PIAS Programa de Ingresso por Avaliação Seriada 3ª ... - Uniube

uniube.br

PIAS Programa de Ingresso por Avaliação Seriada 3ª ... - Uniube

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

1


2

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010


PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Instruções

• Este caderno contém as propostas de temas para REDAÇÃO e a PROVA d e

CONHECIMENTOS GERAIS e ESPECÍFICOS contendo 40 questões de múltipla escolha e

2 questões discursivas. Confira se ele está completo, não faltando páginas ou questões. Se

ocorrer qualquer falha, chame o fiscal, antes de iniciar a prova, para que a substituição seja

providenciada.

• Cada questão de múltipla escolha contém 5 (cinco) alternativas, devendo ser assinalada

apenas uma delas, e vale 1,6 ponto.

• Após ler cuidadosamente as questões, assinale a resposta que você considera correta, primeiro

no CADERNO DE QUESTÕES, e, somente após ter certeza, transfira para o CARTÃO DE

RESPOSTAS, usando caneta esferográfica preta.

• No CARTÃO DE RESPOSTAS, preencha total e cuidadosamente o círculo correspondente à

alternativa correta. O preenchimento incorreto, bem como rasuras, dificultarão ou impedirão

a leitura ótica.

• As questões discursivas devem ser respondidas na folha própria, e cada uma delas vale

5,5 pontos.

• O candidato somente poderá se retirar da sala, depois de transcorridas DUAS HORAS E 30

MINUTOS, contadas a partir do início da prova.

• A duração da prova é de QUATRO HORAS.

DESEJAMOS­LHE UMA BOA PROVA!

3


4

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Prova de Redação

INSTRUÇÕES:

1) ­ Nesta prova, há três propostas de redação:

Proposta A – Dissertação Argumentativa.

Proposta B – Narração.

Proposta C – Carta Argumentativa.

Você deverá desenvolver apenas uma delas. Procure

ler atentamente as orientações específicas de cada

proposta e escolha aquela com a qual você tenha

maior afinidade ou aquela que trata de assunto acerca

do qual você tem maior conhecimento.

2) ­ Dê um título para sua redação, caso sua opção seja a

dissertação ou a narração. Esse título deverá deixar

claro o aspecto da situação escolhida que você

pretende abordar. Escreva o título no lugar apropriado

na folha de prova.

3) ­ Se sua escolha for a carta argumentativa, não lhe dê

um título, nem a assine, pois, nos exames seletivos

das universidades, o candidato não deve ser

identificado como autor da redação. No lugar da

assinatura, deverá ser colocado apenas um traço.

4) ­ A redação deve ser escrita a caneta azul ou preta, em

prosa, com um mínimo de 20 (vinte) linhas das 35

(trinta e cinco) linhas contidas na folha de redação.

Antes de passá­la a limpo, faça revisão do texto,

observando sua adequação à modalidade escrita culta.

Escreva seu texto com letra legível.

O CANDIDATO PERDERÁ PONTOS SE NÃO SEGUIR AS

INSTRUÇÕES GERAIS E ESPECÍFICAS DA PROVA DE

REDAÇÃO.

ATENÇÃO: Casos de eliminação do candidato:

Fuga ao tema.

Nome do candidato, uso de pseudônimo,

abreviatura ou quaisquer palavras que

possam identificá­lo, no campo destinado ao texto.

Redação escrita a lápis.

Proposta A ­ Dissertação Argumentativa

Leia os trechos abaixo, extraídos do romance Capitães da

Areia, do escritor baiano Jorge Amado:

É aqui também que mora o chefe dos Capitães da

Areia, Pedro Bala. Desde cedo foi chamado assim, desde seus

cinco anos. Hoje tem quinze anos. (...) Nunca soube de sua

mãe, seu pai morrera de um balaço. (...)

Todos reconheceram os direitos de Pedro Bala à chefia,

e foi dessa época que a cidade começou a ouvir falar nos

Capitães da Areia. (...)

Vestidos de farrapos, sujos, semiesfomeados,

agressivos, soltando palavrões e fumando pontas de cigarro,

eram, em verdade, os donos da cidade, os que a conheciam

totalmente, os que totalmente a amavam (...)

Quando um novato entrava para os Capitães da Areia

formava uma ideia ruim do Sem­Pernas. Porque ele logo botava

um apelido, ria de um gesto, de uma frase do recruta.

Ridicularizava tudo, era dos que mais brigavam. (...) E rindo, e

ridicularizando, era que fugia da sua desgraça. Era como um

remédio (...) O que ele queria era felicidade, era alegria, era

fugir de toda aquela miséria, de toda aquela desgraça que os

cercava e os estrangulava. Havia, é verdade, a liberdade das

ruas. Mas havia também o abandono de qualquer carinho, a

falta de todas as palavras boas. (...) Nunca tivera família. Vivera

na casa de um padeiro a quem chamava “meu padrinho” e

que o surrava. (...) Ele quer um carinho, uma mão que passe

sobre os seus olhos e faça com que ele possa se esquecer

daquela noite na cadeia, quando os soldados bêbados o

fizeram correr com sua perna coxa em volta de uma saleta.

AMADO, Jorge. Capitães da Areia. São Paulo:

Martins, 1969, 19 ed., p. 31­42.

A existência de menores abandonados e delinquentes é

antiquíssima, não é uma “novidade” dos tempos atuais, do

século XXI, nem “privilégio” apenas das grandes capitais,

como Rio de Janeiro e São Paulo. O romance Capitães da

Areia é de 1937.

Redija uma dissertação argumentativa abordando esse

grave problema social da infância abandonada, carente de

afeto, germe de futuros e adultos marginais, assaltantes,

criminosos. Que oportunidades a vida lhes oferece? Como

minorar o problema?

Proposta B ­ Narração

Leia os textos abaixo, extraídos da revista ISTOÉ, o primeiro,

escrito pelo ator Miguel Falabella, o segundo, declaração da

atriz Jessica Alba, em página de informações gerais:

I­ Dia desses, numa daquelas mesas divertidas no

fim de noite, Cláudia Jimenez mudou inesperadamente o rumo

da prosa e nos contou o quanto sofreu no início de sua

adolescência por causa do bullying imposto a ela pelos

valentões da escola. Bullying é o termo utilizado para descrever

atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos,

praticados por um indivíduo, o “bully” (valentão), ou grupo de

indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo

(ou grupo de indivíduos). Segundo ela, para fugir do assédio e

da intimidação, costumava trilhar um caminho muito maior na

ida e na volta da escola, evitando as zonas consideradas

perigosas.

(...) Cláudia, é claro, graças a seu inegável e imenso

talento, sobreviveu às ofensas e chacotas cotidianas,


PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

transformando o sofrimento numa vitória pessoal, mas há aqueles que não suportam a pressão e se deixam abater.

II­ “Minhas lembranças do colégio não são boas. Eu era tão rejeitada que meu pai precisava caminhar comigo pela

escola para que não fosse importunada”.

Proposta C ­ Carta Argumentativa

Questões Discursivas

Istoé. 16 de jun. de 2010, p. 170 e 31.

Narre um episódio em que uma pessoa tenha sido objeto de críticas, de violência e de rejeição na infância e na adolescência,

mas conseguiu superar isso e atingir a vitória pessoal e profissional, tornando­se importante e famosa na sociedade.

Lembre­se dos aspectos que constituem um texto narrativo. Dê nomes aos personagens, caracterize o tempo e o lugar,

enfatize a ação, crie expectativas (suspense, emoção, surpresa) e apresente um final interessante.

Leia o texto abaixo, de autoria da jornalista Ruth de Aquino, publicado na revista ÉPOCA:

O admirável mundo novo da vida artificial

Foi criado o embrião da vida artificial. O que isso significa para nossos netos não sabemos – e nem os cientistas

conseguem prever com exatidão. Eu me senti numa fábula futurista ao saber que um computador gerou a primeira célula viva

sintética, em confraternização entre bactérias e micróbios. É possível entender o alcance científico e filosófico de algo que desafia

a fé cega e abre horizontes de cura. Mas meu primeiro impulso foi pensar se poderemos enfim fabricar seres humanos melhores

do que somos.

(...)

No admirável mundo novo, não teríamos massas de analfabetos e sem­teto. Nem crianças viciadas em crack. Mães não

jogariam recém­nascidos no lixo. Procuradoras da Justiça não espancariam bebês adotados. Pais e madrastas não jogariam

filhos da varanda de casa. Maridos não jogariam no canal uma mala com o corpo da ex­mulher. Vizinhos não se esfaqueariam.

Jovens não seriam torturados por brincar com o cavalo de um carroceiro. Meninas não seriam estupradas em celas de homens.

Policiais militares não matariam motoboys a pancadas. Imagens de santas não seriam recheadas de drogas. (...)

Se já existe vida artificial, temos o direito de sonhar.

