Views
5 years ago

Encyclopedia republicana : revista de sciencias e litteratura (ao ...

Encyclopedia republicana : revista de sciencias e litteratura (ao ...

íi EiNCYCLOPEDIA

íi EiNCYCLOPEDIA REPUBLICANA les prerogalivas da Egreja, atacou o ominoso tribunal da Inquisição e decretou a expulsão dos jesuítas, desnaluralisandoos, compellindo-os a abandonar o reino num curto praso de tempo ; que aboliu a escravatura na metrópole, e a absurda e sangrenta dis- tincção entre cluistãos velhos e christãos novos ; que reformou a Universidade, creou escolas e academias, secularisou, ampliou e melhorou a instrucção publica, até então acommodada e viciada ao sabor dos jesuítas; que imprimiu salutar incremento á prosperidade das colónias, â organisação das companhias commerciaes da índia e Grão Fará, da de vinhos do Alto Douro e da do Compromisso do Algarve ; que protegeu e estimulou a agricultura, a piscicultura e a industria nacionaes; que reformou a marinha, o exercito e a jus- tiça; que se oppoz constantemente, altivo e vibrante de nobre pa- triotismo, contra as tentativas egoislas e traiçoeiras dos inglezes, costumados a humilhar-nos, a tutelar-nos, levantando o nivel moral e inlellectual da nação, tornando-a digna e respeitada aos olhos da Europa assombrada da virilidade de espirito, da capacidade governativa, da tenacidade inquebrantável, da audácia heróica, da vista de águia do grande, do integro estadista portuguez I A festa civica de homenagem á memoria do reformador não será tão ternamente sensibilisadora, tão compacta e unanime como a que ha quasi dois annos realisàmos como consagração de respeito, gratidão e amor á palpitante memoria do ingente poeta. A obra de Carvalho e Mello é apreciada por nós e pelos que nos visitarem, e pane d'esse trabalho colossal foi-se desmoronando pouco a pouco depois da sua queda, por causa dos erros das dynastias que succederam à de José I, e seus estadistas de pechisbeque. A obra de Camões é eterna como a luz; todo o mundo a admira, todos os povos a conhecem e reverenceiam o seu immortal auctor. Se Por- tugal desappui ecesse do mappa das nações e o seu idioma se obliterasse, os Lu>iiadas ficariam transplantados nas lilteraturas das nações mais cultas. De resto Camões tem direito á nossa sympa- Ihia como homem e como cantor; Pombal apenas como estadista. Mas a commemoração é um protesto enérgico e vibrante contra os que, por interesses particulares, esquecem as leis e os exemplos do que sendo um tyranno tanto trabalhou para a liberdade; e por isso o partido republicano, que se assignalou na apotheose camoneana por actos de nobilíssimo civismo, não pode nem deve regatear o seu concurso á solemnisação do centenário de Sebastião José de Carvalho e Mello, porque seria negar-se a sanccionar o duplo protesto que em tempo levantou ousadamente e fez reboar por lodos os ângulos do paiz. Xavibr jde Paiva.

o MEU PRfMGIRO DIA EM PARIS 25 eieu íiriíiieiro 3 ia eoi Paris 1' Eram apenas 7 horas cruma bella manhã d'agost.o — 1880— quando o meu excellente companheiro me chamava ao restaurant do hotel, para saciarmos o appetite, Ião aguçado pela viagem da tarde anterior. Depois de me deliciar nas esplendidas paizagens do canal de Southampton e da ilha de Wight, havia-me surprehendido a perspectiva soberba do Havre, e sobre tudo os formosos e variados panoramas, que se nos desenrolam no trajecto d'esta cidade á capital da França. Agora ia conhecera vida intima d'este centro da moderna civilisação: dominava-me pois um extraordinário contentamento. Sobre o mappa, o meu nobre amigo indicava-me o itenerario, dizendo por fim: «eis a sua romaria, e á noite no Palais Royal me dará conta das primeiras impressões.» No fronteiro square Montholon e já assentado no caleche, recebia-lhe um aperto de mão ouvindo-lhe ordenar ao cocheiro: Subi a rua Lafayette até ao boulevard de Magentas, e em seguida conduzi este senhor á praça da Republica.» —É a estatua provisória que serviu para a festa do 14 de julho,— me dizia o cocheiro-cicerone, ao torneal-a em modos de continência. Não foi a adoração idolatra quo em mente lhe dirigi, mas com o mais profundo acatamento saudei alli a França republicana, democrática, liberal e cosmopolita, que aos meus olhos como que apparecia agora personificada n'aquelle monumento. Pouco depois divisava no solo, os marcos delimitativos da horrível Bastilha. Oh! como que a imaginação me evocava as innumeras tragedias representadas n'aquelle palco de nefanda memoria. Parecla-me ver surgir os espectros das victimas do despotismo, em torturas, ou jazendo nos cárceres tenebrosos. Mas também me pareceu então presencear o heroísmo com que o povo, electrisado pela voz do joven Camillo Desmoulins, atacava os suissos e derribava n'algumas horas os baluartes do velho mundo, mostrando como o seu braço é bem mais forte que as couraças com que se protege a tyrannia. Semi-absorlo contemplava este santuário da santa Democracia que em breve avassalará o mundo, quando dei com os olhos no anjo reluzente da Liberdade, que sobremonta a columna de julho, alli mesmo erguida, da Liberdade que aquelles martyres haviam conquistado outra vez em 1830, indo depois alcançai a para a Bél- gica, e mais tarde para Portugal. Lembrara-me então que talvez nas campanhas da liberdade por- •tugueza, alguns dos que se bateram nas jornadas de julho houves- 4 ,

O Panorama; semanario de litteratura e instrucção. v. 1-5, maio 6 ...
O Panorama; semanario de litteratura e instrucção. v. 1-5, maio 6 ...
Manual de litteratura; ou, Estudos sobre a litteratura dos principaes ...
O Panorama; semanario de litteratura e instrucção. v. 1-5, maio 6 ...
A nova geração; estudo sobre as tendencias actuaes de litteratura ...
Obra Completa - Universidade de Coimbra
Revista Trendy
Revista LiteraLivre 2ª Edição
download da revista - Irmãs de São José
revista BANG! [ ] - Saída de Emergência
Revista de Letras - Utad
Revista Criticartes 5 Ed
Revista de Letras - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Clique aqui para fazer o download da revista em formato ... - Portal Its