Views
4 years ago

1 Os feminismos latino-americanos e suas ... - Fazendo Gênero

1 Os feminismos latino-americanos e suas ... - Fazendo Gênero

São Paulo, intitulado

São Paulo, intitulado curso de oratória Rui Barbosa, coordenado pela União Brasileira de Escritores. Tal formação permitiu-lhe atuar em várias peças no Teatro de Arena (fundado em 1956), sendo uma das principais, o grande sucesso Arena Canta Zumbi. Fez trabalhos também em televisão. Por sua contribuição financeira – e de mais dois outros ativistas – foi publicado o primeiro volume da série “Cultura Negra”, organizada pela Associação Cultural do Negro. Esta atriz, cantora e declamadora foi uma das responsáveis pelos festejos do centenário de nascimento de Cruz e Souza, organizado pelo mesmo grupo, em 1961. Seu intenso ativismo iniciado nos anos quarenta transformaram-na em figura referencial sobre as questões dos afro-brasileiros. Passou a ser presença obrigatória em debates de jornais, universidades e programas de televisão. Uma de suas grandes atuações foi a fundação da livraria Contexto em São Paulo, especializada em livros de cultura negra, história da África e relações raciais. Foi uma das primeiras casas em seu gênero no país. Durante anos, a Contexto foi ponto de encontro da intelectualidade afro-brasileira na capital paulista, até os anos oitenta. Para onde acorriam os ativistas do movimento social negro durante o intenso período dos anos setenta em São Paulo. Assim, o nome de Nair Theodora Araújo se faz presente em diferentes e referenciais atividades principalmente no teatro da cidade de São Paulo – entre o final dos anos quarenta e a década de oitenta. Sua trajetória sempre esteve associada à meta da valorização dos afro-brasileiros e à destituição do racismo. A livraria fundada por ela, segue sendo dirigida por sua filha, na capital paulista. ANTONIETA DE BARROS: O ano de 1948 marca a volta ao cenário político de Antonieta de Barros. Como membro da Assembléia Legislativa eleita pelo Partido Social Democrático, Antonieta se dedicava à melhoria do ensino, à criação de concursos para professores, como também propunha a instituição de bolsas de estudos para cursos superiores. É na efervescência daquela década que vamos tê-la, em Florianópolis, como a primeira mulher negra eleita deputada estadual constituinte. no país, em 1935. Note-se que apenas no ano anterior o direito ao voto, para as mulheres, havia sido outorgado. Ainda assim, ela recebeu 35.484 votos. O golpe do Estado Novo, fechando o Congresso Nacional e as Assembléias Legislativas, pôs fim ao sistema democrático provocando o encerramento de seu mandato. A preocupação com o 4

engrandecimento da Pátria foi uma constante na lide política desta mulher que fez do jornalismo e da educação suas cátedras de conscientização. Em seu livro Farrapos de Idéias, que veio a público em 1937 - como uma compilação de artigos publicados no jornal A República, aos domingos - a autora defendia o seguinte ponto de vista : “Um povo é grande não só pelo seu espírito trabalhador, mas também, principalmente pela sua cultura. Daí a necessidade de se chegar às massas, a possibilidade de ir alem da alfabetização que é muito mas não é tudo. Daí a necessidade de se tornar acessível aos que não tem o ouro sonante - mas o ouro que não se compra o da inteligência – uma cultura superior” 8 E dessa cultura de massas... esperamos que surjam pátrias maiores por uma humanidade melhor” (Barros, 2001: 23). O texto de Antonieta de Barros nos mostra sua luta pela formação do povo, para além da educação básica. Uma cultura que todos o as camadas da população pudessem compartilhar de foram igualitária era o seu pleito Como intelectual, Antonieta pertenceu ao Centro Catarinense de Letras, instituição literária da década de vinte. Poetisa publicava em jornais locais, sob o pseudônimo de Maria da Ilha. Dirigiu a publicação Vida Ilhôa. Entre 1922 e 1927. A professora de Português, de Psicologia e jornalista foi responsável pelo jornal A Semana, de Florianópolis, fundado por ela. Paralelamente, também a partir daquele ano, alfabetizou em casa, crianças de baixa renda da cidade. Esta atividade teve seu curso interrompido apenas em meados dos anos sessenta. O que significa dizer que durante quatro décadas sua atuação pedagógica influenciou diversas gerações. Incansável na sua argumentação por melhores condições educacionais para as crianças oriundas das camadas menos favorecidas da população, assim se expressava. “É lamentável o divórcio existente entre as crianças pobres e o livro... Todos nós temos o dever e o direito do trabalho, mas temos, também, necessidade de cultura para viver, no sentido pleno da palavra...É preciso, portanto que, desde a escola.... a criança contraia o gosto pela leitura, sinta prazer de penetrar, por intermédio do livro no mundo encantado da arte e saber... A iniciativa deve partir dos que dirigem os nossos estabelecimentos primários..” (Barros, 2001: 92) 5

Os feminismos latino-americanos e suas múltiplas ... - UFSC
Relações de gênero, feminismo e subjetividades ... - Fazendo Gênero
Relações de gênero, feminismo e subjetividades ... - Fazendo Gênero
feminismo na cultura juvenil punk. In - Fazendo Gênero 10
Gênero, feminismo e cultura popular. ST 56 ... - Fazendo Gênero
Sujeitos do feminismo: políticas e teorias - ST 06 - Fazendo Gênero
Psicanálise e feminismo - Seminário Internacional Fazendo Gênero
encontrando os feminismos latino-americanos e caribenhos - SciELO
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
Sujeitos do feminismo: políticas e teorias. ST 6 ... - Fazendo Gênero
Do feminismo aos estudos de gênero no Brasil: um ... - SciELO
1 Políticas públicas y movimientos de mujeres en ... - Fazendo Gênero
1 Em virtude do grande número de pôsteres ... - Fazendo Gênero
feminismo negro: notas sobre o debate norte-americano e brasileiro
1 Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
1 Gênero e sexualidade nas práticas escolares - Fazendo Gênero ...
1 Ruídos na representação da mulher - Fazendo Gênero 10
Políticas e Teorias ST. 06 Núbia Regina Moreira ... - Fazendo Gênero
Jovens Feministas: um estudo sobre a ... - Fazendo Gênero
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
viii congresso internacional fazendo gênero “racismo e preconce