Época. 24 de mai. de 2010, p.138

Se você é a favor da criação da vida artificial, escreva uma carta ao presidente da Sociedade Científica Mundial (entidade

fictícia), apresentando seus argumentos que justifiquem a ideia, com base nos “sonhos” expostos pela jornalista na

segunda parte do texto acima. Se você é contra, escreva uma carta à jornalista Ruth de Aquino, apresentando seus argumentos

quanto ao perigo que isso pode acarretar, pois poderiam ser criados, também, seres monstruosos, como os que ela

combate: estupradores; pais, maridos e policiais assassinos; traficantes de drogas, além de outros, de crueldade maior.

Em ambos os casos, lembre­se de que a arte de convencer é fundamental.

Questão Nº 01

O etanol, álcool da cana­de­açúcar, vem tendo um crescimento mundial expressivo quanto ao seu uso como combustível alternativo

à gasolina. A energia gerada por esses combustíveis na sua queima através de combustão completa é diferente. A seguir, estão

representadas as equações de combustão não balanceadas para o etanol (álcool da cana­de­açúcar) e para o octano (considerado

como a gasolina), e as respectivas energias liberadas no processo de combustão em Kj/mol de cada combustível.

Com base nas informações e nos conhecimentos sobre o assunto, responda as questões a seguir:

a) Toda reação química precisa ser balanceada em termos de reagentes e produtos gerados. Faça o balanceamento químico

para as duas equações de combustão acima descritas.

b) Calcule a quantidade de energia gerada, separadamente, pela queima por combustão completa de 10L de etanol e de 10L de

octano (gasolina).

c) Faça uma pequena discussão reflexiva sobre qual combustível é mais energético, o etanol ou a gasolina.

5


6

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

A geração de energia com o hidrogênio obtido a partir do etanol

anuncia grandes perspectivas para o mercado brasileiro de

combustíveis. Utilizar o etanol extraído da cana­de­açúcar e

aproveitar a malha de distribuição já disponível para o álcool

constituem um cenário economicamente animador, além de

ambientalmente promissor, porque há um ciclo completo de

emissão e absorção de gás carbônico (CO 2 ), um dos principais

responsáveis pelo efeito estufa.

O efeito estufa é consequência de interferência do homem

moderno no ambiente natural. A partir das informações do texto

e dos conhecimentos sobre esse fenômeno, explique:

d) Como o efeito estufa é produzido?

e) Quais as consequências previsíveis advindas desse

fenômeno para a humanidade?

Questão Nº 02

Após os atentados de 11 de setembro de 2001 às torres do

World Trade Center, em Nova York, o então presidente norte­

americano, George W. Bush, passou a defender a invasão do

Iraque como parte de uma estratégia de segurança nacional,

o que ficou conhecido como Doutrina Bush. E mesmo sem

amparo da ONU, em março de 2003, forças americanas e

britânicas invadiram o Iraque, desencadeando uma série de

atentados, retaliações, aprofundando os sérios problemas

existentes na sociedade iraquiana.

Em 2009, o presidente norte­americano, Barack Obama,

anunciou plano de retirada das tropas americanas até o final

de 2011, embora o Iraque viva situação de tensão e

instabilidade.

a) Qual foi a argumento utilizado pelo ex­presidente

americano, George W. Bush, para justificar a invasão ao

Iraque?

b) Explique a Doutrina Bush.

Área de Linguagens e Códigos

Leia com atenção o texto para responder às questões de

1 a 5

Livro eletrônico

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

Este é um dos temas sobre os quais jornalistas

e leitores habituais mais nos interrogam. O livro vai

acabar, as editoras vão fechar, é a morte dos autores?

Primeiro, os catastrofistas de plantão são em geral mal

informados. Quando surgiu o rádio, dizia­se, nesse

mesmo tom, que ninguém mais iria conversar nas

famílias. Vindo a televisão, estavam mortos o teatro e o

rádio. Chegando a internet, tudo estava acabado, menos

o isolamento, a alienação.

Nada mudou radicalmente dentro desse

esquema: não se deixou de conversar (as pessoas

nunca se comunicaram tanto quanto na internet), não

se deixou de ir ao teatro (bons espetáculos atraem muita

gente), ninguém parou de ir ao cinema (a não ser por

medo de sair à noite, pela insegurança que se alastra),

enfim, cada novo interesse acrescentou, não tirou.

Li um diálogo interessante, dirigido por um

jornalista, entre Humberto Eco e um roteirista francês,

sobre o assunto. Os dois são donos de imensas

bibliotecas, de muitas dezenas de milhares de volumes.

Portanto, são amantes de livro, vivem com e para o livro.

Interessantes comentários: o registro escrito,

seja em papel, pergaminho, nas antiquíssimas

tabuinhas de argila, é o mais sólido, é permanente. O e­

book, o livro eletrônico, que tem suas vantagens como

todo artefato moderno, tem desvantagens claras de

saída. Por exemplo, dependeremos de mais

decodificadores, suportes, seja como for: já não

conseguimos ver os antigos vídeos de poucos anos

atrás, a não ser que ainda tenhamos em casa aquele

aparelho já superado onde os enfiar. Logo os CDs serão

esquecidos, os DVDs serão antiquados, e teremos de

modificar, a cada nova invenção, a nossa biblioteca

eletrônica. Sem falar na saúde dos olhos, atacados pelo

tipo de luminosidade, modo de leitura, do texto da página

de um e­book.

Outro assunto que me fascinou liga­se à bela

palavra “palimpsesto”. Para quem não sabe, é a escrita

sobre outra escrita. Encontram­se, em bibliotecas

monumentais como a do Congresso americano,

raridades em forma de tabuinhas, argila, pergaminho,

couro, e mesmo papel, em que trechos ou palavras

foram raspados e outros escritos em seu lugar, ou

simplesmente por cima. Revelados, abrem­nos facetas

incríveis da antiga cultura, pessoas, modos de vida. São

camadas de civilização, que fascinam exércitos de

cuidadores e estudiosos. No e­book teremos apenas o

reles imediato. Prático, sim: não definitivo nem profundo.

Naturalmente dirão que sou viciada no livro de

papel: direi que, sim, o cheiro de livro, de biblioteca ou

de livraria é mágico para quem como eu foi criada nesse

meio, ligada a esse instrumento de prazer, informação

e crescimento pessoal, de integração no mundo, sem

fronteiras de espaço e tempo. Isso pode entediar a

novíssima geração, para quem a tela do computador é

muito mais fascinante do que uma lombada de livro: e

por que não? Tudo é legítimo e vale a pena, desde que

não corrompa nem emburreça nem empobreça demais.

Eu direi que as duas coisas podem e vão conviver, como

rádio e família, televisão e teatro, internet e outros meios

de comunicação. Tudo está aí para nos servir, se não

formos incompetentes demais. O resto, as discussões

sobre o fim do livro e a morte das editoras, quem sabe

dos escritores, me parece tolo, material de intermináveis


65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

diálogos e discussões vazias, artigos sem fundamento,

entrevistas sem grande interesse.

E se o livro eletrônico vencer, se conseguirmos

afinal um meio permanente, que permita ler anos a fio

em todos os lugares do mundo, preservar com

segurança, e transmitir velhíssimos recados ocultos,

vamos continuar lendo, escrevendo, editando. A forma

importa pouco: importam o prazer, a comunicação, o

estudo, a pesquisa, das culturas e das mentes, que a

palavra desperta em quem sabe perceber ali uma

janela, que se abre de par em par, passando para o

outro lado, e se entregando. Então já não rasteja, mas

voa. Já não se encolhe, mas se desdobra, e

intensamente vive.

Questão Nº 01

Identifique as afirmações em que as explicações sobre os

elementos constitutivos do texto estão corretamente indicadas.

I) Em “ Este é um dos temas sobre os quais jornalistas e

leitores habituais mais nos interrogam”. (linha 01), o

pronome demonstrativo este, refere­se a “livro eletrônico”.

II) Em “No e­book teremos apenas o reles imediato. Prático,

sim: não definitivo nem profundo”. (linha 47), a palavra

grifada significa “pífio”, “sem valor”.

III) No fragmento “A forma importa pouco: importam o prazer,

a comunicação, o estudo, a pesquisa, das culturas e das

mentes, que a palavra desperta em quem sabe perceber

ali uma janela, que se abre de par em par, passando para

o outro lado, e se entregando” (linha 71), o termo em

negrito refere­se a “no e­ book”.

IV) Em “O resto, as discussões sobre o fim do livro e a morte

das editoras, quem sabe dos escritores, me parece tolo,

material de intermináveis diálogos e discussões vazias,

artigos sem fundamento, entrevistas sem grande

interesse”, a expressão em negrito pode ser substituída

por “talvez”, sem que haja perda do sentido original do

enunciado.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em :

A) I e II, apenas

B) I e III, apenas

C) II e IV, apenas

D) II, III e IV, apenas

E) I, III e IV, apenas

Questão Nº 02

Lya Luft. Revista Veja, 15 de set. de 2010, p.26.

