18.04.2013 Views

Setembro - Cenibra

Setembro - Cenibra

Setembro - Cenibra

SHOW MORE
SHOW LESS

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

Mala Direta<br />

Postal<br />

9912238796/2014/DR/MG<br />

CENIBRA<br />

DEVOLUÇÃO<br />

GARANTIDA<br />

Jornal da CENIBRA<br />

N o 299 . Ano 26<br />

<strong>Setembro</strong> 2010<br />

37 anos de grandes<br />

realizações<br />

CENIBRA comemora a<br />

data com festa para os<br />

empregados - Pág. 8


2<br />

EDITORIAL<br />

NO CAMINHO CERTO<br />

As ações de uma indústria em determinada região vão além das alterações da paisagem,<br />

dos processos de produção e consumo. A influência de uma empresa como<br />

a CENIBRA nas comunidades provoca uma renovação de hábitos, sonhos e potencialidades.<br />

Há 37 anos, a CENIBRA se empenha em garantir que os resultados alcançados pela<br />

Empresa tenham uma sólida e sustentável base, garantindo desenvolvimento socioeconômico<br />

conservando a biodiversidade.<br />

Para produzir celulose de alta qualidade e alcançar destaque no mercado mundial é<br />

fundamental investir em pessoas, e este é o nosso diferencial. Reconhecemos a relevante<br />

contribuição de todos os empregados para a construção da vitoriosa história<br />

da CENIBRA e da contribuição no processo de desenvolvimento regional.<br />

A CENIBRA é um empreendimento de sucesso, que continua sendo visto como viável<br />

pelos acionistas. Diante de perspectivas favoráveis, colocadas pelo mercado, para<br />

novos investimentos, iniciativas estão sendo estudadas com atenção nos aspectos<br />

econômicos, sociais, financeiros, fiscais, de infraestrutura, abastecimento e logística.<br />

Cientes da importância da Empresa no processo de transformação social, seguimos<br />

renovando parcerias, aperfeiçoando processos, investindo em novas tecnologias,<br />

superando desafios, rumo ao horizonte que se revela, consolidando a imagem desta<br />

organização sustentável.<br />

Acredito que as solenidades de comemoração do aniversário da Empresa são momentos<br />

de verdadeira confraternização de uma equipe integrada, que trabalha para<br />

garantir produtividade com segurança, qualidade de vida e desenvolvimento.<br />

Comemoramos 37 anos de fundação convictos de que a Empresa está no caminho<br />

certo e tem um futuro promissor, pois contamos com profissionais qualificados e<br />

comprometidos com a CENIBRA.<br />

EXPEDIENTE<br />

DIRETOR-PRESIDENTE<br />

Paulo Eduardo Rocha Brant<br />

DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO<br />

Naohiro Doi<br />

DIRETOR INDUSTRIAL E TÉCNICO<br />

Kenji Takashima<br />

DIRETOR COMERCIAL<br />

Satoshi Miyake<br />

COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO CORPORATIVA<br />

Leida Hermsdorff Horst Gomes<br />

COMITÊ EDITORIAL<br />

Afonso Carlos dos Reis Fioravante<br />

Érica de Souza Pinheiro Costa<br />

Fernando Palha Leite<br />

Jacinto Moreira Lana<br />

José Roberto Gonçalves<br />

Marcelo Silva Coelho<br />

Yara Aparecida Furbino de Melo<br />

Paulo Eduardo Rocha Brant<br />

Diretor-Presidente<br />

PROJETO GRÁFICO<br />

E DIAGRAMAÇÃO<br />

Café c/ Design<br />

Fotos | Arquivo<br />

Fotos da matéria destaque | Paulo Sérgio<br />

Oliveira<br />

Tiragem | 4.500 exemplares<br />

FALE COM O FIBRA<br />

31 3829.5038<br />

comunicacaosocial@CENIBRA.com.br<br />

SEDE FÁBRICA<br />

BR 381 | km 172 | Belo Oriente<br />

Minas Gerais | CEP 35196-972<br />

Telefone: 31 3829.5010<br />

Fax: 31 3829.5260<br />

BELO HORIZONTE<br />

Rua Bernardo Guimarães | 245 | 8º andar<br />

Bairro Funcionários | CEP 30140-080<br />

Telefone: 31 3235.4041<br />

Fax: 31 3235.4002


RECURSOS HUMANOS<br />

GARANTIA DE qUALIDADE DE VIDA<br />

PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR BENEFICIA EMPREGADOS<br />

