jni acna con corre - cpvsp.org.br

cpvsp.org.br

jni acna con corre - cpvsp.org.br

jni acna con<br />

Pk — "A redução dos meios de<br />

(tos, no conceito restrito de moeaeiro<br />

em poder do público e<br />

i à vista no Banco do Brasil), e a<br />

i observada nos depósitos á vista<br />

Econômica Federal, nos depósi-<br />

|zo (CDB e RDB) e cm cademepupança<br />

(conceito ampliado de<br />

I: pagamento), é sinal de que a<br />

fa está no caminho certo".<br />

nncntário foi feito ontem à noite<br />

momiíta-chefe da Divisão Atlân-<br />

FMI, Ana Maria Jul. ao final de<br />

k<br />

dia òe trabalho no Banco Cenietando<br />

dados sobre a economia<br />

.. A reduçáo observada na ex-<br />

Jo dinheiro em poder do público<br />

ttos ã vista no Banco do Brasil "é<br />

ra o controle da liquidez e atinge a<br />

« que querer<br />

corre<br />

também<br />

de juros<br />

estimular<br />

M», com re<br />

de bens<br />

FMI náo<br />

com as taxas de infli<br />

centramos tanto em<br />

como fazíamos antes"<br />

evolução das taxas i<br />

resultado das metas<br />

nomia.<br />

Jul lembrou aind:<br />

do Brasil continuar oi<br />

do FMI. O programa<br />

na sana a^ut-uia. *-.i' oa^ci<br />

[Uperávit con<br />

lunciadas oi|<br />

iUtençáo do<br />

dezembro i<br />

tposto de 1<br />

iutos agrícoll<br />

ilmente o Itf<br />

._io - U<br />

i, cacau, rami, sisal, ma-<br />

— 5%; e manutenção da<br />

íbial, com as minidesvalo-<br />

[mpanhando a inflação.<br />

is importações, as faciliivadas<br />

sáo as seguintes:<br />

ipresentaçâo de progra-<br />

Idólares anuais; simplifi-<br />

•ação automática para<br />

il dólares, de ma-<br />

«entes, para<br />

automática.<br />

No outro, o Irá defende um aumento de<br />

uma reduçáo da produção para 15 D*<br />

situação intermediária está a Argélia<br />

razoáveis, que levem em conta a situaç<br />

segundo o Ministro do Petróleo, Baika<br />

A OPEP inicia hoje, em Genebra<br />

sua reunião para revisar a situação do<br />

petróleo. Outro complicador é a dispt<br />

Iraque e Venezuela pelo cargo de secrt<br />

çáo, vago desde junho.<br />

Yamani tmnq<br />

Mas o Ministro do Petróleo da<br />

exportadora mundial), Xeque Ahmed Zj<br />

da expectativa: "Acho que continuará ..<br />

chegar a Genebra. E, indagado sobrv<br />

preço e producm


t DITORIAL<br />

3 ANOS^ PARECE QUE FOI ONTEMl<br />

O MES DE OUTUBRO FOI FESTA NO UNIBAIRROS.<br />

ESTAMOS COMEMORANDO OS 3 ANOS DE MUITA LUTA<br />

E SUFOCO. UNIBAIRROS NASCEU NO DIA 19 DE OUTU-<br />

BRO DE 1980, EM UM ENCONTRO DOS GRUPOS JOVENS<br />

DE BAIRROS. NASCEU DA VONTADE DE NÓS MORADORES<br />

DE BAIRROS, TRABALHADORES, LUTARMOS POR VIDA NO<br />

VA^. DESTE ENCONTRO SAÍRAM VÁRIAS PROPOSTAS:<br />

OLIMPÍADAS DOS BAIRROS, FESTA DOS BAIRROS E UM<br />

JORNAL QUE FOSSE 0 INTERCÂMBIO DE INFORMAÇÕES<br />

ENTRE OS BAIRROS. EM DEZEMBRO DE 1980, SAÍA O<br />

19 NUMERO. DURANTE ESSES 3 ANOS, MUITA COISA A-<br />

CONTECEU, TIVEMOS UMA PEÇA DE TEATRO QUE FALAVA<br />

SOBRE 0 DESEMPREGO CENSURADA ("TEM MUTRETA AÍ,<br />

SÕ DOTO', l"). FOMOS ENQUADRADOS NO FINAL DE 1981<br />

EM 3 ARTIGOS DA LEI DE ^EGURANÇA NACIONAL, POR<br />

CAUSA DE UM TEXTO DA BÍBLIA (João Evangelista)<br />

QUE SAIU^UBLICADO. ESTE PROCESSO FOI ARQUIVADO<br />

EM PRINCIPIO DE 1982.<br />

MUITA GENTE SE AFASTOU, OUTRAS CHEGARAM E<br />

MUITOS ESTÃO VOLTANDO. MUITA FESTA, MUITO SUFO<br />

CO E TRABALHO. UM DOS NOSSOS MAIORES PROBLEMAS<br />

É A GRANA. POR ISSO UNIBAIRROS ESTÁ SENDO AU-<br />

MENTADO NESSE MOMENTO PRA 20 CRUZEIROS, MESMO<br />

ASSIM ESTE PREÇO NÃO COBRE O CUSTO DO JORNAL.<br />

ELE SE MANTÉM ATRAVÉS DE PROMOÇÕES (FESTA, TEA<br />

TRO, CINEMA, RIFAS e co1aboraÇOES).<br />

ESTAMOS FAZENDO A CAMPANHA DE ASSINATURAS:<br />

l.ooo (LOCAL) E 1.500 (FORA DA CIDADE), COM<br />

DIREITO A 12 NÚMEROS E TODAS AS PUBLICAÇÕES<br />

(especiais, livro de poesias, cartilhas).<br />

PUBLICAMOS 2 CARTILHAS, FALANDO SOBRE A POLITI<br />

CA. EDITAMOS TAMBÉM O 19 LIVRO DE POESIAS, O<br />

*HORA EXTRA* DOS POETAS DOS BAIRROS E JÁ ESTÁ<br />

PRONTO O 29. NO INÍCIO DE 1983, UNIBAIRROS PRO'<br />

MOVEU A 19 FESTA DOS BAIRROS DE JF, COM BARRA-<br />

QUINHAS, MIÍSICAS, FORRO, TEATRO E POESIA, FOI<br />

REALIZADA NO CENTRO COMUNITÁRIO .DE SÃO PEDRO,<br />

COM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS DE 20 BAIRROS. E ES<br />

