Segundo Draft do Livro da Aurora - MultiMediaMoments

multimediamoments.com

Segundo Draft do Livro da Aurora - MultiMediaMoments

palpitavam sobre tudo etc. Das cinco

irmãs, uma é minha mãe e outra a

Aurora, mãe de Mirian-Norma, que

nossa avó pronunciava como se fossem

uma só entidade.

Dela, Aurora, minha mãe sempre

contava (e ainda conta) do quanto foi

ajudada em seus primeiros tempos em

SP por ela e por seu marido. Já eu me

lembro das incontáveis idas a SP, no Rio

Pequeno. Das noites dormidas no sofácama

na sala da casa dela. Dos almoços

regados a Pepsi e Crush. Dos brindes de

doces, as caixinhas-surpresa, as hélices

e revólveres de mola, bolinhas de gude,

os revólveres de água, que entre os

amigos de infância eu sempre tinha em

primeira mão graças ao "missei".

Houve fases menos felizes, da viuvez,

com duas filhas e dois sogros pra criar,

mas ela sobreviveu e deu às filhas o

essencial.

Depois veio a fase do Butantã, que nós

parentes usamos tantas vezes como base

quando tínhamos compromissos na

capital. Tudo sempre com as

costumeiras hospitalidade e

generosidade. Também batia ponto lá

com freqüência nessa época.

Hoje já não bato à porta, "não quero

incomodar", que é o que se diz quando

se perdeu a proximidade, a naturalidade.

Mas, felizmente, isto não é um

necrológio; o que passou, passou

depressa, mas, nos breves encontros

familiares, cada vez mais raros (cada um

vive em suas próprias sub-famílias),

ainda é possível encontrá-la, como se os

anos não tivessem passado.

De Alberto Mikio Uemura

Dona Aurora,

O que seria de minha infância sem a

senhora, foram tantas bolas furadas,

chaves perdidas, mensalidades

atrasadas, entradas na piscina sem

exame médico, curativos, etc, etc, mas a

senhora nunca brigou ou ficou chateada,

mas sempre me tratou com carinho e a

paciência como se fosse seu filho.

Muito obrigado por tudo neste período

tão importante de minha vida!

Mas lembrei do mais importante! O que

seria do meu desenvolvimento

humano e sentimental, sem a chave da

sala de televisão? A senhora sempre foi

um anjo!

Um grande beijo!

Alberto Mikio Uemura

De Beatriz Takeshita Barbosa

VÓÓÓÓÓ!!!! Feliz aniversáriooo!!

Muitos anos de vidaaa!!

Adoravel

Util

Página 17

Beatriz Takeshita Barbosa

Radiante

Otimista

Responsável

Amavel

Tudo isso se encontra em você!

Beijos e felicidades de sua neta Bia!

De Massayuki Suzuki

Foto enviada por Massayuki Suzuki

Piratininga; Viviane Uessugui; Katsuro

Hayashi; Miyoko Hayashi; Elza, Luiza,

Similar magazines