são paulo - Metro

publimetro.band.com.br

são paulo - Metro

ROCK IN RIO

Ingressos esgotam

EM APENAS

4 HORAS PÁG. 24

FACEBOOK

Lança tela

INICIAL PARA

ANDROID PÁG. 14

AVALANCHE

DE HITS

THE CURE PROMETE SHOW DE 3 HORAS

COM 39 MÚSICAS AMANHÃ NO ANHEMBI PÁG. 24

SÃO PAULO

Sexta-feira,

5 de abril de 2013

Edição nº 1.518, ano 6

MÍN: 17°C

MÁX: 25°C

sunny snow rain partly cloudy sleet thunder part sunny/

www.readmetro.com | leitor.sp@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | sunny @jornal_metro

showers

thunder

showers

windy

Só Xangai supera SP no

hazy showers

gasto para manter carro

Facada. Pesquisa aponta que o paulistano desembolsa, em média, mais de 130 mil dólares (R$ 262 mil) para comprar e manter um automóvel

por três anos. O custo só perde para cidade chinesa, onde a despesa bate nos 140 mil dólares. Valores incluem taxas, seguros e pedágios PÁG. 05

Primeira multa

de rodízio pode

virar só bronca

Proposta ainda precisa passar

por 2 a votação na Câmara. Infração

valeria apenas na reincidência PÁG. 04

Governo autoriza

aumento de 6,31%

para os remédios

Índice considera inflação dos últimos

12 meses. Relação com os 6.234

medicamentos sai no dia 20 PÁG. 14

RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE

ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

ALERTA MÁXIMO

Coreia do Norte movimenta mísseis nucleares e

sul-coreanos reforçam defesas na fronteira PÁG. 16

Soldados do 23º Batalhão de Armas Químicas dos EUA fazem demonstração para o exército sul-coreano. Equipe voltou a ficar baseada no país | LEE JAE-WON/REUTERS

São Paulo perde e

vaga na Libertadores

fica mais distante

Derrota para The Strongest por 2 a 1

deixa Tricolor em situação delicada

na competição continental PÁG. 44


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {EDITORIA} |02|◊◊


|04| {FOCO}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Primeira multa de rodízio

pode virar advertência

1FOCO

Polícia Federal

TJ-SP pede

apuração

O presidente do TJ-SP,

desembargador Ivan

Sartori, pediu ontem à

Policia Federal que apure

as denúncias envolvendo

o desembargador

Arthur Del Guércio

Filho, acusado de exigir

dinheiro em troca de

votos favoráveis aos

interesses de advogados.

O pedido foi atendido

pelo ministro da Justiça,

José Eduardo Cardozo.

Cotações

Selic

(7,25%)

Dólar

- 0,34%

(R$ 2,01)

Bovespa

- 1,64%

(54.648 pts)

Euro

- 0,13%

(R$ 2,59)

Salário

mínimo

(R$ 678)

Lei. Projeto aprovado anteontem ainda

precisa passar por segunda votação RANKING DE MULTAS EM 2012

“A medida vai beneficiar

o condutor que leva a

multa por estar preso no

congestionamento. Ele

não tem culpa.”

MARIO COVAS NETO, AUTOR DO PROJETO

A Câmara Municipal aprovou

anteontem, em primeira

votação, projeto que

transforma a multa por desrespeito

ao rodízio de veículos

em advertência. O valor

de R$ 85,13 só será cobrado

em caso de reincidência

no período de 12 meses. Os

quatro pontos continuam

sendo computados na CNH.

O projeto ainda precisa

passar em segunda votação

antes de seguir para sanção

ou veto do prefeito Fernando

Haddad (PT).

As multas por burlar o

escalonamento por placas

ocupam o segundo lugar

no ranking da CET, ficando

atrás das autuações por

excesso de velocidade. Em

2012, dos R$ 795 milhões

arrecadados com infrações

de trânsito, R$ 175 milhões

tiveram origem no rodízio.

No ano passado, foram

2,1 milhões de multas de rodízio,

que vigora de segunda

a sexta-feira, das 7h às

10h e das 17h às 20h. A restrição

vale em todo o centro

expandido da capital.

De acordo com o vereador

Mario Covas Neto

(PSDB), autor do texto, muitos

motoristas são autuados

quando estão parados nos

congestionamentos da cidade.

“Quem fura o rodízio de

propósito vai continuar levando

multa”.

Procurada, a prefeitura

não quis se pronunciar.

MÁRCIO

ALVES

METRO SÃO PAULO

Proposta deve passar

em segunda votação

O texto que prevê a troca

da multa do rodízio de veículos

por uma advertência

tem chances reais de ser

aprovado em segunda votação

na próxima terça-feira.

Na sequência, o projeto

ainda seguirá para sanção

ou veto do prefeito Fernando

Haddad (PT).

Por ter impacto, no mínimo,

na vida e no bolso

dos cerca de 3,5 milhões de

veículos da capital que têm

de respeitar o escalonamento

de placas, vereadores

da oposição e, principalmente,

da base do governo

já avaliam o prejuízo político

de se votar contra a

proposta.

Nos corredores da Câmara,

já há parlamentar dizendo

que a aprovação do

texto em primeira, no final

da noite de quarta-feira, foi

a primeira escorregada dos

líderes do prefeito na Casa.

Para evitar um futuro

desgaste com essa parcela

do eleitorado, vereadores

do PT avaliam que a melhor

opção agora é aprovar

o texto de Mário Covas Neto

(PSDB) e deixar a decisão

final para Haddad.

O texto também pode

ser utilizado pelo PSDB para

trancar a pauta da Câmara e

obrigar a base petista, maioria

na Casa, a negociar a votação

de projetos apresentados

pela oposição ou mesmo

aceitar emendas em substitutivos

a projetos também já

aprovados em primeira votação,

como o que altera a lei

das calçadas. METRO

FALE COM A REDAÇÃO

leitor.sp@metrojornal.com.br

011/3528-8522

COMERCIAL: 011/3528-8549

O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões

de leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação

e da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda a

sexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre,

ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.

ANDRE PORTO/FOTO

Em pouco mais de uma hora,

vereadores da Câmara

Municipal aprovaram anteontem,

em primeira votação,

um pacotão com 60 projetos.

A lista inclui desde a

denominação de nomes de

praças e ruas até a exigência

de regras para o jogo de sinuca

e bilhar na capital.

A aprovação dos textos

foi acertada após um acordo

entre os líderes dos partidos.

O objetivo era tirar da

fila projetos apresentados

por nomes que nem estão

mais na Casa ou por aqueles

que retornaram ao Legislativo

na última eleição. Nesse

último caso está a proposta

do vereador Rubens Calvo

(PMDB), apresentada em

2002, que só permite a venda

de bebidas alcoólicas entre

12h e 4h.

A Mesa Diretora também

conseguiu aprovar o pagamento

de gratificações para

os agentes da Guarda

EXPEDIENTE

Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145).

Diretor de Redação: Fábio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini.

Diretora Financeira: Sara Velloso. Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso.

Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo.

Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369).

Editor de Arte: Tiago Galvão. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva.

Editado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: rua Tabapuã, 81, 14º andar, Itaim, CEP 04533-010, São Paulo, SP. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.

EM MILHÕES






Excesso de

velocidade

AAA-0000

Desrespeito ao

rodízio

E

Estacionamento

proibido

1

Falar ao

celular

0,4

2,1

Desrespeito à

restrição a

caminhões

Em 1 hora, Câmara aprova

pacote com 60 projetos

0,3

Acordo liberou votação de projetos no plenário | JOEL SILVA/FOLHAPRESS

Filiado ao

3,1

Civil Metropolitana e policiais

militares que atuam

na Câmara e um reajuste de

7,13% para os servidores da

Casa. A proposta elevará em

R$ 26 milhões o custo com

salários. METRO


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {FOCO} |05|◊◊

Custo de ter carro

em SP é o segundo

maior do mundo

Muito dinheiro. Levantamento mostra que, em três anos, paulistano chega a gastar

R$ 262 mil para comprar e manter veículo. Valor só é maior em Xangai, na China

R$ 282

mil é o valor gasto para comprar

e manter um carro por três anos

em Xangai, a única cidade que

supera São Paulo no ranking.

Ter um carro na cidade de

São Paulo custa muito caro.

A cidade perde apenas

para Xangai, na China, no

ranking das metrópoles

mais caras do mundo para

donos de carro. Realizado

pela revista inglesa “The

Economist”, o ranking leva

em conta o custo para o

motorista comprar e manter

um veículo por três

anos. Em São Paulo, o valor

chega a US$ 130 mil (R$

262 mil). Em Xangai, o valor

supera os US$ 140 mil

(R$ 282 mil).

A terceira colocada no

levantamento da revista

inglesa é a capital da Índia,

Nova Déli, onde o motorista

desembolsaria cerca de

US$ 120 mil (R$ 242 mil).

O estudo leva em consideração

o valor de um carro

médio com motor de

1.8 a 2.5 litros, no ano de

2010. A esse preço, a pesquisa

acrescentou os valores

adicionais gastos em

três anos com taxas, seguro,

pedágio, manutenção

e consumo de combustível.

Foi utilizada a chamada

paridade de poder de

compra, uma forma de medir

o nível da taxa de câmbio,

que considera o poder

aquisitivo e o custo de vida

de cada país. METRO

Cidade perde R$ 50 bi

por ano com lentidão

Os constantes congestionamentos

de São Paulo provocam

prejuízo anual de R$ 50

bilhões à economia da capital,

segundo o economista

Marcos Cintra, vice-presidente

da FGV-SP.

A conta é resultado das

perdas da indústria, do comércio

e do setor de serviços

por conta da lentidão no

trânsito. O valor é superior

ao Orçamento de São Paulo

para este ano (R$ 42 bilhões).

A quantia é calculada

levando em conta as horas

de trabalho e lazer perdidas,

além dos gastos com

combustível e tratamento

de saúde em decorrência de

acidentes e doenças respiratórias.

METRO

Xangai

São Paulo

Nova Déli

Roma

Sidney

Berlim

Amsterdã

Moscou

Paris

Londres

ZANONE FRAISSAT/FOLHAPRESS

CUSTO DO CARRO POR 3 ANOS

( 2010 - 2012)

Preço de Compra

Manutenção

• custo médio de compra

e manutenção de um carro

(1.8 a 2.5)

• em U$$ mil, considerando paridade do poder de compra

0 20 40 60 80 100 120 140 160

São Paulo concorre com outras quatro cidades | REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Expo 2020. São Paulo

promove candidatura

Chalita. Deputado nega que

empresa equipou duplex

O deputado federal Gabriel

Chalita (PMDB-SP) afirmou

anteontem desconhecer que

uma empresa fornecedora da

Secretaria da Educação pagou

a compra equipamentos eletrônicos

para seu apartamento.

O caso teria ocorrido no

período em que Chalita foi o

titular da pasta (2003-2006).

A denúncia partiu de um

empresário que relatou ao

Ministério Público ter recebido

em 2005 de US$ 80 mil

São Paulo entra na disputa

para receber a exposição

mundial Expo 2020 com o

tema: “Força da Diversidade,

Harmonia para o Crescimento”.

Para promover a

candidatura, foi criada uma

página no Facebook com o

intuito de divulgar o projeto

e novidades ao longo de

todo o processo de escolha

da sede. Também concorrem

as cidades de Ayutthaya

(Tailândia), Dubai (Emirados

Árabes), Izmir (Turquia)

e Ekaterinburg (Rússia).

Para Nádia Campeão, vice-prefeita,

“a Expo 2020 é

uma imensa oportunidade

de desenvolvimento social,

humano e estratégico”.

Considerado o terceiro

maior evento do mundo em

termos de impacto econômico

e cultural, o encontro

acontece a cada cinco anos.

A Prefeitura de São Paulo

afirma que a Expo 2020 trará,

entre outros benefícios,

o desenvolvimento da região

noroeste com a construção

do Centro de Convenções

e Exposições no

bairro de Pirituba. METRO

da Interactive, empresa ligada

ao grupo COC, principal

fornecedor da secretaria.

Empresas do COC, incluindo

a Interactive, receberam

R$ 14 milhões da

secretaria da Educação durante

a gestão de Chalita.

Todas as compras foram feitas

sem licitações.

Os documentos, incluindo

notas fiscais, foram entregues

ao promotor Nadir

de Campos Jr. METRO


|06| {FOCO}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Latrocínios.

Apenas 1 em

cada 3 casos

é resolvido

Dos 30 casos de roubo seguido

de morte registrados na

capital nos dois primeiros

meses do ano, apenas 11 foram

solucionados, segundo

dados da Secretaria de Estado

da Segurança. Isso significa

que, apenas um em cada

três casos de latrocínio

foram esclarecidos pela polícia,

um índice de 33,3%.

E cinco dos latrocínios

considerados esclarecidos

foram solucionados sem investigação

da Polícia Civil.

Neles, as vítimas eram policiais

militares ou bandidos

mortos após troca de tiros.

Se esses casos fossem

desconsiderados, o índice

de solução de latrocínios no

primeiro bimestre cairia para

16,6%.