Com uma filosofia voltada para a garantia de uma aposentadoria<br />

digna aos seus empregados, visando conceder-<br />

-lhes longevidade, segurança financeira, sem necessidade<br />

da busca de renda extra para se manter, a CENIBRA oferece<br />

a todos um Plano de Previdência Complementar - Vale<br />

Mais, administrado pela Fundação Vale do Rio Doce de<br />

Seguridade Social - VALIA, entidade com mais de 37 anos<br />

no mercado, 36 patrocinadores e 80 mil participantes.<br />

O Vale Mais é um Plano Misto de Benefícios em que o<br />

participante escolhe quanto quer contribuir e como receber<br />

a aposentadoria, conforme regulamento, além de<br />

ser desvinculado da aposentadoria pelo INSS. O fundo<br />

é formado por contribuições do participante e do patrocinador,<br />

que são depositadas em contas individuais<br />

e separadas. A soma dessas contribuições, acrescida da<br />

rentabilidade, constitui o Saldo de Conta do participante.<br />

Os custos dos benefícios de risco são totalmente pagos<br />

pela CENIBRA.<br />

Além da aposentadoria (normal e antecipada), o plano<br />

Vale Mais oferece os seguintes benefícios: suplementação<br />

de aposentadoria por invalidez, o auxílio doença; benefício<br />

de pensão por morte do participante; benefício diferido<br />

por desligamento - resgate do saldo no desligamento e<br />

abono anual - 13º salário empréstimo aos participantes,<br />

na modalidade de simples e imobiliário, com taxas bem<br />

mais vantajosas do que as oferecidas pelo mercado.<br />

A IMPORTâNCIA DA PREVIDÊNCIA<br />

COMPLEMENTAR<br />

Em um cenário competitivo, no qual o Brasil se projeta para<br />

um futuro mais maduro, com melhoria da qualidade de<br />

vida e a expectativa de vida sendo elevada, a previdência<br />

complementar é fundamental. No pacote de remuneração<br />

oferecido pela CENIBRA, além de possibilitar a atração e a<br />

retenção de pessoas de alta performance, busca valorizar<br />

o capital humano caracterizando como valores constantes<br />

em suas ações.<br />

O ideal é que o planejamento previdenciário comece o mais<br />

cedo possível, já na admissão do empregado, que é contemplado<br />

com uma série de benefícios. “É a oportunidade de se<br />

garantir um futuro melhor, todos os empregados deveriam<br />

perceber isso. Na admissão do empregado, procuramos<br />

mostrar a importância desse investimento. O empregado<br />

contribuinte tem acesso, dentro dos critérios estabelecidos<br />

no regulamento, a empréstimos com juros bem acessivos,<br />

suplementação auxílio doença, e existe também a possibilidade<br />

da portabilidade do seu saldo para outro Plano de<br />

Previdência Complementar. O processo é simples e sem<br />

burocracia. Nós consultores procuramos ser uma interface<br />

no processo de comunicação entre empregados e VALIA”,<br />

explica a Técnica de Pessoal e Consultora da VALIA Míriam<br />

Geralda Martins Madureira.<br />

Ainda segundo Míriam, é importante ter em mente que<br />

quanto antes o empregado iniciar a contribuição, maior será<br />

a reserva acumulada no futuro. “Começar a investir desde<br />

cedo é um dos fatores mais importantes para garantir o<br />

sucesso de uma independência financeira”, finaliza.<br />

CONTRIBUIÇÃO<br />

• Para salários até 10 UR, a contribuição é de 1%. Para a<br />

parcela do salário que exceder a 10 UR, o participante<br />

escolhe o percentual, desde que não inferior a 1%. Este<br />

percentual pode ser alterado, uma vez por ano, em mês<br />

fixado pela VALIA, normalmente em outubro, para vigorar<br />

no ano seguinte.<br />

• A contribuição da CENIBRA é exatamente igual à do participante,<br />

limitada a 9% na parcela excedente a 10 UR. A<br />

CENIBRA contribui também com os valores destinados<br />

à garantia dos benefícios de risco (invalidez e morte em<br />

atividade) e para o custeio administrativo do Plano.<br />

• Sempre que desejarem, os participantes ativos e autopatrocinados<br />

podem realizar a Contribuição Esporádica,<br />

sem valor e época preestabelecidos.<br />

3


4<br />

v<br />

INSTITUTO CENIBRA<br />

SOLIDARIEDADE EM ALTA<br />

INSTITUTO CENIBRA BENEFICIA COMUNIDADES COM DOAÇõES<br />

No intuito de reforçar sua missão de promover ações de<br />

apoio à cidadania, ao bem-estar coletivo e ao desenvolvimento<br />

social nas comunidades inseridas em sua área de<br />

abrangência, a CENIBRA, por meio do Instituto CENIBRA,<br />

realizou a entrega de 40 bancos para a Igreja Católica de<br />

Revés do Belém, distrito de Bom Jesus do Galho, e ainda<br />

77 computadores para entidades assistenciais de diversos<br />

municípios.<br />

A entrega dos computadores contemplou 18 entidades<br />

assistenciais. Uma dessas entidades foi a Associação do<br />

Amor, que relata a importância da doação. “Trabalhamos<br />

com jovens e adultos, e para a Associação os computadores<br />

foram de grande serventia. A doação da CENIBRA nos<br />

possibilitou promover ainda mais a inclusão digital”, disse<br />

a Coordenadora da Associação do Amor, Rita Ferreira da<br />

Silva Alves.<br />

A ação é parte do Projeto Salinhas de Informática, que<br />

tem por objetivo contribuir para o acesso das comunidades<br />

ao mundo da informática. Iniciado em 2003, o Instituto<br />

CENIBRA já implantou 64 Salinhas de Informática em<br />

diversos municípios de sua área de atuação.<br />

MAIS CONFORTO PARA OS FIÉIS<br />

No total, foram entregues 40 bancos para a Igreja Católica<br />

de Revés do Belém, distrito de Bom Jesus do Galho, sendo<br />

doados pelo Instituto CENIBRA 100 m³ de madeira de<br />

eucalipto, que foram utilizados para a produção dos bancos,<br />

confeccionados pela Serraria Liderança, em Vargem<br />

Alegre.<br />

Quem se mostrou extremamente agradecido e se pronunciou<br />

em nome da comunidade foi o Padre João Batista, que<br />

relata com alegria a motivação dos fiéis em comparecer às<br />

celebrações. “A partir dessa ação da CENIBRA, a comunidade<br />

de Revés do Belém se sentiu valorizada. Percebo a<br />

alegria no olhar de cada fiel. Como representante da paróquia<br />

gostaria de agradecer a Deus, em primeiro lugar, e ao<br />

Instituto CENIBRA, na pessoa do Diretor-Presidente Paulo<br />

Brant e toda sua equipe pela realização desse projeto em<br />

favor da vida”, agradece.<br />

Durante a entrega, além do Diretor-Presidente, estiveram<br />

presentes coordenadores, gerentes, assistentes sociais e<br />

técnicos da Empresa. Em agradecimento, foi celebrada<br />

