Views
5 years ago

Download do Trabalho - Fazendo Gênero

Download do Trabalho - Fazendo Gênero

Download do Trabalho - Fazendo

Fazendo Gênero 9 Diásporas, Diversidades, Deslocamentos 23 a 26 de agosto de 2010 VIOLÊNCIAS CONTRA AS MULHERES E A LEI MARIA DA PENHA: PROBLEMATIZAÇÕES SOBRE AS ARTICULAÇÕES ENTRE GÊNERO E RAÇA Raquel da Silva Silveira 1 Henrique Caetano Nardi 2 Claudia Gay Barbedo 3 A violência contra mulher foi por séculos vivida de forma silenciosa e individualizada, garantida pelos princípios da inviolabilidade do mundo privado. Na história brasileira, a qual sofreu forte influência do Direito Romano, a família era organizada sob o princípio da autoridade marital, ou seja, a mulher casada era totalmente subordinada ao marido, este princípio era denominado de pater famílias (Gonçalves, 2010). Esta configuração jurídico-cultural elegia um modelo de família hierarquizado e patriarcal. A mulher casada, além de ser submissa ao marido, ainda ficava sob a autoridade total e exclusiva deste, sendo a violência uma das expressões dessa desigual forma de relacionamento entre homens e mulheres. Em sua análise sobre o contrato sexual do casamento e a subordinação das mulheres, Pateman (1993, p. 100) denuncia o ocultamento histórico dos processos de escravidão, no qual “as primeiras escravas foram mulheres”. Ao invés de serem mortas, as mulheres eram escravizadas em virtude de poderem ser usadas sexualmente e serem reprodutoras de mão-de-obra escrava. Inserido nesse contexto histórico de dominação masculina, o movimento feminista foi responsável por denunciar a violência contra mulher como algo de dimensão pública e coletiva, tendo lutado para incluí-la na agenda política das violações de Direitos Humanos. Todavia, somente em 1993 a questão da igualdade de gêneros foi explicitada na Conferência dos Direitos Humanos de Viena (Soares, 1999). Assim sendo, o discurso jurídico sobre a violência contras mulheres no âmbito das relações de intimidade compreendida como violação de Direitos Humanos é algo muito recente nos jogos de verdade do mundo ocidental. Também no ano de 1993 aconteceu o Seminário Nacional de “Políticas e Direitos Reprodutivos das Mulheres Negras” 4 (López, 2009), um dos primeiros eventos brasileiros a abordar as especificidades da violência contra as mulheres negras. No campo teórico, os estudos de gênero têm sido profícuos, produzindo grandes embates políticos (Haraway, 2004). 1 Psicóloga, Professora do UNIRITTER, Mestre e Doutoranda em Psicologia Social e Institucional/UFRGS. 2 Médico, Professor de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional/UFRGS. Doutor em Sociologia. 3 Advogada, Professora do UNIRITTER, Mestre em Ciências Criminais/PUCRS. 4 Este evento foi organizado pelo Geledés – Instituto da Mulher Negra de São Paulo. 1

Faça o download da revista completa - UniFil
Faça o download da revista completa - UniFil
2º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero - CNPq
Trabalho no Mercosul - Marca do Governo Federal para download ...
Fazer download - Médis
Faça o download - Unisc
Edição 78 download da revista completa - Logweb
Versão em PDF para download - SEESP
Faça o download - Unisc
Clique aqui para download - senai
Download - FGV Projetos - Fundação Getulio Vargas
Download - Gelita
download da versão impressa completa em pdf - anppom
Edição 75 download da revista completa - Logweb
clique aqui para download - Centro Cultural São Paulo
Download do Livro Lucilia Diniz Frente & Verso
Download gratuito - Rafael Arrais @ web