Segundo o secretário de

Segurança, Fernando Grella

Vieira, as equipes de plantão

nas delegacias foram reforçadas

para melhorar as

investigações. Ele anunciou

que as centrais de flagrante

serão ampliadas e que haverá

abertura de concurso na

Polícia Civil. METRO

MP quer anular veto

a socorro de vítimas

Rua onde jovens foram baleados | EDU SILVA/FUTURA PRESS

Segurança. Promotor diz que Secretaria da Segurança

não firmou convênio com Samu nem esclareceu a população

Após a morte de dois jovens

na Vila Brasilândia no

final de março, o MP (Ministério

Público) decidiu recorrer

à Justiça para anular

a resolução da Secretaria da

Segurança que proíbe PMs

de socorrer vítimas com ferimentos

graves. Segundo

a norma, publicada em janeiro,

feridos em estado

grave só podem ser socorridos

pelo Samu ou pelos

Bombeiros.

“Em fevereiro, recomendamos

à secretaria que estabelecesse

um protocolo

de ação entre a PM e o Samu

para que não ocorram

mais mortes”, afirma o promotor

de Direitos Humanos

Luis Roberto Sicogna

Faggioni. “Como não fomos

atendidos, vamos entrar

com uma ação na Vara da

Fazenda Pública pedindo a

anulação da resolução para

que não ocorram mais casos

como o dos oito jovens

baleados na Brasilândia”.

Segundo moradores, os policiais

ficaram parados observando

as vítimas e esperando

o Samu. Dois feridos

morreram e familiares culpam

a PM pela demora no

socorro as vítimas.

Ao estabelecer a resolução,

a intenção do secretário

Fernando Grella

Vieira era evitar que policiais

alterem a cena de

um crime, mas a decisão

acabou gerando conflitos

entre a secretaria e o comando

da PM.

Segundo o promotor, a

norma foi mal interpretada

e a secretaria não se preocupou

em esclarecer que os

PMs poderiam, sim, prestar

socorro e avaliar se a remoção

dos feridos deve ser

imediata. “Os policiais sabem

prestar os primeiros-

-socorros, eles recebem um

treinamento de 40 horas

para isso”, diz Faggioni.

A Secretaria da Segurança

diz que a resolução

segue recomendações internacionais

de atendimento

que determinam

que o socorro seja feito,

prioritariamente, por serviços

especializados. Mas

nos casos em que isso não

é possível não é proibido

que o transporte das vítimas

seja feito por policiais

ou civis. A secretaria diz,

ainda, que já prestou todos

os esclarecimentos solicitados

pelo MP.

ARIEL

KOSTMAN

METRO SÃO PAULO

Mulher passa mal e

morre em frente a AME

Polícia recupera

carga avaliada

em R$ 340 mil

PMs da Rota impediram

na madrugada de ontem

que uma quadrilha fugisse

com a carga roubada

de um caminhão, na marginal

Pinheiros. A polícia

alcançou o veículo com

ajuda de uma testemunha

que seguiu os criminosos.

A carga foi avaliada

em R$ 340 mil. METRO

Célia Gamarrano, de 56

anos, morreu ontem após

passar mal em frente ao

AME (Ambulatório Médico

de Especialidades) em Taboão

da Serra. Testemunhas

afirmam que ela demorou

para ser atendida.

Imagens da câmera de

segurança mostram o momento

em que Célia estava

passando em frente ao AME

com o marido e sentiu-se

mal, alguns metros à frente

– onde a câmera não captava

mais.

Pessoas que estavam passando

pelo local pediram

socorro no ambulatório,

mas ninguém ajudou. Uma

testemunha disse que funcionários

do AME alegaram

que não podiam fazer nada.

O marido de Célia a levou

no colo até o ambulatório

médico. Imagens gravadas

por um celular monstram

médicos tentaram reanimá-

-la mas ela não resistiu.

Segundo a Secretaria Estadual

de Saúde o atendimento

deveria ter sido prestado

pelo Samu (Serviço de

Atendimento Móvel de Urgência),

tendo em vista que

as AMEs são unidades ambulatoriais

que realizam

apenas consultas e exames.

A Secretaria de Saúde vai

investigar se houve omissão

de socorro de funcionários

e da equipe médica. Caso a

omissão seja constatada, o

caso será encaminhado ao

Conselho Regional de Medi-

Zona sul Roubo Estelionato

Policial à paisana

impede assalto

em semáforo

Um policial à paisana impediu

um assalto em um

semáforo no Capão Redondo

na noite de anteontem.

Ele estava no

carro de trás e flagrou

três homens tentando assaltar

uma mulher. Ele

saiu do carro e atirou nos

suspeitos. Um morreu e

dois se feriram METRO

Polícia prende

médico ‘falso’

em Osasco

Um homem que se passava

por médico foi preso

na tarde de anteontem

em uma clínica na

rua Euclides da Cunha,

em Osasco. O suspeito é

técnico de enfermagem

e cobrava R$ 15 por consulta

dos pacientes. Ele

foi indiciado por estelionato.

METRO

Explosão em prédio na

Lapa fere três pessoas

Ferido é socorrido | NELSON ANTOINE / FOTOARENA/FOLHAPRESS

Uma explosão incendiou

ontem o 4º andar de um

prédio na rua Filipinas, na

Lapa, zona oeste. Três pessoas

ficaram feridas.

Segundo o Corpo de

Bombeiros, o edifício estava

em reforma e a explosão

aconteceu enquanto os pedreiros

estavam mexendo

na tubulação. Duas das vítimas

foram encaminhadas

para o Hospital das Clínicas

e a outra para o Pronto-Socorro

da Lapa. METRO

Quantidade de denúncias

contra policiais sobe 35%

O número de denúncias feitas

contra policiais civis e

militares no Estado cresceu

35% entre 2011 e 2012, segundo

a Ouvidoria da Polícia.

No ano passado foram

registrados 7.455 casos, ante

5.487 no ano anterior. O

aumento é o maior dos últimos

17 anos.

As principais denúncias

são de maus-tratos, abuso

de autoridade, tráfico de

drogas, extorsão, desvio de

dinheiro, apropriação indevida,

ameaça e má qualidade

no atendimento.

Apenas na cidade de São

Paulo foram registrados

3.497 casos, 45% do total registrado

no Estado. O principal

meio utilizado para as

denúncias foi o e-mail. com

45% dos casos. Em seguida,

está o telefone, com 38%.

Menos de 2% das denúncias

foram feitas pessoalmente.

O número de policiais

expulsos também aumentou

no Estado. No ano passado

foram registrados 511

casos, ante 373 do ano anterior.

METRO


|08| {FOCO}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Prefeitura tem 4

servidores presos

em vinte dias

Corrupção. Ontem, um funcionário da Secretaria do Verde e Meio

Ambiente foi preso após cobrar propina de um empresário

Reparo será concluído apenas em seis meses | JOHNNY DE FRANCO/SIGMAPRESS/FOLHAPRESS

Obra complica trânsito

na região do Ibirapuera

As obras para o fechamento

de uma cratera na pista

sentido centro da Avenida

República do Líbano, entre

as ruas do Gama e Jauaperi,

continuam causando transtornos

no trânsito na região

do Ibirapuera.

O buraco surgiu no dia

9 de março após uma forte

chuva ter rompido uma galeria

pluvial causando o solapamento

na pista.

O prazo para que os reparos

sejam concluídos e de

pelo menos seis meses.

Quem passa pelo local

sofre com a lentidão no tráfego

e precisa fazer um desvio.

Os veículos que se dirigem

ao centro têm de virar

à esquerda na rua dos Arapanés,

depois à direita na

Avenida Agami e na sequência

à direita na rua Jauaperi,

retornando à avenida República

do Líbano.

Os motoristas com destino

ao bairro de Moema podem

seguir à direita na rua

Gaivota, depois à esquerda

na rua Lavandisca, prosseguindo

pela rua Jamaris e,

depois, à esquerda nas alamedas

Nhambiquaras ou

Jurupis. METRO

A Polícia Civil prendeu ontem

um funcionário da Secretaria

Municipal do Verde

e do Meio Ambiente de

São Paulo, acusado de recebimento

de propina. Esta é

a quarta prisão de um servidor

público na capital em

20 dias pelo mesmo motivo.

A investigação foi realizada

pela Controladoria Geral

do Município após um

empresário ter denunciado

que sofreu uma tentativa

de extorsão por parte do

servidor. De acordo com ele,

no dia 6 de março, sua empresa,

em Pirituba, na zona

norte, foi fiscalizada pelo

funcionário, que exigiu

vários documentos em um

prazo de até 48 horas.

Na ocasião, o servidor

alegou que havia uma série

de irregularidades na armazenagem

de resíduos industriais.

Dois dias depois, o

R$ 8 mil

é o valor que o servidor da

Secretaria do Verde e Meio

Ambiente cobrou de propina de

um empresário.

proprietário da empresa entregou

a documentação solicitada.

No entanto, o servidor

público disse que ainda

havia problemas na documentacão

e pediu R$ 30 mil

para não aplicar as multas,

que custariam entre R$ 90

mil e R$ 120 mil.

Após o empresário denunciar

o caso, no dia 18

de março, a Controladoria

do Município e a Polícia Civil

passaram a monitorar

a negociação para redução

da propina. No final, o valor

chegou a R$ 12 mil.

O empresário, segundo

a prefeitura, ajudou nas investigações

e simulou que

iria pagar R$ 8 mil de sinal

pela liberação da empresa.

A polícia e a Corregedoria

acompanharam o empresário

e prenderam o

servidor em flagrante no

momento em que recebia

a quantia.

Outros casos

No dia 15 de março, dois

servidores (um casal) que

trabalhava na subprefeitura

de Santo Amaro foi preso

recebendo R$ 40 mil de um

empresário que denunciou

o pedido de propina para regularização

de um imóvel.

No dia 19, um engenheiro

civil da Secretaria Municipal

da Habitação foi preso

por receber R$ 4 mil para

regularizar a metragem de

um terreno. METRO

São Paulo entra na onda do Bed&Breakfast

Bar de hostel na Vila Madalena | ANDRÉ PORTO

Criado no Reino Unido, um

novo modelo de hospedagem

começa a surgir em São

Paulo. Já existem 22 locais

da cidade cadastrados na Rede

Bed&Breakfast Brasil.

Neste tipo de estabelecimento,

os hóspedes ocupam

um quarto em uma residência,

onde podem tomar o café

da manhã. O dono deve morar

no local e providenciar a

limpeza. O preço da diária (R$

43, em média) é muito menor

do que o cobrado em hotéis

tradicionais que tem tarifa

média de R$ 295. Em 2012,

os preços subiram 22,8%, ante

uma inflação de 5,84%.

Segundo a diretora da SP-

Turis Luciane Leite, esse tipo

de hospedagem começou

a aparecer na cidade no final

do ano passado e deve crescer

por conta da Copa do Mundo.

“O Bed & Breakfast é interessante

porque atrai um

público alternativo, principalmente

europeus que já estão

acostumados com esse tipo

de hospedagem”, diz Luciane.

Os B&B paulistanos estão

em bairros como Vila Mariana

e Vila Madalena, próximos

à estações de metrô.

O gerente da Rede

Bed&Breakfast Brasil em

São Paulo, François Rochat,

diz que o café da manhã é

importante porque é quando

o visitante e o anfitrião

podem confraternizazar. É

nesse momento também

que o turista pede dicas sobre

as atrações da cidade.

Além do surgimento dos

B&B, o número de hostels (albergues)

mais que dobrou

no ano passado. Agora, existem

52 cadastrados na SPTuris,

ante 22 em 2011.

Foi justamente no ano

passado que Pedro Voltolino

43

reais é o valor, em média, da

diária em um B&B.

de Azevedo, de 27 anos, inaugurou

o Escambo Hostel, perto

da estação Brigadeiro, na

região da avenida Paulista.

Inicialmente ele pretendia

abrir um restaurante, já que

é formado em gastronomia.

Mas decidiu apostar no hostel,

um mercado que ainda

não está saturado.

Os preços dos hostels

são similares aos do B&B,

mas os quartos e banheiros

são coletivos. Existem quartos

individuiais, mas o preço

sobe bastante.

O presidente da SPTuris,

Marcelo Rehder, afirma que

essa explosão de hostels

aponta uma nova intenção

dos turista. “Os jovens, público

majoritário deste tipo

de hospedagem, estão cada

vez mais atraídos por São

Paulo.” METRO

Viagem

‘É mais

fácil

interagir’

Hóspede do Escambo

Hostel, o francês Jeremy

Breola, de 30 anos, está

na cidade para aprender

a falar português. Depois

disso, pretende conseguir

um trabalho na

área em que trabalhava

na Europa, administrando

hotéis.

Jeremy escolheu vir para

São Paulo porque acredita

ser onde existe mais opções

“Por conta dos ambientes

comunitários, é mais fácil

fazer contatos e aprender

a língua.”

JEREMY BREOLA, ADMINISTRADOR

de lazer, principalmente à

noite. Segundo ele, na Europa

os bares fecham cedo,

por volta da meia-noite.

Aqui ficam abertos quase a

noite inteira.

O francês escolheu ficar

em um hostel, em vez de

em um hotel, porque acredita

que é esse meio de hospedagem

facilita a interação

com as pessoas. “Dá

para fazer contatos e aprender

melhor a língua, principalmente

as gírias”.

O francês diz que está

adorando a experiência.

“Já fui para o Sul e também

me hospedei em um hostel.

Pretendo ir para o Nordeste

e fazer a mesma coisa.”

