entre a antiga jornalista, Letizia

Ortiz, e o príncipe Felipe, herdeiro

do trono espanhol. A crítica

televisiva foi ainda mais dura,

acusando a série de falhas graves

e de parecer mais uma comédia

do que um retrato da família real.

Na rede social Twitter, Alfredo

Urdaci, antigo chefe de Letizia Ortiz

na TVE, lamentou: “A série é pobre,

simples e ridícula. Merecíamos

melhor”. Na mesma rede social,

o diretor de informação da TVE

na época em que Letizia trabalhou

como jornalista afi rma que, ao

contrário do que conta a série,

“nunca impediu a atual princesa de

ir em serviço para o Iraque, nem

ela terá pedido transferência”.

A casa real espanhola mantém

o silêncio. Letizia e Felipe também

já surgiram em público e

não fi zeram qualquer comentário

sobre a série. ■

fotos Gtres on line


Numa altura em que as autoridades

portuguesas continuam à espera

que a segunda carta rogatória

chegue a Portugal, por via diplomática,

Duarte Lima permanece

em silêncio perante todas as notícias que o

indicam como possível suspeito na morte

de Rosalina Ribeiro. Uma postura justifi cada

no seu blog, através de um texto escrito

no passado dia 24 de outubro. “Quando

alguém é atacado e permanece em silên-

cio, como se nada tivesse sucedido, quem

ataca fi ca ainda mais enraivecido e furioso.

Se aquele que é atacado se zanga, os outros

compreendem, aceitam, sorriem até.

Mas o que não conseguem compreender

é o silêncio! Aquele que, sendo atacado,

ofendido, vilipendiado, consegue permanecer

em silêncio, eleva-se. Torna-se impenetrável”,

escreveu o advogado. Numa

notória analogia entre a crucifi cação de

Jesus Cristo e o seu julgamento em praça

DOMINGOS DUARTE

LIMA justifi ca o seu

silêncio fazendo uma

analogia a Jesus Cristo

“Aquele que, sendo atacado,

ofendido, vilipendiado, consegue

permanecer em silêncio, eleva-se„

Duarte Lima in “A Linha do Horizonte”

Em cima, Domingos Duarte Lima, advogado de Rosalina Ribeiro, desde 2001, e uma imagem do blog

do ex-deputado, “A Linha do Horizonte”, onde escreveu o texto “A Condenação Mais Mediática da História”

pública nos dias que correm, Domingos

Duarte Lima condena a injustiça e crueldade

humanas. “Naquele tempo não havia

televisões, não havia rádios, não havia jornais.

Mas, paradoxalmente, foi nesse tempo

que aconteceu aquela que continua a ser

a condenação mais mediática da história

humana e que viria a ser, de igual modo, a

maior manipulação da opinião pública até

hoje conhecida, a ponto de permanecer ao

longo de milénios como o exemplo acabado


À direita, Duarte Lima com a mulher,

Maria Paula. À exceção de uma

entrevista a Judite Sousa, o advogado

tem-se remetido ao silêncio sobre

o caso Rosalina Ribeiro

da perfídia, da crueldade humana e da injustiça”,

sublinha Duarte Lima. Perante as

notícias que têm saído nos vários órgãos

de comunicação social sobre o seu alegado

envolvimento na morte da cliente, Rosalina

Ribeiro, o advogado não esconde a sua revolta,

patente no texto que deixou no blog

“A Linha do Horizonte”. “E Jesus, chamado

o Cristo, permaneceu em silêncio, um estranho

silêncio que ninguém então compreendeu.

(...) Perante esse silêncio, quem ataca,

quem intriga, quem difama, quem manipula,

quem calunia, quem crucifi ca, quem mata ou

tenta matar – física ou moralmente – acaba

por sentir-se transformado num verme, num

réptil, num abutre. E, isso sim, é que fere profundamente.

Esta é a lição de Jesus, chamado

o Cristo. Depois do silêncio, há sempre

espaço para a palavra”, concluiu Domingos

Duarte Lima no seu blog. Recorde-se que

o antigo líder parlamentar do PSD coordenava

desde 2001 a equipa luso-brasileira

de advogados de Rosalina Ribeiro, equipa

essa que fora criada para disputar a herança

de Lúcio Thomé Feteira. No dia em que

Rosalina morreu, a 7 de dezembro de 2009,

Duarte Lima tinha combinado encontrar-

-se com a cliente no Rio de Janeiro, às 20h.

O advogado voara propositadamente de

Lisboa para Belo Horizonte dois dias antes,

tendo feito os restantes quilómetros de carro.

No fi nal desse encontro, Duarte Lima terá

oferecido boleia a Rosalina Ribeiro até ao

centro de Maricá, onde esta se iria encontrar

com Gisele, uma possível interessada na

compra da sua posição na herança. Duarte

Lima afi rma que deixou a companheira de

Feteira à entrada do Hotel Jangada às 22h.

Um quarto de hora depois, a septuagenária

estava morta. ■

texto Vanessa Bento (vcbento@lux.iol.pt)

fotos Arquivo Lux

Embora considere

que o seu silêncio

se assemelha ao de

Jesus Cristo, Duarte

Lima não esconde

a revolta que sente

por quem já o julgou

na praça pública


À direita, Duarte Lima com a mulher,

Maria Paula. À exceção de uma

entrevista a Judite de Sousa,

o advogado tem-se remetido ao silêncio

sobre o caso Rosalina Ribeiro

da perfídia, da crueldade humana e da injustiça”,

sublinha Duarte Lima. Perante as

notícias que têm saído nos vários órgãos

de comunicação social sobre o seu alegado

envolvimento na morte da cliente, Rosalina

Ribeiro, o advogado não esconde a sua revolta,

patente no texto que deixou no blog

“A Linha do Horizonte”. “E Jesus, chamado

o Cristo, permaneceu em silêncio, um estranho

silêncio que ninguém então compreendeu.

(...) Perante esse silêncio, quem ataca,

quem intriga, quem difama, quem manipula,

quem calunia, quem crucifi ca, quem mata ou

tenta matar – física ou moralmente – acaba

por sentir-se transformado num verme, num

réptil, num abutre. E, isso sim, é que fere profundamente.

Esta é a lição de Jesus, chamado

o Cristo. Depois do silêncio, há sempre

espaço para a palavra”, concluiu Domingos

Duarte Lima no seu blog. Recorde-se que

o antigo líder parlamentar do PSD coordenava

desde 2001 a equipa luso-brasileira

de advogados de Rosalina Ribeiro, equipa

essa que fora criada para disputar a herança

de Lúcio Thomé Feteira. No dia em que

Rosalina morreu, a 7 de dezembro de 2009,

Duarte Lima tinha combinado encontrar-

-se com a cliente no Rio de Janeiro, às 20h.

O advogado voara propositadamente de

Lisboa para Belo Horizonte dois dias antes,

tendo feito os restantes quilómetros de carro.

No fi nal desse encontro, Duarte Lima terá

oferecido boleia a Rosalina Ribeiro até ao

centro de Maricá, onde esta se iria encontrar

com Gisele, uma possível interessada na

compra da sua posição na herança. Duarte

Lima afi rma que deixou a companheira de

Feteira à entrada do Hotel Jangada às 22h.

Um quarto de hora depois, a septuagenária

estava morta. ■

texto Vanessa Bento (vcbento@lux.iol.pt)

fotos Arquivo Lux

Embora considere

que o seu silêncio se

assemelha ao de Jesus

Cristo, Duarte Lima

não esconde

a revolta que sente

contra quem já o julgou

na praça pública


Atlântico Press

antena lux

Bibá Pitta

DIVERTE-SE COM OS FILHOS EM LANÇAMENTO DE CD INFANTIL

“Rafa e as Profi ssões” é um CD infantil com temas que retratam

10 profi ssões que encantam os mais novos – que vão desde bombeiro,

a cozinheiro, médico, pintor ou mesmo astronauta – e cuja venda vai

ajudar a associação “Terra dos Sonhos” a realizar o sonho de seis

crianças com necessidades especiais. No dia em que o disco foi

apresentado, na Fnac do CascaisShopping, Bibá Pitta fez questão

de estar presente na companhia de dois dos seus cinco fi lhos, Madalena,

de 12 anos, e Dinis, de 4, que se divertiram ao som das músicas do Rafa.

Paula Rego

ORDENADA DAMA PELA RAINHA ISABEL II

A incontornável obra de Paula Rego, que vive

em Londres e é um dos expoentes máximos da pintura

portuguesa, é há muito do agrado dos britânicos e da

própria rainha. Dia 20 de outubro, Paula Rego recebeu

a Ordem do Império Britânico com o grau de Dama

Ofi cial, pelo seu contributo para as artes. Paula Rego

recebeu a distinção das mãos da rainha Isabel II, numa

cerimónia no Palácio de Buckingham, em Londres.

“É uma experiência maravilhosa e um grande

reconhecimento”, confessou, visivelmente orgulhosa.

Arquivo Lux

Tiago Frazão

Ricardo Santos

Celine Dion e

René Angélil

FELIZES COM

O NASCIMENTO

DOS GÉMEOS

A cantora canadiana

Celine Dion foi mãe

pela segunda vez,

no passado dia 23.

Os dois rapazes,

cujos nomes

ainda não foram

revelados, nasceram

de cesariana e estão

bem. “Foi um

momento muito

emotivo. Sentimo-nos

muito privilegiados

com estes meninos”,

confessou o pai, René

Angélil. René Charles,

de 9 anos, está muito

feliz com os irmãos,

também eles fruto

de tratamentos

de fertilidade.

Maria José Costa Félix

DEDICA NOVO LIVRO AO GENRO, PEDRO D’OREY,

QUE MORREU HÁ MENOS DE UM ANO

Foi mais uma vez no Grémio Literário, em Lisboa, que a escritora

apresentou o seu mais recente livro, “Morrer e Renascer”. Também de

auto-ajuda, a obra tem um signifi cado especial, dado que é dedicada

ao seu genro, Pedro d’Orey, que morreu há menos de um ano, vítima

de cancro. Confrontada com o sentimento de perda, Maria José Costa

Félix sentiu necessidade de escrever sobre o tema: “Acredito

fi rmemente que ele está aqui hoje connosco, embora de forma

diferente daquela que estava no lançamento do meu outro livro,

há menos de um ano”, afi rmou, emocionada, durante a apresentação,

que contou com a presença dos cinco fi lhos.

