proposta2a com press release - Okinawa Festival

okinawafestival.com.br

proposta2a com press release - Okinawa Festival

Praça Haroldo Daltro, 297 Vila Carrão

20

Danças, Comidas típicas,

Taikô, Artes marciais,

Bon-Odori, Shows

e muita animação.

06/08 07/08

Sábado Domingo

das 11 às 21h das 11 às 19h

Clube Escola V. Manchester

Praça Haroldo Daltro s/nº

Este evento faz parte do Calendário Oficial da Cidade de São Paulo - Lei 14.437 de 14/06/07


A MOTIVAÇÃO DO EVENTO

O fomento à cultura sempre foi o principal foco da

Associação Okinawa de Vila Carrão.

Através de eventos e apresentações artísticas,

buscamos aproximar o público da arte, divulgando e

ao mesmo tempo promovendo a preservação da

cultura japonesa e okinawana no país.

O Okinawa Festival, idealizado para integrar a

colônia nipo-brasileira da província de Okinawa com os

moradores da região, cresceu e figura hoje como um

dos maiores eventos promovidos pela colônia

japonesa na Capital paulista, fazendo parte do

Calendário Oficial de Eventos do Município (Lei 14.437

2 3

de Junho de 2007).

Considerado pelas autoridades municipais como o

maior evento que ocorre na região sudeste da cidade,

o Okinawa Festival, também é solidariedade. O

Festival não tem finalidade lucrativa; a entrada é

gratuita. Entretanto, solicitamos ao público a

colaboração (voluntária) de 1 kg de alimento não

perecível que são destinados a entidades

assistenciais. Na edição de 2010 foram arrecadadas 11

toneladas de alimentos que fizeram a diferença na vida

de muitas pessoas.


Sábado

4 5


Domingo

6 7


Performances no estilo Eisa Taiko – Vestidos

com indumentária tradicional dos Festivais de

Okinawa, os artistas apresentarão coreografias

tocando o Taiko (instrumento de percussão) carregado

à tiracolo.

As coreografias do Grupo têm como característica

marcante os traços do Eisa Taiko tradicional praticado

há centenas de anos, “modernizados” pela influência

da dança contemporânea de diversas regiões do

Japão e de outros países.

Os dois maiores grupos de Taikô do Brasil – o

Ryukyu Koku Matsuri Daikô e o Requios Geinou

Doukoukai Eisá Taikô (os famosos tambores de

Okinawa) se apresentarão com mais de 600 jovens e

crianças trajadas com uniformes típicos em ritmo

contagiante e coreografias preparadas para dar um

colorido especial ao evento.

Performances no estilo Okinawa Buyou - É a

dança tradicional de Okinawa praticada há séculos

pelos diversos grupos sociais da ilha, desde os

vilarejos de pescadores até os palácios da era Ryukyu,

muito antes da integração ao Japão.

As vestimentas utilizadas vão dos trajes simples de

pescadores aos luxuosos e coloridos vestidos de gala.

Neste evento contaremos com a parceria e

amizade de diversas academias de dança folclórica,

8 9

taiko (tambores), sanshin (instrumento de cordas,

típico de Okinawa), karatê, dentre outras, que

procuram preservar e divulgar a cultura japonesa,

atraindo cada vez mais jovens a tomar conhecimento

das diversas formas de arte, despertando, assim, o

interesse por essa rica cultura.

O festival conta ainda com participações especiais

de cantores, ilusionistas e apresentadores de TV,

como o ilusionista Mário Kamia, do programa Tudo é

Possivel, da Redord, e o apresentador de TV (SBT)

Yudi.


