The TrailerCompany. - Schmitz Cargobull AG

cargobull.com

The TrailerCompany. - Schmitz Cargobull AG

No 31

“Pode-se confiar

em nós”

Mais de 22 anos na direcção de Schmitz Cargobull, dez anos

como conselheiro: O novo homem da frente é uma cara

conhecida. Ulrich Schümer colaborou em desenvolvimentos

essenciais da empresa. Agora encarrega-se de guiar o barco.

Ulrich Schumer (54) o Chefe do

Executivo da Schmitz Cargobull AG

baseia-se na Orientação para o

Cliente.

Cargobull News (CN) perguntou-lhe

como pretende

a Schmitz Cargobull ultrapassar

a crise conjuntural na Europa

e com que estratégia pretende

gerar novos impulsos dentro do

Grupo.

CN: Senhor Schümer, a economia

está a coxear em toda a Europa.

As consequencias da crise não se

conseguem prever. Para que se

prepara a Schmitz Cargobull? O

que significa isso para a produção

e para as vendas?

U. Schümer: Já nos anos do

boom tomamos as precauções

necessárias orientando tudo

para soluções dirigidas ao cliente,

uma produção ajustada à

procura, à rapidez e flexibilidade.

Assim se por um lado pudemos

crescer tão rapidamente

por outro lado hoje permite-nos

reagir perante a pouca procura.

Portanto para nós só conta uma

coisa: o valor acrescentado para

o cliente. Para 2009 também nos

preparamos para uma procura

mais baixa no mercado. O motivo

é a carga para os transportadores

devida ao aumento de

portagens, ainda sem resolver.

Com a estratégia de “criar valor

acrescentado“ ajudaremos os

nossos clientes “funcionando em

redor do veículo“.

CN: Como pode ajudar concretamente

o cliente? O que significa

hoje em dia uma relação intacta

com o cliente?

U. Schümer: A fiabilidade é o

nosso máximo mandamento. Hoje

em dia a qualidade do produto e

do serviço, a durabilidade, assim

como todos os aspectos de segurança,

contam mais que um

preço de aquisição baixo. Devido

à crise financeira naturalmente

os modelos de financiamento

apropriados também estão em

alta. Com a nossa filial Cargobull

Finance actuamos desde 2000

como precursores no ramo. Desta

rede já fazem parte 18 países,

que tal como a rede de serviço,

brevemente abrangerá todos os

mercados da Europa. Em conjunto

apoiamos os clientes ao longo

de todo o ciclo de vida. E precisamente

nas fases difíceis rege:

Pode-se confiar em nós!

CN: Como vê o futuro no mercado

essencial que é a Europa e que

espera dos políticos do transporte?

U. Schümer: A Europa continua

a crescer junta. Sobretudo na Europa

Central e do Leste há muito

potencial. O intercâmbio de mercadorias

com a Europa Ocidental

e a criação de novas sedes de

produção gerarão um transporte

considerável, pelo que ainda será

mais importante adaptar os quadros

legais e os standards no grémio

do transporte. No sentido da

eficiência dos custos, as soluções

detalhadas para os diferentes países

podem ser o objectivo.

CN: Apesar dos problemas económicos,

é especialmente a UE

que impulsiona a reforma ecológica?

Qual é a abordagem da Schmitz

Cargobull neste aspecto?

U. Schümer: A eficiência dos recursos,

o transporte e a energia

marcam toda a nossa cadeia de

criação de riqueza: Desde o desenvolvimento,

passando pela

produção dos veículos, até ao

Continuação na PÁGINA 2

www.cargobull.com

RSAB impede a “idade do gelo”.

Segurança ao longo do Inverno

Schmitz Cargobull oferece uma opção de segurança no tecto, de

fábrica ou á posteriori: RSAB (RoofSafetyAirbag) impede eficazmente a

formação de placas de gelo.

PÁGINA 6

Proteja a sua

liquidez

Horstmar, 18 de Dezembro de 2008

– Morangos frescos, toneladas de

bobinas de papel , carnes diversas

, a variedade dos produtos transportados

pelos nossos clientes são imensas, assim

como as exigências de como apresentam

os mesmos. Na configuração dos semireboques

somos também exigentes no que

diz respeito ao sistema modular utilizado.

Com a Cargobull Finance conta-se, também,

com um prestador de serviços que se

apresenta ao cliente com formas de financiamento

que lhes são mais favoráveis. Leasing,

aluguer-venda e financiamento com

opções específicas segundo os países e

pacotes de Service: tudo oferecido por um

só fornecedor. Dá-se prioridade máxima à

satisfação e liquidez do cliente.

As empresas de transportes vêm-se

agoniadas por aumentos das portagens e

taxas meio-ambientais. Ao mesmo tempo

diminuem os volumes de mercadorias

a transportar. Apesar de tudo isso e da

pressão sobre os preços será a qualidade

a que ocupe a posição mais importante ao

concorrer por futuros pedidos. Os transportadores

apenas poderão competir nesta

corrida com uma técnica adequada. “Faz

já tempo que os empresários previdentes

repararam que é justamente nestes momentos

quando têm que investir em veículos

modernos e eficientes”, assinala Rene

Roelfsema, Director de Finanças de Cargobull.

Na hora de procurar financiamento, no

entanto, deve-se prescindir em grande medida

dos bancos com os quais se trabalha,

em consequência da crise dos mercados

financeiros: a maior parte das empresas de

transporte não podem assumir as garantias

enormemente elevadas e as consideráveis

taxas por riscos que exigem em forma de

juros crescentes. Isto explica que se encontrem

actualmente no auge outras formas

alternativas de financiamento.

Liquidez, liquidez e novamente

liquidez

“O mais urgente do momento é: liquidez,

liquidez e novamente liquidez”, indica

o Administrador da filial de Schmitz

Cargobull. As soluções de financiamento

deveriam facilitar, por um lado, margens financeiras

adicionais de manobra e oferecer

também a necessária segurança durante

todo o tempo de vigência do contrato, com

uns custos calculáveis. Na hora de escolher

o modelo de financiamento apropriado

deve ser tida sempre em conta a situação

Vantagens do aluguer-venda/Leasing*:

* as respectivas formas contratuais dependem de cada país

Aluguer-venda:

• planificação segura com prazos fixos

• sem a carga de linhas de crédito existentes

• duração e formas de pagamento

flexíveis

• transmissão da propriedade

Leasing:

• pagando conforme ganha

terem obtido já depósitos

• não afecta o balanço, aumenta a liquidez

• prazos de leasing dedutíveis como

despesas operacionais

• prazos mais baixos, calculáveis

• menores despesas administrativas

Full Service-Leasing (adicional):

• nenhum risco de despesas de manutenção

e reparações

Definições:

Leasing (to lease = alugar, arrendar) é a cessão

mediante arrendamento ou aluguer de

bens económicos que realiza o fabricante

dos referidos bens directamente ou através

de sociedades de leasing por um pagamento

periódico de prazos de leasing.

Aluguer-venda: forma de leasing na qual o

cliente pode optar, logo que tenha finalizado

o contrato de aluguer estipulado por tempo

determinado, entre a compra do objecto alugado,

contando-se os alugueres já pagos, o

prolongamento do contrato de aluguer ou a

devolução do objecto arrendado.

ÍNDICE

Relatório Cliente Bils-Deroo:

Sucesso com S.KO e S.CF......................... Pág. 2

Optimizado – duplo piso no VARIOS .................Pág.2

Nova composição da Direcção Executiva.............Pág.2

Mais vantagens: S.CS com certificado TIR. ...........Pág.2

Relatório Cliente – Full Service com a DHL .......... Pág. 3

Melhoria nas entregas:

Armazém maior, fornecimento mais rápido .......... Pág. 3

IAA em retrospectiva ............................. Pág. 4

Ulrich Schöpker na direcção da VDA................ Pág. 5

Telematics – experiência da Thermo Transit e

da BlueWater .................................... Pág. 5

Aniversário: Semi-reboque 1.111 para a Trailer Profi .. Pág. 5

Relatório Cliente: Cozinha? Transporte e Logística.... Pág.5

Sem gelo no Inverno – RSAB na Am Zehnhoff-Söns... Pág. 6

Parceiros de Serviço: Paul de Passau ............... Pág. 6

Trailer Brunch no CTC de Berlin .................... Pág. 7

Especialistas no transporte internacional de carne:

Wohlert ......................................... Pág. 7

Borchers – O empilhador transportável consegue-o... Pág. 7

Waberers - Carga cómoda de 231 máquinas de lavar.. Pág. 8

Entrevista: Sem peso a mais, graças ao LSP ......... Pág. 8

Leasing, aluguer-venda ou financiamento: Cargobull Finance dispõe da solução mais

eficaz para cada parque automóvel

concreta da empresa correspondente. O

Leasing oferece, por exemplo, inúmeras

opções contratuais: com contrato de serviço

ou manutenção, com opção de compra

no final do período de vigência do contrato

ou com recompra obrigatória. A grande

vantagem que oferece o Leasing é que não

tem influência sobre o balanço. Todos os

prazos são considerados como despesas

operacionais e podem ser deduzidas pelo

seu valor completo.

Os contratos Full Service

estão na moda

A pequena e média empresa é a que

aproveita com maior interesse estas vantagens.

Segundo a Associação Federal de empresas

alemãs de Leasing (BDL) encontramse

actualmente financiados na Alemanha

com a modalidade de leasing bens económicos

pelo valor de mais de 200 milhares de

Euros. O volume anual de negócio novo, ou

seja o valor de aquisição dos objectos sobre

os quais foram acordados novos contratos

de leasing durante o ano correspondente,

continua a aumentar de forma contínua, tendo

alcançado durante o ano 2008 um valor

recorde de 57,1 milhares de Euros. O sector

do Leasing constitui, portanto, com grande

diferença o maior investidor do país. Segundo

a BDL aprecia-se um deslocamento da

procura de contratos de leasing puramente

financeiros a contratos de Full Service.

Contracto de Leasing, o pacote

que tira preocupações em todos

os aspectos

“A empresa de transporte pode centrarse

e dedicar-se completamente ao que

constitui o seu negócio central. De tudo o

resto encarregam-se os nossos especialistas”,

expõe Roelfsema. Cargobull Finance

(CBF) designa-o como “Contracto de Leasing”.

Trata-se neste caso de um contrato

de leasing que inclui um pacote Full Service.

