Views
5 years ago

Nosso Tempo Digital

Nosso Tempo Digital

Pessoal do PMDB de

Pessoal do PMDB de Cascavel anda fulo da vida com o(s) cavalo(s) de Tróia infiltrado(s) em suas fileiras. Tem gente fazendo jogo duplo, entregando o ouro para os bandidos, e a coisa pode esquentar de uma hora para outra. Conhecida figura da praça estaria sendo vista com frequência confabulando e conchavando com setores de oposição ao governo municipal do PMDB. ço Vai cai r do cavalo, porque traidor nenhum hri 4 . ..-'-"-," conseguiu,.'-,- . z fazer carreira política na dita Q capital do Oeste. O eleitorado a. não perdoa. Lii pS1U Tércio: o fariseu com cara de anjo Subitamente o deputado Tércio Albuquerque (PDS/Foz) se arvorou em defensor de Paulo Pimentel e do que ele classificou de "perseguição política às empresas do ex-governador". Sem entrar no mérito da questão (ler editorial da, edição passada), Tércio Albuquerque não tem autoridade moral para falar em boicote contra órgãos de imprensa, pois quando ele era o todo-poderoso ditador de Foz do Iguaçu usou das mais sórdidas formas de perseguição ao jornal NOSSO TEMPO,que insistia em combater os desmandos administrativos do biônico Cunha Vianna bem como as aprontadas da Itaipu Binacional, Unicon e Cia. de quem o ilustre deputado era funcionário. Só para que os leitores tenham uma idéia, em 82, durante a campanha eleitoral, pessoa que se dizia emissário do nobre deputado passou em várias empresas que mantinham publicidade nas páginas de-NOS- SO TEMPO, exigindo que o anúncio fosse retirado sob a ameaça de "rigorosa fiscalização" e mesmo "boicote a todo e qualquer financiamento". Richa não está usando das mesmas armas, mas mesmo assim Tércio Albuquerque farisaicamente se coloca ao lado de Pimentel e esquece-se do seu próprio telhado. Traidor pode cair do cavalo ca Curso o no SENAC O SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial N está avisando aos interessados que será realizado um curso de 1 confeiteiro no período de 25 de abril a 28 de julho, no horário das 14 a s 18 horas. Inscrições e melhores informações poderão O ser obtidas na Secretaria do SENAC (Centro Social Urbano) o Z ou pelo fone 74-1239, em Foz. Pimentel já era Paulo Pimentel tem lá suas ambições e razões na implacável campanha contra o governo de José Richa, , e, por extensão, contra os interesses do Paraná. O Richa, efetivamente, exagerou um pouco ao explodir contra a nefasta, inglória, injusta e precipitada investida de Pimentel e seus meios de comunicação contra o novo governador. Contudo, sem mexer nos méritos da intriga, uma coisa é certa: Pimentel, decididamente, passa a se constituir numa péssima alternativa de governo do Estado no futuro. O papo dele é o mais reacionário, o mais imobilista e retrógrado em circulação no País. Não tem nada de novo, nadinha que possa empolgar o povo. E de uma mediocridade de causar dó. Não dá nem para acreditar que tenha sido eleito governador tempos idos. Bem, no mínimo estacionou naqueles tempos e até está fazendo uma forcinha para recuar mais um pouco. Sabe de uma coisa? Vai perder - se já não perdeu - o bonde da história. Se é esse o tipo de adversário que o Rjcha, o PMDB et caterva tem pela frente, é moleza. Esse pessoalzinho já era e tá acabado. PS - O melhor jornalismo televisivo de Curitiba é feito pelo Canal 12 - no melhor estilo "padrão global". Por falar nisso, parece que a excelente repórter Sabina Petoviski foi trabalhar na Globo em São Paulo. Assim não dá. Olhai o Brizola O que o Leonel Brizola está fazendo no Rio já vale um governo. Em menos de trinta dias de mandato meteu na cadeia onze assassinos (da polícia) pertencentes aos famigerados Esquadrões da Morte. E está com uns cem mais na alça da mira. Os governos de oposição que sigam o exemplo. Temos que acabar com os bandidos gerados pela ditadura. A policia, hoje, é um poder paralelo onipotente e arrogante. Deus me livre da policia que com os bandidos eu trato. «Dino, aqui é o Richa» O telefone estridulou na ca sa do presidente do Diretório