Maio - Ateliê Oral

atelieoral.com.br

Maio - Ateliê Oral

Ateliê Oral | 2009 | nº 8

Po r d e n t r o d o

At e l i ê or A l:

u m c o m P l e t o c e n t r o

d e o d o n t o l o g iA q u e

o f e r e c e e xc e l ê n c iA e m

t o d A s A s e s P e c iA l i dA d e s

e m A i s:

co m o o m i c r o s c óP i o

fAcilitA o t r AtA m e n t o

d e c A n A l

Ki d s: q u A n d o P ô r

A PA r e l h o?

o l A s e r m A n t e n d o

A P e l e j o v e m

um A c A m PA n h A

q u e A b r A ç A m o s

PArticiPe t A m b é m !

gu i l h e r m e be r e n g u e r

no PA r A í s o e f e l i z d A v i dA


Conselho editorial: Marcelo Kyrillos, Marcelo Moreira e Mariana Capatto Projeto Editorial: Ciça Lessa (Palavra Certa Editorial) Jornalista Responsável: Ciça Lessa, Mtb 23.764 (edição

e textos) Projeto Gráfico: Dona Juca Design Marketing: Mariana Capatto Colaboradores: Levitas Fotos: André Schiliró, Samantha Dalsoglio e Mario Castello Créditos Capa: foto André

Schiliró Tratamento de imagem: Vitor Pickersgill Corpo Clínico: Marcelo Kyrillos, Marcelo Moreira, Luis Calichio, Tatiana Welker, Elessandra Santana, Andrea Ottoni Jehdian, Carina Ferreira,

Mario Zuolo (Endogroup), Cristina Carvalho (Endogroup), José Eduardo de Mello Júnior (Endogroup), Glécio Vaz de Campos, Carolina Bin, Marcos Pitta, Gustavo Isaac Giordani,

Aluizio Galeano, Mário Groisman, Gabriela Schneider, Laura Pereira, Juliana Romanelli, Wilson Aragão, Arnaldo Scarlati.

Foto Mário Castello

o q u e h á d e m e l h o r

editoriAl

O Ateliê Oral começou há 20 anos. Embora a paixão pelas inovações e por nos cercar da high-tech nos acompanhe desde o

início, sempre buscamos dar à clínica também um lado bem tradicional, que tem a ver com a valorização das relações pessoais

e profissionais. Este aspecto pode até não ser visível à primeira vista, mas tem tudo a ver com o clima do ambiente e com a

qualidade do tratamento.

Alguns profissionais colaboram conosco desde o início, outros há até 16 anos. Acreditamos que é assim que se escreve uma

história. E, na área de saúde, é assim que se cria condições efetivas para o trabalho multidisciplinar, que compartilha uma

filosofia, protocolos e o objetivo de se obter resultados diferenciados, tanto do ponto de vista clínico quanto do estético. Antes,

cada profissional tinha o seu consultório e nele recebia os clientes quando necessário. Quando trouxemos o Ateliê para seu

atual endereço, convidamos todo o time para atender no mesmo espaço físico. O resultado foi o aprofundamento da parceria

e, em uma grande cidade como São Paulo, a possibilidade de oferecer conforto, claro, mas sobretudo a melhor qualidade.

Hoje o Ateliê oferece o que há de melhor na mais moderna odontologia mundial, cuidando de dentes de uma forma completa,

oferecendo o atendimento de todas as especialidades. E aqui outro ponto importante: no Ateliê, cada especialidade

é oferecida pelo melhor profissional da área. Pense, por exemplo, na Ferrari dirigida pelo Massa ou pelo Schumacher e,

depois, qualquer um de nós guiando o mesmo carro... A performance, claro, é outra. Imagine uma linda paisagem sendo

pintada ao mesmo tempo por dez pintores, as mesmas tintas e telas à disposição. O resultado, contudo, depende do

talento de quem executa.

