Defesa - GPER

gper.com.br

Defesa - GPER

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

A formação de professores em Educação Cristã:

uma leitura a partir da experiência com

a Abordagem Relacional

Teoria e Prática Pedagógica na

Educação Superior

Léa Rocha Lima e Marcondes

2005


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

AGRADECIMENTOS

Orientador

Prof. Dr Sérgio Rogério de Azevedo

Junqueira

Banca

Prof. Dra Lílian Blanck de Oliveira

Prof. Dr. Peri Mesquida

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

AGRADECIMENTOS

Professores e colegas do mestrado,

Funcionários da secretaria,

Família,

Amigos, em especial Eucir e Neide,

Alunos do Curso Desenvolvendo

Habilidades na Educação e todos os

que contribuíram direta ou

indiretamente para a construção

da Abordagem Relacional.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

OBJETO DE ESTUDO

A formação de professores em

Educação Cristã:

uma leitura a partir da experiência com a

Abordagem Relacional

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

OBJETIVO

Buscar a identidade e perfil metodológico

da Abordagem Relacional;

Compreender e analisar a proposta

construída no campo da educação cristã

evangélica, visando estabelecer

elementos para a formação dos

formadores nos Cursos de Teologia no

Léa Rocha Lima e Marcondes

campo da Teologia Prática.


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Discriminar os aspectos fundamentais da

formação do docente na Abordagem

Relacional atuais.

Analisar o processo de incorporação da

Abordagem Relacional pelo docente a partir

das documentações coletadas e do material

do Seminário realizado em março de 2004.

Analisar a dinâmica do processo da

Abordagem Relacional na formação de

docentes para identificar a sua metodologia

atual.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

METODOLOGIA

Historiográfico descritivo

Análise documental

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

FONTES DA PESQUISA

Documentos e anotações coletados

do período entre 1985 a 2003,

Textos de fundamentos teóricos utilizados

em reuniões com professores, programação

dos encontros, trabalhos com alunos,

Currículos adotados ao longo do tempo,

Entrevistas não estruturadas,

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

FONTES DA PESQUISA

Léa Rocha Lima e Marcondes

Depoimentos, memorial,

Relatos dos organizadores da

proposta e dos cursistas,

Apostilas do Curso

Desenvolvendo Habilidades na

Educação

Material transcrito do Seminário com

alunos representativos de cada grupo

ocorrido em março/2004


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

FASES DA PESQUISA

Coleta e organização de documentos,

Definição do foco principal da pesquisa

e objetivos específicos,

Revisão bibliográfica sobre a educação

nas igrejas evangélicas,

Seminário de Pesquisa em março/2004,

Análise da documentação,

Discussão da análise.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CONTEXTUALIZAÇÃO CONCEITUAL

Escola Dominical ou

Escola Bíblica Dominical – espaço

pedagógico de ensino bíblico aos

domingos nas igrejas evangélicas.

Igrejas Evangélicas – denominações

surgidas após as reformas de Calvino e

Lutero e as surgidas posteriormente das

igrejas reformadas.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CONTEXTO EVANGÉLICO

Contexto histórico da formação das igrejas

evangélicas no Brasil;

Matrizes teológicas atuais;

Leitura da realidade educacional nas igrejas

evangélicas hoje;

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

1 a FASE DA ABORDAGEM RELACIONAL

1986 a 1989

1986 – Igreja local em Curitiba;

Primeiros procedimentos:

Levantamento de necessidades

Diagnóstico

Currículo emergencial

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CAMINHOS METODOLÓGICOS

Currículo emergencial a partir do

diagnóstico,

Adequação dos assuntos das aulas à faixa

etária da criança,

Equipe de professores atuando juntos

em classe,

Um casal como coordenador de cada

faixa etária,

Léa Rocha Lima e Marcondes

O professor passava primeiro pelo processo

para aprender como fazer com seus alunos.


