Views
3 years ago

Comentário de 1 Coríntios

24 • Comentário

24 • Comentário de 1 Coríntios preocupar-se consigo mesmos e se engajem na obra do Senhor sem absolutamente quaisquer entraves. O primeiro passo, para servirmos a Cristo, é esquecer-nos de nós mesmos e pensar tão-só na glória do Senhor e na salvação dos homens. Além do mais, ninguém jamais estará aparelhado para o ensino se antes não for absorvido pelo poder do evangelho, de modo a falar não tanto com seus lábios, mas com seu próprio coração. Portanto, o que sucede no caso daqueles que nunca nasceram de novo, pelo Espírito de Deus, nunca experimentaram o poder do evangelho em seus próprios corações, e não têm qualquer idéia do que significa ser nova criação! (cf. 2Co 5.17). Sua pregação é morta, quando deveria ser viva e produtora de resultados; e para que se sobressaíssem aos olhos públicos, eles mesmos dissimulavam o evangelho, vestindo-o de diferentes indumentárias, de modo que viesse ele a assemelhar-se às filosofias do mundo. Fazer isso em Corinto era algo fácil para o tipo de pessoas que estamos considerando aqui. Pois os mercadores são facilmente levados pela aparência externa; e não só se permitiam trapacear pelas mesmas trapaças que aplicavam a outrem, mas, de certa forma, também gostavam disso. Além disso, possuíam ouvidos sensíveis, de modo que não suportavam censura por demais severa, resultando que, se se deparassem com os mestres tão maleáveis e prontos a deixá-los alegremente impunes, se valiam de recompensas e bajulação. Concordo que isso se dá em toda parte, mas é mais comum em cidades comerciais e ricas. Ao contrário, Paulo, que em outros aspectos era um homem sublime e se sobressaía em razão das admiráveis qualidades que possuía, não obstante fez-se insignificante exteriormente, no tocante às graças exteriores estava sempre contente, jamais se irrompendo com ostentação nem procurando tocar sua própria conduta. De fato, em razão de seu coração estar sempre e verdadeiramente sob a influência do Espírito, não havia nele a menor sombra de ostentação, sendo incapaz de proferir bajulação nem se preocupava em agradar a homens. Ele só tinha um propósito diante de si, a saber, que ele e todos os demais, estando à disposição, Cristo pudesse reinar. Já que os

Análise da Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios • 25 coríntios se inclinavam mais pelo ensino engenhoso do que benéfico, então não poderiam saborear o evangelho. Já que viviam tão ansiosos por novidades, então Cristo, para eles, se achava fora de moda. Em todo caso, se não tivessem ainda, realmente, caído em tais erros, pelo menos já estavam naturalmente inclinados para as coisas sedutoras desta espécie. Portanto, era fácil para os falsos apóstolos atrair a atenção entre eles e adulterar o ensino de Cristo. Pois certamente é ele adulterado quando sua natural pureza é corrompida e, por assim dizer, pintada com diferentes cores, sendo ele posto no mesmo nível de qualquer filosofia mundana. Portanto, a fim de agradar o paladar dos coríntios, adicionavam condimentos a seu ensino, resultando disso que o genuíno sabor do evangelho era destruído. Agora estamos em posição de entender por que Paulo foi induzido a escrever esta carta. Agora podemos sumariar o argumento, apresentando breves notas sobre cada um dos capítulos em ordem cronológica. Paulo inicia o primeiro capítulo congratulando-se com eles (coríntios), e com isso os encoraja a prosseguirem como começaram. Desta forma ele os apazigua de antemão antes de prosseguir, de modo a estarem mais dispostos a receber seu ensino. Mas imediatamente ele fere uma nota mais severa, fazer a transição para reprovar, quando se refere aos desacordos que ora afligiam sua igreja. Desejando curar este mal, ele insta com eles que voltassem do orgulho para a humildade. Pois ele dispensa toda a sabedoria do mundo, estabelecendo em seu lugar unicamente a pregação da Cruz. Ao mesmo tempo também os humilha individualmente, ao dizer-lhes que observassem bem a classe de pessoas a quem o Senhor, geralmente, tem adotado e conduzido a seu rebanho. No segundo capítulo, ele cita o exemplo de sua própria pregação, a qual, humanamente falando, era pobre e insignificante, porém era notável em razão de possuir o poder do Espírito. E ele prossegue desenvolvendo a idéia de que o evangelho contém sabedoria celestial e secreta. É algo que nem a habilidade natural do homem, ainda que perspicaz e penetrante, nem seus sentidos físicos podem compreen-