Nosso conceito é aliar tecnologia de ponta, materiais e equipamentos de última geração às mãos dos mais habilidosos,

experientes e atualizados dentistas. Com todos os especialistas reunidos, os casos mais complexos são resolvidos em

conjunto, proporcionando aos clientes os melhores e mais seguros diagnósticos. Várias etapas do tratamento podem

ser executadas em um único dia, proporcionando eficiência e rapidez. Assim é o Ateliê Oral: um time que, ao todo, entre

profissionais de apoio e dentistas, inclui 56 pessoas trabalhando seriamente para oferecer o melhor da odontologia para

o seu sorriso.

Marcelo Kyrillos Marcelo Moreira

3


lo u n g e

Preparado

para ir longe

Que ele é bonito, não se discute. Mas Guilherme Berenguer tem

outros lados menos perceptíveis talvez para quem o conhece

apenas da telinha: um sujeito meigo, amigo, batalhador, preocupado

em atuar como cidadão – nos palcos e fora deles. Está totalmente

envolvido com seu papel em Paraíso, a novela das 18h da Globo,

recém-estreada, mentalizando a consolidação da sua carreira

no horário nobre no passo seguinte. Conheça o caminho que ele

percorreu para chegar até aqui. O Ateliê Oral tem orgulho de fazer

parte dessa história.

Foto André Schiliiró

Sorrindo feliz com a estréia de Paraíso?

G - Estou bastante feliz em participar deste remake do texto do Benedito

Ruy Barbosa. A equipe está supermotivada e integrada, o pessoal técnico é

capacitadíssimo. Acredito que teremos um excelente resultado.

Como é seu papel?

G - Meu personagem é o Ricardo, um publicitário que tem dois grandes

amigos, o Zeca, o filho do Diabo, vivido pelo Eriberto Leão, e o Otávio,

jornalista. Os três fizeram faculdade juntos. Ricardo e Otávio resolvem ir

tentar a vida na cidade de Zeca, fazendo o caminho inverso do convencional,

indo da metrópole para uma cidade do interior. Eles enfrentam

de início um clima de desconfiança por parte dos poderosos do local,

mas são bem recebidos pelo público feminino. O interessante da novela

é que ela mexe muito com o imaginário dos telespectadores. Afinal, que

mãe é essa que acha que sua filha é santa? Que história é essa do cara

bacana ser filho do Diabo?

Você se identifica com a novela? De que forma?

G - Quando eu era adolescente em Recife, minha cidade natal, fiz teatro de rua,

um trabalho de artes cênicas bastante ligado à cultura. Ficou um gosto pelas

histórias, pelo imaginário popular que aparece fortemente no texto da novela.

“Abracei essa oportunidade de ser um

comunicador, de poder falar alguma

coisa, de dar uma contribuição com

o olhar de cidadão do Guilherme.”

Nos últimos tempos, você foi apresentador do Globo Ecologia. O que

achou da experiência?

G - Abracei essa oportunidade de ser um comunicador, de poder

falar alguma coisa, de dar uma contribuição com o olhar de cidadão

do Guilherme. Foram três anos fazendo um trabalho que me dá

muito orgulho. Fizemos, por exemplo, uma série sobre aquecimento

global que recebeu um importante prêmio concedido pela Embaixada

Alemã. A Terra não cuida de si mesma – a gente que tem de

saber como tratá-la.

Vamos agora falar do seu sorriso. Por que você investiu nele logo no

início da carreira?

G - Conheci o Ateliê Oral em 2002. Troquei todas as restaurações,

fiz o tratamento estético que ressalta o sorriso e fiz clareamento.

Que diferença faz! Para um ator, um sorriso bonito é especialmente

importante pelo impacto, além de dar muita segurança. Em uma

gravação, por exemplo, você faz um close sem ter nenhuma razão para

se sentir travado. Regularmente faço a manutenção, sempre no Ateliê.

O que faz você sorrir?

G - Ajudar as pessoas. Isso é algo que me dá muito prazer.

5


zo o m

A FONTE

DA JUVENTUDE

Mariá Giuliese, psicóloga de formação, atua como diretora de

uma consultoria especializada em aconselhamento profissional

e apoio à transição de carreiras. Uma ocupação tão ligada às

questões mais contemporâneas e desafiadoras das transformações

do mundo do trabalho merecia ser refletida em um

tratamento absolutamente atual, que contemplasse saúde e

estética de uma forma equilibrada. E foi exatamente isso que

Mariá encontrou no Ateliê Oral. “Por recomendação de uma amiga

cheguei à clínica”, lembra. “Ganhei um sorriso que está em

completa harmonia comigo.”