Assinale a alternativa cuja figura de linguagem NÃO está

corretamente indicada entre parênteses.

A) Então já não rasteja, mas voa. Já não se encolhe, mas se

desdobra, e intensamente vive. (linha 76) (antítese)

B) Naturalmente dirão que sou viciada no livro de papel: direi

que, sim, o cheiro de livro, de biblioteca ou de livraria é

mágico para quem como eu foi criada nesse meio...

(linha 49) (sinestesia)

C) [...] ligada a esse instrumento de prazer, informação e

crescimento pessoal, de integração no mundo, sem

fronteiras de espaço e tempo. (linha 52 ) (personificação)

D) Vindo a televisão, estavam mortos o teatro e o rádio.

(linha 07) ( metáfora)

E) Isso pode entediar a novíssima geração, para quem a

tela do computador é muito mais fascinante do que uma

lombada de livro: e por que não? (linha 54 ) (comparação)

Questão Nº 03

No fragmento retirado do texto: “nas antiquíssimas tabuinhas

de argila, é o mais sólido, é permanente...” (linha 23 ), a palavra

em negrito tem uma carga diminutiva semelhante à palavra

negritada em apenas uma das alternativas abaixo. Marque­a.

A) O papel estava ali, intacto, branquinho, sobre a velha

cômoda do dormitório do casal.

B) Nada que se compare àquela ruazinh a pacata que

encantava os transeuntes vindos de diferentes regiões.

C) Embora em idade avançada, a minha vovozinha era a

pessoa mais lúcida de toda a família.

D) Nessa época de estiagem, os redemo inhos trazem

intensas ondas de poeira pelo campo afora.

E) Interessantes comentários: o registro escrito, seja em

papel, pergaminho...

Questão Nº 04

Analise a relação de sentido que o termo em negrito estabelece

entre as orações no fragmento de que faz parte.

I) Nada mudou radicalmente dentro desse esquema: não

se deixou de conversar (as pessoas nunca se

comunicaram tanto quanto na internet),

II) Tudo é legítimo e vale a pena, desde que não corrompa...

III) Encontram­se, em bibliotecas monumentais como a do

Congresso americano, raridades em forma de tabuinhas,

argila, pergaminho, couro, e mesmo papel, em que

trechos ou palavras foram raspados e outros escritos em

seu lugar, ou simplesmente por cima.

IV) Por exemplo, dependeremos de mais decodificadores,

suportes, seja como for: já não conseguimos ver os

antigos vídeos de poucos anos atrás, a não ser que ainda

tenhamos em casa aquele aparelho já superado onde os

enfiar.

V) Lo go os CDs serão esquecidos, os DVDs serão

antiquados, e teremos de modificar, a cada nova invenção,

a nossa biblioteca eletrônica.

VI) Li um diálogo interessante, dirigido por um jornalista, entre

Humberto Eco e um roteirista francês, sobre o assunto.

Os dois são donos de imensas bibliotecas, de muitas

dezenas de milhares de volumes. Portanto, são amantes

de livro, vivem com e para o livro.

Assinale a alternativa que contém, respectivamente, a relação

CORRETA:

A) conformidade; temporalidade; conformidade; negação;

temporalidade; conclusão

B) conformidade; condição; comparação; condição;

conclusão; concessão

C) proporcionalidade; temporalidade; explicação; concessão;

explicação; causalidade

D) comparação; condição; comparação; condição;

temporalidade; conclusão

E) comparação; consequência; alternância; condição;

explicação; finalidade.

7


8

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 05

A respeito das funções da linguagem, observadas no texto,

analise as afirmações seguintes:

I) Outro assunto que me fascinou liga­se à bela palavra

“palimpsesto”. Para quem não sabe, é a escrita sobre

outra escrita. (linha 38) (função metalinguistica)

II) [...] direi que, sim, o cheiro de livro, de biblioteca ou de

livraria é mágico para quem como eu foi criada nesse

meio, ligada a esse instrumento de prazer, informação e

crescimento pessoal, de integração no mundo, sem

fronteiras de espaço e tempo. (linha 50) ( função

expressiva)

III) Os dois são donos de imensas bibliotecas, de muitas

dezenas de milhares de volumes. (linha 19) ( função

referencial)

IV) [...] a palavra desperta em quem sabe perceber ali uma

janela, que se abre de par em par, passando para o outro

lado, e se entregando. Então já não rasteja, mas voa. Já

não se encolhe, mas se desdobra, e intensamente vive.

( linha 74) ( função poética)

V) A função da linguagem predominante no texto de Lya Luft

é a função fática.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I, II, III e IV, apenas D) I, IV e V, apenas

B) I, II e III, apenas E) I, II, III, IV e V

C) II, IV e V, apenas

Questão Nº 06

Leia com atenção a tirinha de humor, para responder ao que

se pede, abaixo:

Assinale a única alternativa INCORRETA:

A) A primeira resposta dada por Calvin, no primeiro quadrinho,

poderia ser substituída por: “você pode não saber, mas

eu sei”, sem que haja a perda do sentido original

empregado no texto.

B) A expressão “a gente” utilizada no primeiro e no terceiro

quadrinhos é considerada como norma coloquial, e em

um texto formal teria que ser substituída por “nós”.

C) Se no segundo quadrinho se usasse o verbo “haver”, o

correto seria o singular “há quatro máquinas”. Assim

sendo, o verbo “existir” também teria que ser utilizado no

singular: “existe” quatro máquinas.

D) A resposta dada por Calvin, no último quadrinho,

compromete a credibilidade de sua autossuficiência na

confecção do invento pretendido.

E) A invenção de robôs vai além das bases familiares.

Questão Nº 07

Sobre a leitura do livro Nove Noites, de Bernardo Carvalho,

analise as afirmações abaixo:

I) Narra uma investigação sobre a misteriosa morte de um

antropólogo americano, Buell Quain, que, aos 27 anos,

em 1939, suicida­se após uma estada em uma aldeia

indígena situada no Tocantins, no Brasil, quando

subitamente regressava à civilização.

II) O autor tece um romance utilizando a história fatídica de

Buell Quain como base, entrelaçando história e ficção,

texto jornalístico e um estranho narrador que entrecorta

todo o livro.

III) O autor cria uma nova história, totalmente fictícia, que

parece falar da realidade dos índios e do antropólogo.

IV) No livro, uma experiência traumática se configura como

uma máquina de tempo, que relaciona momentos da

história nacional.

São CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I, II, III, IV

B) I, II, IV, apenas

C) II, III, IV, apenas

D) II, IV, apenas

E) I, III, apenas

Questão Nº 08

Sou um homem arrasado. Doença? Não. Gozo

perfeita saúde. (...)

O que estou é velho. (...) cinquenta anos gastos sem

objetivo, a maltratar­me e a maltratar os outros. O resultado é

que endureci, calejei, e não é um arranhão que penetra esta

casca espessa e vem ferir cá dentro a sensibilidade embotada.

Cinquenta anos! Quantas horas inúteis! (...) Comer e

dormir como um porco! (...) E depois guardar comida para os

filhos, para os netos, para muitas gerações. Que estupidez! (...)

Penso em Madalena com insistência. Se fosse possível

recomeçarmos... Para que enganar­me? Se fosse possível

recomeçarmos, aconteceria exatamente o que aconteceu.

(RAMOS, Graciliano. São Bernardo. 87 ed. Rio de Janeiro:

Record, 2008, p. 216 e 220)

Em São Bernardo, a velhice é o momento em que o narrador­

protagonista Paulo Honório

A) reconhece a forma desumana como tratou Madalena e as

demais pessoas, mas não é capaz de reconstruir novo

projeto de vida.

B) se vê falido economicamente e se conscientiza de que

sua vida foi consumida inutilmente na posse da fazenda

São Bemardo.

C) aproveita, apesar dos problemas cotidianos, toda a riqueza

e prestígio que conseguiu durante sua vida de sacrifícios.

D) se sente contrariado, pois, apesar de saudável física e

emocionalmente, constata que viveu apenas em função

dos outros.

E) avalia o passado positivamente, contrastando­o com a

solidão do presente e a incerteza do futuro.


Questão Nº 09

Capitães de Areia, romance, de Jorge Amado, trata

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

A) da vida de órfãos sobreviventes de um naufrágio ocorrido

perto da cidade de Pernambuco, em 1920.

B) do sofrimento de um grupo de meninos sobreviventes de

uma chacina de Vigário Geral, no Rio de Janeiro.

C) do drama vivenciado por jovens moradores de rua de Belo

Horizonte.

D) da pobreza vivida pelos jovens fugidos de um reformatório

em busca do sonho de liberdade em Recife.

E) das histórias cotidianas de meninos de rua que lutam

pela sobrevivência em Salvador.

