Descarregue a versão em pdf - Colégio Monte Flor

monteflor.pt

Descarregue a versão em pdf - Colégio Monte Flor

Maio 2011 Número 6

Colégio Monte Flor – Carnaxide geral@monteflor.pt

Tel. 21 418 49 79


S.O.S. Maio 2011

Lince-Ibérico

Introdução

O Lince é um animal muito tímido, que é difícil de ver em liberdade. Os machos estão

pouco tempo com as fêmeas e as crias, só estão juntas quando estão em grupo.

Desde 1990 o seu desaparecimento tem sido preocupante e é hoje uma das espécies

mais ameaçadas de todo o mundo.

Nomenclatura

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Subfilo: Vertebrata

Classe: Mammalia

Subclasse: Eutheria

Ordem: Carnivora

Subordem: Felifornia

Família: Felidae

Género: Lynx

Nome Comum: Lince Ibérico

Nome Científico: Lynx Pardinus


S.O.S. Maio 2011

Distribuição Geográfica

O Lince Ibérico, como o seu nome indica, está distribuído por Portugal e Espanha, só

havendo nestes dois países em todo o planeta.

Como o seu habitat está a ser destruído ele só existe em algumas regiões da

Península Ibérica e é uma espécie em elevado risco de extinção. Em todo o mundo há

apenas pouco mais de uma centena de linces ibéricos.

Em Portugal existe essencialmente no Algarve, podendo ser visto ocasionalmente

também na Serra da Malcata.

Uma vez que ele está disperso por vários agregados populacionais, acredita-se que no

futuro apenas 2 ou 3 destes agregados poderão vir sobreviver.


S.O.S. Maio 2011

Morfologia

O lince-ibérico tem pêlo castanho-avermelhado com manchas ou pintas e por vezes

até riscas.

Como a maioria dos outros Linces, tem uma cauda pequena, pincéis nas orelhas e

barba.

Tem o corpo parecido como o gato só que muito maior.

Os machos adultos pesam cerca de 12kg e as fêmeas pesam cerca de 9kg, mas não

há dimorfismo sexual, ou seja, o macho e a fêmea são iguais.


S.O.S. Maio 2011

Alimentação

Cerca de 80% a 100% da sua alimentação é composta por Coelhos-Bravos.

Para satisfazer as suas necessidades, ele precisa de comer aproximadamente um

coelho por dia que equivale a 600-1000kcal.

Devido a esta dieta pouco variada, a principal ameaça ao desaparecimento do Lince, é

a falta de Coelhos Bravos (a sua principal presa).E por causa do seu desaparecimento,

o Lince tem estado em extinção.

Contudo, ele também pode alimentar-se de lebres, de roedores, de perdizes ou de

outras aves.

Reprodução

A época de reprodução ocorre normalmente entre Janeiro e Julho e o nascimento

ocorre entre Março e Abril. O período de gestação dura cerca de 2 meses e cada

ninhada é composta 2-3 crias. O lince ibérico torna-se independente por volta dos 8

meses e pode viver até 16 anos.

Inimigos Naturais

O Homem é a principal ameaça para o lince ibérico pois é responsável pela destruição

do seu habitat, contudo, o desaparecimento dos coelhos-bravos assume-se como um

dos principais fatores de ameaça.

Ele também pode alimentar-se de lebres, de roedores, de perdizes de outras aves.


S.O.S. Maio 2011

Estatuto de Conservação

Em 1965 o lince - ibérico foi considerado muito raro e em 1966 considerado ameaçado.

Até 1996 manteve-se a sua condição de animal ameaçado.

Em Portugal, desde 2001 até agora está muito, muito Ameaçado, mesmo em risco de

desaparecer, sendo o felino mais ameaçado do mundo.

Esta espécie está criticamente ameaçada. Em quase toda a Península Ibérica está

ameaçado mas em Portugal essa situação é gravíssima.

Soluções

Em 1960 Em 2001

Não fazer armadilhas;

Não destruir o habitat destes animais;

Não perturbar este animal, principalmente, durante a fase de

reprodução;

Não pegar fogo aos locais onde o lince ibérico está espalhado;

Sensibilizar as pessoas acerca do lince ibérico;

Sensibilizar os caçadores para não matarem o lince ibérico;

Criar programas de defesa do Lince Ibérico.


S.O.S. Maio 2011

Lendas e Curiosidades

O lince-ibérico é atualmente

considerado o felino mais ameaçado

do mundo, só existem 140 linces na

Península Ibérica (Portugal e Espanha).

