Guia de Correção - Secretaria Municipal de Educação

portalsme.prefeitura.sp.gov.br

Guia de Correção - Secretaria Municipal de Educação

Guia de Correção

LÍNGUA PORTUGUESA

4º ANO DO CICLO I - PIC

1º SEMESTRE - 2009


Prezado Educador e Prezada Educadora

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Este é o “Guia de Correção e interpretação de resultados da Prova da Cidade

2009” – 4° ano PIC do Ciclo I.

A prova contém 29 (vinte e nove) questões de múltipla escolha e 3 (três) questões

de respostas construídas (abertas).

Para ampliar o envolvimento dos educadores na elaboração, realizamos o curso

“Elaboração de Itens de Língua Portuguesa” - e para a correção das questões e

interpretação dos resultados, elaboramos este guia que contém: as habilidades que

nortearam a elaboração das questões, as alternativas com as justificativas de possíveis

acertos e erros dos alunos e as grades de correção para categorizar as respostas

construídas dos estudantes.

A grade de correção contém algumas categorias das respostas construídas,

indicadas por letras. Cada categoria apresenta uma descrição do tipo de resposta que,

por sua vez, indicaria o processo de resolução do estudante.

É importante que o professor leia atentamente a orientação para a correção,

verificando qual a resposta do aluno e classificando-a de acordo com a categoria à qual

ela corresponde.

Nas questões de múltipla escolha, também, apresentamos as justificativas que

permitem entender os acertos e erros dos estudantes e categorizar suas respostas.

A categorização das respostas pode permitir avaliar os níveis de intervenção

pedagógica necessários no processo de recuperação contínua. A partir desses níveis, o

professor pode preparar a rotina e as atividades do início do segundo semestre, pois a

prova visa oferecer diagnóstico do nível de aprendizagem das crianças.

A Prova da Cidade, assim como outras avaliações externas, tem limitações uma

vez que nem todos os conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais,

desenvolvidos pelos professores em sala de aula e apontados em Matrizes Curriculares,

podem ser abordados em forma de testes de múltipla escolha. Contudo, consideramos

que tal prova pode fornecer informações muito úteis para as equipes escolares, ficando

sob a responsabilidade direta de cada unidade escolar a utilização dos mesmos,

inclusive articulando com outras modalidades de avaliação, importantes e

complementares para o sucesso das aprendizagens.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 1


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Neste guia, também, apresentamos esclarecimentos sobre o processo de

elaboração da prova, que julgamos necessários para subsidiar futuros processos de

elaboração de provas na Unidade Escolar. Em agosto, apresentaremos relatório final

contendo: dados estatísticos das respostas de múltipla escolha; análise das questões e

possíveis encaminhamentos pedagógicos.

Outros esclarecimentos importantes

A Prova da Cidade-2009 buscou privilegiar questões do cotidiano escolar, por

isso, as mesmas foram baseadas / adaptadas em questões elaboradas por professores

da rede no curso “Elaboração de itens de Língua Portuguesa”, com base em uma lista de

habilidades retiradas de documentos publicados pela SME com o objetivo de oferecer

orientações curriculares para a rede.

Na prova do segundo ano do Ciclo I e na do 4º PIC, acrescentamos uma

habilidade, que ainda não está incorporada à Matriz de Avaliação, para poder avaliar os

estudantes que fazem uso de estratégias de leitura para ler palavras.

A Prova da Cidade procurou atender algumas solicitações dos professores,

proporcionando: acesso às provas e às questões, questões de resposta construída,

envolvimento do professor na correção da prova e guia de correção que contém a

descrição de cada alternativa/distrator dos itens de múltipla escolha e, para as questões

de resposta construída, uma grade de correção com categorias de respostas que nos

permite ter acesso aos modos de resolução produzidos pelos estudantes.

A elaboração das questões

Nas provas que a escola elabora, procura-se avaliar a consolidação de

habilidades ensinadas. De maneira diferente, a prova externa avalia o que deveria ser

aprendido em determinado momento de escolaridade, sem considerar as

particularidades do processo pedagógico de cada Unidade Educacional ou turma. Deste

modo, as habilidades exigidas nas provas externas não são elencadas a partir do que foi

ensinado e sim do que deveria ser ensinado.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 2


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Respeitada essa diferença, apontamos, a seguir, aspectos que são importantes

para a elaboração de provas padronizadas, sejam externas ou internas.

Para elaboração de provas padronizadas – como é o caso da Prova da Cidade –,

o ponto de partida deve ser um quadro descritivo das habilidades consideradas

essenciais para o ano/momento de escolaridade, de determinadas disciplinas. Por isso,

as habilidades exigidas em provas desse tipo não conseguem abarcar a totalidade de

habilidades desenvolvidas curricularmente, tanto por não contemplarem todas as

disciplinas, quanto por não esgotarem as habilidades das mesmas.

Nem todas as habilidades a serem desenvolvidas durante o processo de

aprendizagem são passíveis de verificação por meio de um instrumento padronizado,

como o da Prova da Cidade-2009, que apresenta características específicas como:

duração delimitada, questões de múltipla escolha, redução do número de questões para

não tornar o teste muito extenso, controle da mediação do professor/aplicador, entre

outros aspectos. Por isso, é necessário selecionar habilidades, para construir as

questões, que sejam passíveis de serem apresentadas aos alunos na forma de prova

tipo “lápis e papel”.

O detalhamento do processo de preparação da Prova da Cidade, apresentado a

seguir, pode auxiliar a elaboração de provas na Unidade Escolar.

As habilidades consideradas para as questões da prova do 4° ano PIC do Ciclo I

foram identificadas nos documentos: “Orientações Curriculares e Proposição de

Expectativas de Aprendizagem – Ensino Fundamental I e nos Guias do Programa

Intensivo para o Ciclo I – PIC e Toda Força ao Primeiro Ano – TOF. Levamos em conta

para a realização das questões os diferentes gêneros textuais das diversas esferas de

circulação.

Algumas habilidades foram contempladas em diferentes anos do ciclo, ainda que

com níveis de complexidade maior nas questões de turmas mais avançadas na

escolaridade.

As habilidades são apresentadas na forma de descritores de avaliação. Um

descritor descreve uma única habilidade que será exigida por meio de uma tarefa. A

tarefa é elaborada na forma de uma questão. Costuma-se usar o termo item em lugar de

questão, tendo em vista as peculiaridades exigidas para sua elaboração.

Os descritores de habilidades avaliadas na Prova da Cidade foram discutidos com

os educadores que participaram do Curso de Elaboração de Itens de Língua Portuguesa

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 3


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

para, depois, serem usados como Matriz de Referência para Avaliação do

Aproveitamento.

Os itens/questões da Prova da Cidade-2009 atenderam a tais descritores e,

portanto, encontram-se em consonância com as Diretrizes Curriculares do Município de

São Paulo.

Critérios para elaboração de um item

Existem exigências clássicas pra a elaboração de itens para avaliação externa.

Todavia, independente da prova ser externa ou não, esses critérios também podem ser

observados nas provas realizadas na unidade escolar. Assim, incluímos neste guia

alguns importantes critérios para a elaboração de itens/questões de prova.

Os enunciados dos itens elaborados precisam ter linguagem adequada para a

faixa etária dos alunos e envolver conhecimentos e habilidades previstos para o ano do

ciclo em questão. Esses enunciados precisam ser claros e curtos, envolvendo contextos

integrados à situação envolvida. Os desenhos, as fotos, as tabelas, os gráficos, os

esquemas apresentados num item devem ser necessários para a resolução do mesmo.

Como já foi dito, um item propõe uma tarefa que, para ser realizada, pressupõe

uma habilidade. Essa habilidade encontra-se descrita no documento Matrizes de

Referência para Avaliação do Rendimento Escolar.

Nessa matriz, temos o detalhamento de uma habilidade cognitiva em termos de

grau de complexidade, à qual está, sempre, associado um conteúdo que o estudante

deve dominar na etapa de ensino em análise. Essas habilidades são expressas da forma

mais detalhada possível, a fim de possibilitar a sua tradução numa tarefa que, ao ser

realizada, permite observar aspectos cognitivos do estudante.

A seguir, apresentamos alguns critérios indicados para elaboração de um item:

• ser inédito e original, nunca publicado em livros ou apostilas;

• conter 4 alternativas, sendo uma e apenas uma correta;

• corresponder rigorosamente ao que solicita o descritor da habilidade;

• ter enunciados curtos, considerando o tempo exigido para leitura;

• ter alternativas erradas, chamadas de distratores, plausíveis;

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 4


Os distratores

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

• não ter qualquer referência discriminadora quanto à etnia, à religião ou ao

gênero;

• não envolver preferências pessoais, opiniões, juízos de valor;

• a resposta não pode ser encontrada apenas com base no senso comum,

mas exigir que o aluno domine um conhecimento escolar específico;

• incluir no enunciado todas as palavras que seriam comuns às alternativas,

para diminuir o tempo de leitura das alternativas;

• não conter detalhes irrelevantes nem conteúdos absurdos;

• ter vocabulário simples e nacionalmente conhecido, adequado aos alunos.

As alternativas de resposta de cada item para a avaliação dos alunos quando não

são corretas são denominadas distratores.

Os distratores dão informações para a análise dos níveis de proficiência, na

medida em que focalizam erros comuns na etapa de escolarização em análise.

