Protecção Integrada: - Agenda Setting

agendasetting.pt

Protecção Integrada: - Agenda Setting

Em Vila Pouca de Aguiar

Rebanho bravio evidenciou feira gastronómica

Venceu o prémio James Dyson 2011

Australiano inventa equipamento de rega que colhe água do ar

Edward Linacre um jovem australiano

venceu o prémio James Dyson 2011 com

o desenvolvimento do sistema de irrigação

Airdrop que capta água a partir do ar.

Esta ideia surgiu após a seca prolongada

nalgumas regiões da Austrália que tem

levado os agricultores ao desespero.

Edward Linacre, aluno da Universidade

de Tecnologia de Swinburne, é o jovem

inventor responsável pelo desenvolvimento

desta tecnologia. Linacre transformou

uma técnica de arrefecimento

antiga num novo conceito de irrigação a

que chamou Airdrop.

Este sistema utiliza um simples processo

de condensação para captar água

do ar. O ar é recolhido através de uma

turbina e canalizado para o solo através

de uma rede de tubos onde é arrefecido

à temperatura do solo. A água condensada

é armazenada num tanque subterrâneo,

pronta a ser bombeada através de

uma mangueira de irrigação gota-a-gota

subterrânea. Este aparelho está também

equipado com um ecrã LCD para controlo

dos níveis de água, pressão, carga da bateria

solar e integridade do sistema.

“O que eu fiz para o quintal da minha

mãe estava a captar cerca de um litro de

água por dia”, referiu Linacre sobre o seu

teste em pequena escala. O inventor está

confiante que pode ser aplicado com

sucesso em culturas agrícolas maiores.

“Esta solução low-tech é perfeita para

Os cabritos bravios desceram ao vale de Aguiar

e entraram na Feira Gastronómica que se realizou no

Mercado Municipal e restaurantes do concelho de Vila

Pouca de Aguiar, em que foram servidas centenas de

refeições à volta do cabrito, da castanha e dos cogumelos.

Nesta décima edição da feira, promovida pela

Vitaguiar E.M., foi introduzido um novo conceito que

promoveu os produtos locais com sessões de cozinha

ao vivo onde se destacou a chefe Justa Nobre, e através

de escolas regionais que introduziram uma gastronomia

elaborada à volta destes produtos. Alguns

restaurantes de Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas

confeccionaram o cabrito devidamente acompanhado

com produtos do campo.

Na vertente mais tradicional da feira, os petiscos

regionais foram saboreados no recinto da feira, os

produtores e associações locais escoaram compotas,

bolos de castanha e outros produtos regionais.

Ainda durante o fim-de-semana, realizou-se a entronização

de novos confrades da micologia e a um

concurso de desenho (ganho por Inês Belo). Foram

premiados produtores no Concurso da Castanha da

Padrela (na Côta, António Fernandes; na Judia, Luciano

Sousa; na Longal, António Teixeira) e ainda na doçaria

deste fruto do Outono (a Lara Pimenta pela bavaroise

de castanha).

Nesta décima edição da Feira Gastronómica de

Vila Pouca de Aguiar, um rebanho tradicional de cabras

bravias desceu da serra, surgiu no centro histórico

e sob o comando original de vários pastores, evidenciou

e animou a feira, onde também se realizou um

magusto popular com música tradicional.

CURIOSIDADES

agricultores rurais. É algo que pode ser

instalado e algo que podem manter… recolhendo

água do ar para irrigar as suas

culturas.”

Edward Linacre venceu o prémio James

Dyson 2011 com este sistema. O

prémio James Dyson é uma competição

internacional que atrai invenções realizadas

por jovens de todo o mundo.

IN: Naturlink

Meruge voltou a ser ponto de romaria

para milhares de pessoas, que não perderam

a ocasião de visitar esta freguesia

do concelho de Oliveira do Hospital. O

motivo foi a IX edição da Festa do Porco

e do Enchido naquele que é o grande

evento da freguesia.

A Lage Grande foi, mais uma vez, o

palco da festa, onde para além da gastronomia

e dos produtos ligados ao porco,

como os enchidos, houve também a

recriação por parte do grupo Vivarte da

história da 1ª República.

Apesar do dia ter começado bastante

mal, devido à chuva e ao vento que se fez

sentir ao início da manhã, o dia compôsse

e a feira acabou por ter o brilhantismo

de anos anteriores, embora com menos

visitantes.

O presidente da Junta de Meruje, à

Gazeta Rural, frisou o facto de o vento

ter destruído algumas infra-estruturas da

feira, que não impediram a sua realização.

Aníbal Correia diz que, ainda assim,

“a feira voltou a ser um êxito”.

O autarca destaca a importância desta

feira para Meruje, definindo-a como

“um marco”, pois “foi a maneira que encontrámos

para divulgar Meruje e com a

dinâmica que impusemos, divulgamos a

freguesia, o conselho e a região, promovendo

os produtos regionais, nomeada-

Apesar do mau tempo da noite anterior

Lage Grande de Meruje voltou

a encher-se de gente

mente os que estão associados ao porco,

mas também outros produtos da terra.

Os visitantes puderam deliciar-se

com a gastronomia local ligada ao porco,

como o arroz de suã, os torresmos ou a

feijoada. Para além disso, nos diferentes

expositores puderam provar e comprar

os enchidos e os queijos, para além de

outros produtos.

Destaque para a animação, com vários

grupos, com destaque para a recriação

histórica do Grupo Vivarte.

30 www.gazetarural.com www.gazetarural.com 31

Similar magazines