Views
5 years ago

É preciso escolher: paternalismo ou protagonismo? - Corpo de ...

É preciso escolher: paternalismo ou protagonismo? - Corpo de ...

É preciso escolher: paternalismo ou protagonismo? - Corpo de

Colaborador Maj BM Josenildo Acioli Bento: - Graduado em Administração de empresas pela UFRN; - Chefe da Seção de Vistorias e Investigação de Sinistros - SVIS/SERTEN; - Pós-Graduação – Especialização em Gestão contra sinistros pela Universidade Estadual Ceará – UECE; - Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais – Corpo de Bombeiros Militar do Ceará. É preciso escolher: paternalismo ou protagonismo? Recentemente realizei uma pesquisa com 386 gestores do sudeste e verifiquei que a maioria absoluta deles se percebe como racional, isto é, pouco emocional, no seu cotidiano. Outra pesquisa, também recente, de Motta e Caldas, realizada com 2500 dirigentes e gerentes de 520 empresas de grande e médio porte do sudeste e sul do Brasil, mostrou que o estilo brasileiro de liderar é o paternalismo. Ainda neste estudo, os principais traços da administração brasileira, apontados por estes gestores, foram: 88% concentração de poder, 77% paternalismo; 76% dependência, 71% lealdade às pessoas; 69% impunidade, 67% postura de espectador etc. Segundo o dicionário Aurélio: paternal é próprio de pai. O paternalismo ocorre quando uma pessoa decide por outra, colocando limites à autonomia individual daquela. Geralmente, o objetivo explícito é ajudá-la. A intenção é louvável, resta saber se esta ajuda é a mais adequada. A nossa sociedade cultua, desde cedo, a realização e a felicidade através do prêmio sem esforço. É grande a audiência de programas que premiam pessoas pobres. Ganhar na loteria é o sonho da maioria das pessoas. Por outro lado, o trabalho é ensinado, em muitos lares, como um sacrifício ou a única saída digna para quem não teve sorte na vida, de nascer num lar rico, de se casar com um milionário ou de ganhar na loteria. Num dia destes, eu organizava uma palestra com a profissional de uma grande empresa e ela me contou que, nas palestras anteriores, por melhor que fosse o tema, a audiência só era expressiva quando havia sorteios ao final. Isto me fez refletir. Excesso de autoridade dissimulado – As empresas paternalistas complementam esta visão cultural e se tornam protetoras dos seus empregados, atuando com excesso de complacência com os seus erros, dando benefícios não merecidos e dando-lhes afeto, e em troca, cobram lealdade e respeito. Isto se encaixa no que Maria Tereza Fleury denomina mito da grande família, que revela as duas faces presentes nas relações de trabalho: a visível, de solidariedade, de cooperação; e a face oculta, da dominação e submissão. Isto confirma a outra versão do Aurélio, de que o paternalismo é a tendência a dissimular o excesso de autoridade sob a forma de proteção.

Modernizar é preciso - INDA
LARGAR AMARRAS É PRECISO - APAT
É preciso anunciar a salvação aos povos das - Por Cristo Vou
96gestãoeconomiacriativa ''É PRECISO T ... - Lala Deheinzelin
NÃO É PRECISO SER O MAIOR PARA SUBIR MAIS ALTO - CCT
Para vender é preciso seduzir. - Empreend
Pressão agora é no adversário Bota só precisa ... - Brasiliense
Economizar é preciso - Canal : O jornal da bioenergia
MÃE! E A TIA LÚ? É MENINO OU MENINA? – CORPO ... - UFLA
Os dados desta pesquisa mostram que é preciso ... - Fundação Abrinq
Agora é preciso correr + para ganhar o futuro!... - a melhor opção ...
Não é preciso ser novo para estar em forma - Scania Portugal
“Para viver melhor é preciso mudar muito” - Partido Social Democrata
1 Características Corpo Docente Experiência Insper Experiência ...
CONSERVAR TAMBÉM É PRECISO - Bresser Pereira
O que é preciso para se refazer um corpo - Cebela
“Navegar é preciso, viver não é preciso”: risco no ... - Eu Fumo
Um olhar intertextual em: “Navegar é preciso, viver não é preciso”
É preciso a–cor–dar! - Gidion
66.Qual Poder é preciso defender - Bresser Pereira
Educomunicador é preciso. - USP
Não é preciso zangar-se. Todos nós temos as nossas ... - INSP1
É preciso ter coragem para mudar, seja cliente ... - BW Contabilidade
Inventar não é preciso - Desvirtual
“NAVEGAR É PRECISO, VIVER NÃO É PRECISO.” - Colégio de ...