Natureza e Arte, número 12 - Inhotim

inhotim.org.br

Natureza e Arte, número 12 - Inhotim

Roda d’água

Um recurso econômico e ecológico. Com a força hidráulica, a roda gira e impulsiona

os pistões, bombeando a água. Um conjunto de rodas d’água impulsiona parte da água

utilizada nos lagos de Inhotim, sem uso de energia elétrica.

FASES DA LUA:

Janeiro

Dia 08, nova

Dia 15, crescente

Dia 22, cheia

Dia 30, minguante

Sala Verde Inhotim é um espaço interativo onde biodiversidade e pluralidade cultural são destaques.

Parceria do Instituto Cultural Inhotim com o Ministério do Meio Ambiente, celebrada em 2006, é uma

referência na região para difusão de informações e práticas ambientais. Em 2007 mais de 3000

pessoas participaram de nossas atividades. O acervo, composto por mais de 400 publicações, é utilizado por

funcionários e pelo público em geral.

Para receber Natureza e Arte, envie e-mail para meioambiente@inhotim.org.br

Fevereiro

Dia 07, nova

Dia 14, crescente

Dia 21, cheia

Dia 28, minguante

Divulgação/Meio Ambiente

A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou 2008

como o Ano Internacional do Planeta Terra. Seus principais

objetivos são: demonstrar o grande potencial das Ciências da Terra na

construção de uma sociedade mais segura, sadia e sustentada e; encorajar

a sociedade a aplicar este potencial mais eficientemente, em

seu próprio benefício. Fazem parte dos estudos a Geosfera, que é o solo

onde pisamos; a Hidrosfera, onde estão as águas territoriais e oceânicas;

a Biosfera, que compreende a vida que existe na terra e a Atmosfera,

com o ar e a camada de ozônio. O Programa Científico será canalizado

em 10 temas abrangentes, multidisciplinares e socialmente relevantes:

saúde, clima, água subterrânea, oceanos, solos, crosta e núcleo

terrestres, megacidades, desastres naturais, recursos naturais e vida.

CELEBRARE:

Janeiro

01 - Dia Internacional da Paz

08 - Dia Nacional da Fotografia

11 - Dia do Controle da Poluição

por Agrotóxicos

15 - Dia Internacional do Compositor

25 - Dia do Carteiro

N º 12 - JA N - F E V / 20 0 8

Fevereiro

02 - Dia Mundial das Zonas Úmidas

06 - Dia do Agente de Defesa

Ambiental

27 - Dia dos Idosos

Divulgação/Meio Ambiente


haBituação de PRimataS

A habituação de primatas na natureza é um processo muito importante

que precede os estudos de comportamento animal. Tal processo consiste

em localizar os animais e acompanhá-los de forma intensiva ao longo do

dia, com o objetivo de que o comportamento dos indivíduos não seja

influenciado pela presença do pesquisador, evitando que o animal se

assuste, fuja ou mesmo altere suas atividades normais. Outra característica

importante, é que a habituação dos animais garante que a coleta de dados

comportamentais ocorra de forma não invasiva, evitando a realização de

capturas e marcações artificiais. Nas matas naturais encontradas nos

arredores de Inhotim, grupos de guigós (primatas da espécie Callicebus

nigrifrons) estão sendo habituados por pesquisadores do Projeto Guigó

Minas (coordenado pela doutoranda Cristiane Cäsar). Esse macaco é

conhecido por sua extrema timidez, o que dificulta ainda mais os trabalhos.

Os guigós são freqüentemente localizados por meio de suas vocalizações,

longas e bem intensas, expressas em “batalhas” ou disputas territoriais.

Os movimentos dos galhos, resultado de sua locomoção, já que é um

primata de médio porte (pesa cerca de 2 kg quando adulto), também podem auxiliar na localização dos macacos.

eduardo Silva franco e gabriela de castro n. Soares

Biólogos alunos de especialização em comportamento animal

instituto de educação continuada Puc minas

inventáRio heRPetofauníStico

O projeto de “Inventário herpetofaunístico do Parque Ambiental de Inhotim” é um estudo desenvolvido em parceria com

o Mestrado em Zoologia de Vertebrados da PUC Minas. O projeto é coordenado pela bióloga Paula Cabral Eterovick,

executado pelos biólogos Antônio Meira Linares (responsável por répteis) e Leonardo Cardoso Resende