uma missa em ação de graças na igreja.<br />

No total, foram entregues 77 computadores para 18 entidades<br />

assistenciais


MELHORIA CONTíNUA<br />

PARCERIAS RENOVADAS PROMOVEM qUALIDADE DE VIDA DAS COMUNIDADES<br />

Na CENIBRA, mais importante que promover ações de<br />

cunho social, é dar continuidade aos projetos que melhoram<br />

a qualidade de vida das comunidades localizadas nas<br />

áreas de abrangência da Empresa. Pensando nisso, a CENI-<br />

BRA, por meio do Instituto CENIBRA, celebrou o contrato<br />

de parceria com o Movimento Mulher de Fibra e mantém<br />

uma parceria com as associações de apicultores, permitindo<br />

o acesso e uso de suas propriedades (plantios de eucalipto<br />

e florestas nativas) para instalação de apiários.<br />

Iniciado em 2005, o Mulher de Fibra vem realizando diversas<br />

ações com grupos de agricultores familiares, estudantes<br />

das turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA),<br />

além de diversas abordagens com grupos de mães. “Nosso<br />

principal objetivo é fortalecer a atuação das mulheres que<br />

desempenham liderança na vida familiar e comunitária atuando<br />

como agentes de proteção social e canalizadoras do<br />

desenvolvimento de sua comunidade. O Projeto, além de<br />

elevar a autoestima das mulheres, é a porta de entrada<br />

para agregar conhecimento, geração de renda e promover<br />

a melhoria da qualidade de vida da comunidade”, explica<br />

o Assistente Social Laudenir Moura.<br />

O Projeto Mulher de Fibra, do Instituto CENIBRA, atualmente<br />

é composto por um grupo de 22 mulheres de Ipaba do<br />

Paraíso, no município de Santana do Paraíso, que, por meio<br />

de encontros semanais, promovem uma autorreflexão do<br />

cotidiano na busca de soluções para os problemas enfrentados<br />

no dia a dia. O grupo também produz biscoitos, roscas,<br />

bolos, entre outros produtos caseiros, para as escolas<br />

públicas do município, para atender convênio firmado com<br />

a Prefeitura Municipal de Santana do Paraíso.<br />

O desejo de superar limites fez com que o próprio Movimento<br />

crescesse e então nasceu o Movimento Mulher de<br />

Fibra de Ipaba do Paraíso (MMF-IP). O Movimento, com<br />

sua gestão, estatuto e diretoria constituídos, manteve os<br />

encontros, acrescidos de um cronograma de oficinas e calendário<br />

de palestras. “Além da geração de renda, busca-<br />

mos a valorização e socialização das mulheres de nossa<br />

comunidade. Aqui temos a oportunidade de mostrar um<br />

exemplo de como a mulher consegue se estabelecer na<br />

sociedade”, disse a Presidente do MMF-IP, Erinete Silva<br />

Anselmo Magalhães.<br />

PARCERIA COM APICULTORES<br />

Outra parceria de sucesso da CENIBRA é a com as associações<br />

de apicultores. Atualmente, oito delas possuem<br />

contrato de parceria rural por meio de cessão de áreas da<br />

CENIBRA para exploração apícola. Os apicultores repassam<br />

para a Empresa cerca de 5%, da produção que, por meio do<br />

Instituto CENIBRA, são doados para entidades assistenciais<br />

e escolas dos municípios. O projeto possui grande significado<br />

social, econômico e ambiental, uma vez que cria novos<br />

postos de trabalho que possibilitam uma renda alternativa.<br />

Neste ano, a parceria completa 10 anos. A pioneira entre<br />

os parceiros é Associação Regional dos Apicultores e Exportadores<br />

do Vale do Aço (AAPIVALE). Em maio de 2000<br />

celebrou-se o convênio para utilização das áreas das regiões<br />

de Cocais, Rio Doce e Ipaba e desde então a parceria está<br />

consolidada. “Esse projeto tem uma importância social<br />

muito grande, uma vez que centenas de famílias são beneficiadas.<br />

Tanto a Empresa quanto os apicultores somam<br />

vantagens com a parceria, pois estamos falando de geração<br />

de emprego, renda e qualidade de vida”, afirma o Gerente<br />

Administrativo da AAPIVALE, Antônio Francisco Braga Rolla.<br />

Quem também concorda com a afirmação do Gerente Administrativo<br />

é a Assistente Social Isabel Mônica de Freitas.<br />

“O segmento da apicultura é forte na região e permite uma<br />

relação de corresponsabilidade das associações que atuam<br />

como parceiras da CENIBRA, além de contribuir para uma<br />

alternativa de geração de renda para os pequenos produtores<br />

e para melhoria da qualidade de vida dos apicultores<br />

e suas famílias”, concorda.<br />

5


6<br />

INSTITUTO CENIBRA<br />

COMPROMISSO SOCIAL<br />

PROJETO AÇÃO E CIDADANIA OFERECE SERVIÇOS PARA A COMUNIDADE<br />

Em 29 de agosto comemora-se o<br />

Dia do Voluntariado. Várias ações<br />

voluntárias mobilizam pessoas e<br />

empresas que, organizadas em grupos,<br />

fazem neste dia atividades em<br />

benefício de sua comunidade, e na<br />

CENIBRA não foi diferente. Por meio<br />

do Instituto CENIBRA, a Empresa<br />

realizou mais uma edição do Projeto<br />

Ação e Cidadania. Dessa vez, foi<br />

contemplada a comunidade de Ipaba<br />

do Paraíso, no município de Santana<br />

do Paraíso.<br />

O Projeto levou até a comunidade<br />

vários serviços na área da saúde<br />

e ainda orientações a respeito do<br />

combate e prevenção de doenças. A<br />

Unidade Móvel de Integração com<br />

a comunidade (CENIBRA Móvel)<br />

também esteve presente no dia.<br />

As ações do Projeto beneficiaram<br />

crianças e adultos. “No Ação e Cidadania<br />

temos como objetivo levar<br />

o que pensamos que poderá atrair,<br />

tanto na área de saúde quanto na<br />

higiene pessoal. As ações foram<br />

realizadas em um domingo, dia em<br />

que geralmente as pessoas não trabalham,<br />

então a participação, como<br />

em todas outras edições, foi muito<br />

grande. Outro fator que também<br />

impulsiona a participação é a acessibilidade<br />

aos serviços prestados no<br />

dia”, conta a Técnica de Relações<br />

Institucionais Elizabeth Ferreira da<br />

Silva.<br />

AÇÃO E CIDADANIA<br />

Implantado em 2001, o Projeto Ação<br />

e Cidadania já realizou 55 edições e<br />

promoveu mais de 202 mil atendimentos<br />

nas áreas de saúde, educação,<br />

cidadania, cooperação social e<br />

entretenimento infantil, contribuindo<br />

para a melhoria da qualidade de<br />

vida dos moradores das comunidades<br />

de atuação da CENIBRA.<br />

O Ação e Cidadania é um projeto<br />

de promoção social, de iniciativa<br />

da CENIBRA, em parceria com os<br />

Moradores da comunidade de Ipaba do Paraíso foram contemplados com uma série<br />