Arquivo Lux


Dedicado à fi lha, Luz, de

4 anos, “Escrito nas

Estrelas” é o primeiro

livro de Bárbara Norton

de Matos, que não

conseguiu esconder o nervosismo

no dia do lançamento. Desafi ada

por uma amiga, a atriz apresentou

textos seus a um editor e, a partir

daí, iniciou-se numa aventura

que lhe proporcionou um enorme

prazer. “Estou super orgulhosa.

O livro não tem nada de biográfi

co. Claro que há coisas que se

passaram comigo, mas depois

alterei tudo. Pude libertar-me, falar

de todas as frustrações, de todas

as coisas que sonho fazer, e isso foi

giríssimo. Adorei!” Entre janeiro e

junho deste ano, antes de começar

as gravações de “Sedução”, a

novela da TVI, Bárbara Norton de

Matos dedicou-se ao seu papel de

mãe e ao de escritora. “Escrevia

todos os dias à noite, depois de

deitar a Luz, e continuava pela

noite dentro. Ia levá-la de manhã

à escola e depois voltava para a

Acarinhada pelo

namorado e pela

família, BÁRBARA

NORTON DE MATOS

lança o romance

“Escrito nas Estrelas”

“O FRANCISCO

incentivou-me

imenso„

À esquerda, Bárbara Norton de Matos com o pai, Luís Norton de Matos,

que viajou de Dakar para apoiar a fi lha. Em cima, os irmãos da atriz,

Luís e Xavier, com a mãe, Rita Franco de Sousa, e a avó, Madalena Franco

de Sousa. À direita, Bárbara com o namorado, Francisco Mira

cama! (risos)” Peça imprescindível

na concretização de “Escrito nas

Estrelas”, o namorado da atriz,

Francisco Mira, foi o primeiro a ler

o romance. “Ele esteve ao meu

lado e incentivou-me imenso. Foi

fundamental.” Orgulhoso, o jogador

de râguebi revela: “Foi muito

giro acompanhar o processo,

porque, a princípio, a Bárbara

não sabia bem o que é que isto

ia dar. Depois, fi cou empolgada e

com uma vontade enorme. Não

há nenhuma personagem basea-

da em mim. Quem sabe, num

próximo livro...! (risos)”

No dia do lançamento, além do

namorado, a atriz teve a seu lado

a família mais chegada e a especial

presença do pai. A viver

atualmente em Dakar, Luís Norton

de Matos fez questão de não

perder o momento: “Tinha de

cá estar! Gostei muito do livro,

que li numa viagem de avião.

Adorei a história.” ■

texto Nair Coelho (ncoelho@lux.iol.pt)

fotos Artur Lourenço


Em cima, Bárbara Norton de Matos com a irmã, Carolina Norton de Matos, o namorado desta, Pedro Freitas,

e Francisco Mira. A fi lha da atriz, Luz, de 4 anos, também esteve presente

“Não há nenhuma personagem baseada em mim.

Quem sabe, num próximo livro...! (risos)„ Francisco Mira


panorama

Polvo adivinho morre

mas deixa sucessor

Foi o personagem mais famoso do Campeonato

do Mundo de Futebol que decorreu na África do Sul.

O polvo Paul adivinhou todos os resultados da seleção

da Alemanha, bem como o desfecho da fi nal da

competição, ganha pela Espanha. Foi com pesar

que os responsáveis do aquário onde residia –

na Alemanha – anunciaram a sua morte, por causas

naturais. Paul tinha dois anos e meio, idade

avançada para a sua espécie. A direção do aquário vai

construir um túmulo onde ele fi cará para a posteridade.

Mas o famoso polvo deixou um sucessor, um fi lhote que

tomará o seu lugar no Euro 2012, a decorrer na Polónia

e Ucrânia. Veremos se será tão certeiro como o pai.

Gravemente ferido,

João Silva nunca parou

de fotografar

O fotógrafo português João Silva,

de 44 anos, pisou uma mina quando

acompanhava soldados norte-

-americanos no Afeganistão, onde se

encontrava a trabalhar para o The New

York Times. O fotógrafo fi cou gravemente

ferido e os médicos tiveram de lhe

amputar as duas pernas pelos joelhos.

Porém, mesmo ferido e com

hemorragias internas, continuou

a fotografar o que se passava à sua volta,

enquanto era tratado pelos paramédicos

e evacuado para o hospital. Quem

o conta é Bill Keller, editor executivo

do jornal norte-americano.

João Silva já esteve em cenários

de guerra no Iraque e nos Balcãs

e já foi ferido noutras ocasiões,

embora com menor gravidade.

AP

Reuters


Lusa

Salvo pelo desfi brilhador

em pleno relvado

Miguel Garcia, de 31 anos, futebolista do Salamanca, sofreu

um ataque cardíaco durante um jogo com o Bétis de Sevilha.

O jogador foi reanimado em campo com a ajuda de um

desfi brilhador, intervenção que terá evitado a sua morte.

Aconteceu a Miguel Garcia o mesmo que havia sucedido

a Miklós Fehér, jogador do Benfi ca, no dia 25 de janeiro

de 2004, durante um jogo com o Vitória de Guimarães.

O jogador húngaro morreu em pleno relvado por falta daquele

equipamento. Miguel Garcia, apesar de tudo, teve melhor

sorte. Não pode voltar a jogar futebol, mas está vivo.

Reuters

Natureza volta

a castigar

a Indonésia

Um violento terramoto,

seguido de um tsunami

devastou a costa ocidental

da Indonésia. À hora

do fecho desta edição,

as autoridades já tinham

confi rmado mais de 300

mortos e falavam em mais

de 400 desaparecidos.

O abalo, de 7,9 graus

na escala de Richter,

aconteceu no mar

do Arquipélago

de Mentawai, Sumatra,

e, porque um mal nunca

vem só, para além

do tsunami, provocou a

erupção do vulcão Merapi,

na ilha de Java. As buscas

por sobreviventes têm sido

difi cultadas pelo mau

tempo e as equipas

da Cruz Vermelha

têm de enfrentar

os difíceis acessos

às regiões mais afetadas.

Foi decretado o estado

de emergência

em 14 ilhas.

DESTAQUES TV

“MAD

MEN”

RTP2,

sexta-

-feira,

29, 22h50

“Mad Men”

é centrada

na década de 60 e, inicialmente,

na fi ctícia agência de

publicidade Sterling Cooper,

na Madison Avenue, em

Nova Iorque, e mais tarde

na empresa recém-criada da

Sterling Cooper Draper Pryce.

A série gira em torno de

Don Draper (Jon Hamm), diretor

de criação da Sterling

Cooper e um dos sócios fundadores

da Sterling Cooper

Draper Pryce.

“THE DARJEELING

LIMITED”

TVI, sábado, 30, 01h00

Em “The Darjeeling Limited”,

de Wes Anderson, três irmãos

– Owen Wilson, Adrien

Brody e Jason Schwartzman

– que não se falam há um

ano, decidem fazer uma viagem

de comboio através da

Índia, onde a mãe deles trabalha

como missionária. O

objetivo é encontrarem-se

a si próprios e serem mais

unidos. Contudo, a sua caminhada

espiritual vai sofrer

alguns percalços e momentos

tragicómicos.

“ÍDOLOS – 1ª GALA”

SIC, domingo, 31, 21h30

Depois dos castings, estão

fi nalmente escolhidos os 12

fi nalistas de “Ídolos”. Adriano

Correia, Carolina Deslandes,

Gerson Santos, Gonçalo

Dias, Joceline Medina, Maria

Bradshaw, Maria Manuel,

Martim Vicente, Mónica Ri-

beiro, Raquel Pinho, Ricardo

Costa e Sandra Pereira são

os candidatos a novo ídolo

de Portugal. Ainda há lugar

para mais um candidato:

Maria Stürken ou Neemias

Silva. O público decide na

1ª gala.

“PURO MEDO”

FX, domingo, 31, 22h00

Para celebrar o Dia das Bruxas,

é emitido um especial totalmente

dedicado ao Halloween.

Capaz de fazer saltar

qualquer um da cadeira, esta

antologia de séries de suspense

e terror ultrapassa todas

as barreiras deste género

cinematográfi co através de

um talentoso elenco.

“POCOYO”

PANDA,

segunda a

sexta-feira,

08h30,

12h00 e 20h30

“Pocoyo” é uma série de animação

espanhola em 3D destinada

a crianças em idade

pré-escolar. Conta as aventuras

de Pocoyo, um menino

de 3 anos vestido de azul e

cheio de curiosidade. Pocoyo

faz-se sempre acompanhar

por três amigos especiais,

o Pato Amarelo, que usa

um pequeno chapéu verde,

a Elly, “uma elefanta rosa”

de mochila azul, e a Loula,

a cadelinha de estimação de

Pocoyo.

“LIGA DOS CAMPEÕES:

BENFICA X LYON”

RTP1, terça-feira, 2,

19h45

A equipa de Jorge Jesus disputa

mais um jogo da Fase

de Grupos da Liga dos Campeões.

E depois da derrota

por 2-0 em França, agora,

no Estádio da Luz, o Benfi ca

tem de ganhar ao Lyon para

continuar a sonhar com a fase

seguinte da mais importante

competição da Europa.


Home Nacional Internacional Moda e Beleza Destinos Culinária Decoração Casamentos Criança Saúde Signos

TOP 5 as mais votadas da semana

1

2

3

4

5

OS VÍDEOS

MAIS POPULARES

DA SEMANA

Surpreenda-se com

o rap de Eva Longoria

e a “visita à América”,

do comediante

açoriano mais seguido

no YouTube. Veja ainda

Cristiano Ronaldo na

mira de um laser verde

e Iva Domingues num

alerta sobre a psoríase.

FOTOS: OS LOOKS

DE ALEXANDRA

LENCASTRE

Álbum de fotos que

mostra os diferentes

visuais da conhecida

atriz.