(responsável por anfíbios), com auxílio de estagiários do curso de Ciências Biológicas. Herpetofauna se refere a anfíbios (sapos, rãs,

pererecas, cecílias e salamandras) e répteis (cobras, lagartos, jacarés, tartarugas e tuataras) e o presente estudo tem por objetivo

principal realizar um levantamento das espécies de anfíbios e répteis que ocorrem em Inhotim, tanto em áreas de

mata, como em áreas antropizadas (alteradas pelo homem). Serão utilizados quatro métodos para a coleta dos animais:

procura limitada por tempo (PLT), armadilhas de interceptação e queda (AIQ) (Fig. 1), encontros oportunísticos (EO) e coleta

por terceiros (CT). Os dados levantados serão utilizados para estudos ecológicos e biológicos e servirão de base para

dissertações de Mestrado dos executores do projeto. Até o momento foram registrados em um projeto piloto, sete

espécies de lagartos (inclusive uma espécie ainda não identificada, o que demonstra o potencial da região para estudos de

biodiversidade) (Fig. 2), duas de cobras e cerca de 15 espécies de anuros (sapos, pererecas e rãs). A coleta de dados

começará efetivamente, em Janeiro de 2008 e terá duração de um ano, com visitas mensais à Inhotim, e uma duração

de seis noites por campanha. Além dos resultados servirem como base para estudos científicos, serão úteis como uma

ferramenta de educação ambiental junto à população, ajudando a desmitificar esses animais que são, muitas vezes,

mal vistos pelas pessoas, mas que desempenham um papel fundamental na natureza, seja como presas ou predadores,

seja como bioindicadores de ambientes.

Divulgação/Meio Ambiente

Fig. 1: Armadilhas Fig. 2: Espécie ainda não identificada Fig. 3: Anfíbio

Divulgação/Meio Ambiente

Divulgação/Meio Ambiente

Divulgação/Meio Ambiente


coleta Seletiva em BRumadinho tRânSito legal

Dia da semana

2ª feira

3ª feira

4ª feira

5ª feira

6ª feira

Sábado

vantagens da coleta Seletiva:

Saiba mais sobre Brumadinho

Casa de Cultura Carmita Passos

Praça Dr. Belfort, 47 – Centro

Brumadinho – MG 35460-000

31 35717160

Bairros

Centro, Santo Antônio, Santa Cruz,

São Conrado, Rela, Aurora, Regina Célia,

Salgado Filho, Varjão.

Centro, Bela Vista, Planalto, Jota,

São Bento, Casa Branca.

Centro, Silva Prado, Lourdes, Carmo,

Santa Efigênia, Dom Bosco,

São Judas Tadeu, Sol Nascente,

José Henriques, Soares.

Centro, Jardim América, Presidente,

Barroca, Grajaú, Estela Passos, Ipiranga,

São Sebastião.

Centro, Inhotim, Cohab, Progresso I e II,

Residencial Bela Vista, Conceição de Itaguá.

Centro

• Aumenta a vida útil do aterro controlado;

• Geração de trabalho e renda;

• Economia dos recursos naturais e de energia;

• Redução da poluição do ar, do solo e da água;

• Diminui o corte de árvores para produção de papel;

• A cidade fica mais limpa, proporcionando melhor

qualidade de vida para todos!

Não misture resíduos orgânicos, aproveite-os

para fazer um ótimo adubo para suas plantas!

ASCAVAP – Associação de Catadores do Vale do

Paraopeba realiza a coleta seletiva de resíduos

recicláveis, produz e comercializa papéis artesanais.

Proprietários de bares e restaurantes podem

obter mais informações de como colaborar com

a coleta seletiva pelo telefone: 31 3571 6122.

Conheça www.cataunidos.org.br

Os automóveis são responsáveis por mais de 50% das

emissões de poluentes, prejudicando o ambiente e a

saúde das pessoas. Em curtas e médias distâncias andar

a pé ou de bicicleta são exercícios que melhoram o

condicionamento físico. Além disso: a bicicleta é fácil

de estacionar, é econômica, não polui, e contribui para

integrar pessoas em atividades de contemplação da natureza.

Motorista – respeite o pedest re e o ciclista,

eles são os integrantes mais frágeis do t rânsito!

Ciclista – Pedale na borda da via, não trafegue na

contramão. Refletores, retrovisores e capacete são

equipamentos importantes para sua segurança.