Praça Haroldo Daltro

WC

86

85

84

83

82

81

80

79

78

77

87 88 89

WC

J

Praça

Alimentação

I

76

75

Ambulância

107

106

105

104

103

102

101

100

99

98

97

96

95

94

93

92

91

90

74

73

72

Gateball

71

70

WC

110 Antend.

108 109 médico

69

68

111

Autoridades

67

66

65

Palco

Área

de apresentações

64

Camarim

B

63

62

Camarim

A

61

60

Gerador

Camarim

B

Tenda Tenda

Alambrado

Fraldário

WC

Alambrado

59

58

57

Arquibancada com cobertura

G H 1 2 3 4 5 6

Praça

Alimentação

56

55

54

53

52

51

50

Praça Haroldo Daltro

10 11

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

49

48

F

E

D

C

B

A

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

47

46

45

Espaço

Saúde

Espaço

Urizun

38

39

40

41

42

43

44

WC

37

Portal

Okinawa

Festival

Entrada


Realização

Associação Okinawa Kenjin

da Vila Carrão

Fundada em 1956, a Associação Okinawa Kenjin da

Vila Carrão é, atualmente, uma das maiores

associações filiadas à sede central (Associação

Okinawa Kenjin do Brasil), com mais de 450 famílias

associadas.

Localizada num dos bairros com a maior

concentração de imigrantes e descendentes da

província de Okinawa no Brasil, esta subsede promove

constantemente atividades culturais, recreativas,

esportivas, econômicas e sociais visando o

fortalecimento dos laços amizade que une seus

associados.

Pode-se dizer que a Vila Carrão é uma verdadeira

“meca da cultura okinawana”, onde encontram-se

escolas de língua japonesa, dança e música folclórica,

karatê, “taikô” (tambores okinawanos), enfim, uma

variedade de atividades voltadas para a divulgação e

preservação da cultura okinawana.

Seus associados têm orgulho em poder afirmar que

o espírito dos primeiros imigrantes continua vivo entre

seus descendentes, tanto na preservação da cultura e

das tradições, quanto no próprio

sentimento de união, solidariedade e garra de seus

fundadores.

Breve Histórico

A Associação Okinawa Kenjin de Vila Carrão

nasceu em 20/08/1956 e teve como idealizadores:

Komei Ueda e Seikichi Uehara.

Em 1957, filia-se à sede central do “Zaihaku

Okinawa-Kaigai-Kyokai” - Associação dos

Okinawanos Residentes no Exterior, antiga

denominação da Associação Okinawa Kenjin do

Brasil.

Em 1962 foi adquirido o terreno para a construção

da atual sede, e, no ano seguinte, foi inaugurado o

kaikan (associação), concomitantemente à criação do

Estatuto Social.

A Associação iniciou suas atividades com 27

associados. Após três anos, o número de famílias

associadas já havia triplicado e, em 1968, dez anos

após a fundação, já contávamos com 218 famílias

associadas.

Por conta disto, desde os anos 70 o kaikan da Vila

Carrão passou a ser chamado carinhosamente pelos

“sempais” (veteranos) de “Manmosu Kaikan”, ou seja,

um 'kaikan mamute', enorme, gigante.

Atualmente, o número de famílias associadas

ultrapassa 450*, totalizando aproximadamente 3.000

pessoas. Este é mais um desafio para a nova

diretoria: aumentar consideravelmente o número de

associados.

12 13

Em 1971 foi realizado o primeiro Undokai, gincana

poliesportiva familiar que reúne pessoas de todas as

idades, no intuito de fortalecer a união entre os

associados. Além disso, houve a implantação de

várias atividades e departamentos, tais como fujinkai

(senhoras), seinenkai (jovens), seisonenkai (formado

por pessoas na faixa etária de 30 a 40 anos), além de

concursos de odori, entre outros, a fim de estimular a

participação dos associados.

Na década de 70, houve um grande

desenvolvimento das atividades culturais com a

criação do departamento de artes do Fujinkai e do

Geinou-bu. Em 1974, a associação estréia sua

participação no Campeonato Intersetorial de Atletismo

da Associação Okinawa do Brasil, e, desde então,

participou de forma ininterrupta, enviando vários

atletas ao torneio todos os anos.

