MEtal lEvE: cofap riNgs a Nova Marca dos aNéis - Mahle.com

gcY3FAu69S

MEtal lEvE: cofap riNgs a Nova Marca dos aNéis - Mahle.com

Í N D I C E

Nesta edição do MahlE Aftermarket news estamos

falando novamente em turbo, um tema muito em voga, ao

qual dedicamos diversas páginas. Participamos de alguns

testes de motores MAHLE, nos quais turbocompressores

tiveram que passar por provas exigentes e ultramodernas.

Esclarecemos porque o turbocompressor é também um

turbogerador de vendas (e revelamos o que torna os

turbocompressores MAHLE especialmente diferenciados

em relação aos outros). Trazemos também algumas dicas

de nossos especialistas para uma troca rápida e segura

dos componentes, além de outros destaques, como a

MEtal lEvE:

2 EDITORIAL

Edvaldo R. S. de Souza,

Gerente Nacional de Vendas

3 MAHLE MUNDO

Turbocompressor

4 MAHLE MUNDO

Turbo na bancada de testes

5 MAHLE MUNDO

Feira Automechanika 2010

6 MAHLE MUNDO

O que é importante ao

substituir o turbocompressor

8 MAHLE MUNDO

Filtro do ar para cabine

10 MAHLE BRASIL

Metal Leve: a nova marca dos

anéis Cofap Rings

n e w s

A F T E R M A R K E T

J O R N A L P A R A O S D I S T R I B U I D O R E S , L O J I S T A S , A P L I -

C A D O R E S E R E P A R A D O R E S D O S E T O R D E A U T O P E Ç A S

esclarecedora matéria sobre filtros mais permeáveis. Em

setembro, a Feira Automechanika abriu novamente suas

portas para discutir todos esses assuntos. Nesta edição,

também estão imperdíveis as notícias sobre o aftermarket

no Brasil: o Seminário da Reposição Automotiva, realizado

em São Paulo, lançamentos de produtos e respectivas

aplicações, campanhas de vendas, visitas, palestras e um

assunto para o qual chamamos novamente sua atenção:

a migração para a marca Metal Leve dos anéis da marca

Cofap Rings, que se dará a partir de janeiro de 2011.

Tenham uma boa leitura!

o portfólio dE prodUtos da Marca Está sENdo aMpliado, iNclUiNdo

taMbéM os aNéis dE pistão MEtal lEvE, EM sUbstitUição À Marca cofap riNgs

Mais informações nas páginas 10 e 11.

11 MAHLE BRASIL

Encontro de associações

12 PRODUTOS

Lançamentos de produtos

14 EVENTOS

Ações do aftermarket

16 EVENTOS

Ações do aftermarket

18 EVENTOS

Seminário da reposição

automotiva

19 MERCADO

Manutenção preventiva

2/2010

a Nova Marca dos aNéis

cofap riNgs

20 MERCADO

Ponha seu turbocompressor

na prateleira

www.mahle.com.br


Editorial

Edvaldo R. S. de Souza,

Gerente Nacional de Vendas

A F T E R M A R K E T

n e w s

2

P r e z a d o s l e i t o r e s

A MAHLE está sempre atenta às tendências mundiais no setor

automotivo. Atualmente, a mudança tecnológica nos sistemas

de propulsão de veículos de passageiros, causada pelo

comportamento do consumidor e pelos requisitos legais para

o registro de novos veículos, está em pleno vigor e começa a

atingir o aftermarket.

Por exemplo, estabeleceu-se uma redução de CO 2 para

carros para 120 g/km até 2012 e licenciamentos até 2015 na

União Europeia. A eficiência dos motores de carros deverá

ser aumentada em 33% nos Estados Unidos. Fabricantes de

veículos no Japão também estão enfrentando requisitos mais

pesados, com limite de 138 g/km de 2015 em diante.

Isso levará a mudanças significativas na tecnologia de motores.

Por um lado, a tecnologia de injeção direta e o downsizing

de motores continuarão e, por outro lado, haverá um uso

irrestrito de turbocompressores para melhorar o desempenho

e eficiência de motores a combustão. Ao mesmo tempo, várias

tecnologias irão se tornar mais populares em periféricos de

motores.

Para oficinas e revendas, um desafio: novos componentes e

pessoal devidamente treinado. No mínimo, os consumidores

finais têm que receber um diagnóstico e conselhos qualificados.

MUdaNças Na tEcNologia dE MotorEs

têM gErado Novos dEsafios.

E para essa qualificação também procuramos auxiliar sempre

que possível. Nesta edição, por exemplo, nas páginas 6 e 7,

dicas valiosas para capacitação, como o que é importante na

hora de substituir um turbocompressor. Também falamos sobre

nossas bancadas de testes, nas quais os turbocompressores

são testados em vários tipos de motores de combustão.

Nas páginas 8 e 9, você tem informações sobre filtro de cabine.

E também temos uma matéria que trata o turbocompressor

como um fator considerável de vendas, já que estamos falando

de uma tendência mundial.

Estivemos presentes, entre 14 e 19 de setembro, na maior

feira internacional da indústria automotiva, a Automechanika

2010, em Frankfurt, onde nossa linha de componentes de

motores e filtros despertou muito o interesse dos engenheiros

presentes.

A feira é um importante marco para o futuro da indústria

de peças de reposição. Os altos e baixos dos últimos dois

anos requerem um aliado forte – como a MAHLE, parceira

confiável hoje e no futuro, em termos de tecnologia, variedade,

distribuição e informação.

No Brasil, chamamos mais uma vez sua atenção para a

nossa marca Cofap Rings que, a partir de janeiro de 2011,

terá sua linha de anéis substituída pela marca Metal Leve

– cuja tradição há muito é igualmente reconhecida pelo

mercado automotivo.

Essa marca representa nossa história, experiência e

credibilidade junto a nossos clientes do Brasil e de vários

outros países. Veja detalhes nas páginas 10 e 11 desta

edição.

Além disso, apresentamos as ações desenvolvidas localmente

pelo aftermarket, como palestras, visitas à fábrica, cursos

de motores, aniversários, campanhas de vendas, Dia do

Telemarketing, fórmula truck, café da manhã e muito mais.

Confira.

Boa leitura e até a próxima edição!

Edvaldo R. S. de Souza


a compressão do gás de escape – e, portanto, um turbocompressor – é normalmente o meio de escolha se potência e torque são

necessários de forma rápida durante o projeto de motores. Enquanto isso, não apenas quase todos os motores a diesel que saem das

linhas de produção na Europa, américa do Norte e Japão são equipados com turbocompressores, mas também um número crescente

de motores modernos a gasolina com downsizing precisa de um turbocompressor para obter a alta densidade de potência necessária.

alto potENcial dE troca

Um turbocompressor é projetado e construído para se igualar à vida útil

de um veículo. No entanto, corpos estranhos, óleo sujo, um suprimento

falho de óleo ou temperaturas excessivamente altas do gás de escape são

causas frequentes de danos que levam à necessidade de sua substituição.

Por conta da participação crescente dos motores turbo, os especialistas

estão prevendo um grande crescimento no faturamento do aftermarket

europeu: o volume de reparos em veículos com idade entre 5 e 8 anos irá

aumentar em cerca de 1/3 nos próximos cinco anos e duas vezes mais

turbocompressores serão substituídos em veículos que tenham nove anos

ou mais até 2015.

No setor de veículos, entre 3 e 5% dos turbocompressores existentes são

passíveis de substituição todo ano, dependendo da idade do veículo. No setor

de pesados, em outras palavras, veículos comerciais com quilometragem

anual entre 150.000 e 200.000 km, assim como no maquinário agrícola

e de construção, entre 5 e 10% dos turbocompressores falham a cada

ano. Uma vez que tal falha durante a operação normal gera custos altos,

muitos operadores de veículos comerciais começaram agora a substituir

o turbocompressor rotineiramente, durante o trabalho de manutenção.

