Reunião com a Prefeitura - Sintraturb

sintraturb.com.br

Reunião com a Prefeitura - Sintraturb

Dia 1 de maio é

a data-base dos

trabalhadores,

para a resposta

dos patrões

sobre a Pauta de

Reivindicações

Reunião com a Prefeitura

Saímos da negociação com os

patrões fomos até a Prefeitura de

Florianópolis, uma vez que tínhamos

sido convidados pelo novo Secretário

de Transporte e Terminais.

Lá chegando, o senhor Juvencílio

disse que tinha nos convidado

para apresentar-se, uma vez que

está assumindo agora a Secretaria.

Acrescentou que estava aberto ao

diálogo e que estava se colocando

a disposição para auxiliar nas negociações.

Para isso queria ouvir

de nossa parte quais seriam as

principais reivindicações.

De nossa parte colocamos nossas

principais reivindicações e

passamos a colocar para ele algumas

questões que dependem da

Prefeitura e que precisam de solução

urgentemente, como a questão

do banheiro do Terminal Cidade, o

recapeamento asfáltico das pistas

de rolamento do TICEN e a situação

dos motoristas do Executivo

da Transol, que estão impedidos de

abrir as janelas dos veículos, causando

profundo desconforto e até

mesmo problemas de segurança

para dirigir.

O novo Secretário

assumiu

compromisso

de buscar novas

negociações entre

nosso sindicato e

os patrões, assim

como uma rápida

solução para estes

problemas que

apresentamos

Ano XII - Maio - 2 0 0 8 - Extra

SEM GREVE NÃO

AVANÇAREMOS

Esta cada vez mais claro

que sem uma grande luta,

vamos começar a ter dificuldades

em manter tudo aquilo

que conquistamos com tanto

sacrifício nos últimos anos.

E, talvez, as paralisações parciais

não sejam a solução,

sendo necessário que a gente

construa uma grande greve

geral dos trabalhadores do

transporte.

Por outro lado, os patrões

podem estar querendo nos

usar para resolverem suas

pendências com o Poder Público

e temos que estar atentos

a isso. Portanto, unidade,

força e paciência são absolutamente

necessárias nesse

momento.

www.sintraturb.com.br


Continua a enrolação

No dia de ontem, 20

de Maio, ocorreu a

primeira negociação

com os representantes

patronais. E vejam

bem, vinte dias

depois da data-base,

quando já deveria ter

a nova CCT definida e

assinada.

O que disseram os patrões:

1 - Como já era esperado, a maior alegação

dos patrões é que Não TEM CoN-

DIçõES DE NEGoCIAR NADA, PRIN-

CIPALMENTE PoR CAuSA Do ÚLTIMo

AuMENTo Do DIESEL.

2 - Adiantaram que estão buscando negociar

com o Governo Estadual a redução

do ICMS sobre o diesel, que segundo eles

já aliviaria bastante a atual situação das

empresas. Acrescentaram que estão buscando

negociar com a Prefeitura de Florianópolis

outras situações sobre a operação

do transporte, o que diminuiria custos das

empresas e possibilitaria o atendimento

de algumas reivindicações que estamos

fazendo.

3 - Reclamaram do tamanho de nossa

Pauta de Reivindicações, principalmente

pelo fato de que estamos propondo alterar

mais de 70% da atual CCT. Acrescentaram

ainda que isso dificulta a conversa entre

eles e que torna as negociações mais demoradas,

porque tem que discutir muita

coisa.

4 – Colocaram que o SINTRATuRB

deveria ser mais parceiro para ajudar as

empresas a atrair mais passageiros. Isso

se daria com a gente concordando em

mudar a forma da PL, fazendo dela uma

maneira de levar a vocês da categoria a

trabalhar mais e melhor, atraindo mais

Publicação do Sintraturb

Periodicidade mensal

Rua Barão do Rio Branco, 918 - Centro, Palhoça,

SC

Fone/Fax: (48) 3286 5300

E-mail: sintraturb@terra.com.br

BASE TERRIToRIAL: Águas Mornas, Angelina,

Anitápolis, Antônio Carlos, Biguaçu, Canelinha,

Florianópolis, Gov. Celso Ramos, Palhoça, Paulo

Lopes, São Bonifácio, São João Batista,

São José, Santo Amaro da Imperatriz e Tijucas.

SECRETÁRIo DE oRGANIzAção:

Marciano Rodolfo da Silva

SECRETÁRIo DE CoMuNICAção E IMPRENSA:

Antônio Carlos Martins

EDIção: Quorum Comunicação

ILuSTRAçõES: Rico Manhaes

TIRAGEM: 2.200 exemplares

IMPRESSão: Gráfica DC

passageiros e recebendo prêmios por isso.

Segundo eles: PRA ToDo MuNDo GA-

NHAR JuNTo.

5 – Por fim, solicitaram mais prazo para

poderem responder a cada item solicitado

e obterem respostas mais concretas do Governo

Estadual e da Prefeitura de Floripa

sobre as solicitações que estão fazendo.

O que dissemos aos patrões:

1 - De nossa parte colocamos que passamos

os últimos 6 anos apresentando

propostas para melhorar o transporte da

região, dificultar o uso de carros particulares

e atrair mais gente para usar o transporte

coletivo. NuNCA FoMoS LEVADoS EM

CoNSIDERAção. Acrescentamos ainda

que houve a oport nidade de votar contra

a TARIFA ÚNICA de 4 preços no Conselho

Municipal de Transportes, momento em

que, se eles tivessem votado contra, poderíamos

ter derrotado esta proposta ridícula

de transporte do Governo de Dário Berger,

abrindo espaço para outras alternativas

melhores. Mas os patrões preferiram acre-

Sem nenhuma proposta patronal

e mostrando que nossa

paciência está chegando ao fim,

cobramos mais seriedade e uma

resposta mais rápida. os repre-

Maio - 2 0 0 8

ditar em Papai-Noel e votaram na proposta

do Prefeito. Agora reclamam que foram

traídos.

2 – Dissemos a eles que a Pauta de Reivindicações

expressa as necessidades da

categoria, que todas as cláusulas são importantes,

principalmente, as questões de

jornada de trabalho e o valor dos salários

e tíquetes alimentação. Este é o ano para

rediscutir tudo, porque tem muitos problemas

de redação e as coisas precisam ficar

mais claras, PARA ELES Não FICAREM

descumprindo suas obrigações e alegarem

que a CCT “não está bem clara”.

3 – Deixamos bem claro que NuNCA

vamos concordar com a flexibilização de

direitos e salários, de vincular a PL a aumento

de passageiros.

4 – Deixamos bem claro que não ACEI-

TAREMoS A JoRNADA DE 3 HoRAS,

porque praticamente todas as empresas

descumpriram as normas desta jornada,

se aproveitando e explorando ainda mais a

companheirada.

Conclusão da Reunião

sentantes dos patrões disseram

que estão negociando algumas

situações com o Poder Público e

logo que recebam resposta apresentarão

a sua contraproposta.

More magazines by this user
Similar magazines