de atividades<br />

Lions Clubes de Ipatinga, Prefeituras<br />

Municipais e outras instituições de<br />

serviços. Tem como público-alvo a<br />

população adulta e infantil das comunidades<br />

próximas à CENIBRA,<br />

cujos indicadores socioeconômicos<br />

sejam insatisfatórios.<br />

OUTRAS AÇõES DO DIA V<br />

Em parceria com militares da 12ª<br />

Cia PM Independente de Meio Ambiente<br />

e Trânsito, integrantes do<br />

Corpo de Bombeiros, Associação<br />

dos Pescadores e Amigos do Rio<br />

Doce e Afluentes, Força Verde, Prefeitura<br />

Municipal de Belo Oriente e<br />

demais empresas, a CENIBRA, por<br />

meio do Instituto CENIBRA, realizou<br />

um mutirão de limpeza da cachoeira<br />

RECREAÇÃO EM VIRGINóPOLIS<br />

no distrito de Cachoeira Escura, no<br />

município de Belo Oriente.<br />

Para ajudar na realização da atividade,<br />

a CENIBRA disponibilizou<br />

barcos, empregados do Corpo de<br />

Bombeiros e água potável para os<br />

voluntários. A limpeza foi realizada<br />

nas duas margens do rio, sendo retirados<br />

mais de 160 kg de resíduos. O<br />

material foi colocado em sacos plásticos<br />

e doado para a Associação de<br />

Catadores do município.<br />

A atividade teve como objetivo desenvolver<br />

a consciência ambiental,<br />

promovendo a educação, de forma<br />

a minimizar os impactos causados<br />

ao ambiente pelas ações impensadas<br />

do homem.<br />

Por meio da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Virginópolis,<br />

a CENIBRA também participou da Ação do Dia V no município. As atividades<br />

foram direcionadas para a recreação da criançada. Diversas atividades foram<br />

realizadas durante o dia: pintura de rosto, pescaria com brindes, jogo do bocão<br />

e jogo de argola.