Existe, portanto, uma demanda enorme por turbocompressores de alta

qualidade, particularmente para veículos comerciais, assim como para

maquinários agrícola e de construção. E a MAHLE, especialista em

componentes de motor e seus periféricos, é um dos poucos fabricantes

que podem oferecer justamente esses turbocompressores no aftermarket

independente.

o tUrbocoMprEssor MahlE: tEcNologia UltraModErNa

para o aftErMarkEt

Os turbocompressores MAHLE são fabricados de acordo com padrões

rigorosos em plantas de alta precisão e usando materiais, tecnologias e

métodos inovadores. Os turbocompressores em gerações mais antigas

de veículos também se beneficiam do processo permanente de inovação,

por meio de métodos muito modernos de projeto e tecnologias de

medição, resultados de muitos anos de experiência no desenvolvimento

e produção de componentes de alta resistência de turbocompressores

para os fabricantes de equipamentos originais. Isso significa que todos

os turbocompressores originais MAHLE – independentemente do ano em

que essas peças relevantes de motores foram construídas – são sempre

de última geração.

MahlE MUNdo

tUrbocoMprEssor coMo UM

fator dE vENda

Um kit de montagem correspondente

está disponível para cada turbocompressor

original MAHLE.

A F T E R M A R K E T

n e w s

3


MahlE MUNdo

de testes

os fabricantes de veículos e motores estão cada vez mais se voltando para a melhoria da turbocompressão dos gases de escape, de maneira a cum-

Como parceira de desenvolvimento na indústria automotiva e especialista

em peças e componentes para dentro e fora dos motores a combustão, a

MAHLE está envolvida no desenvolvimento de novos conceitos de motores

desde o início do processo e realiza uma longa série de testes em vários

tipos de motores a combustão – em alguns casos, como um serviço pago

pelos fabricantes de veículos. Na planta de Stuttgart existem 32 bancadas

flexíveis de testes de motores para carros, veículos comerciais e pequenos

motores, algumas das quais são especiais para testes de atrito, como uma

câmara fria e uma câmara anecoica para testes acústicos. Existem também

duas bancadas de testes de gases a quente em operação, nas quais os

turbocompressores são primeiramente testados como componentes, antes

de serem montados no motor e testados na bancada. Mas o que exatamente

ocorre na bancada de testes de gases a quente? O Dr. Reiner Künzel, chefe

dos testes de motores da MAHLE, forneceu uma visão geral da longa série

de testes: “esses testes podem ser divididos primeiramente em três áreas:

projeto termodinâmico, teste de durabilidade e teste de segurança”.

tEstEs tErModiNâMicos

A principal função desses testes é obter o máximo de eficiência do compressor

e da turbina e adaptar o turbocompressor à curva de carga total do motor. O

projeto estrutural do compressor e da roda da turbina é testado, entre outros.

O rotor do compressor é normalmente feito de uma liga de alumínio e precisa

comprovar sua estabilidade dimensional – nas temperaturas e velocidades

definidas nas especificações. O rotor da turbina, normalmente feita de uma

liga de aço, trabalha no fluxo quente do gás de exaustão e deve, portanto,

suportar temperaturas de até 1.050°C, dependendo da aplicação. Os testes

termodinâmicos também incluem testes da taxa de vazão, nos quais o volume

do gás de exaustão e o ar fresco processados pelo turbocompressor são

comparados com o mapa operacional do conjunto.

tEstEs dE dUrabilidadE

Os desenvolvimentos mecânicos têm que provar que resistem aos testes

de durabilidade – em outras palavras, a resistência do componente do

A F T E R M A R K E T

n e w s

4

tUrbo Na baNcada

prir os regulamentos futuros de normas para gases de escape e valores de emissão, assim como melhor consumo da frota. a MahlE também está

extremamente envolvida com esse setor. instalações especiais de testes são necessárias, incluindo as chamadas bancadas de testes de gases, para

pôr à prova os componentes altamente sensíveis durante a fase de desenvolvimento e após sua finalização. a MahlE opera duas dessas instalações

na sua planta de stuttgart.

turbocompressor e a resistência ao desgaste. Para esse fim, o turbocompressor

também deve ser submetido ao teste do choque térmico, que acelera o

processo de envelhecimento do material e dos componentes – desgaste em

alta velocidade, por assim dizer.

tEstEs dE sEgUraNça

O óleo pode vazar de um compressor danificado ou da carcaça da turbina

e poderá pegar fogo em segundos, devido às altas temperaturas do coletor

de exaustão, causando um incêndio no motor. Isso significa que o teste de

alta velocidade tem que ser realizado primeiro, para responder à pergunta: “a

que velocidade o compressor e o rotor da turbina irão se quebrar?”. Em uma

segunda série de testes, no de contenção, os rotores devem ser deliberadamente

enfraquecidos para fazê-los quebrar – e espremidos contra a parede da

carcaça com alta energia. Assim é possível determinar a força estrutural da

carcaça. Apenas após o turbocompressor ter passado pelos testes pesados

e relativamente estáticos de cargas na bancada de testes de gás a quente, é

que estará pronto para a série de testes dinâmicos na bancada de testes de

motores, o que irá simular as condições operacionais do carro – afinal de contas,

o turbocompressor também tem que resistir às vibrações e temperaturas no

motor. Só então é possível dizer se o turbocompressor e o motor funcionam

juntos. Ou, como explica o Dr. Reiner Künzel: “eles têm que respirar juntos”.

iMportaNtE: o aJUstE do Motor E tUrbocoMprEssor

A aplicação do mapa de operação é necessária antes que a harmonização

exata do motor e turbocompressor seja possível. Ou seja, os dados do motor

salvos na unidade de controle são adaptados às peças e componentes. Os

ajustes termodinâmicos e testes de durabilidade são então realizados (com

carga total e em combinação com os testes de frio-quente). Os chamados

ensaios de aprovação são realizados de acordo com requisitos específicos,

como gás de exaustão e valores de consumo ou a resistência à fratura da

carcaça. Caso passe em todos esses testes, o turbocompressor irá então para

os testes de campo, em outras palavras, ensaios no veículo. Somente então

o novo tipo de turbocompressor está pronto para o SOP (início de produção).


Os shows de motores MAHLE: a cada hora, na

Feira Automechanika, eram feitas a montagem e a

desmontagem de um cabeçote original, incluindo os

componentes periféricos.

MahlE

oNdE qUEr qUE haJa progrEsso

aUtoMEchaNika 2010 – UMa oportUNidadE para todos os iNtErEssados No fUtUro.

a forma responsável de lidar com recursos. a redução do

consumo de energia e emissão de poluentes. a otimização

da eficiência. a melhoria da eficiência. a luta pela

sustentabilidade. o futuro da indústria automotiva é cheio

de desafios. como um especialista em motor a combustão

e seus componentes, a MahlE, que é um instrumento na

promoção de componentes de propulsão ecologicamente

corretos, e, portanto, voltada ao futuro, desenvolve soluções

convincentes e práticas para garantir a mobilidade do

amanhã. Na feira automechanika 2010 em frankfurt, a

MahlE, no pavilhão 5.0, estande b 46, proporcionou aos

visitantes uma visão sobre o que os engenheiros e técnicos

da empresa estão realizando atualmente, e como isso pode

beneficiar a todos, direta e indiretamente.

A maior feira internacional da indústria automotiva, que abre suas

portas a cada dois anos, neste ano aconteceu entre 14 e 19 de

setembro no Centro de Exibições de Frankfurt. Ao olhar a lista de

expositores e o espaço que eles ocuparam, é tentador dizer: sim,

o final da crise está próximo. Sim, a indústria mais uma vez ganhou

coragem. E sim, o tempo de choramingar já passou. Agora é hora

de arregaçar as mangas novamente e começar a trabalhar na

mobilidade do amanhã.

