Revisão - Sagrado - Rede de Educação

redesagradosul.com.br

Revisão - Sagrado - Rede de Educação

Colégio Social Madre Clélia

Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio

Curitiba, setembro de 2010.

Revisão de História para Prova 1 do 3º trimestre – 8ª-1

Profa. Andrea Dal Pra


Revisão II Guerra: Participação FAB e FEB

Política Varguista

Relação Brasil-Exterior

Revisão Guerra Fria: Configuração política após II Guerra

O caso da Rússia e Stálin

Roosevelt e os EUA

Doutrinas políticas dos Yankees

Bipolarização Ideológica

Alemanha dividida- Berlim dividida

Competição tecnológica e armamentista


Brasil e a II Guerra Mundial

A participação do

Brasil na guerra e a

forma como a mesma

se desenrolou, com o

envio inclusive de uma

força expedicionária ao

teatro de operações do

mediterrâneo, acabou

por ter um peso

significativo para o fim

do regime do Estado

Novo

Vargas também assinou o Tratado de

Washington com o presidente Roosevelt,

garantindo a produção de 45 mil toneladas de

látex para as forças aliadas, o que impulsionou

o II ciclo da borracha, trazendo progresso para

a região da Amazônia.

Em meio à incentivos econômicos e pressão diplomática, os americanos instalaram bases

aéro-navais ao longo da costa Norte-Nordeste brasileira, sendo a base militar no município

de Paramirim vizinho a capital Natal-RN, a principal dentre estas do ponto de vista militar,

embora Reciife tenha sido escolhida como sede do comando aliado no Atlântico Sul..

Durante a II Guerra , ao longo do ano de 1942, as marinhas da

Alemanha Nazista e Itália fascista Iestenderam a guerra

submarina às águas do Atlântico Sul, atacando os navios de

bandeiras de todos os países que haviam ratificado o compromisso

da Carta do Atlântico, compromisso esse que era de se alinhar

automaticamente com qualquer país do continente americano que

viesse a ser atacado por um país de fora do continente. O que

implicou alinhamento com os EUA desde que estes foram atacados

em Pearl Harbor e dias depois tiveram declarações de guerra

enviada a eles pela Alemanha e Itália.

Durante todo o primeiro semestre vários navios mercantes

brasileiros foram afundados no Atlântico, não apenas no Atlântico

Sul. A população brasileira saiu às ruas para exigir que o governo,

frente à agressão, reagisse com a declaração de guerra.

Apenas entre os dias 15 e 21

de agosto de 1942, cinco

navios brasileiros -

Baependi, Aníbal Benévolo,

Araraquara, Itagipe e Arará

foram torpedeados na costa

nordestina (Sergipe e

Bahia).No final daquele mês,

o Brasil se uniu

formalmente aos aliados,

declarando guerra à

Alemanha e Itália


FAB e FEB: campanha na Itália

Embora o Brasil já tivesse declarado guerra, estava

completamente despreparado para o conflito. A aeronáutica

estava apenas começando a se modernizar, com aviões de

fabricação americana. A marinha tinha uma série de velharias,

pouco aptas a combater submarinos. Assim, a Força

Expedicionária Brasileira, FEB, teve que ser criada do zero, com

material americano

Operação Encore: avanço em conjunto com tropa dos EUA. Tomada

progressiva de Monte Castello e Castelnuovo pelos brasileiros.

A conquista destas posições pela divisão brasileira e a divisão de montanha

estadunidense neste setor secundário, mas vital, possibilitou que as forças

sob o comando do VIII exército britânico, mais à leste no setor principal da

frente italiana, se vissem finalmente livres do pesado e constante fogo de

artilharia inimiga, que partia daqueles pontos, podendo assim avançar sobre

Bolonha ultrapassando as linhas de defesa nazi-fascistas no norte da Itália

OBS: Pessoal, mais informações vide slide específico

da FEB e FAB disponível no site.


Acabou a Guerra: e agora?

Dia D: desembarque dos aliados na Normandia em 06 de junho de

1944. Vitória dos Aliados no Ocidente.

22 de abril de 1945: soviéticos vencem nazistas em Berlim.

V itória soviética frente a Hitler.

Hitler suicida-se e a Alemanha rende-se.

Antes mesmo de findar a guerra, as grandes potências firmaram acordos sobre

seu encerramento. O primeiro dos acordos foi a Conferência de Teerã, no Irã,

em 1943. Em janeiro de 1945, Winston Churchill, Rososevelt e Stálin reúnem-se

novamente em Ialta na Ucrânia, já sabendo da inevitabilidade da derrota alemã,

para decidir sobre o futuro da Europa pós-guerra. Nesta conferência definiu-se a

partilha da Europa, cabendo à União Soviética o predomínio sobre a Europa

Oriental, enquanto as potências capitalistas prevaleceriam na Europa Ocidental


Rússia e Stálin

EUA e Roosevelt e Truman

EUA

Ajudará a

combater o

comunismo

no Mundo.

Sob a liderança de Stalin, a União

Soviética desempenhou um papel

decisivo na derrota da Alemanha

Nazista na II Guerra 1939-45 e passou a

atingir o estatuto de superpotência, e a

expandir seu território, para um

tamanho semelhante ao do Antigo

Império Russo. Entre 1934-38 no qual

Stalin concedeu tratamento duro a

todos que tramassem contra o Estado

soviético, ou mesmo supostos inimigos

do Estado

Stalin foi uma personagem-chave do pós-guerra. Dominando países

como a república Democrática Alemã, Polônia,Tchecoslováquia,

Bulgária, Hungria, e a Romênia. Estabeleceu a hegemonia soviética

no Bloco do Leste e rivalizou com os EUA na liderança do mundo.