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

DEFINIÇÕES DA 2 a FASE

1990 a 1995

A forma de apresentação dos conteúdos

bíblicos para as crianças,

As brincadeiras vinculadas ao tema bíblico

em estudo,

A participação ativa dos pais durante

a semana,

Atividades extra classe,

Necessidade de um curso formador

de professores.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

DEFINIÇÕES DA 2 a FASE

Estabelecida a ênfase relacional das aulas,

A vinculação de todos os momentos da

aula ao tema estudado.

A necessidade do envolvimento dos líderes

da igreja no processo.

As aprendizagens acontecem nas áreas

cognitiva, afetiva e psicomotora.

A proposta recebe o nome de

Abordagem Relacional.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Educador

Se refere àquele que tem uma visão mais

ampla da educação, ou seja, tem

consciência que ela pode acontecer em

qualquer lugar (dentro ou fora de uma

classe), em qualquer situação (planejada

ou não) e que o seu papel é de mediador

da aprendizagem.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Educando

Se refere àquele que está exposto à

aprendizagem e à sua mediação em

qualquer lugar e situação e na

medida que tem mais compreensão

e conscientização se responsabiliza

Léa Rocha Lima e Marcondes

pelas suas aprendizagens.


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Relação

Todo o relacionamento que o indivíduo

desenvolve com pessoas, idéias, princípios

e conceitos nas mais diversas situações.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Léa Rocha Lima e Marcondes

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Relação com pessoas

Entende que é a interdependência entre os

indivíduos; uma conexão profunda, sincera

e aberta com o coração e a alma das

pessoas, o “despertar o que está vivo e

forte dentro de nós para estimular o que há

de bom nos outros” (Crabb, 1999, p.198).


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Relação com Deus

É a compreensão e apreensão da proposta

de Deus através de Seu filho Jesus para si

mesmo apresentada na Bíblia, assumindo-a

como guia, modo de vida e princípios,

passando a viver segundo os mesmos.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CATEGORIZAÇÕES DA ABORDAGEM RELACIONAL

Relação com assuntos, princípios ou conceitos

É a apreensão destes aspectos, a sua

aplicação em todas as áreas da vida e a

integração dos mesmos no dia a dia do

aprendiz, seja ele educando ou educador,

e a conseqüente aplicação prática nos

campos cognitivo, afetivo e psicomotor.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

PONTO CENTRAL DA ABORDAGEM RELACIONAL

Trabalho das relações:

consigo mesmo,

com Deus,

com os outros,

tendo como referencial os princípios

propostos pela Bíblia.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Léa Rocha Lima e Marcondes

Abordagem Relacional

DEFINIÇÕES DA 3 a FASE

1995 – 1996

Estabelecimento da espinha dorsal da

Abordagem Relacional, sua filosofia

educacional, sua metodologia, seus

pressupostos e crenças. Foram selecionados

os Aspectos Teológicos, Psicológicos,

Pedagógicos e Administrativos da

Abordagem.

Curso Desenvolvendo Habilidades na

Educação

Criação do CeDeR :

Centro de Desenvolvimento Relacional.


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

PRINCIPAIS REFERENCIAIS TEÓRICOS

FONTE PRIMÁRIA

Bíblia cristã utilizada pelos evangélicos

FONTES SECUNDÁRIAS

Todas as fontes secundárias selecionadas

tem a finalidade de respaldar a

metodologia de trabalho adotada pela

Abordagem Relacional

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS TEOLÓGICOS

A crença de que a Bíblia apresenta a proclamação da

vida em suas mensagens e profecias do Antigo

Testamento sendo cumpridas na pessoa de Jesus

Cristo através de seu ministério descrito no Novo

Testamento.

A crença na Palavra de Deus como inspirada por Ele

e “útil para o ensino e repreensão, para a correção

e a instrução na justiça para que todo o homem

de Deus seja apto e plenamente preparado para

toda a boa obra”.