A organização da feira tem consistentemente transformado a

demanda crescente da indústria por informação em difusão de

conhecimento – e ofereceu um fórum especial de aftermarket,

com alguns seminários, discussões e palestras interessantes.

Novos desenvolvimentos excepcionais da indústria foram

novamente honrados com o cobiçado Prêmio de Inovação. E

houve também uma nova edição do “Guia Verde”, para indicar

aos visitantes os produtos ecologicamente corretos. Além

disso, os organizadores iniciaram uma competição para atrair o

público com carros antigos, carros clássicos, carros modernos

e modelos especiais no final de semana da feira, durante a qual

prêmios foram distribuídos aos melhores carros participantes.

E o que era esperado efetivamente do estande da MAHLE?

Obviamente, atender às expectativas dos profissionais presentes.

E algumas atrações especiais (tais como verdadeiros shows

de nossos engenheiros que, de hora em hora, demonstravam

como desmontar e montar o motor). E mais: preparamos algo

realmente emocionante para todos, que pode ser resumido

como uma demonstração de como será o mercado do futuro.

Em outras palavras, quais produtos serão importantes para

suas vendas. Ou como podemos ajudá-los a se preparar para

a mobilidade do futuro. A visita a Frankfurt, para quem pôde ir,

valeu muito o esforço. Esperamos vê-lo ou revê-lo lá na próxima

oportunidade.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MahlE MUNdo

5


MahlE MUNdo

o qUE é iMportaNtE Na

sUbstitUição

dE UM tUrbocoMprEssor

Um turbocompressor é projetado e construído para acompanhar a vida útil do motor. No entanto, os componentes de alta tecnologia do sistema

de gases de escape são expostos a vários fatores de risco que podem levar a falhas. por exemplo, corpos estranhos que penetram na turbina,

óleo sujo, um suprimento falho de óleo ou temperaturas excessivamente altas do gás de escape. isso torna o conhecimento e a experiência do

mecânico ainda mais importantes. seguem abaixo algumas dicas para uma substituição eficiente.

a aNálisE é iMportaNtE

Uma precondição para um reparo bem-sucedido é que a causa da falha tenha

sido identificada e eliminada. Caso contrário, existe um risco de que o novo

turbocompressor venha a falhar novamente após um curto espaço de tempo.

a liMpEza é iNdispENsávEl

Até mesmo o menor dos corpos estranhos age como um projétil nas velocidades

extremamente altas dos rotores da turbina e do compressor. O filtro do

ar, portanto, deve ser substituído em cada caso. É também muito importante

a limpeza cuidadosa de todo o sistema de tomada de ar fresco que entra

e sai do intercooler, incluindo a remoção de todos os corpos estranhos da

tubulação de exaustão.

A F T E R M A R K E T

n e w s

6

a lUbrificação é obrigatória

Os mancais do eixo do rotor precisam de óleo de motor.

dica: despeje um pouco de óleo na abertura de entrada de óleo antes

de instalar o novo turbocompressor, coloque um pano limpo sobre ele e, a

seguir, distribua o óleo nos mancais com um jato curto de uma pistola de ar

comprimido (veja ilustrações).

Após instalar o turbocompressor, e antes de conectar o suprimento de óleo,

despeje um pouco mais de óleo de motor na abertura de entrada de óleo.


o qUE ENtra tEM qUE sair

O turbocompressor precisa de óleo de motor para lubrificação e refrigeração

e ele é fornecido pela bomba de óleo do motor. O óleo é devolvido através da

tubulação de retorno do óleo. A tubulação completa de retorno do óleo e a

conexão ao cárter deverão ser colocadas sem nenhuma imperfeição e deverão

estar livres de depósitos, para que o óleo seja transportado de maneira uniforme.

Se o fluxo de retorno for irregular, isso leva a bloqueios e o turbocompressor

perde óleo através dos rotores da turbina e compressor. As consequências

iminentes incluem dano grave ao motor.

dica: Uma nova tubulação de retorno do óleo é um investimento tão sensível

quanto um novo intercooler.

oUtra dica: Não deve haver pressão excessiva no cárter. Se o dreno do cárter

está sujo, uma pressão excessiva se acumula e prejudica o fluxo de retorno do óleo

no turbocompressor. O turbocompressor começa a perder óleo através dos rotores

da turbina e do compressor assim que uma pressão excessiva de apenas alguns

milibares é medida no tubo da vareta medidora de óleo com um manômetro.

tUdo aJUstado?

Todas as conexões do turbocompressor deverão estar ajustadas para que óleo, ar,

gases de exaustão e, dependendo do tipo, água de resfriamento, possam passar

pelo turbocompressor de forma limpa, segura e sem perdas. Cada turbocompressor

MAHLE tem um kit de montagem específico, que consiste de juntas e das peças de

encaixe embutidas (por exemplo, parafusos prisioneiros, porcas etc.). Importante:

use apenas os conjuntos originais de juntas. E nunca reutilize as juntas antigas – elas

frequentemente estão deformadas e porosas e, portanto, não podem garantir a

vedação necessária. Compostos selantes ou selos líquidos também são proibidos

no turbocompressor. O composto selante pode reduzir a seção transversal das

aberturas – e partes do composto selante podem se soltar e bloquear o suprimento

de óleo. A consequência é um dano sério ao turbocompressor.

taMpa pErdida?

O suprimento de óleo e linhas de retorno frequentemente correm muito próximos

do turbocompressor. Os fabricantes de veículos, portanto, protegem as

tubulações de óleo com blindagem. Ela também deve ser verificada quando da

substituição do turbocompressor: ela está no lugar e sem danos?

Novo tUrbocoMprEssor – Novo ólEo

Um novo turbocompressor deverá sempre receber óleo novo – e um novo filtro do

óleo. Isso assegura que corpos estranhos no sistema do óleo sejam eliminados e

não possam danificar o turbocompressor (afinal, o turbocompressor antigo está defeituoso

– o que pode ter como causas corpos estranhos ou partículas infiltradas).

dica: a idéia de que “se pouco é bom, então mais é melhor” não se aplica

para o nível do óleo! Porque, se ele estiver muito alto, leva a alterações na taxa

de compressão do motor. Isso força o óleo do motor para dentro da turbina

e compressor do turbocompressor e se acumula no intercooler. Se o óleo

for sugado para dentro e queimado novamente pelo motor, pode causar um

considerável dano no motor.

opErE as boMbas

Uma vez que o turbocompressor esteja encaixado, as linhas de óleo e possivelmente

de água, conectadas, assim como as linhas de ar e gás de escape,

o óleo pode ser trocado e o sistema de refrigeração, drenado. A ignição deverá

ser evitada quando o motor der a partida. Por exemplo, removendo o fusível ou

relé da bomba de combustível. Então, gire o motor com o motor de arranque até

que a pressão do óleo tenha se acumulado. Se o motor estiver sendo ligado pela

primeira vez, recomendamos que você deixe o motor na marcha lenta por dois

minutos antes de abrir o acelerador, para assegurar o suprimento de óleo.

UM parafUso solto?

Você então deverá checar se todos os parafusos e conexões estão apertados

e que não haja nenhum vazamento.

dica: Verifique novamente o aperto de todos os parafusos após operar por

aproximadamente 20 horas ou 1.000 km.

corrEdor dE loNga distâNcia

O motor se beneficia se ligado por um período maior de tempo. Um motor com

turbocompressor não lida bem com viagens curtas, porque depois de uma partida

a frio o combustível não queimado e a água de condensação se acumulam no

óleo do motor. Isso piora as propriedades tribológicas do óleo e reduz a capacidade

de carga do filme de óleo lubrificante. Esses companheiros indesejáveis apenas

Despeje um pouco de óleo antes da instalação para lubrificar o mancal do eixo do rotor.