  • Page 5 and 6: SÉRIE COMENTÁRIOS BÍBLICOS JOÃO
  • Page 7 and 8: Sumário Prefácio à edição em p
  • Page 9 and 10: Versículos 13 a 22................
  • Page 11 and 12: Prefácio à Edição em Português
  • Page 13: Prefácio à Edição em Português
  • Page 16 and 17: 14 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 18 and 19: 16 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 20 and 21: 18 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 22 and 23: 20 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 24 and 25: 22 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 28 and 29: 26 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 30 and 31: 28 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 32 and 33: 30 • Comentário de 1 Coríntios
  • Page 35 and 36: Capítulo 1 1. Paulo, chamado para
  • Page 37 and 38: Capítulo 1 • 35 realmente compro
  • Page 39 and 40: Capítulo 1 • 37 se achava infest
  • Page 41 and 42: Capítulo 1 • 39 O que segue - ch
  • Page 43 and 44: Capítulo 1 • 41 aqueles a quem e
  • Page 45 and 46: Capítulo 1 • 43 mas, à guisa de
  • Page 47 and 48: Capítulo 1 • 45 pensando neles c
  • Page 49 and 50: Capítulo 1 • 47 prova, já que e
  • Page 51 and 52: Capítulo 1 • 49 Contudo agora, a
  • Page 53 and 54: Capítulo 1 • 51 posições, e as
  • Page 55 and 56: Capítulo 1 • 53 religião, todav
  • Page 57 and 58: Capítulo 1 • 55 uma pequena part
  • Page 59 and 60: Capítulo 1 • 57 Ou fostes batiza
  • Page 61 and 62: Capítulo 1 • 59 19. Pois está e
  • Page 63 and 64: Capítulo 1 • 61 que não fora fo
  • Page 65 and 66: Capítulo 1 • 63 posa de um filó
  • Page 67 and 68: Capítulo 1 • 65 vivem contentes
  • Page 69 and 70: Capítulo 1 • 67 seria tomada com
  • Page 71 and 72: Capítulo 1 • 69 20. Onde está o
  • Page 73 and 74: Capítulo 1 • 71 a ambas as quest
  • Page 75 and 76: Capítulo 1 • 73 fora fornecida p
  • Page 77 and 78:

    Capítulo 1 • 75 cognosceret]. Al

  • Page 79 and 80:

    Capítulo 1 • 77 limites para sua

  • Page 81 and 82:

    Capítulo 1 • 79 contrapartida, p

  • Page 83 and 84:

    Capítulo 1 • 81 reis e seus cons

  • Page 85 and 86:

    Capítulo 1 • 83 quer dizer que e

  • Page 87:

    Capítulo 1 • 85 a ele. Portanto,

  • Page 90 and 91:

    88 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 92 and 93:

    90 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 94 and 95:

    92 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 96 and 97:

    94 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 98 and 99:

    96 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 100 and 101:

    98 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 102 and 103:

    100 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 104 and 105:

    102 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 106 and 107:

    104 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 108 and 109:

    106 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 110 and 111:

    108 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 112 and 113:

    110 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 114 and 115:

    112 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 117 and 118:

    Capítulo 3 1. E eu, irmãos, não

  • Page 119 and 120:

    Capítulo 3 • 117 em joguete 3 da

  • Page 121 and 122:

    Capítulo 3 • 119 prias obras, po

  • Page 123 and 124:

    Capítulo 3 • 121 por intermédio

  • Page 125 and 126:

    Capítulo 3 • 123 impeça a Deus

  • Page 127 and 128:

    Capítulo 3 • 125 aplica também

  • Page 129 and 130:

    Capítulo 3 • 127 movido por si m

  • Page 131 and 132:

    Capítulo 3 • 129 10. Como sábio

  • Page 133 and 134:

    Capítulo 3 • 131 certeza onde es

  • Page 135 and 136:

    Capítulo 3 • 133 empurrado como

  • Page 137 and 138:

    Capítulo 3 • 135 mais profundo d

  • Page 139 and 140:

    Capítulo 3 • 137 Podemos conclui

  • Page 141 and 142:

    Capítulo 3 • 139 ticular é uma

  • Page 143 and 144:

    Capítulo 3 • 141 lhar em todas a

  • Page 145 and 146:

    Capítulo 3 • 143 21. Por isso, n

  • Page 147:

    Capítulo 3 • 145 cientifica que

  • Page 150 and 151:

    148 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 152 and 153:

    150 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 154 and 155:

    152 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 156 and 157:

    154 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 158 and 159:

    156 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 160 and 161:

    158 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 162 and 163:

    160 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 164 and 165:

    162 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 166 and 167:

    164 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 168 and 169:

    166 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 170 and 171:

    168 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 172 and 173:

    170 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 174 and 175:

    172 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 176 and 177:

    174 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 178 and 179:

    176 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 180 and 181:

    178 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 183 and 184:

    Capítulo 5 1. Geralmente se ouve q

  • Page 185 and 186:

    Capítulo 5 • 183 Se alguém perg

  • Page 187 and 188:

    Capítulo 5 • 185 dos fiéis. Ass

  • Page 189 and 190:

    Capítulo 5 • 187 quando Paulo im

  • Page 191 and 192:

    Capítulo 5 • 189 6. Não é boa

  • Page 193 and 194:

    Capítulo 5 • 191 uma referência

  • Page 195 and 196:

    Capítulo 5 • 193 12. Porque, que

  • Page 197 and 198:

    Capítulo 5 • 195 lado de fora qu

  • Page 199 and 200:

    Capítulo 5 • 197 de agradar os

  • Page 201 and 202:

    Capítulo 5 • 199 tencem a sua fa

  • Page 203 and 204:

    Capítulo 6 1. Ousa algum de vós,

  • Page 205 and 206:

    Capítulo 6 • 203 perante os juí

  • Page 207 and 208:

    Capítulo 6 • 205 de no último d

  • Page 209 and 210:

    Capítulo 6 • 207 a julgar”; e

  • Page 211 and 212:

    Capítulo 6 • 209 Rm 12.21], não

  • Page 213 and 214:

    Capítulo 6 • 211 sem ir contra D

  • Page 215 and 216:

    Capítulo 6 • 213 tais como adúl

  • Page 217 and 218:

    Capítulo 6 • 215 ciona a palavra

  • Page 219 and 220:

    Capítulo 6 • 217 lavados, não d

  • Page 221 and 222:

    Capítulo 6 • 219 12. Todas as co

  • Page 223 and 224:

    Capítulo 6 • 221 guém é indevi

  • Page 225 and 226:

    Capítulo 6 • 223 to que tal cois

  • Page 227 and 228:

    Capítulo 6 • 225 caso dos crente

  • Page 229:

    Capítulo 6 • 227 contaminado”

  • Page 232 and 233:

    230 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 234 and 235:

    232 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 236 and 237:

    234 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 238 and 239:

    236 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 240 and 241:

    238 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 242 and 243:

    240 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 244 and 245:

    242 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 246 and 247:

    244 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 248 and 249:

    246 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 250 and 251:

    248 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 252 and 253:

    250 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 254 and 255:

    252 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 256 and 257:

    254 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 258 and 259:

    256 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 260 and 261:

    258 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 262 and 263:

    260 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 264 and 265:

    262 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 266 and 267:

    264 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 268 and 269:

    266 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 270 and 271:

    268 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 272 and 273:

    270 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 274 and 275:

    272 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 276 and 277:

    274 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 278 and 279:

    276 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 280 and 281:

    278 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 282 and 283:

    280 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 284 and 285:

    282 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 286 and 287:

    284 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 288 and 289:

    286 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 290 and 291:

    288 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 292 and 293:

    290 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 294 and 295:

    292 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 296 and 297:

    294 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 298 and 299:

    296 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 300 and 301:

    298 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 302 and 303:

    300 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 304 and 305:

    302 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 306 and 307:

    304 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 308 and 309:

    306 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 310 and 311:

    308 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 312 and 313:

    310 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 314 and 315:

    312 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 316 and 317:

    314 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 318 and 319:

    316 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 320 and 321:

    318 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 322 and 323:

    320 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 324 and 325:

    322 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 326 and 327:

    324 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 328 and 329:

    326 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 330 and 331:

    328 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 332 and 333:

    330 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 335 and 336:

    Capítulo 10 1. Além do mais, irm

  • Page 337 and 338:

    Capítulo 10 • 335 era como se fo

  • Page 339 and 340:

    Capítulo 10 • 337 3. O mesmo ali

  • Page 341 and 342:

    Capítulo 10 • 339 tempo, não ig

  • Page 343 and 344:

    Capítulo 10 • 341 abandona o pov

  • Page 345 and 346:

    Capítulo 10 • 343 visto, porém,

  • Page 347 and 348:

    Capítulo 10 • 345 pelo Senhor. P

  • Page 349 and 350:

    Capítulo 10 • 347 apenas um dia

  • Page 351 and 352:

    Capítulo 10 • 349 que primeiro a

  • Page 353 and 354:

    Capítulo 10 • 351 santos pais, e

  • Page 355 and 356:

    Capítulo 10 • 353 em maior evid

  • Page 357 and 358:

    Capítulo 10 • 355 17. Visto que

  • Page 359 and 360:

    Capítulo 10 • 357 geira observa

  • Page 361 and 362:

    Capítulo 10 • 359 integralmente

  • Page 363 and 364:

    Capítulo 10 • 361 para que nenhu

  • Page 365 and 366:

    Capítulo 10 • 363 Sacramentos. S

  • Page 367 and 368:

    Capítulo 10 • 365 é que as duas

  • Page 369 and 370:

    Capítulo 10 • 367 que dera antes

  • Page 371 and 372:

    Capítulo 10 • 369 Porque, embora

  • Page 373 and 374:

    Capítulo 10 • 371 distância de

  • Page 375 and 376:

    Capítulo 10 • 373 o apóstolo qu

  • Page 377 and 378:

    Capítulo 11 1 . Sede meus imitador

  • Page 379 and 380:

    Capítulo 11 • 377 segundo, ele a

  • Page 381 and 382:

    Capítulo 11 • 379 Isso se torna

  • Page 383 and 384:

    Capítulo 11 • 381 Eis o que ele

  • Page 385 and 386:

    Capítulo 11 • 383 capítulo 14.

  • Page 387 and 388:

    Capítulo 11 • 385 os homens, sã

  • Page 389 and 390:

    Capítulo 11 • 387 Por causa dos

  • Page 391 and 392:

    Capítulo 11 • 389 12. Porque, co

  • Page 393 and 394:

    Capítulo 11 • 391 um estranho co

  • Page 395 and 396:

    Capítulo 11 • 393 também com ou

  • Page 397 and 398:

    Capítulo 11 • 395 19. Pois é ne

  • Page 399 and 400:

    Capítulo 11 • 397 grandiosa sabe

  • Page 401 and 402:

    Capítulo 11 • 399 ta que ele dev

  • Page 403 and 404:

    Capítulo 11 • 401 poderiam defen

  • Page 405 and 406:

    Capítulo 11 • 403 Portanto, reco

  • Page 407 and 408:

    Capítulo 11 • 405 Com que propó

  • Page 409 and 410:

    Capítulo 11 • 407 de seus olhos;

  • Page 411 and 412:

    Capítulo 11 • 409 Portanto, uma

  • Page 413 and 414:

    Capítulo 11 • 411 se acham extre

  • Page 415 and 416:

    Capítulo 11 • 413 25. Depois de

  • Page 417 and 418:

    Capítulo 11 • 415 da confissão

  • Page 419 and 420:

    Capítulo 11 • 417 dias, muitos e

  • Page 421 and 422:

    Capítulo 11 • 419 todos, pois, c

  • Page 423 and 424:

    Capítulo 11 • 421 30. Por esta c

  • Page 425 and 426:

    Capítulo 11 • 423 ela está satu

  • Page 427 and 428:

    Capítulo 11 • 425 tal forma que,

  • Page 429:

    Capítulo 11 • 427 pode haver ent

  • Page 432 and 433:

    430 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 434 and 435:

    432 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 436 and 437:

    434 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 438 and 439:

    436 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 440 and 441:

    438 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 442 and 443:

    440 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 444 and 445:

    442 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 446 and 447:

    444 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 448 and 449:

    446 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 450 and 451:

    448 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 452 and 453:

    450 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 454 and 455:

    452 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 457 and 458:

    Capítulo 13 1. Se eu falar as lín

  • Page 459 and 460:

    Capítulo 13 • 457 que lhes podia

  • Page 461 and 462:

    Capítulo 13 • 459 nha; em suma,

  • Page 463 and 464:

    Capítulo 13 • 461 5. Não se com

  • Page 465 and 466:

    Capítulo 13 • 463 desistência d

  • Page 467 and 468:

    Capítulo 13 • 465 O que acabo de

  • Page 469 and 470:

    Capítulo 13 • 467 plenitude nos

  • Page 471 and 472:

    Capítulo 13 • 469 através de um

  • Page 473 and 474:

    Capítulo 13 • 471 manece. Pois a

  • Page 475 and 476:

    Capítulo 14 1. Segui o amor, e des

  • Page 477 and 478:

    Capítulo 14 • 475 nenhum dom, po

  • Page 479 and 480:

    Capítulo 14 • 477 pam com suas p

  • Page 481 and 482:

    Capítulo 14 • 479 7. E até as c

  • Page 483 and 484:

    Capítulo 14 • 481 tremendo é o

  • Page 485 and 486:

    Capítulo 14 • 483 contribuirem p

  • Page 487 and 488:

    Capítulo 14 • 485 interpretaçã

  • Page 489 and 490:

    Capítulo 14 • 487 ao encontrar-s

  • Page 491 and 492:

    Capítulo 14 • 489 ou vossa bên

  • Page 493 and 494:

    Capítulo 14 • 491 sobre as líng

  • Page 495 and 496:

    Capítulo 14 • 493 Quanto a sua e

  • Page 497 and 498:

    Capítulo 14 • 495 já haviam se

  • Page 499 and 500:

    Capítulo 14 • 497 propósitos do

  • Page 501 and 502:

    Capítulo 14 • 499 26. Então, ir

  • Page 503 and 504:

    Capítulo 14 • 501 tante obstrua

  • Page 505 and 506:

    Capítulo 14 • 503 ou se, usando

  • Page 507 and 508:

    Capítulo 14 • 505 32. E os espí

  • Page 509 and 510:

    Capítulo 14 • 507 Pois as riquez

  • Page 511 and 512:

    Capítulo 14 • 509 38. Mas se alg

  • Page 513 and 514:

    Capítulo 14 • 511 36. A palavra

  • Page 515 and 516:

    Capítulo 14 • 513 Há ainda maio

  • Page 517 and 518:

    Capítulo 14 • 515 por audazmente

  • Page 519 and 520:

    Capítulo 15 1. Além do mais, irm

  • Page 521 and 522:

    Capítulo 15 • 519 um fato do pas

  • Page 523 and 524:

    Capítulo 15 • 521 2. Se guardard

  • Page 525 and 526:

    Capítulo 15 • 523 5. E que foi v

  • Page 527 and 528:

    Capítulo 15 • 525 “Quem és tu

  • Page 529 and 530:

    Capítulo 15 • 527 10. E sua gra

  • Page 531 and 532:

    Capítulo 15 • 529 plena verdade.