Segundo Breola, a cozinha

e o bar do hostel são

os melhores lugares para

conhecer pessoas e fazer

novas amizades. O bar

é aberto ao público e sempre

promove eventos para

agitar o local. METRO


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {BRASIL} |09|◊◊

Motorista de ônibus no Rio

tem histórico de agressões

Queda do viaduto. Agressor de condutor também tem duas passagens na polícia por lesão corporal. Os dois permanecem internados

600 mil

reclamações de passageiros,

aproximadamente, receberam

as empresas de ônibus da

cidade no ano passado. A

maioria, contra os motoristas.

O motorista do ônibus da linha

328, André Luís Souza

Oliveira, de 33 anos, que dirigia

o veículo quando ele caiu

do viaduto Brigadeiro Trompovski

sobre a Avenida Brasil,

uma das principais vias de

acesso ao Rio de Janeiro, na

terça-feira, tem dois registros

policiais por agressão e ameaça

à ex-mulher, a cabeleireira

Francilene Santos, de 40 anos.

O passageiro que deu

chutes no rosto do condutor

também tem histórico

de agressões. Rodrigo dos

Santos Freire, de 25 anos,

estudante de engenharia da

UFRJ, possui dois registros

policiais por lesão corporal.

Os dois discutiam dentro

do ônibus, logo antes

de o coletivo despencar. O

delegado José Pedro da Silva

Costa, da 21ª DP (Bonsucesso),

que investiga o caso,

indiciou o piloto e o passageiro

pelo acidente. Ele

também vai pedir a prisão

preventiva dos dois acusados,

que deve sair até hoje.

André e Rodrigo vão responder

por homicídio doloso

com dolo eventual (pelas

sete mortes), que é quando

não se tem a intenção de

causar o acidente, mas assume

o risco. Eles ainda devem

responder por tentativa

de homicídio, em relação

aos feridos. Dos dez que

continuam internados, quatro

estão em estado grave.

O delegado ainda vai ouvir

mais testemunhas do caso

e aguarda o laudo do tacógrafo

para saber qual era

a velocidade do veículo, desde

a saída do ponto final até

a queda. Ele tem até 30 dias

para concluir o inquérito.

O agressor continua internado

no Hospital Municipal

Miguel Couto, na Gávea,

com a mandíbula fraturada.

O motorista está no Hospital

Estadual Getúlio Vargas,

na Penha, recebendo tratamento

para a fratura do fêmur

e o traumatismo craniano.

METRO RIO COM BAND

Motorista e passageiro vão responder pelas sete mortes | CELSO BARBOSA/FUTURA PRESS


|10| {BRASIL}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Itamaraty vai investigar

assédio moral em Sidney

Denúncias. Pelo menos 8 servidores afirmam que estão sendo vítimas de maus-tratos

cometidos pelo embaixador e pelo consul-adjunto. Denúncias incluem assédio sexual

A chegada do diplomata

Américo Dyott Fontenelle,

em junho de 2010, ao consulado

do Brasil em Sidney,

na Austrália, transformou

em pesadelo a rotina de

trabalho. Pelo menos oito

funcionários relataram ao

Itamaraty queixas de maus-

-tratos cometidas pelo embaixador.

Há também duas

funcionárias que o acusam

de assédio sexual.

Fontenelle é o atual Consul-Geral

do Brasil em Sidney

e é investigado desde

março junto com o consul-

-geral adjunto, César de

Paula Cidade, no cargo desde

dezembro de 2010.

Os funcionários apresentaram

um abaixo-assinado

pedindo a abertura

de um Processo de Apuração

Ético, que poderá determinar

desde uma advertência

até a expulsão do

diplomata. A Comissão de

Ética do Itamaraty decidirá

sobre a abertura de ação

até o fim do mês, com base

no relatório do embaixador

do Brasil no Kuwait,

que ficou dez dias em Sidney

ouvindo os envolvidos

nas denúncias. O Metro

tentou o contato com o

embaixador, mas não conseguiu

localizá-lo.

Comissão do Itamaraty decide até o fim do mês se abre processo ético contra diplomatas | BIA FANELLI/FOLHAPRESS

‘Atendimento Jedi’

Os funcionários relatam

que as ofensas ocorriam

até durante o atendimento

ao público. Fontenelle ficava

atrás dos guichês e disparava

palavrões de cunho

homofóbico e racista. O tratamento

diário foi apelidado

de ‘atendimento Jedi’.

O embaixador tem histórico

de denúncias de assédio

moral quando ocupava

o cargo de Consul-Geral

em Toronto, no Canadá,

em 2007. O processo foi arquivado.

Nos últimos dois

anos, 8 funcionários pediram

demissão do consulado

e seis transferência.

MARCELO

FREITAS

METRO BRASÍLIA

Removidos do Horto no

RJ ainda tentam acordo

Moradores ainda tentam legalização dos terrenos no Horto | FABIO TEIXEIRA/FOLHA PRESS

Um oficial de Justiça atravessou

as barricadas e, ao som

de protestos, cumpriu, ontem

à tarde, o mandado de

remoção de quatro casas no

Horto, na zona sul, do Rio de

Janeiro. Apesar da decisão, a

Amahor (Associação de Moradores

do Horto) ainda tenta,

junto à Secretaria de Patrimônio

da União, o retorno

dos moradores às casas.

A negociação durou horas

e a saída foi dificultada

porque as pessoas não tinham

para onde ir. No total

são 620 pessoas que vivem

dentro dos limites do Jardim

Botânico.

A ação contou com a presença

de policiais federais,

militares do Batalhão do Leblon

e do Batalhão de Choque.

A União pede a reintegração

desse terreno para

devolvê-lo ao Jardim Botânico.

O parque pretende

utilizar a área para fins de

expansão.

Ida para Centro e Tijuca

Segundo informações da

Amahor, os moradores que

tiveram suas casas retiradas

foram levados para imóveis

do SPU no centro e na Tijuca,

zona norte. Eles tiveram

seus bens transportados por

veículos do órgão federal.

O começo das construções

feitas ali data do princípio

do século 19. A maioria

das pessoas que viviam

na vila era composta de trabalhadores

do Jardim Botânico.

Os moradores tentam

a legalização dos terrenos

na Justiça. METRO RIO

“Constrangimentos e

uso de palavrões são

recorrentes. Não são

casos isolados. Fazem

parte da rotina diária

do pessoal em Sidney.”

RAFAEL DE SÁ ANDRADE, SECRETÁRIO-

GERAL DO SINDITAMARATY

Justiça. Júri

absolve um

por morte de

extrativistas

O agricultor José Rodrigues

Moreira, acusado de planejar

e financiar o assassinato

do casal de extrativistas José

Claudio e Maria do Espírito

Santo, foi absolvido na noite

de ontem, após dois dias

de julgamento no Fórum de

Marabá, em Pará.

As vítimas, que foram

mortas em maio de 2011,

denunciavam casos de extração

ilegal de madeira e

grilagem de terras no assentamento

Praialta Piranheira,

em Nova Ipixuna.

Os outros dois acusados

de envolvimento no assassinato

foram condenados.

Um a 45 anos, por duplo homicídio

triplamente qualificado,

e o outro a 42 anos,

por homicídio duplamente

qualificado. METRO

Política

CLÁUDIO

HUMBERTO

CLAUDIO@METROJORNAL.COM.BR

MENOR QUE IMAGINAVA,

SERRA HESITA SAIR DO PSDB.

O ex-governador paulista

José Serra tem enfrentado

dificuldades para reunir

um número significativo

de políticos do PSDB

que, liderados por ele,

realizem filiação coletiva

ao Partido Popular Socialista

(PPS). A “janela” para

a mudança, sem risco de

perder mandato, será a

fusão ao Partido Municipalista

Nacional (PMN), a

pretexto de “criar” uma

terceira agremiação. Serra

tem menos aliados que

imaginava, no PSDB.

DAQUI NÃO SAIO. Nem

mesmo aliados fieis

como o senador Aloisyo

Nunes (SP), topam se juntar

a aventura de José Serra

no PPS: “Do PSDB eu

não saio”.

TRIO TERNURA. Por trás

do insucesso de Serra estão

três tucanos ilustres

convencendo “serristas”

a ficarem no PSDB: FHC,

Geraldo Alckmin e Aécio

Neves.

TE CUIDA, LUANA. O corajoso

desabafo de Luana

Piovani contra Sérgio Cabral,

protestando contra a

bagunça, a sujeira e o banditismo

no Rio de Janeiro,

pode custar caro à atriz.

Rancoroso, ele tem o hábito

de perseguir e pedir

a cabeça dos seus críticos,

inclusive jornalistas.

Luana Piovani | FABIO KNOLL/ DIVULGAÇÃO

No início dos anos 90, em

visita ao Brasil, Fidel Castro

foi almoçar na casa de Lula,

em São Bernardo (SP). Até

provador foi destacado pela

segurança cubana. D. Marisa

compreendeu: todo o

cuidado era pouco – afinal,

a CIA tenta matar Fidel há

décadas. Mas o comandante

meteu o delicioso bife rolê

“NÃO SIGNIFICA

APOIO A DILMA EM

2014”

DEPUTADO ANTHONY

GAROTINHO (PR-RJ) SOBRE

A NOMEAÇÃO DO MINISTRO

DOS TRANSPORTES

PERGUNTA NA FRONTEIRA.

O que Lula está fazendo

que ainda não se ofereceu

para intermediar o

conflito entre as duas Coreias?

VEXAME. Depois da França,

o site do Ministério das

Relações Exteriores do Canadá

recomenda “muita

cautela” a turistas, após o

crescimentos de estupros

no Brasil: 150% a mais em

quatro anos, superando a

Índia.

MALANDRAGEM. Aliados

do governo do cocaleiro

Evo Morales, da Bolívia,

armam golpe contra o senador

de oposição Roger

Pinto, asilado na embaixada

do Brasil há quase

um ano. Querem cassá-lo

por “faltas”.

PODER SEM PUDOR

Tapinha amigo

COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS

WWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR

LULICES. Virou página no

Facebook a frase do presidente

do Uruguai, José

Mujica, num evento oficial

ontem, ignorando

que era gravado: “Essa velha

(Cristina) é pior que o

caolho (Néstor Kirchner).

Te cuida, Dilma.

inteiro na boca, e se engasgou

com o palito que mantinha

a carne enrolada. O

homem ficou roxo, abriu os

braços, pânico geral, até Lula

aplicar um tapa nas suas

costas. Um alívio. Depois

que o convidado foi embora,

Lula comentou:

- Quase matei o Fidel, coisa

que nem a CIA conseguiu...


|14| {ECONOMIA}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Domésticas. PSDB propõe

reduzir FGTS e acabar

com multa por demissão

O líder do PSDB na Câmara,

Carlos Sampaio (SP), propôs

ontem um projeto para

simplificar o recolhimento

dos tributos, em uma única

guia, e reduzir as contribuições

pagas por patrões e

empregados domésticos. O

projeto será apresentado na

próxima quinta-feira, à comissão

mista que trata da

regulamentação da PEC das

domésticas.

Conforme a proposta, a

redução da contribuição do

INSS passa de 20% para 8%,

com 5% a cargo dos empregadores

e 3% a serem recolhidos

pelos empregados. A

contribuição para o FGTS,

que hoje é de 8%, cairá para

4%. Já a multa em caso de demissão

será extinta, no caso

dos domésticos. A regra geral,

válida hoje para todas as

relações de trabalho, estabelece

que é dever do empregador

pagar 40% do FGTS em

favor do empregado demitido

sem justa causa.

O objetivo da proposta,

segundo Sampaio, é regularizar

a emenda das domésticas

sem penalizar o empregador,

evitando uma onda

de demissões. “Vai ter um

impacto muito positivo essa

legislação porque não só facilita

e diminui os tributos,

como efetivamente traz para

o mercado formal centenas

de milhares de empregadas

domésticas que estão

na informalidade”, diz o deputado.

METRO

“Proposta traz

centenas de milhares

de domésticas para o

mercado formal.”

CARLOS SAMPAIO, LÍDER DO PSDB NA

CÂMARA DOS DEPUTADOS

‘Microempregador’

Confira os principais pontos

do projeto da oposição

• INSS.

Redução da contribuição

de 20% para 8%

• FGTS.

Redução da contribuição

de 8% para 4%

• Multa em caso de

demissão.

Redução de 40% do FGTS

para zero

Preço de remédio

vai subir até 6,31%

Saúde. Reajuste máximo autorizado ontem pelo governo pode ser aplicado para

medicamentos como antibióticos. Aumento médio será de 4,59%, segundo a indústria

O governo autorizou ontem

o reajuste de até 6,31%

nos preços dos medicamentos

vendidos em todo o país.

O aumento leva em conta

a inflação acumulada nos

12 meses até fevereiro, calculada

pelo IPCA (Índice de

Preços ao Consumidor Amplo),

que ficou em 6,31%.

Em 2012, o reajuste máximo

autorizado foi de 5,85%.

A autorização considera

três faixas de medicamento,

com mais ou menos participações

de genéricos. A lista

dos 6.234 medicamentos com

os valores reajustados será divulgada

em 20 de abril.