Depois coloque um pano limpo sobre a abertura de entrada de óleo…

… e distribua o óleo nos mancais com um jato de ar comprimido.

desaparecem em temperaturas de óleo superiores a 80°C. Se a temperatura do

óleo fica abaixo desse nível por um período mais longo de tempo, como em viagens

curtas, é um risco para o turbocompressor, pois os mancais do virabrequim,

do eixo-comando e do eixo do rotor no turbocompressor se desgastam. As baixas

temperaturas externas, a emulsão do óleo do motor e a água de condensação na

tubulação de retorno do óleo do turbocompressor e no dreno do bloco do motor

podem congelar, alterando a taxa de compressão do motor.

biodiEsEl? UM risco Maior para o ólEo do Motor E tUrbocoMprEssor

Óleos vegetais não evaporam – e o óleo vegetal não queimado se acumula no

óleo do motor, que se torna viscoso a partir de certa concentração e o sistema

de lubrificação colapsa logo em seguida. Isso significa intervalos muito mais

curtos entre trocas quando óleos vegetais são usados como combustível.

Serviço ao consumidor: bom saber

E, finalmente, algumas dicas dos especialistas, que você pode passar adiante

aos seus clientes de turbo, porque motoristas satisfeitos sempre voltam.

profilaxia em marcha lenta: deixe o motor ligado em marcha lenta

por cerca de 30 segundos antes de sair, para assegurar o suprimento

de óleo para o turbocompressor, e 30 segundos em marcha lenta após

uma viagem curta na estrada, para esfriar o turbocompressor.

compensação de uma viagem curta: motoristas cujas viagens são

geralmente curtas devem fazer uma jornada longa pelo menos uma vez

por semana para dar ao óleo do motor uma chance de se regenerar.

otimização do rendimento do aquecedor: para ajudar o motor a

chegar à temperatura de trabalho com mais rapidez no inverno, você

deve esperar três minutos antes de ligar o aquecedor – dessa forma ele

irá aquecer mais rapidamente.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MahlE MUNdo

7


MahlE MUNdo

Mais

pErMEávEl

o filtro do ar para cabiNE – iMportaNtE para o vEícUlo E iNdispENsávEl para o MEio aMbiENtE –

algUMas vEzEs NEcEssita dE UMa pEqUENa aJUda: UM pré-filtro oU UM filtro Mais pErMEávEl.

fabricantes de carro vêm usando filtros do ar para cabine há muitos anos para assegurar que os passageiros recebam ar limpo o suficiente para

respirar. independentemente do tipo de veículo (carros de passageiros, caminhões, ônibus ou maquinário agrícola ou de construção), atualmente

quase todos possuem um “limpador” – seja um filtro particulado simples ou um filtro de combinação com uma camada de carvão ativado. filtros

particulados filtram sólidos presentes no ar que respiramos e nos protegem contra partículas finas, pólen, poeira industrial e outras partículas

microscópicas respiráveis. filtros de carvão ativado também absorvem cheiros e gases tóxicos, tais como óxidos de nitrogênio, vapores da

gasolina ou fertilizantes e quebram até 99% do ozônio.

A F T E R M A R K E T

n e w s

8


Filtros mais permeáveis adicionais são frequentemente usados

em veículos com longa vida útil que são operados em áreas altamente

poluídas. Esse tipo de manta filtrante pode ser visto no

trânsito em forma de estruturas no teto de ônibus. Outros estão

encaixados no sistema de tomada de ar, antes do filtro do ar

para cabine propriamente dito, e instalados como pré-filtros em

aquecedores e ar-condicionado. Esses filtros mais permeáveis

são usados para assegurar máxima vida útil à área de superfície

filtrante do filtro do ar para cabine. Se uma massa de partículas

maiores atingir a superfície plissada do filtro, isso pode levar a um

entupimento prematuro da entrada do filtro do ar – até mesmo o

temido entupimento das dobras do meio filtrante, que impede a

passagem do ar. Filtros mais permeáveis podem reduzir o entupimento

unilateral da superfície do filtro do ar para cabine no lado

da entrada, ajudando, portanto, a assegurar que a capacidade

total do filtro seja usada antes que o filtro seja trocado durante

inspeções de rotina.

pré-filtro do ar para cabiNE (lap): EspUMa oU fEltro

Os pré-filtros são normalmente feitos de espumas de poliéster

ou mantas de feltro. A escolha do material depende das especificações

do fabricante do veículo.

EspUMa: UMa EstrUtUra hoMogêNEa

Espumas de poliéster consistem de um bloco homogêneo com

poros uniformes, produzidos por um processo termofísico especial,

chamado reticulação (veja caixa abaixo). Após o resfriamento,

a espuma é cortada em pedaços e moldada por lâminas de corte.

O efeito filtrante do material reticulado depende do tamanho dos

poros ou PPI (poros por polegada, ou seja, o número de poros

lineares abertos por polegada = 25,4 mm). Quanto maior o PPI do

material, menores as partículas que podem ser filtradas. Espumas

comuns tem PPIs entre 10 e 80. Os pré-filtros MAHLE Original e

Knecht são feitos usando espumas com PPI de 30, uma vez que

testes de laboratório mostraram a ótima relação entre vida útil e

filtração de partículas grossas para esse tamanho de poro. Espuma

de poliéster é resistente a ozônio, parcialmente resistente a

hidrólise, resiste ao envelhecimento e a temperaturas de até 90°C

e é livre de plastificantes e CFCs. O material pode ser reciclado e

não representa problemas para incineração.

MaNtas dE fEltro: caMadas progrEssivas

Essas mantas de feltro são baseadas em mantas (esteiras) de fibra

de poliéster de aproximadamente 10 a 20 mm de espessura, com

A superfície do filtro do ar para cabine pode ser entupida com partículas

maiores de poeira – até mesmo nas dobras do meio filtrante (veja a figura

de cima) – ainda que o lado mais profundo das dobras permaneça relativamente

limpo (veja a figura de baixo). Um pré-filtro protege contra esse

desgaste prematuro (LAP).

várias camadas progressivas, para que se tornem mais e mais

densas no lado do ar limpo. Essa estrutura combina um ótimo

desempenho de filtro com excelentes propriedades de retenção

de poeira. Mantas filtrantes são classificadas de acordo com a

norma DIN EN 779.

classe filtrante Eficiência de filtração

G2 Até 80%

G3 Até 90%

G4 > 90%

Dependendo das necessidades, são usadas gramaturas entre

100 g/m² e 200 g/m². Por exemplo, uma manta filtrante G2 com

uma gramatura de 100 g/m² irá primariamente deter partículas

grossas, enquanto uma manta filtrante G3, da mesma espessura

e gramatura de 200 g/m², pode filtrar partículas muito mais finas.

Feltro de poliéster é quase não-inflamável (classificação de inflamabilidade

F1), resistente a hidrólise, resiste ao envelhecimento e

a temperaturas de até 100°C. O material é livre de silicone, plastificantes

e CFCs, pode ser reciclado e é passível de incineração.

sUbstitUiNdo as MaNtas filtraNtEs do ar para

cabiNE (lap)

Uma vez que os filtros mais permeáveis ficam localizados em

frente aos filtros do ar para cabine propriamente ditos, eles

podem ser facilmente substituídos, sem grande esforço, pelo

motorista. Apenas alguns passos são necessários e estão descritos

em detalhes nas instruções de montagem da MAHLE (veja

o exemplo ilustrado). Filtros LAP são usados como pré-filtros, em

adição aos filtros particulados (LA), ou como filtros combinados

(LAK). Veículos comerciais mais antigos apenas filtram o ar externo

para a cabine do motorista pelas mantas filtrantes. As mantas

filtrantes do ar para cabine MAHLE Original e Knecht (LAP) estão

disponíveis para vários veículos comerciais.

