Views
5 years ago

Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero - UFSC

Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero - UFSC

Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero -

Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 Entre o feminismo e o “Caso Marie Curie”: como pensar gênero com a radioatividade 1 Gabriel Pugliese (USP) ST 38 – Ciência, tecnologia e poder: conhecimento e práticas de gênero Apresentação O falogocentrismo foi ovulado pelo sujeito dominador, o galo inseminador das galinhas permanentes da história. Mas no ninho com este ovo prosaico foi posto o germe de uma fénix que falará todas as línguas de um mundo virado de ponta cabeça” Donna Haraway O que chamo de “Caso Marie Curie”, é a simbiose das relações que compuseram a prática científica da hoje ilustre cientista, e as dificuldades suplementares que enfrentou num território historicamente masculino. Gostaria de descrever a descoberta da radioatividade sob o signo do “acontecimento” (Deleuze-Guattari, 2005) 2 , descrevendo como a luta desigual a favor de uma ciência foi suscitada pela possibilidade de afirmar “isso é científico”. A questão que gostaria de colocar aqui, diz respeito ao rendimento analítico de mais uma vez a pergunta de partida para os estudos feministas da ciência. Às perguntas: como as relações de gênero constroem a ciência? E, qual a questão da ciência para o feminismo? Gostaria de acrescentar mais uma, que é outra inversão, e que pode ajudar também a responder demais: como a singularidade das ciências modernas constrói relações de gênero? Imagino que a radioatividade, como um objeto da física (campo altamente necessitado de trabalhos), possa me ajudar em tal façanha na medida em que me arrasta para o Gênero da Ciência. E como Marie Curie é um modelo popular de cientista, um mito em que muitas praticantes da ciência se inspiram (Sedenõ, 2006; Schiebinger, 1999) 3 , o seu “caso” pode ser emblemático para a problemática que esbocei, inclusive, para dar um rendimento outro para a discussão. É que o acontecimento da radioatividade pode ser interessante na medida em que ele é objeto de um paradoxo. Ele pode ser objeto de uma veneração de uma ciência, que longe de quaisquer vicissitudes de gênero, e colocado por seus aspectos puramente técnicos e epistemológicos, em cena no laboratório de Marie Curie. Pode-se assim dizer que as relações de gênero só servem para poluir a prática científica, sua objetividade. Entretanto, ao mesmo tempo, pode ser colocado a serviço uma denúncia, de que a ciência não é neutra , privilegiando-se o que aconteceu com Marie Curie e todas as

Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero 10 - UFSC
Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero 10 - UFSC
Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero - UFSC
Corpo, Violência e Poder - Fazendo Gênero - UFSC
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis ... - UFSC
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis ... - UFSC
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Entre a casa e a ...
Fazendo Gênero 8 Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder A mulher sob o ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 – Corpo, Violência E Poder
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...
Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a ...