A categoria com maior

participação de genéricos,

na qual esses medicamentos

representam 20% ou

mais do faturamento, tem

teto autorizado para reajuste

de até 6,31%. Esta categoria

reúne remédios de uso

popular e frequente como

omeprazol (gastrite e úlcera)

e amoxilina (antibiótico

para infecções urinárias e

respiratórias). São 3.531 medicamentos,

de um total de

6.234, ou 56,6% do mercado.

A categoria intermediária

(nível 2), com faturamento

entre 15% e 20%, teve reajuste

autorizado de até 4,51%

remédios, incluindo lidocaína

(anestésico local) e risperidona

(antipsicótico). No caso

da categoria com menor

participação de remédios genéricos

– faturamento abaixo

de 15% – o reajuste poderá

ser de até 2,70%.

De acordo com o Sindusfarma

(Sindicato da Indústria

de Produtos Farmacêuticos

no Estado de São Paulo),

MEDICAMENTO EM ALTA

Reajuste autorizado pelo governo

NÍVEL 1

participação de genéricos igual ou superior a 20%

Paracetamol, medicamentos para hipertensão

como sinvastatina e captopril, antibiótico

amoxicilina, aspirina e anti-inflamatório Cataflan

3.531

NÍVEL 2

participação de genéricos igual ou superior a 15% e abaixo de 20%

Anestésico docaína, antipsicótico Risperidona,

pomada com ação anti-inflatória Betametasona,

broncodilatador Atrovent e anestésico Lidocaína

205

NÍVEL 3

participação de genéricos abaixo de 15%

Buscopan, remédio para asma Berotec, anticoncepcionais,

descongestionante nasal Busonid

e medicamento para hepatite Interferon alfa

2.498

TOTAL DE REMÉDIOS

EXEMPLOS

REAJUSTE

6,31%

4,51%

2,70%

FONTE: DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, 04/04/2013

se todas as apresentações

forem reajustadas pelos índices

máximos, o aumento

médio será de 4,59%. “Assim,

como tem acontecido

nos últimos anos, a variação

de preços dos medicamentos

ficará abaixo da inflação

geral”, informou, em nota.

O sindicato afirma ainda

que, em regra, há um período

de ajuste, que dura de

dois a três meses. As primeiras

variações de preço dos

medicamentos deverão ser

registradas em junho ou julho,

quando começam as reposições

de estoques, já que

o varejo costuma antecipar

compras antes da entrada

em vigor do reajuste autorizado

pelo governo. “Além

disso, indústria e varejo seguram

os preços para enfrentar

a concorrência”, disse

a entidade. METRO

Cheque. Mulheres lideram

inadimplência em 2013

As mulheres foram a maioria

dos consumidores inadimplentes

no primeiro bimestre

de 2013, segundo

estudo da TeleCheque. No

período, as mulheres emitiram

55% dos cheques não

honrados, enquanto os homens

foram responsáveis

pelos 45% restantes. Do total,

82% do público feminino

e 81% do masculino possui

entre 21 a 50 anos.

A inadimplência mais frequente

foi constatada no

item “acessórios automotivos

e manutenção”, que

atingiu 16% dos cheques,

dois pontos acima do apurado

na pesquisa anterior

(14%). Entre os cheques emitidos

pelos homens para pagamento

desses itens, contudo,

a participação foi de

24%, enquanto a de mulheres

foi de apenas 9%.

Elas emitiram 55% dos cheques

sem fundo |SIMON POTTER/IMAGE SOURCE

O principal motivo para a

inadimplência foi o descontrole

financeiro, que respondeu

por 42% dos casos,

seguido por “ter sido fiador,

avalista ou emprestar o nome”,

com 13%. Em 10% dos

casos, os atrasos salariais foram

apontados como causa

da inadimplência. METRO

Investimento.

Poupança bate

novo recorde

A captação líquida da caderneta

de poupança (diferença

entre os depósitos e os

saques) ficou em R$ 5,96 bilhões

em março, segundo o

BC (Banco Central). O valor

é mais que o dobro do verificado

em fevereiro, quando

a captação líquida ficou em

R$ 2,32 bilhões.

O resultado é também superior

ao de março de 2012,

de R$ 2,544 bilhões, antigo

recorde para meses de março

na série histórica do BC,

com início em 1995. No acumulado

de 2013, os depósitos

feitos em poupança superam

os saques em R$ 10,58

bilhões --o maior valor para

um primeiro trimestre desde

1997, quando o montante

foi de R$ 4,645 bilhões. Em

2012, a cifra foi de R$ 49,719

bilhões. METRO

Facebook Home integra

rede social ao smartphone

Programa modifica sistema Android

| JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES

O Facebook não lançou

um smartphone, como

o mercado especulava,

mas o usuários vão

ter uma nova maneira de

acessar a rede social em

seus dispositivos móveis.

“Nossos aparelhos hoje são

projetados em torno de

aplicativos, não das pessoas.

Queremos mudar isso”,

disse o CEO do Facebook,

Mark Zuckerberg.

Facebook Home é um

lançador de aplicativo disponível

para Android que

irá converter o celular em

um dispositivo Facebook.

Em vez de ter que clicar no

aplicativo do Facebook, a

rede social vai ser integrada

em tudo que você faz. O

ícone principal do Home,

no canto inferior da tela, é

a foto de perfil do dono do

celular.

Quando o usuário recebe

uma mensagem, a foto

do remetente aparece no

canto superior direito da

tela, sobre o aplicativo que

estiver sendo usado no momento.

Para ver a mensagem

e responder, o usuário

deve tocar ícone do remetente,

chamado de “chat

head”. O recurso também

vai ser usado nos SMS.

O Facebook Home estará

disponível para download

gratuitamente no dia 12 de

abril nos EUA. No evento de

lançamento, a HTC anunciou

o celular First, que virá

com o Home pré-instalado

e será vendido a partir

de 12 abril nos EUA por US$

99 pela AT&T. METRO


|16| {MUNDO}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Imagens 1 E 2. AMMAR AWAD/

1

REUTERS

3. MUSSA ISSA QAWASMA/REUTERS

Coreia do Norte move

mísseis para costa leste

Ameaça. Arsenal poderia alcançar Coreia do Sul e Japão. EUA devem tentar solução diplomática junto à China

2

3

1Palestinos de

luto. Milhares

seguem cortejo

As forças de segurança

palestinas levam o caixão

de Maysara Abu Hamdeya,

um priosioneiro de 64

anos que morreu em uma

cadeia de Israel. METRO

2Choque com

israelenses.

Combate deixa

dois mortos

Revoltados com a morte

de Hamdeya, centenas

de pessoas foram às ruas

da Cisjordânia ocupada.

Elas atiraram pedras e coquetéis

molotov contra israelenses,

que revidaram.

Dois palestinos morreram.

METRO

3Política no

protesto.

Marcha uniu

Hamas e Fatah

Nos funerais, palestinos

agitavam bandeiras do Hamas

e do Fatah. METRO

Em mais um passo para a escalada

de tensões na Península

Coreana, Pyongyang

moveu mísseis para a costa

leste do país. A informação

foi confirmada por autoridades

sul-coreanas que monitoram

as atividades militares

na nação vizinha.

O movimento veio no

dia seguinte ao anúncio do

envio de um sistema de defesa

antimísseis para a base

norte-americana da ilha

de Guam, no Pacífico. Segundo

analistas, os mísseis

da Coreia do Norte poderiam

atingir alvos no sul e

no Japão.

Pyongyang anunciara,

na quarta-feira, a iminência

de um ataque nuclear contra

os Estados Unidos. Washington

e observadores independentes,

no entanto,

não acreditam que a Coreia

do Norte possua tecnologia

para isso.

“O que estamos vendo agora

é um padrão familiar de

comportamento”, disse o porta-voz

da Casa Branca, Jay Carney,

sobre a crescente retórica

do regime norte-coreano.

“Lamentável, mas familiar.”

Nos próximos dias, os

EUA devem investir em uma

solução diplomática para o

conflito. O secretário de Estado,

John Kerry, deve chegar a

Soldado norte-coreano vigia a fronteira com a Coreia do Sul | YONHAP/REUTERS

“Quando um país faz

esse tipo de declaração

belicosa, é preciso levar

a sério e tomar medidas

para defender os EUA e

seus aliados.”

VICTORIA NULAND, PORTA-VOZ DO

DEPARTAMENTO DE ESTADO DOS EUA

Pequim no início da próxima

semana, para tentar o diálogo.

METRO COM AGÊNCIAS

No tribunal. Ruby

defende Silvio Berlusconi

A marroquina Karima El Mahroug,

conhecida como Ruby,

saiu em defesa do ex-premiê

italiano Silvio Berlusconi, no

processo que ele responde

por prostituição de menores.

“Não sou prostituta. Para

atingir Berlusconi, a imprensa

me prejudicou”, disse. Em fevereiro,

mês das eleições na Itália,

ela já o havia ajudado, adiando

seu depoimento. METRO

A marroquina Ruby, em janeiro

|ALESSANDRO GAROFALO/ARQUIVO/REUTERS

Paraísos fiscais. Vazamento

revela nomes de correntistas

Em um vazamento inédito,

o Icij (Consórcio Internacional

de Jornalistas Investigativos,

na sigla em inglês) revelou

uma lista com os nomes

de pessoas que mantêm contas

em paraísos fiscais.

Um dos envolvidos é Jean-

-Jacques Augier, amigo do presidente

da França, François

Hollande, e co-tesoureiro de

sua campanha. METRO

A vez da diplomacia chinesa

A China, aliada histórica

da Coreia do Norte, terá a

chance de demonstrar sua

proatividade na diplomacia

internacional nas próximas

semanas.

Especialistas acreditam

que Pequim é a única que

pode por fim, em pouco

tempo, às ameaças na Península

Coreana, pois tem influência

em ambos os lados.

‘A velha é pior que o vesgo’, diz

Mujica sobre o casal Kirchner

Sem perceber que microfones

estavam ligados, o presidente

do Uruguai, José Mujica,

protagonizou uma gafe

ao criticar a líder argentina,

Cristina Kirchner.

“Essa velha é pior que o

vesgo”, disse ele, em referência

ao falecido marido de Cristina,

Néstor Kirchner, que era

estrábico. Ele governou a Argentina

entre 2003 e 2007.

O comentário foi feito

antes de uma coletiva de imprensa

em Sarandí Grande,

a 138 km de Montevidéu.

Segundo o jornal “El Observador”,

Mujica conversava

sobre relações comerciais

com os países vizinhos. O presidente

disse que, para conseguir

qualquer coisa com a Argentina,

era preciso dialogar

antes com o Brasil. Para o líder

Cristina e Néstor, em 2009 | ARQUIVO/PRESIDÊNCIA DA ARGENTINA/REUTERS

uruguaio, Cristina é teimosa e

mais difícil que Néstor.

O jornal uruguaio “La República”

perguntou a Mujica

o que faria em relação

à gafe. “Não vou dar bola e

nem atravessar o mundo para

esclarecer nada”, disse.

Recentemente, o governo

chinês nomeou Wang

Yi, um especialista em Coreia

da Norte, para o cargo

de ministro de Relações

Exteriores.

“Isso significa que a China

continua a ver a Coreia

do Norte com alto interesse”,

diz Thomas Khonig,

coordenador do programa

para a China no Conselho

Europeu de Relações

Exteriores.

“Pequim vai desempenhar

o papel mais importante

entre todos os atores,

muito mais que a Coreia do

Sul, que tem opções muito

limitadas”, aposta.

CAROLINA

VICENTIN

METRO SÃO PAULO

Essa não é a primeira vez

que um líder uruguaio entra

numa saia justa com a Argentina.

Em 2002, o então presidente,

Jorge Batlle, teve de ir a

Buenos Aires pedir desculpas

por dizer que todos os argentinos

eram ladrões. METRO


+

Tolerância

COMPORTAMENTO

|20| {COMPORTAMENTO

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

‘zero’ nas

relações de consumo

Direitos. Reclamações de consumidores crescem 19%, entre 2011 e 2012, e pressionam órgãos oficiais a exigirem a

adequação de empresas. Muitas privilegiam as redes sociais, mas outras só tomam uma atitude após medida oficial

DIVULGAÇÃO/IDEC

Depois de 75 dias de espera, Mitsue

Baba Karasawa, de 66 anos, finalmente

recebeu sua câmera digital

Para os consumidores e empresas,

2012 foi marcado pelo

fato inédito, desde então, de

ações punitivas das agências

reguladoras contra operadoras

de telefonia móvel, seguradoras

de saúde e empresas

aéreas. Sanções que comprovaram

que a voz do consumidor

pode mudar o rumo

das coisas.

A premissa é simples:

quanto maior o número de

queixas, maiores as chances

de melhorias, conforme

explica o chefe de gabinete

do Procon-SP,

Renan Ferraciolli.

“As reclamações

feitas ao

Procon-SP e

às agências

reguladoras servem de base

para a adoção de mudanças

efetivas. Quanto maior o

número de queixas, melhor”,

diz Ferraciolli, que avalia que

o consumidor, aos poucos, está

aprendendo esta lição.

Em números

Enquanto em 2011 cerca de

1,6 milhão de queixas foram

registradas pelo Sindec (Sistema

Nacional de Informações

de Defesa do Consumidor),

em 2012 esse número saltou

para 2,03 milhões.

A alta, de 19,7%, apenas

reforça esse novo comportamento.