A necessidade mais imediata era um implante, mas na origem de

seus problemas havia o bruxismo, um ranger de dentes durante

o sono que perturbava seu descanso e desgastava os dentes.

Em uma primeira fase, foi indicado um aparelho ortodôntico para

aliviar a tensão da mandíbula e ajudar a modificar a mordida.

“Com o aparelho, a mastigação, a postura e a respiração foram

também se alterando”, atesta Mariá, que tinha uma grande

preocupação com esses aspectos tão importantes para o bemestar.

O tratamento estético complementar indicou a realização de

uma plástica gengival e, por fim, as porcelanas sobre os dentes.

“Vários profissionais me atenderam, todos sempre envolvidos

com o resultado final, um clima que dá muita segurança”,

acentua Mariá ao rever mentalmente todo o processo.

Outro aspecto que ela ressalta é a naturalidade da transformação

do sorriso. “As pessoas me dizem: ‘Como você

está bonita! Parece mais jovem’, mas não sabem precisar

o que mudou, se foi uma plástica ou uma mudança no

cabelo”, conta feliz. “Considero que estou mesmo mais

rejuvenescida, à medida que me sinto melhor, durmo mais

profundamente, e sorrio mais.”

Mariá continua usando o aparelho para dormir tranqüila. “Ele

evita que eu trave o maxilar”, fala. “E como evita o desgaste

dentário, também protege o trabalho estético”.

As pessoas me dizem: Como você está mais

jovem!, mas não sabem precisar o que mudou, se foi

uma plástica ou uma mudança no cabelo.

primeira consulta final do tratamento

PLÁSTICA GENGIVAL

Intervenção utilizada para corrigir a desproporção entre

dentes e gengiva. Indicada quando o sorriso é gengival,

como acontecia com Mariá, ou seja, há mais gengiva que

dentes à mostra. A reescultura na gengiva expõe áreas

dos dentes antes encobertas. O tratamento estético fica

completo com a colocação de facetas de porcelana.

Foto Samantha Dalsoglio

9


sm i l e

ATENDIMENTO MAIS QUE COMPLETO

O Ateliê Oral ficou conhecido por um trabalho diferenciado na área de

Odontologia Estética, mas hoje é também um completo Centro de

Odontologia que oferece excelência em todas as especialidades

Foto Mario Castello

Em seus vinte anos de história, o Ateliê Oral se firmou como um centro

de excelência na Odontologia Estética pela maestria em lapidar sorrisos.

Para garantir a qualidade, conforto e oferecer um resultado diferenciado,

a proposta foi se expandindo e a equipe cresceu abarcando

novas especialidades. Hoje, o Ateliê traz atendimento completo em

todos os tipos de tratamentos dentários, todos eles oferecidos com o

diferencial de sempre: talento aliado a tecnologia. Ou seja, os melhores

especialistas pilotando as técnicas e equipamentos mais modernos. Só

sorrindo para os resultados que eles obtêm!

A consolidação das parcerias

A equipe completa

em um mesmo dia, acelerando o tratamento. Mas o atendimento multidisciplinar

é responsável por um novo patamar de qualidade clínica: a

visão complementar permite um diagnóstico mais apurado. “A equipe

se reúne, discute os casos e, juntos, buscamos a melhor solução sob

todos os pontos-de-vista“, explicam os Marcelos. E como são opiniões

que refletem a experiência de profissionais absolutamente atualizados

e bem informados, as soluções apontadas são, muitas vezes, inovadoras,

resultando em tratamentos diferenciados para os pacientes.