O cliente pode contratar directamente este

Continuação na PÁGINA 3


2 CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009

LA LOGISTIQUE BILS-DEROO

Frota cresce: S.FC com Sliding bogie testada com sucesso

Parceiro de Ser -

viço Autorizado

O Grupo francês Bils-Deroo está estabelecido desde há

mais de 30 anos como prestador de serviços de transporte

e logísticos. Com uma ampla oferta como empresa de

transporte, assim como nos sectores de armazenamento,

distribuição e expedição, a logística “chave na mão” situase

em primeiro plano.

associação entre Bils-Deroo e

A Schmitz Cargobull começou há

apenas quatro anos – e desde então

é intensa e eficaz. Tudo começou em

2004 com a entrega dos primeiros

semi-reboques de lonas S.CS. Em

seguida à entrega dos S.CS, veio a

encomenda de um total de doze semi-reboques

frigoríficos S.KO. Com

os S.KO, Bils-Deroo pôde cumprir

inúmeras tarefas de transporte novas.

Originalmente concentrada no

transporte de peças para a indústria

automóvel, transporte este muito

presente na região de Nord-Pas de

Calais, no início de 2008, as caixas

frigoríficas ampliaram o âmbito de

serviços aos transportes com temperatura

regulada.

Bils-Deroo abastece inúmeros

grandes centros comerciais franceses,

assim como o comércio a

retalho. A ampliação mais recente

do parque automóvel inclui a aquisição

de chassis porta-contentores

do tipo S.CF com “Sliding Bogie”.

Após o teste em condições de serviço,

para a qual de início se alugaram

os semi-reboques, e ultrapassada

a mesma com êxito, a empresa

decidiu-se pela compra! Bils-Deroo

vê a principal vantagem dos chassis

de semi-reboque porta-contentores,

galardoados em 2007 com o prémio

à inovação, sobretudo na sua elevada

flexibilidade.

No final de 2008, no Grupo Bils-

Deroo previsivelmente estarão em

serviço perto de 220 veículos da

Schmitz Cargobull. No âmbito de

uma análise interna, o especialista

em logística francês decidiu-se pela

standardização da frota de veículos

e com Schmitz Cargobull encontrou

o parceiro apropriado para a nova

orientação! “Para nós os motivos

para comprar veículos da Schmitz

Cargobull foram a sólida construção,

a rebustagem resultante da construção

e a sua tecnologia concebida

para uma longa vida útil”, comenta o

chefe da empresa Jimmy Bils.

“A isto acrescenta-se um perfeito

serviço pós-venda e a reacção

extraordinariamente rápida em caso

de avaria – inclusive se isso causar

trabalho adicional ao fornecedor, outros

motivos de decisão falam a favor

destes veículos”, prossegue Bils.

“Por ultimo mas não em último lugar

de importância, o apoio activo da

Cargobull Finance também contribuiu

para o êxito da realização deste

tremendo investimento.”

Nos sectores de transporte e logística,

o Grupo Bils-Deroo dá emprego

a perto de 1.000 pessoas e no

ano 2008 conseguirá um volume de

negócios estimado em 90 milhões de

euros. O sector de logística – agora

reorientado com o nome de Simastock

– caracteriza-se principalmente

pelas inúmeras ampliações e actualizações.

Hoje em dia, Bils-Deroo

já dispõe de aproximadamente

400.000 metros quadrados de superfície

de armazenamento, distribuídos

entre 25 armazéns, dos quais

a maioria se localiza no norte da

França

Do volume de prestações de serviços

também faz parte a preparação

de todos os transportes “just-intime”

para a indústria automóvel, por

exemplo para a cooperação com a

Citroen, Fiat e Peugeot, Sevelnord in

Valenciennes. Sob o slogan de “La

Logistique clef en main“, traduzido

“A logística chave na mão”, a empresa

Bils-Deroo desde 1990 reuniu

e continuou a desenvolver os sectores

de transporte e logística. Recentemente

Simastock construiu um armazém

de 31.000 metros quadrados

na zona industrial Lauvin Planque,

perto de Douai. Além da expansão

no sector logístico, Jimmy Bils também

está atento às inovações técnicas

para o seu parque automóvel.

“As inovações actuais da Schmitz

Cargobull, como o controlo da pressão

dos pneus mediante Cargobull

Telematics ou o novo sistema LSP

para optimizar as cargas sobre o

eixo, pode ajudar-nos a reduzir os

custos de combustível e a baixar notavelmente

as despesas operacionais

dos nossos veículos!” (ae)

www.cargobull.com

The TrailerCompany.

Mais eficiência no semireboque

de lonas –

espaço para 34 a 67 paletes

Schmitz Cargobull fornece para o S.CS MEGA com

VARIOS ® um dispositivo de carga de dupla altura.

Com isso pode-se aumentar a capacidade de carga

até 67 paletes com uma altura interior de três metros.

O

conceito do S.CS MEGA

com VARIOS ® está a aumentar

devido a uma altura

interior de 3050 mm, assim como a

possibilidade de poder adaptar a altura

da carroçaria à altura de engate

do tractor. Com o novo dispositivo

de carga de dupla altura o semi-reboque

com volume pode ser utilizado

de forma ainda mais variável!

Mediante um total de 12 vigas

mestras de aço, mais 23 travessas

cria-se um segundo nível variável

com espaço até 33 europaletes

adicionais com um máximo de dez

toneladas de capacidade de carga.

Por cada travessa são possíveis 600

kg, por cada palete 400 kg de carga

adicional. No caso de não serem utilizados,

todos os componentes adicionais

podem ser alojados poupando

espaço diante da parede frontal

ou entre os pilares laterais sem limitar

a capacidade de carga.

Com o dispositivo de carga de

duplo piso mantém-se plenamente

o certificado de segurança da carga

do TÜV Nord conforme a EN 12642

XL. O duplo piso de carga foi concebido

de forma que seja possível

tanto a carga lateral como a carga

traseira ou com grua. O sistema de

duplo piso incorpora cinco pares de

pilares laterais reforçados, distribuídos

de forma assimétrica ao longo

do semi-reboque. Quatro pilares

quadrados de aço, mais um tecto de

correr MEGA com uma altura de 180

milímetros proporcionam estabilidade

adicional. Com o tecto de elevar

de série hidraulicamente manejável,

segundo as necessidades as cintas

diagonais podem ser retiradas ao

carregar e descarregar, assim como

numa viagem sem segundo nível de

carga, abater lateralmente e reter. As

lonas laterais dispõem de correias

diagonais adicionais, assim como de

25 correias tensoras verticais. São

obrigatórias duas filas de barras,

DuPLO PISO NO S.CS MEGA COM VARIOS ®

Altura de engate (mm) 925 965 1030 1125

Dimensão pneus 385/55 R 19.5 385/55 R 22.5 385/55 R 22.5 385/55 R 22.5

435/50 R 19.5

445/45 R 19.5

Altura à frente (mm) 3000 3000 2850 2750

Altura atrás (mm) 3000 3000 2950 2950

Altura da via suspensão pneumática (mm) 190 215 215 240

Continuação da PÁGINA 1

“Pode-se confiar

em nós”

emprego pelos clientes e a reciclagem

no final. Ao fim e ao cabo o

transportador só apreciará as soluções

ecológicas se ele próprio

puder tirar proveito. Quer seja com

mais espaço de carga, um grau

de utilização mais efectivo ou um

menor consumo de combustível.

Na nossa gama de produtos muitos

detalhes arrojam uma imagem

de conjunto muito ampla, que de

forma ideal vincula estreitamente a

ecologia e a economia.

(gro)

Transportar paletes de forma flexível e eficiente

Continuidade no “Elefante Azul“: O

administrador financeiro ulrich Schümer

(54), é o novo presidente da direcção da

Schmitz Cargobull AG. Aquele que foi durante

muitos anos conselheiro das finanças,

a 16 de Dezembro de 2008 sucedeu

a Bernd Hoffmann (65), que passou para

o conselho da administração. Ao mesmo

tempo entrou para a direcção, composta

por cinco pessoas, Andreas Schmitz onde

assumiu o sector das vendas da Europa

Central e do Leste.

Com a nomeação de ulrich Schümer,

o conselho de administração apostou claramente

pela continuidade na direcção da

empresa de semi-reboques. O especialista

comercial entrou já em 1986 na então

Schmitz-Anhänger Fahrzeugbau GmbH &

Co KG como revisor chefe. Entre 1994 e

1998, como gerente dirigiu as vendas na

Europa do Sul Ocidental da Schmitz Cargobull.

Desde 1998 ulrich Schümer, como

conselheiro da Schmitz Cargobull AG, foi

responsável pelo departamento de Finanças

e Pessoal. Graças à sua experiência

de gestão mais de 22 anos na Schmitz

Cargobull, está profundamente inserido no

ramo dos semi-reboques. Além dos seus

conhecimentos do mercado tem um amplo

know-how financeiro. Especialmente com

a actual situação do mercado, a fiabilidade

tem prioridade na direcção da empresa.

sendo possíveis quatro filas de barras

de alumínio (máximo duas acima

e duas abaixo).

Os designers contrariam um movimento

crítico da carroçaria com

carga de duplo piso mediante cintas

diagonais na parede frontal e no

portão traseiro. Para a carga lateral

estas cintas podem ser retiradas de

forma simples e sem ferramentas. A

variabilidade de altura do sistema de

duplo piso está assegurada mediante

umas vigas mestras telescópicas

laterais que podem ser engatadas

numa quadrícula fina. Para a carga

de duplo piso, a primeira travessa

deve ser colocada entre os apoios

sobrepostos da parede frontal. Por

cada fila de paletes estão previstas

duas travessas numa quadrícula de

1.200 milímetros.

Os designers da companhia de

semi-reboques dedicaram especial

atenção ao tema da segurança da

carga. O condutor pode segurar a

última fila de paletes atrás mediante

o emprego de uma ou várias travessas.

As posições em escala para

colocar nos pilares, assim como as

vigas mestras laterais, permitem um

ajuste perfeito. O motorista tem a

possibilidade de assegurar a carga

na última linha de paletes na traseira

através da utilização de uma ou

mais vigas cruzadas. Para a segurança

lateral da carga existem dois

sistemas que se complementam:

As vigas estão localizadas na lateral

acima das travessas. Ou seja, que as

paletes carregadas no segundo nível

dispõem de um topo lateral. As barras

de inserir adicionais, cuja altura

pode variar com adaptadores, asseguram

que a carga tenha um ajuste

perfeito. (tt)

O chefe das finanças ulrich Schümer passa para a frente

Com o novo conselheiro Andreas Schmitz

(40), o conselho de administração

também aposta por uma solução interna.

Faz parte da empresa desde 2001 e ocupou

diferentes cargos directivos nas fábricas

do Grupo e nas Vendas.

A direcção da Schmitz Cargobull AG

de ora em diante será portanto constituída

por ulrich Schümer (Presidência, Departamento

de Finanças e Pessoal), Josef Buddenkotte

(Compras e Logística, Investigação

e Desenvolvimento), Andreas Schmitz

(Vendas Europa Central e do Leste), ulrich

Schöpker (Vendas Europa Ocidental, Alemanha

e Serviços) e Oliver Schubert (Produção).