“Se antes o consumidor

não tinha acesso

à informação, hoje a internet

o ajuda a entender

melhor os seus direitos. O

maior número de órgãos de

defesa e as redes sociais também

somam a este processo”,

explica Karina Alfano, gerente

de relacionamento do Idec

(Instituto Brasileiro de Defesa

do Consumidor).

Sempre atenta

Após tentar por inúmeras vezes

resolver o descumprimento

da entrega de um produto

adquirido pela internet,

a farmacêutica

aposentada,

Mitsue Baba Karasawa,

não viu outra alternativa senão

procurar os seus direitos.

“Quando não recebi a câmera

fotográfica nos 30 dias

previstos pela empresa, nem

um retorno [por telefone ou

e-mail] do lojista ou do Groupon

[que intermediou a promoção],

apelei para o Idec”,

explica a paulistana de 66

anos.

Conforme conta, na época,

o Instituto a ajudou a redigir

uma carta para a companhia -

fundamental para a resolução

do processo. “Após o envio da

carta recebi a mercadoria em

sete dias”, diz Mitsue.

Na opinião de Ferraciolli,

situações como esta evidenciam

a ação das empresas.

“Muitas tomam uma atitude

apenas após o contato de um

órgão de defesa ou de uma

exposição nas redes sociais.

As companhias têm medo de

sofrer punições em decorrência

de um atendimento inadequado

e receio de uma exposição

negativa na mídia e nos

rankings do Procon.

ELIANE

QUINALIA

METRO SÃO PAULO

2012

Ranking

Segundo o Procon-SP, em

2012, os setores bancário

e de telecomunicação

foram os que mais

geraram demandas.

Enquanto o primeiro

recebeu 35.012 queixas,

o segundo, de telefonia

móvel, registrou 28.332

reclamações.

Youtube

Barulho na rede

Após a compra de uma

geladeira com defeito no

Natal, a paulistana Fabiana

Pimentel apelou para

as redes sociais para ter o

seu problema resolvido.

“Chamei duas autorizadas

para verificar um barulho

estranho e me disseram

que não era nada.

Então, postei um vídeo

no Youtube intitulado

‘Compre uma geladeira

e ganhe um trator’ e

me retornaram no dia seguinte”,

conta. Segundo

ela, o técnico enviado pela

fabricante descobriu

uma crosta de gelo havia

se formado perto da ventoinha

e resolveu

o

problema.

METRO

Fabiana

Pimentel,

de 30 anos

O consumidor está certo

em usar a rede social para

resolver um problema?

Sim, pois este é o jeito mais

rápido de ganhar a atenção

da empresa. Basta postar algo

que em pouco tempo alguém

entrará em contato

com uma solução.

Por que isso ocorre?

Porque a maioria das empresas

está preocupada unicamente

com a exposição de

sua imagem nas redes e não

com o consumidor. Se as

companhias se importassem

DIVULGAÇÃO

mesmo, elas cumpririam

com o que exige CDC (Código

de Defesa do Consumidor)

e retornariam as reclamações

feitas por telefone e

e-mail no mesmo prazo das

postadas nas redes sociais.

KARINA

ALFANO

Gerente de relacionamento do IDEC

(Inst. Brasileiro de Defesa do Consumidor)

Na sua opinião, a queixa na

rede social é 100% eficaz?

Individualmente, sim. Contudo,

quando pensamos na

adequação do sistema, não.

Quem reclama nas redes sociais

nem sempre registra a

queixa nos órgãos de defesa

e isso é um problema. Precisamos

dos números para saber

qual é a proporção de

queixas por empresas.

Por que precisam dos

números?

Os números servem de base

para que as entidades civis

pressionem o governo e

para que este, por sua vez,

exija uma nova postura das

empresas – que podem ser

punidas se não se adequarem.

A ideia é melhorar as

relações de consumo de forma

geral e não individual.

METRO

EMPRESAS COM

MAIS RECLAMAÇÕES

EM 2012

1º GRUPO ITAÚ UNIBANCO 10.306

2º GRUPO VIVO/TELEFÔNICA 9.682

3º GRUPO CLARO 7.403

4º GRUPO BRADESCO 6.063

5º TIM CELULAR S/A 3.843

6º GRUPO SANTANDER 3.672

7º GRUPO NET 3.440

8º ELETROPAULO 2.934

9º B2W

2.603

10º GRUPO OI CELULAR 2.591

FONTE: FUNDAÇÃO PROCON-SP


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {EDITORIA} |22|◊◊


|24| {CULTURA}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

2CULTURA

Chorão

Cantor sofreu

overdose

Laudo da Polícia Técnico-

Científica divulgado ontem

aponta que o vocalista da

banda Charlie Brown Jr.

morreu de overdose de

cocaína. O corpo de Chorão

foi encontrado na casa dele

no dia 6 de março.

Rock in Rio.

Ingressos

acabam em

quatro horas

As entradas para o festival

foram colocadas à venda às

10h da manhã de ontem e,

em apenas quatro horas, todas

já estavam esgotadas.

Foram vendidos cerca de

455 mil ingressos – outros

140 mil já haviam sido coomercializados

em pré-venda.

A entrada custava R$ 260.

Nas redes sociais, o público

revelou ter tido dificuldade

para efetuar as compras.

Segundo a organização, o site

ficou sobrecarregado. As

entradas serão enviadas pelos

Correios entre julho e agosto

ou poderão ser retiradas em

lugares que ainda serão divulgados

pelo site ingresso.com.

Poucas horas depois do encerramento

das vendas, já havia

ofertas de ingressos por até

R$ 1.200 na internet.

Os Rock in Rio acontece

nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21

e 22 de setembro, na Cidade

do Rock, no Rio. Metallica e

Bon Jovi são algumas das principais

atrações. METRO

Volta

triunfal

É amanhã! The Cure retorna a São Paulo

após 17 anos com um setlist de quase

40 músicas e um show recheado de hits

Temperatura

musical

Veja o setlist do último show do

The Cure em 2012, no dia 1º de

setembro, em Stradbally, na Irlanda, e

confira quais músicas devem esquentar

o público amanhã, na Arena Anhembi

Os fãs tiveram que aguardar 17 anos, mas, finalmente,

o The Cure está de volta. A banda

britânica faz apresentação única amanhã, na

Arena Anhembi. Para você programar as emoções

que vai viver ao longo da noite, o Metro

esmiuçou o show que deve chegar aqui.

A referência é a última performance da banda

em 2012, realizada no dia 1º de setembro,

na Irlanda.

A apresentação na cidade de Stradbally

foi um espetáculo pra fã nenhum reclamar.

Em cerca de três horas, Robert Smith e companhia

tocaram 39 canções. O curioso é que,

desse total, 21 foram apresentadas no Brasil

em 1996, no finado festival Hollywood Rock,

quando foram tocadas 27 faixas no Estádio do

Pacaembu.

Portanto, quem assistiu ao Cure no festival

(e gostou) pode se preparar, pois o show no

Anhembi não vai ser muito diferente. O grande

destaque deve ficar com algumas músicas

que não foram tocadas na década de 1990 e

que certamente estarão presentes agora, como

“The Lovecats”, “The Same Deep Water as

You” e “The End of the World”.

Outra curiosidade na comparação entre os

dois espetáculos é que os encerramentos são

muito parecidos – só a ordem de apresentação

das faixas deve mudar. A dica é: guarde

energia para o final e curta hits como “Boys

Don’t Cry”, “10:15 Saturday Night”, “Killing

an Arab”, “Why Can’t I Be You”, “Close to Me”

e “Desintegration”.

Para os fãs do álbum “Wish” (1992), a boa

notícia é que, no show da Irlanda, o álbum foi

representado em sete músicas. Logo atrás vem

“Desintegration” (1989), com seis canções. Para

quem gosta de “Bloodflowers” (2000) e

“4:13” (2008), má notícia: nenhuma música

desses álbuns deve entrar no setlist. METRO

Serviço

Na Arena Anhembi (av. Olavo Fontoura,

1.209, tel.: 2226-0400). Amanhã, às 19h.

De R$ 137,50 a R$ 500.

Plainsong

Open

High*

The End of the World

Lovesong

Sleep When I’m Dead

Push*

In Between Days*

Just Like Heaven*

From the Edge of the Deep

Green Sea*

Pictures of You*

Lullaby*

The Caterpillar

Bananafishbones

The Walk*

Mint Car

Friday I’m in Love*

Doing the Unstuck

Trust*

Want

Just One Kiss

Let’s Go to Bed*

Play for Today

A Forest*

Primary

Shake Dog Shake

The Hungry Ghost

Wrong Number

One Hundred Years

End*

Disintegration*

Bis:

The Same Deep Water as You

Bis 2:

Dressing Up*

The Lovecats

Close to Me*

Why Can’t I Be You?*

Boys Don’t Cry*

10:15 Saturday Night*

Killing an Arab*

*Música tocadas no Hollywood Rock em 1996.


|26| {CULTURA}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

O fim de semana vai ser agitado nas salas escuras de São Paulo, que recebem seis peças recheadas

de grandes nomes no elenco e na produção. Confira os principais destaques e prepare sua programação!

METRO SÃO PAULO

1

‘Rain Man’

O personagem autista

imortalizado por Dustin

Hoffman no filme homônimo

é vivido agora

por Marcelo Serrado nesta

montagem com direção

de José Wilker. Estreia hoje

no Teatro Vivo (av. Chucri

Zaidan, 860, tel.: 7420-

1520; sex., às 21h30, sáb.,

às 21h, e dom., às 18h). R$

50 (sex e dom), R$ 70 (sáb).

2 ‘Árvores

Abatidas’

Baseada na obra de Thomas

Bernhard e montada

para a atriz Rosana Stavis,

a peça de Marcos Damaceno

é uma declaração tragicômica

de amor e ódio ao

teatro. Na Caixa Cultural

(pça. da Sé, 111, tel.: 3321-

4400; qui e sex., às 19h;

sáb. e dom., às 18h; grátis).

1 2

PRISCILA PRADE/DIVULGAÇÃO

Temporada teatral

ELENIZE DEZGENISK /DIVULGAÇÃO

ganha fôlego novo

3 4 5 6

GUGA MELGAR/DIVULGAÇÃO

JOÃO CALDAS/DIVULGAÇÃO

3

‘Em Nome do Jogo’

A peça de Anthony Shaffer mostra o embate entre

um autor de romances policiais (Marcos Caruso) e

o amante de sua mulher (Erom Cordeiro). Estreia hoje

no Teatro Jaraguá (r. Martins Fontes, 71, tel.: 3255-4380;

sex., às 21h30, sáb., às 21h, e dom., às 18h). R$ 60 (sex e

dom), R$ 70 (sáb).

4

‘Bette Davis e Eu’

Nesta comédia, Flávia Garrafa vive a escritora

Elizabeth Fuller, que narra seu encontro com Bette

Davis, interpretada por Wilson de Santos. Estreia hoje

no Teatro Renaissance (al. Santos, 2.233, tel.: 3069-

2286; sex., às 21h30, sáb., às 21h, e dom., às 18h). R$

60 (sex e dom), R$ 70 (sáb).

DIVULGAÇÃO

5

‘A Primeira

Vista’

A direção de Enrique Diaz

coloca o texto de Daniel MacIvor

na boca de Mariana Lima

e Drica Moraes, intérpretes

de duas amigas que

amam rock. Estreia hoje no

Sesc Pompeia (r. Clélia, 93,

tel.: 3871-7700; sex. e sáb.,

às 21h, dom., às18h; R$ 24).

CHICO LIMA/DIVULGAÇÃO

6 ‘Oréstia’

Mallu Galli volta ao

teatro após cinco anos com

esta tragédia, escrita por Ésquilo

em 458 a.C. Além de

atuar, ela também dirige a

montagem. Estreia amanhã

no Teatro Augusta (r. Augusta,

943, tel.: 3151-4141;

sex. e sáb., às 21h, dom., às

18h30; R$ 50). METRO


|28| {CULTURA}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

O Metro indica

Exposição

Coleção Itaú de

Fotografia. A mostra faz um

panorama da fotografia

brasileira nos últimos 60 anos,

com imagens de Geraldo de

Barros (foto) e Thomas Farkas,

entre outros. No Tomie

Ohtake (r. dos Coropés, 88,

tel.: 2245-1900). De ter. a

dom., das 11h às 20h. Grátis.

Palestra

Hans Ulricht Obrist. O

curador suíço lança “Ai Weiwei

entrevistado por Hans Ulrich

Obrist” (Ed. Cobogó) com uma

conversa aberta sobre os temas

debatidos. No MIS -SP (av.

Europa, 158, tel.: 2117-4777).

Hoje, às 20h. Grátis.

Show

Zeca Baleiro. O cantor

encerra o projeto Cultura

Livre apresentando sucessos

de sua carreira, como “Salão

de Beleza” e “Babylon”, entre

outras. No Parque da

Juventude (av. Zaki Narchi,

1.309, tel.: 2251-2706).

Dom., às 14h. Grátis.

Dança

“In The Dust”. Convidada

do Festival de Curitiba, a cia.

britânica 2Faced Dance mistura

dança contemporânea e

urbana nesta peça só com

bailarinos homens. No Sesc

Consolação (r. dr. Vila Nova,

245, tel.: 3234-3000). Amanhã,

às 21h, dom., às 18h. R$ 20.