NA FÁBRICA<br />

UMA qUESTÃO DE SEGURANÇA<br />

SIPAT INTEGRADA É O ASSUNTO DA VEZ<br />

Anualmente, a CENIBRA e Empresas<br />

Prestadoras de Serviços realizam a<br />

Semana Interna de Prevenção de Acidentes<br />

(SIPAT Integrada), na Fábrica<br />

e nas Regionais Florestais (Nova Era,<br />

Guanhães, Rio Doce). Nestes eventos<br />

acontecem debates e palestras voltados<br />

para a segurança. Na Fábrica, o<br />

evento é organizado pela Comissão<br />

Interna para Prevenção de Acidentes<br />

(CIPA) e, na Área Florestal, pela<br />

Comissão Interna para Prevenção de<br />

Acidentes do Trabalhador Rural (CIPA-<br />

TR); nas duas situações com apoio da<br />

Área de Segurança do Trabalho e da<br />

Área de Comunicação.<br />

As palestras e demais atividades da<br />

Semana objetivam despertar a motivação,<br />

alertar sobre a segurança e a<br />

importância do trabalho em equipe,<br />

levando os empregados a refletirem<br />

sobre as atitudes de cada um no ambiente<br />

de trabalho. “A SIPAT é um<br />

evento que busca conscientizar os<br />

empregados sobre a prevenção de<br />

acidentes. A Empresa está preocupada<br />

com o empregado, mas ele tem<br />

que fazer a sua parte. O que mais me<br />

chamou a atenção durante a Semana<br />

foram as palestras”, conta o laboratorista<br />

e integrante da CIPATR da Regional<br />

Rio Doce, Antônio Ivan Martins.<br />

“A forma criativa com que a SIPAT trata<br />

a segurança é muito especial. A partir<br />

do ‘lúdico’, os debates e as palestras<br />

ficaram muito interessantes e despertam<br />

muito interesse. Pude observar<br />

que todos prestaram muita atenção,<br />

principalmente na palestra ministra-<br />

da pelo palestrante Antônio Benedito<br />

Lúcio. Outro fator positivo do evento<br />

foi a grande participação e interesse<br />

dos empregados das EPS. Em resumo,<br />

a SIPAT mostrou que a segurança é um<br />

assunto que deve ser discutido todos<br />

os dias”, disse o Especialista Wellinton<br />

Leite.<br />

SIPAT NAS REGIONAIS<br />

De acordo com o Coordenador de Silvicultura<br />

da Regional Guanhães, Luiz<br />

Sérgio Pereira Curti, a participação dos<br />

empregados foi muito grande e bastante<br />

proveitosa. “Tiramos uma semana<br />

para discutir assuntos voltados<br />

à segurança, mas temos a consciência<br />

de que esse é um assunto que deve<br />

ser discutido todos os dias do ano. A<br />

SIPAT na Regional Guanhães foi muito<br />

positiva, os empregados participaram<br />

em massa. Durante a Semana tivemos<br />

a oportunidade de refletir um pouco<br />

mais sobre a segurança e a qualidade<br />

de vida. Acredito que o grande desafio<br />

para conseguirmos excluir o acidente<br />

de trabalho de nosso vocabulário está<br />

no próprio ser humano, com a mudança<br />

de comportamento e atitude”,<br />

finaliza.<br />

Em Nova Era, a motivação tomou conta<br />

dos empregados, que se mostraram<br />

interessados em participar do evento.<br />

“A presença dos empregados foi significativa.<br />

As palestras foram muito<br />

interessantes. Acredito que o principal<br />

ganho com a SIPAT Integrada é a<br />

motivação do empregado, que sai da<br />

sua rotina de trabalho para participar<br />

do evento e, de certo modo, se sente<br />

importante. Temos que lembrar que<br />

tudo o que foi dito e aprendido durante<br />

a SIPAT deve ser colocado em prática<br />

no dia a dia de trabalho”, explica o Coordenador<br />

de Silvicultura da Regional<br />

Nova Era, Gilberth Ferrari.<br />

Durante o evento, o Diretor Industrial<br />

e Técnico Kenji Takashima falou aos<br />

empregados<br />

FIqUE LIGADO!<br />

De acordo com informações do Ministério<br />

da Previdência e Assistência<br />

Social, no Brasil, ocorre em média<br />

uma morte a cada três horas, motivada<br />

pelo risco decorrente dos<br />

ambientes de trabalho. As consequências<br />

dos acidentes afetam não<br />

apenas a produtividade e a competitividade<br />

das empresas, mas comprometem<br />

também a família; ameaçam<br />

a vida, gerando impacto social, econômico<br />

e sobre a saúde pública.<br />

7


8<br />

DESTAQUE<br />

SUCESSO CONSOLIDADO<br />

CENIBRA FESTEJA 37 ANOS EM GRANDE ESTILO COM OS EMPREGADOS<br />

Escrevendo novas páginas de sucesso e desenvolvimento<br />

para o Brasil e o mundo, a CENIBRA comemora seus 37<br />

anos com uma festa em grande estilo para os empregados.<br />

Com a certeza de um empreendimento de sucesso,<br />

baseado na sustentabilidade e creditado por brasileiros e<br />

japoneses, os empregados confraternizaram com muita<br />

animação.<br />

A comemoração teve início no Clube Morro do Pilar, em<br />

Ipatinga, e contou com a presença dos empregados que<br />

completaram 10, 20 e 30 anos de Empresa que, acompanhados<br />

de seus familiares, receberam placas e relógios<br />

comemorativos.<br />

Os que completaram 30 anos de dedicação à Empresa<br />

foram premiados com uma merecida viagem com acompanhante<br />

para a Europa. Também participaram da festa,<br />

acompanhados por suas esposas, mais de 100 empregados<br />

homenageados de 2009. A agitação da noite ficou<br />

por conta da Banda San Remo.<br />

PARA TODOS OS GOSTOS<br />

E as comemorações não pararam por aí. Ao som da eletrizante<br />

Banda Cia Show, a CENIBRA realizou, no dia 17/9,<br />

uma grande festa na Associação Atlética CENIBRA, com<br />

almoço, bebida e churrasco para festejar com os empregados<br />

da Fábrica e Florestal. Cerca de 1.000 empregados<br />

participaram da festa.<br />

UMA MARCA DE GRANDES<br />

CONqUISTAS<br />

Fundada em 13 de setembro de 1973, a CENIBRA começou<br />

a operar em 1977, com capacidade nominal de<br />

produção de 225 mil toneladas de celulose/ano. Após<br />

sucessivas melhorias nas condições operacionais, a Empresa<br />

elevou gradativamente seus níveis de produção até<br />

chegar à capacidade atual, 1.140.000 toneladas de celulose/ano.<br />

Por meio de ações sustentáveis, a Empresa garante a<br />

eficiência de seus processos e proporciona melhoria da<br />

qualidade de vida das comunidades, consolidando uma<br />

história de parceria e grandes realizações.<br />

Empregados da Fábrica e Florestal se reuniram na Associação<br />