Com a sua mudança para o conselho

de administração, Bernd Hoffmann continuará

a dar assessoria à empresa. Em 1974

entrou na empresa como gerente alheio à

família e desde 1983 participa na mesma.

Como os outros dois sócios Peter Schmitz

e Dr. Heinz Schmitz, com as suas famílias,

o até à data chefe da direcção Hoffmann

tem um terço das acções da Schmitz Cargobull

AG. Após cinco anos à frente da

Direcção, Bernd Hoffmann despede-se do

negócio operacional como estava planeado.

O conselho de administração da Schmitz

Cargobull AG será dirigido por Peter

Schmitz como presidente.


Dado ser um dos primeiros fabricantes,

o especialista em semireboques

Schmitz Cargobull, obteve a

homologação alfandegária para o semireboque

de lonas S.CS com equipamento

T.I.R. Deste modo pode-se facilitar

o transporte de mercadorias desde

a Europa ocidental a países tais como

a Rússia, ucrânia ou Turquia. Nestes

estados é obrigatório utilizar o procedimento

estabelecido no regime T.I.R.

para o trânsito transfronteiriço. Com o

novo S.CS, os transportadores podem

cumprir finalmente os requisitos que

estabelecem muitos expedidores da

Europa ocidental sobre a utilização de

semi-reboques flexíveis com cortinas

corrediças. A segurança alfandegária

está fundamentalmente garantida por

um sistema de fixação da lona do tecto

especialmente desenvolvido, umas

chapas de cobertura no tubo tensor

da lona, assim como cintas tensoras

e ganchos para a fixação do cabo

TIR em torno do veículo. Os ganchos

dispostos na parte exterior do chassis

encontram-se seguros com uma régua

aparafusada de forma tal que serve ao

mesmo tempo como limitadora para as

paletes. A utilização do semi-reboque

de lona S.CS com equipamento T.I.R.

oferece inúmeras vantagens face aos

semi-reboques de plataforma S.PR

The TrailerCompany. CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009 3

Finalmente!

Para passar a alfandega com segurança e comodidade. A partir deste momento a Schmitz

Cargobull oferece também uma versão T.I.R. do semi-reboque de lonas com selo alfandegário.

utilizados até agora: um S.CS podese

abrir, por exemplo, num quarto do

tempo e o condutor pode-o fazer sem

risco algum a partir do solo. Pode abrirse

também de forma rápida e separada

uma lateral apenas do veículo, permanecendo

fechado o tecto, como em

cada S.CS standard, graças à construção

autoportante do tecto. Também

não implica qualquer problema a abertura

separada do tecto corrediço com

a largura necessária para manipular

paletes com uma grua. Inclusivamente,

havendo um tecto corrediço, pode-se

aproveitar sem qualquer limitação a altura

interior completa. Se se comparar

com os veículos standard utilizados até

agora, o S.CS com equipamento T.I.R.

¿O que significam as iniciais T.I.R.?

Apesar das constantes medidas de

optimização, o armazém de até

agora na sede principal de Altenberge

tinha chegado ao limite da sua capacidade.

Nos últimos quatro anos o número

de pedidos de peças sobressalentes

geridos por Cargobull Parts & Services

(CPS) mais que duplicou. Como

denominado fornecedor completo de

variadas peças, além das peças sobressalentes

específicas da Schmitz

Cargobull, CPS também fornece todas

as peças originais dos fabricantes de

eixos, travões e equipamento eléctrico.

A carteira de produtos de peças sobressalentes

específicas inclui todos os

veículos de Altenberge e Vreden, assim

como desde finais de 2007 também

peças sobressalentes e acessórios dos

produtos da fábrica de Gotha – ou seja,

para semi-reboques com piso móvel,

basculantes e chassis de semi-reboques

porta-contentores / plataformas

intermutáveis.

Num prazo de construção de apenas

dez meses, perto da fábrica de

produção de Altenberge numa area de

1.400 metros quadrados, foi construído

um armazém de estantes elevadas

de 17 metros de altura com uma capacidade

para mais de 6.000 paletes,

assim como 400 caixas de transporte.

É assim que o S.CS Curtainsider se torna compatível com selo.

Trata-se de uma abreviatura para o método de expedição Transports Internationaux Routiers. A referida

abreviatura é colocada em placas de camiões com os quais se transportam mercadorias segundo

a modalidade T.I.R. Os compartimentos ou espaços de carga dos veículos são selados. Não existe,

portanto, a possibilidade de abri-los sem autorização. Deste modo minimiza-se o trabalho administrativo

que deve ser realizado nos controlos alfandegários, já que apenas ficam afectados por trâmites

alfandegários o país de origem e o país de destino. As especificações técnicas do Regulamento T.I.R.

descrevem de forma detalhada as características que deve cumprir tanto o espaço de carga como o selo

alfandegário. Até agora apenas era possível realizar uma selagem correcta com o tipo de veículo S.PR.

pesa até 300 quilos a menos que o

S.PR dado não serem necessários os

taipais laterais. A inexistência dos mesmos

dá origem a que os custos de ciclo

de vida do reboque sejam também menores,

ao serem suprimidas as despesas

de reparações que podem ocorrer

nestes veículos. Em comparação com

os semi-reboques utilizados até agora,

o S.CS apresenta também uma largura

70 mm superior, com 2.550 mm, graças

ao deslocamento dos pilares. A alta resistência

demonstrada da carroçaria

cumpre os requisitos estabelecidos na

norma EN 12642 XL. Pode-se escolher

também de forma opcional a combinação

com outros equipamentos, por

exemplo, com sistema de duplo piso

para alojar até 67 paletes de tipo europeu,

colunas traseiras deslocáveis para

dispor até 3380 mm de largura posterior

de carga assim como resistências

superiores da carroçaria para o transporte

de bebidas. Os transportadores

que desejem continuar a contar com

os taipais, podem ser configurados no

veículo apropriado com o S.CS BS em

versão T.I.R. (tt)

Armazém maior, fornecimento mais rápido

No final de Setembro Cargobull Parts & Services de Altenberge pôs em funcionamento o novo

armazém de estantes elevadas. Com umas superfícies de armazenamento claramente maiores

e uns processos optimizados o fornecimento de peças sobressalentes é ainda mais rápido.

Os investimentos totais de perto de 2,7

milhões de euros também incluem as

ampliações e optimizações no armazém

exterior existente e os edifícios de

armazenamento actuais.

Com a ampliação do armazém em

Altenberge, e a capacidade de fornecimento

melhorada que implica, o gerente

de CPS também espera a melhoria

da disponibilidade de peças sobressalentes

em toda a Europa, “já que assim

também melhoramos a posição dos

Support warehouses nos outros países

europeus!”.

O armazém de estantes elevadas

de Altenberge é administrado com um

software de disposição continuamente

melhorado. “Assim estamos em

situação de poder adaptar as nossas

existências de forma óptima às necessidades

dos clientes”, declara Dr. Peter-

Hendrik Kes. Actualmente dispõe-se de

forma automática e optimizada de mais

13.000 artigos baseando-se na procura.

“Com o armazém de estantes elevadas

podemos por em prática estratégias

de armazenamento conforme critérios

de ‘movimento rápido’ e ‘movimento

lento’. Isso melhora tanto a velocidade

de preparação para a expedição, como

também a disponibilidade de peças

para os nossos clientes”. (tt)

Fornecer peças de reposição com

maior rapidez: Moderno entreposto

logístico para melhor serviço.

Full Service com a DHL

DHL, líder do mercado mundial para envios urgentes,

transportes interurbanos e envios por via aérea, confia a

realização dos transportes nacionais a veículos de

Schmitz Cargobull com contratos de Full Service.

De igual forma que na Schmitz Cargobull

também a DHL deve o seu

nome aos fundadores da empresa. DHL

são as iniciais dos apelidos de Adrian

Dalsey, Larry Hillblom e Robert Lynn. No

ano 1969 estes três sócios puseram em

funcionamento uma empresa que influiria

enormemente, a partir desse momento,

sobre o desenvolvimento dos

negócios a nível mundial. Os fundadores

da empresa levavam primeiramente em

pessoa a documentação com um avião

desde São Francisco até Honolulu.

Deste modo podiam ser geridos os trâmites

alfandegários antes que chegasse

a carga propriamente dita com o barco,

com o que se reduzia consideravelmente

o tempo de espera no porto. Graças

a isso podiam poupar aos clientes, despesas

consideráveis. E com este novo

conceito deu-se por iniciada uma nova

industria: o tráfego aéreo urgente a nível

internacional, a entrega rápida de documentos

e envios através do avião. Nos

inícios do ano 2002 transformou-se a

Deutsche Post (Correios Alemães) no

accionista principal da DHL. No final do

mesmo ano a Deutsche Post adquiriu

100% da propriedade da DHL.

DHL aposta, para os transportes rodoviários,

por veículos da Schmitz Cargobull.

No parque automobilístico da DP

Fleet GmbH, a gestora interna da frota

da Deutsche Post AG e das respectivas

filiais, dispõe actualmente de 84 chassis

intermutáveis de reboques A.wF, 50 se-

Continuação da PÁGINA 1

Disponível a todo o momento

pacote completo com o distribuidor com

o qual entre em contacto. Evitará deste

modo custosas reuniões sobre financiamento

com o banco. Para reparações, manutenção

e serviço técnico contará com a

rede de Service de Cargobull Parts & Services

que dispõe de 850 oficinas autorizadas

distribuídas por toda a Europa.

Através de um pacote de protecção –

um seguro para o seu semi-reboque – serlhe-ão

reembolsadas ao comprador todas

as despesas de reparação do veículo

quando sofra danos imprevistos. No caso

de perda total indemnizável ser-lhe-á pago

o valor residual por norma geral e até o

valor de 130 por cento da soma assegurada.

Se o cliente se decidir por esta opção,

serão reembolsadas também as despesas

derivadas, por exemplo as despesas de

recolha e eliminação, as despesas de deslocamento

e protecção, assim como as

despesas de salvamento em caso de perda

total, até um valor de 5.000,-- Euros.

Outra oferta nova, flexível, de Cargobull

Finance é constituída pela denominada

“Aluguer-venda Easy” com um período

de duração de 12 meses. Se o cliente necessitasse

do semi-reboque durante mais

tempo do que o acordado, poderá dispor,

através de um financiamento complementar,

de una opção de prorrogação de

36 meses. “Aluguer-venda Easy” oferece

ao cliente segurança com uns prazos flexíveis.

Os referidos prazos adaptam-se à

mi-reboques de lonas S.CS bem como

25 furgões S.KO de modelo Express.

A DP Fleet e o especialista em semireboques

cooperam desde Fevereiro

de 2007. Dentro do âmbito do acordo

de cooperação existente entre eles foi

concertado para todos os veículos novos

Schmitz Cargobull matriculados na

Alemanha, um contrato de Full Service

através da Cargobull Parts & Services.