Municipal do PMDB de Foz do Iguacu, Dobrandino Gustavo da Silva. Era terça-feira, 7 horas da manhã: - O Dobrandino está? - Está sim. Está tomando café. Quem está falando? - E o Richa. A esposa do presidente do PMDB levou o recado: - O telefone é prá você, Dino, e quem está falando é o governador José Richa. - Deve ser brincadeira de colegas. Richa não iria telefonar a uma hora dessas. Dobrandino percebeu que não era trote ao erguer o aparelho e reconhecer a voz do governador. O assunto era o mais espinhoso de todos: a presidência da Paranatur. Richa explicou ao presidente do Diretório que o nome do indicado seria Alceu Vezzozzo, integrante da direção do Hotel Bourbon. Após muito bate-papo, ficou acertado que Vezzozzo faria uma visita imediata a Foz do Iguaçu onde entraria em contato com lideranças da cidade para esquematizar um plano conjunto, visando incrementar o turismo. Só assim Dobrandino concordou em abrir mão da reivindicação que exigia que o presidente da Paranatur fosse um iquaçuense. Pague a dívida Diversos escalões do governo têm insistido na participação do povo "no esforço de recuperação nacional". Ë a tal coisa: comeram o filé, enquanto davam coices e agora atiram o osso para o povo roer. E tem mais: querem que este mesmo povo pague a divida deles. Dívida feita com dêsmandos, corrupção e negociatas. Nada feito, nós não vamos pagar nada. O dinheiro depositado na Suíça - pelos ladrões - dá bem pra pagar tudo. Semancol nele Em Santa Helena, na margem do grande lago, foi eleito um vereador que fala mais que "o homem da cobra". Em um mês de mandato já deixou todo mundo louco. O pior é que não diz coisa-com-coisa. Já anda correndo uma lista para comprar "Semancol" para o dito. r o 'LU uhI Para que tenham uma idéia do nível de conhecimento da juiza Maria Aparecida Bianco de Lima, que nos condenou a pagar multa porque trabalhamos, aqui vai um demo nst raçãoz i nha. Quando conduzia as audiências das testemunhas de defesa no processo que nos moveram pela Lei de Segurança Nacional, a juíza Maria Aparecida perguntava assim aos depoentes: "Pode dizer se os acusados faziam PRO- SETILISMO ideológico?" Pois é, além do caráter inquisitorial e ofensivo da pergunta, mostrou nem conhecer a papalavra que usava. Não é "prosetilismo", mas proselitismo. Se a juíza não conhece a ordem morfêmica da palavra, menos ainda deve conhecer seu significado, e parece que formulava a pergunta porque esta fora feita na carta precatória pela Auditoria Militar de Curitiba. Não deu para saber se a palavra veio errada da Auditoria Militar e por isso não dá para atribuir o mesmo nível de ignorância da juíza às autoridades de lá. Em todo caso, Maria Aparecida Bianco de Lima, pupila do Kopytowski, não conhecendo uma palavra tão elementar, mostrou também a quantas anda sua "curtura". Outro erro crasso que ela cometia nos interrogatórios era quanto ao uso do verbo "haver" no sentido de existir. Exemplo: 'Sabe dizer se HOUVERAM problemas entre as autoridades e...?" Ora, o certo é "Saber dizer se HOUVE problemas...?" A gramática manda que o verbo "haver" usado no sentido de "existir" fique sempre no singular, mesmo que o objeto direto seja plural. E depois o procurador militar Péricles ainda me pede comprovação de que tenho curso superior em Letras... (Ju). • Moda Infantil • Moda Feminina • Moda Masculina • Moda Esportiva • Calçados Pára com isso, S. Pedro Ei, São Pedro, como está a bagunça aí em cima? Quem afinal está mandando no setor de relações exteriores da vida eterna? Quem está no papel de anjo exterminador, que a toda hor dá uma passac por nosso desafortunado Brasil e leva o que há de melhor? Ouça-nos, ó Deus. Esqueceu que a tradição diz que você é brasileiro? Não parece. Vá ser implacável assim lá no Pentágono ou na Casa Branca. Qual é a tua, Homem do Céu ? Tanto safado vivendo 70, 80 anos no Brasil e os "santos" desígnios do Todo-Poderoso vêm buscar justamente a Clara Nunes? E isso depois de ter levado a Leila Diniz há alguns anos, a Elis Regina há pouco mais de um ano, o