solidariedade - Centro de Documentação e Pesquisa Vergueiro

cpvsp.org.br

solidariedade - Centro de Documentação e Pesquisa Vergueiro

O l s Congresso da

Solidariedade

Talvez algum cidadão da pacata Porto

Feliz, tenha estranhado o movimento que

acontecia na Escola Estadual de 1° e 2°

grau' 'Monsenhor Seckler'', é que naquele

exato local no dia 26 e 27 de fevereiro

estava se realizando o I CONGRESSO

DA SOLIDARIEDADE POPULAR O

evento contou com a participação de

representantes de várias partes do país,

como Pará, Rio de Janeiro, Mato Grosso

e Sâo Paulo.

Todas as delegações foram aco-

modadas nas salas de aula da escola e os

trabalhos convencionais e os debates

ocorreram no auditório da mesma. Na

manhã do dia 26, após um rápido café,

houve o credenciamento dos presentes,

sendo aberto oficialmente o Congresso,

onde se votou para presidir os trabalhos o

coordenador da Seção da SOLIDARIE-

DADE POPULAR de Porto Feliz SP,

Cláudio Maffei, epara secretariar o evento

Dilma Alexandre Figueiredo da seção da

Baixada Fluminense-RJ. Cada delegação

se apresentou e explicou um pouco sobre

o trabalho desenvolvido, acontecendo em

seguida a leitura de cartas de apoio

recebidas, nas quais constavam telegramas

do Comitê Rio Maria, Padre Ricardo

Rezende, do cantor popular cearense,

Pingo de Fortaleza, da OPAN (Operação

Anchieta - Entidade Indigenista), e um

fax do Deputado Federal e ganhador do

prêmio Nacional dos Direitos Humanos,

Hélio Bicudo, também foram lidas cartas

das seções que não puderam comparecer.

No dia 27 houve a Assembléia para

discussão e aprovação do estatuto e da

Diretoria que ficou constituída pelos

seguintes membros fundadores:

Presidente - Cláudio Maffei (seção

Porto Feliz SP); Vice-Presidente - Joel

Alves Celestino (seção Salto SP);

Secretário - Elias Enrique Moreira (seção

Vargem Grande Paulista SP); Suplente

de Secretário - Rafael Eduardo da Silva

Diniz (seção Sorocaba SP); Tesoureiro -

German Varela Castrillon Júnior (seção

Sorocaba SP); Suplente de Tesoureiro -

Dilma Alexandre Figueredo (seção São

João do Meriti). Foi eleito juntamente

com a Diretoria um Conselho Fiscal de

três membros: Silvio César Medeiros

Vieira (seção Rondonópolis MT),

Claudionor Vieira Baús (seção Porto Feliz

SP) e Marcos Donizete Fabiano (seção

Salto SP).

Após a posse da Diretoria ocorreu

uma discussão sobre o planejamento de

um cronograma nacional para a entidade

que ficou da seguinte maneira;

19/04 - Dia do índio - protesto contra as

violações dos direitos dos povos

indígenas, e pela demarcação de suas

terras;

01/05 - Dia do Trabalhador;

25/07 - Dia do Trabalhador Rural;

07/09 - Semana da Pátria - eventos

demonstrando a falta de democracia e

independência do Brasil, mostrando que

a verdadeira libertação do país só será

real quando todo o povo tiver sua

dignidade garantida;

02/10 - Dois anos da chacina do

carandiru; em São Paulo, planejar

eventosde protestos contra as chacinas

que ocorrem no país;

20/11-DiadaConsciêciaNegra-planejar

eventos protestando contra a

discriminação racial;

10/12 - Dia Universal dos Direitos

humanos.

Após as considerações de cada

elemento presente ao Congresso foi este

encerrado ao som de Geraldo Vandré.

Assim ficou institucionalizada nossa

entidade, a SOLIDARIEDADE POPULAR

IRMÃOS CANUTO,

JUSTIÇA SERÁ FEITA?

A vida tem suas ciladas e muitas

tem sido armadas contra lavradores.

Em rio Maria-PA, Orlando, José e

Paulo, filhos de João Canuto, fo-

ram seqüestrados em 1991 por

quatro pistoleiros. Dois além de

jagunços, eram policiais militares.

Onando sobreviveu ferido, seus

irmãos morreram. O pai que era

presidente do Sindicadto dos

Trabalhadores Rurais, também foi

assassinado e Carlos Cabral,

cunhado e atual presidente deste

Sindicato escapou, baleado na

perna, vítima de um atentado.

No sul paraense não houve

sequer um Húri para os crimes do

latifúndio que torturou, utilizou de

mão de obra escrava e assassinou

mais de 200 homens, mulheres e,

mesmo, crianças nos derradeiros

últimos 14 anos. Está na hora de se

por um fmal neste espetáculo de

terror. Teremos em Belém o

primeiro julgamento de um crime

do sul do Para, em 28 de abril. Irá ao

banco dos réus Ubiratam Ubirajara,

expulso agora da PM, onde era

soldado, estava também preso, mas

deixaram escapar, o sargento Edson

Matos. Não foram presos os outros

dois pistoleiros e sequer pronun-

ciados pela justiça os fazendeiros

responsáveis pela autoria inte-

lectual.

Para nós é só o primeiro ato.

devemos conseguir a condenação

não só de Ubiratam, mas de todos

os que teceram conspirações de

morte ou as cometeram.