II Timóteo 3:16, Bíblia Sagrada, NVI, 2000, p. 956.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS TEOLÓGICOS

Convicção de que os pais têm a

responsabilidade primeira na educação e

formação dos filhos e que escola, igreja e outras

instituições são co-participadoras com a família

neste processo.

A ênfase nos relacionamentos apontada de

várias maneiras ao longo da Bíblia e a

importância que Deus dá a eles, levou os

coordenadores do trabalho a priorizarem este

aspecto no processo de aprendizagem.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CRITÉRIO DE SELEÇÃO DAS

FONTES SECUNDÁRIAS

Definiu-se o que era importante para o professor

como conhecimento e recursos complementares

e buscou-se na pedagogia e em outras áreas

afins somente os aspectos que dariam melhor

suporte ao caminho que estava sendo feito.

Utiliza-se apenas do recorte necessário ao

conhecimento do professor com as devidas

pontuações e correlações sobre o seu uso pela

Abordagem Relacional.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS PEDAGÓGICOS

PIAGET - a leitura da construção do

pensamento, suas fases de desenvolvimento

e construção do conceito moral e aquisição

de regras.

Os professores da EBD, por serem leigos,

necessitam conhecer melhor o que acontece

com seus alunos, sua fase de

desenvolvimento e compreensão da sua

linguagem.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS PEDAGÓGICOS

Léa Rocha Lima e Marcondes

FEUERSTEIN – professor como mediador da

aprendizagem

Alguns princípios da aprendizagem mediada:

Intencionalidade

Reciprocidade

Significação

Transcendência

Compartilhar comportamentos

Cuidado com as relações interpessoais do grupo


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS PEDAGÓGICOS

Visão sistêmica:

Complexidade das inter relações

Desenvolvimento humano na sua totalidade

Crescimento do indivíduo através da

experiência

Integração das disciplinas ao cotidiano

Aprendizagem é processo para a vida

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS PSICOLÓGICOS

Desenvolvimento dos vínculos familiares

Desenvolvimento das emoções

Integração do conhecimento com a vida

Trabalho em grupo

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS FILOSÓFICOS

Reflexão sobre a educação

Breve leitura de escolas filosóficas

tradicionais na educação mostrando a

visão de cada uma delas sobre o papel do

professor, relação com o aluno,

metodologia, recursos utilizados e

visão de homem.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ASPECTOS ADMINISTRATIVOS

Ligado a parte organizacional dos

Centros Educacionais das igrejas,

a parte burocrática do trabalho com

professores, equipes e igreja,

planejamento de cronogramas, seleção

e distribuição de currículos,

controle das ações.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

FORMAÇÃO DO PROFESSOR

A Abordagem Relacional entende que é um

processo de desenvolvimento e

estruturação da pessoa na qual ocorre

maturação interna

emocional, cognitiva e espiritual

a partir dos princípios bíblicos revistos e

trabalhados nas experiências cotidianas.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

FORMAÇÃO DO PROFESSOR

A Bíblia é o principal fundamento e

orientador da Abordagem Relacional;

Educador e educando tem a mesma

importância no processo educacional;

Recursos pedagógicos, métodos, técnicas,

ambiente são apenas ferramentas, pois as

pessoas, seus relacionamentos e a ação

sobrenatural de Deus são mais importantes.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O Curso tem características de

formação continuada: caráter reflexivo

das aulas e atividades, modelo

processual e prático das ações

pedagógicas e as trocas

de experiências.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CONSTATAÇÕES

Léa Rocha Lima e Marcondes

O Curso

hoje

exige

integração.