O período de vigência dos contratos de

Full Service dos veículos distribuídos

por 40 sucursais da Alemanha é de 96

meses, ou seja de oito anos.

A DHL, na sua condição de empresa

de logística, necessita confiar

nas suas soluções de transporte. Esta

é a razão pela qual é absolutamente

obrigado a contar com manutenções

regulares e com a ajuda rápida em

caso de avaria em todo o território

europeu. Graças à associação com

a Cargobull Parts & Services e à conclusão

dos contratos de Full Service,

pode a empresa concentrar-se muito

mais nas actividades que constituem

o seu negócio fundamental.

Baseando-se na experiência acumulada

com mais de 8.000 contratos

de Full Service, a Cargobull Parts

& Services pode garantir a gestão de

trabalhos de manutenção e reparações

dos veículos dos correios e da DHL a

máxima qualidade na execução dos

mesmos assim como poupanças no

sector dos Life-Cycle-Costs. (tt)

planificação do cliente, por exemplo mediante

um financiamento regressivo.

A solução adequada em cada país

Além das novas ofertas dispõe a Cargobull

Finance de mais de oito anos de

experiência no financiamento de veículos

industriais tanto novos como de segunda

mão. Desde a sua constituição no ano

2000 foram financiados mais de 50.000

veículos. Quase um de cada cinco veículos

trabalha com um contrato de Full Service.

E a tendência mostra uma linha ascendente.

Roelfsema está convencido de que “a

base da grande aceitação obtida por parte

do cliente é constituída pela nossa ampla

experiência e conhecimento das condições

e leis fiscais específicas de cada país”.

Actualmente estão incluídos 18 países,

com as filiais mais recentes da Rússia, Roménia,

Hungria e Portugal, na rede CBF.

Em Cargobull Finance funde-se perfeitamente

o conhecimento técnico da Schmitz

Cargobull com o Know-how financeiro dos

profissionais bancários de De Lage Landen.

A De Lage Landen pertence a Rabo-

Bank, que mantém uma posição realmente

sólida no meio da crise financeira. “Não temos

qualquer problema de liquidez”, informa

Roelfsema. Se o transportador cumpre

as condições de solvência necessárias,

não há nada que se oponha a que lhe seja

outorgado o financiamento desejado a

curto prazo. (gro)

www.cargobull.com


4 CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009

Focus no Serviço

A

cada dois anos o centro do

mundo dos veículos industriais

está em Hannover. Em Setembro

de 2008, 300.000 visitantes de um

total de 110 países tiveram um encontro

na capital da Baixa Saxónia. Com

um aumento de 34 por cento a mais de

expositores e uma superfície de exposição

aumentada em dez por cento, a

IAA de veículos industriais marcou novas

pautas!

“Como sempre a IAA voltou a cumprir

com a sua fama de ser uma impulsionadora

importante“, recalcou o dirigente

de vendas ulrich Schöpker no final do

evento coroado de êxito para a Schmitz

Cargobull. “Pudemos aproveitar o interesse

pelas novidades e durante os oito

dias de feira pudemos vender quase

2.600 veículos industriais e de mais de

300 de semi-reboques usados.“ Muitos

clientes e representantes da política e

da economia aproveitam a IAA para se

informarem no stand do maior fabricante

europeu de semi-reboques acerca

das novidades e dos serviços actuais.

ulrich Schöpker saudou o presidente

da VDA Matthias wissman, antigo

ministro dos transportes, a quem explicou

o que significam para os clientes

as mais valias dos serviços. “Que os

nossos serviços de valor acrescentado,

sobre tudo em tempos difíceis, são

um dividendo adicional para os clientes

pois assim o demonstra a procura

destas prestações adicionais! Mais

de 500 clientes que se decidiram pela

assinatura de contratos em Hannover

fizeram-no por um contrato de serviço

completo“, segundo Schöpker. “Quase

700 financiamentos através da nossa

filial Cargobull Finance mostram que,

mesmo com a situação tensa dos mercados

financeiros em geral e dos bancos

em particular, podemos oferecer

condições muito atractivas.“

www.cargobull.com

The TrailerCompany.

A IAA 2008 cumpriu absolutamente com a sua fama de ser a feira dominante no ramo de veículos

industriais. Com aproximadamente mais um terço de expositores, assim como 12 por cento a mais

de visitantes, bateu todas as marcas anteriores. Além das novidades, os visitantes interessaram-se

sobretudo pelas prestações de serviços oferecidas pelos construtores de veículos industriais.

ulrich Schöpker na

direcção da VDA

Ulrich Schöpker sucede a Bernd Hoffmann na direcção

da Associação da Industria Automóvel (VDA). No seu

cargo Schöpker representa os interesses do grupo de

fabricantes II – reboques, carroçarias e contentores.

Há mais de 32 anos no sector dos

veículos comerciais conhecidos:

Ulrich Schöpke (55), Chefe Schmitz

Cargobull AG

No final de Novembro, a Associação

da Industria Automóvel

(VDA) escolheu a presidência responsável

durante os dois próximos

anos. O presidente da associação

Matthias wissmann, tal como

os membros da mesa Dr. Jürgen

Geißinger (Grupo Schaeffler), Dr.-

Ing. hc Bernard Krone (Holding

Krone) e Dr. Dieter Zetsche (Daimler

AG), foram confirmados para o

novo mandato.

Bernd Hoffmann, Presidente

da Direcção da Schmitz Cargobull

AG, não se apresentou à reeleição.

Para finais do ano Bernd Hoffmann

cederá a presidência da direcção

e passará para o conselho

de administração do fabricante de

semi-reboques. Como sucessor na

direcção da VDA, os votantes designaram

ulrich Schöpker, Director

de Vendas e Serviços da Schmitz

Cargobull AG. No seu novo cargo,

junto ao Dr. Krone e Jürgen Spier

(Spier GmbH), ulrich Schöpker representa

os interesses do grupo

de fabricantes II no seio da VDA.

O engenheiro mecânico diplomado

ulrich Schöpker iniciou a sua carreira

em 1976 na então Schmitz-

Anhänger Fahrzeugbau GmbH e

desde 1980 faz parte do quadro

dirigente. Em 1987 passou para a

administração e desde 1998, com

a fundação da Schmitz Cargobull

AG, é director para o departamento

de Vendas e Serviços.

Além de Schöpker, também foi

escolhido Hans-Georg Härter, presidente

da direcção de ZF Friedrichshafen

AG, para a direcção da

VDA – todos os restantes membros

da direcção da VDA foram reeleitos.

Com o abandono de Bernd

Hoffmann da direcção da VDA,

Bernard Krone elogiou o grande

compromisso do chefe da Schmitz

Cargobull. “ Bernd Hoffmann sempre

situou especialmente os interesses

globais do veículo industrial

no centro da sua actividade e determinou

de forma activa e criativa

a maior colaboração dos fabricantes

de veículos industriais com as

empresas da indústria de reboques

e carroçarias na VDA. Desde 2000

Bernd Hoffmann era membro da

direcção consultiva do grupo de

fabricantes II e desde 2004 fazia

parte da direcção da VDA.

(gro)

Juntamente com Kurt Bodewig,

membro do Parlamento Federal e vice-presidente

da Comissão Europeia

no Parlamento Federal Alemão, outro

especialista em transportes aproveitou

a oportunidade para se informar

das novidades. A Bodewig, presidente

honorário do Deutsche Verkehrswacht,

gostaria sobretudo da actual telemetria

para semi-reboques de Schmitz Cargobull.

“Em tempos difíceis uma boa

telemetria para semi-reboques pode

ser um instrumento apropriado para

reduzir as viagens sem carga, melhorar

a organização operacional e aumentar

a segurança, demonstra o êxito

da Cargobull Telematics“ comentou

ulrich Schöpker aos interessados. “A

nossa filial especializada em telemetria,

graças á inclusão de um software

e hardware melhorado, assim como

uns custos operacionais vantajosos

pôde assinar 180 contratos novos na

feira. Para além disso pudemos vender

45 equipamentos adicionais para

semi-reboques Schmitz Cargobull e

de outras marcas nossas concorrentes,

demonstra a crescente procura no

mercado.

O ministro federal dos transportes,

wolfgang Tiefensee, também visitou o

stand da Schmitz Cargobull. Não divulgou

se já tinha estado no Senado para

a votação do aumento das portagens.

Mas demonstrou gostar da gestão de

M. Wissmann presidente VDA (2º a partir da esquerda), Managing

Director VDA K. Bräunig (direita), que recebe informações do Director

do líder do mercado Schmitz Cargobull U. Schöpker (2º da direita) e

Gestor de Comunicação G. Rohrsen (à esquerda).

peças sobressalentes optimizada, assim

como o rápido fornecimento de

peças sobressalentes para os semi-reboques

com o elefante azul. Entretanto

quase todos os veículos estão integrados

no sistema electrónico de gestão

Com uma área de mais de 2000 m2 a gama de serviços foi cercada

pelos visitantes interessados.

Com Cargas

seguras até ao prémio

de pelas sobressalentes da Cargobull

Parts & Service. “Além disso continuamos

a melhorar o nosso armazenamento

de peças sobressalentes, a

aumentar as existências e a minimizar

os tempos de expedição“, em palavras

de ulrich Schöpker. “Estas também

são prestações importantes, com as

quais nos distanciamos claramente

dos nossos concorrentes e mantemos

alta a disponibilidade dos nossos veículos

para os clientes!“

A depressão no auge, que já se

perfilava na IAA, foi comentada por

Schöpker com uma visão de futuro optimista.

“Apesar de uma normalização

atrasada, na Europa e tal como antes

continua a existir procura de veículos

industriais.

Não obstante e com o aumento

das portagens, agora sancionado pelo

Senado, as consequências pouco claras

da crise financeira continuam a ser

dificilmente calculáveis para os transportadores.

Num ambiente difícil, o mercado na

Rússia foi contrário à tendência. Só na

Bielorrússia, Schmitz Cargobull anotou

grandes pedidos de mais de 350

semi-reboques de caixa, assim como

de 380 semi-reboques de caixa aberta.

Também na Dinamarca e na Suécia

continuam a investir em veículos industriais

novos e nos respectivos serviços

de valor acrescentado. “No entanto a

tendência na Alemanha é inversa“, fez

Schöpker a previsão. “No nosso mercado

nacional investem sobretudo os

clientes médios com um parque automóvel

de um a quatro veículos. Em

Hannover pudemos vender mais de

550 veículos novos a este pilar básico

do transporte!“

(gro)

Os conhecimentos sobre a forma de transportar

cargas com segurança fazem parte das

ferramentas de qualquer condutor. Os conhecimentos

são amplos como o puderam demonstrar

os inúmeros participantes no concurso de

como transportar com segurança uma carga na

Schmitz Cargobull na IAA. Três vezes por dia os participantes enfrentavam-se no “Cenário de inovação“, onde deviam

demonstrar as suas habilidades transportando com segurança diferentes mercadorias – rolos de papel, fardos ou

caixas de bebidas.