Atlética CENIBRA para confraternizar


O Diretor-Presidente Paulo Brant fez o discurso de abertura<br />

na noite de homenagens<br />

O Diretor Administrativo e Financeiro Naohiro Doi e sua<br />

esposa Mariko Doi sopraram as velas de 37 anos da Empresa<br />

O espetáculo da noite ficou por conta da Banda San Remo<br />

Momento de homenagem ao Diretor Administrativo e<br />

Financeiro Naohiro Doi: o primeiro diretor japonês a<br />

completar 10 anos de empresa.<br />

O Diretor Administrativo e Financeiro Naohiro Doi e sua<br />

esposa Mariko Doi<br />

9


10<br />

10<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

30<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

20<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

10<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

30<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

20<br />

ANOS DE<br />

EMPRESA<br />

3 A<br />

E


“Eu agradeço primeiramente a Deus por me<br />

dar a oportunidade de há 30 anos integrar o<br />

quadro de empregados da Empresa. Fiquei<br />

muito satisfeito por ter sido homenageado,<br />

gostei muito do prêmio e achei a festa muito<br />

organizada, foi bom demais. Eu me orgulho de<br />

fazer parte da história da CENIBRA”, agradece<br />

o Operador de Tratamento de Água e Efluente<br />

Edson Lott Machado - homenageado aos 30<br />

anos de Empresa.<br />

“30 anos não são 30 dias, e eu fico muito<br />

gratificado em saber que a CENIBRA reconhece<br />

isso. Mesmo após 30 anos eu tenho a mesma<br />

motivação de quando entrei na Empresa.<br />

Aqui nós construímos uma família. Fiquei<br />

muito honrado com a homenagem”, conta o<br />

Operador Auxiliar de Secagem Albenyr Cândido<br />

- homenageado aos 30 anos de Empresa.<br />

“Mais que os prêmios, o importante é<br />

o reconhecimento da Empresa para nós<br />

empregados. Na CENIBRA eu tive minha primeira<br />

grande experiência, entrei com 18 anos e, na<br />

época, posso dizer que não sabia onde estava<br />

pisando. Hoje, aos 20 anos de Empresa sei onde<br />

estou pisando e que tenho muito a aprender,<br />

portanto a minha motivação é ainda maior. Achei<br />

a confraternização excelente. Esse momento<br />

de socialização entre os empregados é muito<br />

importante”, finaliza o Facilitador de Recuperação<br />

e Químicos Alexandre Rodrigo Bassani -<br />

homenageado aos 20 anos de Empresa.<br />

“Eu me senti importante por ter sido<br />

homenageado. A homenagem prestada<br />

mostra que a CENIBRA reconhece o valor do<br />

empregado. Gostei muito da confraternização”,<br />

disse o Operador de Máquinas Florestais<br />

da Regional Guanhães, Wilson Pereira -<br />

homenageado aos 10 anos de Empresa.<br />

11


12<br />

v<br />

NO CAMPO<br />

DÊ PREFERÊNCIA PARA A SEGURANÇA<br />

CENIBRA REALIZA INSPEÇÃO EM VEíCULOS E MÁqUINAS AGRíCOLAS<br />

Zelar pela segurança é um compromisso da CENIBRA com<br />

seus empregados e também com os empregados de suas<br />

empresas parceiras. Por isso, a Empresa, em parceria com a<br />

INSPESERV (empresa especializada em inspeção veicular),<br />

realiza periodicamente inspeções mecânicas em todos os<br />

veículos leves, caminhões, composições de transporte de<br />

madeira e máquinas agrícolas florestais.<br />

O objetivo, além da segurança, é garantir a disponibilidade<br />

da frota e equipamentos do processo florestal dentro<br />

dos padrões legais, ambientais e de segurança conforme<br />

exigido nos contratos com as empresas prestadoras de<br />

serviço e nos veículos próprios. “O instrumento é utilizado<br />

para garantir que as Empresas Prestadoras de Serviços na<br />

Colheita, Silvicultura e Operadores Logísticos cumpram os<br />

requisitos legais e de segurança veicular. O grande ganho<br />

com as inspeções preventivas é a redução do potencial<br />

de acidentes provocados por falhas mecânicas”, explica o<br />

Coordenador de Manutenção de Equipamentos Florestais<br />

Edvaldes Amaral.<br />

Em todas as Regionais existe uma programação com a periodicidade<br />

das inspeções. Por mês, são realizadas aproximadamente<br />

350 inspeções. Após passar pela vistoria,<br />

o veículo, se aprovado, recebe um selo de liberação para<br />

operação, comprovando a execução de vistoria. Caso não<br />

seja aprovado na primeira vistoria, o veículo tem o prazo<br />

de uma semana para corrigir a irregularidade e novamente<br />

ser inspecionado. Na última vistoria realizada, mais de 70%<br />

dos veículos que foram reprovados na primeira inspeção<br />

corrigiram as irregularidades e foram aprovados ao retor-<br />

nar. “Enquanto o veículo não estiver com tudo regularizado,<br />

ele não volta para operação”, conta Edvaldes.<br />

De acordo com a Supervisora Rayssa, todo o processo é<br />

voltado para a segurança do próprio empregado. “A pessoa<br />

deve levar o veículo para inspeção nas condições reais de<br />

uso para que sejam apontadas as possíveis irregularidades<br />

e estas sejam corrigidas. É importante ter a consciência<br />

de que a vistoria é para a segurança do próprio condutor,<br />

das pessoas que utilizam o veículo e das que circulam nas<br />

vias”, alerta Rayssa.<br />

As inspeções são realizadas periodicamente em todas as<br />

Regionais


MOTIVOS DE SOBRA PARA COMEMORAR<br />

VIVEIRO FLORESTAL COMPLETA 10 ANOS<br />

Neste ano, a CENIBRA vem colecionando grandes realizações,<br />

e uma delas é o aniversário de 10 anos do Viveiro<br />

Florestal. Considerado um dos mais modernos do<br />

mundo, com relação às técnicas empregadas na produção<br />

de mudas de eucalipto por clonagem, o complexo se<br />

estende por uma área de 40 mil m² e possui a capacidade<br />

de produzir 25 milhões de mudas por ano. Nesses 10<br />

anos, já foram produzidos no Viveiro quase 200 milhões<br />

de mudas.<br />

De acordo com o Coordenador de Silvicultura Mauro<br />

Birro, em todos esses anos muitas foram as melhorias<br />

alcançadas. “Quando inaugurado, o Viveiro tinha um<br />

índice de enraizamento de 59%; hoje, temos um enraizamento<br />

acima de 90%. Ao longo desses 10 anos já<br />

conseguimos recordes de produção, e isso, entre outras<br />

conquistas, se deve ao empenho e dedicação de toda a<br />