  • Page 533 and 534:

    Capítulo 15 • 531 tra fonte, sen

  • Page 535 and 536:

    Capítulo 15 • 533 mais harmonia

  • Page 537 and 538:

    Capítulo 15 • 535 vivas depois d

  • Page 539 and 540:

    Capítulo 15 • 537 20. Mas de fat

  • Page 541 and 542:

    Capítulo 15 • 539 de causas opos

  • Page 543 and 544:

    Capítulo 15 • 541 se gênero. O

  • Page 545 and 546:

    Capítulo 15 • 543 verdade que o

  • Page 547 and 548:

    Capítulo 15 • 545 28). É como s

  • Page 549 and 550:

    Capítulo 15 • 547 Deus será tud

  • Page 551 and 552:

    Capítulo 15 • 549 era uma perver

  • Page 553 and 554:

    Capítulo 15 • 551 Igreja, quando

  • Page 555 and 556:

    Capítulo 15 • 553 31. A cada dia

  • Page 557 and 558:

    Capítulo 15 • 555 arena, de modo

  • Page 559 and 560:

    Capítulo 15 • 557 33. Não vos e

  • Page 561 and 562:

    Capítulo 15 • 559 Despertar-vos

  • Page 563 and 564:

    Capítulo 15 • 561 gênio não o

  • Page 565 and 566:

    Capítulo 15 • 563 qüentemente,

  • Page 567 and 568:

    Capítulo 15 • 565 Tenhamos sempr

  • Page 569 and 570:

    Capítulo 15 • 567 Apolinário. 1

  • Page 571 and 572:

    Capítulo 15 • 569 corpo proceden

  • Page 573 and 574:

    Capítulo 15 • 571 51. Eis que vo

  • Page 575 and 576:

    Capítulo 15 • 573 todos renovado

  • Page 577 and 578:

    Capítulo 15 • 575 ambos: mortos

  • Page 579 and 580:

    Capítulo 15 • 577 Não importa m

  • Page 581 and 582:

    Capítulo 15 • 579 56. O aguilhã

  • Page 583:

    Capítulo 15 • 581 o trabalho del

  • Page 586 and 587:

    584 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 588 and 589:

    586 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 590 and 591:

    588 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 592 and 593:

    590 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 594 and 595:

    592 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 596 and 597:

    594 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 598 and 599:

    596 • Comentário de 1 Coríntios

  • Page 600:

    598 • Comentário de 1 Coríntios

Comentário de Romanos
1 Corintios - Joao Calvino
Romanos - Joao Calvino
1 Corintios - Joao Calvino
Comentário de Salmos - Vol. 1
O livro dos Salmos - João Calvino - Vol 1
Comentário de Salmos – Volume 1 (João Calvino)
Comentario de Salmos - Vol. 1 ( - Joao Calvino
Oração por - Thomas Watson
Comentário Epístolas Gerais
Pastorais - Joao Calvino
João Calvino - Gálatas
Coleção Patrística vol 09-01 - Santo Agostinho - Comentário aos Salmos 1 ao 50
A Igreja e as Últimas Coisas - D. Martyn Lloyd-Jones
Oração - Thomas Watson
o livro de mórmon - The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints
1º CORINTIOS - John Wesley
2 Corintios - Joao Calvino
A Porção dos Ímpios - Jonathan Edwards
livro de mórmon doutrina e convênios - The Church of Jesus Christ ...
O que respondi - Volume 1 - Mario Persona
baixar livro completo - Livros evangélicos
João Calvino - A Doutrina da Eleição
Venha o Teu Reino - David W. Dyer
Daniel - João Calvino
Novo Comentário Bíblico Contemporâneo - Tiago
O peregrino - John Bunyan
A Doutrina da Eleição - João Calvino
Discípulos de Jesus - Igreja Metodista de Vila Isabel
As Dez Virgens, Uma Exposição Da Parábola Das Dez Virgens, por Robert Murray M'Cheyne