ADEUS A MARIANA

REY MONTEIRO

Amigos e familiares

prestam a última

homenagem à atriz,

falecida aos 87 anos

de causas naturais.

PEDRO BARROSO

E ISABEL FIGUEIRA

BEIJAM-SE EM

PALCO

O casal cedeu ao

impulso durante um

espetáculo.

CHUVA DE ESTRELAS

EM GALA DE PRÉMIOS

EM HOLLYWOOD

Todas as fotos do

grande evento e

de quem pisou a

passadeira vermelha.

MOURINHO

E RONALDO

CANDIDATOS A

MELHORES DO ANO

Os dois portugueses

integram a lista dos

eleitos pela FIFA.

.

LOOKS:

VESTIDOS PERFEITOS PARA UM COCKTAIL

Consulte diariamente a seleção de looks de famosas, que ilustram as

últimas tendências da moda, para se inspirar e adaptar à sua maneira!

GALERIA DE FOTOS:

FAMOSAS DESFILAM NO SINTRA MODA 2010

Na secção Moda do Lux.pt veja o original desfi le do evento

de moda nacional que levou à passarelle caras conhecidas como

Oceana Basílio, Andreia Rodrigues ou Sofi a Ribeiro, sob o mote

“romantismo”. Espreite ainda todos os desfi les do momento.


PATRÍCIA

GALLO

apresenta

o namorado,

o empresário

JOAQUIM

HENRIQUES

Cinco anos

depois de se

ter divorciado,

a jornalista

da RTP refaz

a sua vida

Aos 43 anos, Patrícia Gallo está

de novo apaixonada. A jornalista

da RTP refez a vida

amorosa ao lado do empresário

Joaquim Henriques, de 47 anos.

“O Joaquim é a pessoa com quem

estou, mas não quero dizer mais

nada sobre a minha vida privada”,

afi rmou durante o lançamento do

novo CD de Fernando Pereira, no

Casino Lisboa. Mantendo a postura

reservada que a caracteriza, Patrícia

Gallo não adiantou mais sobre a

relação, mas deixou-se fotografar

ao lado do namorado. Divorciada

há cinco anos de André Romano

Colaço, com quem mantém um

excelente relacionamento, Patrícia

Gallo tem duas fi lhas, Maria Francisca,

de 10 anos, e Madalena, de 7.

Depois de ter assumido o divórcio,

esta é a primeira vez que a jornalista

se mostra, em público, com um namorado

e o seu sorriso revela toda

a felicidade que está a viver. ■

foto Artur Lourenço

Patrícia Gallo esteve com

o namorado, Joaquim

Henriques, no Casino Lisboa,

na apresentação do novo CD

de Fernando Pereira


Madalena Brandão, de 30 anos, e o namorado, João

Correia Pereira, de 32, ainda não decidiram que nome

vão dar ao primeiro fi lho. Afastada da representação,

a atriz está agora a trabalhar em casa como tradutora

MADALENA BRANDÃO

espera o primeiro fi lho,

um rapaz, que nasce em abril

“Era algo que

queria bastante.

Estou super feliz!„

Afastada do meio da representação,

onde deu

os seus primeiros passos

na série “Super Pai”, Madalena

Brandão está a viver aquela que

será uma das melhores fases

da sua vida. Grávida de quase

quatro meses, a atriz, que atualmente

trabalha na área da tradução,

não podia estar mais

satisfeita: “Era algo que queria

bastante. Está a ser uma fase

muito emocionante e está a

correr tudo bem. Estou super

feliz!” Ao lado do namorado,

o publicitário João Correia

Pereira, de 32 anos, Madalena

Brandão, de 30, começa a

preparar a chegada do bebé,

cujo nascimento está previsto

para abril de 2011. Quanto ao

sexo do primeiro fi lho, a atriz

revela que “é um rapaz”, mas

o nome ainda não está decidido.

“Gostamos de alguns

nomes, mas ainda falta muito

tempo (risos)”, adianta. Sem

afastar a hipótese de voltar a

representar, Madalena diz que

a sua primeira gravidez não

podia ter acontecido numa

altura melhor, uma vez que

grande parte do seu trabalho

de tradução é feito em casa,

o cenário ideal para cuidar do

fi lho nos seus primeiros meses

de vida. ■

fotos Arquivo Lux


7 dias

Elsa Raposo já partiu

para a África do Sul. A

ex-manequim, de 46

anos, juntou-se ao namorado,

o empresário

francês Patrick Haillot,

de 55 anos, e vai iniciar

uma nova fase da

sua vida na Cidade

do Cabo, a segunda maior cidade da África

do Sul, onde Patrick reside e trabalha, como

presidente de uma empresa de energias

renováveis. Na hora de partir, Elsa Raposo,

que vai trabalhar com crianças infetadas com

HIV, não conteve as lágrimas e despediu-se de

forma emotiva de um grupo de amigas que a

levou ao aeroporto da Portela. Em Portugal,

a ex-manequim deixa os três fi lhos, Afonso,

de 15 anos, Lourenço, de 14, e Francisco, de

12, do seu casamento com Pedro Quadros,

que a vão visitar no próximo Natal.

Rui Unas vai ser pai

de mais um rapaz.

O apresentador da

SIC Radical e a mulher,

Hannah, que vivem

em união de facto, já

são pais de André, de

quatro anos, e estão

radiantes com o bebé,

cujo nascimento está previsto para o fi nal deste

ano. Graças à experiência anterior, Rui Unas, de

36 anos, está menos ansioso do que aquando

do nascimento de André. “É uma experiência

fantástica. Estou mais tranquilo, agora sei o que

me espera. Sinto uma enorme alegria e sei

que vou ter o dobro da felicidade lá em

casa. Talvez venha a ter também o dobro do

trabalho, mas vou ser feliz a dobrar”, garantiu

a um jornal diário.

Marco Horácio

partiu duas costelas.

A recente lesão

vai obrigá-lo a fi car

em repouso durante

cerca de um mês.

O humorista e apresentador

da SIC desmarcou

os compromissos

profi ssionais que tinha agendados

para os próximos tempos, porque não pode

fazer qualquer tipo de esforços, tendo inclusivamente

a sua mobilidade reduzida. Pai de

Guilherme, de quatro anos, Marco Horácio

vai agora poder contar com a companhia

do fi lho neste período de descanso forçado.

Passar os seus tempos livres com o fi lho é um

dos maiores prazeres que o humorista tem,

ainda para mais, porque partilha a custódia

de Guilherme com a sua ex-mulher.

Cameron Diaz tem

nova paixão. A atriz,

que terminou recentemente

o namoro com

o jogador de baseball,

Alex Rodriguez, foi fotografada

no carro de

Matthew Morrison,

o professor Will

Schuester na série televisiva “Glee”. Cameron

Diaz, de 38 anos, e Matthew Morrison, de

32, jantaram no restaurante Soho House, em

Hollywood, com uma amiga comum, a atriz

Joanna Garcia. No fi nal da refeição, seguiram

para a discoteca Bardot, onde passaram a noite

à conversa e a beber cocktails. Já de madrugada,

Matthew Morrison portou-se como

um cavalheiro e levou as duas atrizes a casa.

A cumplicidade entre ambos é evidente e tem

vindo a crescer, desde que a atriz terminou

a sua relação com Alex Rodriguez, que já foi

namorado de Madonna e Kate Hudson.

Maria Sharapova

está noiva de Sasha

Vujacic. O noivado

foi anunciado pelo

jogador de basquetebol

do Los Angeles

Lakers, antes do início

de uma partida.

“Estamos noivos e

muito felizes. O pedido foi à moda antiga,

porque tinha de o fazer como um cavalheiro.

Ela está muito feliz. A sua resposta foi

sim”, revelou. Sasha Vujacic, de 26 anos,

e Maria Sharapova, de 23, considerada uma

das melhores tenistas do mundo, conheceram-se

há cerca de um ano, num churrasco

em casa de amigos comuns.

Carolina Salgado

foi condenada a 380

horas de trabalho

comunitário. A ex-

-namorada de Jorge

Nuno Pinto da Costa

foi acusada de difamação

pelo presidente

do FC Porto,

devido a uma entrevista dada há quatro

anos à revista Tabu, distribuída com o semanário

Sol. Nesta, Carolina Salgado revelou

ter sido o companheiro a mandar espancar

o ex-vereador de Gondomar, Ricardo Bexiga,

no ano anterior. O tribunal deu como provada

a acusação e referiu que a ex-companheira

de Pinto da Costa tinha “consciência

e vontade” de atribuir ao então ex-namorado

a responsabilidade da agressão, que aconteceu

a 25 de janeiro de 2005, no parque de

estacionamento da Alfândega do Porto.

Matt Damon vai interpretar

o ciclista

Lance Armstrong no

cinema. O fi lme relata

a vida do atleta que

venceu sete vezes a

Volta a França em bicicleta:

a sua infância

no Texas, a luta contra

um cancro, em 1996, a relação com a primeira

mulher, o nascimento do primeiro fi lho e o seu

regresso à alta competição, em 1999. O projeto,

que está a ser preparado há mais de seis

anos, entra agora na reta fi nal. Matt Damon

recebeu a notícia de que será o protagonista

do fi lme poucos dias depois de ter sido pai

da terceira fi lha, Stella Zavalla, do casamento

com a argentina Luciana Barroso. O ator tem

mais duas fi lhas, Isabella, de 4, e Gia, de 20

meses. A mulher é ainda mãe de Alexia, de

11 anos, de uma relação anterior.

Oksana Grigorieva

foi convidada a posar

nua na próxima edição

da Playboy norte-

-americana. A ex-namorada

de Mel Gibson,

que ganhou ainda

mais protagonismo

depois de ter acusado

o ator de violência doméstica, recebeu uma

proposta de quase 54 mil euros, mas ainda não

disse se aceita ou não despir-se. Ao mesmo

tempo, um dos guarda-costas da cantora russa,

de 40 anos, desvendou que teve um caso com

ela e que pretende contar tudo num livro. Minder

Kristian Herzog, que foi obrigado a afastar-

-se de Lucia, a fi lha de Oksana e Mel Gibson,

por ter estado envolvido num episódio com

armas, promete revelar as mais de mil mensagens

de telemóvel e e-mails que trocou

com Oksana.