SE MES DE OUTUBRO, ACONTECEU A NQSSA EXPOSIÇÃO<br />

(31/9 a 9/10), NA CÂMARA MUNICIPAL, COM TODAS<br />

AS PUBLICAÇÕES DO UNIBAIRROS ATÉ HOJE, FOTOGRA<br />

FIAS, RECORTES DE JORNAIS. NA ABERTURA, TEVE A<br />

APRESENTAÇÃO DO BAIANO DE SAO PEDRO (repentista).<br />

NO DIA 9/10 FOI O 19 ENCONTRO DOS BAIRROS<br />

DE JUIZ DE FORA, NO COLÉGIO GRAMBERY. NO DIA<br />

27/11 FOI REALIZADO O 29 ENCONTRO, TAMBÉM NO<br />

GRAMBERY, COM A PRESENÇA DE 30 BAIRROS, CERCA<br />

DE 110 PESSOAS. NOS DIAS 24, 25, 26 FOI REALIZA<br />

DO O 19 SEMINÁRIO DO^UNIBAIRROS ONDE FOI DISCU-<br />

TIDO: CONCLAT, MUTIRÃO, EXPERIÊNCIAS DE MOVIMEN<br />

TOS DE BAIRROS. UNIBAIRROS TAMBÉM PARTICIPOU DE<br />

ALGUNS DEBATES SOBRE MOVIMENTOS NOS BAIRROS<br />

COM A TURMA DO P.M.D.B. AUTENTICO; SOBRE CRECHE<br />

EM SANTA LUZIA ETC.<br />

UNIBAIRROS UMA EXPERIÊNCIA DE LIBERDADE,<br />

QUE A GENTE ACREDITA E SE ENVOLVE CADA VEZ MAIS<br />

TEM SIDO UMA ESCOLA PARA TODOS NÓS, ONüt A GEN-<br />

TE DISCUTE, TROCA EXPERIÊNCIAS, RECARREGA AS<br />

NOSSAS FORÇAS, PRA NOSSA LUTA NO DIA A DIA.<br />

NÓS ESTAMOS FAZENDO 3 ANOS, E NÃO<br />

SO, TEMOS CONSCIÊNCIA DÁ IMPORTÂNCIA<br />

MAR, DISCUTIR E PARTICIPAR DAS LUTAS<br />

RES CONDIÇÕES DE VÍDA PRA TODOS NÓS.<br />

TAMBÉM UM POUCO DE LAZER NOS NOSSOS<br />

CARENTES DE TUDO.'<br />

E POR ACA-<br />

DE INFOR-<br />

POR MELHO-<br />

E LEVAR ...<br />

BAIRROS TÃO<br />

"Unibairros foi mais um/ a plantar sua sêmen<br />

te/ que cresceu e floresceu/ juntinho de nos<br />

s a gen te . "<br />

E AINDA TEMOS MUITO QUE CRESCER E FLORESCERlII<br />

H<br />

ARIES<br />

chos ,<br />

seus ?<br />

O juruna soltou os b^<br />

e você vai soltar cs<br />

TOURO:O despacho que você fez<br />

pra baixar o preço da carne<br />

nao deu certo. Na outra vez,<br />

arranje duas galinhas.<br />

-A<br />

GÊMEOS•Pi a apropriado para<br />

nao sair de casa. Tranque as<br />

portas e janelas: A ROTAM ES-<br />

TÁ NO BAIRRO.' Chame a policia<br />

À ROTAM ESTÁ NO BAIRRO-<br />

LEÃO:Õ tima semana para se fazer<br />

viagens e iniciar negócios<br />

EPA '. Isso se a passagem de<br />

ônibus nao for para 100 $.<br />

CÂNCER:Sua saúde precisa de<br />

c tTi dados . Evite ir a fama rei a,<br />

se nao os preços dos remédios<br />

vao té matar.<br />

VIRGEM:Um grande amor surgira<br />

neste final de semana. Mantenha<br />

calma e a coragem'. I I<br />

LIBRA.; A liberdade é direito<br />

de todos. Mas se você nao a<br />

tiver, lute por ela.<br />

ESCORPIÃO: Seu relacionamento<br />

com ele ~Cã) esta melhorando.<br />

Parecem Romeu e Julieta.<br />

Que romànt i co!<br />

SAGITÁRIO; Alegres momentos<br />

te esperam. Visitas de amigos<br />

e parentes para o almoço.<br />

CAPRICÓRNIO: Muita coisa nova<br />

vem acontecendo na cidade,<br />

inclusive os 3 anos do UNI-^<br />

BAIRROS. '<br />

AQUÁRIO: Plano sentimental em<br />

fase de Romantismo e ternura.<br />

Mas- se estiver sozinho, os<br />

astros nao dizem nada a respeito.<br />

PEIXES: Um andorinha só nao<br />

faz verão. Junte-se a nós pra<br />

construirmos uma nova vida.<br />

ro<br />

CDNTRR H<br />

LU Dl<br />

Sf&URHN^R<br />

NRCiDMRl<br />

Você<br />

t)ftV>e o<br />

(Sivie e A,<br />

REFOfVM


VIVA O NEGRO<br />

NO MÊS DE SETEMBRO, UM HORRÍVEL A<br />

CONTECIMENTO COMOVEU TODA NOSSA CIDA<br />

DE. UM CIDADÃO HONESTO, SEM ANTECE-<br />

DENTES CRIMINAIS, FOI COVARDAMENTE<br />

ASSASSINADO, -BALEADO NAS COSTAS. TIRO<br />

ESTE DISPARADO POR UM POLICIAL MILI-<br />

TAR, COMPLETAMENTE DESPREPARADO,DESO<br />

RIENTADO, POIS NEM MESMO UM LADRÃO,<br />

SE DEVE MATAR PELAS COSTAS: É COVAR-<br />

DIA! 1 I<br />

MAS MEUS AMIGOS, O FATO DE QUAL-<br />

QUER UM SER ENCARADO COMO LADRÃO SE<br />

TORNA AINDA MAIS FÃCIL QUANDO ESTE É<br />

NEGRO, QUANDO ESTE MOSTRA NA PELE A<br />

COR NATURAL QUE DEUS O PRESENTEOU.<br />

É AQUELE NOSSO VELHO DITADO: *BRANCO<br />

CORRENDO É ATLETA, NEGRO CORRENDO É<br />

LADRÃO" PARECE SER UMA COISA SIMPLES.,<br />

UMA COISA BANAL, MAS SE A GENTE PA-<br />

RAR E REFLETIR, VAMOS VER QUE ESTE<br />

DITADO NÃO ESTÁ MUITO FORA DA REALI-<br />

DADE. DIZEM POR AÍ QUE O BRASIL É UM<br />

PAÍS SEM PRECONCEITO DE COR, MAS, ES<br />

TA MENTIRA É PROVADA PELOS NOSSOS<br />

PRÓPRIOS GOVERNANTES, POIS ONDE É<br />

