Views
5 years ago

Interrogações a um campo teórico em crise. - fflch - USP

Interrogações a um campo teórico em crise. - fflch - USP

Interrogações a um campo teórico em crise. - fflch -

RIZEK, Tempo Cibele Saliba. Social; Interrogações Rev. Sociol. a um USP, campo S. Paulo, teórico em 6(1-2): crise. 147-179, Tempo Social; 1994 Rev. Sociol. USP, A R S. Paulo, T I G 6(1-2): O 147-179, 1994 (editado em jun. 1995). (editado em jun. 1995). Interrogações a um campo teórico em crise. CIBELE SALIBA RIZEK RESUMO: Este artigo tem por base a discussão de alguns conceitos desenvolvidos pela Sociologia do Trabalho e pela Teoria do Processo de Trabalho. Entre eles podem ser destacados a questão da perda da centralidade do trabalho nas sociedades contemporâneas, as dimensões da subjetividade dos trabalhadores e as idéias de controle e consentimento. As indagações presentes no texto foram formuladas durante pesquisa, cuja investigação estava centrada nos trabalhadores da primeira central de matérias-primas de produtos petroquímicos do Brasil, buscando explicar as metáforas que foram construídas para descrever seu trabalho, a empresa e a si mesmos. Suas práticas e imagens poderiam ser consideradas como o resultado de uma gestão empresarial assentada sobre o consenso e, por isso, completamente bem sucedida. A recusa dessa interpretação acabou por gerar outra maneira de explicação e análise dos dados, processo que acabou por desencadear as interrogações presentes neste texto. ossas interrogações1 N voltam-se para algumas das discussões já clássicas da sociologia do trabalho: a primeira diz respeito ao debate recente sobre o esgotamento da centralidade da categoria trabalho, naquilo que Offe chama de sua “forma pura”; a segunda é nucleada pelo debate anglo-saxão em particular, especialmente nas dimensões do controle e nas formas de consentimento geradas no interior das empresas. Essa questão tem desdobramentos importantes no que se refere a um tema que adquiriu força nos anos oitenta, dentro do campo da teoria do processo de trabalho: a noção de subjetividade, com ênfases diversas na sociologia de influência anglo-saxônica e na reflexão brasileira. Interrogar alguns desses eixos temáticos a partir dos achados de pesquisa é inserí-la no campo de investigação ao qual UNITERMOS: processo de trabalho, subjetividade e trabalho, controle gerencial. Professora do Depto. de Arquitetura e Planejamento da FESC-USP 147

Notas sobre o caso Altazor (precedidas de deriva teórica) - fflch - USP
A crise grega - Fundação Lauro Campos
Alcides Villaça - Gullar: a luz e seus avessos - fflch - USP
os estudos lexicais em diferentes perspectivas - fflch - USP
Corpora para a Terminologia - fflch - USP
Este texto conta (e guarda, enfim) o caso de Josefo ... - fflch - USP
A recepção de Fanon no Brasil - fflch - USP
O Cadáver, um emblema da morte em “Ápeiron - fflch - USP
Viagem à Índia: Cecília Meireles e Octavio Paz - fflch - USP
intercâmbios políticos e mediações culturais nas américas - fflch - USP
Uma metodologia para o estudo comparativo de ... - fflch - USP
SARLO, Beatriz Modernidade Periférica. Buenos Aires ... - fflch - USP
Curas mágicas e sexualidade no século XVIII luso-brasileiro ... - USP
O eu e o outro no campo discursivo da surdez [pdf, 171 ... - fflch - USP
A década neoliberal e a crise dos sindicatos no Brasil - fflch - USP
A noção de campo nas obras de Bourdieu e do círculo ... - fflch - USP
Revista de Antropologia - fflch - USP
CILADAS DA DIFERENÇA - fflch - USP
Alessandra Teixeira - fflch - USP
Uma Etnografia Multissituada das Práticas Populares ... - fflch - USP
Estudos Legislativos - fflch - USP
Versão completa (em PDF) - fflch - USP
Visões de mundo da “nova classe C” - fflch - USP
Reflexos da sócio-história - fflch - USP
O homem, o estado e a guerra: uma análise teórica - fflch
Um século à espera de regras. - fflch - USP
Programa, inscrições e textos - fflch - USP