professor-leitor: uma história de vida - Programa de Pós-Graduação ...

ple.uem.br

professor-leitor: uma história de vida - Programa de Pós-Graduação ...

E diz ainda que a precariedade de tal situação costuma ser resumida nos

clichês e em conceitos que afloram quando vêm à baila temas que relacionam jovem,

professor, escola, literatura e similares... (idem, p.11-12)

Enquanto esses clichês (por exemplo, que aluno só lê obrigado, pois prefere as

imagens prontas da tv a um livro) e conceitos (que literatura serve apenas para

transmitir valores formativos de caráter e cumprir requisitos do vestibular) não forem

abandonados pelos professores - que devem procurar motivar ao aluno para o ato

prazeroso da leitura de literatura - as propostas que eles julgam ser motivação para o ato

prazeroso e solitário da leitura, não passam de meras atividades para preencher leituras

rasas. Eis um problema que, segundo a professora/autora acima citada, urge ser

discutido nas reuniões pedagógicas.

E virtualmente indagando Calvino (1998) sobre qual seria a função da leitura de

literatura para o profissional que trabalha com a disciplina de Literatura no ensino

médio, ouviríamos que numa época em que outros media triunfam, dotados de uma

velocidade espantosa e de um raio de ação extremamente extenso, arriscando reduzir

toda comunicação a uma crosta uniforme e homogênea, a função da literatura é a

comunicação entre o que é diverso, não embotando mas antes exaltando a diferença,

segundo a vocação da própria linguagem escrita. (idem, p. 58)

Ao professor de literatura delega-se a dura tarefa de despertar seu educando para

o gosto pela leitura de literatura, uma arte que além de dar prazer, humaniza, pois traz

valores da própria vida, visto esta nascer de uma realidade recriada, mas que serve

como fonte para a libertação de muitas amarras pelas quais os seres humanos se

deixam envolver em seu cotidiano. Diferentes são os alunos, portanto, diferentes

podem ser as leituras de um mesmo texto, visto cada um ler o que quer, às vezes,

embora o dito na obra não seja aquilo que estava escrito. E ainda ao professor compete

36

More magazines by this user
Similar magazines