Artur Jorge vai leiloar

obras de arte da sua

coleção particular. Ao

longo dos últimos 30

anos, o ex-selecionador

nacional, de 64

anos, juntou peças

dos mais reconhecidos

artistas nacionais e

estrangeiros. Adquiridas nos países em

que viveu e trabalhou, vão ser leiloadas em

Paris obras de artistas como Picasso, Jean-

-Michel Basquiat, Salvador Dalí, Andy Warhol,

Joan Miró e Jackson Pollock, entre outros.

O ex-selecionador disse à agência Lusa que

vai leiloar as obras de arte “por um conjunto

de razões, como a escassez de espaço e

a vontade de prosseguir a coleção”.


Em cima, Mariana Rey Monteiro.

À direita, em baixo,

Maria Rita Garnel, fi lha da atriz.

Em baixo, o fi lho, Francisco Lino,

com a mulher, Margarida,

e os fi lhos, Tomás e Mariana

Família e amigos despedem-se

de MARIANA REY MONTEIRO

“Era uma mãe extraordinária,

muito generosa„ Maria Rita Garnel, fi lha

O corpo da atriz, que morreu aos 87 anos,

foi sepultado no cemitério dos Prazeres

No último adeus a

Mariana Rey Monteiro,

Manuel Lino,

de 41 anos, o neto

mais velho da atriz,

era o espelho da intensa dor

de toda a família. “Vivi praticamente

com a minha avó desde

os meus 14, 15 anos. Além

disso, ela era também minha

madrinha de batismo, de modo

que me sentia muito próximo

dela e tinhamos uma cumplicidade

muito grande. Era uma avó

como poucas. Dedicadíssima à

família, tinha de saber tudo. Por

graça, até dizíamos que ela era o

nosso SIS. Tinha de saber sempre

tudo”, recordou, de lágrimas

nos olhos. Na Igreja do Santo

Condestável, em Lisboa, onde

se realizou o velório e a missa


“Era de uma

graça e humor

espantosos.

Foi uma

grande perda„

Nicolau Breyner

À esquerda, Nicolau

Breyner, e Pedro Santana

Lopes. Em cima, Manuel

Caetano e Manuel João

Lino, e Mónica Garnel,

respetivamente, fi lho e

netos da atriz. À esquerda,

Gabriela Canavilhas

e Maria Barroso.

Em cima, Diogo Infante


“Conheci-a quando eu tinha 9 anos. Fiquei muito abatida com a notícia

da sua morte. Adorava-a, era uma pessoa fora de série„ Lurdes Norberto

Em baixo, da esquerda para a direita, Lurdes Norberto, Tozé Martinho, Tiago Garnel, neto de Mariana Rey Monteiro,

com a mulher, Irina, Catarina Avelar, José Wallenstein, e Patrícia Tavares

de corpo presente, Maria Rita

Garnel, a mais nova dos três

fi lhos da atriz, lembrou a mãe

já com saudade. “Era muito

generosa e tinha muito sentido

de humor... Tinha um sentido

de família inacreditável

e era extraordinária, como

mãe e como atriz”. Filha de

dois grandes nomes do teatro,

Mariana Rey Monteiro morreu

aos 87 anos na sua casa, em

Lisboa, rodeada pela família. "A

Mariana era uma pessoa bondosa,

afável, que vivia para fazer bem

aos outros. Além de grande atriz,

era uma grande amiga... Era de

uma graça e humor espantosos.

Para mim, foi uma grande perda",

afi rmou Nicolau Breyner.

Uma admiração partilhada por

Pedro Santana Lopes. "Conheci-a

quando fui secretário de

estado da Cultura. Era uma

senhora com maiúsculas em

todas as letras. Além de exímia

atriz, tinha um trato muito

distinto, uma educação insuperável

e uma humildade absolutamente

notável. Tinha uma classe

extraordinária”. O corpo da atriz

foi sepultado no Cemitério dos

Prazeres. ■

texto Helena Pestana (hpestana@lux.iol.pt) com

Natália Ribeiro (nribeiro@lux.iol.pt)

fotos Salvador Esteves e Vítor Gordo


Em cima, à esquerda, Carlota

Cerqueira Gomes com

Diogo Tan, e Rita Guedes,

Raquel Cerqueira Gomes,

Manuel Guedes e Batata

Cerqueira Gomes. À direita,

o aniversariante com Jorge

Robalo, e Teresa e Tó Barraca

BATATA CERQUEIRA

GOMES celebra

48º aniversário

“O Barco do Amor” foi

o tema da original festa

no Twin’s, no Porto

O

empresário voltou a

oferecer uma festa

original a todos os

amigos, no dia 8,

no Twin’s. Este ano,

Batata Cerqueira Gomes escolheu

por tema a famosa série

“O Barco do Amor”. Os convi-

dados vestiram-se a rigor, dentro

de vários estilos. Enquanto

uns optaram por se vestir de

tripulantes, outros preferiram

o glamour dos viajantes dos

cruzeiros de luxo.

“Gosto sempre de fazer festas

temáticas e este ano surgiu

‘O Barco do Amor’, porque vou

ter comigo todos os meus amores,

ou seja, os meus amigos

e a minha família”, explicou

o empresário à Lux.

Por outro lado, a escolha do tema

também se deveu ao facto de ser

um grande fã da série: “Adoro,


embora já não a veja há muito

tempo. Às vezes, apanho-a por

acaso na RTP Memória. Sempre

achei muita piada à série e foi

assim que surgiu a ideia. Gostava

muito do barman e foi nessa

personagem que me inspirei

para escolher o traje. Mas este

é um tema abrangente, as pessoas

não têm só que se vestir

de marinheiros, as mulheres

podem usar um vestido de noite…

Fica à imaginação de cada um”.

À porta do Twin’s, o empresário

foi recebendo os convidados,

fazendo as honras da casa, e o

traje escolhido por alguns amigos

foi motivo de algumas e boas

gargalhadas. Depois do jantar,

Batata Cerqueira Gomes soprou

as 48 velas do bolo de aniversário

e foi surpreendido pelo

staff do Twin’s, que lhe ofereceu

uma bússola. A festa continuou

na pista de dança, e a música do

genérico da série “O Barco do

Amor” manteve os convidados

a dançar pela noite dentro. ■

texto Andreia Caturna Martins

fotos Álvaro C. Pereira

Em cima, da esquerda para a direita, Cita Pereira, Fátima Gomes,

Jorge Pereira e Cristiana Pereira vestidos a rigor

“Este ano, surgiu este tema para a festa, porque tenho

comigo todos os meus amores„ Batata Cerqueira Gomes


JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS conta com o carinho

da mulher, FLORBELA, e da fi lha mais nova, INÊS,

na apresentação do seu novo romance “O Anjo Branco”

“É uma homenagem que faço ao meu pai„

No dia da apresentação do seu oitavo romance, José Rodrigues

dos Santos teve a seu lado a mulher, Florbela, e a fi lha mais

nova, Inês. No fi nal da apresentação, o jornalista não teve mãos

a medir para responder a tantos pedidos de autógrafos

Em “O Anjo Branco”, o seu

oitavo romance, José Ro-

drigues dos Santos homenageia

o pai, José Paz Brandão

Rodrigues dos Santos, o médico

que ajudou milhares de pessoas

em plena guerra colonial e o

primeiro civil a entrar na aldeia de

Wiriyamu, depois do massacre,

em 1972. “Este romance nasceu

porque havia uma boa história na

minha família para contar. É uma

homenagem que faço ao meu pai,

uma homenagem a quem nos

momentos difíceis toma a decisão

certa, apesar de sair prejudicado”,

afi rmou o escritor no dia

da apresentação da obra na Sociedade

de Geografi a de Lisboa.

Nessa tarde, onde estiveram presentes

cerca de 500 admiradores

dos seus livros, o jornalista contou

com a presença muito especial da

fi lha mais nova, Inês, de 12 anos,

e da mulher, Florbela, com quem

partilhou algumas das viagens

que fez a Moçambique durante

a pesquisa para o novo romance:

“Gostei muito de acompanhar

o meu marido nestas viagens,

porque fiquei a saber um

bocadinho mais da família dele

e da história do meu sogro, uma

pessoa que nunca cheguei a conhecer,

mas de quem sempre

ouvi falar muito”, contou Florbela.

Já a fi lha mais velha de José Rodrigues

dos Santos, Catarina, de

18 anos, não pôde estar presente,

porque se encontra em Inglaterra,

a estudar Medicina: “Aos 17 anos,

a Catarina disse-nos que queria ser

médica, porque achava a vida do

avô muito válida. Portanto, apesar

de as minhas fi lhas não nos

questionarem muito sobre o avô,

fi cou na memória aquilo que lhes

fomos contando”, confi denciou

a mulher do jornalista. ■

fotos Tiago Frazão


look almoço mulheres de vermelho no chiado unique

fotos Artur Lourenço

Fátima

Lopes

Gilda Paredes

Alves

Teresa

Salgueiro

Cláudia Borges

e Ana Jorge

Guta Moura

Guedes

Rosalina

Machado

Maria de Jesus

Barroso

Teresa

Caeiro

Leila

Nyrop


Aos 19 anos, CAROLINA DESLANDES,

uma das fi nalistas de “Ídolos”,

está a realizar um sonho de criança

“Os meus pais são novos,

super tranquilos e nunca

olharam para a música e para

este mundo como algo leviano„

A jovem estudante de Literatura conta ainda

com o apoio do namorado, Francisco

Cantar sempre foi uma paixão

de criança, mas só aos 14 anos,

quando fez um curso intensivo

de inglês, em Londres, Carolina

Deslandes percebeu que, afi nal,

sabia mais do que cantarolar: “Por brincadeira,

cantei num karaoke e ganhei”, recorda.