Todos os condutores tentaram cumprir as tarefas , havendo também condutores de autocarros, técnicos e empresários

em nome individual que queriam testar os seus conhecimentos. Os vencedores do dia que receberam como prémio

– um colete de condutor, um par de luvas e um chapéu da Schmitz Cargobull e uma navalha da Richartz, foram:

1. Hans-Werner Dörseln,

da firma Otto Fuchs KG

de Meinershagen

2. Sven Möller

da firma Berthold Vollers

GmbH de Bremen

3. Josef Gowlin

da firma Lehnkering

de Salzgitter

4. Daniela Offers

da firma Spedition Christian

Mussmann de Sassenberg

IAA 2008

5. Christian Puschmann

da firma Franz Vieth Logistik

GmbH de Salzkotten


Telemática…

prevê Transparência

Um controlo autónomo das frotas oferece consideráveis recursos para uma planificação optimizada

das rotas, uma maior segurança do transporte assim como a organização de uma manutenção

preventiva. Os prestadores de serviços logísticos dinamarqueses Thermo Transit e Blue Water

Shipping escolheram novas empresas como solução para semi-reboques da Cargobull Telematics.

O

número de veículos com

Trailer-Telematik continua a

aumentar. São cada vez mais

as empresas de transporte e de logística

que se decidem pela solução da

Cargobull Telematics independente do

tractor. O sistema pode ser incorporado

directamente na fábrica ou – independentemente

da marca - serem

montadas num momento posterior em

veículos tanto novos como de segunda

mão. Com as melhorias introduzidas

no produto, que foram apresentadas

pela Cargobull Telematics na IAA 2008,

o sistema tem uma configuração mais

compacta e é mais fácil de instalar.

Com a Thermo Transit e a Blue

water Shipping apostam agora outros

dois grandes especialistas em logística

apostando na Cargobull Telematics.

Ambas as empresas encomendaram o

equipamento na fábrica de um total de

75 semi-reboques novos. Além disso

serão reequipados na Dinamarca outros

150 veículos.

Thermo Transit Danmark A/S é uma

empresa moderna dedicada ao transporte

que conta com uma frota própria

Telematicsystems

www.cargobull.com

de mais de 150 veículos. A actividade

principal de Thermo Transit centra-se

no transporte de produtos com regulação

da temperatura, sobre tudo de

carne e peixe, desde os países escandinavos

até Itália, Espanha, Portugal e

França, assim como Suiça e os estados

que integram o Benelux. O transportador

dinamarquês transporta na

viagem de volta frutas e hortaliças para

a Escandinávia. Numa primeira fase a

Thermo Transit esté a equipar 40 semireboques

de caixa S.KO COOL com o

Trailer Telematik da Cargobull Telematics

baseado na Internet. A empresa

garante deste modo a manutenção

ininterrupta da cadeia de frio assim

como a respectiva documentação.

Blue water Shipping A/S, uma associação

de empresas de transporte,

que oferece soluções para o transporte

de mercadorias a nível mundial no sector

de importações e exportações, fez

equipar numa primeira fase 20 novos

Frescos na mesa

The TrailerCompany. CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009 5

semi-reboques com a Cargobull Telematics

e encomendou o equipamento

de 130 semi-reboques de caixa S.KO

e 20 semi-reboques de plataforma já

existentes. A empresa assente no Es

bjerg dinamarquês especializou-se em

soluções de transporte integradas de

rodovia/ferro via, via marítima/aérea

assim como nos transportes porta a

porta e confia em optimizar os processos

de controlo com ajuda de Cargobull

Telematics.

“Com a captação destes dois

clientes-chave dinamarqueses poderse-á

reafirmar o nosso sistema Trailer

Telematik a nível internacional, e especialmente

na Dinamarca“, assinala

Karl-Heinz Neu, Director Gerente de

Cargobull Telematics.

(tt)

Em França a família Blanc é uma referência de delícias culinárias, mas no sector do transporte

e logística o nome Blanc fica bem na região de Lyon. Os irmãos Eric e Jean-Michel Blanc gerem

como segunda geração a empresa familiar fundada em 1956.

Aos pés das montanhas do Beaujolais,

em Civrieux d’Azergues,

desde há 50 anos tem a sua residência

a empresa de serviços de transporte e

logística Blanc. Com perto de 30 combinações

de veículos, a empresa familiar

gerida pelos irmãos Eric e Jean-Michel

dedica-se, entre outras coisas, ao

transporte de produtos com temperatura

regulada e mercadorias perigosas.

Os transportes são principalmente feitos

em direcção a Espanha, Normadia,

Paris e aos Alpes do Ródano. Segundo

declarações próprias, Blanc destacase

pela sua versatilidade, competência,

vontade e qualidade e beneficia da situação

geográfica a norte de Lyon.

Desde há oito anos Transports Blanc

é cliente de Schmitz Cargobull. “Temos

uma muito boa imagem exterior e damos

muita importância aos serviços de

qualidade superior”, opina o gerente

Eric Blanc. “Ao renovar o nosso parque

Todos os componentes telemáticos do reboque estão instalados e

asseguraram a informação ininterrupta.

automóvel procurávamos uma oferta

que partilhasse estes valores connosco

– e isso nos levou até à Schmitz Cargobull!”

Para os diferentes transportes,

Blanc mantém um parque de semireboques

de quase 40 semi-reboques

de lonas, assim como semi-reboques

frigoríficos. Actualmente o especialista

francês em logística investe em quatro

S.CS e um S.KO. Eric Blanc prestou

muita atenção aos detalhes da configuração

dos veículos. “Os nossos S.KO

têm caixa porta-paletes na área dianteira

e traseira. “Além disso revestimos

os veículos para, mediante uma melhor

aerodinâmica, obter vantagens de consumo

de combustível.” Os batentes de

rolo compressíveis (de mola) na parte

traseira proporcionam um extra em estabilidade

e evitam os custosos danos

por colisão. “Às vezes há que provar os

novos ingredientes”, declara Eric Blanc

Aperto de mão na qualidade.

Blanc e a Schmitz Cargobull.

Parceria pela alta qualidade.

em alusão à tradição culinária da família.

“Apenas assim se pode continuar a

ter sucesso!”

www.transports-blanc.com (tt)

Competência no Oeste

Trailer Profi é uma das empresas líderes de aluguer de

semi-reboques em North Rhine-Westphalia. A empresa

familiar acaba de receber precisamente o semi-reboque

número 1.111 da Schmitz Cargobull.

No ano que termina, na Trailer

Profi de Heinsberg têm um motivo

duplo para celebrar: Apesar do

estancamento conjuntural, os profissionais

do aluguer vão bem no negócio

e receberam o seu semi-reboque

número 1.111 da Schmitz Cargobull.

Além disso, o administrador sénior

Edmund Sieben celebrou o seu 70º

aniversário no final de Novembro. “O

meu pai, que no passado e durante

muitos anos foi empregado no serviço

externo sob a insignia do elefante

azul, hoje ainda se ocupa do contacto

com os clientes, na sua própria

empresa“, conta o filho Timo Sieben.

“Todos compreenderão que com semelhantes

antecedentes tenhamos

um forte vínculo com a Schmitz Cargobull!

Mais de 90% da frota de aluguer,

constituída por cerca de 750 semi-reboques,

consiste em semi-reboques

construídos em Vreden, Altenberge

ou Gotha. “No caso dos semireboques

frigoríficos e também dos

MEGA – é 100 %“, acrescenta Timo

Sieben, que partilha a gerência da

empresa com o seu pai. Trailer Profi

com a sua forte orientação local em

North Rhine-westphalia e recentemente

começou a oferecer também

tractores da Mercedes, DAF e Iveco

para soluções combinadas tractorsemi-reboque.

“No futuro queremos

ampliar este segmento“, comenta

Timo Sieben durante a conversa.

“Apesar da difícil situação actual, a

nossa empresa tem uma posição sólida.

Para o ano que vem esperamos

que o negócio dos alugueres ganhe

vitalidade, devido ao novo arranque

da produção automóvel, assim como

das indústrias complementares“. Em

termos gerais o administrador júnior

vê as empresas de aluguer em geral,

Ainda mais informações ❏

sobre os veículos

❑ Semi-reboque lonas S.CS

❑ Plataformas S.PR

❑ Semi-reboque Frigorífico e

Isotérmico S.KO

❑ Semi-reboque Basculante S.KI

❑ Semi-reboque Porta Contentores

S.CF

❑ Semi-reboque piso móvel S.SF

POR CORREIO: Schmitz Cargobull AG, Cargobull News, casella postale 109,

D-48609 Horstmar

POR FAx: +49 (0) 25 58-81-1287

Apelido, Nome

Empresa

Morada

CP / Localidade

Telefone/Fax

E-mail

e a Trailer Profi em particular, melhor

posicionadas do que a maioria dos

comerciantes de veículos. “Quando

a conjuntura melhorar – e mais tarde

ou mais cedo o fará devido à procura

Parabéns pelo 70º Aniversário e pelo

semi-reboque 1111, U. Schöpke (dir.)

felicita E. Sieben (Esq.).

acumulada – os nossos serviços serão

procurados!“

Para os semi-reboques Trailer Profi

oferece todas os serviços clássicos de

aquisição – desde a venda, passando

pelo financiamento, até ao aluguer a

curto e a longo prazo. “Tanto faz se

se trata de semi-reboques frigoríficos,

veículos para carga seca, semireboques

de lonas ou basculantes.“

Segundo declarações de Timo Sieben,

os contratos de serviço completo

são bastantes procurados. “Também

oferecemos estes serviços aos

nossos clientes através dos nossos

parceiros. Colaboramos localmente

com diferentes oficinas autorizadas e

alargamos os nossos serviços supraregional

e internacionalmente com

contratantes como o Service24, 4Fleet

Group e Vergölst.“ (tt)


sobre os serviços prestados

❑ Financiamento

❑ Peças sobressalentes,

assistência 24h

❑ Full Service

❑ Telemática

❑ Veículos usados

www.cargobull.com

SCB-CBN-DEPT-2318-1309


6 CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009

Sempre aberta a novas tecnologias,

com o sentido direccionado

ao mercado e agindo em várias

direcções! Deste modo se apresenta a

empresa familiar de Bona „Am Zehnhoff-

Söns“. No activo desde há exactamente

101 anos, as suas actividades comerciais

baseiam-se em três pilares, que continuam

a manter a sua vigência actualmente:

o transbordo de barcos, o armazenamento

de produtos e o transporte convencional

mediante camiões.