Jardel Filho e o Garrincha há poucos meses. Vê se pode? Examina a consciência aí com teus assessores encarregados dos assuntos da face da Terra e chega, tá? Quando morreu a Leila, um desastre de avião, também morreu junto o Filinto Müller. •Mas ara, para levar a Clara Nunes, devia levar também, no mínimo, uns dez efedapê entre a trupe que inferníza os brasileiros e que não precisa nem dizer o nome, porque todo mundo sabe quem são, e também não se deve dizer o nome para não cair de novo nas garras da LSN. E isso ai', Deus dos Exércitos (êpa); é isso ai, S. Pedro, E o protesto que deixo nestas páginas, porque fiquei muito triste com a usurpação da encantadora Clarinha dentre este povo tão sofrido e melancólico. (Ju). * • Promoções • Boutique • Show Room • Moda Jovem ona azinc AVENIDA BRASIL, 520 E 530 FONE 73-2394

Falencias,4 estagnação e luturo Os vizinhos do lago de Itaipu agricultores e comerciantes ribeirinhos - voltarão a reunirse novamente em assembléia geral neste sábado, dia 23, em Santa Helena, para discutir problemas comuns: a estagnação a que estão condenadas muitas vilas e povoados, separados que foram das respectivas sede municipais pelas águas do lago; estradas interrompidas e ausência de pontes; propriedades e imóveis prejudicados pelo súbito aparecimento de vertentes após o enchimento do lago; e desapropriações ainda não pagas pela Itaipu Binacional. A abertura do encontro está prevista para as 9h. no Clube União, e dele deverão participar o deputado Sérgio Spada, possivelmente o secretário Nelton Friedrich (do Interior), e o agricultor Marcelo Barth, da Comissão Pastoral da Terra. SITUAÇÃO DRAMÁTICA A situação em que se encontram as comunidades à beira do lago de Itaipu chega a se dramática. Em Santa Helena, por exemplo, a própria Associação Comercial e Industrial denunciou que houve uma queda muito acentuada no movimento comercial após a desocupação das terras expropriadas, tanto que diversas empresas estão fechando suas portas e há sintomas de desemprego em massa que estão deixando as autoridades preocupadas. Além disso, a clientela paraguaia que atravessava o Rio Paraná para comprar no Município deixou de fazê-lo após a formação do lago. Casos de malária já foram detectados, e povoados como Correa Porto, Dois Irmãos, Vila Celeste e São Vicente Chico ficaram praticamente isoladas; seus moradores têm de percorrer grandes distâncias para chegar até a sede municipal. Marcelo incerto Barth, por sua vez, apontou casos de colonos que hoje são obrigados a deslocamentos de até 50 quilômetros - quando antes a distância era inferior 10. O comércio de Esquina Rosa, ainda no Município de Santa Helena, "está praticamente falido". No Município de São Miguel do Iguaçu, as linhas de ônibus que demandavam a localidades que hoje são ribeirinhas praticamente deixaram de ser exploradas, por terem se tornado deficitárias. No povoado de Jacutinga (S. Miguel), o lago atingiu o sistema de abastecimento d'água. Já o hoteleiro de São José do Itavó "está falido",conforme salientaram os ribeirinhos na assembléia' realizada em fevereiro. As populações desses e de outros povoados também temem a ação de marginais que estão contrabandeando carros para o Paraguai através do lago. Em São Clemente, no Município de Santa Helena, agricultores foram surpreendidos com o surgimento de vertentes em suas 2PETRO8WAS • LOTEAMENTO PORTAL IDA FOZ VIZINHOS DE ITÁIPU DISCUTEM PROBLEMAS u ,. » úprio entre posto da Cotrefal foi invadido pela água quando o lago atingiu a cota dos 117,8 metros. Este mesmo entreposto perdeu 450 associados em função das desapropriações, e hoje está com capacidade de armazenamento ociosa. Também em Entre Rios lMunic(pio de M. C. Rondon) registrou-se infiltração de água em silos. Os ribeirinhos vão sugerir à ltaipu, na reunião de sábado, que lhes seja permitido cultivar - durante algum tempo - a assim chamada "área de segurança" adjacente ao lago. Em troca eles fariam a conservação desses trechos com a plantação de árvores que evitariam a erosão do