TV

London Hospital. A

minissérie em quatro

episódios é ambientada no

começo do século 20 e

mistura fatos históricos reais

com romances fictícios,

numa espécie de “Grey’s

Anatomy” do passado. No

Globosat HD. Hoje, às 22h.

Pearl Jam. Após o grupo vetar

a exibição ao vivo de seu show

no Lollapalooza, a emissora

conseguiu liberação para

mostrar a apresentação uma

única vez. No Multishow,

amanhã, às 21h30.

Concerto

Gustavo Dudamel. O

venezuelano volta à cidade com

a Orquestra Sinfônica Simón

Bolívar para apresentar peças

de Beethoven e Stravinski

dentro do programa do Cultura

Artística. Na Sala São Paulo

(pça. Júlio Prestes, 16, tel.:

3367-9500). Amanhã e dom.,

às 21h. De R$ 140 a R$ 390.

Festival vai ocupar

as ruas do centro

Cultura. Cerca de 530 atividades culturais gratuitas vão invadir

bairros centrais de São Paulo de hoje até o dia 14 deste mês

Após períodos de marasmos

em atividades culturais

nas ruas da cidade, o centro

de São Paulo volta a respirar

arte em efervescência

a partir de hoje, quando começa

a segunda edição do

Festival Baixo Centro, que

terá cerca de 530 atrações

entre música, cinema, teatro,

artes plásticas e outras

manifestações.

O festival só pôde acontecer

após ter arrecadado R$

62 mil através de financiamentos

coletivos. Ruas da

Barra Funda, Luz, Campos

Elíseos, Vila Buarque e Santa

Cecília vão receber nomes

como Lucas Santtana,

psilosamples e o coletivo de

discotecagem Metanol.

Festas como a Voodoohop

e o coletivo Viemos

do Egyto também vão animar

a região central.

Saulo Duarte e a Unidade é uma das atrações do festival | DIVULGAÇÃO

Projetos de arte visual,

como o Cine (Bairro), vão

exibir longas e curtas. No

teatro, há espaço para espetáculos

adultos e infantis.

Cerca de 30 oficinas também

vão ensinar o público a

fazer desde uma horta urbana

até a montar sua própria

rádio. METRO

Serviço

Nas ruas do centro

de São Paulo. Veja a

programação completa

e endereços no site

baixocentro.org. As

atividades são gratuitas e

acontecem até o dia 14/4.


|30| {CULTURA}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Entrevista. Aaron Eckhart

não teme virar estereótipo

Depois de encarnar uma seara

de vilões, Aaron Eckhart

aparece como presidente

dos Estados Unidos em “Invasão

à Casa Branca”, que

estreia hoje. No longa, seu

personagem é sequestrado

durante um cerco de terroristas

norte-coreanos e tem

que ser salvo pelo agente do

serviço secreto vivido por

Gerard Butler. “Todo filme

é um filme de ação. Não importa

se é um drama ou uma

comédia romântica – todos

eles são batalhas”, diz ele.

Interpretar um presidente

exigiu dele personificar

o chefe de estado ideal.

“Eu quis que alguém olhasse

para mim e se sentisse

confiante, com a certeza de

que elegeu o cara certo, de

que eu era capaz e honesto

e que falava a verdade

com eles. Quis ser alguém

que não fosse facilmente

coagido.”

Ao mesmo tempo, esse

tipo de papel desperta

sempre o temor de se

embarcar em um estereótipo.

Justamente por isso

que, no início da carreira,

Eckhart temia viver vilões

implacáveis.

“Para ser um vilão, você

precisa lidar com questões

emocionais muito pesadas.

“O desafio principal

de um ator é ser

multidimensional. Se o

público acreditar nisso,

ele vai relevar o fato

de você estar cortando

gente em pedacinhos.”

AARON ECKHART, ATOR

O desafio principal de ser

um ator é ser multidimensional,

ou seja, uma pessoa

completa. Seja você o protagonista

ou o antagonista, você

ainda tem uma vida, tem

pais, tem que abastecer o

carro. Se o público acreditar

nisso, então ele vai relevar

o fato de você estar cortando

gente em pedacinhos. Ele

vai voltar à história e perguntar

o por quê de você estar

cortando as vítimas. E é

aí que ele se sente pleno como

espectador. Um vilão pode

rir tanto quanto chorar.

Ele pode ser terno e compassivo.”

METRO INTERNACIONAL

Animação

à brasileira

A Revolta da Balaiada é um dos momentos históricos apresentados em “Uma História de Amor e Fúria” | DIVULGAÇÃO

Em “Invasão à Casa Branca”, Eckhart vive presidente americano | DIVULGAÇÃO

Outras estreias

“Therèse D.”

[França, 2012], de Claude

Miller. Com Audrey Tautou.

A estrela de “Amélie Poulain”

encarna dessa vez uma jovem

interiorana obrigada a um

casamento de conveniência

para aumentar as terras da

família no início do século 20.

O projeto desaba quando ela,

leitora voraz, passa a questionar

as convenções sociais.

“A Visitante Francesa”

[Coreia do Sul, 2012], de

Hong Sang-soo. Com Isabelle

Huppert e Hyo Kwon Hye.

Estudante de cinema escreve

três histórias, todas vividas por

uma francesa chamada Anne.

Na primeira, ela é cineasta; na

segunda, uma mulher que

encontra o amante; na terceira,

uma divorciada cujo ex-marido

a trocou por uma coreana.


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {CULTURA} |30|◊◊ |31|◊◊

Estreia hoje. Como foco voltado ao público jovem, ‘Uma História de Amor e Fúria’

remonta momentos marcantes do Brasil com traços inspirados em graphic novels

Desde adolescente, o cineasta

e roteirista Luiz Bolognesi

curte quadrinhos e graphic

novels. Quando lançou

“Bicho de Sete Cabeças”, em

2001, ao lado da mulher, Laís

Bodanzky, ele se deu conta de

que o sonho de fazer um longa

de animação com traços

neste estilo seria possível.

“Ninguém acreditava que

o filme ia dar certo. Era o primeiro

da Laís como diretora,

meu primeiro como roteirista.

Falava sobre drogas, tinha

um final pouco feliz… Todo

45

artistas brasileiros se dedicaram

durante seis anos ao mais de 25

mil desenhos usados no longa.

mundo disse que não ia dar

em nada, mas explodiu. Aí

que eu disse: dá pra fazer [um

longa de animação]”, diz ele.

“Uma História de Amor e

Fúria”, que estreia hoje, inspira-se

em Milo Manara e Moebius

(1938-2012), para narrar

a trajetória de um índio que,

ao morrer, vira pássaro e protagoniza

episódios da história

do país ao lado de seu amor.

O DNA é 100% nacional:

45 artistas brasileiros foram

convocados para trabalhar no

projeto, que optou pela animação

tradicional em 2D.

A qualidade dos desenhos

e da movimentação dos personagens

salta aos olhos. O

longa tem ainda o reforço das

vozes de Selton Mello, Camila

Pitanga e Rodrigo Santoro nos

papéis protagonistas.

Diferentemente da maior

parte das animações nacionais,

voltada para o público

infantil, “Uma História de

Amor e Fúria” tem como alvo

os jovens. “Encanta-me essa

abertura da juventude para

o mundo. Tenho prazer de seguir

o desafio de fazer filmes

para eles que promovam reflexão”,

conclui Bolognesi.

AMANDA

QUEIRÓS

METRO SÃO PAULO

TERROR

VOLTA COM

FORÇA ÀS

TELONAS

‘Mama’, que estreia hoje, puxa lançamentos

aguardados do gênero ao longo de 2013.

Conheça quais são e prepare a cara de espanto!

METRO SÃO PAULO

1Terror psicológico com

crianças conduz ‘Mama’

Produzido por Guillermo

del Toro, o elogiado longa

do estreante Andrés Muschietti

coloca Jessica Chastain

como Annabel, tia de

duas meninas que reaparecem

após cinco anos sozinhas

em uma floresta.

Mas será que elas, que falam

com uma entidade invisível

chamada “Mama”,

estavam mesmo sozinhas

o tempo todo? METRO

Autor dos clássicos cult

batizados no Brasil como

“Uma Noite Alucinante”,

Sam Raimi passou o bastão

para Fede Alvarez, que

apresenta agora um refilmagem

do longa de estreia

da série, de 1981.

O enredo mostra cinco

amigos de vinte e poucos

anos que, recolhidos

2

em um chalé isolado, descobrem

o “Livro dos Mortos”

e passam, sem querer,

a invocar demônios adormecidos.

Um após outro,

os jovens vão sendo possuídos

até sobrar somente

um deles disposto a lutar

pela sua sobrevivência. A

estreia está marcada para

19 de abril. METRO

‘Evil Dead’ ressurge 26

anos depois como

‘A Morte do Demônio’

Clássico de Stephen

King, ‘Carrie’ volta para

assustar seus bullies

3

Chloë Grace Moretz (de

“A Invenção de Hugo Cabret”)

foi a escolhida para

reviver o papel de

Sissy Spacek no clássico

de 1976 que ajudou a

imprimir o nome do diretor

Brian de Palma no

mapa dos bons cineastas

americanos.

Grite com Jessica Chastain

| DIVULGAÇÃO

Em tempos em que a

luta contra o bullying está

em pauta em diversas esferas,

nada melhor do que

reciclar esta história sobre

uma adolescente desajeitada

que usa seus poderes

paranormais para se vingar

dos colegas. Estreia em

novembro. METRO


|32| {VARIEDADES}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Receita Minuto

DANIEL

BORK

BORK@METROJORNAL.COM.BR

CONSERVA DE PIMENTA-

-DEDO-DE-MOÇA

Há alguns anos tive a felicidade de aprender esta

receita de conserva de pimentas. Gosto muito

de presentear meus queridos com potes de vidro

adornados com um bonito laço de tecido. É o que

proponho aos amigos nesta semana.

Os invasores

Cruzadas

Leitor fala

Lei das calçadas

Li a reportagem “Morador terá 30 dias

para consertar calçadas”, publicada na

página 2 da edição de ontem e acho ótimo

que os proprietários de imóveis tenham

um prazo para regularizar áreas

de passeio, antes de receberem multas.

No entanto, é um pouco arbitrário o novo

regulamento. O dono do imóvel escolhe

se vai fazer os reparos das calçadas

esburacadas ou se reembolsará a prefeitura

pela reforma. Não fica claro como

será feita a cobrança desse valor e nem

como proprietário e prefeitura se comunicarão

para dividir as responsabilidades.

Vamos aguardar e ver se a nova regulamentação

veio para ajudar ou confundir.

FABIO CARVALHO – SÃO PAULO, SP

Ladrões no Facebook

É óbvio que todas as profissões têm que

se adaptar à era digital se quiserem evoluir.

Eu só não esperava, no entanto, que

a nova regra também valesse para os policiais,

como mostra a reportagem “Facebook

de ladrão leva polícia a dois comparsas”,

publicada na página 3 da edição

de ontem. As redes sociais já são um instrumento

bastante efetivo na luta contra

o crime. Os bandidos que se cuidem!

IVAN MARBUJ – SÃO PAULO, SP

Metro pergunta

O governo federal autorizou

o aumento de até 6,31% no

preço de medicamentos. O

que você acha disso?

Siga o Metro

no Twitter:

@jornal_metro

Ingredientes

½ kg pimenta-dedo-de-moça

sem cabo

1 ½ litro de água

1 colher (sopa) de sal

RODOLFO BARTOLINI/DIVULGAÇÃO

1 colher (sopa) de açúcar

1 xícara (chá) de vinagre

branco seco

½ xícara (chá) de cachaça

1 folha de louro

Modo de preparo

Coloque para ferver em uma panela a água junto com o sal, o açúcar,

o vinagre e a cachaça. Então coloque de uma só vez as pimentas

para cozinhar por 8 minutos. Escorra da panela - guarde a água

da fervura - e transfira as pimentas para uma vasilha com água gelada

e com cubos de gelo e deixe por 30 segundos para parar de

cozinhar instantaneamente. Escorra estas pimentas da água gelada.

Coloque dentro de um vidro previamente esterilizado com

água quente duas folhas de louro e as pimentas. Cubra o vidro totalmente

com a água da fervura. Feche com uma tampa.

Sudoku

@JoaoGrao

Acho triste que a saúde das pessoas

custe tão caro...

@FabioSanca1

É normal. Os salários das pessoas aumentam,

e o preço de produção também.

É a lei natural do mercado.

@Ru.Bravo

Um absurdo. Ao invés de subsidiar preços

de medicamentos, o governo permanece

barateando carros e eletrônicos

Metro web

Para falar com a redação:

leitor.sp@metrojornal.com.br

Participe também no Facebook:

www.facebook.com/metrojornal

Horóscopo

Está escrito nas estrelas

www.estrelaguia.com.br

Áries (21/3 a 20/4) Não deixe que coisas pequenas diminuam

o seu entusiasmo pela vida. Procure dar mais importância a tudo

que realmente pode lhe trazer alegria de verdade.

Touro (21/4 a 20/5) Dificuldades para aceitar novos caminhos

que no fundo podem ser bem melhores para você. Pense mais

no que está por vir e deixe que o mundo lhe conduza.

Gêmeos (21/5 a 20/6) Dia instável com acontecimentos que

podem trazer uma certa dúvida se são benéficos ou maléficos.

