ANY MAGAZINE

luishun

Edição 4 da Any Magazine, revista digital que fala sobre cinema, games, animes, série e tudo que envolve as artes visuais com conteúdo.

Digital Magazine that talks about games, series, animes and cinema.

Acesse tambem www.projetoany.wordpress.com e se mantenha informado das novidades da revista.

Entre as melhores cenas temos a

da mãozinha. Como falar de Evil Dead

e não falar da mãozinha. A partir de um

momento do filme Bruce arranca sua

mão fora pois ela estava endemoniada,

porem sua mão continua viva, e o ataca,

e pior... da uma surra em Bruce. Essa

cena é uma das mais cômicas do cinema,

mas é muito boa, inesquecível. Depois

disso nosso herói resolve dar uma de

McGaiver e coloca uma serra elétrica no

lugar da mão. Algo surreal para a época,

nunca antes tentado, mas que funciona

no longa.

Ash pega sua serra elétrica no lugar

da mão, serra o cano de uma Shotgun

e sai pro pau com o Demônio. A caçada

é frenética, e acaba com Bruce junto

com o demônio caindo em um vortex

do tempo, onde ele vai parar na idade

media dominada por demônios, onde

temos nosso terceiro e ultimo capitulo

desse arco épico.

Em Army of darkness(Vulgo Evil

dead 3) Ash é transportado para 1400

AC onde hordas de demônios comandam

a Terra. Sua missão? Salvar a população

e recuperar o livro Necromanicon. O

terceiro filme é o mais raso e o mais

focado na ação, mudando um pouco

da vertente inicial do filme. É meio

ANY MAGAZINE 15

que se o Raimi dissesse “já que eles

gostaram do trash, daremos o trash”.

As cenas são mais malucas que no

segundo filme, e as cenas com Ash

continuam as melhores. No filme Ash

usa suas táticas modernas de combate

para derrotar a horda de demônios. O

destaque diferenciado do filme é a trilha

composta por Danny Elfman(criador da

abertura dos Simpsons) que ficou muito

bem feita.

Como disse antes, o filme já

idolatra Bruce Campbell, já exagera e

meio que força o expectador a aceitar

que Bruce é foda, e não tem desculpa.

É o pior filme da trilogia em minha

opinião, mas que não deixa de ter bons

momentos.

Resumindo, Evil Dead é estupro

da arvore, demônios, sangue, mais

sangue, motosserra, risadas, Raimi e

Bruce Campbell. Tudo isso muito bem

dosado e de maneira muito bem feita.

Basicamente Evil dead é um filme

obrigatório, um manual do gore, um guia

do trash.

REMAKE

Voltando para 2013, vamos falar um

pouco sobre o remake que Fede Alvarez

realizou. O filme segue o mesmo modelo

do original, 5 amigos em uma cabana

no meio da floresta lêem um livro dos

mortos que traz um demônio de volta a

vida, e esse demônio começa a possuir

COMPARATIVO DA MESMA CENA NO ORIGINAL E NO REMAKE

e matar um a um até sobrar somente um

vivo.

O filme tem algumas diferenças,

primeira é o fato do protagonista ser

uma mulher chamada Mia. Não temos

referencias a Bruce nesse remake, o que

em minha opinião é um ponto negativo.

O filme é muito mais sóbrio,

sombrio e focado no terror. Não foi

usado nenhuma computação gráfica, foi

mantido o mesmo estilo usado no original,

somente maquiagem e muitos galões de

sangue falso.

As referências ao original são

fortes e muito interessantes, vão desde

uma frase, passando pelo carro usado e

culminando no roteiro do filme. Fede disse

que o filme tentaria ser mais aterrorizante

que o original, não tentaria ser cômico.

Temos cenas cômicas no remake, mas

achei gratuitas e desnecessárias.

A tentativa de fazer um terror aos

moldes modernos não é tão positiva.

O filme é bom mas não assusta, não

te faz pular da cadeira. Temos muitas

adaptações de cenas clássicas e muitas

cenas novas, porem o susto não vem, o

filme é gore ao extremo, mas não te faz

pular da cadeira.

O remake é bom, mas não se

compara com o original. O filme é uma

tentativa de assustar usando os moldes

do filme de 81, mas falha nesse ponto.

Como um filme Gore é ótimo, é uma

ode ao original, mas como disse antes,

CINEMA

não assusta, não da medo. Vale muito

apenas assistir o filme e torcer para

termos continuações, pois Evil Dead

nunca é demais.

CURIOSIDADES

1.Foram usados mais de 200 litros de sangue

no filme original

2.O filme foi filmado em uma cabana

abandonada de verdade.

3. As cenas do ponto de vista do demônio

foram filmadas com a camera sobre uma

“carrinho” e Bruce e Raimi empurrando ela.

4. O filme original teve estreia em 1981,

mas saiu no Brasil somente em 1989.

5.Como Raimi não conseguiu o direito de

repassar cenas do primeiro filme em Evil

Dead 2, ele refilmou todo o começo do

filme para explicar como Bruce foi parar na

cabana.

6.As cartas na mesa do remake são identicas

as usadas no original.

7.O carro usado no remake é o mesmo do

filme original, e esse carro(1973 Oldsmobile

Delta 88) tambem aparece em outros filmes

de Raimi como Homem Aranha, Arraste-me

para o inferno, etc.

ANY MAGAZINE 16

More magazines by this user
Similar magazines