QUE ESTÃO OS NOSSOS DEPUTADOS, JUI-<br />

ZES NEGROS, MINISTROS, ETC?<br />

LOJAS, BANCOS, GRANDES EMPRESAS. SO<br />

BRANCO E COM "MUITA BOA APARÊNCIA".<br />

NOSSA SOCIEDADE AINDA Ê FINGIDA. ATN<br />

DA NÃO DECIDIU ENFRENTAR OU ASSUMT-R"<br />

ESTE PROBLEMA.<br />

DONA JEORGINA,MAE DE BATISTA, O<br />

QUE FOI ASSASSINADO, NÃO QUER VIN-<br />

GANÇA, MAS EXIGE PUNIÇÃO, POIS SEU<br />

FILHO FOI MORTO. SEU FILHO NÃO VOLTA<br />

MAIS E QUE^ESTA PUNIÇÃO SEJA FEITA,<br />

POIS ELA NAO QUER QUE ISTO ACONTEÇA<br />

MAIS COM SEUS AMIGOS OU DESCONHECI-<br />

DOS. DONA JEORGINA LUTA POR UMA INDE<br />

NIZAÇÃO DE 100 MILHÕES, QUE NÃO TRA-<br />

RÃ SEU FILHO Ã VIDA, MAS FARÃ JUSTI-<br />

ÇA.<br />

O GRITO NO IPIRANGA<br />

Desta vez, o Grito do Ipiranga vem<br />

trazendo alegria, Porque jã existe no I_<br />

piranga um grupo de pessoas que estão<br />

lutando, juntas, para conseguir uma ãrea<br />

de Lazer, que por direito, ja e do povo.<br />

Ãrea que atendera Ipiranga, Sta. Efi^<br />

gênia, São Geraldo, Sagrado Coração, Sao<br />

Francisco, e outros bairros vizinhos.<br />

É isso ai gente'. Nossa luta nao tem<br />

distinçãol Todos temos que nos unir e lii<br />

tar por aquilo que de direito e nossol<br />

E uma grande UNIÃO ja começou entre Ipiranga<br />

e Santa Efigênia: nosso trabalho<br />

esta sendo duro, mas esta compensando.<br />

Estão sendo feitos novos caminhos que ejj<br />

tão sendo percorridos. Venham todos. Vamos<br />

lutar juntos 1 . Ê UMA LUTA BONITA E<br />

GRATIFICANTE .<br />

Maiores informações no Centro Social.<br />

MORADORES DO IPIRANGA/STA.EFIGÊNIA<br />

Painel no Bairro II<br />

FOI INAUGURADO NO DIA 30/10/83, NO<br />

BAIRRO IPIRANGA O JORNAL MURAL, QUE FOI<br />

DENOMINADO "PAINEL COMUNITãRIO", ESTE<br />

JORNAL FOI MUITO IMPORTANTE, POIS Jã<br />

TROUXE A UNIãO DOS BAIRROS SANTA EFIGê-<br />

NIA E IPIRANGA E VEM TAMBéM TRAZENDO JUN<br />

TO AS COMUNIDADES DE SãO GERALDO, IPIRAN<br />

GUINHA, SAGRADO CORAçãO, A LUTA PELO SA-<br />

NEAMENTO BãSICO, CULTURA E LAZER. POIS O<br />

JORNAL AGORA SO DEPENDE DO APOIO DAS AU-<br />

TORIDADES COMPETENTES, PARA SE MANTER.<br />

NO DIA 30 DE NOVEMBRO SAIRã 0 29 NUME<br />

RO DO JORNAL.<br />

OBS.: O JORNAL PAINEL COMUNITãRIO ESTA<br />

SENDO EXPOSTO, A PARTIR DO DIA 7/12/83<br />

NO BAIRRO SANTA EFIGêNIA, ONDE NõS CONTA<br />

MOS COM A PRESENçA DE TODOS.<br />

TüBAA DO "PAINEL COMUNITãRIO"<br />

Grupo Negro do Uni Bairros<br />

BAIRRO IPIRANGA<br />

GRUPO DE JOVENS - STA. EFIGENiA<br />

Os moradores do Bairro Santa Efige^<br />

nia, estão em uma luta constante pelo<br />

Lazer. Esta luta nao e so deste bairro,<br />

muitos outros também lutam por n<br />

uma área, onde poderão parar alguns<br />

momentos de felicidades. No bairro<br />

nao tem nada, a nao ser o Esporte<br />

Clube Credense, que aos finais de semana<br />

abres as portas para a moçada<br />

dançar uma discoteque, so atendendo a<br />

rapaziada. O lazer nao e ounico problema<br />

do bairro: 2 ruas, a rua "B" e<br />

a "L", estão impedidas de se transitar,<br />

pois foram fechadas por uma cerca<br />

de arame farpado, pois os lotes,<br />

com medidas irregulares, seus donos<br />

compraram ate a rua.<br />

Mas no bairro existe um grupo jovem,<br />

que vem tentando lutar po-r melh^<br />

res dias. Resolveram promover um dia<br />

da "NÃO VIOLÊNCIA". Será no dia 17 de de<br />

zembro as 15:00 hs na Igreja Sao Pio X,<br />

onde irá começar com uma missa celebrada<br />

pelo Bispo Dom Juvenal Roriz e seguida<br />

de uma serie de exposições, pegando como<br />

tema a Campanha da Fraternidade deste<br />

ano que foi: FRATERNIDADE SIM, VIOLÊNCIA<br />

NÃO". 0 encerramento serã com uma apresentação<br />

de uma peça teatral sobre a<br />

violência na nossa sociedade de hoje.<br />

Esperando atingir os seus objetivos,<br />

os Jovens Aliados a. Cristo (JOAC) espe-r<br />

ram que todos compareçam e participam<br />

desta atividade que e de extrema impor*<br />

tancia para nossa comunidade.<br />

GRUPO JOVEM JOAC (Sta. Efigênia)<br />

*E ISSO MINHA GENTE, VAMOS DAR O NOSSO<br />

GRANDE APOIO A ESTA TURMA LÃ DOS BAIRROS<br />

DE SANTVA^EFI GÊNIA, IPIRANGA E VIZINHANÇA


VITORINO GRITA<br />

A COMISSãO DE MORADORES é MESMO<br />

UM BARATO! SABEM, O PESSOAL DE Lã,<br />