Questão Nº 10

... E não me agradando, me contradizendo e

repetindo, metafórico e confuso,

cheio de invenções (1) , tendências (2), e na praxis

(3) estranha de processos (4), des/caído no sanglot

long des violons de rua, eu que lá ia hoje volto ao

sempre poema e descubro a aporia (5):

porta aberta e celestina por onde me embriago

e me liberto.

(Sant’Anna, Afonso Romano de. Melhores poemas de Afonso

Romano Sant’Anna. Seleção de Donaldo Schüler. 4 ed. São Paulo:

Global, 2000, p.28)

Com base no fragmento acima, retirado do “Poema Didático

em três níveis”, analise as afirmações a seguir:

I) “invenções”, (nº 1), faz referência à revista Invenções,

surgida em 1962, sob a responsabilidade de poetas

concretistas de São Paulo.

II) “tendências”, (nº 2), refere­se à revista Tendências, surgida

em 1957, em Minas Gerais, reunindo um grupo de

escritores que defendiam uma literatura nacionalista.

III) “práxis”, (nº 3), foi uma revista organizada por Mário

Chamie, no início da década de 1960, que disputou a

liderança dos grupos de vanguarda.

IV) “processos”, (nº 4), está se referindo à revista Processos,

publicada em 1971, por poetas nordestinos.

V) “aporia”, (nº 5), é um neologismo criado pelo autor para

se referir ao processo de criação de seu poema.

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) I, II, III, IV, V

B) I, III, V, apenas

C) II, IV, apenas

D) I, II, III, apenas

E) III, IV, V, apenas

Língua Inglesa

A colocação no mercado de trabalho é uma das questões mais

sensíveis que aflige nossa sociedade. Além do fator

econômico, o assunto envolve as dimensões social e jurídica,

quando os direitos dos trabalhadores são desrespeitados.

Sobre isso, leia o texto a seguir.

Brazil rescues farm workers from slave­like conditions

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

13

14

15

16

17

18

19

The Brazilian authorities say they have rescued 95 farm

workers who were being kept in slave­like conditions in

two south­eastern states, the official Agencia Brasil

reports.

Forty­four workers at a sugar­cane plantation in Rio de

Janeiro state were not registered and had no clean

drinking water or safety equipment.

Another 51 workers were rescued from similar

conditions at a strawberry farm in Minas Gerais state, it

added.

The employees will be compensated.

Brazil’s government launched a plan to eradicate slavery

in 2002.

In May, João Pedro Stedile, a top official at the Movement

of Landless Workers (MST), said 5,266 workers living in

near­slave conditions had been rescued in 2008.

But he warned that there were likely to be four to five

times more.

Disponível em: . Acesso em: 13 set. 2010.

Questão Nº 11

Observe as formas verbais destacadas, em negrito, no texto

“Brazil rescues farm workers from slave­like conditions”.

A classificação correta dos tempos verbais das formas

destacadas, de acordo com sua ordem de aparição no texto,

é:

A) present perfect, past progressive, simple future, simple

past, past perfect.

B) passive present perfect, passive past progressive, passive

simple future, simple past, passive past perfect.

C) present perfect, past progressive, passive simple future,

simple present, past perfect.

D) present perfect, passive past progressive, passive simple

future, simple past, passive past perfect.

E) present perfect, passive past progressive, progressive

future, passive simple past, passive past perfect.

9


10

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 12

As palavras a seguir, presentes no texto, foram formadas a

partir do acréscimo de um afixo à sua raiz, conforme

demonstrado em negrito:

1) south­eastern (linha 3)

2) safety (linha 7)

3) equipment (linha 7)

4) slavery (linha 13)

5) landless (linha 16)

Sendo assim, assinale a alternativa que contém a sequência

correta da classe à qual pertence cada palavra formada, de

acordo com o seu uso no texto:

A) adjetivo, adjetivo, substantivo, substantivo, verbo

B) adjetivo, adjetivo, substantivo, substantivo, adjetivo

C) substantivo, adjetivo, substantivo, substantivo, verbo

D) adjetivo, adjetivo, substantivo, adjetivo, verbo

E) substantivo, adjetivo, substantivo, advérbio, adjetivo

Questão Nº 13

A partir da leitura do texto “Brazil rescues farm workers from

slave­like conditions”, pode­se inferir que:

A) o governo brasileiro estima que a quantidade de

trabalhadores em condições de escravidão é maior do

que se pensava.

B) os trabalhadores resgatados da condição de trabalho em

regime de semiescravidão receberão um considerável

reajuste salarial.

C) João Pedro Stedile alertou para o fato de que o número de

trabalhadores vivendo em condições próximas à

escravidão poderá ser de quatro a cinco vezes o número

de trabalhadores resgatados nessa condição em 2008.

D) os trabalhadores resgatados da fazenda de morangos no

estado de Minas Gerais não estavam expostos a

condições tão adversas quanto aquelas enfrentadas

pelos trabalhadores resgatados da plantação de cana de

açúcar no estado do Rio de Janeiro.

E) o governo brasileiro lançou um plano de erradicação do

trabalho escravo, em 2002, que restringiu essa prática

aos estados brasileiros da região sudeste.

Questão Nº 14

Há 60 anos, eram lançados os quadrinhos de Charlie Brown e

sua turma. Ao longo dessas décadas, muitos leitores tornaram­

se fiéis às aventuras desses personagens, como a que você

pode ler, a seguir.

Disponível em: . Acesso

em: 13 set. 2010.

Após a leitura da tirinha, assinale a alternativa correta:

A) No primeiro quadrinho, a sentença “School starts Monday”

refere­se a uma ação com conotação de tempo futuro.

B) No primeiro quadrinho, a sentença “School starts Monday”

refere­se a uma ação com conotação de tempo presente.

C) No segundo quadrinho, a expressão “Not for me!” refere­

se à recusa da personagem em ir para a escola.

D) No segundo quadrinho, a expressão “Not for me!” refere­

se ao fato de que a personagem não gosta de escola.

E) No terceiro quadrinho, Charlie Brown pergunta à irmã por

que ela não gosta de ir à escola.

Área de Ciências da

Natureza e Matemática

Questão Nº 15

Uma partícula de massa 0,5g e carga elétrica com módulo de

2 .10 ­3 C permanece suspensa em equilíbrio numa região de

campo elétrico uniforme, conforme indicado na figura a seguir.

Considerando a aceleração da gravidade igual a 10m/s 2 ,

assinale o que pode ser afirmado sobre o sinal da carga q e a

intensidade do campo elétrico local, respectivamente:

A) Positiva; 5,0 kN/C.

B) Negativa; 2,0KN/C.

C) Negativa; 2,5KN/C.

D) Positiva; 2,0 KN/C.

E) Negativa; 0,5kN/C.

Questão Nº 16

O ímã é aproximado ao núcleo de ferro numa trajetória que

segue a linha tracejada, mantendo­se sempre o polo norte à

esquerda. Durante essa operação, verifica­se que o ponteiro

do galvanômetro G se desloca para a direita.

Assinale a alternativa que completa as afirmações que

seguem:

1. Enquanto o ímã é mantido em repouso sobre o núcleo, o

ponteiro do galvanômetro ______________.

2. Quando o ímã é retirado, de volta à sua posição original, o

ponteiro do galvanômetro ____________.


PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

A) Desloca­se para a direita; desloca­se para a esquerda.

B) Permanece em repouso; desloca­se para a direita.

C) Desloca­se para a esquerda; desloca­se para a direita.

D) Desloca­se para a direita; permanece em repouso.

E) Permanece em repouso; desloca­se para a esquerda.

Questão Nº 17

Seja uma esfera metálica, eletricamente carregada com carga

de sinal positivo e módulo 8,0 µ C . Essa esfera é conectada

à terra através de um fio, tornando­se eletricamente neutra.

Suponha que, após conectar­se o fio na esfera e ligá­lo à terra,

o tempo gasto até que a esfera se neutralize seja de,

aproximadamente, 2,0 segundos. Julgue as afirmativas a

seguir, verdadeiras (V) ou falsas (F):

( ) No processo de descarga da esfera, as cargas

positivas da esfera se transferem para a terra.

( ) Quando a esfera se encontrava carregada, o número

de cargas positivas em excesso que existia nela era

de 5,0.10 13 .

( ) O valor da corrente elétrica que percorre o fio, durante

a descarga da esfera, tem valor igual a 0,004 mA.

( ) Enquanto a esfera estava carregada, o valor do

potencial elétrico no interior da esfera era maior que

o potencial elétrico na superfície.

( ) O valor do campo elétrico no interior da esfera,

enquanto ela se encontrava carregada, era nulo.