As respostas previstas nos distratores de um item devem ser capazes de dar

informações acerca do raciocínio desenvolvido pelo estudante, na busca da solução para

a tarefa proposta. Para tanto, devem ser plausíveis, isto é, não devem ser absurdos ou

elimináveis de imediato por um aluno que tenha pouca proficiência em relação àquela

requerida para acertar o item.

A análise das respostas dos estudantes permite identificar os erros mais comuns

nos diversos níveis de proficiência.

Os distratores devem atrair apenas os alunos que não dominam o conteúdo. A

seguir, apresentamos algumas exigências quanto aos distratores:

• serem equivalentes com relação à forma, comprimento e estrutura

gramatical;

• serem ordenados segundo uma lógica (ordem alfabética, cronológica etc.);

• não conterem as expressões: “todas as anteriores”, “nenhuma das

anteriores”;

• serem plausíveis e homogêneos, o aluno não deve acertar por exclusão;

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 5


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

• não conterem uma alternativa na outra nem devem ser análogas,

equivalentes;

• não terem ambiguidades.

Núcleo de Avaliação Educacional

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 6


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Habilidade - ler palavras fazendo uso de estratégias de leitura (Habilidade adaptada

para a Prova da Cidade)

Os itens 1, 2,3 e 4 avaliam a habilidade da criança em ler palavras fazendo uso das

estratégias de leitura, como a seleção das letras inicial e final de cada palavra para

definir qual aquela que corresponde ao desenho apresentado e utilizando seus

conhecimentos sobre o valor sonoro convencional das letras.

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA A AVALIAÇÃO – LÍNGUA PORTUGUESA

A. Situações de leitura de textos

2º ANO DO CICLO I

EM FORMA DE LISTA DAS HABILIDADES

H 1 Reconhecer a finalidade de textos de diferentes gêneros.

H 2 Localizar nome do autor, ilustrador, data de publicação, editora etc. em um texto.

H 3 Classificar os gêneros considerando sua forma gráfica.

H 4 Localizar informações explícitas em um texto.

H 5 Reconhecer no texto atores (quem?), fatos (o quê?), tempo (quando?), lugar

(onde?), modo (como?).

H 6 Classificar, em uma determinada ordem, as informações explícitas, distribuídas ao

longo do texto.

H 7 Inferir o tema ou assunto principal de um texto.

H 8 Propor título ou legenda apropriada para uma imagem, foto, figura etc.

H 9 Localizar informações explícitas sobre um mesmo assunto em dois textos.

H 10 Estabelecer relações entre ilustração e texto verbal.

H 11 Inferir a resposta de uma dada adivinha.

H12 Identificar personagens, descrições de personagens, cenários, referenciais

espaciais ou temporais em uma narrativa literária.

H 13 Classificar os gêneros literários, considerando seus constituintes e sua forma

clássica (poemas, cantigas, fábulas, provérbios etc.).

H 14 Inferir os versos de poema com base em indícios presentes no próprio poema

(rima).

H 15 Identificar sinais de pontuação ou semelhanças na escrita de palavras presentes

em um texto.

H 16 Classificar as palavras de um texto considerando uma ordem alfabética.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 7


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H 17 Formular hipóteses sobre o uso das convenções da escrita: letra maiúscula inicial

em nomes próprios, segmentação de palavras e frases, pontuação, ortografia das

palavras.

Fonte: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Matrizes de referência para a

avaliação do rendimento escolar. São Paulo: SME, 2007. (Adaptado para a Prova da

Cidade)

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA A AVALIAÇÃO - LÍNGUA PORTUGUESA

A. Situações de leitura de textos

4º ANO DO CICLO I - ENSINO FUNDAMENTAL

EM FORMA DE LISTA DAS HABILIDADES

H18 Reconhecer a finalidade de textos de diferentes gêneros.

H19 Formular hipóteses sobre o possível portador ou leitor do texto, considerando sua

forma, assunto, tema, função.

H20 Localizar informações explícitas em um texto.

H21 Localizar informações em um texto, considerando título, subtítulo, imagem, negrito.

H22 Reconhecer o sentido de uma palavra ou expressão presente no texto.

H23 Identificar as partes caracterizadoras e estruturadoras de determinado gênero

(histórias em quadrinhos, manchetes, classificados, notícias, cartas, bilhetes,

publicidades etc.).

H24 Estabelecer as relações entre partes de um texto, identificando repetições e

substituições que contribuem para a sua continuidade.

H25 Estabelecer relações de causa/consequência entre dois fatos apresentados em um

texto.

H26 Estabelecer relações entre um fato e uma opinião relativa a esse fato em um texto.

H27 Classificar as palavras de um texto em um campo semântico determinado.

H28 Classificar em ordem seqüencial as informações distribuídas em um texto.

H29 Inferir informações em um texto.

H30 Inferir o tema ou assunto principal de um texto.

H31 Formular hipóteses sobre o efeito de humor produzido em um texto, considerando o

uso intencional de determinada palavra, expressão, imagem, notação gráfica.

H32 Propor a reescrita de parte de um texto, revendo repetições e ambigüidades.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 8


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H33 Justificar o efeito de sentido e o significado produzido no texto pelo uso de

pontuação expressiva (reticências, exclamação, interrogação, aspas etc.) ou de notações

gráficas.

H34 Estabelecer relações entre imagem ou notação gráfica e texto verbal.

H35 Avaliar diferentes formas de tratar uma informação e os valores nelas implicados em

textos de diferentes gêneros e / ou linguagens que tratam de um mesmo tema.

H36 Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto narrativo: personagens,

marcadores de tempo e de localização, sequência lógica dos fatos, modos de narrar (1ª

e 3ª pessoa); adjetivação na caracterização de personagens, cenários e objetos; modos

de marcar o discurso alheio (discurso direto / indireto).

H37 Identificar recursos gráficos, rítmicos ou expressivos presentes no poema (versos,

estrofes, rimas, repetições etc.).

H38 Inferir a moral de uma fábula.

H39 Inferir o conflito gerador do enredo.

H40 Reconhecer a adequação do uso de determinada expressão formal ou informal,

considerando sua finalidade e o interlocutor do texto.

H41 Reconhecer marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor do texto.

H42 Justificar a forma escrita de determinada palavra, considerando as regularidades e

irregularidades ortográficas (escrita da palavra, acentuação, letra maiúscula).

H43 Formular hipóteses sobre o uso das categorias dos nomes (gênero e número) ou

dos processos derivacionais de sufixação de palavras.

H44 Propor a reescrita de partes de um texto em frases, utilizando os recursos do

sistema de pontuação, maiúscula inicial e ponto final, exclamação, interrogação e

reticências, de acordo com um sentido dado.

B. Situações de produção de textos para o 4º PIC

RH4 Escrever uma lista de palavras.

RH5 Escrever uma cantiga solicitada, segmentando-a corretamente.

RH6 Reescrever uma fábula, a partir de determinada proposta, considerando com base

nessa determinação, tema, estrutura, linguagem, finalidade e interlocutor do texto.

Fonte: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Matrizes de referência para a

avaliação do rendimento escolar. São Paulo: SME, 2007. (Adaptado para a Prova da

Cidade)

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 9


Habilidade - ler palavras fazendo uso de estratégias de leitura

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Os itens 1, 2,3 e 4 avaliam a habilidade da criança em ler palavras fazendo uso das

estratégias de leitura, como a seleção das letras inicial e final de cada palavra para

definir qual aquela que corresponde ao desenho apresentado e utilizando seus

conhecimentos sobre o valor sonoro convencional das letras.

ITEM 1

FAÇA UM X ONDE ESTÁ ESCRITO O NOME DO DESENHO.

(A) PATO

(B) RATO

(C) GATO

(D) SAPO

DESCRIÇÃO DO ITEM 1

Alternativa (A) Para responder ao item 1, que em todos os itens as palavras têm

quatro letras e duas sílabas canônicas, é comum às crianças

selecionarem a primeira letra da palavra para encontrarem a

resposta correta – PATO. Tendo elas o conhecimento sobre o

valor convencional da letra P e considerando, portanto, que a

palavra PATO é iniciada por essa letra, descartam-se

imediatamente todas as demais palavras por iniciarem-se por

letras diferentes – RATO – GATO – SAPO.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 10


Habilidade - ler palavras fazendo uso de estratégias de leitura

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Os itens 1, 2,3 e 4 avaliam a habilidade da criança em ler palavras fazendo uso das

estratégias de leitura, como a seleção das letras inicial e final de cada palavra para

definir qual aquela que corresponde ao desenho apresentado e utilizando seus

conhecimentos sobre o valor sonoro convencional das letras.

ITEM 2

FAÇA UM X ONDE ESTÁ ESCRITO O NOME DO DESENHO.

DESCRIÇÃO DO ITEM 2

(A) JIBÓIA

(B) JABUTI

(C) JACARÉ

(D) JARARACA

Alternativa (C) Resposta adequada é a alternativa C. A leitura do item 2

apresenta um maior desafio às crianças que ainda não sabem ler

e escrever convencionalmente, já que todas as palavras começam

com a mesma letra, JIBOIA – JABUTI – JACARÉ – JARARACA, o

que demanda a busca pela letra final em cada palavra para definir

aquela que se refere ao desenho.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 11


Habilidade - ler palavras fazendo uso de estratégias de leitura

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Os itens 1, 2,3 e 4 avaliam a habilidade da criança em ler palavras fazendo uso das

estratégias de leitura, como a seleção das letras inicial e final de cada palavra para

definir qual aquela que corresponde ao desenho apresentado e utilizando seus

conhecimentos sobre o valor sonoro convencional das letras.

