Views
4 years ago

Brasileiras no mercado de trabalho na áre ... - Fazendo Gênero

Brasileiras no mercado de trabalho na áre ... - Fazendo Gênero

Brasileiras no mercado de trabalho na áre ... - Fazendo

Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 Brasileiras no mercado de trabalho na áre metropolitana de Lisboa (Portugal): histórias e relatos de uma vida migrante e suas redes sociais Eder Carlos Cardoso Diniz Migrações internacionais; redes sociais; gênero ST 65 – Os paradoxos das migrações internacionais: suas dimensões étnicas, de classe e de gênero Reflexões sobre o migrante internacional ou transmigrante contemporâneo esse deslocado, átopo ou marginal no contexto local e global tem sido cada vez mais uma constante no meio acadêmico e na mídia. Em seus deslocamentos transnacionais, o transmigrante tem utilizado cada vez mais das redes sociais em suas transposições fronteiriças. No processo migratório são utilizadas e construídas muitas redes ou teias sociais, sendo o ato de migrar um processo coletivo e que envolve vários atores e fatores sociais (sociais, culturais,políticos e econômicos). O processo transmigratório de brasileiros à Portugal não é diferente. Homens e mulheres buscam nas redes sociais apoio, solidariedade num mundo que já não é tão desconhecido como se pensa. A migração envolve sempre um grande investimento que pode ser material, cultural, social e de relações de interesse. Entre os que saem, os que ficam ou entre os que chegam e os que estão, as redes são extremamente importantes. Muito do processo migratório, ou seja, a sustentabilidade e a sobrevivência são estratégias que estão inseridas na vida social e na produção econômica que por sua vez depende muito das redes sociais (Fazito, 2002). A rede social consiste no conjunto de pessoas, organizações ou instituições sociais que estão conectadas por algum tipo de relação. Uma rede social, em virtude do processo em torno do qual ela se organiza, pode abrigar várias redes sociais ( Soares, 2003). Mulheres e homens sempre migraram, porém as mulheres até recentemente eram invisíveis para os estudos sobre migrações. Não se visualizava o papel extremamente importante das mulheres nas migrações e na complexa rede de relações sociais, sendo também só tardiamente incluída nas teorias gerais das migrações (Assis, 2003). A invisibilidade da feminização no processo migratório deve-se inicialmente ao fato da influência da Escola de Chicago, que até meados da década de 1960, centrava suas análises nos processos de adaptação, aculturação e assimilação dos grupos migrantes, não dando qualquer atenção a questões de classe, gênero ou grupo étnico.

Mercado de Trabalho - Associação Nacional dos Aposentados e ...
cartilha mercado de trabalho - Senge-MG
Brasileiros se preparam para conquistar o mercado asiático, o ... - IEL
O Mercado Brasileiro de Redução de Emissões O Mercado ...
Estudos para o desenvolvimento do mercado de capitais
Conheça mais sobre o atual Mercado Brazileiro - CIMLOP
Mercado de trabalho e competitividade, O - Banco de Publicações ...
Satélite CBERS - Aplicações no Mercado Brasileiro - INPE-DGI
Economia Brasileira Perspectiva--PT--17ed
Do Laboratório para o Mercado - IV Simpósio Brasileiro de Óleos ...
Sociedade Brasileira de Cardiologia - Rede Nossa São Paulo
Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde ...
Perspectivas da economia brasileira
Orientações para O trabalhO nO exteriOr - Brasileiros no Mundo ...
Download do Trabalho - Fazendo Gênero - UFSC
Download do Trabalho - Fazendo Gênero - UFSC