solo. Também voltarão a ser debatidos, desta vez com maior profundidade, os problemas que de um modo geral têm afetado a todos: desde estagnação do setor comercial, até a questão do escoamento da produção, dificultada pela ausência de pontes e pela inundação de inumeias estradas. À1t - A COPPELLI & MILAN LTDA. Rua Jorge Schimmelpfeng, 440- Fone (0455) 74-1742 CEP85.890 - FOZDOIGUAÇU - PARANÁ NOBRE ASSESSORIA IMOBILIÃRIA = Onças pintadas: muito agressivas A morte de quatro animais e a substituição de cinco funcionários do Parque Municipal de Cascavel, mantido pela Prefeitura, foi o que bastou para que setores de oposição à administração peemedebista concluíssem apressadamente que leões, onças, pássaros e demais habitantes do mini-200 estavam sendo sacrificados pela fome e por descaso. A verdade parece ser bem outra. Segundo fonte da Prefeitura de Cascavel, realmente cinco dos nove funcionários do parque foram substituídos, mas por terem negligenciado o atendimento aos animais. A dispensa deu-se logo após o incidente registradono dia 20 de março,quando uma puma foi atacada e trucidada pela onça pintada fêmea do zoo. Pessoa não identificada abriu - criminosamente - a portinhola que separa os felinos e eles se engalfinharam. Sobreviveu a onça pintada, mais forte e agressiva. A morte dos demais animais - uma leoa, dois macacos e uma irara - deu-se por doença e intoxicação. Nenhum morreu de fome, como reveleram exames posteriores. A leoa, disse a médica-veterinária Gladis Dalmina, responsável pela assistência aos animais, estava muito velha: tinha 18 anos. Encontrava-se doente há muito tempo, antes mesmo de ser remetida do zoológico de Curitiba para o míni-zoo de Cascavel. Ainda no capital fora constatado que ela sofria de alguma • F;ZBR-277 frente no Rfain Pálace Hotel -Fone 73 4529 e CAS(AVEL AvenHn BnslI. 1.777 - Fone 23-0185 MORTE NO ZOO GERA POLÊMICA doença pulmonar, mas mesmo com o tratamento a que foi submetida em Cascavel não apresentou melhora. "Nos últimos tempos - disse a veterinária - ela emagreceu bastante e praticamente não reagia ao tratamento a que era submetida. Quando morreu, constatamos através da necrópsia que ela sofria de um problema pulmonar grave, provavelmente tuberculo- se. O pulmão direito estava de- - composto, transformado numa massa esbranquiçada, e o pulmão esquerdo também encontrava-se seriamente afetado". No caso dos macacos e da irara, exames laboratoriais comprovaram que eles foram vitimados por uma toxi-infecção. Bactérias do tipo "proteus",altamente patogênicas, foram encontradas nas vísceras dos animais. GIádis Dalmina acha que eles podem ter ingerido água ou comida contaminada. Muita gente costuma jogar pipoca, amendoim e outros comestíveis aos bichos. É uma atitude que a veterinária condena, pois predispõe-os a desarranjos intestinais. "Há alguns dias atrás - comentou Gladis - encontramos até pimenta vermelha na jaula dos quatis. E o leão africano, uma das atrações maiores do zoo, costuma ter diarréia na segundaeira, porque no domingo, quando o número de visitantes é elevado, há pessoas que o provocam só para vê-lo urrar. Coisas desse tipo 'mexem' com o animal, tornando-o nervoso e irritadiço, e a diarréia é a consequência. Até pedras nós já encontramos na jaula." A médica-veterinária tem vários planos para o mini-zoo. Ela que pretende, por exemplo, implantar um ambulatório veterinário e adquirir uma geladeira frigorifica destinada à conservação de alimentos. A água servida aos animais está sendo tratada. O acervo será ampliado na medida do possível, através de convénios com outros zoológicos. E também sempre existe a possibilidade de os próprios habitantes do mni-zoo se multiplicarem. As esperanças estão depositadas atualmente na onça fêmea, que vem de recente lua-de-mel com seu co'npanheiro.

POLICIA LIQUIDA JOÃO « PARAGUAIO »1O - Nosso Tempo Digital
CÂMARA DE TORTURA NO QUARTEL DA PM - Nosso Tempo Digital
P0C CONDENA ATITUDE DE ALVARO DIAS - Nosso Tempo Digital
E a maior en(hente do rio Parana - Nosso Tempo Digital