Comitê Rio Maria

BRASIL:

SOLIDARIEDADE

2,4 MILHÕES DE DESEMPREGADOS

Além dos 2,4milhões de desempregados, o brasil

possui cerca de 20 milhões (equivalente à poulação

do Peru) de subtrabalhadores, ou seja, pessoas que

estão desempregadas, que recebem menos de um

salánominimoouquenadarecebempelo seu trabalho,

Para ser mais exato: 5,2 milhões trabalham e não são

remunerados, 12,3 milhões recebem menos de um

salário e 1S milhões recebem entre um e dois salários

iníi limos.

Estes são alguns dos dados fornecidos dos dados

fornecidos pdo IBGE a pedido do sociólogo Herbert

de Souza, o Betinho, que transformou a hita contra o

desemprego na nova bandeira de lutadesua campanha.

Apraneira vista poderíamos conacluir que o país

passa por uma grande crise econômica, mas isto não

é verdade, pois o Brasil é o detentor do 9 PIB (Produto

Interno Bruto) mundial.

Na realidade o que estes dados mostram é a

terrível situação imposta aos trabalhadores, não só do

Brasil mas dos países do terceiro mundo, por uma

classe empresarial e política desumana e vinculada a

interesses internacionais.

Parte desta realidade pode ser constatada ainda

por outros dados apresentados por Betiidio na ação da

cidadania contra a Fome e a

Miséria pela Vida: há no

mercado de trabalho 1,9

milhões de crianças entre 10 e

13 anos, 31 milhões dos 62

milhões de brasileiros ocupados

não contribuem com a

previdência, a média salarial

da mulher negra ou parda é a

metade d* renda das mulheres

brancas, no Piauí (um dos

estados mais pobres da União)

o trabalho escravo, ou semi

escrava, é a rotina para cerca de 233% dos seus

trabalhadores, que trabalham em troca de comida e

abrigo. E o caso do Piauiense Pedro Bezerra de Meto

que não recebe salário e em troca do trabalho tem

casa para morar e uma pequena faixa de terra para

plantar o que come. Melo trabalha desde os 10 anos

e nunca pode ir i escola.'A casa vive há seis anos tem

50 metros quadrados e três cômodos - sala. quarto e

cozinha. Melo em oito filhos, mas só cinco moram

com ele. A mulher foi embora há oito anos. "Eu era

doente. Ela uma mulher nova, foi embora. "As três

filhas também se foram. Melo acredita que se ganhasse

um salário mínimo pormês poderia comprar um casa

em Altos e realizar seus três sonhos: ver os filhos em

boa situação para ser amparado quando não Puder

mais trabalhar, morar em altos e ter o que comer.

Meio é ura retrato dos 5 milhões de brasileiros que

trabalham sem remuneração.

Infelizmente será muito difícil para o betinho,

conseguir sensibilizar so donos do poder neste pais,

que controlam o mercado de trabalho e tanto fazem

paraa que a reforma Agrária não aconteça. Mas por

outro lado, a mobilização de toda a sociedade nunca

foi tão necessária.

FOME LEVA A LOUCURA

A miséria que atinge cerca de um

quarto da População de Ouricuri (PE)

fez surgir casos de loucura atribuídos

a má alimentação.

Os "loucos da fome", como são

conhecidos, concentram-se na zona ru-

ral, onde os efeitos da seca são

devastadores.

O hospital regional, referência para

os que procuram auxílio na cidade,

registrou em 93 cerca de seis casos por

semana de demência causados pela

fome.

Em sua grande maioria as vítimas

são jovens entre 14 e 21 anos. Eles

apresentam sintomas como delírio e

perdem a capacidade de orientação

durante as crises.

Juarez Coriolano da Silva, 44,

diretor do hospital regional informou

que com a desativação do departamento

psiquiátrico do hospital há três anos, é

obrigado a encaminhar os doentes a

clínicas psiquiátricas de Crato (CE) e

Serra Talhada (PE). Nas clínicas, os

"loucos da fome" passam de uma

semana a 35 dias em tratamento.

Recebem alimentação e a maioria se

recupera. Mas segundo a psicóloga da

casa de Saúde de Crato, Meifran

Milsont, "eles retomam por não ter

condições de comprar medicamentos e

se alimentar".

Milsont acredita que ao chegar a

determinado estágio da loucura alguns

pacientes podem ficar

permanentemente comprometidos.

A lavradora Maria Isabel

Conceição, 45, que mora na zona rural

do município costuma alimentar seus

nove filhos com cacto, conhecido na

região por palma. A planta é utilizada

pelos fazendeiros como ração para

gado.

Ela serve o cacto cozido, cortado

em pequenos cubos e misturados com

arroz ou farinha de milho.

Luiz Pereira de Oliveira, 37, perdeu

a lavoura com a seca. Para escapar da

fome ele caça lagartos, cavando astocas

onde os animais se escondem. A carne

do réptil reforça a alimentação das

famílias de Ouricurie o couro curtido é

vendido na cidade.

Ouricuri fica a 632 Km de recife e

possui uma população de 61988

pessoas e 7721 famílias indigentes.

Enquanto as campanhas contra a

fome não conseguem dar conta da

miséria que reina no sertão, os grandes

latifundiários continuam a engordar o

seu gado e seu bolso levando os menos

afortunados (literalmente) à loucura.

More magazines by this user
Similar magazines