O tema da segurança ocupou sempre

um lugar relevante entre os profissionais

em logística de Bona. Esta é a razão pela

qual todos os tractores dispõem de ESP,

uma faixa e um sistema de orientação do

sistema de controlo de distância.

Também na frota de semi-reboques a

Am Zehnhoff-Söns aposta pela máxima

segurança possível. Os semi-reboques

modernos da Schmitz Cargobull dispõem

de RSP (Roll Stability Program). Com a

remodelação ou o equipamento de vinte

veículos com um sistema RoofSafetyAir-

Bag (RSAB) espera agora reunir a empresa

de Bona as experiências necessárias

sobre a forma de contrariar a perigosa

formação de placas de gelo nos tectos

dos furgões de lona.

“Durante os meses de Outubro e Novembro

de 2008 incorporamos vinte novos

semi-reboques de lona S.CS de Schmitz

Cargobull”, expõe Lutz Noppeney, Director

do parque de veículos de Am Zehnhoff-Söns.

“Para poder dar satisfação aos

desejos e exigências da nossa clientela e

às exigências de segurança foram equipados

os semi-reboques com o sistema

RSAB entre outros. Durante o decurso

de uma apresentação perante os nossos

clientes tomou-se como nota positiva o

equipamento com o sistema RSAB. Dado

o pouco tempo que está a ser utilizado é

ainda muito pouca a experiência prática

que possuímos ao respeito. Durante uma

apresentação que realizamos na nossa

empresa pudemos convencer-nos, não

obstante, de que inclusive em casos de

chuva normal se acumula uma considerável

quantidade de água sobre o tecto

de lona. O sistema RSAB pode evitar ou

eliminar este possível potencial de riscos.

O manejo do sistema foi configurado de

PARCEIROS DE SERVIçO APRESENTAM-SE

uma história idêntica

A sociedade Paul Nutzfahrzeuge GmbH de Passau foi fundada,

da mesma forma que a Schmitz Cargobull, como uma oficina de

fundição. Ambas as empresas evoluíram até se transformarem em

líderes do mercado. Paul, além de apresentar uma ampla oferta de

serviços e de trabalhar no sector da construção de veículos especiais,

é um parceiro se serviço da Schmitz Cargobull assim como

especialista na montagem do sistema Cargobull Telematics.

Há algumas gerações que o nome Paul

está associado aos veículos industriais

ou utilitários. A empresa que nasceu

como uma fundição há mais de 200 anos,

é actualmente um dos líderes do mercado

dentro do sector da construção de veículos

especiais. Com a abertura do novo

Nutzfahrzeuge Service Center (NSC) durante

o ano 2006, Paul deu um novo passo

para constar como fornecedor de soluções

completas. No NSC localizado junto à auto-estrada

A3, diariamente cerca de 60 veículos

são intervencionados, numa área de

oficinas de mais de 8.000 metros quadrados.

um número considerável de serviços

especiais e instalações, tais como estação

de lavagem de veículos comerciais, bomba

de combustível, restaurante, apartamentos

para condutores assim como 70 lugares de

estacionamento para camiões, constituem

a sua actividade. A Paul Nutzfahrzeuge

GmbH é, além disso, Parceiro de Serviço

da Schmitz Cargobull e faz parte da extensa

rede por toda a Europa de parceiros de

montagem e reparação da Cargobull Telematics.

Para isso a Paul enviou alguns empregados

para a Schmitz Cargobull para

que recebessem a formação adequada e

mantém um pacote adicional de peças sobressalentes

para os semi-reboques equipados

com Cargobull Telematics.

Em relação ao sector da construção de

veículos especiais – Paul goza de renome

internacional pelos seus chassis e construções

especiais – dispõe a empresa de

uma secção extraordinária para realizar

trabalhos de oficina. Podem enumerar-se a

este respeito construções metálicas, construção

de eixos, instalações hidráulicas,

pneumáticas e electrónicas, instalações de

decapagem e pintura, instalação de alinhamento

de chassis, equipamentos de teste

de travões, assim como tecnologia para

medições de eixos e chassis. O grupo empresarial

Paul dá emprego actualmente a

um total de 369 empregados. Paul encontra-se

actualmente a formar 65 jovens nas

suas fábricas, especialmente engenheiros

mecatrónicos de veículos com motor, com

diferentes especializações. (tt)

www.cargobull.com

The TrailerCompany.

Sem gelo no Inverno

A neve e a chuva podem dar origem, nas épocas frias do ano, à formação

de perigosas placas de gelo sobre o tecto do semi-reboque de lona.

Schmitz Cargobull oferece uma solução de maior segurança com o sistema

RoofSafetyAirBag (RSAB). O profissional da logística „Am Zehnhoff-Söns“

de Bona equipou vinte semi-reboques com este sistema.

Na Paul Nutzfahrzeuge GmbH

Josef Spannbauer (dir.) e Bernhard

Wasner (esq.) oferecem

uma vasta gama de serviços.

forma que seja simples para o condutor”.

Am Zehnhoff-Söns trouxe já precedentes

há dois anos com uma frota de

50 tractores Volvo Euro-5 que funcionam

sem qualquer excepção com óleo de soja.

“Apostamos pela utilização de energias

renováveis sem saber se no final significam

vantagens económicas ou não“, indicou

o Gerente Gregor Söns no momento

da sua colocação em funcionamento.

A empresa individual August am Zehnhoff

fundada em 1907 consta como

OHG (sociedade colectiva) e sociedade

possuidora do capital social com os sócios

wilhelm Söns e os seus filhos Gregor

e Alfons. O negócio operacional corre a

cargo da Am Zehnhoff-Söns GmbH - International

Logistic Services com os administradores

Gregor e Alfons Söns. No

ano de 2004 foi fundada uma parceria

em conjunto com a Public Private Partnership,

a Bonner Hafenbetriebe GmbH

e foi privatizado o porto. “Trabalhamos

a nível internacional e o nosso desejo é

alargarmo-nos mais para a China e o sudeste

asiático“, explica o administrador

Alfons Söns. “Previmos Joint Ventures

adicionais e desejamos investir em novos

mercados, por exemplo nos EuA”.

A empresa oferece principalmente serviços

dentro do sector de cargas nacio-

Nova geração de RSAB

K&M, fabricante do RoofSafetyAirBag, aperfeiçoou o RSAB para a sua

apresentação na IAA 2008. O sistema é formado por um tubo de ar que se

estende centrado entre o toldo do tecto e as cambotas, que enche alimentando-se

a partir do sistema de ar comprimido. Ao enchê-lo modifica-se a

forma da lona do tecto que passa a ter um perfil similar ao de um telhado de

dupla vertente, ao elevar-se pelo centro 175 milímetros. Deste modo expulsa-se

a água que ficaria normalmente acumulada em espaços intermédios

da lona e impede-se a formação de placas de gelo. O sistema também funciona

quando o semi-reboque se encontra desengatado.

A pressão dentro do tubo é apenas de 0,05 bares na geração actual do

RSAB. A pressão mede-se constantemente e reajusta-se automaticamente

ao variar a temperatura. Graças à adopção de um novo design a K&M con-

Numa experiência em larga escala Gregor e Alfons Söns têm 20 semireboques

equipado com RSAB para prevenção da formação das perigosas

placas de gelo.

nais completas assim como no sector

logístico internacional de contentores. A

carteira de produtos completa-se com

prestações de serviços em actividades

de transbordo portuárias, armazenamento

de mercadorias e serviços logísticos

de carácter geral.

www.azs-bn.de

(tt)

Funciona como um telhado de

2 vertentes: a agua escorre para

fora

seguiu uns tempos de enchimento e evacuação da mangueira consideravelmente curtos. O condutor pode esvaziar

também a mangueira accionando o travão. Deste modo garante-se que não seja ultrapassada a altura legalmente

prescrita de quatro metros. O fabricante incorporou também uma unidade de comando pequena e leve. Graças a esta

nova técnica pode-se montar agora o sistema RSAB de uma forma consideravelmente mais rápida.

RSAB funciona também sem qualquer limitação em tectos corrediços.

Schmitz Cargobull oferece RSAB como solução de montagem de fábrica ou de montagem posterior através de

Cargobull Service Partner em Altenberge. Os interessados podem pedir, também, o RoofSafetyAirBag sob o número

de artigo 1043039 em Cargobull Parts & Services (+49 2558-812999). A montagem do sistema não implica qualquer

complicação e pode ser realizado numas duas ou três horas por um concessionário autorizado da Schmitz Cargobull.

150 Pequenos almoços tardios!

Cargobull Trailer Brunch desperta um grande interesse

15 de Novembro de 2008 chegou de

A novo o momento de que no Cargobull

Trailer Center (CTC) de Niederlehme,

junto a Berlim, se organizasse o tradicional

Cargobull Trailer Brunch. O Director

regional, Frank Seeling, convidou pela

sexta vez os seus clientes para celebrar

um “almoço” conjunto. Ao referido convite

responderam mais de 150 clientes interessados.

Deste modo puderam aproveitar

a possibilidade de se informarem dos

novos desenvolvimentos e prestações de

serviços “do mundo dos semi-reboques”

dentro de um ambiente agradável. Também

os especialistas dos diversos sectores

de Schmitz Cargobull AG estiveram

nesse dia à disposição dos interessados

para responderem às suas perguntas e

esclarecerem as suas dúvidas.

O lugar de celebração – o Cargobull

Trailer Center Berlim – encontra-se no

coração dos novos Estados Federais e

diante das portas de Berlim. Frank Seeling

é o responsável pelo CTC, com a

sua equipa de nove pessoas, atendendo

a maior zona de vendas da Alemanha.

Compreende os Estados Federais de

Turingia, Saxónia, Saxónia-Anhalt e alcança,

passando por Berlim e Brandenburgo,

até Mecklemburgo-Pomerania

Ocidental. Trata-se, portanto, de um terço

quase de todo o território da República

Federal. um total de oito empregados

do serviço externo encarrega-se de atender

os clientes no local, assessorando-os

na compra de semi-reboques novos e de

segunda mão.

Através das auto-estradas 2, 10,12 e

13 chegam até ao CTC de Berlim clientes

não só da região, como também de

quase toda a Europa, indica o Director do

CTC Frank Seeling. Esta enorme afluên-

Especialistas juntos: 150 convidados no “brunch Trailer “

cia explica também o rápido desenvolvimento

que sofreu o centro de Berlim. O

Trailer Center mostrou durante os últimos

anos um crescimento contínuo tanto em

extensão, como em pessoal e volume

de negócios, apresentando actualmente

uma quota de mercado acima da média

em todas as gamas de produtos. Dentro

do programa de ofertas do CTC de

Berlim inclui-se também Serviço Após-

Venda e assessoria sobre todos os serviços

usuais prestados pela empresa, por

exemplo Cargobull Finance, Cargobull

Telematics ou contratos de Full Service.

uma Cargobull Trailer Store (CTS) própria

encarrega-se da venda no local de veículos

de segunda mão desde 2007. “Contamos

constantemente com uma oferta de

uns 160 veículos de segunda mão para

escolher”, indica o empregado de CTS

Thomas weissbrot. Também estes veículos

despertaram grande interesse entre

os visitantes que vieram ao almoço celebrado

em Novembro no CTC. uma vez

mais pôde-se verificar que o Cargobull

Trailer Brunch constitui um extraordinário

encontro de mercado para contactos e

informações.