A MAHLE é um dos maiores fornecedores de mantas filtrantes do

ar para cabine no aftermarket independente. Seguindo um lançamento

bem-sucedido no mercado, a gama de produtos é constantemente

expandida, com um foco em aplicações de veículos

comerciais. Exemplos populares incluem a pick-up Renault Midlum

ou Volvo 760. As mantas filtrantes do ar para cabine também estão

disponíveis desde outubro de 2010 para veículos comerciais das

marcas DAF, MAN, Mercedes, Neoplan, Saab, Webasto ou carros

como o Mercedes-Benz Classe S.

reticulação – o que é isso?

Reticulação é o termo usado para descrever a remoção subsequente de

membranas de espuma em um vaso de pressão carregado com gás. Esse

processo produz uma estrutura uniforme de poros abertos em forma de

malha, com uma resistência mínima de fluxo para gases e fluidos.

1

2

3

4

5

6

7

MahlE MUNdo

Encaixar ou remover o pré-filtro é fácil e pode ser

normalmente feito pelo próprio motorista.

A F T E R M A R K E T

n e w s

9


MahlE brasil

MEtal lEvE:

A tradicional marca Metal Leve faz parte da família MAHLE há muito tempo

e se tornou sinônimo de componentes de motor para milhões de parceiros

e consumidores finais.

A F T E R M A R K E T

n e w s

a Nova Marca dos aNéis

cofap riNgs

Há alguns anos, os filtros também foram incluídos nessa linha e hoje o nome

Metal Leve significa reconhecimento e alta fidelidade de nossos clientes,

com produtos conhecidos por seu padrão internacional de qualidade. Essa

marca representa a nossa história, experiência e credibilidade para clientes

e parceiros do Brasil e de vários outros países.

10

A partir de agora, o portfólio de produtos da marca está sendo novamen-

te ampliado, incluindo os anéis de pistão Metal Leve, em substituição à

também tradicional marca Cofap Rings – essa migração será efetivada a

partir de janeiro de 2011.

Assim, como parte de uma estratégia global, todo o vasto portfólio de

produtos do Grupo será concentrado em suas principais marcas. No caso

do Brasil, nas marcas MAHLE Original e Metal Leve.

Veja abaixo a situação anterior, quando era utilizado o logotipo da Cofap

Rings e o atual logotipo da marca Metal Leve, que passará a identificar as

embalagens de nossa linha de anéis.

aNtErior atUal

Então, você já sabe: os anéis mais vendidos no Brasil agora têm uma

nova identidade, um novo visual e uma nova marca. A mesma qualidade

de sempre, reconhecida mundialmente, mas agora identificada pela marca

Metal Leve. O aftermarket da MAHLE no Brasil está à sua disposição para

esclarecer e auxiliar no caso de qualquer dúvida que possa surgir durante

esse período de transição.


associações

ENcoNtro dE

Migração da Marca cofap riNgs para MEtal lEvE

o centro tecnológico da MahlE Metal leve s.a., localizado em Jundiaí (sp), sediou no dia 27 de agosto um encontro entre representantes

de associações do setor de autopeças, promovido para apresentar as instalações do centro, tratar da migração da marca cofap rings

para a marca Metal leve e solicitar parceria na divulgação do plano de comunicação desenvolvido para esse fim – tudo voltado para que

a transição se dê de forma clara e organizada para o mercado automotivo.

Diversas associações participaram do encontro, por meio de seus representantes:

Antonio Fiola (do Sindirepa – Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos

e Acessórios do Estado de São Paulo);

Francisco Wagner de La Tôrre e Paulo Ribeiro (do Sincopeças – Sindicato

do Comércio Varejista de Peças e Acessórios para Veículos no Estado de

São Paulo);

Joubert Pagliari Faccioli (do Sindimotor – Sindicato de Remanufaturamento,

Recondicionamento e/ou Retífi ca de Motores e seus Agregados e Periféricos

no Estado de São Paulo);

Pedro Luis Árias (da Aparem – Associação Paulista de Retífi ca de Motores);

Renato Agostinho Giannini (representando a Andap – Associação Nacional

dos Distribuidores de Autopeças e o Sicap – Sindicato do Comércio Atacadista,

Importador, Exportador e Distribuidor de Peças, Rolamentos, Acessórios

e Componentes para Indústria e para Veículos no Estado de São Paulo);

Ricardo Nonis (do Conarem – Conselho Nacional de Retífi cas de Motores);

Wagner A. Joel e Renato Franco (da Andap – Associação Nacional dos Distribuidores

de Autopeças);

Zauri Candeo (Aparem e Sindimotor).

Os visitantes percorreram o CT e participaram de várias ações: uma apresentação

institucional realizada por José Valentim Sarabanda (Gerente de

Desenvolvimento de Produto – Tech Center) e uma explanação sobre o

Aftermarket, feita por Edvaldo R. S. de Souza (Gerente Nacional de Vendas).

Maria Cristina Zanco Andrade, do Marketing e Comunicação Corporativa,

falou sobre a nova estratégia de marcas do Grupo MAHLE, focada principalmente

na substituição dos anéis de pistão marca Cofap Rings pela marca

Metal Leve, em janeiro de 2011.

Essa transição, principalmente em um primeiro momento, vai necessitar de

muita informação, clareza e acompanhamento, para que se dê de forma

organizada e produtiva. Para alcançar esse objetivo, a MAHLE entende ser

fundamental a colaboração e interação de todos os setores representados

pelas instituições presentes.

Por isso foi realizado o encontro – para, juntos, buscarmos uma estratégia de

comunicação para os associados das entidades (retífi cas, varejos, atacadistas,

aplicadores etc.), já que existe uma proximidade e acesso direto entre as

associações e esses públicos.

A MAHLE desenvolveu um plano de comunicação, para o qual chamou a

atenção dos presentes, solicitando contribuição no sentido de divulgá-lo o

máximo possível ao mercado, entre seus associados e público-alvo. Diversas

peças foram produzidas para esclarecer de forma efetiva a migração da marca

Cofap Rings para Metal Leve:

anúncios para veiculação em revistas especializadas, dirigidas a distribuidores,

autopeças, ofi cinas mecânicas, varejistas, centros automotivos e

aplicadores, dentre outros;

folheto impresso, voltado a distribuidores e pontos de venda e encartado no

jornal MAHLE Aftermarket news;

pasta e folheto impresso;

e-mail marketing para distribuidores, equipes de vendas e associações;

matéria publicada no jornal MAHLE Aftermarket news, para distribuidores,

retífi cas, autopeças e associações;

banner eletrônico, para publicação nos sites das associações e em revistas

especializadas.

Todas essas peças e ações somente terão plena efi cácia se atingirem nosso

público-alvo, para o que contamos com a colaboração de todos.

Aproveitamos a oportunidade para agradecer a presença de todos no encontro

e o empenho na divulgação de nosso plano de comunicação.