ITEM 3

FAÇA UM X ONDE ESTÁ ESCRITO O NOME DO DESENHO.

DESCRIÇÃO DO ITEM 3

(A) CAVALO

(B) CANGURU

(C) CARNEIRO

(D) CACHORRO

Alternativa (D) Resposta adequada, porque apresenta um desafio às crianças que

ainda não sabem ler e escrever convencionalmente, já que todas

as palavras começam e terminam com a mesma letra, CAVALO –

CARNEIRO – CACHORRO, o que demanda a busca pelos índices

internos em cada palavra para definir aquela que se refere ao

desenho, exceto para CANGURU.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 12


Habilidade - ler palavras fazendo uso de estratégias de leitura

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Os itens 1, 2,3 e 4 avaliam a habilidade da criança em ler palavras fazendo uso das

estratégias de leitura, como a seleção das letras inicial e final de cada palavra para

definir qual aquela que corresponde ao desenho apresentado e utilizando seus

conhecimentos sobre o valor sonoro convencional das letras.

ITEM 4

FAÇA UM X ONDE APARECE A PRIMEIRA LETRA DO NOME DO DESENHO.

DESCRIÇÃO DO ITEM 4

(A) Z

(B) D

(C) V

(D) T

Alternativa (D) Resposta adequada, porque exige que o aluno identifique a letra

inicial fazendo uso do valor sonoro convencional.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 13


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H19 Formular hipóteses sobre o possível portador ou leitor do texto, considerando

sua forma, assunto, tema, função.

ITEM 5

FAÇA UM X ONDE ESTÁ O DESENHO DO GIBI.

(A)

(C )

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 14

(B)

(D)


DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 5

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Embora “revista” induza a uma resposta plausível, pelo fato de na

capa conter nome da revista, ilustração, essa alternativa é

inadequada porque é não é próprio desse suporte de texto

apresentar como gênero textual predominante histórias em

quadrinhos.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque este GIBI apresenta na capa

ilustrações de personagens da Mônica, Cebolinha, o próprio

nome Turma da Mônica que são de conhecimento do aluno.

Além de o gibi apresentar como gênero textual predominante

histórias em quadrinhos, ter uma finalidade recreativa,

apresentar um formato e tamanho diferentes do jornal e da

revista apresentados no item, não conter diferentes gêneros

textuais, sobre os mais variados assuntos. Assim, ao acertar

a alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora “livro” induza a uma resposta plausível, pelo fato de conter

na capa nome do livro, ilustração, essa alternativa é inadequada

porque não é próprio desse suporte de texto apresentar como

gênero textual predominante histórias em quadrinhos.

Alternativa (D) Embora “jornal” induza a uma resposta plausível, pelo fato de

conter, na primeira página, nome do jornal, ilustração, manchetes

de alguns fatos destacados do dia, essa alternativa é inadequada

porque não é próprio desse suporte de texto apresentar como

gênero textual predominante histórias em quadrinhos.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 15


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H34 Estabelecer relações entre imagem ou notação gráfica e texto verbal.

ITEM 6

OBSERVE A ILUSTRAÇÃO E RESPONDA O QUE SE PEDE.

ESSE DESENHO FAZ PARTE DA HISTÓRIA

(A) DOS TRÊS PORQUINHOS.

(B) DA CHAPEUZINHO VERMELHO.

(C) DO LOBO E OS SETE CABRITINHOS.

(D) DA BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 6

Alternativa (A) Resposta adequada, porque nesse desenho existem três

animais, no caso, porquinhos, que fazem parte do grupo de

personagens principais do conto de animais (história infantil)

“Os três porquinhos”, bastante popular em nossa cultura.

Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra que tem

familiaridade com a habilidade focada no item e um repertório

de leitura de contos de animais/histórias infantis.

Alternativa (B) Embora a expressão “DA CHAPEUZINHO VERMELHO” induza a

uma resposta plausível, por remeter a um conto de fadas com

esse título, essa alternativa é inadequada porque o animal que

compõe o quadro de personagens dessa história é o lobo-mau e

não os porquinhos.

Alternativa (C) Embora a expressão “DO LOBO E OS SETE CABRITINHOS”

induza a uma resposta plausível, por remeter a um conto de

animais que se aproxima de uma fábula, essa alternativa é

inadequada porque o lobo e os cabritinhos, que fazem parte de

outra história, não pertencem ao cenário de ”Os Três Porquinhos”.

Além disso, a imagem mostra porquinhos e não cabritinhos.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 16


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (D) Embora a expressão “DA BRANCA DE NEVE E OS SETE

ANÕES” induza a uma resposta plausível, por remeter a um conto

de fadas, essa alternativa é inadequada porque os animais da

floresta, que constam no universo do conto, são personagens

“secundárias” na história.

H 11 Inferir a resposta de uma dada adivinha.

ITEM 7

LEIA A ADIVINHA E RESPONDA.

O QUE É, O QUE É? SOBE E DESCE E NÃO SAI DO LUGAR?

(A) ESCOLA.

(B) ESCADA.

(C) ESPADA.

(D) ESPORA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 7

Alternativa (A) Embora a palavra “ESCOLA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de poder existir escada na escola e, portanto, ser uma

palavra frequente no universo do estudante, essa alternativa é

inadequada porque na escola, teoricamente, a pessoa entra e sai.

Não fica parada, especificamente imóvel, em um lugar.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque a pessoa SOBE E DESCE

degraus da ESCADA e, de certo modo, essa não sai do lugar,

precisa ser fixa. Além disso, o fato de poder existir escada na

escola e, portanto, ser esta uma palavra frequente no universo

do estudante, ele pode relacioná-la às suas experiências, às

suas vivências e, assim, acertar a alternativa; mostrando,

desse modo, que tem familiaridade com a habilidade focada

no item.

Alternativa (C)

Embora a palavra “ESPADA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de nomear um objeto presente em filmes e de ser

acessório de algum tipo de brinquedo, essa alternativa é

inadequada porque com a espada a pessoa pode fazer vários

movimentos, para cima, para baixo e para os lados, saindo, assim,

do lugar.

Alternativa (D) Embora a palavra “ESPORA” induza a uma resposta plausível,

essa alternativa é inadequada porque com a espora, a pessoa leva

um cavalo, por exemplo, a sair do lugar. Além disso, essa palavra

tem pouca frequência no vocabulário dos estudantes.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 17


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H 16 Classificar as palavras de um texto considerando uma ordem alfabética.

ITEM 8

OBSERVE AS LISTAS DE NOMES A SEGUIR. A ÚNICA LISTA QUE ESTÁ

ORGANIZADA EM ORDEM ALFABÉTICA É

JOÃO

BEATRIZ

LAURA

VITOR

FÁBIO

BEATRIZ

FÁBIO

JOÃO

LAURA

VITOR

V ITOR

J OÃO

LAURA

FÁBIO

BEATRIZ

(A) (B) (C) (D)

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 8

JOÃO

LAURA

VITOR

FÁBIO

BEATRIZ

Alternativa (A) Embora esse distrator induza a uma resposta plausível, pelo fato

de haver as mesmas palavras, essa alternativa é inadequada

porque os nomes da lista não estão organizados em ordem

alfabética.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque é a única lista que está

organizada em ordem alfabética. Assim, ao acertar a

alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora esse distrator induza a uma resposta plausível, pelo fato

de haver as mesmas palavras, essa alternativa é inadequada

porque os nomes da lista não estão organizados em ordem

alfabética.

Alternativa (D) Embora esse distrator induza a uma resposta plausível, pelo fato

de haver as mesmas palavras, essa alternativa é inadequada

porque os nomes da lista não estão organizados em ordem

alfabética.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 18


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES 9 E 10.

ARROZ-DOCE

RENDIMENTO: 6 PORÇÕES

INGREDIENTES

1 XÍCARA (CHÁ) DE ARROZ

1 LATA DE LEITE CONDENSADO

5 XÍCARAS (CHÁ) DE ÁGUA

1 UNIDADE DE CANELA EM PAU GRANDE

1 UNIDADE DE CASCA DE LIMÃO

CRAVO E CANELA A GOSTO

MODO DE PREPARO

NUMA PANELA DE PRESSÃO, LEVE O ARROZ AO FOGO COM A ÁGUA, A

CASQUINHA DE LIMÃO E OS CRAVOS. DEIXE COZINHAR POR 10 MINUTOS

(SÓ CONTE O TEMPO DEPOIS DE A PANELA COMEÇAR A APITAR). ABRA A

PANELA, ACRESCENTE O LEITE CONDENSADO. DEIXE FERVER POR MAIS

5 MINUTOS. DESPEJE NUM REFRATÁRIO, POLVILHE A CANELA.

H 3 Classificar os gêneros considerando sua forma gráfica.

ITEM 9

O TEXTO ARROZ-DOCE É

(A) UMA BULA.

(B) UMA NOTÍCIA.

(C) UMA RECEITA.

(D) UMA CANTIGA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 9

Alternativa (A) Embora a expressão “UMA BULA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de, na forma gráfica, conter subtítulos, partes em negrito,

essa alternativa é inadequada porque o texto não contém

informações sobre a composição e dosagem de um medicamento.

Alternativa (B) Embora a expressão “UMA NOTÍCIA” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de, na forma gráfica, conter subtítulos, partes

em negrito, essa alternativa é inadequada porque o texto não

apresenta o resumo de um acontecimento.