DO VITORINO BRAGA, REALMENTE, NãO<br />

PARA. GANHAMOS UMA ãREA DE LAZER DE<br />

14.000 MIL METROS QUADRADOS PARA TO<br />

DOS DA REGIãO. FOI UM PASSO PRA OU__:'<br />

TRáS LUTAS.<br />

HOUVE O 19 CONGRESSO MINEIRO DE E<br />

DUCAÇÃO (que ainda não acabou.'), ON-<br />

DE A COMISSÃO ENTROU DE SOLA, COM VÃ<br />

RIAS PROPOSTAS E QUESTIONAMENTOS E<br />

TAMBÉM A CAMPANHA DA CRECHE PARA A<br />

REGIÃO Ã REGIÃO - COISA EM MODA NOS<br />

DIAS DE HOJE, ATÉ A REDE GLOBO APOIA<br />

Jl VIRAM A PROPAGANDA: "ESSAS CRIAN-<br />

ÇAS PRECISAM DE NOS ! (CUIDADO.')<br />

■MAS FALNADO DA REGIÃO, VOLTAMOS<br />

AO COLÉGIO, VAMOS FALAR DE EDUCAÇÃO.<br />

A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NO CON-<br />

GRESSO, TEVE RESULTADOS. NAS PROPOS-<br />

TAS APRESENTADAS ENTRE OUTRAS, O "VA<br />

LOR DA CULTURA" (AS ASPAS SÃO DEVI-<br />

DAS AO QUE AOCNTECE!):<br />

*APROVEITAMENTO DOS VALORES CULTU- v<br />

RAIS DOS BAIRROS, NOS ENSINOS DAS<br />

ESCOLAS; ' /<br />

*ABERTURA DOS COLÉGIOS NOS FINS DE<br />

SEMANA PARA MANIFESTAÇÕES CULTURAIS<br />

E QUAL FOI O RESULTADO: A DIRETORIA<br />

DO VITAL BRASIL (CNECC), SENSÍVEL Ã<br />

ORGANIZAÇÃO DA COMUNIDADE EM TORNO<br />

DE SEUS ANSEIOS, PROMOVEU EM SEU AN.I<br />

VERSÃRIO UMA SEMANA DE TEATRO, DESFI^<br />

LES, JOGRAIS E MUITO MAIS, REPETIU_<br />

SE A CORRIDA.<br />

É NECESSÃRIO A CONSCIÊNCIA DE QUE IS<br />

TO ACONTECEU, DEVIDO AS VONTADES DOS<br />

ALUNOS E DA COMUNIDADE ,• OU TERÃ SIDO<br />

POR LIVRE ESPONTÂNEA VONTADE? DA ES-<br />

COLA?<br />

Ah.' NÃO PODÍAMOS DEIXAR DE FALAR:<br />

OUTRA, NOSSA REIVINDICAÇÃO, É ELEI-<br />

ÇÕES DIRETAS PARA DIRETORIA DA ES<br />

LA.<br />

Comissão de Moradores<br />

VITORINO BRAGA<br />

O DIA A DIA EM SANTA LUZIA É VARIA<br />

DO NAS SUAS ATIVIDADES. 0 BAIRRO É o"<br />

MAIS POPULOSO DA CIDADE, TEM SUAS PRO<br />

PRIAS CARACTERÍSTICAS, MAS É DE SE NO<br />

TAR A SENSIBILIDADE DOS MORADORES EM<br />

RELAÇÃO AOS SEU PROBLEMAS E DESEJOS.<br />

A IGREJA PROCURA UM MAIOR ENTR0SA-<br />

MENTO DO SEU TRABALHO PASTORAL, SE EN<br />

VOLVENDO COM DEMAIS ENTIDADES E PESSO<br />

ASNA CONSTRUÇÃO DE UMA VERDADEIRA C0_<br />

MUNIDADE. HA UM CLIMA DE ALEGRIA, PAR<br />

TICIPAÇÃO E COMUNHÃO NESSA DIFÍCIL TA<br />

REFA. OS GRUPOS JOVENS E MOVIMENTOS<br />

TEM INSISTIDO NA MISSÃO QUE LHES É DA<br />

DA. A SOCIEDADE PRÕ MELHORAMENTO BUS-<br />

CA ALTERNATÍVAS PARA FAZER UMA ATUA-<br />

ÇÃO DISCUTIDA E PARTICIPADA. REUNIÕES<br />

SÃO FEITAS PERIODICAMENTE. TEVE A COR<br />

II* ENCONTRO DA PERIFERIA<br />

No ultimo dia 9 de outubro, foi rea 11<br />

sado o 19 Encontro de Movimentos Me Ba i_r<br />

ros de Juiz de Fora, contando com a pr e-<br />

sença delO bairroje cerca de 60 pesso a s<br />

de associações de bairros e movimentos<br />

Nesse Encontro, começamos a discuti<br />

nossos problemas e tiramos de imediato<br />

uma luta contra o aumento da passagem<br />

de ônibus. Vimos também a necessidade de<br />

termos um novo -«ncontro, melhor organi<br />

do e ífbm mais tempo para que-possamos a-<br />

profundar os problemas que nos atinge:<br />

tansportes coletivo, saneamento básico<br />

(água, luz, calçamento, etc.), loteame n-<br />

tos irregulares, desemprego, política e-<br />

conomica, eleições diretas pra preside n-<br />

te da REpublica. Lei de Segurança Naci o-<br />

*ial, e t c .<br />

Para organizar este novo encontro, foi<br />

formada uma comissao*~de bairro que fie ou<br />

responsável em levar a diante a luta p e-<br />

Io transporte (contra c aumento das pa s-<br />

sagens) e organizar o 29 Encontro. A c<br />

missão ja vem reunindo desde Ia.<br />

0 29 Encontro foi realizado no dia<br />

27 de novembro, lá no Cole'gio Grambery<br />

Contou cora a presença de 30 bairrol, co<br />

a participação de 111 pessoas.<br />

Muita coisa foi discutida, e por falta<br />

de tempo muitas deixaram de se discuti<br />

mas foi muito importante. Todos gostar<br />

muito. Foi impor-íante a troca de exper i-<br />

ências. A Comissão ficou com mais gent e<br />

agora. E no dia 11/12 ela vai reunir,<br />

pra ver como levar esta luta pra frent<br />

0 Documento final deste encontro será<br />

encaminhados aos bairro(se possível to<br />

dos) pra gente continuar a discutir.<br />

Qualquer informação, e so procurar a<br />