Além do esporte, atividades culturais como o

Okinawa Buyo (dança de Okinawa), minyô (música

popular okinawana), geki (apresentação teatral), entre

outras manifestações artísticas, tiveram grande

desenvolvimento em razão da criação da associação.

* Este número de famílias associadas se deve ao fato de que apenas o titular

de cada família figura como sócio.


DIVULGAÇÃO - 1000 cartazes serão afixados nas principais

- Matérias nos jornais impressos e on-line Utiná Press,

associações e clubes nikkeis e okinawanos de São

Paulo, Campo Grande, Curitiba, Brasília, além da

divulgação no comércio.

- 100.000 Folders e flyers de divulgação

- 20.000 programas serão distribuídos e trarão

conteúdo não apenas ilustrativo, mas também

informações que permitem a melhor compreensão e

divulgação da cultura de Okinawa por meio das

apresentações de taiko e dança.

São Paulo Shinbum, Nikkey Shinbum, Jornal Nikkey,

Rádio Banzai, Revista Mundo OK e Rádio Nikkey.

Por isso, acreditamos que relacionar a marca de sua

empresa a este programa e, em última instância, a

este evento, proporcionará um enorme ganho na

imagem institucional.

14 15


Multivisão do Okinawa Festival

16 17


Press Release

O Okinawa Festival deste ano ocorrerá nos dias

06 e 07 de Agosto, no Clube Escola V. Manchester, na

Pça. Haroldo Daltro, s/n, promovida pela Associação

Okinawa de Vila Carrão e Prefeitura de São Paulo.

O evento figura como um dos maiores promovido

pela colônia nipo-brasileira na cidade de São Paulo,

integrando o Calendário Oficial de Eventos do

Município.

A programação desta nona edição foi preparada

para apresentação de momentos inesquecíveis da

arte e cultura oriundas da ilha de Okinawa, com

atuações no espaço especialmente preparada pela SP

Turis e a organização do evento, incluindo o convite

para a participação do público presente.

A emoção é provocada pelo grande número de

pessoas que se apresentam em várias atividades,

como o Rádio Taissô – Ginástica Rítmica, o Godo

Ensô – música clássica com instrumentos

okinawanos, grupos de Minyô e Odori – cantos e

danças típicas, escolas de artes marciais como o

6 e 7 de agosto de 2011

Clube Escola Vila Manchester

Pça Haroldo Daltro, s/n Vila Carrão São Paulo SP

www.okinawafestival.com.br

Público

circulante de 30.000 pessoas nos 2 dias de evento

Elenco

1.000 artistas de várias academias do Brasil.

Voluntários

500 pessoas.

Apresentações

taiko (tambores), odori (danças) e shishimai (dança do

leão).

Karatê e Kobudô, as alegorias do Leão Shi-shi-mai e os

vários números de Bom Odori e Eissá – com a

participação popular.

Apresentações de artistas e grupos musicais

renomados da colônia japonesa, juntamento com os

maiores grupos de Taikô do Brasil – o Rukyu Koku

Matsuri Daiko e Requios Geinou Doukokai – famosos

grupos de tambores de Okinawa, serão os

responsáveis para o colorido especial da festa, com a

participação de centenas de jovens tipicamente

trajados e preparados para contagiarem a todos com

suas coreografias.

Na praça de alimentação além dos espetinhos,

lanches, doces e salgados, não faltarão os pratos

típicos, com o “Okinawa Sobá” e o “Hidjá nu Shiru” –

sopa de cabrito, fartamente apreciados pelos visitantes.

Barracas culturais e de atendimentos à saúde e

assistência social, completam o parque do evento.

Participem do que há de melhor da ilha de

Okinawa, em Agosto, na Vila Carrão.

Público Alvo

destinado a todos aqueles que apreciam a arte/cultura

Japonesa. O evento é destinado a todas as idades.

Realização

Fotos Marcel Uyeta

18 19

More magazines by this user
Similar magazines