É necessário

isomorfismo

entre

a formação

e a prática.

imersão

Vivência

da

Metodo

logia

GTs

Estágios

práticos

200 horas


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ACADEMIZAÇÃO

Seminários de Teologia

Disciplina de Educação Cristã é da área da

Teologia Prática

2 semestres com carga horária de até

60 horas o semestre.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

ACADEMIZAÇÃO

É necessário alterar a metodologia e a carga

horária do Curso em função da distribuição

semanal da disciplina e da carga horária

oferecida pelos Seminários.

Dificuldades:

imersão dos alunos,

acompanhamento individual,

GTs para os trabalhos práticos,

inclusão das lideranças no processo

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

DIFICULDADES

Aspectos subjetivos da

Abordagem Relacional:

Compreensão, apreensão e internalização

Estão vinculados à mudança do paradigma

educacional do professor.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

Nóvoa (1995, p. 15) a formação de

professores está relacionada com o

desenvolvimento pessoal – produzir a vida –

e com o desenvolvimento profissional –

produzir a profissão docente. Ele acredita

que a formação acontece de maneira

“indissociável da experiência de vida”. Em

outro texto Nóvoa explicita que a formação

de professores também está associada aos

projetos educativos da escola. Para ele “hoje

não basta mudar o profissional: é preciso

também mudar os contextos em que ele

intervém” (Nóvoa,1992, p 26).

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

INQUIETAÇÕES DOS COORDENADORES

Em relação à academização

Como formalizar a academização do Curso

num modelo adequado e eficaz tanto para

os Seminários Teológicos quanto para a

metodologia da Abordagem Relacional.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

INQUIETAÇÕES DOS COORDENADORES

Em relação à formação de instrutores:

Tempo de formação – cerca de 2 anos e

carga horária significativa.

Formação de equipes de instrutores para

ministrar o Curso posteriormente –

demanda gerada pelo grupo.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CARACTERÍSTICAS DO FUTURO INSTRUTOR

Precisará ter passado pelo Curso de

formação de professores;

Ter definida a área de educação como

ministério pessoal;

Abertura e disponibilidade para ser

trabalhado;

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

CARACTERÍSTICAS DO FUTURO INSTRUTOR

Flexibilidade para lidar com mudanças;

Disponibilidade interna e de tempo para se

envolver com estudos, pessoas, poder

acompanhar junto aos coordenadores outros

grupos ministrados por eles;

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

VISÃO DE EDUCAÇÃO

A Abordagem Relacional trabalha pelo

viés afetivo, relacional.

A educação na igreja deve acontecer

através das inter relações entre os

professores, as lideranças e as equipes

das diversas atividades oferecidas pela

igreja.

Os trabalhos precisam estar conectados

entre si não só na visão como também

nas ações.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

NOVA FASE DA ABORDAGEM RELACIONAL

2005 ...

Será necessário investir mais em leituras,

estudos e reflexões acerca da epistemologia

e da pedagogia da Abordagem Relacional,

com a finalidade de minimizar as

dificuldades apontadas ao longo desta

dissertação e também possibilitar a criação

de novas estratégias que auxiliem com mais

eficiência a compreensão, a apreensão e a

internalização da mesma.

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Abordagem Relacional

O Tapeceiro

Letra e música de

Stênio Botelho Nogueira

Cantada por João Alexandre

Léa Rocha Lima e Marcondes


PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Léa Rocha Lima e Marcondes

Abordagem Relacional

O Tapeceiro

Tapeceiro, grande artista

Vai fazendo o seu trabalho

Incansável, paciente no se tear

Tapeceiro, não se engana

Sabe o fim desde o começo

Tranças voltas, mil desvios sem perder o fio

Minha vida é obra de tapeçaria

Tecida de cores alegres e vivas

Que fazem contraste no meio das cores

nubladas e tristes e você olha do avesso,

nem imagina o desfecho

No fim das contas, tudo se explica,

tudo se encaixa

Tudo coopera pro meu bem

Quando se vê pelo certo

Todas as cores da minha vida

Dignificam a Jesus Cristo, O Tapeceiro...

More magazines by this user
Similar magazines