Alternativa (C) Resposta adequada, porque apresenta a forma gráfica de uma

receita culinária, ou seja, nome do doce, rendimento,

ingredientes, modo de preparo. Assim, ao acertar a

alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (D) Embora a expressão “UMA CANTIGA” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de, na forma gráfica, estar separada por

blocos, isto é, estrofes, essa alternativa é inadequada exatamente

porque não contém versos ou estrofes.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 19


H18 Reconhecer a finalidade de textos de diferentes gêneros.

ITEM 10

O TEXTO ARROZ-DOCE SERVE PARA

(A) PASSAR O TEMPO E DISTRAIR.

(B) ENSINAR A PREPARAR UM DOCE CASEIRO.

(C) LEMBRAR O QUE COMPRAR NO SUPERMERCADO.

(D) INFORMAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 10

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Embora a alternativa “PASSAR O TEMPO E DISTRAIR” induza a

uma resposta plausível, pelo fato de a expressão “passar o tempo”

e o verbo “distrair” indicarem a possível finalidade de um texto

“recreativo”, essa alternativa é inadequada porque o gênero textual

pedido no item tem a finalidade de ENSINAR a PREPARAR um

alimento, uma comida, ou seja, é uma receita culinária.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque os verbos em destaque ENSINAR

a PREPARAR indicam a finalidade desse gênero textual –

receita culinária. Assim, ao acertar a alternativa, o estudante

mostra que tem familiaridade com a habilidade focada no

item.

Alternativa (C) Embora a alternativa “LEMBRAR O QUE COMPRAR NO

SUPERMERCADO” induza a uma resposta plausível, pelo fato de,

no distrator, os verbos indicarem a finalidade de uma lista de

compras, essa alternativa é inadequada porque o gênero textual

pedido no item tem a finalidade de ENSINAR a PREPARAR um

alimento, uma comida, ou seja, é uma receita culinária.

Alternativa (D) Embora a alternativa “INFORMAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DA

ALIMENTAÇÃO” induza a uma resposta plausível, pelo fato de, no

distrator, o verbo “informar” indicar, por exemplo, a finalidade

própria de uma notícia, essa alternativa é inadequada porque o

gênero textual pedido no item tem a finalidade de ENSINAR a

PREPARAR um alimento, uma comida, ou seja, é uma receita

culinária.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 20


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H 2 Localizar nome do autor, ilustrador, data de publicação, editora etc. em um

texto.

ITEM 11

OBSERVE A CAPA DO LIVRO E RESPONDA.

A AUTORA DA HISTÓRIA DO LIVRO É

(A) ÁTICA.

(B) CLAUDIUS.

(C) ANA MARIA MACHADO.

(D) MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 11

Alternativa (A) Embora a palavra “ÁTICA” induza a uma resposta plausível, por

fazer parte da capa do livro, essa alternativa é inadequada porque

recupera o nome da editora e não o nome da autora.

Alternativa (B) Embora a palavra “CLAUDIUS” induza a uma resposta plausível,

por fazer parte da capa do livro, essa alternativa é inadequada

porque recupera o nome do ilustrador do livro e não o nome da

autora.

Alternativa (C) Resposta adequada, porque ANA MARIA MACHADO indica o

nome da autora do livro de acordo com o que foi solicitado no

enunciado. Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra

que tem familiaridade com a habilidade focada no item.

Alternativa (D) Embora a expressão “MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA”

induza a uma resposta plausível, por fazer parte da capa do livro,

essa alternativa é inadequada porque recupera o título do livro e

não o nome da autora.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 21


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H37 Identificar recursos gráficos, rítmicos ou expressivos presentes no poema

(versos, estrofes, rimas, repetições etc.).

ITEM 12

LEIA O POEMA E RESPONDA.

LAMPIÃO É CONHECIDO

POR ESSE BRASIL INTEIRO

COMO SENDO UM CABRA MACHO

TAMBÉM, “REI DOS CANGACEIROS”

SEU NOME CAUSOU TERROR

ISSO LÁ NO INTERIOR

DO NORDESTE BRASILEIRO.

Fonte:Cordel.Recanto das Letras. Disponível em :

http://recantodasletras.uol.com.br/cordel/1631400.Acesso em: junho/2009.

A PALAVRA QUE RIMA COM BRASILEIRO É

(A) INTEIRO.

(B) TERROR.

(C) INTERIOR.

(D) CONHECIDO.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 12

Alternativa (A) Resposta adequada, porque a palavra que rima com

BRASILEIRO é INTEIRO, pois apresentam a mesma rima EIRO.

Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra que tem

familiaridade com a habilidade focada no item.

Alternativa (B) Embora “TERROR” induza a uma resposta plausível, pelo fato de

ser a última palavra do 5º verso, essa alternativa é inadequada

porque TERROR não rima com BRASILEIRO.

Alternativa (C) Embora “INTERIOR” induza a uma resposta plausível, pelo fato de

ser a última palavra do 6º verso, essa alternativa é inadequada

porque INTERIOR não rima com BRASILEIRO.

Alternativa (D) Embora “CONHECIDO” induza a uma resposta plausível, pelo fato

de ser a última palavra do 1º verso, essa alternativa é inadequada

porque CONHECIDO não rima com BRASILEIRO.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 22


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

LEIA O TEXTO PARA RESPONDER AS QUESTÕES 13 E 14.

GOLFINHO

TODO MUNDO PENSA QUE O GOLFINHO É UM PEIXE, MAS NÃO É. ELE É UM

MAMÍFERO, ASSIM COMO A BALEIA. VIVE NOS OCEANOS E MARES DE TODO O MUNDO,

PERTO OU LONGE DOS CONTINENTES. NO BRASIL, PODE SER VISTO AO LONGO DE

TODO O LITORAL, DO NORDESTE AO RIO GRANDE DO SUL.

SUA ALIMENTAÇÃO CONSISTE PRINCIPALMENTE DE PEIXES E LULAS. MEDE DE

1,5 A 3,5 METROS DE COMPRIMENTO E PODE PESAR ATÉ 110 KG. O PERÍODO DE

GESTAÇÃO É DE DEZ A ONZE MESES. OS FILHOTES NASCEM COM POUCO MENOS DE 1

METRO E SÃO AMAMENTADOS DURANTE CERCA DE 14 MESES. A FÊMEA TEM UM

FILHOTE A CADA DOIS OU TRÊS ANOS. ESSE ANIMAL VIVE EM MÉDIA 20 A 35 ANOS.

FONTE: TERRA. DISPONÍVEL EM:

HTTP://WWW.TERRA.COM.BR/CRIANCAS/BICHOS/GOLFINHO.HTM. ACESSO EM: 2007.

H20 Localizar informações explícitas em um texto.

ITEM 13

O GOLFINHO SE ALIMENTA DE

(A) PEIXES E LULAS.

(B) TUBARÕES E LULAS.

(C) LULAS E CAMARÕES.

(D) PEIXES E TUBARÕES.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 13

Alternativa (A) Resposta adequada, porque é possível localizar no texto que

o golfinho se alimenta de peixes e lulas, de acordo com a

frase SUA ALIMENTAÇÃO CONSISTE PRINCIPALMENTE DE

PEIXES E LULAS. Porém, é preciso perceber que “SUA

ALIMENTAÇÃO” está no lugar do enunciado O GOLFINHO SE

ALIMENTA DE, identificando substituições que contribuem

para a continuidade do texto. Assim, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

Alternativa (B) Embora a expressão “TUBARÕES E LULAS” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de apresentar a palavra LULAS, essa

alternativa é inadequada porque o golfinho não se alimenta de

TUBARÕES e também não há essa informação no texto.

Alternativa (C) Embora a expressão “LULAS E CAMARÕES” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de apresentar a palavra LULAS, essa

alternativa é inadequada porque o golfinho não se alimenta de

CAMARÕES e também não há essa informação no texto.

Alternativa (D) Embora a expressão “PEIXES E TUBARÕES” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de apresentar a palavra PEIXES,

essa alternativa é inadequada porque o golfinho não se alimenta

de TUBARÕES e essa informação não consta no texto.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 23


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H24 Estabelecer as relações entre partes de um texto, identificando repetições e

substituições que contribuem para a sua continuidade.

ITEM 14

O GOLFINHO É

(A) UM PEIXE.

(B) UM RÉPTIL.

(C) UM INSETO.

(D) UM MAMÍFERO.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 14

Alternativa (A) Embora a expressão “UM PEIXE” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de termos, na primeira linha do texto, que

TODO MUNDO PENSA QUE O GOLFINHO É UM PEIXE, essa

alternativa é inadequada porque o pronome ELE, na frase ELE É

UM MAMÍFERO, recupera a referência “golfinho” dada

anteriormente e desautoriza a expressão “todo mundo pensa...”.

Alternativa (B) Embora a expressão “UM RÉPTIL” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de termos essa possibilidade de classificação

para alguns seres do reino animal, essa alternativa é inadequada,

porque o pronome ELE, na frase ELE É UM MAMÍFERO, recupera a

referência “golfinho” dada anteriormente e desautoriza essa

possibilidade de classificação.

Alternativa (C) Embora a palavra “INSETO” induza a uma resposta plausível, pelo

fato de termos essa possibilidade de classificação para alguns

seres do reino animal, essa alternativa é inadequada, porque o

pronome ELE, na frase ELE É UM MAMÍFERO, recupera a

referência “golfinho” dada anteriormente e desautoriza essa

possibilidade de classificação.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque o pronome ELE estabelece

relação entre partes do texto, identificando a substituição da

palavra golfinho na frase ELE É UM MAMÍFERO. Assim, ao

acertar a alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade

com a habilidade focada no item.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 24


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

LEIA A NOTÍCIA PARA RESPONDER AS QUESTÕES 15 e 16.