Tente achar o lado positivo da situação. Analise com calma.

Câncer (21/6 a 22/7) Dia de receber ganhos ou vantagens

que podem vir até as suas mãos de uma forma estranha e inusitada.

Suas vontades podem ser atendidas no meio da confusão.

Leão (23/7 a 22/8) Dia perigoso para a sua imagem pública.

Possíveis desgastes e perdas em conflitos que poderão trazer

mudanças importantes no seu jeito de pensar ou agir.

Virgem (23/8 a 22/9) Abra espaço para que as pessoas possam

se conhecer melhor. Não as proteja demais. Desta maneira

elas poderão amadurecer com seus próprios erros e acertos.

Libra (23/9 a 22/10) Mudanças recentes poderão lhe trazer

benefícios, mesmo que você não perceba isso de cara. Evite lutar

contra coisas que podem acabar se virando a seu favor.

Escorpião (23/10 a 21/11) Possível tensão com pessoas que

possam estar fazendo oposição aos seus interesses. Não dê brechas

para que elas não tenham como fazer grandes estragos.

Sagitário (22/11 a 21/12) Procure dar apoio a pessoas importantes

para você, que poderão estar passando por situações difíceis.

Ajude a amenizar o sofrimento que elas estão passando.

Capricórnio (22/12 a 20/1) Procure ser mais flexível e generoso

com pessoas em dificuldades pois elas poderão reagir de uma maneira

nada agradável a cobranças e regras neste dia.

Aquário (21/1 a 19/2) O dia está pedindo mais cautela da sua

parte. Preste mais atenção para poder entender o que as pessoas

estão sentindo e desejando de verdade. Não se engane.

Peixes (20/2 a 20/3) Fique pronto para acalentar pessoas que

estejam passando por momentos difíceis e que estão precisando

de um ombro amigo para poderem chorar as suas mágoas.


|36| {ESPORTE}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Ministro promete acelerar

libertação de corintianos

3ESPORTE

Estamos de olho

44

DIAS

na Bolívia

Oruro. Antônio Patriota, chefe da pasta de Relações Exteriores,

está na Bolívia para tentar agilizar soltura dos 12 torcedores detidos

O ministro das Relações Exteriores,

Antônio Patriota, afirmou

ontem que a libertação

dos 12 torcedores do Corinthians

que estão presos desde

o dia 20 de fevereiro em Oruro,

na Bolívia, pode demorar

e, por isso, tentará agilizar o

processo.

“As condições carcerárias

são precárias, mas o que pode

ser feito tem sido feito para

evitar que piorem. Já proporcionamos

à Justiça boliviana

elementos que vão – e tenho

esperança de que irão – garantir

o equacionamento no

mais breve prazo dessa questão”,

disse.

O deputado federal Nelson

Pellegrini, chefe da comitiva

brasileira que se reuniu

com o vice-ministro de Relações

Exteriores da Bolívia,

Juan Carlos Alurralde Tejada

ontem, em La Paz, disse que

o processo deve ser encerrado

em breve.

“Penso que agora nós já

estamos nos 15 minutos finais

da prorrogação. Portanto,

penso que os elementos já

estão todos de posse da Justiça

boliviana, elementos que firmam

a inocência dos brasileiros”,

afirmou o parlamentar.

Os alvinegros estão detidos

desde a partida de estreia do

Timão na Taça Libertadores,

contra o San José (BOL), em fevereiro.

Durante o jogo, um

sinalizador disparado por um

torcedor corintiano atingiu

o olho do adolescente Kevin

Beltrán Espada, de 14 anos. O

garoto, torcedor do San José,

morreu.

Os corintianos presos alegam

inocência. Um menor de

idade – as iniciais são H.A.M. –

se apresentou no Brasil como

responsável pelo disparo que

vitimou Espada. A Justiça boliviana,

porém, não acredita

na veracidade do depoimento.

Por isso, os torcedores seguem

detidos. METRO

Editorial

ABERRAÇÃO JURÍDICA

Os 12 brasileiros mantidos numa prisão do interior da Bolívia desde

o final de fevereiro são vítimas de uma flagrante aberração jurídica e

do desrespeito aos mais elementares princípios humanitários. Acusados

genericamente pela morte lamentável de um jovem durante um

jogo de futebol, esses torcedores do Corinthians estão abandonados

nas celas, sem culpa formada, sem provas consistentes e, o que é

pior, sem que seus advogados tenham sequer acesso aos autos

– se é que existem autos formalizados. E mais: esta situação absurda

pode durar dois anos.

Ninguém seria contra a condenação de um culpado por métodos

adequados e civilizados, mas esse processo selvagem de encarceramento,

baseado numa acusação coletiva imprecisa, em total afronta

ao Direito Universal e ao Pacto de San José de Costa Rica, do qual

a Bolívia é signatária, revolta e deixa chocado o nosso país. As autoridades

de Brasília pouco fazem, além de frases diplomáticas nada

convincentes. Os brasileiros indignados exigem ação e pressão corajosa

sobre o governo da Bolívia, em nome da dignidade humana.

Esta é a opinião do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Casão: demônios revelados

Boa notícia

Guerrero

Poupado do duelo contra

o Millonarios (COL), o

atacante pode retornar

à equipe diante do São

Bernardo, domingo, pelo

Campeonato Paulista. O

peruano foi submetido a

exames ontem que não

constataram lesão na

coxa direita. Ele sentiu

dores após o clássico

contra o São Paulo.

A carreira como jogador, o

sucesso no Corinthians, o

vício, a luta contra as drogas

e a volta por cima. A vida

de Walter Casagrande teve

tudo isso e está exposta

na biografia do ex-camisa

9 do Timão: “Casagrande e

seus demônios”.

Escrito pelo jornalista

Gilvan Ribeiro, editor de Esportes

do jornal “Diário de

S.Paulo”, o livro será lançado

na terça-feira, a partir

das 18h30, na Livraria Cultura

do Conjunto Nacional,

em São Paulo.

Aos 49 anos, Casagrande

teve quatro paradas cardíacas

por causa das drogas. Na

época mais “pesada”, utilizava,

em uma noite, cocaína,

heroína e maconha, tudo isso

acompanhado de tequila. Em

2007, ele dormiu ao volante e

sofreu um acidente de carro –

fato que provocou a internação

por mais de um ano em

uma clínica de recuperação.

Hoje, reabilitado, Casagrande

conta sua história

com as drogas e obscuros casos

de doping a que foi submetido

quando atuou na Europa.

Além do Corinthians,

o centroavante atuou por

São Paulo, Flamengo, Torino

(ITA), Ascoli (ITA) e Porto

(POR), entre outros. Ele também

defendeu a Seleção Brasileira

na Copa do Mundo do

México, em 1986.

Mas há também histórias

saborosas e divertidas de um

dos grandes jogadores dos

anos 1980. METRO Casagrande brilhou com a camisa do Corinthians | REPRODUÇÃO

Trechos

“CASAGRANDE E

SEUS DEMÔNIOS”

CASAGRANDE E

GILVAN RIBEIRO

GLOBO LIVROS

264 PÁGS. R$ 34,90

“Meu [coração], você

está comigo desde que

nasci. Não vá me deixar

na mão agora. Não bata

mais do jeito que você

está batendo, porque

eu não vou aguentar.”

“Quando fechei o zíper,

em frente ao espelho,

houve uma explosão

em meu peito. Explodiu

mesmo. Saí cerca de um

metro do solo, bati contra

a parede e caí no chão.”

“Em geral, injetavam

Pervitin no músculo. Isso

realmente melhorava o

desempenho. Cansaço?

Esquece... Se fosse

preciso, dava para jogar

três partidas seguidas.”

GILVAN

RIBEIRO

Escritor do livro foi

comparado a Sócrates

pelo jornalista Juca

Kfouri pela ‘tabelinha’

feita com Casão no livro

Como foi o processo de entrevistas

e escrita?

O livro foi escrito em praticamente

três meses. Tirei

licença do jornal entre setembro

e novembro, após a

Olimpíada. Antes disso, tive

alguns almoços espaçados

com o Casagrande, estava

envolvido com Olimpíada e

ele, com o trabalho. Quando

tirei a licença, comecei uma

coisa mais sistemática. Tive

alguns percalços, minha

mãe e meu filho tiveram de

ser operados. Depois disso,

acabei indo para uma praia

isolada para escrever.

O Casagrande gostou

do resultado?

O Casagrande gostou muito.

Ele teve uma dificuldade

grande em ler, ficava tenso,

disse que se sentia exposto.

Deve ser difícil mesmo

se expor dessa forma. Ele

foi bem corajoso. Foi uma

parceria muito bacana. Como

disse o [jornalista] Juca

Kfouri, me senti o Sócrates.

METRO


|38| {ESPORTE}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Camisa que

vale ouro

Instantâneo. Ao

ser convocado

para a Seleção,

o atleta ganha

notoriedade e

é muito mais

valorizado na

próxima venda

Como se fosse mágica, a

camisa da Seleção Brasileira

transforma o jogador que a veste

em um produto muito mais caro.

Em campo, não tem encantado,

mas fora dele, segue bem cotada

por jogadores, empresários

e, especialmente, clubes

interessados. Convocar significa

que uma transferência vantajosa

ou uma valorização salarial no

clube vai acontecer.

A Seleção Brasileira está longe

de agradar dentro de campo.

Mas, no mercado da bola,

o time pentacampeão do

mundo segue dando show. E

ao jogador, depois que recebe

uma convocação, a alegria vai

além da honra de defender as

cores de seu país. O bolso também

agradece.

Hoje, ser chamado significa

que o atleta provavelmente

será negociado em breve para

o exterior ou, quando retornar

ao clube, será preciso lhe

dar um considerável aumento

salarial. Afinal, trata-se agora

de um “jogador de Seleção”.

Exemplos são incontáveis.

De atletas que atuaram poucas

vezes com a camisa amarela

ou que tiveram uma história

longa, todos acabaram

valorizados.

Os empresários, que fazem

o meio de campo entre atletas

e clubes, também se animam

ao ver o seu cliente na

lista. “Claro que a convocação

da Seleção valoriza. É o nível

mais alto. O atleta sente o trabalho

reconhecido e sabe que

vai mostrar seu futebol para

o mundo. Ajuda bastante em

uma futura transferência”,

disse Joseph Lee, que tem Casemiro

como cliente. O volante

saiu do banco do São Paulo

para reforçar o time B do Real

Madrid. Foi por empréstimo

até o fim do ano, com opção

de compra. Cinco partidas pela

equipe principal do Brasil o

ajudaram a ser visto.

Gilmar Rinaldi, que cuida,

entre outros, do selecionável

Fábio Santos, do Corinthians,

aceita o valor da convocação,

embora seja “impossível

quantificá-la”. Mas decreta:

“Vira um jogador de Seleção.

Vale mais. E se for um dos titulares,

mais ainda.”

Já Gilmar Veloz, que agencia

Alexandre Pato, que voltou

a ser convocado, reconhece

a importância do chamado,

mas lembra que isso é reflexo

do momento do atleta – ou

deveria ser. É preciso que o jogador

renda no clube. “Senão,

não adianta. Ir bem no clube,

é o mais importante”, disse.

No fim, cabe ao treinador

arcar com as críticas. Vide

Luiz Felipe Scolari, que terça-

-feira chamou os desconhecidos

Matheus Vidotto (Corinthians),

Douglas Santos

(Náutico), Dória (Botafogo)...

MATHEUS ADAMI

WILSON DELL’ISOLA

METRO SÃO PAULO

AMARELO REAL

VALOR ANTES DA

CONVOCAÇÃO (EM R$ MILHÕES)

TRANSFERÊNCIA (EM R$ MILHÕES)

OSCAR

Meia, 21 anos

CONVOCADO DESDE 2011

15 JOGOS

5 GOLS

Tinha multa de R$ 15

milhões no São Paulo,

clube do qual se desligou

judicialmente. Depois

disso, em 2010, acertou

com o Internacional.

Em 2011, foi vendido

para o Chelsea (ING)

por R$ 79 milhões, na

negociação mais cara da

história do futebol

brasileiro até então

13

JOGOS

1

2008

15

ELIAS

Volante, 27 anos

CONVOCADO EM 2010

15

2011

79

2010 2011

Foi destaque da Ponte Preta

de 2008 e acabou contratado

pelo Corinthians, que fez

bom dinheiro negociando-0

com o Atlético de Madrid

3

JOGOS

WELLINGTON NEM

Atacante, 21 anos

20

2011

Era Mano Menezes foi marcada por muitas transferências | BIA ALVES/FOTOARENA

CONVOCADO EM 2012

Bem no Fluminense, foi

convocado. Teve contrato

renovado com o time das

Laranjeiras e multa rescisória

mais do que duplicada

50

2012

6

JOGOS

20

2007

AFONSO ALVES

Atacante, 32 anos

CONVOCADO EM 2007

Artilheiro no Heerenveen

(HOL), chamou a atenção

do então técnico Dunga,

que o convocou e causou

surpresa em muitos

brasileiros. Hoje atua no

Al Gharafa, do Qatar, que

pagou R$ 50 milhões no

seu futebol

CARLOS EDUARDO

Meia, 25 anos

CONVOCADO EM 2009 E 2010

Duas semanas depois de

aparecer na lista para o

amistoso contra os EUA, o

Rubin Kazan pagou R$ 50

milhões ao Grêmio

50

2010

HULK

Atacante, 26 anos

CONVOCADO DESDE 2009

A primeira transferência de

Hulk foi em 2005.