nossa equipe”, conta Mauro, que ainda faz questão de<br />

relatar sobre o bom ambiente de trabalho no Viveiro.<br />

“Nosso ambiente de trabalho é muito bom, aqui tratamos<br />

todos iguais e a comunicação flui de maneira satisfatória”,<br />

conta.<br />

Há oito anos trabalhando nas dependências do Viveiro,<br />

o Supervisor de Operação Florestal João Batista Senra é<br />

mais um que enumera as conquistas obtidas ao longo da<br />

década. “Tivemos evoluções em vários aspectos: tecnológico,<br />

da qualidade, produtividade, ampliação do espaço<br />

físico, e isso foi graças à cooperação de todos”, disse.<br />

Ao longo desses 10 anos, outra grande conquista foi na<br />

área da segurança. Com cerca de 100 empregados diretos,<br />

no Viveiro a Segurança é assunto prioritário. Desta<br />

forma, são realizados treinamentos específicos e uma<br />

série de ações voltadas para a prevenção do acidente<br />

de trabalho. Ações essas que têm agradado aos empregados.<br />

“Aqui no Viveiro sempre nos preocupamos com<br />

a segurança, e tenho percebido grandes melhoras nas<br />

condições de trabalho”, conta o Técnico Administrativo<br />

II Valmir Alves de Andrade.<br />

Com relação às constantes melhorias das condições de<br />

trabalho, as respostas são unânimes e satisfatórias entre<br />

os empregados. “A maneira de trabalhar melhorou<br />

muito, principalmente nos aspectos da segurança e tecnologia”,<br />

disse o Trabalhador Florestal José Margarida<br />

Maomede.<br />

“Gosto muito de trabalhar aqui no Viveiro. Uma coisa<br />

muito boa que aconteceu nesses 10 anos foi a cobertura<br />

do galpão de serviço, sem falar da segurança que<br />

também está a cada dia melhor”, finaliza o Trabalhador<br />

Florestal José Wilson da Silva.<br />

SAúDE OCUPACIONAL<br />

A movimentação das mudas para o manejo no Viveiro é<br />

feita em mesas rolantes de aço inox, ergonomicamente<br />

construídas, até os galpões onde ocorre a maior parte<br />

do seu manuseio. Além de garantir significativa redução<br />

do esforço físico no transporte das mudas, as instalações<br />

permitem que os trabalhos sejam realizados em amplos<br />

galpões, protegidos dos rigores do sol e da chuva.<br />

Um programa de ginástica compensatória, com exercícios<br />

leves e alongamentos, foi introduzido com a finalidade<br />

de prevenir a ocorrência de doenças ocupacionais,<br />

bem como elevar o nível de motivação e disposição dos<br />

empregados.<br />

O Viveiro possui uma estrutura que permite controlar<br />

parcialmente os fatores de produção vegetal, como temperatura,<br />

umidade, luz, nutrientes e água. A produção de<br />

mudas é realizada utilizando o processo de miniestaquia,<br />

que consiste na utilização das próprias mudas (conduzidas<br />

com podas sucessivas) para a produção dos brotos<br />

a serem usados na formação de estacas. Cada fase do<br />

processo é monitorada para garantir a qualidade total do<br />

processo. Esses controles fazem parte dos procedimentos<br />

que seguem as Normas das séries ISO 14000 e ISO 9000.<br />

13


14<br />

MEIO AMBIENTE<br />

ESCOTEIROS NA FAZENDA MACEDôNIA<br />

COM AS ATIVIDADES, OS GRuPOS PROMOVERAM MAIS QuE A SOLIDARIEDADE<br />

No intuito de apoiar as iniciativas de desenvolvimento<br />

social, no mês de agosto a CENIBRA abriu suas portas e<br />

abrigou o Acampamento Distrital de Patrulhas (ADIP) na<br />

Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda<br />

Macedônia, onde foram desenvolvidas várias atividades<br />

socioeducativas.<br />

Participaram do evento 180 integrantes dos grupos de<br />

escoteiros das cidades de Itabira (16º Padre Olímpio), de<br />

Governador Valadares (73º Pedra Negra), de Ipatinga (37º<br />

Júlio Verne), de Coronel Fabriciano (27º Tapajós), de Timóteo<br />

(80º Jequitibá) e de Conceição do Mato Dentro (128º<br />

Daniel de Carvalho).<br />

O evento contou com o apoio da 12ª Cia. Independente<br />

de Meio Ambiente e Trânsito de Coronel Fabriciano e da<br />

2ª Companhia do Corpo de Bombeiros Militar de Ipatinga.<br />

A CENIBRA contribuiu fornecendo madeira e água potável,<br />

além de disponibilizar um enfermeiro e dois monitores<br />

que atuam na RPPN.<br />

O Técnico em Relações Institucionais do Departamento de<br />

Meio Ambiente da CENIBRA Júlio Madeira, que também<br />

apoiou a organização do evento, informou que a proposta<br />

deste ano objetivou estimular o altruísmo e incentivar<br />

outras instituições a promoverem ações de solidariedade.<br />

“Além de promover a interação, valores, disciplina e respeito<br />

entre os participantes, realizou-se também um resgate<br />

histórico-cultural sobre o escotismo”, explicou Júlio.<br />

Durante o acampamento, os jovens aprenderam várias<br />

atividades visando o trabalho em grupo. “O evento contribuiu<br />

para o crescimento pessoal não só dos jovens participantes,<br />

mas também de todos os organizadores. Todas as<br />

atividades foram executadas com muito cuidado e respeito<br />

ao meio ambiente”, conta a Diretora Administrativa do<br />

Grupo Escoteiro de Timóteo, Márcia Breu de Paiva Freitas.<br />

ADIP<br />

O ADIP é uma atividade competitiva entre os jovens com<br />

o objetivo de avaliar aptidões, proporcionar integração,<br />

entretenimento e conhecimento prático. Por meio de atividades<br />

progressivas baseadas no interesse das crianças e<br />

adolescentes e no contato com a natureza, o escotismo<br />

desenvolve o gosto por aprender fazendo, habilidade de<br />

trabalhar em grupo, liderança e responsabilidade individual.<br />

Os jovens realizaram tarefas em total contato com a natureza<br />

BREVE HISTóRIA<br />

O movimento do escotismo foi idealizado pelo Lorde inglês<br />

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907.<br />

Tudo começou quando Baden-Powell organizou um<br />

acampamento com 20 rapazes, no qual ensinou conceitos<br />

de primeiros socorros, observação, segurança e<br />

orientação aos jovens. Em virtude do bom resultado do<br />

acampamento, Baden-Powell resolveu escrever um livro:<br />

Escotismo para rapazes, publicado em 1908. As ideias do<br />

inglês foram bem recebidas. Rapidamente o movimento<br />

se espalhou por vários países do mundo.