Nunca mais deixou de fazê-lo e hoje, com

apenas 19 anos, tem duas bandas, “Carolina

and The Goodfellas” e “InnaStereo”,

onde experimenta os ritmos que mais gosta

como o soul e o hip hop, entre outros. É uma

das fi nalistas de “Ídolos” e sonha viver da

música e escrever bandas sonoras para fi lmes

e anúncios. Apesar de ter crescido num

meio social privilegiado, Carolina não se

acha diferente nem especial. “Não rotulo

as pessoas. Não me interessa se são pretas

ou brancas, gays ou heterossexuais, gordas

ou magras... São apenas pessoas! Sou uma

pessoa tranquila, gosto da minha cervejinha

e cigarro ao sábado com os amigos, e não

me dou mais ou menos com alguém por ser

de Cascais ou da Margem Sul”, revela com

um sorriso franco e simpático.

Lux – A sua família apoiou-a sempre,

mesmo sabendo que poderia ter uma enorme

exposição?

Carolina Deslandes – Os meus pais são ambos

novos, têm 30 e poucos anos. São super

tranquilos e nunca olharam para a música

e para este mundo como algo leviano. Pelo

contrário, sempre me apoiaram, e a minha

mãe foi a primeira a dizer que achava ótimo

e que devia aproveitar a oportunidade.

Lux – Tinha a noção que participar num

programa destes acarretava tanta exposição?

C.D. – (risos) Não pensei que fosse tão

instantâneo. Aparecemos no primeiro

programa e fui logo bombardeada com

telefonemas, mensagens... Aliás, fui ao

Facebook e não parei de chorar com

tantas mensagens e comentários positivos.

As pessoas têm sido todas muito queridas.

Vêem-me na rua, dão-me os parabéns,

desejam-me sorte, outras dizem que vão

votar em mim... É gira a cumplicidade que

se cria com as pessoas que passam a olhar

e a gostar do que fazemos.

Lux – E agora que está entre os fi nalistas,

chegar ao fi m é...

C.D. – Um sonho! Estarmos aqui e podermos

cantar com outras pessoas e para um

público é o concretizar de um sonho. Estou

contente ao ver que todo o meu trabalho

realizado até aqui tem dado frutos. É isto

que quero fazer!

Lux – Como é que se defi ne: virtudes e

defeitos?

C.D. – (risos) Virtudes? Como diz a minha

mãe, tenho uma loucura saudável, gosto de

acreditar nos sonhos, corro atrás deles, dedico-me

e gosto de ser criativa e espontânea

em tudo o que faço. Defeitos? Tenho um

bocadinho de mau feitio, sou respondona,

tenho mau acordar. Tenho opiniões muito

vincadas e, às vezes, as outras pessoas até

pensam que estou a atacá-las, mas nada

disso, é apenas a minha maneira de ser.

Lux – Não posso deixar de reparar que tem

três estrelas tatuadas...

C.D. – (risos) Adoro tatuagens, sou completamente

viciada. Tenho seis! As estrelinhas

são as minhas melhores amigas:

a Carolina, a Melissa e a Caetana. Tenho

outra igual à da Lilly Allen, uma cantora

que adoro; uma outra, que é a minha


Carolina Deslandes é a mais

velha de 7 irmãos, do lado

da mãe e do pai: Gonçalo,

de 17 anos, que participou

numa edição anterior

de “Ídolos”, Matilde,

de 12, Pio, de 9, Salvador,

de 8, Caetana, de 6,

e Ana Maria, de 3


Carolina conta que a primeira vez que se viu na televisão não quis acreditar,

e como só tinha dito aos pais e irmãos, recebeu logo “imensos telefonemas”

“Eu e o Francisco já nos conhecemos desde os 12 anos, porque sempre fomos do

mesmo grupo de amigos. Ele apoia-me em tudo e vai a todos os meus concertos„


Carolina Deslandes está a estudar

Literatura na Universidade Nova, mas

o seu sonho é compor bandas sonoras

para fi lmes e anúncios: “A minha paixão

é mesmo a música”, confessa

visão do mundo, ou seja, as pessoas acreditarem

no amor; outra, que é um diamante

e que tem um sentido irónico que quero

completar com a frase “Diamonds Are

The Girl’s Best Friends?”, mas que tem a

ver com as pessoas. Um amigo meu está

sempre a dizer que cada um de nós tem

um diamante cá dentro. E, por fi m, tenho

um símbolo da paz e um coração. Agora

vou fazer uma nova no cotovelo com a

frase: “Music Keeps My Sanity”!

Lux – Então, de certa forma, está bem

enquadrada no espírito do programa e do

que eles procuram...

C.D. – (risos) Acho que sim, mas confesso

que não tenho muito cuidado com a

minha imagem e tenho de passar a ter mais

atenção. Os meus amigos até gozam comigo,

porque dizem que tenho uma cara tão

gira e ando sempre vestida como se nem

tivesse dinheiro para comprar pão. Tenho

de trabalhar esse lado, mas sem perder a

minha identidade!

Lux – O que é que gostava de alcançar com

este programa?

C.D. – Gostava que as pessoas começassem

a olhar mais para a música, e que isto

me abrisse portas. O facto de estarmos na

televisão faz com que as pessoas nos dêem

mais atenção e até tenham curiosidade

de ir procurar coisas sobre nós na Internet.

Estou a adorar as pessoas que estão ali.

Vimos todos de sítios e com vivências

completamente diferentes e formámos um

grupo de amigos. Tem sido fantástico!

O meu sonho era cantar no Coliseu e em

Barcelona, no meio da rua!

Lux – Vive com leveza os seus 19 anos...

C.D. – (risos) Sim, muita! Costumo dizer que

vamos todos para o mesmo sítio, vai acabar

tudo da mesma maneira. Temos de aproveitar,

com juízo, de forma comedida, mas

descontraída.

Lux – É essa a relação de confi ança que tem

com os seus pais?

C.D. – Sim e com o meu padrasto, que é o

meu melhor amigo. Eles têm comigo uma

relação de enorme confi ança e amizade. Não

tenho medo nem vergonha de falar com os

meus pais. Qualquer coisa, é com eles que

falo, ouvem-me imenso, sobretudo a minha

mãe. Tenho uma relação fantástica com os

meus pais, e sei que isso é raro, por isso,

dou imenso valor à nossa cumplicidade. ■

texto Evelise Moutinho (emoutinho@lux.iol.pt) fotos João Cabral

produção Virginia Revilla maquilhagem e cabelo Carla Pinho

agradecimentos Loja da Praia

“Apesar dos meus amigos dizerem que tenho

um ar duro, sou muito romântica, adoro que me

ofereçam fl ores, que me escrevam cartas...„


destino lux

fotos D.R.

The Ranch

at Rock Creek –

Philipsburg,

Montana, EUA

O estilo rústico,

romântico

e selvagem

do tempo

dos cowboys,

entre rios

e montanhas

No seu interior, The Ranch at Rock

Creek Resort seduz pelo charme,

pelo requinte e pela decoração rústica.

No exterior, a paisagem que o envolve

encanta. O rio, as montanhas

e os campos verdes são garantias

de uma estada inesquecível


guia de viagem

Inaugurado em maio de 2010,

The Ranch at Rock Creek, em

Montana, nos Estados Unidos,

começou por ser uma casa privada,

até que o seu proprietário

percebeu o seu potencial

enquanto resort de cinco estrelas.

A sua localização não podia ser

melhor. Quase perdido no meio

de imensas montanhas, perto da

histórica cidade mineira de Philipsburg,

em Montana, a pouca distância

do famoso e extraordinário

Parque de Yellowstone, o resort

leva os hóspedes a sentirem-se

no velho e selvagem Oeste americano

sem, contudo, perderem

o conforto dos dias modernos.

Em Philipsburg não faltam lojas,

teatro ao vivo, rodeos e várias

outras atrações. Na região, os

visitantes podem conhecer cidades-fantasma,

tão típicas no

Oeste, museus e ainda apreciar

a arquitetura local. Quanto ao

The Ranch at Rock Creek, espelha

bem o ambiente em que está

inserido, através da sua decoração

e arquitetura. Os hóspedes

têm ao seu dispor rústicas, luxuosas

e elegantes instalações.

O resort divide-se em zonas distintas.

Por um lado, existe o que

se pode chamar de casa central,

o Granite Lodge, com 9 quartos

de luxo. Depois, existem ainda

duas casas privadas: a Bear House

(Casa Urso) com cinco quartos, e

a River House (Casa Rio) com três

quartos. Há ainda várias tendas de

luxo alinhadas junto às margens

do rio. Todos os quartos, casas e

tendas refl etem o estilo do Oeste,

ou seja, o estilo antigo e rústico

domina a decoração, sem, contudo,

esquecer todas as comodidades

que se esperam de um resort

de cinco estrelas. A decoração

inspira-se nos tempos em que os

cowboys ditavam leis. Se o interior

de The Ranch at Rock Creek

seduz pelo bom gosto e pela qualidade,

por fora é a paisagem que

o envolve que encanta. E aqui reside

outra das suas mais-valias: as

atividades que proporciona ao ar

livre. No verão, passeios a cavalo,

observação de animais, pesca,

passeios de barco são algumas

das sugestões. No inverno,

o resort está a 30 minutos da

estância de esqui Discovery

Basin, o que permite praticar

vários desportos de neve. The

Ranch at Rock Creek possui ainda

um spa com um cardápio diverso:

desde massagens suecas a

tratamentos com rochas aquecidas,

sem esquecer vários tratamentos

de pele.

Preços: Uma noite neste resort

tem preços entre os €570 e os

€680 por pessoa. O preço já

inclui alguns serviços.

Contactos: Tel. 0018777861545

ou e-mail: info@theranchatrockcreek.com

Como ir: Lisboa-Londres-

-Denver-Missoula (Montana),

ida e volta, preços desde €1100

já com taxas. Informações,

tel. 707 200600 (Top Atlântico).