UM ALARME BOM PRA CACHORRO

UMA CACHORRA VIRA-LATA EVITOU A FUGA DE 118 PRESOS DE UMA

DELEGACIA DE SÃO PAULO. A CACHORRA, QUE ATENDE PELO NOME DE XUXA,

É O BICHO DE ESTIMAÇÃO DOS POLICIAIS DA DELEGACIA. QUANDO VIU UM

PRESO TENTANDO ESCAPAR POR UM BURACO, XUXA COMEÇOU A LATIR E A

MORDER OS BRAÇOS DO PRESO FUJÃO. O BARULHO DA CADELA CHAMOU A

ATENÇÃO DOS POLICIAIS, QUE FORAM VER O QUE ESTAVA ACONTECENDO.

RESULTADO: XUXA EVITOU A FUGA DOS PRESOS E SE TORNOU HEROÍNA DA

DELEGACIA.

FONTE: REVISTA ZÁ, JULHO DE 2002.

H36 Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto narrativo:

personagens, marcadores de tempo e de localização, sequência lógica dos fatos,

modos de narrar (1ª e 3ª pessoa); adjetivação na caracterização de personagens,

cenários e objetos; modos de marcar o discurso alheio (discurso direto / indireto).

ITEM 15

O ÚLTIMO FATO QUE APARECE NO TEXTO É

(A) XUXA LATIU E MORDEU OS BRAÇOS DO PRESO FUJÃO.

(B) A CADELA XUXA EVITOU A FUGA E SE TORNOU HEROÍNA.

(C) XUXA VIU UM PRESO TENTANDO ESCAPAR POR UM BURACO.

(D) O BARULHO DA CADELA XUXA CHAMOU A ATENÇÃO DOS POLICIAIS.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 15

Alternativa (A) Embora “XUXA LATIU E MORDEU OS BRAÇOS DO PRESO

FUJÃO” induza a uma resposta plausível, pois esses fatos

ocorreram, conforme informações distribuídas ao longo do texto,

essa alternativa é inadequada porque deixa de ser o fatoresumidor

exposto no último trecho: a cadela evitou a fuga dos

presos.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque é o fato-resumidor exposto no

último trecho do texto. Assim, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

Alternativa (C) Embora “XUXA VIU UM PRESO TENTANDO ESCAPAR POR UM

BURACO” induza a uma resposta plausível, pois esse fato está

presente no texto, essa alternativa é inadequada porque é um fato

que aparece distribuído no desenvolvimento do texto.

Alternativa (D) Embora “O BARULHO DA CADELA XUXA CHAMOU A ATENÇÃO

DOS POLICIAIS” induza a uma resposta plausível, pois esse fato

está presente no texto, essa alternativa é inadequada porque não

é o último fato que aparece no texto.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 25


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H36 Identificar os diferentes elementos que estruturam o texto narrativo:

personagens, marcadores de tempo e de localização, sequência lógica dos fatos,

modos de narrar (1ª e 3ª pessoa); adjetivação na caracterização de personagens,

cenários e objetos; modos de marcar o discurso alheio (discurso direto / indireto).

ITEM 16

XUXA É

(A) UMA CADELA.

(B) UMA ARTISTA.

(C) UMA POLICIAL.

(D) UMA DELEGADA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 16

Alternativa (A) Resposta adequada, porque CADELA é uma das

características utilizadas para se referir à XUXA, há várias

outras, tais como: uma cachorra vira-lata, a cachorra, bicho

de estimação, heroína da delegacia. Assim, ao acertar a

alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (B) Embora a expressão “UMA ARTISTA” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de o nome Xuxa ser o de uma artista

conhecida da mídia, essa alternativa é inadequada porque a

cadela não é uma artista frequente de programas da mídia.

Alternativa (C) Embora a expressão “UMA POLICIAL” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de o local ser uma delegacia e de existirem

cães treinados para ajudar a polícia em seu trabalho, essa

alternativa é inadequada porque Xuxa não se enquadra em “cães

treinados pela polícia para fins específicos”.

Alternativa (D) Embora a expressão “UMA DELEGADA” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de o local ser uma delegacia, essa alternativa é

também inadequada pelo mesmo motivo apresentado no distrator

(C).

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 26


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H30 Inferir o tema ou assunto principal de um texto.

ITEM 17

LEIA A TIRINHA E RESPONDA.

O CASCÃO GANHOU O CONCURSO DE MENTIRAS PORQUE

(A) É O CAMPEÃO DO FUTEBOL.

(B) COMEU MAIS QUE A MAGALI.

(C) É O MELHOR AMIGO DA MÔNICA.

(D) DISSE PARA OS AMIGOS QUE TOMOU BANHO.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 17

Alternativa (A) Embora “É O CAMPEÃO DO FUTEBOL” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de Cascão segurar uma taça e ser carregado

tal como nas comemorações de campeonatos de futebol, após

partidas ganhas, essa alternativa é inadequada porque essa

inferência não está autorizada, em função das imagens expostas

no quadrinho 1. Nele, vemos Cascão tomando banho; ação essa

impossível de acontecer, pois essa personagem tem medo de

água e “jamais” toma banho.

Alternativa (B) Embora “COMEU MAIS QUE A MAGALI” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de Magali ser muito gulosa e bem comilona,

essa alternativa é inadequada porque essa inferência não está

autorizada, em função das imagens expostas no quadrinho 1.

Nele, vemos Cascão tomando banho; ação essa impossível de

acontecer, pois essa personagem tem medo de água e “jamais”

toma banho.

Alternativa (C) Embora “É O MELHOR AMIGO DA MÔNICA” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de ambas personagens viverem

muitas aventuras juntos, essa alternativa é inadequada porque

essa inferência não está autorizada, em função das imagens

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 27


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

expostas no quadrinho 1. Nele, vemos Cascão tomando banho;

ação essa impossível de acontecer, pois essa personagem tem

medo de água e “jamais” toma banho.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque no primeiro quadrinho aparece a

personagem Cascão gesticulando, indicando que conta

alguma coisa e, atrás dele, há um balão que mostra do

conteúdo da ação: ele toma banho. O nome Cascão é

justamente por ele não manter hábitos de higiene, como o de

tomar banho. Portanto, é possível inferir que ele tenha

ganhado o campeonato de mentiras porque DISSE PARA OS

AMIGOS QUE TOMOU BANHO. Assim, ao acertar a alternativa,

o estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

LEIA O TEXTO PARA RESPONDER AS QUESTÕES 18 E 19.

A CAUDA DOS MAMÍFEROS É FORMADA PELA CONTINUAÇÃO DA COLUNA

VERTEBRAL.

DEPENDENDO DA ESPÉCIE, VARIA DE TAMANHO, FORMA E FUNÇÃO. É ATRAVÉS

DELA QUE OS ANIMAIS DEMONSTRAM SUAS INTENÇÕES E HUMOR E SEUS

MOVIMENTOS PODEM EVIDENCIAR AGRESSIVIDADE, SUBMISSÃO E OUTROS

SENTIMENTOS. POUCOS MAMÍFEROS NÃO POSSUEM CAUDA, E NÓS HUMANOS

ESTAMOS INCLUÍDOS ENTRE ESSES.

MICO-LEÃO – UTILIZA SUA CAUDA PARA MANTER EQUILÍBRIO NOS MOVIMENTOS

ENTRE OS GALHOS DAS ÁRVORES.

LONTRA – UTILIZA SUA CAUDA COMO LEME DURANTE A NATAÇÃO.

MACACO-ARANHA – UTILIZA SUA CAUDA COMO UM QUINTO MEMBRO. UTILIZA-A

PARA “SEGURAR-SE” NOS GALHOS E TEM GRANDE MOBILIDADE, TAL COMO AS MÃOS E

OS PÉS. POR NÃO TER PELOS NA PONTA, É CHAMADA DE CAUDA PALMADA.

Fonte: Guilherme A. Domenichelli – Biólogo – site da Fundação Parque Zoológico de São Paulo: <

Disponível: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm>

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 28


H20 Localizar informações explícitas em um texto.

ITEM 18

O MICO-LEÃO UTILIZA A CAUDA

(A) PARA MANTER O EQUILÍBRIO.

(B) COMO LEME DURANTE A NATAÇÃO.

(C) PARA DEMONSTRAR SUAS INTENÇÕES E HUMOR.

(D) COMO UM QUINTO MEMBRO PARA SEGURAR-SE NOS GALHOS.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 18

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Resposta adequada, porque utilizar a cauda para manter o

equilíbrio, é uma informação que está explícita no trecho

referente ao Mico-leão. Assim, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

Alternativa (B) Embora “COMO LEME DURANTE A NATAÇÃO” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de essa informação estar explícita no

texto, essa alternativa é inadequada porque se refere à utilização

da cauda pela lontra.

Alternativa (C) Embora “PARA DEMONSTRAR SUAS INTENÇÕES E HUMOR”

induza a uma resposta plausível, pelo fato de essa informação

estar explícita no texto, essa alternativa é inadequada porque não

retoma o exposto, especificamente, sobre o mico-leão e sim

características gerais dos animais.

Alternativa (D) Embora “COMO UM QUINTO MEMBRO PARA SEGURAR-SE NOS

GALHOS” induza a uma resposta plausível, pelo fato de essa

informação estar explícita no texto, essa alternativa é inadequada

porque se refere à utilização da cauda pelo macaco-aranha.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 29


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H21 Localizar informações em um texto, considerando título, subtítulo, imagem,

negrito.