A F T E R M A R K E T

n e w s

MahlE brasil

11


prodUtos

filtro do ar

produto LX1785

aplicação Hyundai: Tucson 2.0 CRDI 16V 2005->, Tucson 2.0i 2004-

>2006, Tucson 2.0i 2006->, Tucson 2.7 V6 2004-2005, Tucson

2.7 V6 2006->, Kia: Sportage 2.0 16V 2005->, Sportage 2.7

V6 2005->

filtro do ar

produto LX1286

aplicação Toyota Corolla: 1.6 16V (XLi / Aut.) 01/03->, 1.8 16V (SE-G /

XEi / XLi / Aut.) 01/99->01/03, 1.8 16V (Fielder SW / SW-S /

Aut.) 01/05 ->12/07, 1.8 16V (S / Aut.) 01/07->12/07, 1.8 16V

Flex (SE-G / XEi / XLi / Aut.) 03/07->12/07, 1.8 16V Flex (Fielder

SE-G / XEi / Aut.) 03/07->12/07

filtro do coMbUstívEl

produto KX218D

aplicação

Renault: Master 2.5 dCi 16V turbo

Diesel (2005->)

A F T E R M A R K E T

n e w s

12

filtro do coMbUstívEl

pistão coM aNEl

produto KX208D

aplicação Citroën: Jumper 2.8 HDI 01/05->,

Fiat: Ducato 2.3 Diesel 2009->,

Ducato 2.8 JTD 01/06->, Peugeot:

Boxer 2.8 HDI 01/05->

produto P&A9288

aplicação Ford Rocam 1.0L 8V Flex (Fiesta, Ka)

filtro do coMbUstívEl

produto KX269

aplicação Iveco: Daily: 2.8L 8v SOHC L4 CC35.13 HM3300 RS (diesel),

Daily: 2.8L 8v SOHC L4 CC35.13 HM2800 RS (diesel), Daily:

2.8L 8v SOHC L4 CC40.13 HM3300 (diesel), Daily: 2.8L 8v

SOHC L4 CC35.13 HM3600 (diesel), Daily: 2.8L 8v SOHC L4

Furgão 40.13 HMV (diesel)

filtro do ólEo

filtro do ólEo

produto OX210D

aplicação Renault: Master 2.5 dCi 16V turbo

diesel (2005 ->).

produto OX175D

aplicação Fiat Punto 1.6 16V E.TORQ 2010 -> Flex, Fiat Punto 1.8 16V E.TORQ

2010 -> Flex, Fiat Novo Idea 1.6 16V E.TORQ 2010 -> Flex, Fiat Novo

Idea 1.8 16V E.TORQ 2010 -> Flex, Fiat Doblô 1.8 16V E.TORQ 010

-> Flex, Fiat Doblô cargo 1.8 16V E.TORQ 2010 -> Flex, Chrysler

Neon ll 1.6 l 11/01 -> Gasolina, Chrysler PT Cruiser 1.6 11/01 ->

Gasolina, Mini (BMW) Cooper 1.6 l 06/01 -> Gasolina, Mini (BMW)

Cooper S 1.6 l 03/02 -> Gasolina, Mini (BMW) Cooper S 1.6 l 07/04

-> Gasolina, Mini (BMW) John Cooper Works 1.6 l 07/04 -> Gasolina,

Mini (BMW) One 1.6 l 06/01 -> Gasolina, Mini (BMW) Works 1.6

l 11/03 -> Gasolina


pistão coM aNEl

produto S70690

aplicação VW Motor 1L – Flex (2003 – 2008)

pistão coM aNEl

produto S59580

aplicação Ford Rocam 1.0L 8V Flex (Fiesta, Ka)

biEla

produto BL76050

aplicação DS / DSC11

biEla

produto BL57240

aplicação

Q20B-4236 / Q20B-6354 / 4236 / S4 / P-4000 -

séries 1000/6 e 1000/4

pistão coM aNEl

produto S70380

aplicação VW Motor 1L – 8V – Flex

pistão coM aNEl

produto P&A9290

aplicação VW Motor 1 L – Flex (2003 – 2008)

biEla

produto BL1800

aplicação DS / DSC11

biEla

produto BL1338

aplicação

Q20B-4236 / Q20B-6354 / 4236 / S4 / P-4000 -

séries 1000/6 e 1000/4

A F T E R M A R K E T

n e w s

prodUtos

13


XEvENtos

n e w s

A F T E R M A R K E T

14

aconteceu1 -

1 2 3

4 5 6

7 8 9

arErgs tEM Novo prEsidENtE

Sergio Louro tomou posse como presidente da ARERGS –

Associação das Retificadoras do Estado do Rio Grande do Sul

em julho deste ano. A MAHLE Metal Leve S.A. tem apoiado e

participado ativamente dos encontros e reuniões da associação.

Sendo assim, não poderia deixar de participar da posse

do novo presidente, à qual compareceu Carlos Schneider

(Inspetor de Vendas).

Na foto estão José A. Laguna (Presidente do Conarem),

Sergio Louro (Presidente da ARERGS) e Ademir Zanandrea

(Ex-Presidente).

2 - aNivErsário Motociclo 30 aNos

Registramos o aniversário de 30 anos da Motociclo e aproveitamos

para parabenizar nossa parceira pela importante data.

Na ocasião homenageamos a aniversariante com a entrega

de uma placa comemorativa. Marcaram presença no evento,

dentre outros: Nelson (Diretor Financeiro da Motociclo),

Robson Rezende (Supervisor de Vendas da MAHLE Metal

Leve S.A.), Idalberto (Diretor Superintendente da Motociclo),

Isacco (Diretor Superintendente da Motociclo) e Eli (Diretor

Comercial da Motociclo).

3 - aNivErsário coMdip

A MAHLE Metal Leve S.A. visitou a Comdip para parabenizar

seu proprietário, Renato Souza, pelo seu aniversário. Na foto

estão Paulo Rapp (Inspetor de Vendas), Renato Souza (o aniversariante),

Leila Moreira (Promotora de Vendas) e Robson

Rezende (Supervisor de Vendas).

4 - sk aUtoMotivE df

A filial SK Automotive do Distrito Federal (DF) aderiu ao esforço

de vendas de nossa campanha de motivação, cumprindo

metas e recebendo os merecidos prêmios.

5 - fEsta JUNiNa Na dpk

Não faltou animação na comemoração da festa junina realizada

para a equipe de vendas da DPK Campinas. Eliana Faria (Promotora

de Vendas), devidamente vestida e caracterizada, com

autênticos chapéu caipira e camiza xadrez, confraternizou com

os colaboradores da DPK.

6 - fórMUla trUck

As provas da Fórmula Truck, como sempre, são sucesso de

pista, de público e de mídia, por seu dinamismo e emoção. Foi

com muita satisfação que comparecemos para assistir à prova

da categoria, realizada em Caruaru (PE), juntamente com clientes

e parceiros, como Valdson (Gerente da SK Automotive Filial

Recife), Marcelo (Supervisor de Vendas SK Automotive), Villarim

(Diretor da Rediesel) e Daniel Melo (nosso Inspetor de Vendas)

7 - sEMaNa dE foco

Reunimos na Polipeças de Goiânia (GO) 25 participantes da

Semana de Foco Metal Leve. Nesse período, mediante acordo

prévio com a empresa, as metas de vendas cumpridas foram

premiadas como forma de motivar e incentivar cada vez mais o

desempenho dos vendedores. Um clima saudável de entusiasmo

é criado entre os participantes, que se esforçam para superar

seus objetivos. Parabéns a todos que participaram da ação.

8 - distribUidora aUtoMotiva df

No Distrito Federal (DF), tivemos também a participação da

Distribuidora Automotiva em nossa campanha de vendas.

9 - distribUidora aUtoMotiva rJ

A premiação da campanha Comprou Ganhou foi feita à Retifica

J.R., de Duque de Caxias (RJ). Na foto estão Batista (cliente

premiado), Leila Moreira (Promotora de Vendas) e Danilo, promotor

da Distribuidora Automotiva, na ocasião da entrega do

prêmio, um kit de camiseta, mochila e boné.


10

10 - fEsta JUliNa Na EMbrEpar

Realizada em julho, daí a denominação de Festa Julina, a

comemoração se deu nos mesmos moldes das tradicionais

festas juninas, com comidas regionais típicas, chapéu caipira

e roupas a caráter. Carlos Henrique Domingues (Promotor de

Vendas) visitou a Embrepar, onde aconteceu a "festança", e

confraternizou com os 50 participantes.

11 - caMpaNha dE vENdas coMdip

Na Comdip, o vendedor Ronaldo Silveira Martins foi quem

obteve o melhor resultado em volume de vendas de filtros

para cabine no período de nossa campanha, realizada no

mês de agosto.