A alternativa que contém a sequência correta de julgamento

das afirmativas é:

A) F, V, F, V, F

B) V, F, F, V, V

C) F, F, V, F, F

D) F, V, F, F, V

E) F, V, V, F, V

Questão Nº 18

Dois resistores idênticos, com resistência elétrica igual a

20Ω

cada um, são ligados em paralelo e a associação é

submetida a uma diferença de potencial de 30 V, dissipando

uma potência elétrica P. Se esses mesmos resistores forem

agora ligados em série, para que dissipem a mesma potência

P, o valor da corrente elétrica que percorre os resistores é de:

A) 3,50 A

B) 1,50 A

C) 1,80 A

D) 3,20 A

E) 1,75 A

Questão Nº 19

Os nitritos são substâncias químicas usadas como

conservantes em alimentos enlatados e em embutidos

(presuntos, salsichas, salames, linguiças) e frios de um modo

geral. Servem para manter a cor dos alimentos e protegem

contra a contaminação bacteriana, evitando a deterioração e

as alterações no sabor, ou, em alguns casos, na sua aparência.

“O problema é que essas substâncias, no organismo, podem

converter­se em perigosos agentes cancerígenos, as

nitrosaminas...”.

a)

b)

O

O

N

N

CH2CH2CH2CH3

CH2CH2CH2CH3

dibutilnitrosamina

N

N

CH 3

CH2CHCH3

CH2CHCH3

CH 3

di­isobutilnitrosamina

11

(Revista Veja, set. de 2008)

A seguir, estão representadas as estruturas químicas de

duas nitrosaminas:

Analisando­se as estruturas químicas das duas nitrosaminas

anteriores, pode­se afirmar que é um caso de isomeria:

A) geométrica.

B) de função.

C) de posição.

D) de cadeia.

E) óptica.

Questão Nº 20

O acidente da Ferrovia Centro­Atlântica (FCA), ocorrido em junho

de 2003, derramou uma quantidade muito grande de

substâncias químicas no córrego Alegria, afluente do rio

Uberaba. Dentre as substâncias, metanol, isobutanol e octanol­

1, além de brometo de potássio, foram lançados na água devido

ao acidente. Analisando­se as substâncias químicas citadas

no acidente, a que apresenta menor miscibilidade na água e,

portanto, apresenta maior impacto ambiental visual é:

A) Octanol­1

B) Metanol

C) Brometo de potássio

D) Isobutanol

E) Etanol


12

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 21

As substâncias orgânicas podem sofrer processo de oxidação ou redução, dependendo do meio em que se encontram. A seguir,

está representada a conversão do etanol (álcool) em ácido etanoico (ácido carboxílico), um processo oxidativo que ocorre

naturalmente em presença do oxigênio do ar.

CH 3 CH 2 OH

Etanol

(Álcool)

CH 3

O

C

H

Etanal

(Aldeído)

CH 3

C

O

OH

Ácido Etanóico

(Ácido carboxílico)

Os números de oxidação (Nox) do carbono da função orgânica (marcado em negrito) para cada composto nesse processo de

oxidação, respectivamente, do etanol (álcool) a etanal (aldeído) e a ácido etanóico (ácido carboxílico), são:

A) ­1, +1 e ­3

B) ­1, +1 e +3

C) ­1, +1 e +4

D) +1,+2 e +3

E) ­1, +2 e +4

Questão Nº 22

Muitos compostos orgânicos possuem aplicação no campo farmacêutico. O princípio ativo de vários medicamentos são substâncias

orgânicas. O ácido salicílico (AS) e o ácido acetilsalicílico (AAS), estruturas químicas a seguir, são substâncias com atividades

analgésicas (combatem a dor).

OH O

Ácido Salicílico

(AS)

OH

O

CH 3

C

O O

Ácido acetilsalicílico

( AS)

Sobre as estruturas químicas e as propriedades dos compostos, analise as afirmações a seguir:

I) Os dois compostos apresentam propriedades ácidas devido à presença do grupamento carboxila em suas estruturas químicas.

II) A solubilidade dos dois compostos em água é muito pequena. No entanto o ácido acetilsalicílico (AAS) é mais solúvel em

água que o ácido salicílico (AS).

III) As funções orgânicas encontradas no ácido salicílico (AS) são fenol e ácido carboxílico, enquanto no ácido acetilsalicílico (AAS)

estão presentes as funções éster e ácido carboxílico.

IV) A fórmula estrutural do ácido salicílico (AS) é C 7 H 6 O 3 , enquanto a do ácido acetilsalicílico é C 9 H 8 O 4 .

V) Os dois compostos são aromáticos e são formados por átomos de C, H e O.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I, III e IV, apenas

B) I, III, IV e V, apenas

C) II e V, apenas

D) II e IV, apenas

E) I, II, III, IV e V

OH


Questão Nº 23

Observe o gráfico a seguir.

Dado:

d

P, r

ax0 + by0 + c

=

2 2

a + b

De acordo com o gráfico, é correto afirmar:

I) A equação da reta é 18 – 3y – 2x = 0.

II) O ponto de coordenadas (­3, 8) pertence à reta.

III) A distância do ponto P à reta é

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

IV) A reta cuja equação é dada por –x + y ­1 = 0 contém

o ponto P.

20 13

13

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) I e II, apenas

B) III e IV, apenas

C) I, II e III, apenas

D) I, II e IV, apenas

E) I, II, III e IV

13


14

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 24

A Geometria Analítica, um campo da Matemática, permite­nos associar elementos geométricos a elementos algébricos e resolver

problemas dados em um campo, usando ferramentas do outro. Abaixo, são dadas algumas figuras geométricas e, em seguida,

as suas equações.

I)

III)

V)

a)

b)

c)

d)

e)

II)

IV)

A associação correta entre as figuras e as suas equações

está contida em:

A) Ib; IIa; IIIc; IVd; Ve

B) Id; IIb; IIIc; IVa; Ve

C) Ib; IIa; IIIe; IVc; Vd

D) Ia; IId; IIIb; IVe; Vc

E) Id; IIa; IIIe; IVb; Vc


Questão Nº 25

Coloque V para verdadeiro e F para falso:

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

(__) O resto da divisão de um polinômio P em x por x – a é igual ao valor numérico de P para x = a.

P x ≡ 0 ⇔ P α = 0, ∀α ∈ ℜ .

(__) ( ) ( )

(__) Um polinômio P(x) é divisível por x – a se, e somente se, P(a) = 0.

(__) A( x ) = B ( x ) ⇔ A( α ) = B ( α ), ∀α ∈ ℜ .

(__) Se um polinômio P(x) é divisível por x – a e por x – b com a ≠ b , então, P(x) é divisível

por (x – a)(x – b).

A sequência CORRETA é:

A) V, V, F, V, F

B) V, F, V, F, V

C) V, V, V, V, V

D) F, F, V, F, V

E) F, V, F, V, F

Questão Nº 26

Cinco amigos, A, B, C, D e E, irão fazer uma viagem num carro de 5 lugares. Os motoristas são A e B e irão se revezar. C só pode

se sentar em um banco próximo da janela. O número de modos diferentes que esses amigos têm para se sentar, durante essa

viagem, é:

A) 12

B) 36

C) 24

D) 20

E) 40

Questão Nº 27

A fenilcetonúria é um distúrbio causado por um defeito no gene

que codifica uma das enzimas responsáveis pelo metabolismo

do aminoácido fenilalanina. Crianças com esse defeito são

normais ao nascer, mas podem sofrer de retardamento mental

se ingerirem altas doses de fenilalanina na dieta. O gene alelo

que condiciona a fenilcetonúria é recessivo e afeta igualmente

crianças do sexo feminino e masculino.

Considerando as informações acima e os conhecimentos

sobre a fenilcetonúria, analise as frases abaixo relativas à

situação representada no heredograma que mostra indivíduos

normais, representados pelos símbolos vazios, e indivíduos

afetados pela fenilcetonúria, representados pelos símbolos

preenchidos:

I) Os indivíduos 5 e 8 não podem ser homozigotos domi­

nantes.

II) Os indivíduos 1, 2, 3 e 4 são certamente heterozigotos.

III) Os indivíduos 6 e 7 devem ser heterozigotos.

IV) O indivíduo 9 deve ser homozigoto recessivo.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I e II, apenas

B) I e III, apenas

C) II e III, apenas

D) II e IV, apenas

E) III e IV, apenas

15


16

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 28

Observe atentamente as figuras a seguir. Elas representam graficamente as pirâmides ecológicas, ou seja, o fluxo de energia e

matéria entre os níveis tróficos no decorrer das cadeias alimentares.

Analise as afirmações relativas aos conceitos ecológicos e às informações sobre as pirâmides ecológicas, e, a seguir, dê como

resposta a soma dos números das afirmações CORRETAS.

(01) Uma pirâmide de números está representada em I. Ela indica o número total de seres vivos envolvidos em uma cadeia

alimentar. Em muitas cadeias alimentares de predatismo, o número de produtores é maior que o de consumidores primários;

esses, por sua vez, são mais abundantes que os consumidores secundários, e, assim, sucessivamente.