Informações:

www.theranchatrockcreek.com


moda

fotos Gant

GANT. OUTONO/INVERNO 2010/11

Estilo made in USA


Para o outono/inverno 2010/11 a Gant regressou ao solo americano e às suas intemporais fontes de inspiração:

a cultura colegial elegante e as belas vilas costeiras. A coleção desta estação tem como base o vestuário americano

casual mas com uma tendência claramente moderna. Um visual marcado pela elegância, pelo conforto, pela qualidade

e pela riqueza dos materiais, e por uma paleta de cores na qual se misturam tons suaves com tons mais fortes.


eleza

FRESCURA IRRESISTÍVEL

Inspirada nos aromas

e na irresistível frescura de um

jardim italiano à beira das águas

límpidas do Mediterrâneo, a Água

de Colónia Jean Marie Farina é

um verdadeiro gesto de bem-estar

refrescante com um perfume

ligeiro e natural. A sua composição,

rica em essências de citrinos

e óleos aromáticos,

oferece uma requintada sensação

de relaxamento. 100 ml, €39,40

SOFISTICAÇÃO

FEMININA

A fragrância Calvin Klein Beauty

evoca o poder essencial

da feminilidade e da sofi sticação

feminina, ao mesmo tempo

que capta o espírito

de uma mulher cuja beleza

se revela de dentro para fora.

Uma nova interpretação

do lírio é o coração e o espírito

deste perfume. 50 ml, €77,66

Efeito

hipnótico

Quente e

surpreendente,

com um

hedonismo

oriental fl oral

no coração,

Gucci Guilty

atrai as

atenções

com um

inesperado

e natural

ímpeto de

tangerina

no topo que

brilha juntamente

com um

audacioso

punhado de

pimenta rosa.

O resultado é,

ao mesmo

tempo,

uma fragrância

apelativa e

sedutoramente

irresistível.

50 ml, €70

VIVACIDADE INATA

Ultrafeminina e determinada,

a fragrância Lady Million

de Paco Rabanne é ideal

para as mulheres, donas de

uma vivacidade inata, que

vivem a vida ao máximo.

O aroma é fresco, com uma

combinação fl oral com

amadeirado. 50 ml, €65,40

COMBINAÇÃO

HARMONIOSA

União de elementos puros,

escolhidos e harmoniosamente

combinados, Vanitas

da Versace é uma expressão

de feminilidade. A rica

e voluptuosa fl or de tiaré,

sublimada pela lima e pela

frésia com acentos

sensuais de madeira de cedro

e fava tonka, torna a sua

fragrância irresistível

e à imagem da Versace.

50 ml, €75

REGRESSO

AOS CLÁSSICOS

Yves Saint Laurent apresenta

Belle d’Opium, uma nova

proposta para o clássico

Opium, lançado em 1977.

A sua base fl oral,

com fl ores brancas,

gardénia e fl or-de-lis,

salpicada com um toque

de tangerina, resulta

num aroma sofi sticado

e oriental. 50 ml, €72,50


agenda lux

LIVROS

“Vida em Mim”

Nuno Lobo Antunes

VERSO DE KAPA

No seu novo livro, Nuno

Lobo Antunes insiste nas

confi ssões/memórias tal

como no seu primeiro

livro, “Sinto Muito”. Abre a sua

vida na sua plenitude, dando uma

perspetiva abrangente do que

sente enquanto pai, marido e médico

de crianças, numa escrita

harmoniosa, melódica e emotiva.

Desvenda o espólio das suas

memórias, recorre à infância para

justifi car de onde vem e faz uma

refl exão sobre aquilo que tem sido

a sua vida até hoje. Um processo

semelhante ao rebobinar de

um fi lme, numa sucessão de pessoas,

lugares e vivências.

“O Fim

da Inocência”

Francisco Salgueiro

OFICINA DO LIVRO

Aos olhos do mundo,

Inês é a menina perfeita.

Frequenta um

dos melhores colégios nos arredores

de Lisboa e relaciona-se

com pessoas da alta sociedade.

Por detrás das aparências, a

realidade é outra e bem distinta.

Inês e os amigos são consumidores

de drogas, participam em

arriscados jogos sexuais e têm

vidas descontroladas. A história

real e chocante de uma adolescente

portuguesa, contada

na primeira pessoa.

“Solitude – Pequenas

Histórias de

Grandes Viagens”

Sérgio Brota

PAPIRO EDITORA

Não são apenas relatos

de viagens nem é só um

livro de fotografi as. O autor propõe

um conjunto de pequenas

histórias passadas em lugares

tão diferentes como a Patagónia,

o Médio Oriente, a Islândia, o

Japão ou em longas jornadas

pelo mundo como os quase dez

mil quilómetros do Transiberiano.

Histórias de pessoas e de

diferenças culturais.

ESPETÁCULOS E EXPOSIÇÕES

CINEMA

Rui Veloso

PORTO E LISBOA

Rui Veloso comemora

este ano 30 anos

de carreira. E são

essas três décadas de canções

que servem de pretexto para

dois concertos: o primeiro, dia

7 de novembro, no Coliseu do

Porto, seguindo-se o Coliseu

dos Recreios, em Lisboa, dia

17. Os espetáculos contarão

com vários convidados especiais

e uma primeira parte com a

banda original do álbum

“Mingos e Samurais”, editado

em 1990. Informações, tel.

21 3240585 e 22 3394940.

“A Rede Social”

COLUMBIA,

Kátia Guerreiro

LISBOA

Foi com “Fado

Maior”, o seu primeiro

disco, que Kátia Guerreiro

deu início a uma carreira que

já tem 10 anos. Para celebrar

o aniversário, a fadista dá um

espetáculo único, no Coliseu

dos Recreios, dia 13 de novembro.

Atualmente, Kátia Guerreiro

é uma das mais importantes

embaixadoras da música

ESTREIA DIA 4 DE NOVEMBRO

O fi lme conta a história por detrás

da criação do Facebook,

por Mark Zuckerberg, na altura

estudante em Harvard. No

outono de 2003, este génio

de programação de computadores,

juntamente com outros

amigos, começou a trabalhar

numa nova ideia, em frente

ao computador. No furor dos

blogs, o que começa no seu

quarto depressa se transforma

numa rede global e numa revo-

portuguesa no estrangeiro com

os concertos que tem dado

um pouco por todo o mundo.

Recentemente, a fadista foi

distinguida pela Fundação Amália

Rodrigues com o prémio

Melhor Intérprete de Fado.

Informações, tel. 21 3240585.

The Original

Glenn Miller

Orchestra

LISBOA

É uma das

mais populares big bands do

mundo, criada em 1988. São

cinco saxofones, quatro trompetes,

quatro trombones, três

percussões e dois vocalistas:

um masculino e outro feminino.

É a Glenn Miller Orchestra que,

juntamente com o grupo vocal

The Moonlight Serenades e a

formação jazz The Uptown Hall

Gang, faz um espetáculo que se

converte numa viagem à época

dourada do swing. Para ver e

ouvir dia 10 de novembro no

Teatro Tivoli, em Lisboa. Seguem-

-se, dia 13, o Centro Cultural

Olga Cadaval, em Sintra, e a Casa

da Música, no Porto, dia 14.

lução na comunicação. Em apenas

seis anos, e 500 milhões de

amigos mais tarde, Mark torna-

-se o mais jovem bilionário da

História… Mas para este empresário,

o sucesso traz complicações

pessoais e judiciais.

Os amigos acusam-no de se ter

apropriado da ideia. Segue-se

uma batalha nos tribunais.

“O Demónio”

LUSOMUNDO,

ESTREIA DIA 4 DE NOVEMBRO

Cinco estranhos (três homens e

duas mulheres) fi cam presos num

“A Flauta Mágica”

VILA DO CONDE

É uma das mais populares óperas

de Mozart. “A Flauta Mágica”

conta a história do príncipe

Tamino. Depois de ser salvo por

três senhoras das garras de um

monstro, o príncipe apaixona-se

por Pamina, fi lha da rainha da

Noite, ao ver uma fotografi a

dela. Mas ela foi raptada e a

missão de Tamino é salvá-la.

Para ver dia 13 de novembro,

no Teatro Municipal de Vila do

Conde.

Informações, tel. 252 290050.

“Pintura,

Chá e Amor”

LISBOA

Até dia 11 de novembro,

a Galeria

de São Mamede, em Lisboa,

tem patente esta exposição de

Ana Maria. A mostra é constituída

por 13 pinturas e 15 desenhos.

A artista é uma pintora neofi gurativa

abstratizante. As suas obras

transportam-nos para um mundo

onde o realismo se mistura com

o mágico e o fantástico. Informações,

tel. 21 3973255.

elevador bloqueado de um arranha-céus

comercial. Estas pessoas

ainda não sabem, mas estão

a ser chamadas pelo destino.

Vão ver os seus segredos revelados

e enfrentar um acerto de

contas com as suas transgressões.

Lenta e metodicamente,

a situação transforma-se, de

mero percalço, em terror absoluto.

Coisas terríveis começam

a acontecer a cada um deles.

À medida que a tensão aumenta,

começam a suspeitar uns

dos outros. Até que descobrem

a inexprimível verdade: um

deles é o próprio Demónio. Do

lado de fora, ninguém os consegue

libertar. Para sobreviver,

só lhes resta confrontar o mal

que os guiou até ali.


sabor lux

fotos João Cabral

A cozinha de Chakall

Salada de Frango Cajun

INGREDIENTES

2 peitos de frango

1 iogurte natural

Sumo e raspa

de um limão

2 c. de tandoori

masala

1 alface

2 ovos cozidos

1 cebola laminada

Cheesecake de Morango

INGREDIENTES

Para a base:

200 g de bolacha

50 g de manteiga

Para o creme:

500 ml de natas

150 g de açúcar

200 g de queijo creme

3 folhas de gelatina

Para a cobertura:

200 g de morangos

100 g de açúcar

1 pera abacate

1 tomate

1 malagueta

Azeite

Pimenta

Sal

Tempere os peitos de frango

com o iogurte natural, o sumo

e a raspa do limão e o tandoori

masala, e deixe a marinar

durante algumas horas para

Junte a bolacha moída com a

manteiga derretida.

Bata as natas com o açúcar,

acrescente o queijo creme

que possa absorver os sabores.

Leve o frango ao forno até que

fi que cozido.

Deixe arrefecer o frango e de

seguida desfi e-o.

Numa saladeira grande, misture

a alface previamente lavada,

os dois ovos cozidos cortados

em lâminas, o tomate, a cebola

laminada e a pera abacate.

Tempere a gosto com azeite, sal,

pimenta e uma malagueta.

e, por fi m, a gelatina. Limpe

os morangos, cozinhe-os com

o açúcar e triture-os. Decore

a gosto.

