Cartilha Perigos do Álcool líquido 92.8o. INPM - Criança Segura

criancasegura.com.br

Cartilha Perigos do Álcool líquido 92.8o. INPM - Criança Segura

segurança segurança é coisa coisa séria séria

Não use o álcool líquido 92,8º INPM

Segurança é coisa séria. Não se deve correr riscos

desnecessários, por isso, esperamos sua adesão a

essa campanha deixando de usar o álcool líquido

92,8º INPM.

O objetivo deste guia é chamar a atenção para os

graves problemas do álcool líquido nesta gradação.

Faça sua parte e observe o rótulo do produto antes

de comprar. Assim, estará colaborando para que,

principalmente as crianças, deixem de ser vítimas

de acidentes com queimaduras provocadas

por álcool líquido.

Não deixe sua família e amigos correrem riscos

decorrentes de acidentes por queimadura e ingestão,

não compre o álcool líquido 92.8° INPM à venda

no mercado.

O álcool líquido com esse teor chegou a ser retirado

do mercado, em 2002, mas os fabricantes

conseguiram derrubar a proibição da Agência Nacional

de Vigilância Sanitária (Anvisa).


sa séria • segurança é coisa séria • segurança é

POR QUE NÃO USAR O ÁLCOOL LÍQUIDO 92,8º INPM?

. O álcool líquido nessa gradação faz o fogo se espalhar mais rápido,

causando queimaduras graves e até fatais.

. Água e sabão substituem o álcool na limpeza. Ou compre o álcool com

gradação 46° INPM e use com muito cuidado, deixando o produto longe do

alcance das crianças. E para acender fogo o álcool em gel específico para

queima rende até três vezes ou mais. Ele evita que o fogo se espalhe e não

há riscos de explosão. É um investimento na segurança.

ÁLCOOL LÍQUIDO E O FOGO

Lembre-se: o álcool líquido na gradação de 92,8º INPM é altamente inflamável. Acidentes

com o produto provocam muitos danos e queimaduras graves em grandes áreas do corpo.

RISCO DE EXPLOSÃO

Saiba que mesmo com o uso em condições normais o álcool líquido em alta gradação oferece

risco de explosão iminente, o que não ocorre com o álcool em gel ou outros produtos de

limpeza.

ONDE OCORREM OS ACIDENTES

Geralmente os acidentes acontecem com o uso do álcool próximo ao fogo, como em

churrasqueiras, cozinhas ou durante brincadeiras de crianças.

ÁLCOOL LÍQUIDO E CRIANÇAS

Cerca de 45 mil crianças são hospitalizadas anualmente em decorrência de queimaduras com

álcool líquido. A criança normalmente brinca com o produto sem observar cuidados adotados

por um adulto, o que potencializa o risco de acidentes.

AS QUEIMADURAS

As queimaduras com álcool líquido geralmente são graves e necessitam de intervenção

médica para o tratamento. Há situações em que levam à morte. As queimaduras graves

causam dor e sofrimento intensos, com tratamentos longos que deixam muitas cicatrizes e

marcas pelo corpo.

O QUE FAZER EM CASO DE QUEIMADURA

Use somente muita água fria, para esfriar o local. Não use gelo nem qualquer outro produto.

Não esfregue, aperte ou estoure bolhas, se houver. Não tente desgrudar roupas da

queimadura. Se estiver escura ou esbranquiçada, trata-se de queimadura de 3º grau. Leve a

vítima para o hospital.

Não use o álcool líquido 92,8º INPM


coisa séria • segurança é coisa séria • segura

COMO PREVENIR ACIDENTES

Não tenha em casa álcool líquido 92,8º INPM. Não deixe fósforos, isqueiros e outras fontes

de energia ao alcance das crianças. Produtos inflamáveis devem ser guardados fora do

alcance das crianças, preferencialmente trancados em um armário. Nunca permita que o

álcool, mesmo em gel, seja usado em brincadeiras proximo ao fogo.

QUAL ÁLCOOL É PERIGOSO

Caso realmente opte pelo uso do álcool na limpeza doméstica, saiba que o álcool em gel ou

o líquido com gradação 46° são menos perigosos para a sua família. Os demais nem devem

ser comprados. Caso opte pelo uso de um produto bactericida, lembre-se que o álcool 70°,

que é vendido apenas em farmácias, é o ideal.

QUANTIDADE DE QUEIMADURAS ANUAIS

No Brasil, cerca de 150 mil pessoas, por ano, são vítimas de queimaduras provocadas por

acidentes com álcool líquido 92,8° INPM. Um terço desse total, lamentavelmente, ocorre

com crianças.