Poucas pessoas conseguem ver este

animal porque é rápido, ágil, camufla-

se e porque está em vias de extinção.

Quando se pergunta como ele é compara-se logo com um gato e não é difícil

encontrar semelhanças entre eles. No entanto o lince-ibérico não é um gato.

É um animal que costuma sair mais para caçar durante a noite. Durante um dia

pode percorrer aproximadamente distâncias de 7

km.

Como há poucos animais desta espécie a

variabilidade genética é reduzida e por isso ele é

vulnerável às doenças. As doenças mais

frequentes no Lince-Ibérico são Leucemia Felina,

Toxoplasmose e a Tuberculose Bovina.

Este animal só precisa de comer 1 coelho por dia.


S.O.S. Maio 2011

Quebra-ossos

Introdução

O Quebra Ossos é o mais raro dos quatro abutres que vivem na Península

Ibérica. Porém, devido a imensas perseguições feitas pelo homem já só existem três

exemplares de abutres quebra-ossos em Portugal.

Nomenclatura

O nome científico do quebra-ossos é Gypaetus barbatus.

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Aves

Ordem: Falconiformes accipitriformes

Familia: Accipitriformes

Género: Gipaetos

Especie:g. Barbatus


S.O.S. Maio 2011

Distribuição Geográfica

No início do século XX havia imensos casais de abutres quebra-ossos

na Península Ibérica, principalmente nos Alpes. Contudo, no final do século XX,

esta espécie desapareceu completamente da Península Ibérica.

No nosso país os últimos registos correspondem a dois abutres quebra-

ossos mortos pelo rei D.Carlos em 1878 no Guadiana, que ficaram

conservados no museu de Coimbra.

Contudo, atualmente, devido a um longo programa de reintrodução

desta espécie de abutres em Espanha,

há uma população com cerca de uma

centena de casais reprodutores nos

Pirinéus.

Quanto à distribuição geográfica

desta espécie no muno inteiro, podemos

encontrar abutres quebra-ossos na

Europa (Hungria e Espanha), na Ásia

(Irão, Iraque, Paquistão e Mongólia) e na

África ( Argélia e Sudão).


S.O.S. Maio 2011

Morfologia

O brita ossos ou Gypaetus é uma ave com uma envergadura que pode chegar

a 2,85m e consegue viver cerca de 30 anos em liberdade e 48 dentro de uma gaiola.

Estes necrófagos têm penas escuras no dorso e castanhas claras no ventre e

na cabeça e pescoço e parece que tem uma máscara na cara.

Também há pessoas que lhe dão o nome de abutre - das – montanhas,

abutre-dos-cordeiros e quebra - ossos.

Ao contrário dos outros abutres que têm a cabeça e o pescoço careca, o

quebra-ossos tem a cabeça e o pescoço cheio de penas.

Esta característica deve-se ao facto de o quebra-ossos não ter que colocar a

cabeça dentro da carcaça morta para retirar a carne.

Este abutre é um pássaro de grande peso, chega a pesar 12,5kg e pode medir

1,18m de altura.

10


S.O.S. Maio 2011

Alimentação

mortos.

Os abutres são animais necrófagos, isto é, alimentam-se da carne de animais

O abutre quebra-ossos, é o último dos abutres a alimentar-se da carcaça morta,

uma vez que os outros abutres alimentam-se da carne morta e os quebra-ossos

comem apenas a medula ossea, os tendões e a pele.

Quando não consegue engolir os ossos inteiros, leva-os no ar e solta-os sobre

pedras pontiagudas para partir os ossos e conseguir comê-los.

Reprodução

Os abutres quebra-ossos maturam ente os 3 e os 6 anos

de idade. O período reprodutor desta espécie é extremamente

longo, começando logo em finais de Janeiro com a construção ou

arranjos dos ninhos.

Entre Fevereiro e Abril as femeas põem um ovo apenas. O

período de incubação dura 54-56 dias e as crias, depois de sairem

dos ovos, demoram entre 95 a 120 dias até se tornarem

independentes.

11


S.O.S. Maio 2011

Inimigos Naturais

O único inimigo dos abutres quebra-ossos é o homem.

Estes abutres morrem sobretudo devido a perseguições e envenenamentos

feitos pelos homens, para colocarem-nos em coleções e museus.

Para além disto, os quebra-ossos morrem também eletrocutados nas linhas

elétricas construídas pelos homens.