Agradecimentos

QUINTA DOS FRADES

Tel. 21 7598980

www.chakall.com

JUNTA DA ANDALUZIA

SILESTONE


shopping

Most Wanted – Olycom

LUXO ARTESANAL

De design arrojado e exuberante, a coleção o

de joias Alberto Andrade apresenta vários

anéis com sistema interior rotativo

elaborados artesanalmente, utilizando ouro o

com texturas variadas, assim como

diamantes brancos e coloridos e outras

pedras cravadas em pavê e miligrife.

Mais informações, www.albertoandrade.com. .

Preço sob consulta.

A ESCOLHA

DAS ESTRELAS

Tal como milhares

de pessoas em

todo o mundo,

também Halle

Berry já aderiu

ao charme e à

qualidade dos

óculos Carrera.

De formato

aviador

e look rétro,

o modelo

Gypsi, escolhido

pela atriz

de Hollywood,

tornou-se um

must have desta

estação. €99

A QUEDA DE UM MITO

Longe vão os tempos em que um automóvel com caixa

de velocidades automática era sinal de preço mais elevado

e maiores consumos. São vários os modelos hoje em dia

que praticam preços muito aproximados com caixa manual

ou automática e com consumos idênticos. A Renault tem

no Grand Scénic um bom exemplo disso, com a caixa

automática EDC de dupla embraiagem. Desportiva,

económica, ecológica e muito prática. A partir de €31.800.

ACABE COM A CASPA

Na origem da caspa

está uma vulnerabilidade

individual associada a uma

função barreira defi ciente,

a defesa inata às agressões

externas, que, uma vez

alterada, desencadeia

uma infl amação responsável

pelo seu aparecimento.

Com probiótico ST11,

Innéov Saúde Capilar

é um concentrado, via oral,

efi caz contra a caspa, para

homens e mulheres. €20

AO ESTILO DE CADA UM

Inovador e versátil,

o colar modelo Chãos,

da Breil, pode transformar-se

e moldar-se ao estilo

e à personalidade

de cada mulher.

Com um toque

de criatividade, apresenta-se

em aço inoxidável polido

e em aço escovado,

e com um conjunto de bolas

pendente, que permitem

ajustar o comprimento

do colar. €117

CLÁSSICO INTEMPORAL

O design intemporal

com um estilo clássico

sofi sticado é o segredo

do sucesso da linha Dual Time

da Citizen. Em três versões

distintas com um mostrador

clássico de duplo fuso horário,

conquista o público masculino

também com o seu preço

acessível. A partir de €168.

AULAS MAIS DIVERTIDAS

Repletos de contrastes,

detalhes e grafi smos

divertidos, os trolleys

e mochilas Tuc Tuc prometem

aos mais pequenos dias

de aulas cheios de energia,

alegria e descontração.

Com vários compartimentos

interiores e exteriores,

garantem a organização

perfeita de todo o material

escolar. €22,85


jogos lux

D

Z

O

P

E

R

I

X

M

L

U

A

G

SUDOKU

N

U

N

O

H

O

M

E

M

D

E

S

A

S

A

A

L

O

J

M

A

O

T

I

N

S

SOLUÇÕES

Complete as grelhas de forma a que cada coluna, linha e quadrado 3x3 contenha os números de 1 a 9

Descubra os nomes de OITO ATORES DE “SEDUÇÃO”, a nova telenovela da TVI

E

L

R

A

I

C

A

R

O

T

I

V

T

T

A

R

O

I

Y

N

S

C

A

R

L

F

I

V

E

M

O

S

H

B

O

L

A

A

M

Z

H

S

H

D

D

I

Z

Ç

E

E

N

A

I

A

A

I

G

M

L

D

E

R

Q

P

R

A

H

D

L

F

A

F

U

R

D

U

M

C

D

C

N

D

D

R

O

G

S

U

E

A

O

O

V

A

E

J

I

R

J

I

N

C

C

D

E

H

N

N

L

A

N

R

U

C

O

B

E

S

P

R

P

U

J

V

D

V

F

N

R

L

P

U

E

L

B

O

N

O

O

I

T

A

G

A

N

F

S

E

A

S

D

S

P

A

C

A

N

B

O

H

M

O

E

E

I

G

G

V

D

H

A

C

I

S

B

S

O

U

I

U

C

O

V

T

C

G

I

A

C

L

L

V

H

H

E

❐ Fernanda Serrano ❐ Nuno Homem de Sá ❐ Maria João Bastos ❐ Pedro Granger ❐ Maria João Luís

❐ Pedro Barroso ❐ Rita Salema ❐ Marco Delgado

DIREÇÃO EDITORIAL Diretora – Felipa Garnel

(fgarnel@lux.iol.pt) Editora Executiva Felipa Saraiva

(fsaraiva@lux.iol.pt) Editor Carlos Gonçalves

(cmgoncalves@lux.iol.pt) Editor de Fotografi a

Rui Moreno (rmoreno@lux.iol.pt) Subeditora Rita Pacheco

(rpacheco@lux.iol.pt) Assistente de Direção e Redação Margarida Alves

(mcalves@lux.iol.pt) Redação Evelise Moutinho (emoutinho@lux.iol.pt),

Helena Pestana (hpestana@lux.iol.pt), José Guinot (jguinot@

lux.iol.pt), Nair Coelho (ncoelho@lux.iol.pt), Natália Ribeiro

(nribeiro@lux.iol.pt) Colaboradores Paulo Coelho (crónicas), Chakall,

José Avillez e Vasco Aragão (culinária), Alexandre Lourenço,

Miguel Correia, Nuno Lobo Antunes, Paulo Oom, Vasco Sousa

Coutinho e Vera Monteiro Torres (saúde), Andreia Caturna Martins,

Rodrigo Ferreira, Vanda Jorge e Vanessa Bento (vcbento@lux.

iol.pt) (texto) Produção Teresa Abrunhosa (Porto – tabrunhosa@

lux.iol.pt) Revisão Margarida Robalo (mrobalo@lux.iol.pt)

Coordenação de Fotografi a/Arquivo Edite Costa (ecosta@lux.iol.

pt) Fotógrafos Artur Lourenço e João Cabral Colaboradores Álvaro

Pereira, Cristina Pinto e Pinto, Hélder Maia, Jessica Henrique Cardoso,

Ricardo Santos, Salvador Esteves e Tiago Frazão Relações Públicas

G

E

N

E

R

S

E

S

O

N

O

R

N

E

R

S

A

G

T

D

A

A

O

J

O

A

R

A

N

A

I

O

A

B

O

R

E

S

T

I

I

U

B

A

S

I

O

J

O

E

A

V

G

E

O

O

S

A

R

H

A

L

D

V

L

E

R

S

I

T

K

O

F

I

A

N

B

R

Alexandra Jardim (xjardim@lux.iol.pt) Paginação – Patrícia Batista

e Rui Barbosa DIREÇÃO DE PRODUÇÃO E PAGINAÇÃO Diretor Ramiro Agapito

(rjagapito@mce.iol.pt) Assistente de Produção Inês Pereira Digitalização

e Tratamento de Imagem – Ricardo Pereira (coordenador),

Diogo Sargento, Frederico Queirós e Pedro Figueiredo DIREÇÃO

DE CIRCULAÇÃO Diretor Bruno Ventura (bventura@mce.iol.pt)

Linha de Apoio ao Ponto de Venda – 21 4369473

DIREÇÃO COMERCIAL E PUBLICIDADE Diretora-Geral de Publicidade

Isabel Magalhães (icmagalhaes@mce.iol.pt) 21 4369509 Coordenador

Comercial Ricardo Luwisch (rluwisch@mce.iol.pt) 21 4369521

Executivo de Contas – Hugo Santinho (hsantinho@mce.iol.pt)

21 4369520 Gestora de Materiais – Susana Morais (smorais@

mce.iol.pt) 21 4369496, Rua Mário Castelhano, 40, Queluz

de Baixo, 2734 502 Barcarena, Fax 21 4369481/2 Delegação Norte

Coordenadora de Publicidade Maria João Eça (mjeca@mce.iol.pt)

22 6057544, Rua Tenente Valadim, 181, 4100-479 Porto,

Fax 22 6057503 Unidade de Market Intelligence Coordenador André Ponte

(aponte@mce.iol.pt)

R

O

O

J

A

A

T

A

R

B

U

H

A

F

H

R

L

D

E

R

C

A

D

L

C

C

G

N

R

F

D

B

I

R

M

U

J

U

L

L

I

A

N

E

I

V

A

N

A

H

A

L

A

T

B

E

S

M

L

C

I

C

A

N

S

R

I

T

A

S

A

L

E

M

A

T

S

A

N

O

A

S

C

O

A

I

A

F

A

R

G

P

A

P

L

B

R

A

C

V

A

D

U

A

H

U

O

S

D

O

I

J

D

R

D

A

U

A

R

E

G

N

A

R

G

O

R

D

E

P

M

M

D

V

J

S

F

R

D

I

M

R

B

P

O

R

G

A

O

R

D

A

D

A

I

E

H

U

O

S

D

O

I

J

D

R

D

A

U

A

T

B

E

S

M

L

C

I

C

A

N

S

P

O

R

G

A

O

R

D

A

D

A

I

E

M

M

D

V

J

S

F

R

D

I

M

R

B

A

R

E

G

N

A

R

G

O

R

D

E

P

P

A

P

L

B

R

A

C

V

A

D

U

A

N

O

A

S

C

O

A

I

A

F

A

R

G

ASSINATURAS

assinaturas@mce.iol.pt Tel. 214 369 621 Fax 214 369 633

R

I

T

A

S

A

L

E

M

A

T

S

A

DIREÇÃO DE COMUNICAÇÃO E EVENTOS Diretora Dina Nascimento

(dnascimento@mce. iol.pt) Assistentes – Cláudia Lima (clima@mce.iol.pt)

e Dulce Almeida (dalmeida@mce.iol.pt)

DIREÇÃO-GERAL Diretor-Geral

– Angel García Colín DIREÇÃO

FINANCEIRA Ana Ruivo (alruivo@mce.iol.pt) PROPRIETÁRIO E EDITOR

Promotora General de Revistas S.A., Sucursal em Portugal

Rua Mário Castelhano, 40, Queluz de Baixo, 2734-502 Barcarena,

Tel. 21 4369400 – Fax 21 4369539 NIF/NIPC: 980415276 – CRC Cascais

Impressão: Lisgráfi ca, Casal de Santa Leopoldina, Queluz de Baixo

Distribuição: Logista Publicações SA, Edifício Lojista Expansão da Área

Industrial do Passil, lote 1 A, 2894-002 Alcochete, Tel. 21 9267800 Tiragem:

90.000 Exemplares Depósito Legal: 162003/01 Nº de Registo: 123611

L

I

A

N

E

I

V

A

N

A

H

A

L

G

N

R

F

D

B

I

R

M

U

J

U

L

F

H

R

L

D

E

R

C

A

D

L

C

C

R

O

O

J

A

A

T

A

R

B

U

H

A

E

R

S

I

T

K

O

F

I

A

N

B

R

G

E

O

O

S

A

R

H

A

L

D

V

L

I

I

U

B

A

S

I

O

J

O

E

A

V

R

A

N

A

I

O

A

B

O

R

E

S

T

E

R

S

A

G

T

D

A

A

O

J

O

A

G

E

N

E

R

S

E

S

O

N

O

R

N

Interdita a reprodução, mesmo parcial, de textos,

fotografi as ou ilustrações sob quaisquer meios

e para quaisquer fi ns, inclusive comerciais.