Pedest re – At ravesse somente na faixa de

pedestres, ande na calçada e dê a mão às crianças.

JequitiBá BRanco

Cariniana estrellensis

Família: Lecythidaceae

Origem: Brasil

O Jequitibá é uma árvore de grande porte que se destaca

na paisagem pelo formato de sua copa. Pode atingir mais

de 40 metros de altura e viver por séculos. Seu tronco

é recoberto por casca rugosa e geralmente é habitado

por plantas epífitas. Seus frutos têm o formato de uma

cápsula, muito resistentes e geralmente usados em

artesanato. As sementes são aladas (tem forma de asa),

o que favorece a propagação distante da planta-mãe.

Sua família é a mesma da sapucaia e da castanha-do-pará.

Divulgação/Meio Ambiente

instituto cultural inhotim

Rua B, 20 – Inhotim – Brumadinho – MG

Caixa postal 50 – CEP 35460-000

Tel 31 3571 6638

e-mail: meioambiente@inhotim.org.br

www.inhotim.org.br

Divulgação/Meio Ambiente


O “Banco de Sons das Aves do Inhotim” é um projeto desenvol-

vido em parceria com o Museu de Ciências Naturais da Pontifícia

Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Sua principal

atividade é a gravação das vocalizações das aves que freqüentam

os terrenos do Inhotim, tanto nas áreas dos jardins quanto nas

matas nativas. As atividades se iniciaram em agosto de 2006

e acontecem mensalmente. Sua principal meta é a criação de

um banco de sons com os registros do maior número possível de

vocalizações de aves deste local. Atualmente, já foram registra-

das 125 gravações de aproximadamente 96 espécies de aves. Esse

tipo de acervo, além de manter um registro definitivo das presen-

ças das aves na área, servirá de base para o desenvolvimento de

inúmeras pesquisas no âmbito da Ornitologia (área da Biologia que

estuda as aves). As gravações servirão também como ferramen-

ta para a Educação Ambiental de crianças e adultos, funcionan-

do como um importante instrumento de sensibilização, levando-se

em conta a importância da conservação da nossa fauna.

“Uma coisa é colher, outra coisa é plantar.

Colher é receber, plantar é dar.

Não deixe que a vontade de colher

Estrague o momento de plantar”

ação educativa

O acervo de Inhotim é utilizado para visitas educacionais e para

a formação de profissionais nas áreas de arte e meio ambiente.

Informações e agendamento: Tel 31 3227 0001

E-mail info@inhotim.org.br

Sala verde inhotim – expediente

José André Verneck Monteiro - Coordenador

Simone Guerra - Bibliotecária

Marcus Friche Batista - Biólogo

Regina Paula Benedetto de Carvalho - Geógrafa

Rubens Custódio da Mota - Botânico

Anete Teixeira Formiga - Bióloga

Gustavo Junqueira Ferraz - Turismólogo

Eduardo Franco – Biólogo

Ângelo Márcio Santos Silva – Diretor de Meio Ambiente

Fivi

Euphonia chlorotica

Sabiá-laranjeira

Turdus rufiventris

o que foi melhoR no 1º ano

da Sala veRde inhotim?

“Eu gostei de alguns livros, principalmente de Educação

Ambiental. Os livros me ajudaram a ter mais informações.”

“Depois da visita ao Aterro controlado, comecei a separar

o que é reciclável para facilitar o trabalho dos catadores.

E também não jogar cacos de vidro junto com o lixo, para

não ter perigo de um animal ou de uma pessoa se cortar

quando estiver mexendo no lixo.”. “Eu gostei da inauguração

da Sala Verde. Foi quando aprendi a gostar de ler.

Me incentivou a ler e com isso aprendo as coisas.” “O Dia

da árvore. Foi uma oportunidade para mim e para outras

pessoas plantar árvores. Eu aprendi que podemos plantar

durante o ano todo.” Ualisson Alessandro, Lorraine Pinto da

Silva, Junio César da Silva e Jeferson Fernandes de Jesus

são integrantes do Programa Jovens Jardineiros Inhotim.

E-mail info@inhotim.org.br.

www.inhotim.org.br

educativo@inhotim.org.br

+ 55 31 3227- 0 0 01

APoIo:

Foto: Luciano Regalado

Foto: Darlan Raimundo

More magazines by this user
Similar magazines