(02) Quando a cadeia alimentar envolve a participação de parasitas, a pirâmide de números fica invertida. Essa representação

pode ser observada na ilustração II.

(04) No caso de uma cadeia alimentar em uma árvore, com insetos e pássaros, a pirâmide de números é invertida e a base é

menor que os outros níveis porque uma única árvore pode ser suficiente para muitos seres vivos. Essa representação está

contida na ilustração III.

(08) A pirâmide de biomassa expressa a relação da massa total dos seres vivos em cada nível trófico. A biomassa de cada nível

trófico é calculada multiplicando­se o número de seres vivos pela média de massa individual. O resultado será similar ao

encontrado na pirâmide de números. A biomassa será decrescente a partir dos produtores, que terão a maior biomassa,

como mostra o esquema IV.

(16) Em uma cadeia alimentar que envolve predatismo, a biomassa é decrescente a partir dos produtores. Esse tipo de pirâmide

(Figura V) ocorre, por exemplo, em uma cadeia alimentar em que os produtores (fitoplâncton) possuem vida muito curta,

multiplicação rápida e, portanto, pequena acumulação de matéria orgânica.

(32) As pirâmides de energia representam a quantidade de energia disponível em cada nível trófico em determinado tempo.

Geralmente é medida em Kcal (quilocaloria).

(64) A figura VI representa uma pirâmide de energia. Pode­se afirmar que a disponibilidade de energia diminui progressivamente

a cada nível trófico. A energia, uma vez utilizada por um organismo em seus processos vitais, não é reaproveitada. Assim, não

retorna aos produtores para ser novamente utilizada, isto é, a energia possui um fluxo unidirecional.

A) 127

B) 96

C) 64

D) 63

E) 31

cobra

30 pássaros

900 insetos

9 mil pés de milho

4

120

1

Peixe

Zooplâncton

Fitoplâncton

Bactérias parasitas

Protozoários parasitas

Insetos

5 Kg

8 kg

10 kg

200 kg

Árvore

Consumidor terciário

Consumidor secundário

Consumidor primário

Produtores


Questão Nº 29

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

A teoria da evolução de Darwin ficou conhecida como

Darwinismo e pode ser resumidamente enunciada:

Durante a transição de gerações, considerável número

de indivíduos falece, antes mesmo de procriarem. Os que

sobrevivem e geram descendentes são aqueles selecionados

e adaptados ao meio devido às relações com os de sua espécie

e também ao ambiente onde vivem. A cada geração, a seleção

natural favorece a permanência das características adaptadas,

constantemente aprimoradas e constantemente melhoradas.

É a evolução das espécies.

A genialidade de Darwin foi perceber que a natureza podia

desempenhar o papel de agente seletor e expressou tudo

isso primorosamente em uma passagem no livro A origem

das espécies:

pode­se dizer que a seleção natural perscruta dia a dia, hora

a hora, no mundo todo, cada variação, por menor que seja,

rejeitando o que é ruim e preservando e adicionando tudo o

que é bom, trabalhando de maneira silenciosa e insensível,

sempre e onde houver oportunidade, no aprimoramento de

cada ser orgânico em relação às suas condições orgânicas e

inorgânicas de vida. Nada vemos dessas lentas mudanças

em progresso até que a mão do tempo tenha marcado o longo

decorrer de eras, e ainda assim tão imperfeita é nossa visão

de eras geológicas muito distantes que vemos apenas que as

formas de vida hoje são diferentes do que eram.

Considerando as informações do texto e os trabalhos de

Charles Robert Darwin, analise as afirmações que se seguem:

I) Segundo Darwin, os órgãos do corpo humano estariam

sujeitos a hipertrofias e atrofias em decorrência do seu

uso excessivo ou do seu desuso.

II) Darwin afirmou que as alterações estruturais dos órgãos,

adquiridas durante a vida por influência do meio, seriam

transmissíveis por hereditariedade.

III) Com relação à seleção natural, a teoria de Darwin ressalta

como variante a seleção sexual. Segundo ele, os

indivíduos dotados de cores mais vivas (borboletas e

aves), de cheiro ativo (percevejos), com aspecto

luminescente (vagalumes), ou então capazes de emitir

sons peculiares (cigarras e grilos) atraem mais

intensamente no aspecto sexual, incentivando uma

reprodução mais abundante.

IV) Segundo o texto, Charles Darwin admitiu que a seleção

natural deveria amparar sempre os “mais aptos”, não

quis dizer necessariamente os mais fortes. Os mais aptos

são aqueles que conseguem, de alguma forma, vencer

mais facilmente os problemas de sobrevivência e

reprodução.

V) O texto descreve o fixismo ou crença na Criação Especial.

Ele continua a existir na mente de muitas pessoas que

se obstinam em não aceitar as conclusões da ciência,

temerosas de que possam assim ferir seus princípios

religiosos.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I, II, III, IV e V

B) II, III e IV, apenas

C) I, II e V, apenas

D) III e IV, apenas

E) I e V, apenas

DARWIN, Charles. A origem das espécies e a seleção

natural. Tradução Caroline Ramos Furukawa 2. ed. São

Paulo: Madras, 2009, p. 81.

Questão Nº 30

“O daltonismo, que acomete tanto homens como mulheres,

caracteriza­se pela incapacidade de distinguir determinadas

cores, sendo que existem três tipos de daltonismo, e o tipo

mais comum é aquele em que a pessoa não distingue o verde

do vermelho, que é condicionado por um alelo recessivo de

um gene localizado no cromossomo X.”

(Amabis e Martho, Biologia Moderna, São Paulo: Moderna,2001)

Considerando o trecho acima, analise as frases abaixo:

I) Um homem portador do alelo mutante apresenta

daltonismo.

II) Um homem daltônico não transmite o alelo mutante para

os filhos homens.

III) Uma mulher portadora do gene do daltonismo pode

transmiti­lo apenas para os filhos homens.

IV) Um homem não poderá ser daltônico mesmo se a sua

mãe for portadora do gene do daltonismo.

Assinale a alternativa que contém apenas frases CORRETAS:

A) I e II, apenas

B) I e III, apenas

C) II e III, apenas

D) II e IV, apenas

E) III e IV, apenas

Área de Ciências Humanas

Questão Nº 31

A França mudara e as instituições já não davam conta de

representar a sociedade – foi o que se descobriu em maio de

1968, quando o país entrou em ebulição a partir da mobilização

estudantil. Os estudantes tinham tradição de luta. (...) O

movimento de maio inaugurava novo estilo de ação e

manifestação, fora de partidos ou sindicatos, recusando

qualquer tipo de tutela política. (...) A França parou de trabalhar:

metade do país sonhava com transformações, a outra metade

as temia, resguardando­se, intimidada, para dar o troco na

primeira oportunidade.

RIDENTI, Marcelo. 1968: rebeliões e utopias. In: REIS FILHO, Daniel

(org). O século XX. O tempo das dúvidas.

O movimento estudantil de maio de 1968, na França,

representou:

A) descontentamento com as ideias, os valores, a política

conservadores da sociedade, colaborando para o desen­

volvimento de novos princípios como a defesa da igualda­

de entre os sexos e o direito das minorias.

B) expansão do ensino universitário, com a ampliação do

número de vagas e subsídio para ingresso no mercado

de trabalho.

C) anseio por mudanças no modelo soviético,

excessivamente burocrático, impedindo a transição de

uma sociedade capitalista para uma sociedade socialista,

onde as diferenças sociais desapareceriam.

D) oposição à política imigrantista, com receio de que os

imigrantes ocupassem as vagas de trabalho dos jovens

nacionais.

E) apoio intelectual à política externa de reconstrução e

reestruturação das antigas áreas coloniais recém­libertas,

como forma de reconhecimento do período de opressão

exercido pela metrópole.

17


18

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 32

Leia o texto com atenção para responder a questão proposta:

O início do século XXI revela um domínio curioso de regimes

governamentais chamados de esquerda nos principais países

do continente americano como: Brasil, Venezuela, Argentina,

Colômbia e Chile. Esta preferência está ligada, muitas vezes,

a um forte desgaste nos partidos políticos tradicionais, ditos

de direita. As “páginas da História” revelam que o período pós­

ditadura representou aos latino­americanos forte expectativa

pela democracia e reivindicação de novos espaços, liberdades

e direitos. A política de “esquerda”, ou dita esquerda, nunca

tomou tanto espaço no cenário político dos países latino­

americanos. Isto não quer dizer que seja o caminho certo, ou

o caminho da reação da democracia.

Adaptado de Cristiano Catarin. A vez da esquerda na América Latina.

In: www.historianet.com.br. Acesso em 05 de set. de 2010.

Os governos ditos de esquerda, que têm marcado alguns

países da América Latina, alcançaram vitória política por

inúmeros motivos, dentre os quais, pode­se assinalar:

A) O reconhecimento da herança ibérica (portuguesa e

espanhola) como elemento identitário para a criação de

instituições permanentes e autorreguladas.