(tt)

Contactos de Relance:

Cargobull Trailer Center Berlin / CTC Ost

Robert-Guthmann-Str. 9

D - 15713 Königs wusterhausen

Tel.: +49 (3375) 525 79 79

Fax: +49 (3375) 525 79 80

ctc.ost@cargobull.com


Sistema Duplo

O transporte de carne fresca pendurada para os clientes da Dinamarca e Alemanha é um

dos ramos comerciais principais da empresa de transportes Wohlert. A integração de dois

diferentes sistemas de vias tubulares nas carroçarias frigoríficas torna-o possível.

Nos anos 50 o actual chefe

sénior willi wohlert colocou

a primeira pedra da empresa.

Partindo de um início modesto

foi desenvolvida uma moderna

média empresa que é dirigida por

Hans-Joachim wohlert na segunda

geração. Com a filha de 21 anos e

o filho de 17 anos está preparada a

terceira geração para continuar as

pegadas do pai e do avô.

O parque automóvel da empresa

de transportes wohlert, actualmen-

te inclui 65 combinações de semireboques

e 50 camiões de caixa

rígida com reboque. Quase todas

as carroçarias e caixas frigoríficas

M.KO possuem o elefante azul da

Schmitz Cargobull. O ponto central

da empresa é o transporte nacional

de carne fresca e congelada, assim

como a distribuição com um ritmo

de 24 horas. Para poder oferecer

aos clientes uma solução logística

completa mais além do transporte,

em 1997 a empresa wohlert ergueu

em Borgstedt, perto de Rendsburg

e directamente ao lado da A7, um

centro frigorífico e logístico com

uma capacidade de armazenamento

de 15.000 toneladas de mercadoria

fresca e congelada. Nas sedes adi-

cionais próprias em todo o território

federal, as cargas transportadas são

despachadas rapidamente. Mais de

200 empregados ocupam-se, tanto

na empresa de transportes como no

wohlert Kühl Logistik, de atender os

interesses dos clientes.

“Somos clientes da Schmitz Cargobull

desde 1979”, lembra o gerente

Hans-Joachim wohlert. “No

princípio apenas lhes comprávamos

caixas para camião e reboques frigoríficos.

Mais tarde mudámos para

Um moderno centro de refrigeração e logístico que garante uma cadeia

de frio contínua.

RODAPÉ DA IMPRENSA

Cargobull News Nº 31

Revista para clientes de

Schmitz Cargobull AG

Editor

Schmitz Cargobull AG

Ap. de correios 109

D-48609 Horstmar

Responsável do editor

Gerd Rohrsen

www.cargobull.com

Redacção de Cargobull News

A. Ewering (ae) (Chr), G. Rohrsen (gro),

Telefone 02558/810

Gabinete de redacção traffic talk (tt)

Realização/impressão

Stünings Medien GmbH, Krefeld

Observações

Os comentários especializados exprimem

a opinião do autor, com a qual a redacção

nem sempre se identifica. A redacção

reserva-se o direito de encurtar textos.

Todos os direitos reservados. A reprodução

e o processamento electrónico apenas são

permitidos com a aprovação expressa do

editor por escrito. Reservado o direito de

realizar modificações técnicas.

os semi-reboques frigoríficos, que

entretanto já significam mais de 50

porcento do nosso parque automóvel.”

Entre os clientes da wohlert

contam-se matadouros e empresas

retalhistas de carne na Dinamar-

ca e na Alemanha. Nesses países

trabalha-se com diferentes sistemas

para pendurar a carne, por

isso a maioria da frota de wohlert

dispõe de respectivamente cinco

vias tubulares dinamarquesas com

ganchos deslizantes pela esquerda

e quatro alemãs / europeias com

ganchos deslizantes pela direita. “A

integração de ambos os tipos de

vias tubulares nas carroçarias da

Schmitz Cargobull não representa

qualquer problema”, como pode

contar Hans-Joachim wohlert. Cargobull

News quis saber os motivos

da empresa se decidir pelos produtos

de Schmitz Cargobull: “Os motivos

pelos quais nos decidimos há

quase 30 anos pelos produtos com

The TrailerCompany. CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009 7

o elefante azul, são os mesmos ontem

e hoje “, responde o chefe da

empresa Hans-Joachim wohlert.

“Os produtos convencem-nos

pela sua qualidade. Além disso

Schmitz Cargobull atende os nossos

desejos, oferece-nos um serviço

muito bom. O atendimento do

departamento de vendas – com

uma boa relação com Franz Zibell,

o comercial responsável por nós – é

excelente.

Para a empresa wohlert, a segurança

situa-se em primeiro lugar. O

parque automóvel, maioritariamente

constituído por Mercedes Actros,

dispõe de um dispositivo de controle

de circulação na faixa de rodagem,

limitador de distância e ESP.

Hans-Joachim wohlert encomenda

os veículos novos com assistente

de travagem de emergência. “Pedimos

que toda a nossa frota seja

equipada com sistemas de aviso de

marcha-atrás“, explica o gerente.

“Isso evita acidentes perigosos

e reduz os danos por colisão.”

Nos semi-reboques, uns travões

de disco com um tamanho de 22,5´

encarregam-se de que existam suficientes

reservas de segurança e

uma longa duração. “No caso dos

veículos novos estamos a pensar no

equipamento com LSP. A adaptação

automática das cargas sobre o

eixo evita as sobrecargas nos eixos

motores!”

No âmbito de uns amplos serviços

logísticos, assim como de uma

planificação operacional optimizada,

Hans-Joachim wohlert também

Conhecemos e agradecemos-lhes: H.-J. Wohlert (dir.) com F. Zibell

Schmitz Cargobull.

pensa em usar Cargobull Telematics

no futuro. “O controlo ininterrupto e

a documentação da cadeia de frio

são indispensáveis. O sistema telemático

traz-nos vantagens na disposição

e planificação do tempo de

condução”, assegura convencido

Hans-Joachim wohlert.“ Assim poderemos

oferecer aos nossos clientes

prestações adicionais mediante

o acompanhamento dos envios.”

O interesse por processos optimizados

não é por casualidade.

Além das suas tarefas como gerente,

Hans-Joachim wohlert também

conduz o departamento das compras.

“Para mim é importante estar

no centro dos acontecimentos.“

(tt)

Rodar em nome da FOSECO: Borcher Logistics aposta em veículos

modernos com certificado de segurança de carga!

O empilhador

transportável

Desde há mais de oitenta anos Borchers tem sucesso como

prestador de serviços de transportes e logísticos. Um parque

automóvel moderno, a moderna telemática com orientação

de futuro e uns empregados comprometidos, asseguram o

sucesso inclusive para os próximos 20 e mais anos.

Borchers é cliente da Schmitz

Cargobull desde 1996 e, desde

então, recebeu cerca de 200 semi-reboques

novos da fábrica de Altenberge.

“Todos os nossos semi-reboques

de lonas dispõem do certificado de

segurança da carga, que, entre outras

coisas, inclui lonas reforçadas, assim

como o Safety-Roof da Schmitz Cargobull”,

explica Ludger Venne, gerente

de Borchers Logistik durante a

última recepção de 12 S.CS do tipo

24/L-13.62 BS EB.

“Na nossa empresa a segurança

da carga tem um papel preponderante”,

opina Ludger Venne. “Para nós

significa minimizar os danos e tempos

de paragem curtos nos controlos.”

Todos os semi-reboques dispõem de

uma segurança para os empilhadores

transportáveis, equipados com um

eixo de direcção traseiro adaptado

para uma distribuição da carga optimizada.

“Os leves carrinhos transportáveis,

que podem ser colocados de

forma fixa, são uma especialidade de

Borchers“, informa-nos Ludger Venne.

“Assim entregamos a mercadoria

dos nossos clientes directamente do

camião à porta. Para que isso também

não cause problemas em terrenos

difíceis, os 50 veículos de transporte

terrestre estão aptos para todo

o tipo de terreno graças à tracção nas

quatro rodas e têm uma capacidade

de até 1,5 toneladas de carga útil.

um dos clientes que sabe apreciar

o serviço de Borchers, é Foseco.

La Foundry Services Company, com

sede em Borken, é líder no mercado

de produtos e soluções para melhorar

o rendimento em fundições. Entre

outras coisas, a carteira de produtos

abrange filtros, alisadores, aglutinantes,

assim como meios auxiliares para

a moldagem. Na entrega dos novos

semi-reboques também estavam presentes

representantes de Foseco, que

ficaram a conhecer o elevado standard

técnico dos semi-reboques de

Schmitz Cargobull. Graças à vontade

de crescimento de ambas as empresas,

em 2009 ocorrerá a entrega de

cerca de mais 30 S.CS novos. A Cargobull

Finance apoia a aquisição dos

veículos novos. “Além de um produto

tecnicamente maduro, esperamos

uma oferta de serviços adaptada às

nossas necessidades”, explica Ludger

Venne a sua decisão pela Schmitz

Cargobull. “Totalmente decisivos são

os baixos custos do ciclo de vida,

pelo que decidimos conscientemente

optar pelo eixo ROTOS ® , cuja longa

vida e fiabilidade conhecemos.

Além de numa técnica excelente,

Borchers investe na formação contínua

dos seus empregados. Além da

empresa mãe em Borken, a localização

em Leinefelde, mesmo ao lado

da nova A38, no centro da República,

garante um serviço amplo. Tal como

a Schmitz Cargobull, a Borchers

também se considera uma empresa

orientada para o cliente, que além do

transporte e armazenamento, também

se ocupa dos trâmites legais perante

as autoridades e de tarefas técnicas

de seguros para que o serviço seja de

maior qualidade.

Inclusive muito além das fronteiras

nacionais, Borchers é um parceiro experiente

com ligações internacionais

de muitas dezenas de anos. Para dirigir

o parque automóvel, o especialista

em transporte e logística do Münsterland

aposta em modernos computadores

de bordo e em sistemas de

navegação por satélite. Os dados de

posição são averiguados via satélite

e através do computador de bordo e

da rede móvel de comunicações, são

enviados à central, onde, em caso de

necessidade, estão à disposição do

cliente. Assim, com um minucioso

software de planeamento e a técnica

mais moderna, o êxito é assegurado.