ITEM 19

OS TRÊS ANIMAIS QUE APARECEM NO TEXTO SÃO

(A) JACARÉ, LEÃO, ARANHA.

(B) LONTRA, LEÃO, GOLFINHO.

(C) GOLFINHO, ESQUILO, MACACO.

(D) MICO-LEÃO, LONTRA E MACACO-ARANHA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 19

Alternativa (A) Embora a alternativa “JACARÉ, LEÃO, ARANHA” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de esses animais pertencerem ao

reino animal e das palavras LEÃO e ARANHA fazerem parte do

nome de dois dos animais mencionados no texto, essa alternativa

é inadequada porque os animais não são citados no texto nem

aparecem nas imagens.

Alternativa (B) Embora a alternativa “LONTRA, LEÃO, GOLFINHO” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de pertencerem ao reino animal e de

LEÃO fazer parte do nome de um dos animais mencionados, essa

resposta é inadequada porque os animais não constam no texto

nem aparecem nas imagens.

Alternativa (C) Embora a alternativa “GOLFINHO, ESQUILO, MACACO” induza a

uma resposta plausível, pelo fato de pertencerem ao reino animal

e de MACACO fazer parte do nome de um dos animais

mencionados, essa alternativa é inadequada porque não são os

animais que estão localizados no texto e nas imagens.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque MICO-LEÃO, LONTRA E

MACACO-ARANHA são informações localizadas em negrito

no texto, e fazem parte de subtítulos e das imagens desses

três animais. Assim, ao acertar a alternativa, o estudante

mostra que tem familiaridade com a habilidade focada no

item.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 30


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H 2 Localizar nome do autor, ilustrador, data de publicação, editora etc. em um

texto.

ITEM 20

OBSERVE A CAPA DO LIVRO E RESPONDA.

O TÍTULO DO LIVRO É

(A) MONTEIRO LOBATO

(B) MEMÓRIAS DA EMÍLIA

(C) O MARINHEIRO E SEUS AMIGOS

(D) COMPANHIA EDITORA NACIONAL

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 20

Alternativa (A) Embora o nome “MONTEIRO LOBATO” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de ser uma informação localizada na capa do

livro, essa alternativa é inadequada porque recupera o nome do

autor e não o título do livro.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque MEMÓRIAS DA EMÍLIA é uma

informação que recupera o título do livro. Assim, ao acertar a

alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora a expressão “O MARINHEIRO E SEUS AMIGOS” induza

a uma resposta plausível, pelo fato de ser uma informação

localizada na capa do livro, essa alternativa é inadequada porque

recupera a ilustração e não o título do livro.

Alternativa (D) Embora a expressão “COMPANHIA EDITORA NACIONAL” induza

a uma resposta plausível, pelo fato de ser uma informação

localizada na capa do livro, essa alternativa é inadequada porque

recupera o nome da editora e não o título do livro.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 31


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H 14 Inferir os versos de poema com base em indícios presentes no próprio poema

(rima).

ITEM 21

LEIA O TEXTO E RESPONDA O QUE SE PEDE.

CADÊ O TOUCINHO QUE ESTAVA AQUI?

O GATO COMEU.

CADÊ O GATO?

FOI PRO MATO.

CADÊ O MATO?

O FOGO QUEIMOU.

CADÊ O FOGO?

A ÁGUA APAGOU.

CADÊ A ÁGUA?

________________

O VERSO QUE MELHOR COMPLETA A ÚLTIMA LINHA DA PARLENDA É

(A) O BOI SAIU.

(B) O BOI BEBEU.

(C) O BOI COMEU.

(D) O BOI MORREU.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 21

Alternativa (A) Embora a frase “O BOI SAIU” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de o verso terminar também em “U”, essa alternativa é

inadequada porque, de acordo com o contexto, essa inferência

não responde, de modo adequado, à pergunta CADÊ A ÁGUA?

Alternativa (B) Resposta adequada, porque O BOI BEBEU é o verso que

completa a última linha da parlenda. É possível fazer essa

inferência, com base em indícios presentes no próprio poema,

como a rima e a pergunta CADÊ A ÁGUA? . Assim, ao acertar

a alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora a frase “O BOI COMEU” induza a uma resposta plausível

por terminar com a mesma rima, essa alternativa é inadequada

porque, de acordo com o contexto, essa inferência não responde à

pergunta CADÊ A ÁGUA?. Além disso, a água serve para beber e

não para COMER.

Alternativa (D) Embora a frase “O BOI MORREU” induza a uma resposta

plausível por terminar com a mesma rima, essa alternativa é

inadequada porque, de acordo com o contexto, essa inferência

não responde, de modo adequado, à pergunta CADÊ A ÁGUA?

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 32


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

LEIA O FRAGMENTO DO TEXTO PARA RESPONDER AS QUESTÕES 22 E 23

MARIA ANGULA

MARIA ANGULA ERA UMA MENINA ALEGRE E VIVA, FILHA DE UM FAZENDEIRO DE

CAYAMBE. ERA LOUCA POR UMA FOFOCA E VIVIA FAZENDO INTRIGAS COM OS AMIGOS

PARA JOGÁ-LOS UNS CONTRA OS OUTROS. POR ISSO TINHA FAMA DE LEVA-E-TRAZ,

LINGUARUDA, E ERA CHAMADA DE MOLECA FOFOQUEIRA.

ASSIM VIVEU MARIA ANGULA ATÉ OS DEZESSEIS ANOS, DECIDIDA A ARMAR CONFUSÃO

ENTRE OS VIZINHOS, SEM TER TEMPO PARA APRENDER A CUIDAR E A PREPARAR

PRATOS SABOROSOS.

QUANDO MARIA ANGULA SE CASOU, COMEÇARAM OS SEUS PROBLEMAS. NO PRIMEIRO

DIA, O MARIDO PEDIU-LHE QUE FIZESSE UMA SOPA DE PÃO COM MIÚDOS, MAS ELA

NÃO TINHA A MENOR IDÉIA DE COMO PREPARÁ-LA.

Fonte: BRASIL, Secretaria de Ensino Fundamental. Ministério da Educação. Programa De Formação de

Professores Alfabetizadores. Brasília: SEF, 2001.

H20 Localizar informações explícitas em um texto.

ITEM 22

MARIA ANGULA VIVIA

(A) AJUDANDO OS AMIGOS EM SUAS TAREFAS.

(B) BRINCANDO COM OS AMIGOS PARA DIVERTI-LOS.

(C) COZINHANDO PARA OS AMIGOS PARA AGRADÁ-LOS.

(D) FAZENDO INTRIGA COM AMIGOS PARA JOGÁ-LOS UNS CONTRA OS

OUTROS.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 22

Alternativa (A) Embora “AJUDANDO OS AMIGOS EM SUAS TAREFAS” induza a

uma resposta plausível, pelo fato de ser comum ajudar os amigos,

a alternativa é inadequada porque não se pode localizar essa

informação no texto.

Alternativa (B) Embora “BRINCANDO COM OS AMIGOS PARA DIVERTI-LOS”

induza a uma resposta plausível, pelo fato de ser comum brincar

com os amigos, a alternativa é inadequada porque não se pode

localizar essa informação no texto.

Alternativa (C) Embora “COZINHANDO PARA OS AMIGOS PARA AGRADÁ-

LOS” induza a uma resposta quase plausível, a alternativa é

inadequada porque não se pode localizar essa informação no

texto, pois a jovem não sabe cozinhar. Além disso, a ideia de

“cozinhar para os amigos” para “agradá-los” pode sugerir uma

visão politicamente incorreta em relação à mulher. No entanto, a

referência dado no texto é de que Maria Angula promovia a

inimizade entre amigos e não a amizade, o agrado entre eles.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque Maria Angula vivia FAZENDO

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 33


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

INTRIGA COM AMIGOS PARA JOGÁ-LOS UNS CONTRA OS

OUTROS. Essa informação está explícita no primeiro

parágrafo. Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra

que tem familiaridade com a habilidade focada no item.

H25 Estabelecer relações de causa/consequência entre dois fatos apresentados

em um texto.

ITEM 23

AO SE CASAR, MARIA ANGULA PASSOU A TER PROBLEMAS PORQUE

(A) TINHA MUITOS AMIGOS.

(B) ARRUMAVA MUITA CONFUSÃO.

(C) DESCUIDAVA DA ARRUMAÇÃO DA CASA.

(D) ESTAVA DESPREPARADA PARA COZINHAR.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 23

Alternativa (A) Embora a frase “TINHA MUITOS AMIGOS” induza a uma resposta

quase plausível, pelo fato de essa informação aparecer na terceira

linha do texto, a alternativa é inadequada porque esse fato não

indica causa dos problemas que Maria Angula passou após o

casamento. Alem disso, no texto, é feita referência a amigos e não

a “muitos amigos”.

Alternativa (B) Embora a frase “ARRUMAVA MUITA CONFUSÃO” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de essa informação aparecer na sexta

linha do texto, a alternativa é inadequada porque esse fato não

indica a causa dos problemas de Maria Angula após o casamento.

