Views
5 years ago

1 Políticas públicas y movimientos de mujeres en ... - Fazendo Gênero

1 Políticas públicas y movimientos de mujeres en ... - Fazendo Gênero

1 Políticas públicas y movimientos de mujeres en ... - Fazendo

Políticas públicas y movimientos de mujeres en el cono sur desde la perspectiva de género ST15 Silvana Aparecida Mariano Universidade Estadual de Campinas – Unicamp Palavras-chave: feminismo; gênero; políticas públicas . Políticas públicas e perspectiva de gênero: uma abordagem feminista Feminismo e Familismo: enredo sobre Gênero e Políticas Públicas As Associações de mulheres envolvidas nesse estudo são todas organizadas com base em uma referência geográfica, tal como ocorre com as associações de moradores. Na maioria das vezes abrangem mais de um bairro em sua área de representação. Quando essas associações de mulheres surgiram, repetia-se entre elas a tendência presente no Brasil de dar prioridade à luta pela melhoria das condições de vida da família e da comunidade. Desde a década de 80, estudos sobre essa forma de organização das mulheres debatiam a possibilidade de que suas participantes pudessem politizar questões específicas de gênero 1 . O que se colocava, e ainda se coloca em questão, é analisar se as ações dessas mulheres modificam ou reforçam seus papéis tradicionais de esposas e mães. Embora seja ainda bastante significativa a freqüência de demandas dessas associações de mulheres por bens de consumo coletivo, é notório o fato de que as demandas voltadas para questões femininas sejam atualmente a maioria dentre suas indicações de lutas. Houve, portanto, um certo avanço das demandas de mulheres para demandas para mulheres, quando comparadas com as preocupações apontadas como motivo de criação das associações, bem como com as prioridades apresentadas em seus estatutos, onde a mulher aparecia sempre em segundo plano nos objetivos da entidade. Corrobora isso o fato de que algumas dessas lideranças insistem em diferenciar as associações de mulheres dos clubes de mães, mesmo que a maioria não tematize essa questão. As demandas por necessidades práticas, direcionadas aos bens de consumo coletivo e engendradas a partir dos interesses do bairro, têm paulatinamente se 1 Algumas teses pessimistas nesse debate podem ser encontradas em CHIRIAC e PADILHA, 1979; BARROSO, 1982 e SOARES, 1998. Ao contrário, teses otimistas podem ser encontradas em ALVAREZ, 1988 e MACHADO, 1995. 1

Políticas públicas y movimientos de mujeres en ... - Fazendo Gênero
Gênero, políticas públicas e sustentabilidade ... - Fazendo Gênero
1 Gênero e Religião ST. 24 Joice Meire ... - Fazendo Gênero
políticas públicas de enfrentamento a violência - Fazendo Gênero 10
1 Os feminismos latino-americanos e suas ... - Fazendo Gênero
1 Simpósio Temático 01 - Fazendo Gênero - UFSC
A Reforma Política sobre as perspectivas das ... - Fazendo Gênero
1 Em virtude do grande número de pôsteres ... - Fazendo Gênero
Posturas Femininas em uma Escola Pública de ... - Fazendo Gênero
Políticas e Teorias ST. 06 Núbia Regina Moreira ... - Fazendo Gênero
Sujeitos do feminismo: políticas e teorias - ST 06 - Fazendo Gênero
1 Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
1 Gênero e sexualidade nas práticas escolares - Fazendo Gênero ...
1 Perspectivas interseccionais de gênero e ... - Fazendo Gênero
1 Gênero , Ciências e Tecnologia. ST. 22 Auri ... - Fazendo Gênero
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
Gênero, violência e segurança pública ST. 39 ... - Fazendo Gênero
Mulheres Negras - Participação Política - Identida - Fazendo Gênero
Gênero: multiplicidade de representações e ... - Fazendo Gênero
Violência; Gênero; Ciências - Fazendo Gênero
1 Ruídos na representação da mulher - Fazendo Gênero 10
Relações de gênero, feminismo e subjetividades ... - Fazendo Gênero