B) O apoio à privatização do setor energético como garantia

de maior produtividade e competitividade no mercado

externo.

C) O aumento da produção agrícola, graças à reforma agrária

e ao investimento nas pequenas e médias propriedades.

D) O fortalecimento dos movimentos sociais e desgaste da

política neoliberal, que aprofundou as desigualdades

sociais e a crise econômica.

E) A melhoria no acesso à renda e ao emprego, com a

terceirização dos postos de trabalho e treinamento

profissional.

Questão Nº 33

Leia o fragmento da carta convocatória para comício da Central

do Brasil, realizado em 13 de março de 1964:

As entidades sindicais e organizações que subscrevem esta

convocação, na qualidade de autênticas e legítimas

representantes de todas as categorias profissionais de

trabalhadores da cidade e do campo, dos servidores públicos

civis e militares, dos estudantes e das demais camadas e

setores populares, juntamente com a Frente Parlamentar

Nacionalista, convocam os trabalhadores e o povo em geral

para participarem da concentração popular que será realizada

no próximo dia 13 de março (sexta­feira), com início às 17:30

horas, na praça da República (ao lado da Central do Brasil) e

para a qual está convidado, e comparecerá, o senhor presidente

da República”

COSTA, Sérgio. O CGT e as lutas sindicais brasileiras. (1960­64).

São Paulo: Grêmio Politécnico, 1981.

O comício da Central do Brasil reuniu cerca de 150 mil pessoas

e se tornou um evento emblemático. Das afirmações abaixo,

assinale V para aquelas que estiverem corretas e F para

aquelas que forem falsas.

( ) O comício demonstrou o apoio dos trabalhadores às

reformas de base de João Goulart e reformulação eleitoral

com ampliação do direito ao voto.

( ) A reação dos setores conservadores, como o

empresariado e a Igreja, foi manifesta na Marcha da

Família com Deus e pela Liberdade.

( ) A realização do comício conferiu visibilidade à capacidade

de mobilização e reivindicação dos trabalhadores.

( ) Os manifestantes reunidos apoiavam a expulsão das

empresas multinacionais, a anistia aos presos políticos

e uma política de controle dos salários.

( ) Os setores opositores, temendo os desdobramentos

políticos da mobilização popular, apoiaram a deposição

do presidente da República.

A seqência CORRETA é:

A) V, V, F, F, V

B) F, V, V, V, F

C) V, V, V, F, V

D) F, F, V, V, F

E) V, F, F, V, V

Questão Nº 34

Cerca de 200 mil muçulmanos rezaram na Esplanada das

Mesquitas, em Jerusalém, na última sexta­feira do Ramadã.

Folha de São Paulo, 04 de set. de 2010 – C6

A imagem mostra uma cena que nos permite avaliar o

significado e importância da fé dos muçulmanos no mês do

Ramadã. Baseando­se nos conhecimentos sobre a cultura

árabe, e em notícias quase diárias ventiladas pela mídia

impressa e visual, pode­se afirmar que a imagem:

I) Está associada a um legado cultural islâmico secular,

escrito no livro sagrado dos muçulmanos – o Alcorão.

II) Está ligada ao mês sagrado dedicado ao jejum,

implantado por Maomé, com objetivo de reforçar e revitalizar

a obediência aos ensinamentos legados pelo Alcorão.

III) Está reforçada em âmbito internacional e é bastante

significativa, principalmente num momento em que a mídia

divulgou que um pastor evangélico da Flórida pretendia

queimar o Alcorão no 9º aniversário do “11 de Setembro” .

IV) Esta imagem apresenta a inexistência de lugares

fechados para a prática da religião islâmica, que não

possui santuários fechados onde os fiéis se reúnem em

horários diferentes para louvar seu verdadeiro deus ALÁ.

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) III e IV, apenas

B) I, II, III, apenas

C) II e IV, apenas

D) I,II, III e IV

E) IV, apenas


Questão Nº 35

Café com Leite

Na República Velha, o coronel

é senhor de todo o sertão

manda e desmanda, faz o que quer

tem poder na terra e no céu

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Na República Velha de seo coronel

tem tempo que é de mineiro

tem tempo que é de paulista

só mistura leite e café, pois é

Na República Velha, o coronel

governador de gado e gente

pensa ser o dono do mundo

quer ser mais, quer ser nosso Deus

Na República do seo coronel

tem o tempo que é o do café, pois é

outra hora é a hora do leite

outra vez teremos café.

(Milton Nascimento e Fernando Brant)

A proclamação da República não provocou mudança

significativa na sociedade brasileira. O povo assistiu,

“bestializado”, à eclosão do movimento e foi mantido à margem

do processo. As oligarquias agrárias tomaram conta do poder.

O período conhecido como República Velha (1889­1930) foi

marcado expressivamente por determinadas características

que são explícitas na letra da música acima.

Com base nos conhecimentos históricos e no significado da

música, pode­se detectar algumas dessas características,

como:

I) o surgimento de uma política conhecida como “ Café com

leite”, que determinava o quase monopólio do poder pelos

dois estados economicamente mais fortes: São Paulo e

Minas Gerais.

II) a vitória da burguesia industrial, que apoiou os

movimentos tenentistas na luta contra os interesses

oligárquicos.

III) o aparecimento dos movimentos de lutas e resistências

sertanejas, conhecidos como movimentos messiânicos

e religiosas, e o banditismo social.

IV) a preponderância do coronel que mandava, tinha a

proteção das autoridades, e era a própria autoridade

V) a imposição da vontade do coronel que, com seus

capangas, controlovam os votos de seus subordinados,

“instituindo” o voto de cabresto.

As alternativas CORRETAS estão contidas em:

A) I, IV e V, apenas

B) I, II e III, apenas

C) I, III, IV e V, apenas

D) III, IV e V, apenas

E) II, IV e V, apenas

Questão Nº 36

QUEIMADAS – um problema ecológico e social.

Entre os meses de maio e dezembro, são comuns as notícias

de queimadas no interior do Brasil. Feitas tanto por pequenos

agricultores como por grileiros, esse método de “limpeza” da

área de plantio é uma técnica considerada arcaica e prejudicial

tanto para o ecossistema quanto para a própria produção

agrícola. Mas se é prejudicial, por que elas acabam

acontecendo?

Considere as afirmações seguintes:

I) O pequeno agricultor faz uso da queimada para acabar

com pragas e doenças e preparar o solo para pastagem

ou plantio. Já os invasores de terra e grileiros usam o

artifício da queimada para se apossar ilegalmente da terra,

acabando com a mata nativa e colocando gado ou mudas

na área. Além disso, nos canaviais, a queimada é feita

para facilitar a colheita.

II) Incêndios e queimadas apresentam antecedentes

técnicos distintos, uma vez que os primeiros são

acidentais e motivados por fatores de ordem natural,

muitas vezes descontrolados. No segundo caso, ocorre

intervenção direta da ação humana.

III) Após a queimada, o produtor tem um ou dois anos de boa

produtividade, já que o processo acaba concentrando

alguns nutrientes importantes para a plantação, como o

fósforo. Mas nos anos seguintes fica constatada uma

perda excessiva dos nutrientes. Uma pesquisa da

Embrapa Amazônia Oriental mostra que, em sete anos,

são perdidos 96% de nitrogênio, 76% de enxofre, 47% de

fósforo, 48% de potássio, 35% de cálcio e 40% de

magnésio em uma capoeira.

IV) O Instituto de Pesquisas Especiais (INPE) é o responsável

pelo monitoramento das queimadas no Brasil. No sítio

eletrônico do Instituto é possível monitorar o andamento

das queimadas no país. São mais de 100 imagens feitas

por dia por cerca de 10 satélites diferentes. Eles

conseguem identificar frentes de fogo com, no mínimo,

30 metros de extensão por 1 metro de largura, em alguns

satélites.

Estão CORRETAS as afirmações contidas em:

A) I, III e IV, apenas

B) II e III, apenas

C) I e II, apenas

D) I, II e III, apenas

E) I, II, III e IV

19


20

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Questão Nº 37

China rebate crítica dos EUA sobre regime cambial

Agência Internacional de Notícias Reuters

Por Kevin Yao e Aileen Wang

PEQUIM, 21 de setembro (Reuters) ­ O Ministério do Exterior

chinês pediu nesta terça­feira (21) que os Estados Unidos parem

de apontar o dedo para Pequim e exigir uma valorização maior

do yuan, dizendo que Washington deveria se concentrar em

estimular a economia nacional.

O comunicado do ministério veio após o presidente Barack

Obama reforçar a retórica norte­americana sobre o yuan antes

das eleições parlamentares em novembro. A moeda chinesa

ampliou os ganhos pelo nono dia seguido — a mais longa

série de altas desde a mudança cambial, em julho de 2005.