O Kawasaki Frontale (JAP)

comprou o jogador do

Vitória-BA por um valor

próximo a R$ 2 milhões. Foi

convocado quando atuava

pelo Porto (POR), antes de

ir para o Zenit (RUS)

11

2007

22

JOGOS

42

2008

29

2008

8 JOGOS

1 GOL

2

2007

20 JOGOS

6 GOLS

148

2012

ANDRÉ SANTOS

Lateral esq., 30 anos

CONVOCADO DESDE 2009

Quando foi para o

Corinthians, em 2008, valia

cerca de R$ 2 milhões. Após

ser chamado, foi para o

Fenerbahce por R$ 16 milhões

Desconfiança nacional crônica

“Hulk é convocado para a

Olimpíada e, em seguida, vira

uma das transferências

mais caras da história do futebol”.

Foi assim que, no final

do ano passado, o ex-jogador

e deputado federal Romário

indicou que há um “cartel de

convocações” dentro da CBF.

O agente Gilmar Rinaldi, é

uma das vozes que defendem

a comissão brasileira: “Você

acha que Felipão e Parreira

vão convocar por interesse?

Nunca. Conheço os dois.”

Não há provas. Sobram

negações. Jogadores, empresários

e dirigentes refutam a

ideia de esquema nas convocações.

Fato é que o torcedor

anda desconfiado. As listas de

Mano Menezes, antecessor de

16

2008

Luiz Felipe Scolari, reforçaram

o sentimento.

Em especial, o número de

transferências de convocados

nos dois anos em que ele ficou

na Seleção: 27, cinco deles

agenciados por Carlos

Leite, que também cuida da

carreira do técnico. O agente

nega qualquer influência nas

listas. METRO


|42| {ESPORTE}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Mal-entendido

‘Nem dormi’

Uma frase mal interpretada

e uma ligação para

desfazer o mal-entendido.

Foi assim que o meia

Deco chamou a polêmica

envolvendo seu nome e o

de Neymar. Isso porque,

em entrevista à “rádio

Bradesco Esportes FM”, o

camisa 20 do Fluminense

teria afirmado que não

gosta do craque santista

como pessoa.

Deco, no entanto, garantiu

que não criticou o

companheiro de trabalho.

Segundo ele, na pressa de

deixar o local onde estava,

disse “é um gosto dele

como pessoa”, que saiu

truncado e deu origem ao

caso. Chateado, ele disse

que “não conseguiu dormir”

e que Neymar é “bacana

demais”. METRO

Empate e vaias no Pacaembu

Neymar anotou seu primeiro gol de falta em 2013 | LUIZ FERNANDO MENEZES/FOTOARENA

Paulista. Neymar faz golaço, mas Peixe só

empata com Azulão e desagrada torcida

O desempenho do Santos

no empate por 1 a 1 diante

do São Caetano, ontem

no Pacaembu, pela 17ª rodada

do Campeonato Paulista,

foi bastante oscilante. Neymar,

autor do gol santista

e apagado no 1 o tempo, é o

melhor termômetro para a

atuação do Peixe.

Depois de praticamente

não criar nada na etapa

inicial, o camisa 11 cresceu

com o time no 2 o tempo,

marcou um golaço de falta

e salvou o Peixe da derrota.

Isso porque o Azulão já

estava na frente. Também

de falta, com perfeição, o

atacante Jael acertou o ângulo

de Rafael.

E foi dos pés do craque

que saíram as melhores

oportunidades do time de

Muricy Ramalho. Pouco para

que o Santos conseguisse

a virada. Frustração para os

pouco mais de 11 mil torcedores

no Pacaembu. No fim,

vaias ao time.

Com o resultado, o Santos

se manteve em terceiro lugar

na tabela, com 33 pontos.

METRO

1

SANTOS

Rafael; Galhardo, Neto,

Durval e Léo; Alan Santos,

Arouca, Cícero (Patito Rodríguez) e Montillo; Giva

(André) e Neymar .

Técnico: Muricy Ramalho

Fábio; Bruno Aguiar,

1

SÃO CAETANO Eli Sabiá e Adriano

(Bustamante); Samuel Xavier, Fabinho, Pirão

(Rogério), Diego e Éder (Moradei); Jael e Danielzinho.

Técnico: Daniel Martine

• Gols. Jael, aos 6 minutos do 1º tempo; e Neymar, aos 7 minutos

do 2º tempo

• Arbitragem. Antônio Rogério Batista do Prado (SP)


|44| {ESPORTE}

SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com

Liga Europa

1 . PAUL HACKETT/REUTERS

2 .DYLAN MARTINEZ/REUTERS

3 . HUGO CORREIA/REUTERS

4 . OSMAN ORSAL/REUTERS

Na Bolívia, Tricolor

perde e se complica

1 2

3 4

1Vaga encaminhada. Chelsea

bateu o Rubin Kazan por 3 a 1.

Fernando Torres marcou duas vezes. Victor Moses fez

o outro gol dos ingleses, e Natcho, o dos russos. METRO

2Tottenham vacila. Londrinos

empataram em casa: 2 a 2.

No jogo de volta, o Basel jogará por uma vitória

simples ou empate por 0 a 0 ou 1 a 1. METRO

3Benfica foi bem. Portugueses

reverteram o placar em Lisboa

O Newcastle saiu na frente com gol de Papis Cisse,

mas o Benfica virou a partida para 3 a 1. METRO

4Vantagem turca. Fenerbahce

pode perder por um gol na Itália

Webo e Kuyt marcaram os gols da vitória por 2 a 0

sobre a Lazio. METRO

Libertadores. São Paulo não consegue superar The Strongest em La Paz e, agora, só avança

para as oitavas de final com combinação de resultados. Jogo contra o Atlético-MG é dia 17

Todo o clima ruim que ficou

no São Paulo após a derrota

para o Arsenal de Sarandí

(ARG), dia 14 de março na Argentina,

por 2 a 1, está prestes

a voltar. Em La Paz, na Bolívia,

o time perdeu por 2 a 1 para

o The Strongest (BOL) e ficou

em situação ainda mais difícil

na Taça Libertadores.

Os bolivianos ultrapassaram

o clube do Morumbi

e agora ocupam a segunda

posição do Grupo 3, com

6 pontos, dois a mais que o

São Paulo. Para piorar, o Tricolor

encara o Atlético-MG,

líder invicto da chave com

15, no dia 17, com a obrigação

da vitória e torcendo

por um tropeço do The

Strongest contra o Arsenal.

O jogo

Na altitude e sem Luis Fabiano,

suspenso, o São Paulo

começou melhor: teve

duas oportunidades de marcar,

com Osvaldo e Carleto,

obrigando o goleiro Vaca a

trabalhar. Aos 14 minutos,

os anfitriões marcaram com

Soliz, em uma bomba de fora

da área que pegou Rogério

Ceni adiantado.

O Tricolor só igualou as

coisas aos 43, em pênalti

convertido pelo próprio Rogério

Ceni, após Aloísio ser

derrubado na área boliviana.

Na etapa final, o time são-

-paulino pressinou, perdeu

gols e não conseguiu vazar

novamente o goleiro Vaca –

destaque na partida. Melhor

para o The Strongest, que, em

acertou no gol outro chute de

fora da área, com Cristaldo,

para desespero do Tricolor na

Libertores. METRO

Cristaldo comemora segundo gol do The Strongest sobre o São Paulo | GASTON BRITO/REUTERS

2

THE STRONGEST Vaca; Bejarano , Barrera ,

Smith e Chavez;

Chumacero, Veizaga, Soliz (Cunningham ) e

Cristaldo; Escobar e Reina (Marcos Paz).

Técnico: Eduardo Villegas

Rogério Ceni; Paulo

1

SÃO PAULO

Miranda (Rodrigo Caio),

Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Denilson ,

Maicon (Wellington), Jadson , Ganso e Osvaldo;

Aloisio. Técnico: Ney Franco

• Gols. Soliz aos 14 e Rogério Ceni aos 43 minutos do 1º tempo;

Cristaldo aos 20 minutos do 2º tempo.

• Arbitragem. Victor Carillo (PER)

4 pontos

tem o São Paulo, 3º colocado no

Grupo 3 da Taça Libertadores. Já

classificado para as oitavas de

final, o líder Atlético-MG soma 15.

The Strongest (BOL) é o vice-líder

da chave com 6 pontos. Tricolor

precisa vencer Galo e torcer por

um troceço dos bolivianos

Caso Arsenal

Conmebol critica

ação da Polícia

Militar mineira

O secretário-geral da Conmebol,

José Luis Meiszner,

considerou imperdoável

a postura da

Polícia Militar de Minas

Gerais pela atuação no jogo

entre Atlético-MG e Arsenal

de Sarandí, quarta-

-feira, pela Libertadores.

Oito jogadores do time visitante

foram presos por

agredirem policiais após a

derrota por 5 a 2. METRO

Série A2

Lusa encara o

Catadanduvense

amanhã, às 10h

A Portuguesa estreia

amanhã na fase final da

Série A2 do Campeonato

Paulista. Fora de casa,

o time rubro-verde enfrenta

o Catanduvense,

às 10h. Pelo mesmo grupo,

o Capivariano recebe

o Comercial às 16h.

Os dois melhores de

cada grupo da A2 avançam

para a elite do Campeonato

Paulista. METRO

Kleina freia empolgação verde

Gilson Kleina pediu foco no jogo contra a Ponte | CESAR GRECO/FOTOARENA/FOLHAPRESS

O técnico Gilson Kleina reuniu

ontem os jogadores

do Palmeiras e fez um pedido:

nada de empolgação. A

equipe venceu o Tigre (ARG)

por 2 a 0 na terça-feira, pela

Taça Libertadores.

“Falei a eles que não podemos

achar que está tudo

resolvido. Foi uma vitória

importante, mas agora já

temos outra pedreira pela

frente, que é a Ponte Preta.

É outro jogo, outro campeonato,

mas o espírito deve

ser o mesmo. Independentemente

de quem vai jogar,

temos de repetir o que fizemos

na última partida”, disse

o treinador antes do treinamento

de ontem.

No domingo, contra a

Ponte Preta, em Campinas,

o Verdão deve ter time

misto. E, na quinta-feira

que vem, a equipe tem jogo

decisivo na Libertadores

contra o Libertad (PAR), no

Pacambu.

A intenção é ter o zagueiro

Henrique e o atacante

Kleber, ambos machucados,

diante dos paraguaios.

METRO


SÃO PAULO, SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

www.readmetro.com {ESPORTE} |45|◊◊

Vôlei. Unilever e Osasco

decidem a Superliga

Helinho foi o segundo colocado na abertura da Indy | CHRIS TROTMAN/GETTY IMAGES

Equipe Penske busca

o ‘tetra’ no Alabama

A Superliga feminina de vôlei

vai conhecer seu campeão

neste domingo. Às

10h, Unilever (do Rio de Janeiro)

e Sollys/Nestlé (de

Osasco) fazem a decisão do

torneio no ginásio do Ibirapuera,

em São Paulo.

O time de Osasco luta para

manter o título, mas joga

o favoritismo para longe.

“Nós não temos o favoritismo.

Do outro lado também

tem um time muito forte”,

disse a ponteira Jaqueline.

O time carioca, por sua

vez, quer o oitavo troféu

da Superliga. A equipe é a

maior campeã do torneio.

Assim como as rivais, sem

contar vantagem para a decisão

de domingo.

“As duas equipes têm

grandes jogadoras, campeãs

olímpicas, e atletas que se

conhecem muito bem”, afirmou

a meio de rede Juciely.

METRO

Formula Indy. Etapa foi vencida em três das quatro edições pela equipe formada por

Will Power e Helio Castroneves. Vice-colocado três vezes, Scott Dixon sonha com o 1º lugar

A segunda prova da Fórmula

Indy, em Barber Motorsports

Park, no Alabama

(EUA), traz boas recordações

ao piloto Helio Castroneves

e sua equipe, a Penske.

Em quatro edições disputadas

no circuito, o time de

Helinho venceu três provas.

O brasileiro subiu ao lugar

mais alto do pódio em

2010, enquanto Will Power

abocanhou as duas últimas

edições. No domingo,

eles terão a oportunidade

de buscar o pódio mais uma

vez, a partir das 16h30, com

transmissão do Bandsports.

Quem não está nem um

pouco satisfeito com o ótimo

desempenho da Penske

no Alabama é o piloto Scott

Dixon, da Chip Ganassi. “Eu

não sei o que é mais lamentável:

terminar em segundo

todos os anos ou terminar

em segundo atrás da Penske”,

disparou em entrevista

ao site oficial da Indy. Na

prova do ano passado, Dixon

cruzou a linha de chegada

três segundos depois

de Will Power. METRO

“Eu não sei o que

é mais lamentável:

terminar em segundo

todos os anos ou

terminar em segundo

atrás da Penske.”

SCOTT DIXON, DA CHIP GANASSI

Jaqueline nega favoritismo do Osasco | CELSO PUPO/FOTOARENA


SÃO PAULO - SEXTA-FEIRA, 5 DE ABRIL DE 2013

More magazines by this user
Similar magazines