turma do Unib ai rr Oí-OU qualquer membro<br />

desta Comissão. Mais noticias virá no<br />

próximo n9 do UniBairros. Ate Ia.<br />

Vamos iniciar jima luta que e bonita:<br />

A UNIÃO DE TODOS OS BAIRROS DE JUIZ DE<br />

FORA. (Já eràí tempo, ne?)<br />

EDITORIA DE BAIRROS<br />

SANTA LUZIA NA LUTA<br />

m<br />

r<br />

am<br />

[RIDA RÚSTICA, FUSUÊ CULTURAL,, FESTAS.<br />

O PESSOAL DA MILITÃNCIA ECOLÓGICA TEM<br />

ATUADO LÃ EM FUNÇÃO DE SENSIBILIZAR OS<br />

MORADORES PARA OS PROBLEMAS DO MEIO<br />

AMBIENTE: UMA LUTA BONITA.'<br />

A LUTA PELA CRECHE, S-URGIU PARA AMENI_<br />

ZAR UM DOS PROBLEMAS QUE EXISTE: ABANDO<br />

NO DE CRIANÇAS CARENTES DE MÃES TRABA-<br />

LHADORAS. A TURMA LUTA COM SACRIFÍCIOS<br />

E NÃO MEDE ESFORÇOS. ESTÃO VENDO COM A<br />

PREFEITURA A POSSIBILIDADE DE ADQUIRIR<br />

UMA CASA QUE DÃ ACESSO NA ENTRADA DO<br />

BAIRRO IPIRANGA. Ê PENSAMENTO QUE ESTA<br />

CRECHE COMECE EM INICIO DE 84. ESTAMOS<br />

TORCENDO PELO SUCESSO DESTA INICIATIVA ;<br />

HÁ TAMBÉM OS ACADÊMICOS LUZIANOS E TI-'<br />

MES DE FUTEBOL QUE FAZEM PROMOçÜES, DAN<br />

DO UM POUCO DE ALEGRIA. VAMOS EM FRENTE


1 S5S lILHEffiS! E/P0RTE/ '<br />

wmimbiMiiLiMmv<br />

RH.I laJ »,#»•<br />

FOI DISCUTIDA EM UMA REUNIÃO<br />

DO UNIBAIRROS, A QUESTÃO DO ABOR-<br />

TO.<br />

Isto em função de algumas campanhas<br />

contra e outras a favor do<br />

mesmo.<br />

A CNBB ja anunciou que a Campanha<br />

da Fraternidade de 1984 terá<br />

como tema o "DIREITO A VIDA", uma<br />

luta contra a política anti-nata -<br />

iista do governo Federal. No dia<br />

0 BRASIL PASSA POR UMA CRISE EC0NÔMI_<br />

CA MUITO GRANDE; E 0 NOSSOS GOVERNANTES<br />

TENTAM PASSAR A RESPONSABILIDADE DE UM GO<br />

VERNO INCAPACITADO PARA OS TRABALHADORES<br />

BRASILEIROS:<br />

0 ESPORTE COMO BlO PODERIA DEIXAR DE<br />

SER, ESTA INDO PARA 0 MESMO CAMINHO;^SÕ<br />

QUE NÃO Ê TOTALMENTE PELA CRISE EC0N0MI_<br />

CA E SIM UMA CRISE QUE OSPESSIMOS DIRI-<br />

GENTES ESPORTIVOS, DEFENDENDO INTERESSES<br />

PARTICULARES, SEM CAPACIDADE DE DIRIGIR<br />

0 ESPORTE BRASILEIRO, AGRIDEM MORALMENTE<br />

12 de outubro, no Rio de Janeiro, E FINANCEIRAMENTE OS TORCEDORES; QUE AO<br />

umas 2 0 mil pessoas participaram VER SEU CLUBE ENTRAR EM CAMPO, PENSA QUE<br />

de uma passeata contra a legaliza- ESTA VENDO UMA PELADA. POIS OS JOGADOção<br />

do aborto, sendo promovida pe^ RES SEM INCENTIVO, JOGANDO POR DMfEIRO,<br />

ia Pastoral Familiar da Igreja, l£ TIRANDO A ORIGINALIDADE DO TÃO GLORIOSO<br />

so também ocorreu em Aparecida do<br />

Norte, cora aproximadamente 100 mil<br />

romeiros, abrindo assim uma Campanha<br />

a nível nacional.<br />

Ja no dia 22 de setembro ocojr<br />

reram algumas manifestações a favor<br />

da legalização, principalmente<br />

no Rio de Janeiro.<br />

Existe um projeto da Deputada<br />

Federal do PMDB, Cristina Tavares,<br />

ampliando os caso em que seria permitido<br />

o aborto. Outro projeto jã \<br />

passou pela Câmara dos Deputados, í<br />

a favor do mesmo, mas foi arquiva<br />

do. Dados da ONU comprovam guc e-<br />

xiste no BraSil •§■ de 2 milhões de<br />

abortos clandestinos, sendo que<br />

FUTEBOL BRASILEIRO.'<br />

A QUESTÃO NÃO PARA POR AÍ. 0 ESPORTE<br />

CLUBE DE REGATAS DQ FLAMENGO A CUS0U A<br />

C.B.F. PELOS PÉSSIMOS JÓG0S OCORRIDOS POR<br />

TODO 0 BRASIL.<br />

EM MINAS, 0 FUTEBOL ESTA TÃO MAL DIRIGI<br />

DO} QUE RIDICULARMENTE MARCA E DESMARCA<br />

JOGOS PARA FAVORECER UM CLUBE MAIOR,PRE<br />

JUDICANDO OS CLUBES DO INTERIOR. OS JO-<br />

GOS NO MEIO DA SEMANA TEM ACABADO COM OS<br />

JOGADORES FÍSICAMENTE, TEM ESVAZIADO OS<br />

ESTÃDIOS, POIS 0 TORCEDOR SEM RECURSOS<br />

FINANCEIROS NÃO VÃO LÃ ASSISTIR.<br />

EM JUIZ DE' FORA, ESSE NEM SE FALA; POIS<br />

0 FUTEBOL, TÃO MALTRATADO, QUE OS CLU_<br />

BES PODERIAM JUNTAR-SE TODOS, QUE NÃO ,<br />

DARIA PARA FAZER UM TIME JUIZF0RAN0. 0<br />

400 mil mulheres morrem anualmente MAIOR EXEMPLO DE ESPORTE EM JUIZ DE FO-<br />

Hoje no Brasil alem de uma RA Ê 0 VOLEIBOL, DO ESPORTE CLUB. SEUS<br />

serie de imposições do FMI, existe DIRIGENTES SENTINDO QUE Ê NECESSÃRIO<br />

também uma política no sentido de INVESTIR, ARRISCARAM EM CONTRATAÇÕES E<br />

controlar a natalidade. Isso como DEU CERTO, POIS PELA 19 VEZ JUIZ DE FOuma<br />