12 - café da MaNhã Na distribUidora aUtoMotiva

Desta vez o café da manhã foi oferecido pela MAHLE Metal

Leve S.A. a colaboradores e convidados da Distribuidora

Automotiva, na cidade de São José do Rio Preto (SP). Na

foto estão Eliana Faria (Promotora de Vendas), ladeada por

Godoy (gerente do distribuidor) e seus vendedores Rodrigo,

Rogério, José, Gilberto e Rodolfo.

13 - pEllEgriNo goiâNia

Em Goiânia (GO) a filial da Pellegrino contou com muito entusiasmo

de sua equipe na campanha de vendas promovida

pela MAHLE Metal Leve S.A, que foi representada por Daniella

Moraes (Promotora de Vendas). Parabéns aos participantes

e contamos com essa motivação dos profissionais para as

campanhas que estão por vir.

14 - dia dos pais Na polipEças

Na Polipeças Vitória (ES), uma comemoração alusiva ao Dia

dos Pais foi realizada com entrega de brindes aos colabora-

11

n e w s

A F T E R M A R K E T

EvENtos X

13 14 15

16 17

18

dores. Representando a MAHLE Metal Leve S.A., compareceu

Marcos Elias Silva da Costa (Inspetor de Vendas), que

foi recebido pelo Gerente da Filial (Rachid) e pelas equipes

de vendas e de estoque.

15 - palEstra Na Motociclo

Tivemos a oportunidade de participar da convenção realizada

em comemoração aos 30 anos de atividades da Motociclo.

Na ocasião, uma palestra foi ministrada por Marcos Elias Silva

da Costa (Inspetor de Vendas).

16 - visita da distribUidora aUtoMotiva

A Distribuidora Automotiva filial Porto Alegre (RS) trouxe

um grupo de 44 visitantes, entre clientes, representantes,

promotores e coordenador, para conhecer as instalações

de nossas fábricas. Carlos Schneider (nosso Inspetor de

Vendas) e Euclides Daniel (Coordenador de Vendas da Distribuidora

Automotiva) acompanharam os visitantes em toda

a programação.

17 - cUrso dE Motor

Nosso distribuidor Meridional convidou clientes e profissionais

do setor para participarem do já tradicional Curso de Motores

promovido pela MAHLE Metal Leve S.A. Ministrada por Antonio

Carlos Ferreira, do Centro de Treinamento do Aftermarket,

a aula contou com a efetiva e interessada participação do

público presente.

18 - Moto brasil df

Agradecemos a toda a equipe de vendas da Moto Brasil do

Distrito Federal (DF), que participou ativamente de nossa campanha

de vendas. Na foto vocês podem conferir o momento

de entrega do kit de premiação.

aconteceu

15

12


EvENtos

A F T E R M A R K E T

n e w s

16

1 2 3

4 5 6

7 8 9

10 11 12

13


aconteceu

1- dia do tElEMarkEtiNg Na rEal MotopEças 10 - pEllEgriNo goiâNia

Os vendedores Rubens e Juliana, do distribuidor Real Moto- Mais uma foto da participação da filial Pellegrino Goiânia (GO)

peças Campinas (SP), receberam a visita de nossa Promotora em nossa campanha de vendas, no momento da premiação.

de Vendas Eliana Faria, que prestou uma homenagem aos dois Representando a empresa compareceu Daniella Moraes (Pro-

profissionais, em comemoração do Dia do Telemarketing. motora de Vendas).

2 - dia do tElEMarkEtiNg Na sk aUtoMotivE

O Dia do Telemarketing foi comemorado na filial Recife do distribuidor

SK Automotive. Daniel G. Melo (Inspetor de Vendas)

visitou a equipe de telemarketing da filial para homenagear os

profissionais do setor.

3 - sk aUtoMotivE go

A filial SK Automotive de Goiás também participou e foi premiada

em nossa campanha de vendas.

4 - cUrso dE Motor Na distribUidora aUtoMotiva

O tradicional curso de motores, parte de nosso programa de

treinamento e capacitação profissional, foi disponibilizado aos

clientes da Distribuidora Automotiva, ministrado por Antonio

Carlos Ferreira.

5 - palEstra Na distribUidora aUtoMotiva

Uma palestra técnica sobre pistões linha diesel foi oferecida em

Anápolis, sob patrocínio da Distribuidora Automotiva – Goiânia

(GO), em 17/8/2010, a 90 convidados.

6 - palEstra Na distribUidora NacioNal

A Distribuidora de Peças Nacional de Carapina – Serra (ES)

recebeu em 26/8/2010 nosso palestrante Marcos Elias Silva

da Costa (Inspetor de Vendas), que falou sobre turbocompressores

a 60 mecânicos convidados da Nacional.

7 - MElo distribUidora rEcifE

A foto mostra a Melo Distribuidora – Filial Recife na premiação

de nossa campanha de vendas.

8 - palEstra pEllEgriNo

Um grupo de 68 participantes assistiu a uma de nossas palestras

técnicas sobre pistões, na cidade de Gurupi (TO), a convite

da Pellegrino Araguaína (TO).

9 - dia dos pais Na pacaEMbU

Uma data tão importante como o Dia dos Pais não poderia

passar em branco. Visitamos a Pacaembu para a entrega de

alguns brindes em comemoração à data. Fomos recebidos por

Mariano (Supervisor de Vendas da Pacaembu) e pela equipe

de telemarketing.

11 - dia dos pais Na aNtoNio aUtopEças

Marcos Elias Silva da Costa (Inspetor de Vendas) representou

a MAHLE Metal Leve S.A. na homenagem alusiva ao Dia dos

Pais no cliente Antonio Autopeças, em Cachoeiro de Itapemirim

(ES). Participaram da ação, com entrega de brindes, o Gerente

de Vendas (Cesar) e a equipe de telemarketing.

12 - sk aUtoMotivE rEcifE

A distribuidora SK Automotive Filial Recife não ficou de fora

da campanha de vendas da MAHLE Metal Leve S.A. Confira a

foto da premiação.

13 - café da MaNhã Na distribUidora aUtoMotiva

Representantes da Viação Pluma, cliente da Distribuidora Automotiva,

foram homenageados pela MAHLE Metal Leve S.A.

com um café da manhã especialmente preparado para os 50

integrantes do grupo.

14 - visita da sk aUtoMotivE

Colaboradores e convidados de nosso distribuidor SK Automotive

realizaram uma visita às nossas instalações para conhecer

um pouco mais sobre o nosso processo de produção.

15 - visita da sk aUtoMotivE – NokiNhos

O distribuidor SK Automotive filial Rio de Janeiro convidou seu

cliente, Autopeças Nokinhos, de Duque de Caxias (RJ), para

visitar as instalações de nossas unidades. O grupo esteve

conosco no dia 25/08/2010 e conheceu um pouco mais da

empresa e de nossos produtos.

16 - coMErcial aUtoMotiva dpk brasília

Na filial da Comercial Automotiva DPK de Brasília (DF), nossa campanha

de vendas contou com a participação de 10 funcionários.

A premiação se deu em razão das vendas atingidas.

visita da distribUidora aUtoMotiva vitória

Nossa fábrica de filtros e a unidade de pistões receberam a

visita de um grupo de mecânicos vindos de Vitória (ES), convidados

pela distribuidora. Acompanhando o grupo estiveram

presentes Giuliano (Promotor de Vendas da Distribuidora Automotiva

Vitória) e Marcos Elias Silva da Costa (nosso Inspetor

de Vendas).

n e w s

A F T E R M A R K E T

EvENtos X

14 15 16

17


EvENtos

Automotiva

sEMiNário da rEposição

os assuntos apresentados apontam os rumos do aftermarket no brasil e no mundo. o evento reuniu 500 participantes e mais de mil pessoas assistiram

as palestras por meio de transmissão pela internet, realizada para 21 cidades do país. participamos do evento e contamos aqui um pouco do que foi

apresentado e discutido entre os presentes.

