Views
4 years ago

Engenharias no Brasil: mudanças no perfil de ... - Fazendo Gênero

Engenharias no Brasil: mudanças no perfil de ... - Fazendo Gênero

Engenharias no Brasil: mudanças no perfil de ... - Fazendo

Engenharias no Brasil: mudanças no perfil de gênero? 2008 de agosto de 28 a 25 de Florianópolis, Nanci Stancki Silva (UTFPR) 1 Palavras-chave: Engenharia; Gênero; Tecnologia. ST 38 – Ciência, tecnologia e poder: conhecimento e práticas de gênero Gênero 8 Fazendo Gênero 8 Fazendo Gênero 8 Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Corpo, Violência e Poder Corpo, Violência e Poder Corpo, Violência e Poder Fazendo Introdução A participação feminina no mercado de trabalho tem se ampliado nas últimas décadas, todavia as desigualdades de gênero permanecem marcando a presença das mulheres em diversas profissões. Elas ainda enfrentam processos de segregação ocupacional horizontal e vertical de gênero, marcados por discriminação, precarização, guetização, desigualdades salariais e desvalorização profissional. Seu trabalho permanece inserido em uma divisão sexual do trabalho em que suas atividades continuam associadas a atributos que nem sempre são valorizados em termos salariais. A compreensão dos fatores que geram essa desvalorização do trabalho feminino extrapola a esfera produtiva, envolvendo aspectos extra-profissionais. A divisão do trabalho doméstico, a socialização de homens e mulheres e as relações de poder entre os gêneros são aspectos que contribuem para a construção e reprodução dessa desvalorização. Se por um lado, essa é a realidade de um número significativo de mulheres, temos que considerar que esse cenário, para alguns setores femininos, tem sofrido alterações nas últimas décadas. A crescente e constante ampliação da escolaridade feminina tem contribuído para ampliar o espaço de sua atuação no mercado de trabalho, inclusive em profissões que historicamente foram consideradas como espaços masculinos. As profissões científicas e tecnológicas se inserem nesse contexto. Essas carreiras estão associadas a conhecimentos de ciência e tecnologia cuja construção histórica e social foram marcadas por exclusões de gênero que resultaram em campos com predominância masculina, seja pelo perfil de gênero dos seus profissionais ou pela forma como seus conhecimentos se desenvolveram, se estruturaram ou se organizaram. A baixa participação feminina nesse universo ainda é uma realidade, particularmente na Engenharia. Essa reduzida presença de mulheres é um fenômeno que pode ser visto como um corolário da baixa presença feminina nos cursos superiores dessa área. Este trabalho apresenta uma reflexão sobre a participação das mulheres na Engenharia no Brasil, analisando processos de permanências e mudanças no que tange à participação nos cursos superiores de Engenharia e na distribuição de gênero dessa carreira profissional.

Mudança Climática e Saúde: Um Perfil do Brasil - PAHO/WHO
Perfil do Trabalho Decente no Brasil - International Labour ...
mulheres ortodoxas ucranianas: mudanças ... - Fazendo Gênero
1 Gênero , Ciências e Tecnologia. ST. 22 Auri ... - Fazendo Gênero
Carmen Angela Straliotto de Andrade - Fazendo Gênero 10
ANTEPROJETO DE DOUTORADO - Fazendo Gênero 10
Escrevendo a história no feminino - Fazendo Gênero
Andréa Pacheco de Mesquita - Fazendo Gênero
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
Violência; Gênero; Ciências - Fazendo Gênero
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Entre a casa e a ...
GÊNERO, MASCULINIDADE E DOCÊNCIA: - Fazendo Gênero
A construção do ideal de masculinidade na ... - Fazendo Gênero
as máscaras do feminino - Fazendo Gênero 10
ST 38 Márcia Maria Severo Ferraz Vera Lúcia ... - Fazendo Gênero
Fazendo Gênero 8 Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder ...
1 Gênero, raça/etnia e escolarização. ST 23 Ana ... - Fazendo Gênero
Ruídos na representação da mulher ... - Fazendo Gênero