medida para diminuir a popula- RA .<br />

Z PRESENTE NO QUADRO NACIONAL.<br />

ção, principalmente os pobres. VENCER UM TIME DA CAPITAL, EM UM TORNEIO<br />

Nos, do UNibairros, nesta dij^ DE ESPORTE AMADOR, ERA UM SONHO: AGORA<br />

cussao, percebemos que a questão Ê REALIDADE.<br />

nesse momento nao é legalizar ou TEMOS QUE ARRISCAR, JOGAR PARA VALER,<br />

nao o aborto, mas sim abrir uma<br />

ampla discussão, para que a mulher<br />

tenha um maior conhecimento do seu<br />

corpo, dos métodos anti-concepeionais<br />

existentes e questionar as<br />

causas que as levam a praticar o<br />

ab o r t o .<br />

Editoria de Esporte<br />

Vamos di s eu ti r.<br />

NÕS MULHERES DO UNIBAIRROS<br />

POIS ESPORTE É JOGO,E JOGO SE JOGA PARA<br />

GANHAR. PARBÈNS AO VÔLEI DO ESPORTE CLUBE<br />

E QUE ESTE SIRVA DE EXEMPLO PARA OS DIRj[<br />

GENTES DO QUADRO FUTEBOLISTA DE JUIZ DE<br />

FORA;<br />

NMOS AO ALTO [I<br />

PASSEI A £C!AiMjJ


ERSONAGENS DA CRISE<br />

DECRETO 2012<br />

*19 Decreto que o governo baixou es<br />

te ano, pretendendo reduzir o salário<br />

dos trabalhadores. Não chegou a<br />

ser votado pelo Congresso, pois o<br />

governo o substituiu pelo Decreto<br />

2024 que amaciava um pouco o arro-<br />

[cho nos salárióa;<br />

DECRETO 2024<br />

*Decreto negociado com o PTB que me<br />

lhorava os efeitos do Decreto 2012T<br />

Este decreto foi rejeitado pelo Con<br />

gresso, após o PT£ ter rompido o a<br />

cordp com o PDS:<br />

DECRETO 2045;<br />

*Reduzia os salários dos trabalhado<br />

res a partir de que os reajustes sa<br />

lariais não podia ultrapassar 80%<br />

do INPC. Foi novapiejite rejeitado pe<br />

Io Congresso (Deputados); "~<br />

DECRFTO 2 065;<br />

*Aprovado pelo Congresso, mais uma<br />

vez o Governo ataca os salários dos<br />

trabalhadores. Desta vez teve a cul<br />

pa o PTB, que ajudou o PDS na vota<br />

çao. 0 governo modificou um pouco<br />

os outros decretos, chegando a for<br />

mula final de quem ganha de 1 a 3<br />

salários minimos deveriam ter reajustes<br />

de 100% do inpc e as outras<br />

camadas,progressi vãmente reajustes<br />

menores. So que neste Decreto ele<br />

aumentou o imposto de renda e outros<br />

impostos. Este decreto foi<br />

aprovado por imposição do FMI.<br />

ESTADO DE EMRGENCIA:<br />

*Decretado pelo governo no<br />

votação do Decreto 2045. 0<br />

de Enjergencia suspende as<br />

des que toda pessoa tem de<br />

mover, fazer reuniões, ato<br />

cos, etc. (Em Brasília) Se<br />

governo, a segurança de Br<br />

estaria ameaçada por mulhe<br />

batiam panelas va^i/is, e t<br />

dores de todo o país que f<br />

testar contra o Decreto 20<br />

fiionar ps Deputados para r<br />

Este ato do regime vem nos<br />

mais uma vez que estamos n<br />

dia da<br />

Estado<br />

libe rdas<br />

e 1 o c o -<br />

s pub 1 i-r<br />

gundo o<br />

asili a ,<br />

res que<br />

rab alhaoram<br />

pr^D<br />

45 e pres<br />

e j e i t a- Io.<br />

mos trar<br />

uma dita<br />

dura e que a abertura demo caratica<br />

realmente nao existe na pr atica, pa<br />

ra o povo mas so'mente para alguns<br />

que podem roubar a vontade sem ser<br />

preso.<br />

EDITQRIA DE POLÍTICA<br />

= 3=<br />

te FHtmA]<br />

UNIDOS VENCEREMOS 1<br />

A LUTA PARA A ORGANIZAÇÃO DOS TRABALHA-<br />

DORES BRASILEIROS NÃO Ê DE HOJE. DESDE 0<br />

SEU NASCIMENTO OS TRABALHADORES VEM LUTAN-<br />

DO PARA CONQUISTAR A SUA ORGANIZAÇÃO.<br />

EM 1906 FOI FORMADA A 19 ENTIDADE DE TO<br />

DOS OS TRABALHADORES A NÍVEL NACIONAL, A<br />

C.O.B. (CENTRAL OPERARIA BRASILEIRA), APEH<br />

SAR DE TODA REPRESSÃO SOFRIDA PELO MOVÍMEN<br />

TO 0PERÃRI0.EM FUNÇÃO DA GRANDE REPRESSÃO,<br />

A C0B FOI LOGO DESTRUÍDA. MESMO ASSIM EM<br />

19 10 ATÊ 1920 REGISTRARAM-SE GRANDES LUTAS<br />

DOS TRABALHADORES POR MELHORES CONDIÇÕES<br />

DE VIDA, INCLUSIVE JUIZ DE FORA FOI PALCO<br />

DESSAS LUTAS. COM A SUBIDA NO PODER DE GE-<br />

TÚLIO VARGAS, AS COISAS MODIFICAM NA MFDI_<br />

DA EM GETULIO, HABILMENTE, ELABORA UM CON-<br />

JUNTO DE LEIS TRABALHISTAS, ATENDENDO AS<br />

REIVINDICAÇÕES DO MOVIMENTO OPERÁRIO. MAS<br />

ESSAS LEIS NÃO COLOCAVA EM RISCO OS LUCROS<br />

DOS PATRÕES E SIM OFICIALIZAVA OS SINDICA-<br />

TOS , ATRELAND0-0S AO GOVERNO ATRAVÉS DO MI^<br />

NISTÊRIO DO TRABALHO. HOUVE REPRESSÃO AOS<br />

TRABALHADORES QUE ENTENDIA QUE OS SINDICAt<br />

TOS NÃO PODIAM SER ATRELADOS A NENHUM PAR-<br />

TIDO POLÍTICO E MUITO MENOS AO GOVERNO.<br />

QUEM DEFENDIA ESTA IDÉIA, APANHAVA!<br />

POR VOLTA DE 1950 FOI FORMADA A C.G.T.<br />

(COMANDO GERAL DOS TRABALHADORES), QUE FUN<br />

CI0N0U ATÊ 1964, QUANDO SE DEU 0 GOLPE MI-<br />

LITAR, QUE DESTRUIU TODA A ORGANIZAÇÃO DOS<br />

TRABALHADORES, ATRAVÉS DE DESAPARECIMENTO<br />

FÍSICO, PRISÕES, TORTURAS E EXÍLIO. EM<br />

1968 GRANDES GREVES SURGIRAM EM CONTAGEM E<br />

OSASCO. A PARTIR DE 1977 A LUTA RECOMEÇA.<br />

EM 1978 SURGE AS 19 GREVES, QUE RAPIDAMEN-<br />