A história da fundação da Borchers

Logistik é um clássico: A 1 de Fevereiro

de 1928, a empresa arranca com

dois cavalos e uma carroça como

serviço oficial de transporte dos caminhos

de ferro e recolha de vagões

desde a estação de Borken. No ano

seguinte, um Lanz Bulldog encarregase

do avanço – em 1934 os primeiros

três camiões incorporam-se na jovem

empresa de transportes.

Actualmente o parque automóvel

inclui perto de 150 camiões, assim

como 180 reboques e semi-reboques.

300 Empregados mantêm o

tráfego em andamento, administram

e expedem numa superfície de armazenamento

de aprox. 32.000 metros

quadrados e na administração ocupam-se

das necessidades dos clientes.

Das receitas para o êxito fazem

parte um parque automóvel de ultima

geração, a mais moderna logística

de armazenamento e um sistema de

acompanhamento da mercadoria seguro

e sem lacunas. Como é obvio a

Borchers Logistik possui a certificação

ISO.

(tt)

www.cargobull.com


8 CARGOBuLL NEwS · MARçO/2009

Carga cómoda de 231

máquinas de lavar

Seguindo o lema „Optimum Solutions“ o profissional húngaro

de transportes Waberer’s racionalizou o tráfego de cargas para

os seus clientes. Graças aos pilares traseiros ajustáveis do

semi-reboque de lonas S.CS, pode-se carregar um maior número

de máquinas de lavar e frigoríficos em cada semi-reboque.

marca com o símbolo do sol

A nunca parou até agora perante

a presença de umas boas soluções.

O administrador da empresa, György

wáberer, privatizou as antigas empresas

estatais Hungarocamion e Volán

Tefu, agrupando-as sob o tecto da

waberer’s Holding AG. Em 2006 tomou

conta da Révész Eurotrans com

outros 420 veículos e é actualmente,

com umas 2250 camiões é um dos

maiores negócios de transporte e logística

a nível europeu.

Durante o ano corrente, o gigante

de frotas automobilísticas adquiriu 620

semi-reboques novos da Schmitz Cargobull,

entre eles semi-reboques de

lonas com pilares traseiros ajustáveis

segundo o denominado “modelo Electrolux”.

“Até agora equipámos um total

de 170 semi-reboques de lona com

estes pilares ajustáveis”, assinala Levente

Böröndy, Director do Electrolux

Optimum Solution Center (OSC). “O

protótipo deste desenvolvimento tem

a sua origem no ano 2005. No referido

ano encomendámos ao parceiro

de serviço da Schmitz Cargobull de

Bicske, a remodelação do veículo para

transportar máquinas de lavar, frigoríficos

e arcas congeladoras”. O funcionamento

dos pilares ajustáveis é tão

simples como efectivo: depois de abrir

as portas pode-se aumentar a largura

de carga em 2 x 450 mm com a ajuda

de uma manivela.

Böröndy considera que isso oferece

grandes vantagens: “Deste modo

podemos aproveitar praticamente a

largura total do veículo. O trabalho

com empilhadores é consideravelmente

facilitado tanto ao carregar como

ao descarregar o veículo”. Graças à

possibilidade de ampliar a largura da

parte traseira, o empilhador dispõe

de mais liberdade de movimentos. Os

condutores não têm qualquer problema

com a nova técnica. As vibrações

que se geram no veículo durante o

andamento podem provocar ligeiras

cargas sobre a mecânica do sistema.

Isto não significa, no entanto, um problema

importante, segundo informações

de Böröndy. “Muito pior é o facto

dos condutores perderem com relativa

frequência as manivelas que são necessárias

para realizar o deslocamento

dos pilares. Temos que continuar a

estudar a forma de encontrar um sistema

com o qual o possamos evitar”. O

Director de OSC está convencido, em

suma, de que as vantagens que oferecem

o sistema compensam as despesas

algo superiores de manutenção

e as moléstias dos condutores. “Parto

da base de que os pilares ajustáveis

serão um investimento que se pagará

a si próprio em três anos”.

Gábor Hegedűs, Technical Director

of Road Transport, mostra-se também

satisfeito com os semi-reboques de

Schmitz Cargobull: waberer’s trabalha

com semi-reboques de lona S.CS com

VARIOS ® , com S.CS uNIVERSAL,

S.KO COOL e com S.KO EXPRESS.

“As empresas que nos precederam

são clientes da Schmitz Cargobull

desde 1978. Os semi-reboques da sua

gama convencem pela sua elevada

qualidade constantemente mantida,

inclusive na enorme quantidade de veículos

que nós adquirimos. Além disso

o fabricante demonstrou sempre ser

um bom parceiro colaborador, inclusive

quando lhe manifestamos desejos

especiais”.

Desde o ano 2006 que Hegedűs

encomenda todos os pedidos de semi-reboques

com eixo Schmitz ( RO-

TOS ® ). “Com a instalação do disco de

22,5’’ tivemos muito boas experiências

no qual se refere a duração e segurança.

Também temos um grande apreço

pela grande rede de Serviços e a rápida

recepção de peças sobressalentes

da Schmitz Cargobull”. A relação

existente entre o fabricante de semireboques

e o cliente é descrita pelo

Director Técnico com boa e sincera.

“Mantemos uma relação estratégica a

longo prazo. É por isso que o contacto

é extraordinariamente bom”. Para o

futuro Hegedűs está a pensar em utilizar

os serviços de Cargobull Finance.

“Na próxima encomenda, financiarei

provavelmente 15 veículos através da

Cargobull Finance, com a finalidade

de poder contar com dados de comparação

para o futuro. Em princípio

será mais simples negociar com um

só parceiro do que o ter que concertar

contratos em várias frentes”. (tt)

As colunas traseiras extensiveis facilitam o carregamento devido ao aumento

da largura do espaço de carga.

www.cargobull.com

The TrailerCompany.

Corrigir distribuição de carga parcial com redução de carga na traseira: o eixo tractor atinge um peso

autorizado de 11,500 kg.

LSP melhora claramente a

condução nas rotundas

Durante a IAA a Schmitz Cargobull apresentou o sistema LSP (Load Spread Program)

para evitar as cargas sobre o eixo demasiado altas com carregamento parcial. Cargobull

News falou com o Chefe de Produto Christoph Bleker sobre os benefícios do LSP e

as vantagens adicionais que contém o sistema.

CN: O novo sistema LSP (Load

Spread Program), traduzido “Programa

de Propagação da Carga”, provoca a

transferência da carga por eixo. Será

que altera a distância entre os eixos do

reboque?

Christoph Bleker: Não. A distância

física, ou seja, a posição dos

eixos debaixo do semi-reboque naturalmente

mantém-se. Mas a distância

efectiva, e portanto a distribuição

da carga entre o Kingpin e o

eixo da montagem vê-se afectado.

CN: Tecnicamente como funciona

o LSP e quais os efeitos resultantes?

C. Bleker: Após activar o sistema

mediante um interruptor, a pressão de

fole do último eixo desce para uma

pressão residual de perto de 0,5 bar.

Isto provoca uma menor capacidade

de carga deste eixo. A carga mínima

do último eixo é suportada pelos dois

dianteiros. Assim se reduz a distância

efectiva do semi-reboque aliviando a

carga sobre a quinta roda de engate

do tractor.

CN: Que vantagens oferece o LSP

e para que grupo de destinatários é

de interesse em particular?

C. Bleker: O LSP oferece ao utilizador

várias vantagens em simultâneo.

Em primeiro lugar naturalmente

a redução da carga na quinta roda,

evitando a sobrecarga dos eixos no

motor. Além disso com a distância

entre eixos reduzida, o LSP melhora

a rodagem em curvas – de forma semelhante

a um eixo de direcção. Por

último o último eixo descarregado é

menos esforçado, o que provoca uma

diminuição do desgaste dos pneus.

O LSP está indicado para todo o

tipo de clientes que pelas descargas

parciais que têm o esforço com

a sobrecarga dianteira – por exemplo

transportadores frigoríficos, assim

como todos os demais que não

só levam cargas completas. O LSP

também está indicado para semi-reboques

coil, já que estes frequentemente

têm que manobrar em pouco

espaço e sem LSP seguem o percurso

com uma distribuição do peso

incorrecto.

CN: Como surgiu a ideia de desenvolver

o LSP?

C. Bleker: Como resposta às experiências

práticas. Por exemplo, as

conversações com os transportado-

Product Manager Ch. Bleker

demonstra as vantagens do LSP

no ensaio de estrada no Cargobull

Validation Center.

res de produtos congelados organizados

na rota Transfrigo. Muitos

clientes apontaram-nos frequentemente

os problemas de sobrecarga

nas pesagens de eixos na Holanda

com os eixos do motor. Como fabri-

cante de semi-reboques orientado

para o cliente tínhamos que oferecer

uma solução!

CN: Quanto custa o LSP, está disponível

para todos os semi-reboques

e os de segunda mão podem ser

equipados adicionalmente?

C. Bleker: O LSP custa menos de

500 € e pode ser realizado para todos

os semi-reboques com suspensão

pneumática de três eixos.

CN: Quantos veículos estão já

equipados com o LSP e que experiências

tiveram os utilizadores?

C. Bleker: Já vendemos mais de

140 unidades. Contudo o sistema é

novo no mercado, e ainda não temos

essa informação. Por esse motivo

consultaremos activamente os

nossos clientes. Mas o facto de não

termos notícias não é um mau sinal

para nós – normalmente isso significa

satisfação!

CN: É difícil manejar o LSP – o que

deve fazer o condutor?

C. Bleker: O manejo é extremamente

simples! No veículo há um só

botão, com o qual o condutor pode

desligar o sistema. Mas só é conveniente

desligar quando se quer conseguir

o oposto do LSP: uma maior

carga do semi-reboque como ajuda

para a tracção. Tudo o resto funciona

de forma totalmente automática no

âmbito dos limites legais.

CN: A função do LSP é conhecida,

com o fim do condutor não

ter problemas nos controlos? Os

funcionários poderiam assumir

que é tão proibido como baixar o

sem LSP: 6.000 mm

com LSP: 6,600 mm

LSP melhora significativamente a passagem na rotunda.

nível quando o camião está muito

alto.

C. Bleker: O LSP ainda não é ainda

muito conhecido. um polícia ou um

agente de autoridade quando muito

poderia verificar pesando se a carga

sobre o eixo do eixo motor é correcta

e no semi-reboque, por exemplo, verificar

cargas sobre o eixo de 9,0, 9,0 e

1,5 toneladas. Isto é pouco usual, mas

não é proibido! Acima de 19,5 toneladas

o LSP está estaticamente desligado.

Nesse caso – como em qualquer

semi-reboque sem LSP- poder-se-ia

verificar eventualmente um eixo sobrecarregado!

(tt)

More magazines by this user
Similar magazines