12


S.O.S. Maio 2011

Estatuto de Conservação

Espanholas.

No início do século XX havia imensos quebra - ossos nas cordilheiras

Contudo, em 1922 esta espécie extiguiu-se completamente nos Alpes.

Em Portugal, os últimos dois exemplares desta espécie foram mortos

pelo rei D.Carlos, acabando por ficar conservados num museu de Coimbra.

O Estado de conservação desta espécie encontra-se vulnerável pois tem

sofrido todo o tipo de perseguições e envenenamentos.

Para além disso, os abutres quebra-ossos eram

muito apreciados em museus e coleções.

Porém em 2006 há um interessante método de

combate ao veneno e existe uma equipa que tem um

grupo de cães treinados que detetam iscos e carcaças

envenenadas.

Foi feito também um programa de reintrodoção

de quebra-ossos nos Alpes.

O projeto contempla ainda ações de divulgação

junto de escolas e associações de caçadores.

13


S.O.S. Maio 2011

Curiosidades

Não existem muitas lendas e mitos sobre

os abutres quebra-ossos.

Contudo, existem algumas curiosidades

sobre os abutres em geral.

Uma delas é a existencia de uma deusa

egipcia chamada Mut que é uma deusa abutre.

Mut é geralmente representada na arte

egípcia como uma mulher com cabeça de

abutre ou, mais frequentemente, como um

abutre branco usando a coroa "hedjet", do Alto

Egito. A deusa é frequentemente representada

de asas abertas, sinal de proteção, do rei ou do

Egito.

A lenda da morte trágica de Ésquilo

Certo dia, Ésquilo, um dramaturgo grego,

passeava no deserto e de repente, um abutre

quebra-ossos que sobrevoava com uma

tartaruga presa nas suas patas, confundiu a

cabeça careca de Ésquilo com uma pedra e

deixou cair a tartaruga mesmo em cima da sua

cabeça.

Desta forma, Ésquilo morreu, por ter sido

atingido com uma tartaruga na cabeça.

14


S.O.S. Maio 2011

Referências

Capa:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/23/Bartgeier_Gypaetus_barbatus_fro

nt_Richard_Bartz.jpg e http://www.google.pt/search?q=quebra-ossos&hl=pt-

PT&tbm=isch&prmd=ivns&ei=PBbATfCKNYqFhQe60em7BQ&start=200&sa=N

Página 2: Canela, Andoni, 2010, Terra de Linces, EDIA, p.1

Página 3:

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3c/Mapa_distribuicao_lynx_pardinus_2003

.png

Página 4: http://cyberturma.no.sapo.pt/lince.1.gif e Canela, Andoni, 2010, Terra de Linces,

EDIA, p.V

Página 5:

http://1.bp.blogspot.com/_qJ1FP7yiYtM/SiVYRMY1E8I/AAAAAAAAADI/dbvhs_pWxLI/s320/L

ince%2520iberico.jpg

http://3.bp.blogspot.com/_0A5VTkxZhkc/S818fhbdDiI/AAAAAAAAABc/IR8NSrVLmPQ/s1600

/linnce+com+filhotes.jpg

Página 6:

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/26/Mapa_distribuicao_lynx_pardinus_defa

sado.png

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3c/Mapa_distribuicao_lynx_pardinus_2003

.png

Página 7: http://3.bp.blogspot.com/_bdF8F_DGio4/TUnD8SAkNdI/AAAAAAAAAGY/f4_S-

jlK5cA/s1600/lince.jpg

Página 8: http://www.google.pt/search?q=quebra-ossos&hl=pt-

PT&tbm=isch&prmd=ivns&ei=PBbATfCKNYqFhQe60em7BQ&start=200&sa=N

Página 9: http://pt.wikipedia.org/wiki/Abutre-barbudo

Página 10: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com

Página 11: http://www.wikinoticia.com/images/www.ecologismo.com/www.ecologismo.com.wp-

content.uploads.2010.02.Quebr.jpg e http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com

Página 12: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com

Página 13: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://aventadores.files.wordpress.com

Página 14: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/civilizacao-

egipcia/imagens/templo-de-horus4.jpg&imgrefurl.com e

http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://biografia.inf.br/wp-content/uploads/2008/10/personalidades-

dramaturgos-grecia-esquilo.jpg&imgrefurl.com

Fundos de Página: http://fc06.deviantart.net/fs15/f/2007/058/7/a/Seasons_Fauna_by_Iormundr.jpg

15

More magazines by this user
Similar magazines