TE ESPALHA PELO PAIS. 1978,79,80 FORAM AS<br />

GRANDES GREVES. EM 1980 A CRISE jà SE MANI<br />

FESTAVA E COLOCAVA PRÓS TRABALHADORES A NE<br />

CESSIDADE DE UNIFICAR SUAS LUTAS. EM 1981<br />

ACONTECEU 0 19 'CONCLAT (CONFERÊNCIA NACIO-<br />

NAL DAS CLASSES TRABALHADORAS) QUE MARCOU<br />

0 PRÓXIMO PARA 1982. A PARTIR DAÍ O MOVI-<br />

MENTO OPERÁRIO COMEÇA A SE DIVIDIR. DE UM.<br />

LADO UMA CORRENTE DO MOVIMENTO INTITULADA<br />

DE SINDICALISTAS AUTÊNTICOS OU COMBATIVOS<br />

(FORMADA POR SINDICALISTAS QUE REJEITAM ES<br />

TA ESTRUTURA SINDICAL, QUE ATRELA OS SINDI^<br />

CATOS AO GOVERNO); E OUTRA DENOMINADA POR<br />

UNIDADE SINDICAL (FORMADA BASICAMENTE POR<br />

SINDICALISTAS QUE CONVIVEM COM ESTA ESTRU-<br />

TURA SINDICAL). EM 1982 0 CONCLAT FOI ADIA<br />

DO PARA AGOSTO DE 1983 E NA FASE PREPARATO<br />

RIA DESTE, SURGE NOVAMENTE A PROPOSTA DE A<br />

DIAMENTO: 0 MOVIMENTO SE DIVIDE. COM A GRE<br />

VE GERAL REALIZADA EM 21/7/83, 0 SETOR DE-<br />

NOMINADO COMBATIVO PARTIU PARA A ORGANIZA-<br />

ÇÃO DO "29 CONCLAT" (CONGRESSO) QUE REALI-<br />

ZOU NOS DIAS 27,28,29 e 30 DE AGOSTO DESTE<br />

ANO, EM SÃO BERNADO DO CAMPO (SP). CONTOU<br />

COM A PRESENÇA DE MAIS DE 5 MIL DELEGADOS<br />

(REPRESENTANTES) E CENTENAS DE SINDICATOS,<br />

ASSOCIAÇÕES, ETC. NESSE ENCONTRO FOI CRIA-<br />

DA A CUT (CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES).<br />

JÁ 0 OUTRO SETOR DO MOVIMENTO REALIZOU 0<br />

SEU CONCLAT NOS DIAS 4, 5 e 6 DE NOVEMBRO.<br />

ACHAMOS QUE É URGENTE A UNIÃO DESSES SETO-<br />

RES, NO SENTIDO DE BARRARMOS ESSA POLÍTICA<br />

DO GOVERNO ANTI-POVO E CONSTRUIR NOVA VIDA.


AQUI VOCÊ BRINCA E SE INSTRUE1 '<br />

NO DIA 24 DE NOVEMBRO, VÁRIOS MORADORES DOS BAIRROS DE JUIZ DE FORA, ENTREGARAM<br />

AO SR. PREFEITO MUNICIPAL UM ABAIXO ASSINADO COM 5.000 ASSINATURAS, REIVINDICAN<br />

DO AS MELHORIAS NO TRANSPORTE COLETIVO. AO PREFEITO, FORAM LEVADAS ALGUMAS PRO-<br />

POSTAS. AÍ TÁ ALGUMAS DELAS:<br />

* CONGELAMENTO das passagens<br />

*MEIA PASSAGEM (Desempregados)<br />

*Onibus NOTURNO<br />

*EXTENSÃO de linhas<br />

*Transporte de TREM<br />

*Atenção às GRÁVIDAS<br />

*Atençao aos OBESOS<br />

*PASSE prós estudantes<br />

*Meia Passagem (IDOSOS)<br />

*Meia Passagem (APOSENTAD<br />

TROVAS. POESIAS & PENSAMENTOS<br />

Horror<br />

I<br />

A morte<br />

montando o ódio<br />

sofrimento nos dente<br />

o barulho do silenci<br />

mortal.<br />

O branco do papel<br />

enegresse o breu<br />

no olhar de frente<br />

o corte da lâmina<br />

Fatal.<br />

Nos quatro cantos<br />

galopa nos ventos<br />

os choros de gente<br />

normal.<br />

PULGUINHA<br />

Vi torino Braga<br />

N&O PODEMOS OLHAR SÕ<br />

DAS COISAS. 0 LADRÃO<br />

PÃO DE MUITA GENTE,<br />

MORREMOS DE MEDO, SÓ<br />

0 LADRÃO TAMBÉM TEM<br />

BAR PELA PRIMEIRA VE<br />

SUA FOME. DEPOIS DE<br />

A GANHAR 0 PÃO DA PO<br />

VE, DO DELEGADO, DO<br />

NALISTA, DO JUIZ, EN<br />

DEIXA CHEIOS, SÕ DE<br />

QUER MOMENTO PODEMOS<br />

POR ELE.<br />

DEPOIS DE SEU TRABAL<br />

BERTOS, SAEM COM GUA<br />

VERNO, POR RECOMPENS<br />

GRATUITA, NÃO PAGAM<br />

ÁGUA, LUZ E NUMA INF<br />

QUEM NÃO QUER? DEUS<br />

Criança que corre<br />

que brinca «<br />

com tudo áM- (fy<br />

que fala<br />

cantando<br />

que aprende<br />

depressa<br />

que exige<br />

sinceridade<br />

e que<br />

sempre e sincero<br />

que chora bonito<br />

nao demorou<br />

acah ou<br />

n um sorriso.<br />

CÉZAR<br />

Ipiranga<br />

0 vento leva o amor<br />

0 amor bate no coração<br />

As luzes sao estrelas<br />

marcando muitas emoções<br />

descobrimos no<br />

mei o da noite<br />

ilusões e<br />

decepções.<br />

JÚLIO<br />

Ipi ranga<br />

Chorai<br />

íher do homem,pois.<br />

a vida desse homem<br />

depende de voce:MULHERl<br />

JOÃO<br />

QUIQUIOCÊACHA?<br />

O LADO NEGATIVO<br />

TAMBÉM É O GANHA<br />

ENQUANTO TODOS<br />

DE PENSAR NELES .<br />

SEU VALOR. AO ROU<br />

Z, TENDE A MATAR<br />

VICIADO ELE TOMA<br />

LÍCIA, DO DETETI-<br />

ADVOGADO, DO JOR-<br />

FIM, TAMBÉM NOS<br />

PENSAR QUE A QUAL<br />

SER VISITADOS<br />

HO FEITO, E DESÇO<br />

RDA COSTAS E 0 GO<br />

A, FORNECE COMIDA<br />

ALUGUEL, TAXA DE<br />

LAÇÃO COMO ESSA<br />

NOS LIVRE.'<br />

(todos lugares)<br />

AO CONTRARIO DE GASTOS COM TANTA CARNE<br />

PODRE,DEVERIAM PREPARAR DESDE AGORA ESV<br />

TAS CRIANÇAS, COM OU SEM LAR, PARA QUE<br />

ANTES DE ENCHER A BARRIGA DE TANTA GENTE<br />

ENCONTRE UM AMBIENTE DIGNO, UM FUTURO - SEM<br />

PROBLEMAS .<br />

Pitita - Jardim de Fátima<br />

ALÔ JOEL! ALÔ POVO DE GUAÇUÍ DO ESPI-<br />

RITO SANTOl RECEBEMOS SEU BILHETE (INTER<br />

NACIONAL). GOSTAMOS MUITO. CONTINUEM ES-<br />

CREVENDO, PENA QUE NãO DEU PARA PUBLICAR<br />

O BILHETE INTEIRO, PROBLEMA DE ESPAçO.<br />

VOCêS ENTENDEM',<br />

A LUTA AQUI «CONTINUA,<br />

OS PROBLEMAS SãO OS MESMOS DAí. POR ISSO<br />

é MUITO IMPORTANTE A GENTE TROCAR INFOR-<br />

MAçõES. UM ABRAÇO A TODOS. A Gerencia.


