Protecção Integrada: - Agenda Setting

agendasetting.pt

Protecção Integrada: - Agenda Setting

Considerado o meio de sempre

Congresso Europeu de Confrarias

juntou 600 participantes em Albufeira

Apesar da conjuntura e das dificuldades

que têm limitado a valorização

da floresta, esta é uma das mais-valias

da região que não pode ser ignorada. O

alerta é do vice-presidente do Instituto

Politécnico de Castelo Branco (IPCB), que

promete manter esta área de investigação

como “uma prioridade” da instituição.

“Devemos potenciar e valorizar o que temos”,

defendeu José Carlos Gonçalves na

abertura das II Jornadas de Tecnologia e

Sustentabilidade dos Sistemas Florestais,

que decorreram no Centro Ciência Viva

da Floresta.

Dividido em três sessões, o programa

reservou a terceira parte a ex-alunos

formados pela Escola Superior Agrária

(ESA). Lembrando que o sector florestal

tem vindo a “perder apetência por parte

dos alunos”, a nível nacional, o vice-presidente

sublinhou que nem por isso a ESA

abrandou a “actividade muito intensa”

Mais de 600 participantes, em representação de

80 confrarias de dez países participaram no IX Congresso

Europeu de Confrarias Vínicas e Gastronómicas,

realizado em Albufeira. Naquele que foi considerado

o maior congresso de sempre, a organização

atribuiu à cidade anfitriã a menção «Cidade Vínica e

Gastronómica 2011».

O congresso teve por tema “A Rota das Especiarias

– a importância na gastronomia tradicional

europeia – e os Vinhos da Europa”, onde foram debatidos

temas que vão se encontro às preocupações

que o movimento confrádico tem vindo a mostrar. A

importância da gastronomia tradicional europeia, assim

como a nomeação dos novos embaixadores da

CEUCO e entrega dos Prémios Aurum 2011 “Europa

Excellence Enogastronomic” foral alguns dos destaques

do encontro. O momento alto foi mesmo a visita

à adega de Cliff Richard, conhecido cantor britânico,

na freguesia da Guia, onde foram dados à prova os

vinhos deste produtor.

A organização do congresso foi da responsabilidade

do Conselho Europeu de Confrarias Enogastronómicas

(CEUCO), que sublinhou “o sucesso” desta

edição.

Jornadas de Tecnologia e Sustentabilidade

dos Sistemas Florestais decorreram no Centro Ciência Viva

Politécnico de Castelo Branco quer

dar prioridade à investigação sobre a floresta

nesta área. A produção de conhecimento,

lembrou, acaba por “dar frutos” ao nível

da exploração da floresta.

A par da importância de trazer à discussão

pública temas relevantes sobre a

floresta, o vereador e director do Centro

Ciência Viva, João Manso, afirmou que as

iniciativas de divulgação técnica e científica

são também uma forma de projecção

da própria actividade do Centro. O

Instituto Politécnico integrou recentemente

a Associação Centro Ciência Viva

e têm sido constantes as parcerias entre

as duas entidades, designadamente no

mestrado de Tecnologia e Sustentabilidade

dos Sistemas Florestais.

Já a pensar na continuidade do projecto,

o director da Escola Superior

Agrária anunciou como certa a terceira

edição das jornadas. Minimizando a adesão

menos massiva do público, comparativamente

com as primeiras jornadas,

Celestino Morais de Almeida invocou as

medidas de austeridade para lembrar,

com humor, que o problema das pontes

já não deverá colocar-se no próximo

ano, admitindo que a escolha da data, em

vésperas de fim-de-semana prolongado,

poderá ter condicionado a participação

de alguns alunos.

O aproveitamento integral da biomassa

florestal, a sustentabilidade dos

montados, a análise de cenários de silvicultura

alternativos para o pinheiro bravo

e a aplicação da legislação florestal na

área do Pinhal e Beira Interior Sul foram

alguns dos temas abordados nestas segundas

jornadas.

Raquel Mendes Pereira e Rui Durão são os novos membros efectivos

Confraria Gastronómica do Dão promoveu V Capítulo

Raquel Mendes Pereira, produtora de

vinho do Dão, em Carregal do Sal, e Rui

Durão, proprietário do Hotel Durão, em

Viseu, foram entronizados como novos

membros efectivos da Confraria Gastronómica

do Dão. A Confraria sedeada

em Viseu promoveu o seu V Capítulo,

que teve um primeiro momento com a

recepção às confrarias convidadas no

Salão Nobre da Câmara de Viseu, a que

se seguiu a cerimónia de entronização na

Igreja de Nossa Senhora da Conceição,

situada no Largo da Feira de S. Mateus.

Nelson Augusto, presidente da Confraria,

afirmou à Gazeta Rural que o

evento “correu muito bem”, destacando

a presença “de 18 confrarias, que se fizeram

representar no Capítulo, o que para

nós e gratificante”, destacando as duas

confrarias francesas e espanholas que se

fizeram representar. Aquele responsável

sublinhou a importância na iniciativa e da

presença daquelas confrarias, uma vez

que com isso, afirmou, “estamos a promover

os vinhos do Dão e a gastronomia

da nossa região”.

O almoço que completou o programa

foi servido pelo Hotel Durão, cujo proprietário

foi entronizado. Nelson Augusto

destacou a aposta desta unidade na

gastronomia regional, frisando ter “uma

cozinha por excelência”, que, diga-se,

combinou na perfeição com os vinhos da

Quinta Mendes Pereira.

Nelson Augusto justificou a entronização

dos dois novos confrades efectivos.

“A Raquel Mendes Pereira, proprietária

da Quinta Mendes Pereira, é uma

produtora que tem feito um excelente

trabalho na região do Dão”. Por sua vez,

Rui Durão, proprietário do Hotel Durão,

“tem sido uma pessoa muito empenhada

e defensora da gastronomia regional”.

Neste capítulo foram entronizados

como confrades de Honra outras figuras

gradas da região. Destaque para a Oração

de Sapiência feita por João Inês Vaz,

que foi uma verdadeira aula de história da

gastronomia desde tempos imemoriais.

14 www.gazetarural.com www.gazetarural.com 15

Similar magazines