CENIBRA OBTÉM RECERTIFICAÇÃO FSC/CERFLOR<br />

- MANEjO FLORESTAL E CADEIA DE CuSTóDIA<br />

EMPRESA REAFIRMA PIONEIRISMO NACIONAL PELA CERTIFICAÇÃO SIMULTâNEA<br />

CENIBRA: Excelência do Manejo Florestal e da Cadeia de<br />

Custódia<br />

A CENIBRA reafirmou seu pioneirismo nacional ao reconquistar,<br />

em agosto deste ano, a recertificação simultânea<br />

do Conselho de Manejo Florestal (Forest Stewardship<br />

Council - FSC) e do Programa Nacional de Certificação<br />

Florestal (CERFLOR). As auditorias foram realizadas nos<br />

meses de março e abril 2010.<br />

A conquista é o resultado do trabalho de todos os empregados<br />

da Empresa, coordenado pelo Comitê de Monitoramento<br />

do Manejo Florestal e da Cadeia de Custódia,<br />

de caráter permanente. “O objetivo do Comitê é gerir os<br />

processos, desde a aquisição da madeira até o embarque<br />

do produto final destinado aos clientes”, ressalta a Coordenadora<br />

do grupo, Maria José de Oliveira Fonseca.<br />

O FSC é uma organização internacional independente,<br />

composta por representantes dos setores ambiental,<br />

SIGNIFICADO DOS SELOS VERDES<br />

econômico e social, que estabelece os princípios e critérios<br />

de manejo florestal sustentável. A adaptação nacional<br />

ou regional para cada tipo de floresta é estabelecida<br />

em padrões nacionais ou regionais. O FSC também credencia<br />

e monitora as certificadoras.<br />

O CERFLOR é uma iniciativa nacional de certificação<br />

florestal, cujas normas foram elaboradas no âmbito da<br />

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A aplicação<br />

do Certificado de Manejo Florestal Sustentável é<br />

feita pelo Instituto Nacional de Metrologia (INMETRO),<br />

que também credencia as certificadoras. A CENIBRA recebeu<br />

tanto os certificados para o bom manejo da floresta<br />

quanto para a Cadeia de Custódia, os chamados “Selos<br />

Verdes”.<br />

Estas conquistas comprovam a excelência do Manejo<br />

Florestal e da Cadeia de Custódia de uma das maiores<br />

produtoras mundiais de celulose branqueada de fibra<br />

curta de eucalipto. Tem-se a garantia de que o produto<br />

CENIBRA é originado de uma floresta em que se pratica<br />

o manejo florestal sustentável, com responsabilidade socioambiental.<br />

Para a sociedade, conviver com uma Empresa que possui<br />

essas certificações é ter a certeza do diálogo e da transparência<br />

de suas práticas. Para a CENIBRA, é mais um resultado<br />

da constante busca pela melhoria contínua e a<br />

excelência nas atividades de manejo florestal, valorizando<br />

ainda mais os seus produtos.<br />

A conquista é fruto do trabalho de toda equipe da Empresa<br />

De acordo com o WWF-Brasil, organização não governamental (ONG) brasileira dedicada à conservação da natureza, os<br />

selos verdes são uma espécie de garantia de que as operações florestais de uma determinada empresa foram realizadas<br />

de forma ecologicamente correta e socialmente justa. A adesão da indústria à certificação FSC significa sua permanência<br />

no mercado e a oportunidade de introduzir nele novos produtos. Significa, também, a durabilidade do empreendimento<br />

e sua permanência, mantendo os empregos da comunidade e viabilizando os investimentos.<br />

15


16<br />

MEIO AMBIENTE<br />

EDUCAÇÃO AMBIENTAL<br />

CENIBRA COMEMORA DIA DA ÁRVORE COM DIVERSAS ATIVIDADES EDUCATIVAS<br />

Árvore é sinônimo de vida. Ela é importante para toda a<br />

cadeia de seres vivos do planeta, uma vez que desempenha<br />

papéis fundamentais para o equilíbrio ecológico. Deste<br />

modo, no mês de setembro, a CENIBRA promoveu uma<br />

série de atividades em comemoração ao Dia da Árvore<br />

(21/9). Durante a semana, alunos das escolas da região<br />

de Guanhães participaram de uma trilha ecológica interpretativa.<br />

A ação é uma parceria entre a CENIBRA, IEF e<br />

Polícia Militar Ambiental.<br />

No Dia da Árvore, na Câmara Municipal de Açucena, o Especialista<br />

em Meio Ambiente Edson Valgas ministrou uma<br />

palestra sobre “Silvicultura e a Conservação da Biodiversidade”.<br />

Também no mesmo dia, alunos da Escola Estadual<br />

Rosa Damasceno, de Ipaba do Paraíso, e do Colégio Batista,<br />

de Ipatinga, realizaram o plantio de mudas de espécies<br />

nativas na Reserva Particular do Patrimônio Natural - RPPN<br />

Fazenda Macedônia, localizada nos municípios de Ipaba e<br />

Bugre. Durante as visitas à reserva, foram apresentados os<br />

resultados dos trabalhos de preservação e monitoramento<br />

da biodiversidade, bem como reforçada a importância de<br />

cada um para o manejo correto dos recursos naturais.<br />

Para os empregados da CENIBRA, foi exibido nos ônibus<br />

o vídeo “Florestas Plantadas: Grandes Aliadas do Planeta”,<br />

no qual a Associação Brasileira de Celulose e Papel -<br />

Bracelpa apresenta de forma objetiva a contribuição das<br />

florestas plantadas brasileiras para o desenvolvimento e<br />

crescimento do país.<br />

OUTRAS AÇõES<br />

Como parte das ações em comemoração ao Dia da Árvore,<br />

na Fazenda Macedônia, foi organizada uma reunião<br />

administrativa do comando da 12ª Região Militar. Estiveram<br />

presentes o Cmt. da 12ª Região Militar, Cel. Geraldo<br />

Henrique, o Cmt. da 12ª Cia PM Independente de Meio<br />

Ambiente e Trânsito, Major José Carlos, e 49 PMs que<br />

compõem o corpo administrativo.<br />

www.CENIBRA.com.br - Endereço para correspondência: Caixa Postal 100 - Agência CENIBRA<br />

Distrito de Perpétuo Socorro - CEP 35.196-972 - Belo Oriente - MG.<br />

Na oportunidade os PMs efetuaram uma visita à trilha<br />

interpretativa e aos viveiros de pássaros e, em seguida,<br />

houve uma pequena solenidade na qual o Cmt. Henrique<br />

realizou o plantio de uma palmeira. O Cmt agradeceu o<br />

apoio da CENIBRA junto à PM e enalteceu o papel social<br />

da Empresa.<br />

DESENVOLVIMENTO<br />

O setor de celulose e papel do Brasil é representado por 220<br />

empresas nos 450 municípios, localizados em 17 estados<br />

das 5 regiões brasileiras. Responsável por uma área imobiliária<br />

total de 5 milhões de hectares, dos quais 2 milhões<br />

de hectares são de área plantada para fins industriais, o<br />

setor preserva 3 milhões de hectares de florestas e gera<br />

110 mil empregos diretos e 500 mil indiretos.<br />

O principal diferencial das empresas brasileiras de celulose<br />

e papel em relação à concorrência mundial são as florestas<br />

plantadas, das quais se obtêm 100% da celulose e do papel<br />

produzidos no Brasil (parte dele destinada à produção de<br />

jornais, revistas e livros).<br />

Na ocasião, o Comandante Henrique realizou o plantio de<br />

uma palmeira

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!