Alternativa (C) Embora a frase “DESCUIDAVA DA ARRUMAÇÃO DA CASA”

induza a uma resposta plausível, por essa informação aparecer na

sexta e sétima linhas do texto, a alternativa é inadequada porque o

problema central da história não é Maria não arrumar a casa, mas

sim o fato de não ter aprendido a cozinhar.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque ESTAVA DESPREPARADA PARA

COZINHAR indica a causa entre dois fatos apresentados no

texto, ou seja, Maria Angula não conseguiu fazer a sopa de

pão com miúdos (consequência) porque estava despreparada

para cozinhar (causa). Assim, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER AS QUESTÕES DE 24 E 25.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 34


TEMIDA

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

DIZ A LENDA QUE A SUCURI É CAPAZ DE ENGOLIR UM BOI INTEIRO. MESMO QUE

NÃO SEJA VERDADE, ESSA COBRA ESQUISITA ASSUSTA, POIS PODE ATINGIR

ATÉ 9 METROS E 150 QUILOS. ELA VIVE EM LAGOS, RIOS E PÂNTANOS E COME

MAMÍFEROS COMO CUTIAS, PACAS, CAPIVARAS E ANTAS. A SUCURI NÃO É

VENENOSA. AO CAÇAR, ELA ESTRANGULA SUAS PRESAS. ASSIM COMO O

JACARÉ, SEU CORO É APRECIADO PELOS FABRICANTES DE BOLSAS E

SAPATOS.

Fonte: Pantanal - Vida selvagem e preservação. Revista Recreio. Coleção de olho no mundo – nº 5. São

Paulo: Editor Abril, 2000.

H24 Estabelecer as relações entre partes de um texto, identificando repetições e

substituições que contribuem para a sua continuidade.

ITEM 24

A PERSONAGEM QUE É TEMIDA

(A) A ANTA.

(B) A CUTIA.

(C) A PACA.

(D) A SUCURI.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 24

Alternativa (A) Embora a expressão “A ANTA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de ser um dos animais citados no texto, essa alternativa

é inadequada porque não retoma a característica TEMIDA

atribuída à sucuri logo no título do texto.

Alternativa (B) Embora a expressão “A CUTIA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de ser também um dos animais citados no texto, essa

alternativa é inadequada porque não retoma a característica

TEMIDA atribuída à sucuri logo no título do texto.

Alternativa (C) Embora a expressão “A PACA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de ser um dos animais citados no texto, essa alternativa

é inadequada porque não retoma a característica TEMIDA

atribuída à sucuri logo no título do texto.

Alternativa (D) Resposta adequada, porque a expressão A SUCURI, presente

na primeira linha do texto, estabelece relação entre esta

expressão e a característica TEMIDA que lhe é atribuída pelo

autor do texto. Afora isso, como temos um adjetivo no título,

podemos subentender que um termo foi omitido (animal ou

cobra, por exemplo). Assim, além da relação com as

informações dados ao longo do texto, é possível inferir a

expressão oculta para se chegar à resposta adequada ao

enunciado desse item. Desse modo, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 35


H20 Localizar informações explícitas em um texto.

ITEM 25

A SUCURI

(A) É VENENOSA.

(B) PODE PESAR 150 QUILOS.

(C) APERTA SUAS PRESAS.

(D) DETESTA COMER MAMÍFEROS.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 25

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Embora a frase “É VENENOSA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de remeter a uma cobra, essa alternativa é inadequada

porque não se pode localizar essa informação no texto, mas sim

uma contrária, a de que A SUCURI NÃO É VENENOSA (quinta

linha).

Alternativa (B) Resposta adequada, porque PODE PESAR 150 QUILOS é uma

informação que está localizada na terceira linha do texto.

Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra que tem

familiaridade com a habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora a frase “APERTA SUAS PRESAS” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de o animal comê-las, essa alternativa é

inadequada porque não se pode localizar essa informação no

texto, mas sim que A SUCURI ESTRANGULA SUAS PRESAS.

Alternativa (D) Embora a frase ”DETESTA COMER MAMÍFEROS” induza a uma

resposta quase plausível, por causa da expressão MESMO QUE

NÃO SEJA VERDADE, referindo-se ao fato de ela engolir o boi

inteiro, essa alternativa é inadequada porque não se pode localizar

essa informação no texto, mas sim o contrário dela, a de que a

sucuri COME MAMÍFEROS (quarta linha).

LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER AS QUESTÕES 26 E 27

O MENINO QUE MENTIA

UM PASTOR COSTUMAVA LEVAR SEU REBANHO PARA FORA DA ALDEIA.

UM DIA RESOLVEU PREGAR UMA PEÇA NOS VIZINHOS.

— UM LOBO! UM LOBO! SOCORRO! ELE VAI COMER MINHAS OVELHAS!

OS VIZINHOS LARGARAM O TRABALHO E SAÍRAM CORRENDO PARA O

CAMPO PARA SOCORRER O MENINO. MAS ENCONTRARAM-NO ÀS

GARGALHADAS. NÃO HAVIA LOBO NENHUM.

AINDA OUTRA VEZ ELE FEZ A MESMA BRINCADEIRA E TODOS VIERAM

AJUDAR. E ELE CAÇOOU DE TODOS.

MAS UM DIA, O LOBO APARECEU DE FATO E COMEÇOU A ATACAR AS

OVELHAS. MORRENDO DE MEDO, O MENINO SAIU CORRENDO.

— UM LOBO! UM LOBO! SOCORRO!

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 36


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

OS VIZINHOS OUVIRAM, MAS ACHARAM QUE ERA CAÇOADA.

NINGUÉM SOCORREU E O PASTOR PERDEU TODO O REBANHO.

MORAL: NINGUÉM ACREDITA QUANDO O MENTIROSO FALA A VERDADE.

Fonte: BENNETT, William. O Livro das Virtudes para Crianças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

H 13 Classificar os gêneros literários, considerando seus constituintes e sua forma

clássica (poemas, cantigas, fábulas, provérbios etc.).

ITEM 26

O TEXTO O MENINO QUE MENTIA É

(A) UM POEMA.

(B) UMA FÁBULA.

(C) UMA CANTIGA.

(D) UMA PARLENDA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 26

Alternativa (A) Embora “UM POEMA” induza a uma resposta quase plausível,

pelo fato de ser um gênero textual, do grupo dos literários, essa

alternativa é inadequada porque a presença de moral do texto não

é uma parte constituinte desse gênero textual.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque A FÁBULA possui uma moral

escrita, normalmente, ao final do texto. Essa é uma parte

constituinte desse gênero textual. Assim, ao acertar a

alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade com a

habilidade focada no item.

Alternativa (C) Embora “UMA CANTIGA” induza a uma resposta plausível, pelo

fato de ser um gênero textual, do grupo dos literários, essa

alternativa é inadequada porque a presença de moral não é uma

parte constituinte desse gênero textual.

Alternativa (D) Embora “UMA PARLENDA” induza a uma resposta plausível, pelo

fato de ser um gênero textual, do grupo dos literários, essa

alternativa é inadequada porque a presença de moral não é uma

parte constituinte desse gênero textual.

H25 Estabelecer relações de causa/consequência entre dois fatos apresentados

em um texto.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 37


ITEM 27

PESSOAS DESCONFIAVAM DO MENINO PORQUE ELE ERA

(A) MEDROSO.

(B) MENTIROSO.

(C) BRINCALHÃO.

(D) PREGUIÇOSO.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 27

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Embora a característica “MEDROSO” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de essa informação aparecer na décima linha

do texto, a alternativa é inadequada porque não há um motivo

aparente para as pessoas desconfiarem do menino.

Alternativa (B) Resposta adequada, porque MENTIROSO estabelece relação

de causa entre dois fatos apresentados no texto, ou seja,

pessoas desconfiavam do menino (consequência) porque ele

era mentiroso (causa). Assim, ao acertar a alternativa, o

estudante mostra que tem familiaridade com a habilidade

focada no item.

Alternativa (C) Embora a característica “BRINCALHÃO” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de essa informação aparecer na sétima linha

do texto, a alternativa é inadequada porque esse fato não

estabelece relação de causa para que as pessoas desconfiem do

menino.

Alternativa (D) Embora a característica “PREGUIÇOSO” induza a uma resposta

quase plausível, pelo fato de, ao longo do texto, o menino viver

pregando peças nos outros, a alternativa é inadequada porque

esse fato não estabelece relação de causa para as pessoas

desconfiarem do menino.

LEIA O TEXTO PARA RESPONDER AS QUESTÕES 28 E 29

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 38


H 3 Classificar os gêneros considerando sua forma gráfica.

ITEM 28

ESTE TEXTO É

(A) UM CONVITE.

(B) UMA FÁBULA.

(C) UMA PROPAGANDA.

(D) UM CONTO DE FADAS.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 28

LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Alternativa (A) Resposta adequada, porque O CONVITE possui um assunto,

data, local, horário do evento, remetente, destinatário,

saudação. Assim, ao acertar a alternativa, o estudante mostra

que tem familiaridade com a habilidade focada no item.

Alternativa (B) Embora “UMA FÁBULA” induza a uma resposta plausível, pelo

fato de ser um gênero textual estudado durante boa parte da vida

escolar, essa alternativa é inadequada porque a fábula não possui

a forma gráfica do convite.

Alternativa (C) Embora “UMA PROPAGANDA” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de ser um gênero textual que tem por fim convencer o

consumir a adquirir um produto, essa alternativa é inadequada

porque a propaganda possui uma forma gráfica específica.

Alternativa (D) Embora “UM CONTO DE FADAS” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de ser um gênero textual, essa alternativa é

inadequada porque não possui a forma gráfica do convite.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 39


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

H18 Reconhecer a finalidade de textos de diferentes gêneros.