Tecnologia ao alcance

dos melhores talentos

O pool de especialidades e tratamentos oferecidos na clínica da João

Lourenço não surgiu de repente e tem também a sua história. Ao longo Individualmente, os profissionais que trabalham no Ateliê se destacam

do tempo, Marcelo Kyrillos e Marcelo Moreira estabeleceram parcerias e pelo uso de modernas técnicas e equipamentos. Assim, para pilotar o

colaborações com os mais renomados profissionais de cada área. O que microscópio eletrônico em cirurgias gengivais, está com o periodontista

de início era uma rede de indicações foi evoluindo e a clínica passou a Glécio Vaz de Campos, introdutor da técnica de microcirurgia perio-

incorporar o oferecimento de uma especialidade, de outra, até chegar ao dôntica no Brasil. À frente da implandontia, estão o Marcos Pitta e o

10 ponto atual, com a oferta integrada, em um mesmo endereço, de qualquer catedrático Mario Groisman, destacado difusor da osseointegração no 11

tratamento odontológico que for necessário. Hoje a equipe possui 21 den- Brasil desde 1984, quando trouxe novas técnicas de implantodontia da

tistas, 1 terapeuta linfo-energética e 6 protéticos – sem contar os 28 pro- Suécia. No comando das cirurgias ortognáticas buco-maxilo-facial, o

fissionais de áreas de apoio. O atendimento engloba as seguintes espe- odontocirurgião Marcos Pitta, pioneiro no Brasil em procedimentos que

cialidades: estética, prótese, endodontia, periodontia, cirurgia ortognática suavizam a recuperação pós-operatória, usando técnicas inovadoras

buco-maxilo-facial, implantodontia, ortodontia, ortopedia, dor e disfunção desenvolvidas na Universidade de Baylor (Texas, EUA). E realizando

da articulação temporomandibular (ATM), odontopediatria, prevenção. canais em apenas uma consulta com toda a precisão propiciada pelo

Para o cliente, o resultado imediato é o conforto, a integração do aten- microscópio eletrônico, o Ateliê conta com o Endogroup comandado

dimento, e facilidades como a possibilidade de agendar várias etapas por Mario Zuolo, endodontista precursor da técnica no Brasil.

Entrosamento, habilidade e técnica: esse é o diferencial do time do Ateliê Oral: ESTÉTICA E PRÓTESE: Marcelo Moreira, Marcelo Kyrillos, Luis Calichio,

Tatiana Welker, Elessandra Santana, Andrea Ottoni Jehdian e Carina Ferreira. ENDODONTIA: Mario Zuolo, Cristina Carvalho e José Eduardo de Mello

Júnior. PERIODONTIA: Glécio Vaz de Campos e Carolina Bin. CIRURGIA ORTOGNÁTICA BUCO MAXILO FACIAL: Marcos Pitta, Gustavo Issac Giordani

e Aluizio Galeano. IMPLANTODONTIA: Marcos Pitta e Mário Groisman. PREVENCÃO E ODONTOPEDIATRIA: Gabriela Schneider. ORTODONTIA: Laura

Pereira e Juliana Romanelli. ORTOPEDIA, DOR E DISFUNÇÃO DE ATM: Wilson Aragão e Arnaldo Scarlati.


st o r e

A camiseta que vale sorrisos

Sorrisos nascem quando sonhos são tornados possíveis. Porque acredita nesta idéia, o Ateliê Oral entrou na

campanha lançada pela BOBSTORE: a Fashion For a Smile é uma coleção de camisetas femininas cuja venda será

integralmente revertida para um projeto social, o Amigos Para Sempre. Mantido pela BOBSTORE em parceria

com a Visão Mundial. O projeto beneficia a comunidade de Canapi, Alagoas, município que é um dos lanterninhas

no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no Brasil. Com os fundos arrecadados, será construído o

primeiro dos três módulos de um centro educativo que atenderá cerca de 2.000 crianças da cidade.

As camisetas podem ser compradas nas 34 lojas BOBSTORE espalhadas pelo País – que estão listadas

no site www.fashionforasmile.com.br. Os clientes do Ateliê Oral podem também comprá-las na própria

clínica – facilitando o apoio a uma boa causa!

A harmonia dos vasos & cia

Danielle Winitz e várias personalidades já estão vestindo essa camiseta.

Um ambiente acolhedor, repousante...