V

T

C

G

I

A

C

L

L

V

H

H

E

H

A

C

I

S

B

S

O

U

I

U

C

O

N

B

O

H

M

O

E

E

I

G

G

V

D

A

N

F

S

E

A

S

D

S

P

A

C

A

P

U

E

L

B

O

N

O

O

I

T

A

G

S

P

R

P

U

J

V

D

V

F

N

R

L

E

H

N

N

L

A

N

R

U

C

O

B

E

O

V

A

E

J

I

R

J

I

N

C

C

D

D

C

N

D

D

R

O

G

S

U

E

A

O

A

H

D

L

F

A

F

U

R

D

U

M

C

I

A

A

I

G

M

L

D

E

R

Q

P

R

Z

H

S

H

D

D

I

Z

Ç

E

E

N

A

I

V

E

M

O

S

H

B

O

L

A

A

M

T

A

R

O

I

Y

N

S

C

A

R

L

F

E

L

R

A

I

C

A

R

O

T

I

V

T

S

A

A

L

O

J

M

A

O

T

I

N

S

N

U

N

O

H

O

M

E

M

D

E

S

A

D

Z

O

P

E

R

I

X

M

L

U

A

G


signos lux

ilustrações Rita Simões

CARNEIRO

21/03 a 20/04

Elemento: Fogo

Planeta Regente: Marte

Carta Dominante: 3 de Espadas,

que signifi ca Amizade, Equilíbrio.

Amor: Faça uma surpresa às pessoas

que mais ama, demonstrando-lhes

o quanto são importantes para si.

Saúde: Pode sentir dores abdominais

se passar muitas horas sem comer.

Dinheiro: Não fi que nervoso ao receber

um aumento de responsabilidades.

Evite faltar a reuniões de trabalho.

A sua presença será importante para

desenvolver um projeto.

Lema da Semana: A amizade

ajuda-me a manter o equilíbrio.

LEÃO

23/07 a 23/08

Elemento: Fogo

Astro Regente: Sol

Carta Dominante: 9 de Ouros,

que signifi ca Prudência.

Amor: Aproveite os momentos que

tem para estar a sós com a pessoa

amada. Ultrapasse todos os limites

e entregue-se à paixão.

Saúde: Faça corridas matinais para

começar bem o dia.

Dinheiro: Período desfavorável

a nível económico. Aguarde por

melhores dias.

Lema da Semana: Estou atento

a tudo aquilo que se passa à

minha volta.

SAGITÁRIO

22/11 a 21/12

Elemento: Fogo

Planeta Regente:

Júpiter

Carta Dominante: 5 de Espadas,

que signifi ca Avareza.

Amor: Passeie mais com a família.

Seja carinhoso com a sua cara-metade.

A ternura é essencial numa relação.

Saúde: Poderá sentir-se mais ansioso

do que o normal. Vigie a tensão

arterial e controle a alimentação.

Dinheiro: Perderá uma boa oportunidade

de progredir se não estiver

atento e disposto a esforçar-se.

Lema da Semana: Sei o que quero

e o que não quero.

Por Maria Helena

Lic. em Sociologia

www.mariahelena.tv

Tel. 21 3182599

TOURO

21/04 a 21/05

Elemento: Terra

Planeta Regente:

Vénus

Carta Dominante: 7 de Paus, que

signifi ca Discussão, Negociação Difícil.

Amor: Não faça cenas de ciúmes,

o seu par não merece essa falta de

confi ança. Meça as suas palavras.

Saúde: O seu estômago estará

particularmente sensível.

Dinheiro: Tente gerir os seus negócios

o melhor que conseguir. O seu

esforço será recompensado.

Acredite nas suas potencialidades.

Lema da Semana: Resolvo as diferenças

através do diálogo.

VIRGEM

24/08 a 23/09

Elemento: Terra

Planeta Regente:

Mercúrio

Carta Dominante: 6 de Espadas,

que significa Viagem

Inesperada.

Amor: Modere as suas palavras

para não magoar a pessoa amada.

Seja mais cuidadoso.

Saúde: Procure dar mais atenção

ao seu corpo.

Dinheiro: Esta semana pode

oferecer um mimo a si próprio. Que

tal uma sessão de massagem?

Lema da Semana: Encaro cada

desafi o como uma nova viagem.

CAPRICÓRNIO

22/12 a 20/01

Elemento: Terra

Planeta Regente:

Saturno

Carta Dominante: 5 de Ouros,

que signifi ca Perda, Falha.

Amor: Exteriorize os seus sentimentos.

Confi e mais na pessoa que tem

a seu lado. A confi ança e o respeito

são essenciais em qualquer relação.

Saúde: As dores musculares poderão

dar-lhe uma sensação de mal-estar.

Dinheiro: Invista mais na educação

dos seus fi lhos.

Lema da Semana: Só erra quem

está a aprender a fazer a coisa

certa.

PATRÍCIA TAVARES

Como nativa do signo Escorpião, Patrícia Tavares é uma

mulher apaixonada e intensa, sendo ao mesmo tempo

sensata e realista. Sabe manter sempre os pés bem

assentes na terra e, apesar de ser muito responsável,

preza a liberdade e é bastante divertida. Tem uma

personalidade tranquila e procura a estabilidade,

mas é também uma mulher muito forte e determinada,

que não tem medo de correr riscos.

GÉMEOS

22/05 a 21/06

Elemento: Ar

Planeta Regente:

Mercúrio

Carta Dominante: Mundo, que

signifi ca Fertilidade.

Amor: Tenha cuidado com a forma

como revela os seus sentimentos,

para não ter desilusões.

Saúde: Cultive a calma e a serenidade.

Controle as suas emoções

e procure ser racional.

Dinheiro: Precisa de muita

diplomacia para resolver questões

delicadas. Renove o seu guarda-

-roupa.

Lema da Semana: Acredito em mim!

BALANÇA

24/09 a 23/10

Elemento: Ar

Planeta Regente: Vénus

Carta Dominante: A Força, que

signifi ca Força, Domínio.

Amor: Se magoou um amigo

sem querer, peça desculpa e tente

remediar a situação. Organize uma

festa-surpresa para os seus amigos.

Saúde: Evite estar muitas horas

seguidas de pé, pois pode ter

problemas circulatórios.

Dinheiro: Ajude um colega a melhorar

a qualidade do seu trabalho.

Lema da Semana: Tenho o

domínio sobre as situações, não

me deixo levar por elas.

AQUÁRIO

21/01 a 19/02

Elemento: Ar

Planeta Regente:

Urano

Carta Dominante: A Papisa, que signifi

ca Estabilidade, Estudo e Mistério.

Amor: Não desista de conquistar o

amor da sua vida. A paixão marca

esta sua semana.

Saúde: Os problemas pessoais

refl etem-se na sua saúde. Não se

deixe abater por uma maré menos

positiva.

Dinheiro: Não entre em confronto

com os seus superiores.

Lema da Semana: Não desisto

dos meus sonhos.

CARANGUEJO

22/06 a 22/07

Elemento: Água

Planeta Regente: Lua

Carta Dominante: 3 de Paus, que

signifi ca Iniciativa.

Amor: Uma pessoa muito

dedicada cruzará o seu caminho

e demonstrar-lhe-á o verdadeiro

sentido do amor.

Saúde: Período marcado por um

grande desgaste físico.

Dinheiro: Prudência. É possível que

nesta fase tenha alguns problemas

económicos. A vida não está fácil

para ninguém.

Lema da Semana: Tenho espírito

de iniciativa.

ESCORPIÃO

24/10 a 21/11

Elemento: Água

Planeta Regente: Plutão

Carta Dominante: 2 de Paus, que

signifi ca Perda de Oportunidades.

Amor: Não permita que o seu estado

de espírito interfi ra negativamente

na sua relação amorosa. Lute pelo

verdadeiro amor, não se deixe

infl uenciar por terceiros.

Saúde: Em qualquer situação mantenha

a calma e tudo correrá bem.

Dinheiro: Demonstre a sua competência

e o seu profi ssionalismo. Boa

altura para trocar de computador.

Lema da Semana: Agarro as oportunidades

que a vida me dá.

PEIXES

20/02 a 20/03

Elemento: Água

Planeta Regente:

Neptuno

Carta Dominante: 2 de Copas,

que signifi ca Amor.

Amor: Desfrute mais da companhia

dos seus familiares. Pode encontrar

um amigo que não vê há muito

tempo. Ponha a conversa em dia.

Saúde: Cuide da sua pele. Aposte

em bons produtos de maquilhagem.

Dinheiro: Não seja tão rígido

consigo próprio. Há gastos que

são inevitáveis.

Lema da Semana: O amor enche

o meu coração de alegria.

More magazines by this user
Similar magazines