“Recentemente, há algumas vozes discordantes nos Estados

Unidos criticando a taxa de câmbio do yuan e dizendo que

eles (os EUA) adotariam todos os meios possíveis para

pressionar pela apreciação do yuan. Isso é insensato e míope”,

disse o ministério chinês em seu site.

“O desequilíbrio comercial entre a China e os EUA não é

decidido pela taxa de câmbio, mas pela globalização. A

apreciação do yuan não consegue resolver o déficit comercial

dos EUA, sobre o que os americanos também chegaram a um

consenso.”

Na segunda­feira (20), o presidente Barack Obama entrou em

cena, dizendo que Pequim não fez o suficiente para aumentar

o valor de sua moeda.

Atualmente, no cenário interno da economia brasileira, a

sociedade assiste a declarações de diversos setores do país,

público e/ou privado, sobre os perigos da contínua valorização

do real frente ao dólar, implicando até uma possível intervenção

do Banco Central na política cambial do Brasil.

Assim, analisando o texto e, considerando a realidade nacional

brasileira, é CORRETO afirmar:

A) No caso chinês, a valorização do yuan é reflexo direto das

boas relações comerciais da China com todo o mundo,

especialmente com os Estados Unidos.

B) A contínua valorização do real é uma forte ameaça às

importações realizadas pelo Brasil.

C) A insatisfação do governo norte­americano se deve ao

fato de que existe um déficit contínuo nas relações

comerciais EUA­China, daí a fala de Barak Obama no

sentido de esperar mais esforço do governo chinês para

valorizar o yuan.

D) Para estimular as exportações brasileiras, o único

mecanismo disponível para uso pelo Banco Central é a

desvalorização forçada do real, fato que pode

comprometer as metas de crescimento do país em curto

prazo.

E) O regime cambial de um país funciona segundo normas

impostas pela OMC, mas, no caso da China, tal regra não

se aplica.

Questão Nº 38

Após a leitura da reportagem, analise as afirmativas:

COLÔMBIA PLANTOU GPS EM CHEFE DAS FARC

Mono Jojoy, líder militar e número dois da guerrilha, morto

por Bogotá, usava calçado especial devido a doença.

Guerrilheiro, que sofria de diabetes, teve o seu corpo

identificado por relógio e remédios em uniforme camuflado.

Botas equipadas secretamente com GPS permitiram

o rastreamento do líder militar das FARC (Forças Armadas

Revolucionárias da Colômbia) Jorge Briceño, o Mono Jojoy.

Um relógio de luxo e medicamentos para diabetes identificaram

o seu corpo.

Jojoy, 57, número dois das FARC, teve a sua morte

anunciada anteontem (23/09) pela Colômbia. A baixa foi

considerada por Bogotá o maior golpe na história da

narcoguerrilha.

A doença de que padecia o guerrilheiro foi utilizada

para seu rastreamento. Segundo a rádio local RCN, o serviço

de inteligência colombiano interceptou pedido de Jojoy por

tipo especial de botas para ferimentos que ele tinha nos pés –

devido ao diabetes.

A informação permitiu a agentes que interceptassem

o produto e plantassem um dispositivo GPS – localizador por

satélite – que emitiu sinal indicando sua movimentação na

região serrana de La Macarena (a cerca de 280Km ao sul de

Bogotá).

As FARC, que desde 2008 já perderam três membros

da sua alta cúpula, disseram ontem, por meio de um site, que

ainda esperam uma “chance para as negociações de paz”..

(fragmentos)

Jornal Folha de São Paulo – 25 de set. de 2010 – Caderno Mundo

p.A15

I) O narcotráfico é um grave fator desestabilizador da estru­

tura econômica e social dos países latino­americanos, o

que leva a uma forte intervenção dos governos dos paí­

ses do sudeste asiático, no continente, visando à prote­

ção dos imigrantes que chegam com muita intensidade,

principalmente à Colômbia.

II) As áreas de maior produção de coca, a base para a

cocaína, estão na Colômbia, no Peru, no Uruguai, na

Guiana Francesa e principalmente na Argentina. Além

disso, essas mesmas áreas fornecem maconha tanto

para o consumo interno como para o tráfico mundial.

III) A economia do narcotráfico envolve desde os grandes

cartéis, como os colombianos de Cali e Medellín, até os

microtraficantes, que agem diretamente com o consumidor

local.

IV) A guerrilha e o narcotráfico têm sido, nos últimos anos,

dois dos maiores problemas enfrentados pelo povo

colombiano, que vive sobressaltado com a situação de

insegurança que o país atravessa. Esta situação está

sendo contornada por meio do Plano Colômbia, que

recebe investimentos estadunidenses para combater as

guerrilhas e o narcotráfico.

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) I e II, apenas

B) I e IV, apenas

C) II e III, apenas

D) I, II e III, apenas

E) III e IV, apenas


Questão Nº 39

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Após a leitura da reportagem e análise dos mapas, considere as afirmativas a seguir:

Jornal Folha de São Paulo, caderno MUNDO, p.14, 04 de set. de 2010

21


22

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

I) Os judeus são descendentes dos hebreus, antigos habi­

tantes da Palestina, que haviam sido expulsos pelos ro­

manos no início da Era Cristã. Dispersos pelo mundo

num movimento conhecido como Diáspora, os hebreus

passaram a ser chamados de judeus. Hoje preferem a

designação de israelenses.

II) Os árabes ocuparam a região durante sua expansão entre

os séculos VII e XV e aí permaneceram sob o Império

Otomano e, depois, sob o protetorado britânico. São

também chamados de palestinos.

III) A região foi dividida entre árabes e judeus, na chamada

Partilha da Palestina. Em 1948, foi criado o Estado judeu,

o Estado de Israel, com a aprovação incondicional dos

países do Oriente Médio, uma vez que as terras

agricultáveis ficaram em território árabe.

IV) Em 1948, teve início uma série de conflitos que parecem

não ter mais fim. Jordânia, Síria e Egito, países árabes da

região, também se colocam contra Israel, que se

consolidou como aliado dos Estados Unidos no Oriente

Médio.

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) I, e II, apenas

B) I e III, apenas

C) I, II e IV, apenas

D) II, III e IV, apenas

E) III e IV, apenas

Questão Nº 40

Leia o texto.

(FRAGILIZADO, ETA ANUNCIA CESSAR­FOGO)

Grupo promete adotar “ via democrática” para o bter

independência da região na fronteira franco­espanhola.

O grupo terrorista basco ETA anunciou um cessar­

fogo, recebido com desconfiança pela Espanha. Em um vídeo,

divulgado ontem (05/09) pela rede britânica BBC, aparecem

três homens encapuzados dizendo que a decisão de não

levar adiante as ações armadas já estava tomada havia vários

meses.

No vídeo os homens “prometem pôr em prática um

processo democrático” que leve à independência do País

Basco, região que reúne partes da Espanha e França. Mas em

nenhum momento fica claro se será um cessar­fogo

permanente. Fundado há 51anos, o grupo já foi autor de mais

de 800 assassinatos.

Reações

É o 11º anúncio de cessar­fogo do grupo terrorista,

mas há motivos para crer que esse pode durar mais tempo. O

grupo está bastante debilitado, com seus principais líderes

presos e a capacidade de organizar ataques, reduzida. Há

pressão cada vez maior entre os bascos para que adote a via

política. Apesar disso, os partidos políticos espanhóis

receberam o novo anúncio com desconfiança. E pedem que o

grupo abandone as armas.

(Fonte: Folha de São Paulo, caderno MUNDO p. 8 ­ 06 de set. de

2010 – fragmentos.)

No continente Europeu, no decorrer de sua história, foram

registrados muitos movimentos separatistas violentos, nas

regiões das cadeias de montanhas terciárias do Cáucaso e

dos Bálcãs, na Irlanda do Norte e na Espanha.

Sobre esse assunto, considere as afirmativas:

I) Pátria Basca e Liberdade (ETA) é o nome de uma das

mais violentas associações separatistas do mundo,

fundada em 1959, por jovens do antigo Partido Nacionalista

Basco, inspirado na Revolução Cubana.

II) Os problemas enfrentados na Irlanda são consequência

de uma longa história de conflitos entre católicos (ingleses)

e protestantes (irlandeses) nas ilhas britânicas.

III) A antiga Iugoslávia passou a fazer parte do mapa da

Europa em 1920, composta de diversas etnias que

conviviam pacificamente, em decorrência do carisma do

Marechal Tito.

IV) A península Balcânica, localizada no sul do continente

Europeu, possui uma população que apresenta grande

diversidade étnica e religiosa, com predomínio de

protestantes.

Estão CORRETAS as afirmativas contidas em:

A) I e II, apenas

B) II e IV, apenas

C) III e IV, apenas

D) I e III, apenas

E) II e III, apenas


PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

Caderno de Prova

23


24

PIAS ­ Programa de Ingresso por Avaliação Seriada ­ Etapa ­ 23 outubro de 2010

More magazines by this user
Similar magazines