Malenkov assume o governo após a morte de Stalin mas, devido às

posições que defendia, foi forçado a renunciar sendo sucedido por

Nikita Khruschev em setembro.

Churchill e Reino Unido

Conferência da Casa Blanca:

Encontro dos presidentes

americano e britânico,

Roosevelt e Churchill, no

decurso da Segunda Grande

Guerra, de 14 a 24 de Janeiro de

1943, no qual foi elaborado,

pelos Aliados, o pedido de

rendição incondicional da

Alemanha, Itália e Japão

1946: Churchill,

der dos ingleses,

discursa e

proclama que

deve-se conter o

avanço comunista

na Europa.

O líder francês De

Gaulle, participa e

assume posição de

aliado na queda de

Hitler

França e De Gaulle


ALEMANHA RETALHADA

Stalin foi uma personagem-chave

do pós-guerra. Dominando países

como a república Democrática

Alemã, Polônia,Tchecoslováquia,

Bulgária, Hungria, e a Romênia.

Estabeleceu a hegemonia soviética

no Bloco do Leste e rivalizou com

os EUA na liderança do mundo.

Malenkov assume o governo após

a morte de Stalin mas, devido às

posições que defendia, foi forçado

a renunciar sendo sucedido por

Nikita Khruschev em setembro.

BERLIM, dividia-se em

duas zonas ,bipartidas nas

esferas socialista (parte

oriental) e capitalista

(parte ocidental).

1948:

Alemanha ocidental revigora-se

mediante intenso investimento dos

EUA.

•Berlim: em território alemão sob

domínio soviético.

•Soviéticos impedem aviões norteamericanos

de passarem por Berlim

para abastecer o lado Ocidental da

Alemanha com produtos e dinheiro

capitalista.

1949:

Divisão da Alemanha

1961:

•Construção do Muro de Berlim pelo

governo da Alemanha Oriental.

1989

•Queda do Muro de Berlim e

reunificação alemã.

República Federal da Alemanha: era o lado da Alemanha sob influ~encia

dos norte-americanos. Praticava o regime capitalista. Capital Bonn.

República Democrática Alemã; o lado do território alemão que seria administrado

sob influência dos soviéticos e seu regime socialista. Capital Berlim


Bipolarização ideológica: capitalistas X comunistas

A Europa, destruída pela Guerra, deixou de ser o

centro das decisões e o bloco capitalista, liderado

pelos EUA, erige-se como vertente do padrão de vida

mundial.

1947: Harry Truman contrariando o Tratado de

Yalta, interfere num conflito na Grécia e na Turquia,

reprimindo comunistas.

1947/1948: Plano Marshall propõe ajudar países

europeus que se apeguem ao modelo capitalista.

1949: URSS cria Comecon: ajuda aos países

euro´peus que adotassem socialismo. Também cria-se

o Kominform para unificar os partidos comunsitas

europeus.

1952 dane-se início a “paranóia” dos norteamericanos

: perseguição ao comunistas:

marcathismo.

Conferência de Yalta: estabelecia áreas de influência

exclusiva para os países vencedores da II Guerra

As olimpíadas como as de

Atlanta-EUA, 1984, e Moscou-

URSS 1988, transformaram-se

em palco para as superpotências

apresentarem seus atletas, e,

cada vitória simbolizar o

sucesso do modelo capitalista

ou socialista.

Mundial.

O termo Guerra Fria designa o

estado de tensão estabelecido

entre os anos de 1950 e 1980

dominados pela constante

ameaça de guerra nuclear.

1949: rivalidade

acentua-se. É criada a

OTAN para defender

a Europa de possível

ataque soviético.

Em resposta, a URSS

cria o Pacto de

Varsóvia em 1955 e o

Comecon .

1945-1955: cria-se um

cinturão em volta do

bloco soviético, através de

bases ocupadas por

norte-americanos

segundo pactos militares

como Anzus (Austrália,

Nova Zelândia e EUA),

Otase ou Seato (países do

sudeste asiático, Austrália

e Nova Zelandia), Ceto

(Irã, Iraque, Paquistão e

Turquia).


Utilização da mídia e da propaganda para mostras as

vantagens capitalistas e comunistas. No Ocidente

surgiram super-heróis intimamente associados ao

poderia ocidental como o Super-man, a Mulher-

Maravilha e o marinheiro Popeye.

No Brasil o Zé Carioca criado por

walt Disney era um vínculo de

aproximação dos EUA com o Brasil.


Boa Prova!

Estudar : trabalho sobre a FEB e Museu do expedicionário.

anotações do caderno (quadro)

Guerra fria capítulo 9 do Livro didático usado em sala

Power Point sobre campanha da FEB e FAB

(...) Criamos a época da velocidade, mas nos

sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que

produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa

inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em

demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade.

Mais do que de inteligência, precisamos de afeição

e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de

violência e tudo será perdido.

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador)

Charles Chaplin, 1940

Profa. Andrea

More magazines by this user
Similar magazines