OS CUSTOS DO TRATAMENTO PARA O SUS

Enquanto a venda desse produto esteve proibida, houve redução dos gastos no Sistema

Único de Saúde (SUS), mas o mais importante, foi poder evitar o sofrimento dos cidadãos,

com a diminuição de vítimas. O tratamento de uma pessoa, queimada dura em torno de três

meses, e custa cerca de R$ 1.500/dia ao SUS.

ÁLCOOL LÍQUIDO NA LIMPEZA

O álcool líquido pode ser utilizado na limpeza de forma eficiente somente após uma préremoção

de sujeira com água e sabão ou outro produto de limpeza, que já são bons em

exterminar microorganismos. É mais prático, eficiente e barato limpar a superfície apenas

com água e sabão.

ÁLCOOL LÍQUIDO NA DESINFECÇÃO

Para os profissionais de saúde ou aqueles que queiram um produto próprio para desinfecção

o único álcool adequado é o que está entre 68° e 72° INPM. Lembrando que o álcool 92,8º

INPM não tem a capacidade de matar todas as bactérias, pois evapora rapidamente e alguns

microorganismos acabam permanecendo vivos.

SUBSTITUTOS PARA O ÁLCOOL LÍQUIDO

O álcool líquido pode ser substituído por outros produtos para a limpeza doméstica, como o

álcool em gel comum ou desinfetantes. Além disso, a conhecida mistura de água e sabão é

eficiente na limpeza e mata muitos microorganismos. Para queima há no mercado produtos

específicos que rendem até três vezes mais que o álcool líquido.

Não use o álcool líquido 92,8º INPM


sa séria • segurança é coisa séria • segurança

A RESOLUÇÃO DA ANVISA

Em fevereiro de 2002, a Anvisa editou a Resolução (RDC) 46, que determinou que a utilização

do álcool líquido na gradação de 92,8º INPM ficaria proibida e produtos com gradação entre

46° e 92,8° teriam a sua venda restringida. O álcool a 46° permaneceria liberado , porque

nessas condições seu potencial de combustão diminui sensivelmente.

A REDUÇÃO NO NÚMERO DE ACIDENTES

Uma pesquisa realizada nos primeiros meses de validade da medida, pela Sociedade

Brasileira de Queimadura (SBQ), em 56 centros de queimados no Brasil, identificou uma

redução de 60% nos acidentes com álcool. As crianças foram as mais beneficiadas.

A AÇÃO JUDICIAL E OS PROJETOS DE LEI

Após a Resolução da Anvisa os fabricantes de álcool entraram na Justiça e conseguiram

uma liminar para comercializar o produto. Atento a isso, o Congresso Nacional vem

discutindo a questão em dois projetos de lei, para proibir de vez a venda de álcool líquido a

92,8° INPM no Brasil, mas nenhuma lei ainda foi aprovada.

A MOBILIZAÇÃO DAS ENTIDADES

Diante da gravidade da situação, as entidades PRO TESTE, ONG CRIANÇA SEGURA,

Associação Médica Brasileira (AMB), Associação Paulista de Medicina (APM), Sociedade

Brasileira de Queimadura, Instituto Pró-Queimados e Sociedade Brasileira de Pediatria

eleboraram um Manifesto contra a venda do álcool líquido 92,8° INPM e um plano de ações

para conseguir a adesão da população para que não compre este produto.

O QUE JÁ FOI FEITO

As entidades organizaram um abaixo-assinado que já conta com mais de 10.000 assinaturas

e conta com o apoio do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de

São Paulo (Sinpeem) e de profissionais de saúde. Já houve mobilização com estudantes em

São Paulo, que encenaram uma peça sobre o assunto e distribuíram folders. Os projetos de

lei sobre o assunto foram unificados e solicitamos a votação em caráter de urgência. A

causa é encampada também por deputados federais.

CONVITE PARA QUE TODOS ENTREM NA CAMPANHA

Os problemas causados pelo álcool líquido 92,8º INPM são graves e os benefícios trazidos

pelo produto são poucos, quando comparados por outros disponíveis no mercado. Por este

motivo, as entidades querem a proibição da sua venda no mercado brasileiro. Assim,

pedimos que os consumidores não comprem e não usem o produto em casa e participem da

campanha, assinando nosso abaixo-assinado organizado pelas instituições:

PRO TESTE, AMB (Associação Médica Brasileira), APM (Associação Paulista de Medicina)

e Criança Segura

Não use o álcool líquido 92,8º INPM

More magazines by this user
Similar magazines