ITEM 29

ESTE TEXTO SERVE PARA

(A) DAR UM RECADO.

(B) CONTAR UMA HISTÓRIA.

(C) CONVIDAR PARA UMA FESTA.

(D) ENSINAR A ORGANIZAR UMA FESTA.

DESCRIÇÃO DAS ALTERNATIVAS DO ITEM 29

Alternativa (A) Embora “DAR UM RECADO” induza a uma resposta plausível,

pelo fato de no distrator o verbo em destaque indicar a finalidade

do texto, essa alternativa é inadequada porque o gênero textual do

item serve para CONVIDAR para uma festa.

Alternativa (B) Embora “CONTAR UMA HISTÓRIA” induza a uma resposta

plausível, pelo fato de no distrator o verbo indicar a finalidade do

texto, essa alternativa é inadequada porque o gênero textual do

item serve para CONVIDAR para uma festa e narrar uma história

de aventuras, por exemplo.

Alternativa (C) Resposta adequada, porque o verbo em destaque CONVIDAR

indica a finalidade desse gênero textual – convite. Assim, ao

acertar a alternativa, o estudante mostra que tem familiaridade

com a habilidade focada no item.

Alternativa (D) Embora “ENSINAR A ORGANIZAR UMA FESTA” induza a uma

resposta plausível, pelo fato de no distrator o verbo “ensinar”

indicar a finalidade do texto, essa alternativa é inadequada porque

o gênero textual do item serve para CONVIDAR para uma festa e

orientar alguém para fazê-la.

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 40


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

GUIA DE CORREÇÃO PARA AS RESPOSTAS CONSTRUÍDAS – 4º ANO PIC

RH 4 – Escrever uma lista de palavras.

ITEM 30

DITADO DE UMA LISTA DE MATERIAIS ESCOLARES.

APONTADOR

TESOURA

CADERNO

LOUSA

COLA

GIZ

Sistema de escrita

Categoria Descrição da habilidade

RH 4

A Escrita Alfabética

B Escrita silábico-alfabética

C Escrita silábica com valor

sonoro

D Escrita silábica sem valor

sonoro

E Escrita pré-silábica

F Escrita de modo ilegível

G Resposta anulada

H Ausência de resposta

Assinalar a

descrição

do aluno

RH 5 – Escrever uma cantiga solicitada, segmentando-a corretamente.

Alguns comentários

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 41


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

ITEM 31 - COPIE A CANTIGA COM LETRA CURSIVA (DE MÃO) SEPARANDO

CORRETAMENTE AS PALAVRAS.

BORBOLETINHAESTANACOZINHAFAZENDOCHOCOLATEPARAAMADRINHAPOT

IPOTIPERNADEPAUOLHODEVIDRONARIZDEPICAPAU

CATEGORIA DE RESPOSTAS

(A) MUITO BOM Segmenta o texto em palavras. O aluno escreve

realizando a separação convencional entre as palavras.

(B) BOM Segmenta o texto em palavras. Embora,

esporadicamente, o aluno não realize a separação

convencional de todas palavras (ex: “emcima”,“de baixo”,

derepente”).

(C) RAZOÁVEL Presença sistemática de hipossegmentação e /ou

hipersegmentação. O aluno escreve realizando algumas

separações entre as palavras, nem sempre, no entanto,

de forma convencional. Diz-se hipossegmentação

quando o aluno escreve junto o que é para escrever

separado (ex:”esmagálo”, “narede”); e hipersegmentação

quando, no esforço de não “grudar” palavras, acaba

separando o que se escreve junto ( ex:“can sado”, “con

seguiram”).

(D) INSUFICIENTE Não segmenta o texto em palavras. O aluno escreve as

palavras continuamente, sem qualquer separação entre

elas.

(E) ANULADA Desenhos, rabiscos.

(F) EM BRANCO Ausência de escrita.

PADRÕES DE ESCRITA

Segmenta o texto em palavras.

Segmenta o texto em palavras. Embora,

esporadicamente, o aluno não realize a separação

convencional de todas as palavras

Presença sistemática de hipossegmentação e/ou

hipersegmentação.

Não segmenta o texto em palavras.

Desenhos, rabiscos.

Ausência de escrita.

MUITO

BOM

BOM

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 42

RAZOÁVEL

INSUFICIEN

TE

ANULADA

EM

BRANCO

COMENTÁ

RIOS


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

RH6 – Reescrever uma fábula, a partir de determinada proposta, considerando com

base nessa determinação, tema, estrutura, linguagem, finalidade e interlocutor do

texto.

ITEM 32 - Reescrita da fábula “O leão e o ratinho”

O LEÃO E O RATINHO

Um leão, cansado de tanto caçar, dormia espichado debaixo da sombra boa de

uma árvore. Vieram uns ratinhos passear em cima dele e ele acordou. Todos

conseguiram fugir, menos um, que o leão prendeu debaixo da pata. Tanto o ratinho pediu

e implorou que o leão desistiu de esmagá-lo e deixou que fosse embora. Algum tempo

depois, o leão ficou preso na rede de uns caçadores. Não conseguindo se soltar, fazia a

floresta inteira tremer com seus urros de raiva. Nisso apareceu o ratinho, e com seus

dentes afiados roeu as cordas e soltou o leão.

Moral: Uma boa ação ganha outra.

(in: Fábulas de Esopo. Companhia das Letrinhas. 1990, p. 61. Trad. Heloisa Jahn)

Procedimentos

Para verificar se a criança desenvolveu a competência em questão e a habilidade RH6,

foram observadas as seguintes ações / operações, divididas em dois blocos de

conteúdo, na redação avaliada:

Bloco I – Estrutura composicional / Conteúdo Temático

CATEGORIA DE RESPOSTAS

(A) MUITO BOM Reescreveu garantindo a presença da maioria dos

acontecimentos narrados (7 ou 8 episódios dos itens

listados).

(B) BOM Reescreveu garantindo pelo menos a metade dos

acontecimentos narrados (6 a 4 episódios nos itens

listados).

(C) RAZOÁVEL Reescreveu menos da metade dos acontecimentos

narrados (3 a 2 episódios dos itens listados).

(D) INSUFICIENTE Presença de escrita, mas não o solicitado (1 ou nenhum

dos episódios dos itens listados).

(E) ANULADA Desenhos, rabiscos.

(F) EM BRANCO Ausência de escrita

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 43


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

Para efeito de quantificação a fábula foi dividida em oito blocos de acontecimentos ainda,

que, obviamente, a produção dos alunos não se resuma aos itens listados e sim ao

desenrolar dos acontecimentos narrados.

LISTA DOS EPISÓDIOS DA FÁBULA

“O leão e o ratinho”

1 – Leão dormindo.

2 – Ratinhos passeiam em cima do leão.

3 – O leão acorda e prende o ratinho.

4 – O ratinho implora para que o leão o deixe ir.

5 – O leão solta o ratinho.

6 – O leão fica preso na rede dos caçadores.

7 – Aparece o rato para salvar o leão.

8 – Presença da moral da história.

Bloco II – Elementos da linguagem escrita característicos da fábula.

CATEGORIA DE RESPOSTAS

(A) MUITO BOM Produziu texto com características de linguagem escrita,

dentro do gênero proposto (fábula).

(B) BOM Produziu texto com algumas características de linguagem

escrita, dentro do gênero proposto (fábula).

(C) RAZOÁVEL Produziu frases que remetem ao conteúdo da fábula,

mas não chegam a formar um texto.

(D) INSUFICIENTE Presença de escrita, mas não a solicitada.

(E) ANULADA Desenhos, rabiscos.

(F) EM BRANCO Ausência de escrita

O que se está chamando de “características da linguagem escrita” são diferentes

aspectos da textualidade, como:

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 44


LÍNGUA PORTUGUESA – 4º ANO PIC

• A criança utiliza elementos característicos da linguagem escrita para

articular os enunciados (Ex: “algum tempo depois”, “nisso” etc);

• A criança utiliza pontuação para dar coesão ao texto;

• A criança utiliza expressões e tempos verbais adequados ao gênero

(fábula) em que está escrevendo e ao que está sendo dito;

• A criança não utiliza elementos da oralidade como ligação entre enunciados

( Ex: “aí”, “daí” etc);

• A criança escreve na posição do narrador e, eventualmente, também das

personagens ( discurso direto).

Se pelo menos quatro dessas “características” estiverem presentes em todo o

texto, a avaliação deverá recair sobre a categoria MUITO BOM.

Se a maioria dessas “características” estiver presente em alguns momentos e

em outros não, a avaliação corresponde à categoria BOM.

As outras possibilidades de avaliação são auto-explicativas.

A expressão COMENTÀRIOS pode ser usada para anotações dos professores sobre

outros aspectos não previstos nessa grade de avaliação ou até mesmo para registro de

dados a respeito dos conceitos / desempenhos observados.

ASPECTOS OBSERVADOS NA PRODUÇÃO DE TEXTO – REDAÇÃO – 4º ANO – PIC - 2009

RESTRIÇÕES IMPOSTAS PELO GÊNERO

SOLICITADO NA PROPOSTA DE REDAÇÃO

Bloco I – Estrutura composicional/Conteúdo

temático

Bloco II – Elementos da linguagem escrita

característica da fábula

MUITO BOM

BOM

PROVA DA CIDADE - 1º SEMESTRE - 2009 45

RAZOÁVEL

INSUFICIENTE

ANULADA

EM BRANCO

COMENTÁRIOS

More magazines by this user
Similar magazines