Plantas e vasos do Ateliê Oral foram

pensados pelo paisagista Marcelo

Bellotto para compor um cenário

favorável à dissipação das tensões

da espera e dos intervalos entre as

etapas do tratamento. Tudo tem uma

intenção: o espelho d’água acalma com

seu barulho e movimento. No pergolado,

uma área intimista que também serve de

fumódromo, odores emergem de flores

como o jasmim.

No saguão principal, uma árvore se integra

aos sofás e mesas. “A nêspera foi preservada

e valorizada. No seu tronco, na altura dos

olhos, fixei orquídeas”, conta Bellotto.

sK i n

LASER DE RUBI

dá excelentes resultados ao ser aplicado

em manchas senis. São necessárias em

média três sessões com intervalos de 30

dias. A aplicação é rápida e muito pouco

incômoda.

LUZ PULSADA

para manchas mais difusas em peles

mais claras. Pode ser associado ao laser

de rubi na mesma aplicação. São necessárias

em média 4 a 5 sessões, sempre

com intervalos mensais

12

LASER DE ALEXANDRITE

em média 3 a 4 sessões para manchas

pontuais.

13

aliados para uma pele

LASER DE ERBIUM

FRACCIONADO FRAXEL

age nas manchas, mas é responsável

também por uma melhora do colágeno.

Necessárias em média 4 sessões, com

intervalos mensais, com excelentes resultados

para o viço e a textura da pele.

Bastou nascer, para começar a envelhecer... Pode parecer radical pensar assim, mas a

vida é um processo, e o suceder das etapas é inevitável. Depois do crescimento e do

auge da juventude, o envelhecimento começa a acontecer. Na pele, ele se inicia aos 25

anos. Mas não do nada: tem a ver com o estilo de vida, com tudo que se fez até ali.

A exposição ao sol, ao vento e à poluição têm um efeito cumulativo e aos poucos vai

se revelando como marcas. As manchas que aparecem aos 30, 40 anos, por exemplo,

“O médico pode finalizar a sessão realizando

são também efeito dos prolongados dias na praia com a turma entre os 15 e 20 anos.

um peeling de ácido retinóico”, explica Vila-

Contra o envelhecimento da pele, vale se proteger diariamente com um filtro solar.

rinho. Para preparar e prolongar resultados,

Mas quando os sinais do tempo aparecem, os tratamentos dermatológicos são bas-

os tratamentos a laser devem ser combinatante

eficazes. “As aplicações de laser podem ser indicadas”, explica a dermatologista

Dalsoglio

dos a uma rotina de uso de ácidos e, claro,

Vasos e plantas levam a assinatura de Bellotto

Adriana Vilarinho. Existe uma gama de aparelhos, vedetes nas clínicas, com indicações

filtro solar diário. De praxe!

Os vasos são de fabricação exclusiva do Bellotto, quem quiser conhecer os vasos

Samantha

ou os projetos de paisagismo, entrar em contato pelo site: www.marcelobellotto.com.br específicas como orienta a especialista: Foto

Adriana Vilarinho - www.avdermatologia.com.br


sP e c iA l

Foto Samantha Dalsoglio

Pronta para

as câmeras

O scouter está lá no shopping fazendo

o trabalho dele: encontrar pessoas para

indicar a trabalhos de figuração em filmes e

TV e, também, modelos para as passarelas,

para o mercado da moda e da beleza.

Seu olho treinado procura mais do que

um rosto bonito: os escolhidos devem ser

fotogênicos, possuir carisma, poder de

atração, qualidades que podem estar ainda

meio escondidas nas adolescentes.

Naquela tarde, o acaso (ou será o

destino?) leva Michelle Carvalho, 15 anos,

ao mesmo shopping. A proposta de fazer

um book, que podia ser uma cantada

(nunca se sabe!) ou ser recebida com

desinteresse por outra menina, cai sob

medida para a realização de um sonho e

a efetivação de um talento. Nasce assim

uma nova carreira.

“Menos de seis meses depois, fui para

Nova York, ser apresentada a fotógrafos

e estilistas”, conta Michelle, consciente

da pitada de sorte que é conseguir chegar

lá, tão rápido.