A edição 2010 do seminário, realizada no dia 3 de agosto, no auditório do

Centro Cultural da Fiesp, em São Paulo, contou com o apoio da MAHLE Metal

Leve S.A., dentre outras empresas do setor. Vários temas foram abordados,

como a composição e estrutura do mercado de aftermarket europeu (com

apresentação de Hans Eisner, presidente e CEO do Group Auto Union International,

que reúne mais de 800 distribuidores e tem 17 anos de experiência em

redes de ofi cinas em 24 países, com a marca EuroGarage). Outros assuntos: a

importância da Inspeção Técnica Veicular para garantir a redução de acidentes

de trânsito no País e as ações do Programa Carro 100% (palestra de Antônio

Carlos Bento, coordenador do GMA – Grupo de Manutenção Automotiva),

além de exposições sobre a questão da garantia de peças, mostrando um

case inovador no mercado.

Também foram apresentadas as palestras de Flávio Meirelles (Presidente do

IMEPPI – Instituto Meirelles de Proteção à Propriedade Intelectual), sobre pirataria,

com exemplo de como o setor ótico conseguiu combater o problema,

e de José Guarino (consultor de gestão de empresas e especialista na área

contábil), que falou sobre as mudanças no sistema de documentação, como

a Nota Fiscal Eletrônica e outras alterações que afetam diretamente a contabilidade

das empresas.

Os temas apresentados terão desdobramentos e fazem parte do plano de

ações do GMA. Por exemplo, a partir do evento que contou com a presença do

diretor do Denatran, Alfredo Peres, será solicitada ofi cialmente a implantação da

Inspeção Técnica Veicular por meio de resolução, seguindo o modelo adotado

pelo Ministério do Meio Ambiente para o Programa de Emissões de Poluentes,

delegando aos órgãos estaduais a gestão da parte operacional.

A questão da garantia de autopeças, assunto complexo que envolve todos

os elos da cadeia (fabricantes, distribuidores, varejo e ofi cinas), também foi

amplamente debatida.

A F T E R M A R K E T

n e w s

18

Na cerimônia de abertura, estiveram presentes os presidentes das entidades

que representam a reposição automotiva: Paulo Butori (Sindipeças), Renato

Giannini (Andap/Sicap), Francisco Wagner de La Tôrre (Sincopeças-SP) e

Antonio Fiola (Sindirepa-SP), além do diretor do Denatran, Alfredo Peres; do

vice-presidente da Fiesp, João Guilherme Sabino Ometto; do presidente da

AEA, José Edison Parro; e do presidente do IQA, Marcio Migues.

“Essa segunda edição do seminário está ainda mais coesa. As refl exões e

discussões geradas nesse encontro levam a ações que efetivamente podem

contribuir para o mercado de reposição automotiva no Brasil, já que reúne representantes

de todo o setor", afi rma Edvaldo R. S. de Souza (Gerente Nacional

de Vendas), que participou do evento com alguns integrantes das equipes de

Vendas, de Promoção e do Marketing e Comunicação Corporativa da empresa.

Pela primeira vez o seminário foi transmitido via web para 21 cidades, garantindo

abrangência nacional e permitindo que mais de mil pessoas assistissem ao

evento em várias regiões do País. Ao fi nal das apresentações, foram sorteados

brindes (um DVD automotivo e 4 GPS) para a plateia.


falta

dE MaNUtENção dE vEícUlos

EssE tEM sido UM sério fator dE risco para a sEgUraNça dos Motoristas.

O GMA – Grupo de Manutenção Automotiva tem levantado essa questão,

que é da maior relevância atualmente: a importância da manutenção

preventiva para a segurança de motoristas e passageiros.

O Programa Caminhão 100%, iniciativa do GMA para conscientização do

motorista sobre a manutenção preventiva do veículo, em parceria com

o Grupo CCR, que possui o projeto Estrada para Saúde, tem realizado

avaliações mensais gratuitas em caminhões na rodovia Presidente Dutra.

Profissionais especializados em manutenção automotiva checam vários

itens dos caminhões e orientam os motoristas sobre o resultado da

avaliação.

O trabalho teve início neste ano e já foram inspecionados 191 caminhões.

Os problemas apresentados foram:

arrefecimento 33,33%

direção 56,91%

freios 65,85%

iluminação 25,00%

Motor 116,26%

rolamento 96,74%

palheta 79,16%

opacidade 36,36%

A mais recente avaliação gratuita foi realizada nos dias 29 e 30 de setembro

deste ano, no posto Graal Três Garças, na cidade de Guaratinguetá (SP)

– Km 58,6 da rodovia Presidente Dutra. Os dados apurados mostram que

os caminhões têm problemas graves, que podem influir diretamente na

segurança do veículo, colocando em risco a vida dos motoristas e das

pessoas que trafegam na rodovia.

A falta de manutenção é um dos problemas que podem provocar acidentes

graves. Recentemente, a concessionária Ecovias (que administra o Sistema

Anchieta – Imigrantes) divulgou pesquisa realizada com os motoristas de

caminhões que trafegam nas rodovias, indicando que 26% deles só fazem

manutenção se o veículo apresentar algum problema e que a idade média

da frota é de mais de 5 anos para 70% dos entrevistados. Com o aumento

do tráfego de caminhões em 14% nos sete primeiros meses do ano nas

rodovias que ligam a capital à Baixada Santista, os acidentes cresceram

11% no período.

No Brasil, a frota circulante de caminhões está estimada em 1.354.593

unidades, de acordo com o levantamento do Sindipeças, e sua idade média

é de 9 anos e 5 meses (dados de 2009).

Entendemos ser nosso dever, como fornecedor de componentes de motor

e parte atuante no setor automotivo do país, alertar os usuários de veículos

automotores para a importância da manutenção preventiva e do uso de

peças originais.

Fonte: www.carro100.com.br

A F T E R M A R K E T

n e w s

MErcado

19


MErcado

EXpEdiENtE

Ponha seu

tUrbocoMprEssor

Na pratElEira

Hoje em dia vários veículos possuem turbocompressores – em diversas

condições, sejam movidos com motor a diesel ou gasolina, sejam veículos

comerciais ou de passageiros. E essa situação mostra uma tendência de

crescimento rápido. É por isso que a MAHLE está constantemente ampliando

sua gama de turbocompressores.

MahlE Aftermarket news é uma publicação externa do

Departamento de Marketing e Comunicação Corporativa

da MAHLE Metal Leve S.A.

corrEspoNdêNcia: Rodovia Limeira Mogi-Mirim, km 103

CEP: 13480-970 - Limeira - SP - Brasil

priscila.zuben@br.mahle.com

www.mahle.com.br

coMitê Editorial: Edvaldo R. S. de Souza, Roberto Hojo, Maria

Cristina Zanco Andrade, Priscila Von Zuben, Robson Rezende,

Susana G. Ribeiro, Franco Nardi, Josemar Ribas e Sidney Oliveira

A F T E R M A R K E T

n e w s

20

Estamos também disponíveis para fornecer um vasto material informativo para

ajudá-lo com relação a turbocompressores. Por exemplo, você pode encontrar

dicas para quando for substituir turbocompressores na matéria constante

desta edição, nas páginas 6 e 7. Não deixe de conferir. Consulte também

nossos catálogos e folders e outros materiais informativos.

coordENação: Departamento de Marketing e Comunicação

Corporativa

rEdação: Sonia Rezende

JorNalista rEspoNsávEl: Sonia Rezende – MTb 17.401 – SP

criação E prodUção: Studiocasecom

Tels.: (11) 3034-5217 e 3812-2760 – São Paulo – SP

www.studiocasecom.com.br

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução e publicação, por meio impresso e/ou eletrônico,

salvo com o consentimento prévio por escrito da MAHLE Metal Leve S.A. Para mais informações

e autorizações, favor contatar-nos.

More magazines by this user
Similar magazines