nm<br />

AMIGOS: Estamos chegando ao final de<br />

mais um penoso aty?, e pelo visto vem ou<br />

tro com os mesmos problemas. Mas a luta<br />

continua è não podemos perder a esperan<br />

ça de transformarmos este mundo em um<br />

mundo novo, cheio de paz e alegria, onde<br />

nao haverá injustiças, ganância, ó-<br />

dio, onde o homem não serã dominado pelo<br />

dinheiro, pelo- poder dos "herodes" da<br />

vida. Mas para isso meus amigos, temos<br />

que unir todas as nossas forças e formarmos<br />

uma so corrente para combatermos<br />

este grande mal que é o capital, on<br />

de os poucos, que têm muito, sempre que<br />

rem mais, visando^o seu lucro, não se ~<br />

importando com a .exploração em cima do<br />

seu irmão, que sofre pela sua sobrevivência.<br />

Sendo assim, temos que nos con<br />

cientizar de nossos direitos e lu r<br />

tarmos por eles, mas todos juntos, sem<br />

individualismos, pois sozinhos não somos<br />

ninguém. Somo* fracos,não temos as<br />

armasque elas têm, que ê o poder pelo<br />

dinheiro.^Mas temos o mais importante,<br />

que e a fe e a esperança, a consciência<br />

sofrida e magoada. Mas ao mesmo tempo<br />

tranqüila, pois acreditamos que a justi<br />

ça um dia chegará.. E isto só irá aconte<br />

cer no dia em que "nos acreditarmos em _<br />

nos mesmos. Uns acreditando nos outros<br />

e assim^por diante. Ai sim, e quando<br />

todos nós, pequenos e explorados, estivermos<br />

acreditando em nosso irmão também<br />

pequeno e também explorado, ê que<br />

poderemos combatei nosso grande e único<br />

inimigos o capitalismo. Vamos procurar<br />

unir todas as nossas forças pelos nossos<br />

direitos. Pois só assim poderemos<br />

construir um mundo onde todos sejam con<br />

siderados irmãos. Um mundo muito mais ~<br />

justo e muito mais humano.<br />

BAIRRO DE FÁTIMA<br />

Jo JWíOR pe&oo SARAMPO! A MOíE<br />

jTfií /WEMíC/'! 0 MfliS VELMO TA'ji£<br />

XÍST05Í. . . 5£Rfl' Qoe P/l' PRO SCiV/Jog<br />

M£ WiAuTAR O AÒSALTO DAC~<br />

.VêM P<br />

UNIBAIRROS- ASSOCIAÇÃO CULTURAL<br />

JORNAL UNIBAIRROS<br />

C.G.C. 20 _ 455 0857ÕÕÕT-00<br />

Rua do Carmelo n9 19 36.100<br />

JUIZ DS FORAi*- M.G.<br />

* |<br />

Caixa-Poçtal 15,062 Ag. Benfica<br />

Guilherme Salgado Rocha<br />

&<br />

■^TEOTÒNIO VILELA morreu. Pouco antes<br />

de morrer, ele pediu:"abram as janelas<br />

que eu quero ver o sol do meu<br />

pais." Terminou assim sua vida de lutas<br />

contra a escuridão que o governo<br />

tenta impor ã gente pobre deste país.<br />

Mas o sol deste país continuara a<br />

brilhar. TE0T0NI0 VIVE.".!<br />

'''A Liga de Femibol de Juiz de Fora es<br />

tá procurando fazer um ótimo trabalho<br />

com as equipes de nossa cidade, atra<br />

ves do seu presidente, o Sr. Jair,<br />

convocando todas as equipes para participarem<br />

da liga e do campeonato de<br />

verão. No próximo numero maiores inf<br />

ormaçoes . ____^<br />

*No final de novemb ro houve eleiç oes<br />

no Centro Comunita'r io de Sao Pedr o .<br />

Esperamos que a lut a continue, po i s<br />

o mais importante ê a luta e a pa rti<br />

cip ação de toda a c omuni dade .<br />

*A Comunidade da Vila Olavo Costa está<br />

realizando um tr, abalho muito prestativo.<br />

Nós já temo; s calçamento, telji<br />

fone público, esgoti o, água, eletrecidade.<br />

Conseguimos i sso em forma de<br />

Mutirão no bairro ii ntei ro .<br />

*0 UNIBAIRROS esta promovendo uma pes^<br />

quiza para levantar dados sobre a rea<br />

lidade da juventude de Juiz de Fora,<br />

na faixa de 15 a 30 anos, questionandc<br />

o conteúdo de vida e trabalho dos jovens<br />

em seus diversos aspectos. Em<br />

breve teremos o resultado. AGUARDEM A<br />

COLUNA DO TRABALHADOR'.<br />

*VAM0S APOIAR AS GRANDES IDÉIAS.<br />

Creche atendendo o Ipiranga e Santa<br />

Efigênia e outros' bairros. Vamos<br />

apoiar o ginásio noturno no Ipiranga<br />

ja ta tudo pronto, só faltando acertar<br />

os últimos detalhes. Maiores informações<br />

no Centro Comunitário do<br />

Ipiranga.<br />

*A Lei de Segurança<br />

fazendo das suas: A<br />

ta Juvêncio Mazaroll<br />

dobrada para 4 anos.<br />

franceses e os posse<br />

Nacional continua<br />

pena do jornaliso<br />

acaba de ser re<br />

Os dois padres<br />

iros continuam<br />

condenados, apesar d o recurso levado<br />

ao TSM, onde os juiz es militares mantiverem<br />

a pena deles . Agora, a defesa<br />

requereu recurso ao STF. Justiça seja<br />

feita, pois as leis injustas sao sustentadas<br />

por doutrin as de Segurança<br />

Nacional autoritária s e desumanas.<br />

*A Nicarágua sofre com seguidos atentados<br />

terroristas, apoiados e incenti^<br />

vados pelos ianques dos Estados Unidos<br />

na pessoa de Ronald Reagan. Um pais é<br />

proibido de ser livre.' A nossa Nicara<br />

gua, linda menina de 4 anos, precisa<br />

'de nosso apoio. Repudiamos também a<br />

invasão de Granada pelos E. Unidos!<br />

8

More magazines by this user
Similar magazines