Mesmo a beleza mais natural pode ser

lapidada. A de Michelle requereu um

acerto no sorriso, um cuidado que

acentuou a sua feminilidade. Ela já vinha usando aparelho para

corrigir o posicionamento dos dentes, mas havia algo mais a ser

feito. Uma cirurgia plástica na gengiva deixou as faces mais visíveis.

Fragmentos de porcelana corrigiram pequenas imperfeições,

o clareamento cuidou de dar brilho. Enfim, o sorriso de

Michelle está pronto para ser registrado pelas câmeras dos mais

exigentes fotógrafos.

“A verdade é que antes eu tinha vergonha

de escancarar a boca! Hoje sou meio hiena,

como brinca minha tia”

conta Michelle. Os cuidados maiores com o físico agora vêm com

a musculação, para definir o corpo, e o alongamento, que pode

ajudá-la a ganhar mais alguns centímetros.

Novidade!

FRAGMENTOS DE PORCELANA

uma inovadora técnica que promove grande mudança estética

– com o preenchimento de espaços e a mudança de formato

– sem que nenhum desgaste seja feito na superfície dentária.

primeira consulta final do tratamento

15


16

Existe

hora certa de colocar

aparelho em uma criança?

Toda mãe e pai ficam inquietos e preocupados quando vêem os amiguinhos

dos filhos usando aparelho. Será que não é o caso de o seu filho que tem, por

exemplo, os dentes espaçados, colocar um também? Vale a pena levar a dúvida

logo para o dentista que acompanha a criança. Afinal, é importante ter em mente

que o tratamento ortodôntico e/ou ortopédico realizado em uma criança tem o

benefício da precocidade da intervenção, quando o desenvolvimento ainda não

se completou e as conseqüências de hábitos bucais nocivos podem ser evitadas,

minimizadas, ou revertidas. Muitos fatores estão relacionados no desenvolvimento.

O bebê primeiro tem um impulso natural de sugar para ser amamentado, mas

na seqüência a criança adquire e desenvolve outras funções bucais, como a

mastigação, a deglutição e a fala. Se essas funções são realizadas adequadamente,

direcionam e estimulam o crescimento de forma a contribuir para o estabelecimento

normal das estruturas faciais. Mas o costume de chupar dedos ou usar chupeta; a

respiração bucal; a postura inadequada da língua ou o bruxismo podem levar a um

desenvolvimento ósseo-muscular alterado, como um desequilíbrio das funções dos

lábios, língua e bochechas. Pode ser hora de agir, já que o desequilíbrio na fase

de crescimento permite uma maior fixação neuromuscular dessas funções bucais

de modo inadequado, iniciando hábitos nocivos que podem se tornar um padrão

pessoal. E é aí que a atenção e a opinião do especialista faz toda a diferença...

Assim, se os pais percebem algum problema de fala, deglutição, respiração

ou, ainda, estético, devem pedir ajuda. Caberá ao ortodontista e odontopediatra

avaliar a indicação do uso imediato de um aparelho ortodôntico preventivo ou

aparelho ortopédico funcional ainda na fase dos dentes de leite. É bom lembrar

que estas questões – em especial as estéticas ou as dificuldades de fala –

afetam rapidamente a criança, o que acaba por afetar seu comportamento

e o modo como se relaciona com as demais pessoas. A indicação feita na

hora correta evita problemas maiores, que exijam tratamentos mais

complexos nos dentes permanentes.

Dra Gabriela Schneider - Responsável pela Odontopediatra

e Dra. Laura Pereira - Responsável pela Ortodontia

Ateliê OrAl: a técnica e a arte

de aperfeiçoar sorrisos

Odontologia Estética

Cirurgia Ortognática

Terapia Lympho-Énergie

Ortodontia

Periodontia

Para mais informações sobre as especialidades do Ateliê Oral,

acesse www.atelieoral.com.br ou pelo telefone 11 3040.8888

Odontopediatria

Endodontia

Implantodontia

Prevenção e Manutenção

Disfunção Temporomandibular

More magazines by this user
Similar magazines